Your SlideShare is downloading. ×
UNIVERSO GASTRONÔMICO - GASTRONOMIA NA SERRA
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Saving this for later?

Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime - even offline.

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

UNIVERSO GASTRONÔMICO - GASTRONOMIA NA SERRA

1,055
views

Published on


A gastronomia e a enologia em vários dos ótimos destinos de serra.

Pousadas e restaurantes que vale a pena conhecer.

Receitas, dicas, curiosidades e muito mais

Published in: Travel

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,055
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
29
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. suasaúde confrariaBebidas de inverno Sabor mineiroOs amantes de café podem comemorar, além de Em Visconde de Mauá, no Rio de Janeiro,manter o corpo longe do frio, esta bebida auxilia encontramos um dos redutos mais especiaisa se manter acordado nesta época do ano, que do País, combinando ótima gastronomia etambém possui dias mais curtos • 04 charmosas pousadas • 06Distribuição dirigida, especializada e gratuita. Venda proibida. Edição 16 | Ano 1Toque reservade chef O velhoHora do lanche e bom vinhoPara curtir o inverno, Mesmo longe do Velhoconheça um roteiro Mundo e separadosideal com o que pelo oceano, oshá de melhor da jovens sulamericanosgastronomia regional estão competindoem pousadas incríveis taco a taco com osno meio da serra nas vinhos europeus,regiões de São Paulo, principalmente pelaMinas Gerais e Rio de qualidade da produçãoJaneiro • 16/18 e preços mais atrativos, como os Chilenos, que são conhecidos e valorizados no mundo inteiro • 12/15 ainda Mais: Aprenda a fazer um delicioso hambúrguer de BoaMesa cordeiro • 07 desTino cerTo no inverno Delicias da estação Saiba como Estâncias oferecem aconchego nesta temporada, além preparar um creme de oferecer um festival de sabores Com as baixas de aspargos • 09 temperaturas do Quando a temperatura cai, na- estação. Regiões serranas de nal Universo Gastronômi- inverno, o organismo Confira as principais da melhor para aguçar nossos São Paulo, Minas Gerais e Rio co, vamos mostrar um pouco uvas que caracterizam sentidos como um bom vinho de Janeiro trazem uma rique- mais o que esses destinos ofe- consome mais energia. a produção de vinhos e os melhores pratos de inver- za gastronômica que vai des- recem, bem como receitas típi- Quem gosta de doces em vários paises • 13 no. Melhor ainda se estas de- de pratos simples até os mais cas e tradicionais. Não deixe pode se deliciar com licias vierem dos destinos tu- elaborados com iguarias das de viajar por um mundo de sa- diferentes sobremesas Descubra as técnicas rísticos mais badalados da regiões. Nesta edição do Jor- bores • 06/11 que combinam para preparar flambados • 21 perfeitamente com a GourMeT • Editorial • Caixa rápido • 03 estação • 20/21
  • 2. Imagine as melhores experiências de compras juntas em um só lugar... No St Marche, você tem todos os motivos para ir às compras: Hortifruti com legumes e verduras sempre fresquinhos; padaria com pães quentinhos; rotisserie com cardápio caseiro e chef criativo; açougue com carne de primeira; produtos e receitas exclusivas: quiches, massas, molhos, sorvetes, sucos,sanduíches e muito mais. Você ainda conta com as sugestões, o sorriso e atenção especial dos nossos profissionais, que gostam do que fazem e prezam pelo bom atendimento aos nossos clientes. Venha nos visitar e conhecer nossas lojas: Aldeia da Serra: Av. dos Pássaros, 451 - Tel: 11 4161-7660 | Alto de Pinheiros: Av. São Gualter, 903 - Tel.: 11 3022-2660 | City Lapa: Rua Carlos Weber, 502 - Tel.: 11 3643-1020 | Granja Viana: Estrada da Aldeia, 186 - km 22 da Raposo Tavares - Tel.: 11 4613-1515 | Moema Pavão: Av. Pavão, esquina com a Av. Santo Amaro, 1977 - Tel.: 11 5098-5000 | Moema Jauaperi: Alameda Jauaperi, 625 - Tel.: 11 5054-9000 | Morumbi: Rua Comendador Adibo Ares, 275 - Tel.: 11 3744-5595 | Panamby: Rua José Ramon Urtiza, 975 - Tel.: 11 3773-0000 www.marche.com.br
  • 3. UniversoGastronômico Edição 16 | Ano 1 • 3Gourmet Lançamento Desenvolvido pela Danone, a Actimel acaba de lançar seu novo sabor laranja com acerola. A novidade completa a linha que também conta com outras três versões: tradicional, morango e mix de frutas.expediente editoriaL Caixa rápido por Juliana Klein Curta o inverno Linha itaLianaUniverso Gastronômico é uma publicação quin-zenal da Ombrello Editora, com produção visual econteúdo desenvolvidos pela Fullcase. A chega do inverno e com eleEndereço: Rua Dr. Luiz Nazareno de Assumpção, 13 as deliciosas baixas temperatu-- Jardim Guapira - São Paulo - SP ras, aguçam nosso desejo por A Divella e a La Pastina inova-Universo Gastronômico tem distribuição gratuita pratos quentes como carnes, ram no mercado e trouxeramna Grande São Paulo, estando de acordo com a Lei Mu-nicipal nº 14.517, de 16 de outubro de 2007 (“Lei Cidade massas, sopas e cremes, além do uma deliciosa linha de biscoitosLimpa”), Lei Municipal nº 14.583, de 6 de novembro de2007, Lei Federal nº 6.015, de 31 de dezembro de 1973 prazer de degustar um bom vi- italiados, elaborados com fari-e que mantém intacta a regulamentação do registro de nho das mais diversas nacionali- nha de trigo nos sabores cacaujornais e oficinas impressoras da revogada Lei Federalnº 5.250 (Lei de Imprensa), de 9 de fevereiro de 1967. dades. Contudo, nada melhor do magro e panna, cacau magro,Segundo a Lei Municipal nº 14.517, em seu artigo 26, §2º, “considerando o disposto no inciso IX do artigo 5º que fazer isso em meio a belas ci- gotas de puro chocolate, ao li-da Constituição Federal, executa-se da vedação esta- dades serranas e suas pousadas mão e na versão integral. Os bis-belecida no “caput” deste artigo, a distribuição de jor- coitos são crocantes, saborososnais e periódicos”. De acordo com a Constituição Fe- e restaurantes que se dedicam aoderal, em seu art.220, S6º, “a publicação de veículo e podem ser consumidos a qual-impresso independe de licença de autoridade”. universo da gastronomia.Todas as matérias e opiniões publicadas são de inteira quer hora e em qualquer lugar,responsabilidade de seus autores, não refletindo a opinião Nesta edição, você fará umdeste jornal. As informações divulgadas nos anúncios pu- especialmente com café ou chá!blicitários são de responsabilidade dos anunciantes. tour pelos principais roteiros gastronômicos de inverno comoPublisherSergio Molinari Campos do Jordão, Santo Anto-sergio.molinari@ombrello.com.br nio do Pinhal, Piedade, CunhaEditoresEdgar Melo – MTB. 47.499 e Monte Verde. Destacamos os pratos preferidos nessas regiões presuntos a boa GeLadaedgar@fullcase.com.brKarina Alméri – MTB. 45.403 no inverno, curiosidades, dicasEditor AssistenteJuliana Klein de harmonização e, principal- mente, todo o charme que recei- espanhóisjuliana@fullcase.com.br Práticos, saborosos e na medi- Chegou ao mercado, impor- tas e seus chefs propiciam. da certa para facilitar o prepa- tada pela Boxer do Brasil, aRedação | 11 5081.6965Cristiane Moraes | Fábio Miranda Nas próximas páginas, vo- ro das refeições, os presuntos Strong Suffolk, única cervejaFabiane Abel | Jacqueline FerreiraJaqueline Frizon | Mirella Stivani cê poderá viajar por temas que espanhóis Jamon Serrano Fa- da Inglaterra que passa porfullcase@fullcase.com.br vão esquentar o seu dia, entre tiado e Jamon Ibérico Fatiado um processo de dois anos deRevisão eles saiba como aproveitar o lançados pela Ceratti são óti- maturação armazenada emKarina Alméri melhor do churrasco argenti- mas opções para sanduíches, toneis de carvalho. Caracte-karina@fullcase.com.br no, entenda as diferenças com tábuas de frios, petiscos, acom- rizada como Vintage Ale, ti-Diretor