OpenStreetMap : um mapa wiki mondial livre. Seu uso nas situações de crise humanitária ou de desenvolvimento

1,434 views

Published on

09/07/2013
Universidade Federal da Bahia, Salvador, Brasil
Severin Menard, Humanitarian OpenStreetMap Team (AKA H.O.T.)

Edit: Nova versão corrigida por Wille Marcel, muito obrigado cara !

Published in: Technology
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,434
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
13
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide
  • Things built that benefit everyone
  • Things built that benefit everyone
  • Things built that benefit everyone
  • OpenStreetMap : um mapa wiki mondial livre. Seu uso nas situações de crise humanitária ou de desenvolvimento

    1. 1. OpenStreetMap : um mapa wiki mundial livre. Seu uso nas situações de crise humanitária ou de desenvolvimento 09/07/2013 Universidade Federal da Bahia, Salvador, Brasil Severin Menard, Humanitarian OpenStreetMap Team (AKA H.O.T.)
    2. 2. 1 OpenStreetMap é um projeto web com o objetivo de criar um mapa mundial, accessível, livre, cujos dados podem ser baixados por qualquer pessoa. Foi iniciado por um estudante inglês em 2004. = + www.osm.org O que é OpenStreetMap? O crescimento é alimentado pelas ações coletivas de milhares de contribuidores voluntários. Qualquer pessoa pode participar !
    3. 3. 1 Historia e estatísticas http://wiki.openstreetmap.org/wiki/History_of_OpenStreetMap Desde 2004 o projeto cresceu para atingir mais de 1,200000 usuários e quase 2 bilhões de nós foram criados http://wiki.openstreetmap.org/wiki/ As contribuções podem ser vistas em : http://live.openstreetmap.fr/ Um ano de edição (2012) pode ser visto aquí : http://vimeo.com/56374742 2004 criação de OSM Dia 28 de Junho 2013 : Pontos GPS transferidos : 3 473 967 335 Nodes : 1 945 959 914 Linhas e polígonos : 188 676 032 Relações (ex zonas administrativas) : 2 029 775
    4. 4. 1 Os princípios do OpenStreetMap
    5. 5. OSM foca-se sobre todos os objetos visíveis, físicos como: rodas, edifícios, usos do solo, as instalações (saúde, educação...), lojas, indústrias, agua e saneamento, espaços naturais ... Mas tem tambem características não visíveis, como caminhos de transporte, limites administrativos, etc. Porém não tem informações sobre as populações, nada que seja confidential. 1 www.osm.org Cartografia de qualquier cosa que tem uma existência no campo, visível ou não
    6. 6. 1 Detalhes "legais" Funcionava com a licença CC-BY-SA 2.0 Mudou em 2012 para ODbL (Open Database License)
    7. 7. 1 OSM comunidade e governança OSM project = um bem público possuído pelo conjunto dos contribuintes Dezenas de milhares de mappers ativos, em grupos informais, associações oficiais ou capítulos nacionais Um Wiki onde são apresentados e discutidos projetos, as regras de mapeamento, etc. Guias internacionais como http://www.learnosm.org/ Listas de discussão (gerais ou por país ou por temática) como talk-br Suportes do projeto : Individuais Fundação OSM Organizações sem fins lucrativos Escolas, universidades Setor privado  Free lancers  Start-up & empresas (MapQuest, MapBox, Geofabrik…)
    8. 8. 1 OSM é um mapa livre, Não está sujeito à obrigações políticas Exemplo na China onde OSM não tem um offset
    9. 9. 1 Google Maps Serviço de mapas da internet mais conhecido, base de imagens aéreas de alta resolução, Google Earth, Google StreetView... mas : Licença bastante restritiva: Para usuários individuais, o Google Maps, incluindo os resultados de pesquisas locais, os mapas e as imagens fotográficas, estão disponíveis apenas para uso pessoal, não comercial. Para usuários empresariais, o Google Maps incluindo os resultados de pesquisas locais, os mapas e as imagens fotográficas, estão disponíveis apenas para uso interno e não pode ser redistribuído comercialmente. Dependência de uma empresa Faltam mapas de cidades pequenas e ciclovias, e em geral das áreas pouco desenvoldidas economicamente Uma enfase sobre vias e pontos de interesse apenas
