Pedagogia da Autonomia Cap. III – Paulo Freire
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Pedagogia da Autonomia Cap. III – Paulo Freire

on

  • 8,852 views

 

Statistics

Views

Total Views
8,852
Views on SlideShare
8,097
Embed Views
755

Actions

Likes
0
Downloads
44
Comments
0

3 Embeds 755

http://escolagilvandesouza.blogspot.com.br 734
http://escolagilvandesouza.blogspot.com 20
http://www.escolagilvandesouza.blogspot.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Pedagogia da Autonomia Cap. III – Paulo Freire Presentation Transcript

  • 1. Pedagogia da Autonomia – Paulo FreireCapítulo 3
    Componentes do Grupo:
    Carlinha Souza
    Deassis Gomes
    Diná Cantuário
    Elisângela Alves
    Gleusdon Dias
    Jair Teixiera
    Karla Betânia
  • 2. Ensinar é uma especificidade humana
    É específico do ser humano se relacionar com outros e com o ambiente, ter curiosidade, vontade de se expressar, decidir, ser livre, rever-se e ser respeitado.
    Somos racionais, emotivos e assim “ativos”.
  • 3. 3.1 – Ensinar exige segurança, competência profissional e generosidade
    - A segurança está ligada a competência profissional (formação docente contínua). Se assim não for, o professor não tem força moral para coordenar as atividades de sua classe.
    - Generosidade x Arrogância: Conflito de autoridade, na qual os alunos podem ser silenciados pela autoridade mandonista ou podem ser respeitados e entendidos até mesmo no seu silêncio ou inquietude.
  • 4. - A eticidade está ligada a liberdade e esta não vem sem risco. O educando que exercita sua liberdade ficará tão mais livre quanto mais eticamente vá assumindo a responsabilidade de suas ações. Decidir é romper e, para isso, preciso correr o risco.
    - A autonomia dos educandos está ligada a sua liberdade.
    - O ensino dos conteúdos implica o testemunho ético do professor.
  • 5. - Como professor não me é possível ajudar o educando a superar sua ignorância se não supero permanentemente a minha.
    - É concretamente respeitando o direito do aluno de indagar, de duvidar, de criticar que falo desses direitos.
    - O respeito que devemos como professores aos educandos dificilmente se cumpre, se não somos tratados com dignidade e decência pela administração privada ou pública da educação.
  • 6. 3.2 Ensinar Exige Comprometimento
    O professor comprometido deve deixar claro aos seus alunos que ele sabe e tem a capacidade de analisar, de comparar, de avaliar, de decidir, de optar, de romper, de ter capacidade de fazer justiça, de não falhar com a verdade.
    Portanto o professor tem que ser Ético.
  • 7. Qual o comprometimento do professor ao desenvolver sua prática pedagógica?
    . É se comprometer com sua profissão.
    . Com sua função social.
    . Com seus alunos.
    . criar momentos com seus alunos a que venham facilitar a busca do conhecimento.
    . criar práticas pedagógica que ajudam e permitam os diferentes saberes.
    . participar na sua comunidade escolar; elaborar projetos dando sugestões e opiniões que ajudem na melhoria da Educação de sua comunidade.
    . compreende a arte de saber ensinar.