de arteAngel Fragallo o churrasco brasileiro, os tipos panhamentos e culinária geral. po inédito no Brasil, combinaarte@fullcase.com.br de carne e seus acompanha- Os presuntos são voltados para com os dias mais frios, pois éDiagramação mentos preferenciais. o mercado gourmet e certifica- escura, forte e esquenta ao serJuliana Signal e E já que estamos falando de dos pelos mais exigentes órgãos consumida.Rodrigo Matiasarte@fullcase.com.br carne, preparamos um especial internacionais.E-mails para a redação: com os tipos de vinhos de cadauniversogastronomico@ombrello.com.br região da América do Sul, en-Impressão tre elas Rio Grande Sul, San- ta Catarina, Argentina e Chi- o CLássiCoPlural Indústria Gráficawww.plural.com.br le. Assim, abordamos tambémPARA ANUNCIAR LIGUEDiretora Comercial as uvas mais importantes e su- dos vinhosSelma Oliveira as diferenças. Para fechar, não A Vinícola Salton, com o ob-(11) 7815-3838 | 2306-6993selma.oliveira@ombrello.com.br poderíamos deixar de falar das jetivo de introduzir no mer-Executivas de Negócios sobremesas da época, receitas cado nacional um vinho deAna Paula Buchalla indispensáveis e irresistíveis alta qualidade da varieda-(11) 7849-1274anapaula.buchalla@ombrello.com.br para fazer o seu inverno ainda de Gamay, lança edição li-Katia Honório mais gostoso. mitada do Salton Gamay(11) 7849-3148katia.honorio@ombrello.com.br 2011. Jovem, leve, altamen-Kise Sousa te aromático e frutado, é um(11) 7815-9221 | 2495-6921kise.sousa@ombrello.com.br Um grande abraço. produto para ser apreciadoApoio comercial e marketing: fresco, no mesmo ano de suaRenata Barbosa Sergio Molinari produção.(11) 7815-1284 | 2495-6919renata.barbosa@ombrello.com.br Publisher – Universo Gastronômico sergio.molinari@ombrello.com.br novidade Café saborosoSugestões, críticas ou outras informações:contato@ombrello.com.brVisite nosso site:www.ombrello.com.br Indicado especialmente para uso culiná- A marca de eletrodomésticos ameri-www.universogastronomico.com.br rio, o Mini Maçarico da K3 Imports che- cana Viking acaba de lançar a Pro-REALIZAÇÃO ga ao País. Sua chama é ideal para flam- fessional Cofee Maker, uma cafeteira bar e corar pratos, como com design moderno e detalhes em cremes brûlée, flans, aço inox. O produto é equipado com merengues, queijos fun- sistema de aquecimento para garan-Produção visual e conteúdo didos e massas gratina- tir a temperatura adequada de ebulição, das. O produto pode ser utili- relógio digital programável e desvioÉ proibida a reprodução de textos e fotos publicadas, zado também como acendedor de água quente que permite o preparomesmo citando a fonte, sem a expressa autorização assi- automático de fornos e fogões. de chá livre dos resíduos do café.nada pelos diretores da publicação. Os artigos assinadossão de responsabilidade exclusiva de seus autores.
  • 4. 4 • Edição 16 | Ano 1SuaSaúde CháS Tradicionalmente ele é usado nos seus países de origem como uma bebida benéfica à saúde em vários aspectos como anticancerígeno, auxilia no sistema imunológico, diminui o estresse, etc.BEBidAS AjudAm A Sempre umaopçãoComBAtEr o frioCom o tempo seco, riSCoS QuAL A diCA pArA SE mAntEr SEmprEos líquidos não só Saborear uma bebida que hidrAtAdo? seja muito quente tem os seusajudam a manter porquês. Não é apenas o fato de Uma boa estratégia é manter sempre um co-o corpo aquecido alterar significamente o sabor, po ou garrafa com águacomo contribuem mas também pelo risco que próximo de você e con- pode causar a saúde. “A inges- sumir os chás, que auxi-na hidratação liam também na hidra- tão de bebidas extremamente tação. Lembrando queFabio Miranda quentes pode ocasionar lesões bebidas gaseificadas e ou mesmo queimadura no sis- bebidas alcoólicas não É fato que nosso apetite au- tema digestório superior (bo- auxiliam na hidratação,menta durante a temperatura ca e esôfago). Essas lesões nem sendo que a última con-mais fria do ano. Isso acontece sempre são desconfortáveis na tribui, inclusive, com a desidratação.porque nosso organismo preci- percepção das pessoas, mas Fonte: Dra Perla Menezes e Dra Francis Santossa de mais energia para manter elas acarretam risco de desen-nosso corpo aquecido. volvimento de tumores/câncer Com isso a ingestão de lí- quando há o hábito frequen- em calorias, não comprometequidos acaba ficando de lado, te de consumo de bebidas ex- a silhueta se consumido comcontudo manter o hábito de tremamente quentes”, justifica moderação”, aponta a nutri-beber ajuda a manter o corpo Perla Menezes. cionista mestre em farmácia.aquecido e auxilia na hidrata- Os amantes de café tambémção. “O inverno é uma época BEnEfíCioS podem comemorar, além dede tempo seco, assim a neces- Embora haja pequenos cui- manter o corpo longe do frio,sidade de hidratação do orga- dados com líquidos quen- ele auxilia a nos manter acor-nismo é muito importante. As tes que devem ser levados dado nesta época do ano, quevias aéreas ressecadas causam em conta, os benefícios su- também possui dias mais cur-mal-estar e favorecem as in- peram de longe os possíveis tos. “No inverno, os dias sãofecções” explica a nutricionis- problemas que bebidas com mais curtos, geralmente semta e mestre em farmácia, Per- alta temperatura podem cau- sol, e as noites mais longas. Ola Menezes. sar. O famoso chocolate quen- escuro favorece a produção do Nos casos das bebidas quen- te é um deles. “Durante o in- hormônio melatonina, o quetes, a especialista explica por- verno, a necessidade calórica causa sonolência e desânimo.que elas nos fazem sentir mais está aumentada em virtu- Assim o café é importante paraconfortáveis. “A sensação de de da energia necessária pa- manter o estado de alerta, masconforto após a ingestão de be- nossa temperatura em 36ºC. dias de menor temperatu- ra manter a temperatura cor- não devemos exagerar por cau-bidas quentes acontece porque, Essa perda do calor para o am- ra e os chás são as melhores poral constante (36-36,5ºC). sa do risco do excesso de cafeí-no primeiro momento a tem- biente proporciona a sensação bebidas nessa hora. “Os chás Assim, a ingestão de chocola- na (são três xícaras ao dia)”, fi-peratura corporal é aumenta- de conforto”. são as melhores bebidas, mas te quente, mesmo sendo rico naliza Perla.da, seguida de perda da tempe- Nada melhor do que ter es- também é possível fazer umratura para a manutenção da sa sensação de conforto em chocolate quente mais saudá- vel trocando o achocolatado SeLigue! Fonte: Dra Perla Menezes e Dra Francis SantosVocêSabia? Fonte: Dra Perla Menezes e Dra Francis Santos por cacau em pó e utilizando o mínimo possível de açúcar” esclarece a nutricionista e BEBEr gELAdo podE CAuSAr gripE? por causa da cafeína – até há riSCoS no três xícaras ao dia. O exces- personal diet, Francis Santos, A ingestão de bebidas gela- das não é responsável, por dem se alojar, facilitando o processo de inflamação de ExAgEro dAS so de ingestão de chocolate que ainda mostra o melhor si só, pelo desenvolvimen- garganta, por exemplo – quente promove ganho de jeito de preparar a bebida. to de gripes ou resfriados. A BEBidAS? peso, é recomendado con- “Os chás devem ser prepara- questão é que as bebidas ge- mas isso não é caracterís- tica apenas do inverno. A Devemos ter cuidado com sumir apenas uma xícara ladas possuem cristais de diferença é que nessa épo- dos com a água em ebulição. o excesso de ingestão de ca- ao dia. Bebidas alcoólicas gelo que “arranham” o esô- ca a propagação de vírus e fé e excesso de alguns tipos Ou seja, assim que a água co- devem ser restritas ao uso fago ocasionando pequenas bactérias é maior devido à de chás (verde, preto, mate) moderado e ocasional. meça a aparecer bolinhas, po- lesões onde as bactérias po- aglomeração de pessoas. de desligar o fogo”.