    10. 10. 1 Que são as características topológicas em OSM ?
    11. 11. 1 Ways highway = residential name = Chestnut Lane oneway = true surface = flags highway = primary name = Otley Road ref = A660 Tags são chave=valor (key=value) http://wiki.openstreetmap.org/index.php/Map_features amenity = hospital name = Saint James emergency = yesPOIs Areas leisure=nature_reserve OS dados OSM : objetos primitivos + OSM Tags
    12. 12. 1 Tags/atributos As informações atribútarias OSM são acumuladas sob a forma de um par que associa uma chave (key) a valores (values). Esse sistema de tagging é completamente flexível, pemitindo que sejam criadas novas chaves e valores adaptados ao contexto geográfico. Ė bastante recomendado basear-se sobre os tags que já existem e que foram discutidos pela comunidade OSM, a fim de garantir uma compatibilidate dos dados OSM. Os detalhes do sistema de tags OSM é acessível no Wiki: http://wiki.openstreetmap.org/wiki/Map_Features
    13. 13. 1 Os “Mappers” • Qualquer pessoa pode abrir uma conta e se tornar de repente um contribuinte • Todas as contribuições são registradas
    14. 14. 1 As listas de discussão Tem duas categorias de listas : temáticas (dev, HOT, imports...) e geográficas (como a Talk-br para o Brasil). A mais geral é a lista Talk (em inglês) Todas as discussões são arquivadas.
    15. 15. 1 Núcleo OSM – componentes do sistema
    16. 16. 1 Porque escolher e participar no OpenStreetMap (OSM) ? http://switch2osm.org/why-switch/ ● OSM é livre, inclusive para uso comercial ● Uma comunidade forte ● Controle da qualidade ● Criar o mapa que você precisa ou quer ● Dados imediatamente accessíveis depois da atualização ● Não é complicado ● E divertido e emocionante
    17. 17. 1 Contribuir com o OSM
    18. 18. 1 Importação de bases de dados Domínio público ou CC-SA (OdbL) Canadá NMA (Geobase) AND (Pays-Bas) Yahoo imagery UN-JLC (Sudão, Haiti), UN-FAO Africover, UN-WHO – Centros de Saúde
    19. 19. 1 Digitalização de imagens aéreas e satélites Livres, compradas ou com acesso negociado
    20. 20. 1 Levantamentos de terreno GPS (às vezes com a associação de câmera)
    21. 21. 1 Levantamentos de terreno Walking Papers http://walking-papers.org/ Um site web e um serviço web que permitem: - a impressão de mapas em papel de uma parte do mapa geral OpenStreetMap a vários níveis de zoom - utilizar esses mapas durante levantamentos de terreno como suporte para anotar informações e esboçar novos objetos geográficos - scanear ou fotografar qualquer Walking Paper anotado, carregá-lo sobre uma plataforma web dedicada e, graças aos ícones em cada canto e um código único, criar automaticamente uma camada georeferenciada
    22. 22. 1 As anotações se tornam assim visíveis nas interfaces de edição na posição geográfica certa e podem estar digitalizadas A combinação de dados de GPS e de Walking Papers pode também ser utilizada para um levantamento mais completo e a possibilidade de controlar a qualidade do posicionamento dos dados GPS. Levantamentos de terreno Walking Papers http://walking-papers.org/
    23. 23. 1 7/25/2011 JOSM (Java OpenStreetMap) e Potlatch JOSM e Potlatch são os dois principais editores utilizados para criar e editar os dados OSM Potlatch é uma interface web simples acessível a partir do site web OpenStreetMap. JOSM é um software mais elaborado, concebido em Java, o que permite um uso sobre qualquer sistema operacional e pode funcionar online e offline. Existe também um software elaborado em C++ chamado Merkaator e um novo editor online, iD.
    24. 24. 1 JOSM (Java-based OSM)
    25. 25. 1 Mapping Parties, Nights of the Living Maps
    26. 26. 1 Comunidades tecnológicas virtuais (VTC)
    27. 27. 1 O controle de qualidade (“quality assurance”)
    28. 28. 1 JOSM – Validator Validação e correção dos dados em JOSM
    29. 29. History 1 A história completa de cada objeto pode ser acessada
    30. 30. 1 OSM Inspector http://tools.geofabrik.de/osmi/ Correção de erros
    31. 31. 1 KeepRight http://keepright.ipax.at/report_map.php?lang=EN Correção de erros
