Engenharia de trânsito apresentação

14,801 views
14,519 views

Published on

Published in: Technology, Travel
0 Comments
10 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
14,801
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
132
Actions
Shares
0
Downloads
296
Comments
0
Likes
10
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Engenharia de trânsito apresentação

  1. 1. Mobilidade<br />Planejamento<br />Monitoramento<br />Engenharia de Trânsito<br />Acessibilidade<br />Segurança<br />Qualidade de Vida<br />Profª. SONALY BEATRIZ <br />
  2. 2. Engenharia de Trânsito<br />Garantir que o deslocamento de veículos e pedestres seja realizado de forma racional.<br />Isto é, com segurança, rapidez (fluidez) e comodidade.<br />OBJETIVO:<br />Profª. SONALY BEATRIZ <br />
  3. 3. Engenharia de Trânsito<br />A SEGURANÇA está relacionada com os índices de acidentes, onde a meta obviamente é reduzir a ocorrência dos mesmos.<br />Profª. SONALY BEATRIZ <br />
  4. 4. Engenharia de Trânsito<br />A RAPIDEZ está associada ao deslocamento com esperas normais, sem excessiva lentidão ou congestionamentos e cabe à Engenharia utilizar todas as estratégias para minimizar a frequência desses fatos.<br />Profª. SONALY BEATRIZ <br />
  5. 5. Engenharia de Trânsito<br />A COMODIDADE corresponde à existência de condições de deslocamento com conforto para pessoas e bens. <br />Profª. SONALY BEATRIZ <br />
  6. 6. Engenharia de Trânsito<br />RAMOS DA ENGENHARIA COM ATIVIDADES APLICADAS AO TRÂNSITO:<br />ENGENHARIA VIÁRIA<br />= <br /> INFRAESTRUTURA <br />HARDWARE; <br />Profª. SONALY BEATRIZ <br />
  7. 7. Engenharia de Trânsito<br />ENGENHARIA DE TRÁFEGO <br />= <br />OPERAÇÃO <br />SOFTWAREdo sistema de movimentação; <br />Profª. SONALY BEATRIZ <br />
  8. 8. Engenharia de Trânsito<br />ENGENHARIA AUTOMOTIVA <br /> = <br /> VEÍCULO <br /> Projeto,manutenção, segurança, conforto, desempenho, estética, etc.; <br />Profª. SONALY BEATRIZ <br />
  9. 9. Engenharia de Trânsito<br />ENGENHARIA ELETRÔNICA <br />= <br />CONTROLE DO TRÁFEGO<br /> Informações detectadas automaticamente através do desenvolvimento de dispositivos eletrônicos de controle, sem intervenção humana.<br />Profª. SONALY BEATRIZ <br />
  10. 10. Engenharia de Trânsito<br />TRÁFEGO OU TRÂNSITO?<br />TRÁFEGO: afã; trabalho; convivência; transporte de mercadorias em linhas férreas; repartição ou pessoal que se ocupa desses transportes.<br />TRÂNSITO: ato ou efeito de caminhar; marcha; passagem; trajeto; o movimento dos pedestres e dos veículos nas cidades, considerado em seu conjunto.<br />Fonte: Dicionário Aurélio Buarque de Hollanda<br />Profª. SONALY BEATRIZ <br />
  11. 11. Engenharia de Trânsito<br />Profª. SONALY BEATRIZ <br />
  12. 12. Engenharia de Trânsito<br />ENGENHARIA DE TRÁFEGO:<br />Trata principalmente, do SISTEMA DE CIRCULAÇÃO e ESTACIONAMENTO, da SINALIZAÇÃO DE TRÂNSITO e da GESTÃO DA SEGURANÇA no trânsito.<br />Profª. SONALY BEATRIZ <br />