  • 5. fullcase .com.br O UNIVERSO GASTRONÔMICO em suas mãosBaixe já o UG, que é o aplicativo de UNIVERSO GASTRONÔMICO para iPad, iPhone e iPod Touch As edições mais importantes de UG em suas mãos, para utilizar em todas as situações Um dos 100 aplicativos “news” mais populares do mundo na APP Store (25/07)
  • 6. 6 • Edição 16 | Ano 1Confraria FEijoAdA Você sabia que na França o Cassoulet é como uma feijoada? Na culinária francesa esse também é um prato feito à base de feijão branco e carne.o quEntE do invErnoDestino de apreciadores de alta gastronomia, as estâncias de charme oferecem mais que aconchegodurante a temporada de inverno e recebem hóspedes e turistas com um verdadeiro festival de saboresJacqueline Ferreira na cidade a influência da culi- nária alemã. Outro item de O clima romântico e bucó- “A CidAdE destaque nos menus da cidadelico da serras já não são o úni- ABriu um lEquE é o Schalatplatte – pronuncia-co atrativo da temporada de gAstronômiCo se /chilaquiplater/ -, compostoinverno no Brasil. Com aten- quE vAi dEsdE A por joelho de porco, chucrute,ção e cuidado cada vez maior salsichão alemão e batata doré.ao menu de hotéis e pousa- ComidA minEirAdas, principalmente do rotei- mAis simplEs E “Bom di mAisro de charme, o cardápio que trAdiCionAl, dA ContA”ora é regional, ora exótico ou Também com temperatu- Até prAtos mAismais sofisticado, garante um ras mais amenas, é em Viscon-show a parte para os amantes ElABorAdos de de Mauá (RJ) que é possívelda boa culinária. Como A trutA” encontrar o verdadeiro reduto Para o gestor da Associa- Marcos Paulo de Souza, mineiro. Fundado por Cláudio gestor da AHPMVção de Hotéis e Pousadas de e Mônica Rangel, a habilido-Monte Verde (AHPMV), Mar- sa mineira de Juiz de Fora hácos Paulo de Souza, na Cida- 17 anos comanda com suces-de de Monte Verde, por exem- so os fogões do simpático res-plo, a riqueza da gastronomia taurante “Gosto com Gosto”local tem origem na sua colo- que, em pleno Rio de Janeiro,nização europeia. “A cidade Branco”, completa. resgata as histórias e a tradi-abriu um leque gastronômico Apesar da grande varieda- ção mineira através dos pratos.que vai desde a comida minei- de de molhos para os ingre- “Aqui preparamos uma comidara mais simples e tradicional, dientes principais dos pra- de mãe, com resgate da memó-até pratos mais elaborados co- tos, segundo Marcos, a baixa ria afetiva e gustativa sempre.mo a Truta”, ensina. temperatura é um fator deter- O cliente degusta os pratos ca- Localizada bem na divisa minante para caracterizar o racterísticos da cozinha minei-entre os estados de São Pau- prato tradicional da região. A ra com um toque de moderni-lo e Minas Gerais, Monte Ver- Truta, no caso, é um peixe no- dade e leveza surpreendentes”,de está, em média, a cerca de bre, geralmente encontrado destaca a chef Mônica Rangel.1.600 metros de altitude, en- em lugares de água muito fria, Apesar do ambiente acon-cravada na Serra da Manti- como as montanhas. chegante com uma lareira noqueira. Conhecida também co- Ainda é possível identificar fundo e um fogão de lenhamo um paraíso gastronômico,o destino consegue reunir, aomesmo tempo, das maravilhas Especiais fonte: La Pastinada cozinha moderna à pratosmais triviais que agradam os risoto Ao Funghi porCini lA pAstinAmais diversos paladares. “Es- IngredIentessa diversificação com certeza 60 g de Funghi Porcini 380 g de Arroz Arbório Modo de fazer Seco La Pastina La Pastina Amoleça os funghis em águaalavanca ainda mais o sucesso 2 colheres (sopa) ½ xícara de vinho branco morna por 20 minutos.da nossa gastronomia. Exem- de cebola picada 1 e ½ de Caldo de Carne Doure a cebola em 2 colheresplo de um ingrediente caracte- 4 colheres (sopa) 6 colheres (sopa) de de manteiga. Junte o arroz for secando, coloque maisrístico da cozinha local é o pi- de manteiga parmesão ralado e os funghis escorridos e caldo), retire do fogo. Acrescentenhão: típico de regiões frias e o restante da manteiga e o picados e refogue por alguns parmesão ralado. Misture bem.oriundo da árvore Araucária, minutos. Adicione o vinhoele virou atração em pratos branco e deixe evaporar em Harmonização:regionais como o Sfogliati de fogo alto. Junte aos poucos o Mistério Syrah - RegiãoMussarela de Búfala com Cris- caldo de carne em ponto de Mendoza Tintopie de Pinhão ou Truta Grelha- fervura. Cozinhe por 16 ou 17 Castillo de Molina minutos, mexendo algumas Carmenère Reserva - Regiãoda na Manteiga ao Molho de vezes (a medida que o arroz Valle de CuricóPinhão, Batata Souté e Arroz
  • 7. www.universogastronomico.com.br Edição 16 | Ano 1 • 7AlCAChoFrAsÉ uma planta com até um metro de altura, dá uma inflorescência comestível,produto muito apreciado quando ainda na fase inicial. Mas ao se transformar em floraberta endurecem as bracteas e não podem mais ser aproveitadas para consumo.destaque fonte: Restaurante Dinho’s Boareceita fonte: Mr.Bey hAmBúrguEr dE CordEiro FEijoAdA dinho’s IngredIentes 600 g de carne de cordeiro ao meio e passe-o em fri- gideira antiaderente IngredIentes nes por 24 ho- (paleta ou lombo) aquecida, somente para 7 kg de feijão preto ras, trocando a 90 g de gordura de cordeiro dourar levemente. Sobre 3 Kg de carne seca água de vez em 1 dente de alho a base do pão, espalhe 2 2 kg de lombo quando. Cozi- amassado (3 g) colheres (sopa) de Coa- 2 kg de costela nhe o feijão com 1 clara ligeiramente batida lhada Seca Alibey, o ham- 3 kg de linguiça calabresa as carnes, a la- 8 g sal búrguer de cordeiro, 2 co- 3 kg de paio ranja e a mis- Pimenta-do-reino a gosto lheres (sopa) de Coalhada 2 kg de orelha tura dos tempe- 2 colheres (sopa) de geleia Seca Alibey e meia colher 1 kg de língua ros em panela de menta (40 g) (sopa) de geleia de men- 2 kg de pé de pressão até 1 embalagem de Coalhada Seca Alibey (300 g) ta. Cubra com a tampa que o feijão fi- do pão. Sirva em seguida. temperos que macio. Se- 4 pães de hambúrguer tipo australiano Rendimento: 4 porções 300 g de bacon pare as carnes, Tempo de Preparo: 1 cabeça de alho corte-as em pe- Modo de fazer 10 minutos 2 alhos poró daços peque- Bata no processador a car- Tempo de Cozimento: 10 folhas de louro nos e reserve. ne de cordeiro cortada em 2 cebolas 15 minutos Em outra pane- cubos até ficar moída. Reti- 5 talos salsão la, prepare um dIcas re a carne e bata a gordura ½ dose de cachaça tempero a base • O hambúrguer deve até ficar totalmente moída. 30 g de pimenta do reino ser selado primeiro, de alho, cebola, Junte a carne e bata mais 50 g de orégano para manter sua sucu- louro, orégano e um pouco até obter uma 2 laranjas lência e sabor. bacon, coloque massa homogênea. Colo- Modo de fazer uma parte do que a preparação numa ti- • Esta receita rende Prepare uma mistura dos feijão batido em feijão e os demais acompa- gela e acrescente o alho e 700g de massa de car- temperos (cebola, alho, liquidificador e coado. Acres- nhamentos da feijoada. a clara. Tempere com sal e ne, ou seja, 4 unidades salsão, orégano, alho po- cente sal a gosto e deixe cozi- Serve 30 pessoas. misture. Divida a carne em de 175g cada. ró, louro, pimenta do rei- nhar por alguns minutos até Sugestão de harmoni- 4 porções. Molde cada por- • Nós usamos o pão tipo no) bata no liquidificador apurar, depois junte as car- zação: Espumante Brutt ção no formato de hambúr- australiano também e coe. Dessalgar as car- nes. Sirva com o restante do Chardonay (Alma Única). guer (com cerca 11 cm de conhecido como aus- diâmetro). Unte uma fri- sie bread. É um pão de gideira antiaderente com massa escura levemen-na cozinha serem um show à tomate caseiro; uma autêntica bão, acompanhada de arroz, 1 fio de óleo e frite em fogo te adocicada. alto, um lado do hambúr- Variação: substitua aparte, o principal diferencial Truta Mineira, preparada com feijão e angu; Feijão Tropei- guer e depois o outro la- geleia de menta por umda casa considerada o melhor truta fresca grelhada, servi- ro com Lombinho, prepara- do, somente para dourar e molho de hortelã:restaurante Mineiro desde da com molho de ervas, chei- do com grãos de feijão tem- selar. Polvilhe pimenta do aqueça 2 colheres (sopa)2003 por guias especializa- ro verde, creme