LONGEVIDADE DAS MICRO E
PEQUENAS EMPRESAS
Adm. Aline Mendonça da Silva
Adm. Aline Mendonça da Silva
Mestre em Administração pela FEAD-MG, especialista
em Gestão e Planejamento de Recursos Human...
MICRO E PEQUENA EMPRESA
• Especificidades organizacionais
–
–
–
–
–
–

gestão centralizada
estrutura organizacional simple...
MICRO E PEQUENA EMPRESA
• Especificidades decisionais
– tomada de decisão mais intuitiva, visto ser baseada
na experiência...
MICRO E PEQUENA EMPRESA
• Especificidades individuais
– Onipotência – importância gerente-proprietário, que
concentra a to...
Longevidade
• Capacidade organizacional possuída por empresa que,
durante décadas e até séculos, conseguiram sobreviver,
u...
Taxa de sobrevivência de empresas de 2 anos,
evolução por setores de atividades.
Taxa de sobrevivência de empresas de dois anos,
constituídas em 2007, por unidades da federação.
Empreendedorismo

• Empreendedor é caracterizado principalmente, pelo
comportamento inovador e empregará
práticas
estratég...
Longevidade

• as perspectivas de longevidade estão atreladas à
possibilidade de aproximação e assimilação de
conhecimento...
Fatores de longevidade
- Senso de pertencer e senso de identidade
- Conhecimento do negócio, domínio de técnicas
gerenciai...
Ciclo de vida organizacional
• As organizações passam por diversas etapas e
processos de desenvolvimento ao longo de sua
e...
Ciclo de vida organizacional
Desempenho

Estabilidade
Plenitude
Adolescência
Infância
Nascimento

Aristocracia
Burocracia ...
Ciclo de vida organizacional
• Namoro
 ideia do negócio
 compromisso pelo fundador
 risco é inerente
OBS: sem compromis...
Ciclo de vida organizacional
• Infância
 Fase da ação - produzir resultados
 Não há: investimento em sistemas; formaliza...
Ciclo de vida organizacional
• Toca-toca ou pré-adolescência
 a empresa está em funcionamento e alcançando
resultados, co...
Ciclo de vida organizacional
• Adolescência
 Busca pela independencia
 mudança de liderança – do empreendedor ao
gerente...
Ciclo de vida organizacional
• Plenitude
 equilíbrio de autocontrole e de flexibilidade
 controle do fluxo de caixa e da...
Ciclo de vida organizacional
• Estabilização
 ausência do espírito empreendedor
 começa a perder a flexibilidade, o espí...
Ciclo de vida organizacional
• Aristocracia
 investimentos em sistemas de controle, benefícios e
instalações, com foco no...
Ciclo de vida organizacional
• Burocracia incipiente
 muitos problemas aparecem e personifica-se as
relações, onde há con...
Ciclo de vida organizacional
• Burocracia
 organização existe, porém não gera recursos
 não há funcionalidade nos seus s...
Ciclo de vida organizacional
Como os estágios de ciclo de vida organizacional são
previsíveis e repetitivos, conhecer a po...
Ciclo de vida organizacional
Como os estágios de ciclo de vida organizacional são
previsíveis e repetitivos, conhecer a po...
LONGEVIDADE DAS MICRO E
PEQUENAS EMPRESAS
• diferenciação ao negócio – maior sustentação para a
longevidade das MPEs.
• de...
LONGEVIDADE DAS MICRO E
PEQUENAS EMPRESAS
”Viver significa resolver problemas ininterruptamente.
Quanto mais plena for a v...
Conselho Regional do Maranhão

Rua José Bonifácio n° 920
Centro São Luis – MA.
(98) 3231-4160/2976
Email: crama@cra-ma.org...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Longevidade das mp es

74

Published on

Treinamento A Longevidade das Micro e Pequenas Empresas, do PDF São Luís

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
74
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
4
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Longevidade das mp es

