Six Sigma         O sigma ( ) é uma consoante grega que para nós é a letra (s), esta letrafoi utilizada pelos estatísticos...
Foi criado pela Motorola no ano de 19861, como método estruturadopara efetivar a melhoria da qualidade. O método então for...
METODO DMAIC DO SIX SIGMAA base da metodologia six sigma é o DMAIC, que é a sigla de:Define   (defina a oportunidade)Measu...
MedirAnalise
Melhorar:Controlar
ETAPAS                                      DESCRITIVO1. DEFINIÇÃOSeleção de projetos definidos pela diretoria, cujo escop...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Six sigma

479

Published on

Published in: Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
479
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
16
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Six sigma

  1. 1. Six Sigma O sigma ( ) é uma consoante grega que para nós é a letra (s), esta letrafoi utilizada pelos estatísticos para representar um desvio padrão.Pode-se entender Six Sigma como uma metodologia que objetiva implementarum vigoroso processo sistemático para eliminar as deficiências e ineficácia sejados processos fabris, seja do atendimento ao cliente (WERKEMA, 2004) Busca atingir um elevado nível de desempenho, confiabilidade e valorpara o cliente. O six sigma é uma ferramenta de ajuda ao controle de qualidade, comoISSO 9001, cinco sensos (5s) e demais certificados que as empresas buscamatingir suas metas. Seu objetivo principal é a melhoria de comunicação com os clientes,colaboradores, acionistas melhorando o processo total de interação,comunicação e de concepção dos produtos ou serviços. Sigma como métrica é o termo frequentemente utilizado como umaescala para níveis mais altos de melhoria ou qualidade. Na utilização destaescala, six sigma significa o limite máximo de 3,4 defeitos por um milhão deoportunidades (DPMO). Explico em busca de um definição de melhoria no atendimento ao clientedentro de uma escala de um milhão de reclamações, devo alcançar um númerocalculável de apenas 3,4 defeitos, para então ter o método feito em perfeição. Veja exemplo abaixo:
  2. 2. Foi criado pela Motorola no ano de 19861, como método estruturadopara efetivar a melhoria da qualidade. O método então forneceu resultados epassou para uma metodologia robusta, que objetiva a melhoria empresarial edirige a organização para as necessidades do cliente. Hoje se entende que a melhor forma e mais rápida de se implantar o sixsigma em uma empresa, seja qual for seu porte, parte da contratação de umaempresa de consultoria. A principio se encontrará algumas resistências, já que o objetivo destemétodo é encontrar oportunidades para reduzir defeitos. Outro ponto positivo é encontrar colaboradores da empresa abertos paraserem multiplicadores deste sistema, e colaboradores que já conheçam o sixsigma. Tais colaboradores são colocados na seguinte escala, através deempresas de consultoria que fornecem o curso sobre six sigma: White belts – curso de formação a colaboradores nas ferramentasbásicas do six sigma; Green belts - O curso tem como ponto central ensinar a metodologiaLean Seis Sigma ao nível do Green Belt (GB), de tal forma, que o mesmo autilize para gerar as mudanças necessárias na organização. Yellow belts - Capacitar e informar a equipe operacional nos conceitosfundamentais do Seis Sigma e tópicos de medição e controle do processo; Black belts - Capacitar a equipe com o conhecimento de métodosestatísticos e da qualidade voltados à redução da variabilidade e,consequentemente, a redução de defeitos, dentro da estratégia Seis Sigma.O treinamento é baseado em certificação e pressupõe que os participantesatuem em um projeto de interesse da organização que será desenvolvido aolongo de 6 meses, para a aplicação prática das metodologias apresentadas,facilitando o entendimento e proporcionando um resultado imediato.1 Marca registrada da Motorola
  3. 3. METODO DMAIC DO SIX SIGMAA base da metodologia six sigma é o DMAIC, que é a sigla de:Define (defina a oportunidade)Measure (meça o desempenho)Analyse (analise a oportunidade)Improve (melhore o desempenho)Control (controle o desempenho)
  4. 4. MedirAnalise
  5. 5. Melhorar:Controlar
  6. 6. ETAPAS DESCRITIVO1. DEFINIÇÃOSeleção de projetos definidos pela diretoria, cujo escopo deverá ser um cujoquadrante seja de alto impacto com esforço de realização relativamente fácil, baixacomplexidade, para que haja facilidade em desenvolver o projeto e aplicar asferramentas aprendidas no curso. Nesta fase, deverá ser atendido os quesitos dedefinição do problema, time de projeto, SIPOC, benefícios esperados, mapa deprocessos e levantamento das principais variáveis e indicadores que afetam o CTQ.O mapa de processo nesta etapa é visto como “as it is”, ou seja, registra a situaçãoatual encontrada.2. MEDIÇÃOFase de coleta de dados. Após a seleção das principais variáveis e indicadoresdeterminados pelo CQT, um plano de coleta será elaborado e uma planilha dedados deverá ser preenchida para tabulação das informações. Nesta fase, seráutilizado o programa estatístico MINITAB para tabulação inicial das informações,como PARETO, Histograma, gráfico de barras e gráficos por setor. Estas mediçõesapontam no mapa de processo, os volumes e performance encontrada nosprincipais pontos de controle do mapa de processo. Uma das principais medidasneste processo será o nível Sigma do processo, onde pelas especificações detolerância poderemos determinar o seu CPK inicial.3.ANALISEAnálise dos dados levantados, visando correlacionar variáveis de entradas com osindicadores de desempenho, identificar causas raízes no Mapa de Processolevantado, para provar estatisticamente a correlação entre as variáveis, utilizandoferramentas como testes de hipóteses, teste de médias, teste de desvio padrão eanálises de regressões.3.MELHORIANesta etapa, teremos o estudo e implementações das melhorias ligadas ao projeto,que consertam os problemas levantados, eliminando as causas raízes. Poderemoster desde revisões e alterações no Mapa de Processo, com o dimensionamento derecursos envolvidos, aplicando ferramentas como o FMEA, 5W2H, por exemplo.Quantificações dos benefícios já deverão ser delineados nesta fase, e um novopatamar de performance devera ser alcançado, gerando novos valores de níveisSigma e CPK do processo, comprovando a eficiência das ações implementadas.3.CONTROLENesta fase teremos o estabelecimento de dispositivos que manterão sob domínio ocontrole e num patamar de valor de elevada satisfação, deixando heranças doprojeto no processo, podendo ser dispositivos a prova de falhas (POKA-YOKE),cartas estatísticas de controle como CEP, PROCEDIMENTOS ou alterações deSISTEMAS. Manoel Sidnesio Gomes de Moura SUPERVISOR SERVALBibliografia:Quality Solution Consultoria – http:// www.qsc.com.brPortfólio Gestão e Capacitação – http://www.portfoliogc.com.brSetec Consulting Group – http:// http://www.setecnet.com.br

×