  13. 13. Engenharia de Trânsito<br />Uma importante distinção:<br />A Engenharia de Trânsito não trata apenas de problemas físicos. Ela inclui comportamento humano e suas interrelações com a complexidade do ambiente.<br />Profª. SONALY BEATRIZ <br />
  14. 14. Engenharia de Trânsito<br />ELEMENTOS DO TRÁFEGO: <br /><ul><li>O usuário
  15. 15. O veículo
  16. 16. A via
  17. 17. Motoristas
  18. 18. Passageiros
  19. 19. Pedestres
  20. 20. Ciclistas
  21. 21. Moradores</li></ul>Profª. SONALY BEATRIZ <br />
  22. 22. Engenharia de Trânsito<br />Profª. SONALY BEATRIZ <br />
  23. 23. Engenharia de Trânsito<br />Profª. SONALY BEATRIZ <br />
  24. 24. Engenharia de Trânsito<br />Profª. SONALY BEATRIZ <br />
  25. 25. Engenharia de Trânsito<br /><ul><li>Engenharia
  26. 26. Arquitetura
  27. 27. Urbanismo
  28. 28. Paisagismo
  29. 29. Sociologia</li></ul>Interfaces:<br /><ul><li>Economia
  30. 30. Psicologia
  31. 31. Pedagogia
  32. 32. Direito
  33. 33. ...</li></ul>Profª. SONALY BEATRIZ <br />
  34. 34. Engenharia de Trânsito<br />Profª. SONALY BEATRIZ <br />
  35. 35. Engenharia de Trânsito<br /><ul><li>O usuário
  36. 36. O veículo
  37. 37. A via
  38. 38. Motoristas
  39. 39. Passageiros
  40. 40. Pedestres
  41. 41. Ciclistas
  42. 42. Moradores</li></ul>Profª. SONALY BEATRIZ <br />
  43. 43. Engenharia de Trânsito<br />O usuário de sistemas de tráfegos pode ser analisado como um sistema que, recebendo uma entrada, processa-a e produz uma saída.<br />ENTRADA<br />SAÍDA<br />A<br />T<br />Profª. SONALY BEATRIZ <br />
  44. 44. Engenharia de Trânsito<br />A<br />entrada é o estímulo sofrido pelo usuário, a saída são suas reações correspondentes e o delta é o tempo entre as duas.<br />T<br />Composto de<br />quatro parcelas e conhecido como PIEV:<br />Perception - PERCEPÇÃO<br />Emotion - DECISÃO<br />Identification - IDENTIFICAÇÃO<br />Volition - AÇÃO<br />Profª. SONALY BEATRIZ <br />
  45. 45. Engenharia de Trânsito<br />VELOCIDADE<br />(km/h)<br />VISÃO PERIFÉRICA<br />(graus)<br />DISTÂNCIA FOCAL<br />(metros)<br />40<br />100<br />180<br />50<br />90<br />230<br />75<br />60<br />365<br />100<br />40<br />500<br />Profª. SONALY BEATRIZ <br />
  46. 46. Engenharia de Trânsito<br />VEÍCULO VISIBILIDADE<br />Profª. SONALY BEATRIZ <br />
  47. 47. Engenharia de Trânsito<br />Um exemplo técnico:<br />Profª. SONALY BEATRIZ <br />
  48. 48. Engenharia de Trânsito<br />O TRIÂNGULO DE VISIBILIDADE DO VEÍCULO   Y = <br />v (t1 + t2 + t3), onde:<br />Profª. SONALY BEATRIZ <br />
  49. 49. Engenharia de Trânsito<br />Em resumo, o tempo total de reação (PIEV) é uma grandeza de valor variável de<br />pessoa para pessoa e cresce com o aumento tanto do número de alternativas possíveis<br />de serem adotadas pelo usuário como da complexidade do julgamento necessário.<br />Sob condições reais, o PIEV total varia dentro da faixa de 0,5 a 4 s, dependendo, da complexidade da situação. <br />O PIEV aumenta com a idade, a fadiga, o teor de álcool ou outras drogas no organismo, deficiências físicas etc.<br />Profª. SONALY BEATRIZ <br />