de leite fres- perados com bacon, linguiça reino moída na hora (dos de azeite e aqueça rapi-dos, está na produção artesa- co, acompanhada de purê de e ovos, acompanhado de lom- dois lados), abaixe o fogo damente em fogo baixo 2nal de quase tudo o que é ser- mandioca e arroz; um saboro- binho assado na panela com e continue o cozimento até colheres (sopa) de hortelã o hambúrguer ficar cozido fresca bem picada na ho-vido ali. “Linguiças, pães, so Leitão assado da Dú, à ba- molho de laranjas, couve e ar- no ponto desejado. ra (para não escurecer equeijos, doces, chutneys; tu- se de costela e paleta de porco roz; Picanha de Porco Grelha- Montagem: Corte o pão amargar).do tem nosso carinho e esme- assada no forno a lenha com da ao Molho de Jabuticaba,ro”, completa Mônica. Na in- molho de laranja, com feijão com picanha de porco fatiadafraestrutura é possível contar tropeiro e arroz como acompa- e grelhada na chapa com azei-até mesmo com uma horta or- nhamento. Para os vegetaria- te extra-virgem, e molho degânica que abastece a cozinha. nos, como opção de refeição há jabuticaba campestre, acom- Segundo a chef, existem o Escondidinho da Gabi, pre- panhado de batatas coradas,pratos emblemáticos do res- parado com carne de soja re- farofa de cebolas douradastaurante que fazem as pessoas fogada com molho de tomate e arroz; e ainda, o premia-voltarem sempre. Esse é o caso caseiro, sob um creme de man- do Frango com Ora-pro-nó-do Mexidão da Zu, (R$39,00), dioca e queijo, acompanha- bis, preparado com um frangoum resgate de uma receita de da por uma porção de arroz e inteiro dourado e cozido comsua falecida mãe que leva ar- couve mineira refogada. Ora-pro-nóbis (verdura típicaroz, feijão, ovos caipiras, lin- Para quem vai ao restau- mineira, rica em proteína), naguiça e filé mignon. rante acompanhado, a casa pedra sabão, acompanhado de No menu individual a casa oferece um cardápio especial arroz, feijão e angu.oferece ainda um curioso Angu para dois: Galinha Caipira ao Capítulo a parte no cardá-com linguiça, versão mineira Molho Pardo, preparado com pio, as linguiças artesanais sãoda polenta, servida com queijo uma galinha de “quintal”, co- feitas no próprio restaurantegorgonzola e cobertas com lin- zida em seu próprio sangue e utilizam cortes nobres, comguiça refogada com molho de em uma panela de pedra sa- o mínimo de gordura possí-
  • 8. 8 • Edição 16 | Ano 1Confraria EvEntos Em Visconde de Mauá acontecem durante o ano grandes eventos gastronômicos, em maio a Festa do Pinhão e o Concurso Gastronômico e em setembro a Temporada da Truta.vel. Até mesmo o bacon é defu-mado pela chef. “Temos o triode linguiças preparados à ba- para recordar bons momentos. “Anualmente, trocamos o Pra- to da Boa Lembrança da ca- mulas dentro de cestos de pa- lha num percurso que dura em torno de oito horas de viagem Especiais fonte: Luis dos Santos, Chef do Pouso & Gastronomia Ronco do Bugiose de fatias de linguiça de por- sa. Hoje servimos o Picadinho vindos da Serra Negra. A graça sAltimBoCA dE AlCAChoFrAco, cordeiro e frango grelhado Mineiroca que é uma home- é que todos estes produtos sãona chapa com azeite, acompa- nagem ao Rio com caracterís- absorvidos na confecção dosnhada ainda por anéis de cebo- ticas mineiras”, ressalta Mô- pratos do restaurante”, desta-la, bolinhos de mandioca re- nica. O prato consiste em um ca o proprietário do estabeleci-cheados de queijo e chutney de belo refogado de alcatra pica- mento, Henrique Ramos.frutas da estação colhidas aqui da na ponta da faca com ba- Segundo ele, por lá fazem su-mesmo, no nosso quintal (R$ nana da terra frita, tutu, arroz, cesso fondues e pratos a base de25,50)”, acrescenta. farofa e feijão. Já fez parte do truta e cordeiro. “Entre os in- As habilidades gastronô- projeto também o Frango Pa- gredientes mais utilizados estãomicas de Mônica extendem- triota do Zequinha, uma ho- os queijos da Serra da Manti-se às sobremesas que são ofe- menagem ao grande chef Zeca queira e cogumelos produzidosrecidas como cortesia para D´Acampora, amigo de Cláudio no local”, ensina. No preparo daquem frequenta o restauran- e Mônica, à base de frango com Truta Normandia, por exemplo,te. Ali, são produzidos todos espiga de milho fresco e angu a truta salmonada criada no Va-os doces do cardápio como de Ora-pro-nobis, acompanha- le da Santa Clara é servida comdoce de leite, limão, banana, do de arroz e feijão. molho de queijo e acompanha-ambrosia, arroz doce. da por arroz com amêndoas. Já Além de doces artesanais, a um vizinho o cordeiro é preparado com er-casa dispõe ainda de uma ade- diFErEntE vas e servido quente com riso-ga subterrânea formada por Ainda em Visconde de to de cogumelo. Como acompa-mais de 1500 garrafas e 120 Mauá, à 33 Km da saída 311 da nhamento, opte por um vinhorótulos. A grande maioria é Rodovia Presidente Dutra, es- Character (R$ 120), de uvas Ca-composta de vinhos portugue- tá a Pousada Terra da Luz, que bernet/Carménere chileno. Umses que combinam bem com a abriga um charmoso restau- vinho de estirpe equilibrado ecomida mineira preparada no rante e um clube de Jazz. Lo- elegante com final de boca bemrestaurante. Quem busca por calizada na Serra da Manti- condimentado característico doum sabor mais brasileiro conta queira, em área de proteção Valle del Maipo.com um acervo de cerca de 630 ambiental (APA), há 1.400m de Para encerrar a refeiçãomarcas de cachaça. altitude, o clima por lá é agra- com chave de ouro, Henrique Na hora de ir embora, é pos- dável o ano inteiro, com a mé- Ramos recomenda os Pasteis IngredIentes do como se fosse um bi-sível encerrar a conta sem um dia de temperaturas de 9º no de Luz como sobremesa. “São recheio do filé fe a role, prendendo-o comgrande sentimento de perda inverno e 26º no verão. quatro pequenos pasteis de 1 filé de frango aberto palitos de dente. Coloquepara trás. Integrante da sele- A culinária da região mistu- massa folheada, com rechea- 2 fundos de alcachofra dentro de uma panela pe-ta Associação dos Restauran- ra produtos locais e produtos do com creme de amêndoas, cortado quena e leve para cozi- 5 g de parmesão ralado nhar em fogo médio du-tes da Boa Lembrança, o res- importados. “Queijos, mantei- acompanhados de sorvete de 10 g de mussarela ralada rante 10 minutos. Mix detaurante oferece uma cerâmica ga, ovos e geleia e mel são tra- creme e calda de frutas verme- 2 folhas de manjericão arroz: Em uma pane-que é mais que um souvenir zidos pelos tropeiros em suas lhas”, finaliza. 500 ml de vinho branco la com azeite doure a ce- Mix de arroz bola e o alho, acrescenteFavorita fonte: Mônica Rangel, Chef do Gosto com Gosto 100 g de arroz cozido 30 g de arroz selvagem cozido o restante dos ingredien- tes refogando-o e tempe- re com sal a gosto. Pu- FrAngo orA pro noBis 10 g de cenoura ralada 5 colheres (sopa) de azeite rê: Em uma panela doure alho, cebola e sal a gosto o alho-poró com a cebo- IngredIentes até a cebola la e acrescente a alcacho- Purê 1 frango inteiro limpo quase sumir. fra processada. Tempere 100 g de alcachofra e cortado em pedaços A parte, frite a com sal e pimenta a gosto processada 2 colheres (chá) de ora-pro-nobis e refogue por dois ou três 1 talo de alho-poró picado tempero mineiro picada, des- 1 colher (sopa) de cebola minutos. Dica do Chef: 40 folhas de peje-a sobre a picada utilize o próprio azeite da ora-pro-nobis picada superfície do sal e pimenta a gosto alcachofra para proces- 2 cebolas cortadas frango e deixe Molho sar. Molho: Em uma pa- em cubos a panela tam- 100 ml de vinho chateau nela despeje os ingredien- pada por, pe- 100 ml de vinho Izidro P Modo de fazer tes e leve ao fogo alto e lo menos, cin- 100 ml de vinho Izidro M Frite o frango em gordu- deixe reduzir até que ga- co minutos, 200 ml de suco de uva ra quente até dourar. Es- nhe consistência e cor- em fogo baixo. corra totalmente a gordu- Modo de fazer po. Finalização: Sirva o Sirva acom- Recheio do filé: Abra o prato acompanhado com ra e passe para a panela panhado por filé recheando com os in- lascas de presunto-parma de pedra sabão com as ce- angu, arroz e gredientes acima enrolan- grelhado. bolas e vá pingando água feijão.