    32. 32. 1 TagInfo Validação e estatísticas de tags
    33. 33. 1 TagInfo Validação e estatísticas de tags
    34. 34. 1 A análise mostra que onde os dados OSM foram coletados por vários utilizadores e beneficiou de um controle de qualidade, a qualidade desses dados é comparável aos dados oficiais e podem servir em várias aplicações. A precisão é aproximadamente de 6 metros, o que é o valor esperado do levantamento de dados no OSM. A comparação entre os grandes eixos viários mostra aproximadamente 80% de recobrimento entre OSM et o Ordnance Survey. Qualidade : comparação da qualidade do posicionamento Muki Aklay (UCL) Reino Unido: OSM - Ordnance Survey Meridian II database Haiti: OSM - GoogleMapMaker – MINUSTAH/CNIGS
    35. 35. 1 O uso dos dados do OSM
    36. 36. 1 Os dados e a renderização deles Existem várias renderizações que podem ser selecionadas a partir de www.osm.org quando apertar o icone Mapnik é a renderização Standard, mas tem outras. Quem tem um servidor ou uma conta em MapBox pode criar a sua
    37. 37. 1 Usos Extração de dados OSM, WMS e SHP com GeoFabrik, Cloudmade ou OSM2GIS
    38. 38. 1 Usos Mapas GPS para Garmin
    39. 39. 1 Usos OpenStreetMap serviços: Mapas para smartphones OsmAND - Routing - Pedestrian - Edits/Bugs - Edits/Bugs & transports
    40. 40. 1 Usos OpenStreetMap serviços: Editores para smartphones OsmTracker - Routing - Pedestrian - Edits/Bugs - Edits/Bugs & transports Vespucci - light online editor - online - Edits/Bugs
    41. 41. 1 Usos Mapas de cidade – MapOSMatic http://maposmatic.org
    42. 42. 1 Usos Serviços de navegação http://openrouteservice.org/
    43. 43. 1 OSM no contexto de crises humanitárias
    44. 44. 1 OpenStreetMap e os dados humanitários Um interesse para dados abertos, facilmente acessíveis para a resposta de crise e criados rapidamente por uma comunidade de numerosos contribuidores começou com o terremoto que atingiu o Haiti o dia 12 de Janeiro de 2010. Esse grande desastre afetou a capital, Porto-Príncipe, e as localidades da sua zona oeste, causando talvez 200 000 vítimas. Em alguns dias, a resposta da comunidade OSM para mapear as zonas afetadas foi intensiva, como mostra o vídeo seguinte : https://www.youtube.com/watch?v=3XPvVcUNrjQ
    45. 45. Dia 28 OpenStreetMap no Haiti: um verdadeiro início a partir do terremoto do dia 12/01/2010 Dia 1 Um trabalho feito por cerca de 600 voluntários no mundo a partir de imagens satélitas e mapas antigos do NGA
    46. 46. 1 As fontes dos mappers OSM depois do terremoto: Imagens de satélite e mapas americanos antigos OSM WikiProject Haiti - imagens
    47. 47. 1 O novo interesse das organizações humanitárias para trabalhar com as comunidades técnicas virtuais (VTC)
    48. 48. 1 Mapeamento livre e open data, um novo campo humanitário Organizações Humanitárias/ Desenvolvimento Uma ONG foi criada em Agosto de 2010 para estabelecer um ponto entre a comunidade dos contribudores OSM e os atores humanitários e do desenvolvimento. The Humanitarian OpenStreetMap Team quer promover o uso da open data e da informação geográfica voluntária nos contextos humanitários e de desenvolvimento, porque esse tipo de dados geográficos básicos faltam muitas vezes. The Humanitarian OpenStreetMap Team ativa uma resposta para fornecer rapidamente esse tipo de dados às organizações humanitárias. HOT trabalha também em projetos de terreno na Indonesia (AusAID), no Haiti (USAID), no Senegal, no Togo, no Burkina Faso (IOF), no Burundi, na RCA, no Chade, no Quênia (DG ECHO), afim de criar os dados básicos e desenvolver capacidades locais através o treino de futros instrutores de técnicas OSM.
    49. 49. Coordination 1 HOT pertence ao Digital Humanitarian Network http://digitalhumanitarians.com
    50. 50. 1 HOT Package Documentos de treino Formulários de levantamento Presets para edição no JOSM Serviços web Softwares
    51. 51. 1 Documentos de treino: LearnOSM para Iniciantes, Intermediários e Avançados ou Instrutores http://learnosm.org