  50. 50. Engenharia de Trânsito<br />SISTEMA DE CIRCULAÇÃO E ESTACIONAMENTO:<br />PRINCIPAIS ATIVIDADES:<br />Hierarquia do Sistema Viário;<br />Forma de Operação nos Cruzamentos;<br />Limites de Velocidade;<br />Normas para Estacionamento;<br />Planos de Circulação Alternativos;<br />Ações para Redução de Velocidade (lombadas, sonorizadores,etc.);<br />Dispositivos de Fiscalização de Velocidade (radares, fotosensores,etc.).<br />Profª. SONALY BEATRIZ <br />
  51. 51. Engenharia de Trânsito<br />SINALIZAÇÃO DE TRÂNSITO:<br />Classificada Em:<br />Vertical;<br />Horizontal;<br />Semafórica;<br />E Dispositivos de Sinalização Auxiliar.<br />Profª. SONALY BEATRIZ <br />
  52. 52. Engenharia de Trânsito<br />Marcas de Canalização<br />Profª. SONALY BEATRIZ <br />
  53. 53. Engenharia de Trânsito<br />Ordem de PrevalênciadaSinalização:<br /><ul><li>Ordens do agente de trânsito sobre normas de circulação e outros sinais;
  54. 54. Indicações do semáforo sobre demais sinais;
  55. 55. Indicações dos sinais sobre demais normas de trânsito.</li></ul>Profª. SONALY BEATRIZ <br />
  56. 56. Engenharia de Trânsito<br />Objetivos do Controle de tráfego:<br /><ul><li>Gerenciamento de conflitos
  57. 57. Gerenciamento da capacidade
  58. 58. Gerenciamento da saturação
  59. 59. Gerenciamento de situações especiais
  60. 60. Gerenciamento de prioridades
  61. 61. Gerenciamento da demanda</li></ul>Profª. SONALY BEATRIZ <br />
  62. 62. Engenharia de Trânsito<br />O ENFOQUE, É A SEGURANÇA!<br />A adoção de melhorias de segurança, seja pela educação, engenharia ou aplicação das leis ou mesmo por combinações destes, necessita sempre ser avaliada duas vezes (estágios anterior e posterior à adoção), visando conhecer sua eficácia e economicidade. Daí, a importância das estatísticas e das pesquisas médico-hospitalares, como elemento de suporte ao conhecimento das reais consequências dos acidentes sobre as condições físicas de suas vítimas.<br />Profª. SONALY BEATRIZ <br />
  63. 63. Engenharia de Trânsito<br />QUESTÃO QUE A ENGENHARIA PERCEBEU, MAS AINDA NÃO CONSEGUIU SOLUCIONAR: <br />A transição semafórica!<br />“ZONA DO DILEMA”<br />Profª. SONALY BEATRIZ <br />
  64. 64. Engenharia de Trânsito<br />Nos cruzamentos, mais motoristas são atingidos por trás quando tentam parar no sinal, porém colisões mais graves ocorrem quando os motoristas prosseguem e são atingidos lateralmente, por um carro que entra no cruzamento.<br />Por que e quando as pessoas assumem o risco mais alto de uma colisão menos grave e o risco mais baixo de uma colisão mais grave?<br />Profª. SONALY BEATRIZ <br />
  65. 65. Engenharia de Trânsito<br />Citar e comentar sobre os principais ramos da Engenharia que incluem atividades aplicadas ao trânsito.<br />Comentar sobre a relação entre a segurança viária e o desenvolvimento econômico e social dos países.<br />No que consiste o sistema de circulação e estacionamento?<br />Profª. SONALY BEATRIZ <br />
  66. 66. Em busca da diminuição da convergência<br />De fatores de risco, associados à ocorrência<br />De acidentes!<br />Engenharia de Trânsito<br />OBRIGADA,<br />Profª. SONALY BEATRIZ FRAZÃO SILVA<br />

×