  • 9. www.universogastronomico.com.br Edição 16 | Ano 1 • 9 FonduE Prato típico de inverno, de origem Suíça, o tradicional consiste em uma mistura de queijos fundidos com vinho e aquecido sobre uma lamparina. Contudo, com o tempo surgiram variações, como o de chocolate e o carne. sugestãodoleitor fonte: Tirolez Queijos Boareceita fonte: Pousada Quinta dos Pinhais CrEmE dE AspArgos Mariana rodrigues tarrega BAmBA dE CouvE administradora IngredIentes Modo de fazer 3 xícaras (chá) de caldo Em uma panela coloque IngredIentes de galinha o caldo de frango e acres- 400 g de aspargos frescos 1 xícara (chá) de fubá cente o fubá, aos poucos, (verdes) 2 folhas de couve rasgadas até que forme um mingau. 1 cebola média ralada 50 g de bacon cortados Deixe ferver e acrescente 2 colheres (sopa) de em cubos fritos a couve e o bacon. Por fim, manteiga Tirolez 1 ovo quebre o ovo dentro do 2 colheres (sopa) de farinha sal a gosto mingau e deixe cozinhar. de trigo 3 xícaras (chá) de caldo de legumes 1 embalagem de creme de ricota Tirolez (250 g) sal a gosto Modo de fazer Corte as pontas dos as- pargos e reserve. Descas- teiga Tirolez. Polvilhe com a nela e acrescente as pontas que os talos e corte em pe- farinha e junte o caldo de le- de aspargos reservadas. daços pequenos. Reserve. gumes, aos poucos e mexendo Cozinhe por mais cinco mi- Em uma panela média, sempre. Cozinhe por dez mi- nutos. Junte o creme de ri- refogue a cebola e os ta- nutos. Deixe amornar e bata cota Tirolez, o sal e mistu- los reservados na man- no liquidificador. Volte à pa- re bem. Sirva quente. Jornal Universo Gastronomico_248x175.pdf 08.06.11 12:34:21 C M YCMMYCYCMY K
  • 10. 10 • Edição 16 | Ano 1Confraria piCo Agudo É uma elevação rochosa e considerada a décima mais alta do Brasil com 1.703 metros de altitude. Faz parte da cadeira de montanhas da Serra da Mantiqueira situada no município de Santo Antônio do Pinhal, em São Paulo.dirEto dA tErrA Boapedida CordEiro nA CrostA dE ErvAs FinAs Com molho dE vinho BrAnCo E purê dE mAndioquinhA Grelhe em fogo alto quatro costeletas (corte french rack) com sal e pimenta do reino a gosto. Para preparar o molho, retire a costeleta e, na própria frigideira, adicione vinho branco e manteiga; deixe reduzir. A parte prepare uma mistura de pão francês triturado, ervas finas e sal. Para finalizar, empane as costeletas nesta mistura. Monte o prato com as quatro costeletas sobre um purê de mandioquinha. e amêndoas tostadas”, comple- menta Luis. Entre as opções de pratos, compõem o menu também a Há 100 Km da cidade de São Em Piedade a alcachofra é salmão defumado e moran- pastéis de morango empana- galinha caipira "de panela", fei-Paulo está Piedade. A região “Sem dúvida”, como diz San- go ao molho oriental; prato dos em calda, regado com cal- ta à moda da roça, guarnecidaé responsável pela produção tos, o carro chefe da gastrono- principal, com saltimboca de da de limão Siciliano, acom- por croutons de berinjela, le-de 30% do consumo paulista mia local. Por isso a pousada frango recheado com alcacho- panhado de Marshmallow gumes salteados em ervas fres-de frutas e legumes. Por ser a criou um menu especial pa- fra ao presunto Parma, quei- queimado. cas, farofa e arroz (R$ 39,00);maior produtora de alcachofra ra ela. Ao custo de R$ 49,80, jo Ementhal e ervas, regado Como acompanhamento, o Confit de costelinha, com riso-do País, o ingrediente ganha é possível degustá-la em uma ao molho três vinhos, acom- Chef recomenda vinhos bran- to de cítricos e chutney de fru-destaque durante o inverno e refeição completa que inclui panhado de mix de arroz sel- cos leves, com acidez elevada, tas (R$ 43,50); Surpresa detorna-se o maior atrativo gas- entrada, composta por fundo vagem crocante e purê de alca- baixo teor de álcool, como o Pi- maçã, com camadas de maçãtronômico da cidade. de alcachofra com folhas ver- chofra. O especial acompanha not Grigio, safra de 2009, Villa caramelizada com sorvete de Na Pousada e Restaurante des ao molho de alecrim, pas- uma deliciosa sobremesa pre- Russiz (R$ 153,00). “Profundo, creme, farofa crocante, caldaRonco do Bugio, a delícia po- ta de mostarda dijon, fios de parada com frutas da estação: com camadas de pêra, jasmim de chocolate e Marshmallowde ser encontrada totalmentenatural e com uma apresenta-ção mais sofisticada, através topreceita fonte: Associação de Hotéis e Pousadas de Monte Verdedas mãos do Chef Luis dosSantos, a frente da cozinha trutA grElhAdA Ao molho dE AmêndoAsde ambos desde 2007. “Todos IngredIentes truta com o óleo de canola 1 truta (250 g frio, escorra e empane naos pratos são produzidos so- aproximadamente) limpa, farinha. Na chapa de ferromente com ingredientes orgâ- com pele e com espinhas ou frigideira bem quente,nicos sem produtos químicos 250 g de manteiga derreta 150 gramas decomo corantes, e respeitando Óleo de canola para empanar manteiga. Grelhe a truta farinha de trigo para por, aproximadamente, 20a sazonalidade de cada ingre- empanar minutos, virando de vezdiente. Dessa forma conse- amêndoas torradas, em quando, até que fiqueguimos oferecer mais quali- salgadas e picadas dourada e crocante. Aqueçadade nos pratos preparados”, sal e pimenta-do-reino a no microondas as amêndoas gostoexplica o chef. Ele prefere, com o restante de manteigapor exemplo, produzir o caldo Modo de fazer por um minuto. Despeje-asde galinha ao invés de utilizar Tempere o peixe com sal por cima do peixe. Sirva com e pimenta. Embeba a batatas cozidas.um pronto.