    52. 52. 1 Formulários de levantamento: adaptados a modelos de dados humanitários (ex : UNDIT para estradas)
    53. 53. 1 Presets para editar: Disponíveis desde os parâmetros do JOSM
    54. 54. 1 Ferramenta de coordenação: o Tasking Manager (administrador de tarefas) http://tasks.hotosm.org/
    55. 55. 1 Ferramenta de coordenação : o Tasking Manager (administrador de tarefas) http://tasks.hotosm.org/
    56. 56. 1 TM jobs para uma crise, baseados sobre as imagens do Bing : exemplo de Zongo, RD Congo TM jobs para uma crise, baseados sobre outras fontes de imagens : exemplo de Kitchanga, RD Congo with Nextview imagery TM jobs para uma crise, usando Crowdsource Image Recognition: example of South of Mopti, Mali TM jobs para preparar um levantamento de terreno : exemplo de Mongo, Chad Ferramenta de coordenação : o Tasking Manager (administrador de tarefas) http://tasks.hotosm.org/
    57. 57. 1 Ferramenta de exportação de dados em vários formatos SIG: o HOT Exports http://hot-export.geofabrik.de/
    58. 58. 1 Resultados de uma Activação HOT: Exemplo com o Mali
    59. 59. 1 OSM nos paises em desenvolvimento: um exemplo recente no Haiti
    60. 60. CAP103 : um desáfio ● 6 prefeituras do Corredor Norte de Desenvolvimento para mapear com várias temáticas: transporte, cultural/social, serviços publicos, comércio/economia, uso do solo ● 60 jovens dos departamentos Norte e Norte-Leste a supervisionar e treinar ● Garantir a durabilidade dos conhecimentos para a continuidade do mapeamento na região dentro da universidade Henri Christophe de Limonade ● Somente tres meses e meio para realizar isso entre março e junho As imagens seguintes mostram a diferença entre antes e depois o projeto.
    61. 61. Traços GPS coletados durante o projeto (em vermelho)
    62. 62. A cidade de Limonade antes o projeto
    63. 63. A cidade de Limonade depois o projeto
    64. 64. A comparação dos mapas de Limonade entre OSM e Google agora
    65. 65. O centro de Limonade antes o projeto
    66. 66. O centro de Limonade depois o projeto
    67. 67. O centro de Limonade depois o projeto com a nova renderização HDDM
    68. 68. O sul da prefeitura de Limonade antes o projeto
    69. 69. O sul da prefeitura de Limonade depois o projeto
    70. 70. O centro de Quartier Morin antes o projeto
    71. 71. O centro de Quartier Morin depois o projeto
    72. 72. A cidade de Trou-du-Nord antes o projeto
    73. 73. A cidade de Trou-du-Nord depois o projeto
    74. 74. A cidade de Caracol antes o projeto
    75. 75. A cidade de Caracol depois o projeto
    76. 76. A cidade de Terrier-Rouge antes o projeto
    77. 77. A cidade de Terrier-Rouge depois o projeto
    78. 78. A cidade de Fort-Liberté antes o projeto
    79. 79. A cidade de Fort-Liberté depois o projeto
    80. 80. A criação de uma communidade local, COSMHANNE
    81. 81. 1 Como contribuir na Bahia
    82. 82. Contribuir no OSM Adicionar dados com levantamento por gps, por fotos georeferenciadas, por imagens de satélite, que sejam qualquer tipos de pontos de interesses (POI) ou de areas, ruas ou nomes de ruas... Controlar e corrigir os dados existentes, que sejam de posicionamento absoluto, de topologia (relação entre os elementos, como a rede de vias), atributos Criar um servidor local de imágens aéreas do INPE para completar as do Bing Maps Participar nos projetos na area de computação relacionados ao OSM ou criar novos. Exemplos em discussão na lista dev-talk Qualquer coisa que você imagina e quer fazer
    83. 83. 1 Onde contribuir Na sua casa, no seu bairro, no lugar onde você trabalha ou qualquer outro que você conhece Na Bahia, há pouquíssimos contributores e projetos, além de Wille Marcel sobre o mapeamento do Recôncavo baiano, chamado MapaRec Participar dos projetos em andamento no Brasil: ver o Wiki Brasil e a lista de discussão. Pode começar por ler os arquivos. Adicionar dados nos lugares que vocês visitam, no Brasil ou fora Participar a respostas humanitárias remotas no caso de emergência ou de preparação a uma emergência : website e

    ×