  1. 1. LONGEVIDADE DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS Adm. Aline Mendonça da Silva
  2. 2. Adm. Aline Mendonça da Silva Mestre em Administração pela FEAD-MG, especialista em Gestão e Planejamento de Recursos Humanos pela UNICEUMA, graduada em Administração pela UEMA e graduada em Direito pela UFMA. Atualmente, atua como Professora na Universidade Ceuma, como Analista Judiciária – Administrador no TJMA e como Conselheira Efetiva e Diretora de Desenvolvimento Profissional e Institucional do CRA-MA.
  3. 3. MICRO E PEQUENA EMPRESA • Especificidades organizacionais – – – – – – gestão centralizada estrutura organizacional simples pouca especialização sistema de informação simples e recursos escassos produção em pequena escala falta de poder de barganha nas negociações de compra e venda – dependência de mercados e de fontes de suprimento próximos, – gestão de pessoas pouco profissionalizada.
  4. 4. MICRO E PEQUENA EMPRESA • Especificidades decisionais – tomada de decisão mais intuitiva, visto ser baseada na experiência ou na intuição do gerenteproprietário – sem apoio de ferramentas racionais e falta de dados quantitativos. – geralmente não há formalização dos processos e a geração de dados de controle
  5. 5. MICRO E PEQUENA EMPRESA • Especificidades individuais – Onipotência – importância gerente-proprietário, que concentra a tomada de decisão e define a política a ser adotada – Agressividade – do perfil do gestor desse negócio, que gerencia assumindo riscos e não planejando e definindo estratégias – Dependência – relação entre gerente-proprietário e seus empregados, que é mais próxima e, em alguns casos, até paternalista
  6. 6. Longevidade • Capacidade organizacional possuída por empresa que, durante décadas e até séculos, conseguiram sobreviver, utilizando-se da sensibilidade de aprender, de adaptar-se ao ambiente que a envolvia ou envolve, de manter, de forma comunitária, a convivência e a coesão entre seus integrantes, de possuir tolerância e aceitação às novas ideias e às mudanças, de controlar, estrategicamente, seus recursos para aplicações em investimentos exigíveis ou nos momentos propícios, evitando endividamentos de grandes riscos e, por final, de incentivar a formação de lideranças internas, visando às sucessões diligenciais e à sobrevivência da organização. Duarte (2011)
  7. 7. Taxa de sobrevivência de empresas de 2 anos, evolução por setores de atividades.
  8. 8. Taxa de sobrevivência de empresas de dois anos, constituídas em 2007, por unidades da federação.
  9. 9. Empreendedorismo • Empreendedor é caracterizado principalmente, pelo comportamento inovador e empregará práticas estratégicas de gerenciamento no negócio. • Empreendedorismo é um comportamento e não um traço da personalidade” Peter Drucker
  10. 10. Longevidade • as perspectivas de longevidade estão atreladas à possibilidade de aproximação e assimilação de conhecimentos dos modus operandi daquelas organizações que sobrevivem na seara da mudança e da competitividade que impera em nossos tempos Melo Júnior (2012)
  11. 11. Fatores de longevidade - Senso de pertencer e senso de identidade - Conhecimento do negócio, domínio de técnicas gerenciais e de mercado - características do proprietário com indicação para competências de liderança - Adaptação ao ambiente e aprendizagem -Inovação -conservadorismo na área financeira )
  12. 12. Ciclo de vida organizacional • As organizações passam por diversas etapas e processos de desenvolvimento ao longo de sua existência. • Comparação a Seres Vivos • Períodos de nascimento, crescimento/desenvolvimento e estabilização/morte – de acordo com as características
  13. 13. Ciclo de vida organizacional Desempenho Estabilidade Plenitude Adolescência Infância Nascimento Aristocracia Burocracia Incipiente Burocracia Morte Crescimento Envelhecimento Tempo Ichak Adizes - Os ciclos de Vida das Organizações
  14. 14. Ciclo de vida organizacional • Namoro  ideia do negócio  compromisso pelo fundador  risco é inerente OBS: sem compromisso - caso