  • 11. www.universogastronomico.com.br Edição 16 | Ano 1 • 11trutAA truta, muito comum em Monte Verde na época de inverno, é umpeixe de formato alongado, pertencente a mesma família do salmão.Pode ter até cerca de 60 cm de comprimento total e pesar até 2 kg.(R$ 15,95); e Peito de frangorecheado com nozes e manje-ricão, gnocchi de mandioca ao saibamaismolho suave de ervas e pimen- sErviçota rosa (R$ 34,85). Para os vegetarianos, Ham- Restaurante Gosto com Gostobúrguer de Quinua Real, com www.gostocomgosto.recheio de queijo Emmenthal com.bre menta, tabule de arroz selva- Rua Wenceslau Braz,gem, acompanhado geleia de 148 – Visconde dealfazema (R$ 36,50); Risoto Mauá – Rezende/RJde alcachofra regado ao pesto Tel.: (24) 3387 - 1382de manjericão (R$ 35,80); ou Ronco do Bugio –Risoto dos sete cereais, com Pouso e Gastronomialegumes e bouquet de folhas www.roncodobugio.frescas (R$ 34,30). com.br Amantes da culinária tipi- Estrada PDD, 128 – Bairro dos Pires – Pie-camente da roça, além da Ga- dade/SPlinha caipira “de panela”, con- Tel.: (15) 3299 - 8600tam também com o Arroz deputa rica, um saboroso prato dEstino ComplEto Bistrô Bernadette, restaurante te de creme. Para esquentar es- Pousadagoiano que leva arroz ao aça- Há cerca de 168 km de dis- estruturado com base na cozi- te inverno, o Bistrô Bernadette Terra da Luzfrão preparado com pedaços tância da capital, destino de al- nha francesa, também oferece oferece um delicioso bamba www.pousadaterrada- luz.com.brde galinha caipira, costelinha ta temporada no inverno, o Pi- refeições com produtos típicos de couve feito com receita da Alameda Gastronômicade porco, linguiça calabresa, co Agudo, no interior de São da estação, da região e com in- avó da proprietária Junia Pai- de Maringá, s/n - Vis-croutons de bacon, pimentão e Paulo, conta hoje com uma op- gredientes cultivados na pró- va que segue rigorosamente as conde De Mauáovo cozido (R$ 38,20). ção diferenciada para os aven- pria horta da pousada. técnicas ensinadas pela avó. Tel.: (24) 3387 - 1545 ou Para embalar as noites tureiros turistas. Famosa pe- O ambiente é composto por No menu do Bistrô da Pau- (24) 3387 - 1306frias, não ficam de fora, tam- la prática de esportes radicais, “um barracão em taipa", lem- sada é possível encontrar ainda Pousadabém, os caldos. Creme de como o próprio Pico, local que brando uma tapera, e emoldu- entre as entradas um “autênti- Quinta dos Pinhaismandioquinha, acompanhado os voadores de Asa Delta e Pa- rado de portas balcão de vidro, co” Sushi Mineiro, preparado www.quintadospi-de pesto de Rúcula (R$ 18,10), rapentes usam para a decola- aproveitando toda magnífica com Couve enrolada, tutu de nhais.com.bre claro, o clássico Caldinho de gem de seus voos. vista da Serra da Mantiqueira. feijão, linguiça e queijo ao mo- Alameda Gastronômicafeijão (R$ 17,40). Também no alto de um mor- Para os dias mais frios, é sem- lho capeta (R$31,00); Abacaxi de Maringá, s/n - Vis- conde De Mauá Integrante do seleto gru- ro, que chega a atingir 1.400 pre acesa a grande e acolhedo- grelhado com queijo tipo Brie Tel.: (12) 3666 - 2030po da Associação Roteiros de metros de altitude, com tri- ra lareira. Na área externa as e passas (R$ 24,00); e, Alca- ou (12) 3666 - 1731 ouCharme, está localizado em lhas ecológicas, matas, água de mesas em extensão ao restau- chofra com Ricota defumada e (12) 3666 – 2463 ouuma reserva florestal na Serra nascente própria e ar puro da rante são um convite para ape- pesto de nozes (R$ 31,00). Co- (12) 9776 - 9097de Paranapiacaba, o restauran- montanha, encontra-se a Pou- ritivos e digestivos antes e de- mo prato principal vale sabo-te está junto à sede da pousa- sada Quinta dos Pinhais, que pois do almoço, tendo como rear um Steak “au Poivre Vert”da, em uma construção feita a oferece ao hóspede, também cenário o jardim da pousada. com Gratin de Batata, feito cheado com goiabada cascãopartir de materiais de uma fa- um menu diferenciado. O gerente da Pousada Quin- com Filé mignon com molho e acompanhando com sorve-zenda centenária de Minas Ge- O empreendimento possui ta dos Pinhais, Elcio Alvaren- picante a base de carne, bata- te de queijo com goiabada (R$rais de aproximadamente 22 diversas opções de lazer, como ga, explica que o cardápio va- ta gratinada (R$ 50,00); Filé 25,00); ou uma saborosa ex-alqueires. Possui estilo rústi- passeios à cavalo, campo de fu- ria a cada estação, sempre Suíno a Crosta Verde, prepa- clusiva Emulsão de café solúvelco, com objetos que remetem tebol e salão de jogos, além de acompanhado de uma boa se- rado com Filé suíno empana- com sorvete artesanal de cho-à cultura mineira. Alguns ob- um espaço cultural, spa, pisci- leção de vinhos. “A pedidos, do com castanhas de caju mo- colate (R$ 20,00).jetos que compõe a decoração na, arco e flecha e sala de mas- alguns pratos que já fizeram ída acompanhado de farofa de Para quem busca novosestão à venda. sagem. No topo de um morro, o a fama da casa, como a Tru- banana (R$ 50,00); Risoto de ares, mas sem voar para tão ta com Risoto de Açafrão ou o Shitake, à base de arroz italia- longe, Santo Antonio conta nosso Tutu, permanecem inal- no e cogumelos Shitake (R$ com uma charmosa estação terados”, ressalta. 39,00); ou ainda, um delicioso antiga de trem, a Eugenio Lê Entre as entradas, o desta- Nhoque de espinafre com Ri- Fevre, de onde se pode verifi- que fica para o Tomate Pochê cota (na manteiga de Salvia), car as manobras do trem que com Shitake. Nas sobremesas, (R$ 37,00). vem de Pindamonhangaba se- doces lembranças, do Petit Ga- Para encerrar o banque- guindo a Campos do Jordão, teau ao Romeu e Julieta mo- te, a casa oferece ainda diver- apreciando o bolinho de baca- derno, feito de uma experiên- sas opções de sobremesa, como lhau, que sem dúvida, não é só cia com goiabada farinada na curioso Petit Gateau Mineiro, o melhor exemplar da região, castanha de caju acompanha- um Petit gateau de queijo ti- mas sim o melhor bolinho que da de Ricota de Cabra e sorve- po minas e Mascarpone re- comerá em toda sua vida.
  • 12. 12 • Edição 16 | Ano 1Reserva dicA Abrir um vinho não é apenas o ato de remover a rolha. Alguns rótulos alertam para que ele seja aberto algumas horas antes e possa “respirar”, enquanto outros exigem ser bebidos imediatamente.FRio combinA com vinhoChile, Argentina, Uruguai e região Sul do Brasil reservam muito mais provar a sopa de capeletti de entrada, que combina mui-que belas paisagens e garantem uma experiência única em cada garrafa to bem com um belo Merlot Cristiane Moraes produzido na região. Realmente a baixa tempe- Visitar Buenos Aires sem co- ratura, gastronomia variada, nhecer a Casa Rosada e deli- programações culturais, pes- ciar-se com a gastronomia dos soas bem vestidas e ruas lar- restaurantes de Puerto Madero gas e arborizadas da Améri- é como nunca provar um vinho ca do Sul, lembram muito a tinto Malbec. Você pode até não Europa. Porém, o que mui- esquiar, mas é impossível co- tos não sabem é que existe ou- nhecer Santiago sem avistar o tra grande semelhança: a pro- Valle Nevado e degustar as de- dução de excelentes vinhos. liciosas machas, um dos frutos Mesmo longe do Velho Mun- do mar do País. Seria o mesmo do e separados pelo continen- que nunca ter provado um tinto te, os jovens sul-americanos Carmenère, com notas marcan- estão competindo taco a taco tes que só o Chile reserva. com os vinhos europeus, prin- Se ainda não percorreu cipalmente pela qualidade da o Uruguai, talvez não tenha produção e preços mais atrati- provado um dos tintos mais vos, como os Chilenos, que são escuros produzidos na Amé- reconhecidos e valorizados no rica do Sul. O Tannat é tão mundo inteiro. conhecido no país, como o “A América do Sul está mo- Mate, que pode ser visto por derna, produz vinhos excelen- todos os lados ou como a fa- tes, capazes de fazer frente aos mosa parilla do Mercado do grandes produtores mundiais. Porto. Se por outro lado acha Temos vinhos nobres que po- que conhece pouco o Bra- dem competir com alguns dos sil, pode aproveitar para su- mais importantes, porém ain- bir a Serra Gaúcha e fazer da falta um volume de rótulos o passeio da “Maria Fuma- maiores”, explica o somme- ça”, degustando os delicio- lier da Max Brands, Alexandre sos e premiados espumantes Furniel. Para ele, o velho mun- da região com queijos e mas- do tem uma gama maior dedicadoSommelier sas, mas não sem deixar de rótulos ícones, porém, temos que valorizar o produto sul- americano, e em particular o brasileiro. “Se nós não tomar- ESpumAntES: SEmpRE um cuRingA nA hARmonizAção mos nossos vinhos eles não Surgiu uma dúvida em destaque no terroir brasilei- entradas e saladas com espu- Carnes grelhadas sem irão se desenvolver. A Argenti- que servir na recepção de ro. Pratos a base de molhos mantes brasileiros. molhos: Malbec Reserva na, o Chile com seus tintos e o amigos ou no jantar mais vermelhos, carnes vermelhas Para algo mais específico: da Sottano. Brasil com os espumantes es- formal, adote o Espu- e temperos mais picantes ou - Saladas leves e peixes leves Carnes com molhos: Ca- tão ganhando mercado cada mante Brut, que combina gordurosos, a dica fica pe- com o Chardonnay Varietal