Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
Vacina vip
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Vacina vip

  • 7,945 views
Published

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
7,945
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
45
Comments
0
Likes
1

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. COMPONENTES SOLANGE MARIA LEITE DE SÁ BORGES
  • 2. HISTORICO A vacina inativada poliomielite (VIP) foi desenvolvida em 1955 pelo Dr. Jonas Salk. Também chamado de "vacina Salk", a VIP é constituída por cepas inativadas (mortas) dos três tipos (1, 2 e 3) de poliovírus e produz anticorpos contra todos eles. A poliomielite é uma doença viral, causada por um vírus membro do gênero Enterovirus da família Picornaviridae; É altamente contagiosa, e afeta principalmente crianças abaixo dos 5 (cinco) anos de idade. O vírus é transmitido através de alimentos e água contaminados e se multiplica no intestino, podendo invadir o sistema nervoso.
  • 3. APRESENTAÇÃO E COMPOSIÇÃO A vacina VIP apresenta-se na forma farmacêutica solução injetável em frascos contendo 10 doses. Composição: Cada dose de 0,5 mL da vacina contém: - Poliovírus inativados do tipo I.....40 unidades de antígeno UD* - Poliovírus inativados do tipo II....8 unidades de antígeno UD* - Poliovírus inativados do tipo III...32 unidades de antígeno UD*
  • 4. INDICAÇÃO Está indicada para a imunização ativa contra a poliomielite causada pelos três sorotipos (1,2 e 3) a partir dos 2 meses idade .
  • 5. Dose e via de administração O local de aplicaçãopreferencial para injeçãointramuscular em bebêsé o músculo vasto-lateralda coxa ou regiãoventroglútea e paracrianças maiores omúsculo deltóide.
  • 6. Calendário Básico de Vacinação da Criança - 2012 Será adotado esquema vacinal sequencial de quatro doses Idade Vacina2 meses Vacina inativada poliomielite – VIP4 meses VIP6 meses Vacina oral poliomielite (atenuada) – VOP15 meses VOP
  • 7. CONSERVAÇÃO E VALIDADE A vacina deverá ser conservada sob refrigeração, à temperatura de +2°C a +8°C. Não deve ser congelada. A vacina pode ser utilizada até 7 dias após aberta, desde que armazenada entre a temperatura de +2º a +8ºC e mantido em conservação asséptica; O prazo de validade indicado pelo fabricante na embalagem deve ser rigorosamente respeitado.
  • 8. CONTRAINDICAÇÕES Alergia grave (anafilaxia) a qualquer componente da vacina. Como a estreptomicina, neomicina, e polimixina B; Qualquer pessoa que já apresentou quadro de reação alérgica grave a uma vacinação anterior com VIP; Pessoas com quadro clínico de doenças respiratórias superiores leve a moderada, com ou sem febre, reação local a uma dose prévia da vacina, terapia antimicrobiana atual; A fase de convalescença de doença aguda não são contraindicações para a vacinação com VIP. OBS: A amamentação não interfere com o sucesso da imunização com a VIP;
  • 9. Eventos adversos pós-vacinação (EAPV): Como é uma vacina injetável e quando administrada isoladamente, reações no local de aplicação podem ocorrer e são os EAPV mais descritos: · Eritema: pode ocorrer em 0,5% a 1,5% dos menores vacinados; · Enduração: ocorre em 3% a 11% dos vacinados; ·Hiperestesia ou sensibilidade local aumentada ao toque manual: de 14% a 29% dos vacinados.
  • 10. FLUXO DE INFORMAÇÕES PARA A VIGILANCIA EPIDEMIOLOGICA EAPV graves deverão ser comunicados dentro das primeiras 24 horas de sua ocorrência, do nível local até o nacional seguindo o fluxo determinado pelo PNI; Vigilância Epidemiológica das Paralisias Flácidas Agudas e Poliomielite (PFA/Pólio); É importante destacar que as notificações deverão primar pela qualidade no preenchimento de todas as variáveis contidas na ficha de notificação/investigação de EAPV do PNI.
  • 11. Registro da atividades• Toda vacina ao ser administrada deve ser registrada e assinada no livro de registro, isso é uma forma de organização e serve para o enfermeiro conhecer e fazer uma reconvocação dos pacientes faltosos.
  • 12. Referências: Equipe do PSF 19, Bairro João Cabral, Juazeiro do Norte; www.vacinas.org.br/vacinas www.vacinas.org.br/aspectos_operacionais http://dab.saude.gov.br/