Racismo E Xenofobia
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Racismo E Xenofobia

on

  • 6,189 views

 

Statistics

Views

Total Views
6,189
Views on SlideShare
5,926
Embed Views
263

Actions

Likes
0
Downloads
79
Comments
1

10 Embeds 263

http://sousa1973.blogspot.com 105
http://sousa1973.blogspot.pt 87
http://sousa1973.blogspot.com.br 42
http://www.slideshare.net 21
http://sousa1973.blogspot.fr 2
http://sousa1973.blogspot.com.es 2
http://sousa1973.blogspot.co.uk 1
http://sousa1973.blogspot.com.ar 1
http://www.google.pt 1
http://sousa1973.blogspot.it 1
More...

Accessibility

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
  • oi prima
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Racismo E Xenofobia Racismo E Xenofobia Presentation Transcript

  • Racismo e Xenofobia
  • Introdução
    Este trabalho foi elaborado no âmbito da disciplina de C.P.4 e tem como temas o racismo, a xenofobia.
    A realização deste trabalho visa estimular os colegas de turma a efectuar uma reflexão acerca dos diversos temas. Quanto à pesquisa efectuada para a elaboração do trabalho proposto, centramo-nos tanto na actualidade (notícias, reportagens, estudos, teorias…) como em factos da história a nível mundial luta pela igualdade de direitos.
    O racismo, a xenofobia são problemáticas extremamente importantes para a sociedade actual, visto que a afluência tanto de imigrantes como de turistas, factores de influência positiva à economia, tem tendência a aumentar. É, portanto, da importância discutir o tema com vista a minimizar o problema das atitudes racistas, xenófobas.
    O Ano Europeu do Combate ao Racismo, à Intolerância e à Xenofobia; começou em 1997 considerando objectivo central o debate da problemática do racismo, da xenofobia e da intolerância.
    A xenofobia é um medo excessivo, descontrolado e desmedido em relação a pessoas estranhas, com as quais nós habitualmente não contactamos.
  • Em Portugal
    Os Portugueses em geral não são racistas (na nossa opinião pessoal). O que não queremos é a porta da casa todo o bicho careta. Xenofobia é o medo que o ser humano normalmente tem ao que é diferente. Xenofobia é também um distúrbio psiquiátrico ao medo excessivo e descontrolado do desconhecido ou diferente.
    Em Portugal infelizmente temos um caso de racismo e xenofobia.
    Mário Machado
    Em Portugal o Mário Machado, racista pensava que "incentivar o ódio contra os outros" não era nada, mas é CRIME! E foi condenado.
  • Racismo
    Para percebermos o significado da palavra racismo temos de entender o que significa realmente a palavra raça. Raça é o grupo de indivíduos pertencentes a um tronco comum e que apresentam particularidades análogas entre os membros da mesma espécie. (A palavra raça teve origem no latim, de ratio, que significa espécie).
    Assim o racismo, não é mais do que uma teoria que afirma a superioridade da raça X ou Y em relação às outras raças. Nesta teoria assenta a defesa do direito de dominar ou mesmo reprimir as raças consideradas inferiores. O racismo é, pois, uma atitude preconceituosa e discriminatória contra indivíduos de certas raças ou etnias.
    Xenofobia
    A palavra xenofobia, tal como a palavra racismo, advêm da junção de dois termos: xeno e fobia. A palavra xeno esta relacionada com a formação de palavras que exprime a ideia de estrangeiro ou estranho. Fobia é o medo patológico, aversão impossível de conter. Xenofobia é também um distúrbio psiquiátrico ao medo excessivo e descontrolado ao desconhecido ou diferente. Xenofobia é um termo também usado num sentido amplo (amplamente usado mas muito debatido) .
    Racismo e xenofobia: aspectos históricos
    O racismo surgiu com o próprio surgimento do Homem, a intolerância é algo que desde sempre caracterizou a nossa espécie, assim ao longo da história, muitas foram as manifestações de atitudes racistas e xenófobas. O racismo foi utilizado pelos ricos para manter os trabalhadores divididos para que estes não se unissem e derrubassem o capitalismo.