bernet Reserva da Sottano. com a maioria dos pra- lo Malbec Argentino, o Car- da Santa Alícia. Cordeiro assado: Caber- vez mais”, acrescenta. tos salgados, indica Arley ménère Chileno e o Merlot - Saladas com frutos do mar net Sauvignon Reserva, da Firmino Pereira, enólo- Brasileiro. Para sobremesas, Sauvignon Blanc do Chile - fámilia Sottano. compARAção go da Miolo. Para pratos a dica é o vinho Terranova Varietal da Santa Alícia. Sobremesas Comparar os vinhos do ve- mais leves, a base de mo- Late Harverst, elabora com - Peixes mais encorpados vi- Escolha um espumante do- lho mundo (Europa) com o lhos brancos e frutos do o calor do sol do Vale do São nhos mais encorpados. Po- ce ou os chamados “colhei- mar, nada como um bom Francisco e com sabor natu- de-se fazer as harmonizações ta tardia” de uvas brancas. novo mundo é uma tarefa di- Sauvignon Blanc do Chi- ralmente doce. com os brancos com fermen- Pense sempre assim: fícil, mas Furniel aponta que le e do Brasil, além de um Veja as dicas e sugestões de tação em madeira, o Char- Sobremesas brancas, vi- a produção e o estilo são di- Chardonnay Argentino rótulos do sommelier da Max donnay Reserva da Santa Alí- nhos doces brancos. Cho- ferentes. Os vinhos ícones da e brasileiro. A uva Viog- Brands: cia, por exemplo. colates, vinhos doces tin- América do Sul geralmen- nier e Pinot Grigio ho- Brancos para pratos leves Tintos para tos, o Passito de Tannat te são vinhos mais potentes, je aparecem com grande Para não errar: Canapés, carnes vermelhas Uruguaio, por exemplo. sua complexidade está na es-
  • 13. www.universogastronomico.com.br Edição 16 | Ano 1 • 13 hiStóRiA Carménère é uma casta de uva, originalmente da região do Médoc, na França, mas as videiras desta variedade foram dizimadas por uma praga na Europa. Julgada extinta, foi redescoberta em 1994, no Chile, onde hoje é exclusiva deste País. umA uvA FoRtE Em cAdA pAíS Fonte: José Osvaldo Albano do Amarante, autor livro “Os Segredos Se estiver na dúvida na escolha do rótulo, a melhor dica é provar do Vinho para iniciantes e iniciados”. vinhos de uvas que os países são tradicionalmente conhecidos Carménère – Era muito planta- nhedos. Fornece vinhos muito es- ela só perde em ní- da nos sítios bordaleses de Médoc curos, quase pretos, muito tânicos veis de acidez para a e Graves da França, até ser ataca- (daí a origem de seu nome) quan- Petit Verdot. Outras da por uma praga de pulgões que do jovens, concentrados e com óti- localidades de culti- sugava as raízes. Foi levada pa- mo poder de envelhecimento. Para vo são: França (Loire e ra o Chile por volta de 1850, on- moderar a sua adstringência, cos- Cahors), Itália, Espanha de permaneceu “escondida” com a tuma ser cortada, no Uruguai, com (Ribera del Duero), Chile e Merlot até 1996. Hoje, é a varieda- a Merlot. Também se encontra na Brasil. de-símbolo desse país, quem detém Serra Gaúcha. Carménère o maior parreiral do globo. A Car- Merlot – Na realidade deveria ser Merlot menère é similar à Merlot, contu- Malbec – Emblemática da Argen- chamada de Merlot Noir, pois exis- do mais tardia, de bago mais avan- tina, onde é atualmente a escura te uma obscura variedade bran- Tannat tajado, tendo acidez baixa e taninos mais difundida e tem mostrado al- ca denominada Merlot Blanc. Cas- Malbec mais suaves e adocicados. Seu aro- ta qualidade. Isso é possível devido ta de altíssima qualidade, origina ma de frutos pretos e vermelhos, à grande disponibilidade de velhas vinhos avelulados, moderadamen- com notas condimentadas, é muito vinhas em zonas muito elevadas. te ácidos e complexos. Têm menos prazeroso. Os tintos platinos têm excelente taninos e acidez que os de Caber- equilíbrio entre concentração, ma- net Sauvignon, devendo ser be- Tannat – É a uva mais plantada ciez e nervo. A Malbec dá vinhos bidos antes destes, porém depois no Uruguai, onde se confunde com com ótima acidez e é ideal para re- dos Cabernet Franc. No Brasil, a a imagem vinícola do país, por ocu- giões com muita insolação, como uva é o forte dos tintos produzidos par cerca de um terço dos seus vi- Mendonza. Dentre as bordalesas, na Serra Gaúcha. Untitled-1 1 01/07/2011 18:20:17 C M YCMMYCYCMY K
  • 14. 14 • Edição 16 | Ano 1Reserva você SAbiA? A uva Malbec vem sendo muito usada por vinícolas argentinas, sendo esta produção equivalente a 59% do plantio mundial.trutura densa da maioria dosvinhos tintos. Para entendermelhor, o especialista cita mas. Minha sugestão é provar um Cabernet Sauvignon ar- gentino, O Reserva de Famí- Saibamais Fonte: Arley Firmino Pereira, enólogo da Mioloum argentino muito premia- lia da Bodega Sottano, apesardo: Judas da Bodega Sotta-no. “É denso, estruturado, do mercado ter criado o pa- drão argentino, Malbec”, indi- tERRoiR bRASilEiRo os vinhos Com o conjunto de fatores solo, climas e temperaturas, mais pre-potente e complexo. Compa- ca Furniel. miados da naturais específicos de ca- podemos dividir o País emrando com o Barolo da Bata- Se ainda quiser entender da região, como tipos de cinco principais regiões: Serra Gaúcha.siolo, da região de La Mor- seu paladar, vale degustar do Serra Gaúcha: Destacan- Campanha Gaúcha:ra, no coração do Piemonte: mesmo produtor, o mesmo do-se com a produção de um Região despontando co- dos melhores espumantes do mo excelente para a uvaé estruturado tal qual, porém padrão de qualidade e vinifi- mundo e ótima adaptação da Tannat, Cabernet Sau-os taninos são diferentes, a cação o Reserva de Família da vignon e variedades uva Merlot;elegância é marcante. Ambos Sottano, Malbec. Só assim te- Vale dos Vinhedos: Primeira portuguesas, como Tou-são maravilhosos, mas são de rá condições de entender o vi- D.O. (Denominação de Ori- riga Nacional, Tinta Ro-uvas e vinificações diferen- nho que realmente mais lhe gem) do Brasil, elaborando riz e Alvarinho. Campos de Cima dates. Seria o mesmo que eu ter agrada. Outra dica do som- Serra: Uvas como Mer-que optar por um dos filhos”, melier é o chileno Millantu, lot, Pinot Noir e Caber-brinca o sommelier. Se for que é uma ótima opção pa- net Sauvignon, além dapara comparar, na opinião ra provar um corte compos- excelente Viognier;dele, os grandes sul-ameri- to de trio de tintos Cabernet Vale do São Fran-canos estão muito mais pró- Sauvignon, Cabernet Franc e cisco: Excelente região para as uvas Moscato,ximos dos espanhóis. Carmenère. Sauvignon Blanc, Shiraz Na opinião do enólogo da “Defendo a máxima que se e Cabernet.Miolo, Arley Firmino Pereira, você estiver diante de vinhoshoje o novo mundo vitivinícola tecnicamente bem feitos, ou(incluindo países das Américas, seja, corretos, sem defeitosÁfrica e Oceania) são grandes de vinificação: o vinho bomincentivadores dos vinhos cha- é aquele que você mais gostamados varietais (vinhos elabo- e não devemos seguir o pala-rados 100% com uma única va- dar de outros”, ensina Furnielriedade de uva), com um estilo da Max Brands. O enólogo dadiferente dos europeus: vinhos Miolo também fala sobre amais leves, macios, jovens e fá- questão da escolha do vinhoceis de degustar. com o melhor custo-benefí- Entre os nossos vizinhos, cio. “São vinhos que alcan-o Brasil se destaca principal- çam o equilíbrio ideal entremente pela grande qualidade a qualidade e o valor deter-dos espumantes produzidos, minado (mínimo possível),sendo comparados aos me- gerando uma oportunidadelhores do mundo e por diver- (não tem a ver com vinhos ba-sas vezes recebendo medalhas ratos). O ideal, contudo, ao sede ouro, inclusive em concur- escolher o vinho ideal, é con-sos às cegas de champanhes, siderar o paladar, afinal o me- vocêSabia?na França. “O Vinho Merlot lhor vinho é aquele do qualTerroir, por exemplo, foi eleito gostamos”, diz o enólogo.o melhor merlot do mundo no A sugestão dos expertsconcurso Merlot’s do mundo é jamais entrar em modis-realizado em Londres (catego- mos quando trata-se de vi- cuRioSidAdES dA pRodução do chilEria até 100,00 dólares)”, exem- nhos. Procure produtores sé- No Chile, devi- a parcialmente e deixandoplifica Pereira. rios e prove tudo que você do às particulari- a outra ponta descoberta achar possível, só com uma dades de seu ter- – assim, apenas uma parteQuEbRAndo massa crítica ampla o degus- roir (o conjunto de do ramo se fixa à terra, fa- condições ambien- zendo o papel de raiz, e suapARAdigmAS tador forma seu próprio pala- outra extremidade continua tais de uma locali- O grande ensinamento do dar. “Assim você pode adequar presa ao galho original, fi- dade), as plantasespecialista da Max Brands o seu prazer à sua disponibi- que morrem vão cando livre ao ar. Por essepara os iniciantes ou inicia- lidade econômica”, ensina o sendo substituídas motivo, é comum a existên-dos, é beber vinhos que são enólogo da Miolo, que sugere por meio de pés vi- cia de vinhedos com parrei-do agrado do seu paladar, in- no Brasil aproveitar os espu- zinhos. Estende-se ras centenárias entremea- um ramo da videi- das por videiras produtivasdependente das relações téc- mantes gaúchos, que são espe- ra mais próxi- jovens, de até dois ou trêsnicas que existem entre eles. taculares e em Santa Catarina, ma, enterrrando- anos de idade.“Precisamos quebrar paradig- o vinho rosé da serra.