  15. 15. Ciclo de vida organizacional • Infância  Fase da ação - produzir resultados  Não há: investimento em sistemas; formalização dos processos;hierarquia ou organograma; processo sistemático de contratação de pessoal; avaliação de desempenho; planejamento, planos e metas  A falta de experiência influencia a tomada de decisão – centralização  A mortalidade infantil é acentuada  As crises e problemas levam à perda do compromisso do fundador e problemas na liquidez aparecem.
  16. 16. Ciclo de vida organizacional • Toca-toca ou pré-adolescência  a empresa está em funcionamento e alcançando resultados, com aumento das vendas.  empreendedor aproveita todas as oportunidades, investindo em ramos e negócios diferentes.  Sucesso aparente – esquecimento dos problemas da infância - arrogância  não há investimento em treinamento, avaliação de desempenho ou administração salarial.  a organização passa a ser reativa ao ambiente e não planeja a sua atuação e nem cria oportunidades.  cilada familiar ou do fundador
  17. 17. Ciclo de vida organizacional • Adolescência  Busca pela independencia  mudança de liderança – do empreendedor ao gerente profissional  problemas com o fundador  pode acontecer o divórcio, ou seja, a saída de membros
  18. 18. Ciclo de vida organizacional • Plenitude  equilíbrio de autocontrole e de flexibilidade  controle do fluxo de caixa e das atividades a fazer  falta de capacitação gerencial  Continuidade – processo e não um ponto final  Risco - envelhecimento precoce
  19. 19. Ciclo de vida organizacional • Estabilização  ausência do espírito empreendedor  começa a perder a flexibilidade, o espírito de criatividade, inovação e incentivo às mudanças  a empresa precisa continuar investindo e tendo energia para a ação
  20. 20. Ciclo de vida organizacional • Aristocracia  investimentos em sistemas de controle, benefícios e instalações, com foco no como fazer  compra outras empresas para obter novos produtos e mercados  preocupação em manter as aparências e a arrogância impede de reconhecer os problemas
  21. 21. Ciclo de vida organizacional • Burocracia incipiente  muitos problemas aparecem e personifica-se as relações, onde há conflitos e brigas internas  disputa interna e na necessidade de defesa  saída dos mais competentes, ou porque ameaçam o restante, ou porque resolvem sair
  22. 22. Ciclo de vida organizacional • Burocracia  organização existe, porém não gera recursos  não há funcionalidade nos seus sistemas nem preocupação com o ambiente  resultados não são prioridades - estruturas, normas e procedimento ganham destaque.  há desorganização e desconhecimento pelos funcionários das diretrizes organizacionais  alienação dos funcionários  geralmente, subsidiada pelo governo - as organizações que não encontram um fundamento político para existir, morrem, antes da burocratização
  23. 23. Ciclo de vida organizacional Como os estágios de ciclo de vida organizacional são previsíveis e repetitivos, conhecer a posição da organização no ciclo de vida permite que a sua administração tome antecipadamente medidas preventivas, seja enfrentando mais cedo os problemas futuros, seja evitando-os por completo. Adizes (1998)
  24. 24. Ciclo de vida organizacional Como os estágios de ciclo de vida organizacional são previsíveis e repetitivos, conhecer a posição da organização no ciclo de vida permite que a sua administração tome antecipadamente medidas preventivas, seja enfrentando mais cedo os problemas futuros, seja evitando-os por completo. Adizes (1998)
  25. 25. LONGEVIDADE DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS • diferenciação ao negócio – maior sustentação para a longevidade das MPEs. • desenvolver competências comportamentais contribuam para a sobrevivência da organização. que • condições ambientais e estruturais adequadas e estimulantes.
  26. 26. LONGEVIDADE DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS ”Viver significa resolver problemas ininterruptamente. Quanto mais plena for a vida, mais complexos os problemas a serem resolvidos. O mesmo se aplica as organizações.” Adizes
  27. 27. Conselho Regional do Maranhão Rua José Bonifácio n° 920 Centro São Luis – MA. (98) 3231-4160/2976 Email: crama@cra-ma.org.br adm.aline@cra-ma.org.br COLOQUE AQUI A FOTO DA SEDE DO SEU CRA
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×