    Segundo esta teoria, o racismo verificou-se com o sistema europeu de classes em que as pessoas apenas tinham peles pigmentadas se trabalhassem no exterior. Os ricos consideravam o trabalho manual o dever dos inferiores e por conseguinte viam qualquer um com as características de trabalhador como pertencendo a um estrato inferior.
  • Racismo e xenofobia na sociedade actual
    No decorrer do tempo, quer devido à imposição de determinadas regras pela sociedade, quer pela mudança de mentalidades, as manifestações de atitudes racistas mudaram, isto é, já não se dão a conhecer da mesma forma que no passado. Hoje em dia é inadmissível pensar sequer em dividir uma sociedade e classificar os brancos como cidadãos.
    Actualmente, as atitudes racistas e/ou xenófobas não são tão assumidas como no passado, ou pelo menos, não a maioria. As punições impostas pela lei a quem age de modo xenófobo ou racista impedem que haja actos de maior gravidade para com as raças discriminadas. Ainda assim, atitudes racistas de menor amplitude (como por exemplo um branco dirigir-se a um negro: “Vai para a tua terra!”) prevalecem.
    O racismo e a xenofobia, muitas vezes, são filhos da ignorância, isto é, surgem como falta de conhecimento e preconceito. Neste momento, estando nós no século XXI, ainda há pessoas que julgam que os imigrantes e os turistas vêm para o nosso país para “roubar” empregos e esgotar os produtos do supermercado quando, na realidade, estes são um importante factor para o desenvolvimento económico de Portugal.
    Na nossa opinião, embora já se tenham feito progressos em relação às atitudes racistas e xenófobas, há ainda um longo caminho para palmilhar. Ainda é necessário extinguir diversas atitudes que são fruto de ideias mal esclarecidas e de preconceitos sociais sem quaisquer fundamentos. É necessária uma renovação de mentalidades e uma revisão nos padrões sociais que muitas vezes marginalizam e põem de lado certas pessoas tendo em conta o seu aspecto exterior e excluindo completamente a sua forma de ser, isto é a maneira como essa pessoa pensa e age.
    É, portanto, urgente que cada um de nós reflicta de modo a que se extinga o racismo e a xenofobia, como disse Mário Soares, “o racismo começa quando a diferença, real ou imaginária, é usada para justificar uma agressão.
  • Conclusão
    A elaboração deste trabalho permitiu alargar os nossos horizontes no que diz respeito às atitudes racistas, xenófobas. Com a pesquisa efectuada adquiri-mos diversos conhecimentos, tanto acerca da evolução histórica do racismo e xenofobia como nas dimensões dos mesmos na sociedade actual.
    Após ter-mos feito a análise, concluí-mos que o racismo advém da palavra raça e que, filosoficamente, provém de uma relação conflituosa do “eu” com o “outro”.
    A teoria racista defende a superioridade de uma raça, sendo que os povos mais discriminados são os negros e os de religião muçulmana.
    Embora se tenham feito diversas tentativas para provar a existência de uma raça superior, todas elas falharam pois a biologia só reconhece a existência de uma raça: a raça humana.
    Todas estas atitudes conflituosas do “eu” perante o “outro” têm repercussões não só na sociedade em geral, mas sobretudo nas crianças; essas que ainda não têm uma personalidade formada e ainda absorvem, como a esponja absorve a água, tudo o que vem do exterior, isto é, as crianças não conseguem fazer uma selecção rigorosa do que é um bom comportamento e do que é um mau comportamento, do que é bem e do que é mal, a educação começa em casa e nós como pais devemos dar educação, mas nunca influenciar de modo a que eles criem a sua própria opinião.
    Assim, estas adoptam um modelo e seguem-no à risca, ora, se esse modelo a seguir tem atitudes racistas, xenófobas, de certo que a criança o seguirá, agindo, mais tarde, da mesma maneira que o seu modelo agiu.
    Trabalho elaborado por: Isabel Guedes, Teresa e Manuel Sousa.
    Este trabalho foi realizado com a ajuda destes sitesnos dias 11 e 18-03-2009
    http://images.google.pt
    http://www.notapositiva.com
    http://images.sol.sapo.pt