  • 15. www.universogastronomico.com.br Edição 16 | Ano 1 • 15ESpumAntEEm alguns lugares do mundo a palavra champagneé usada como sinônimo de espumante, o que évedado inclusive por algumas legislações.boapedida Seligue! Fonte: Christian Bernardi- Enólogo oS mElhoRES do mundo nhos mais importantes poR QuE mAntER A reconhecidos internacio- A França ainda é o pro- te os franceses fazem alguns nalmente, sem dúvida po- gARRAFA nA hoRizontAl? dutor mais reconheci- dos vinhos mais nobres, com a derá colocar mais de uma do em relação aos vinhos mais alta qualidade do mun- dúzia de franceses e a lis- ícones. Indiscutivelmen- do. Se você pensar nos 20 vi- ta será completada por um ou dois exemplares dos ou- tros produtores mundiais. “Agora, em seguida com os 40 maiores a França já não estará com uma pre- sença tão marcante, Itá- O motivo pelo qual deve- sição que o vinho tenha lia, Espanha e Portugal, se manter a garrafa na contato com a rolha pa- já ameaçam a suprema- horizontal é o fato da ve- ra que esta mantenha-se cia francesa, e esses paí- dação (rolha) ser de cor- encharcada com o pró- ses produzem alguns dos tiça. A cortiça é uma fibra prio vinho e assim expan- melhores vinhos do mun- vegetal, extraída da cas- dida e no seu máximo de do, com preços justos sem ca do sombreiro (plan- vedação. Lembrando que a badalação de alguns dos ta de grande porte mui- quando o vinho já estiver franceses mais importan- to cultivada em Portugal aberto, mesmo que a ve- tes. Mas não podemos nos e Espanha), sendo assim, dação seja perfeita, é pre- esquecer que estamos fa- pode sofrer ressecamento ferível que a garrafa fique lando de vinhos que poucos (perda da umidade), for- na vertical, para que se podem desfrutar”, esclare- mando poros no seu cor- diminua o contato do vi- ce Alexandre Furniel, som- po. A garrafa, portanto, nho com a camada de ar melier da Max Brands. deve ser mantida em po- no interior da garrafa.
  • 16. 16 • eDição 16 | Ano 1 www.universogastronomico.com.brToqueDeChef MonTe VerDe A cidade ganhou em 2008 o título de melhor destino de inverno do Brasil e, em 2009, o título de cidade mais romântica.UM inVerno De sAboresSe não é possívelescapar do frio,melhor aproveitarcurtindo umroteiro deliciosocom boagastronomia,vinhos, naturezae descansoFabiane Abel Está aberta a estação maischarmosa do ano: o inverno.É hora de tirar os casacos ele-gantes do armário, separar oscachecóis e preparar os rotei-ros para curtir o que há de me- Pousada Reserva Aroeira, Piraí / RJlhor da gastronomia regional empousadas incríveis no meio da materiais reciclados, além deserra. Tudo isso, acompanhado ter preservado integralmentede muita sopa, fondue e choco- a vegetação nativa. O nome dalate quente, pedidos obrigatórios pousada faz alusão ao barulhopara quem quer entrar no clima feito pelos macacos bugios quee se sentir em qualquer um dos habitam a região.caríssimos destinos europeus. O restaurante, comanda- Para quem gosta de viajar do pelo chef Luis dos Santos, écom a família toda reunida, es- uma atração a parte. Construí-sa é uma ótima época. As férias do em 2004, oferece às pessoasescolares estão aí, a tempera- de São Paulo, Sorocaba e cida-tura baixa estimula fazer pas- des próximas, uma gastrono-seios matinais, com o sol bem mia moderna, mas com ingre-ameno que ilumina e esquenta dientes brasileiros.ao mesmo tempo. Para elaborar os pratos, o Prefere um programa a chef mescla seus conhecimen-dois? O frio das montanhas, tos contemporâneos com ajunto ao abrigo de um chalé, culinária caipira, dando pre-uma pousada ou até mesmo La Villetter conta com atrações co-suíça, oferece a experiência piacaba, em Piedade, a 100 km ferência aos produtos agríco-um hotel aconchegante, é a re- naturais e uma arquitetura ti- de uma noite com muito char- de São Paulo, está a charmo- las da região. “Piedade temceita de sucesso. picamente europeia. Com uma me e bom gosto. sa e sustentável Pouso e Gas- um forte pólo agro-rural, co- Em família, a dois ou sozi- área de 13 mil metros e mais Os sabores fondues, racletes tronomia Ronco do Bugio. O mo uma grande produtora denho, o que interessa mesmo é de 2 mil de construção, ofere- e vinhos são servidos em um lugar reúne conforto, sofisti- alcachofra, hortaliças, caqui,aproveitar o inverno que esse ce 12 apartamentos requinta- ambiente aquecido por lareiras cação, excelente atendimento camarão da Malásia, e eu douano veio com tudo, possibili- dos com bom gosto. e iluminados por luzes suaves com ações sócio-ambientais, preferência para esses produ-tando encontrar temperatu- No estilo brunch, o café da e aconchegantes. O restaurante como a neutralização de emis- tores”, comenta Santos.ras abaixo de zero em algu- manhã é servido até as 13 ho- é comandado pela proprietária são de carbono. Entre as opções do cardá-mas regiões. ras no envidraçado gazebo, on- Ana Rozette, que assim como Idealizada pelo casal Fátima pio estão a galinha caipira “de de também se pode degustar o a pousada, guia tudo com ex- e José Majolo, pelo designer de panela”, feita à moda da ro-no AConChego Do chá da tarde com bolos, apre- periência e dedicação em cada interiores Fuad Murad e o chef ça, com acompanhamento deinTerior pAUlisTA ciando o pôr-do-sol. detalhe. Mas para desfrutar de Eduardo Duó, buscou na sua croutons de berinjela, legumes No topo da montanha, a Já o famoso Le Foyer, bar e toda essa exclusividade, é pre- concepção equacionar o desen- salteados em ervas frescas, fa-1700 metros de altitude, e ape- restaurante, abre todas as noi- ciso fazer reserva antecipada. volvimento econômico da re- rofa e arroz. Para os vegetaria-nas 3 km do centro de Cam- tes, também para não hóspe- Já dentro de uma reserva gião sem destruir a natureza. nos, hambúrguer de quinuapos do Jordão - SP, o Chateau des. Inspirado na cozinha fran- florestal, na Serra de Parana- Toda a arquitetura privilegia real ou o risoto de alcachofra
  • 17. eDição 16 | Ano 1 • 17pieDADeFoi conhecida como a capital da cebola, chegando a ser a maior produtora do Brasil. Hoje, suaagricultura é diversificada destacando-se entre elas a alcachofra e o morango. Também é conhecidapelas suas “cerejeiras do Japão”, as quais enfeitam a cidade durante os meses de junho e julho.regado ao pesto de manjericão. Um dos grandes diferen- boapedidaciais é que todos os pratos sãoproduzidos somente com in-gredientes orgânicos e San-tos busca a cocção natural, nãousando produtos químicos.“Prefiro, por exemplo, produziro caldo de galinha ao invés deutilizar um pronto”, diz o chef. Espalhada por um terrenode 240 mil metros quadradosde verde, a 1,4 mil metros de hotel Mirante da Colyna, Monte Verde/MGaltitude, na região da Serra daMantiqueira, a pousada Quin- e chefe de cozinha Júnia Ma- de 2006, possui um restauranteta dos Pinhais é reconhecida rinho Rodrigues Paiva, ofere- aberto também a não hóspedes,por ser uma pousada român- ce requintados pratos, prepa- e que prioriza criações gastronô- Os vinhos da Batasiolo es- tão nos melhores restau-tica de montanha, com raízes rados com o tempero e sabor micas mais saudáveis. rantes de São Paulo, sigarústicas da roça. da cozinha mineira. Com decoração que mes- as dicas de harmonização Construída com material de A dica para a estação é apre- cla tijolos aparentes, madei- para este inverno.demolição, o ambiente é aco- ciar um dos pratos mais requi- ra e artesanato brasileiro, con- Vinho BARolo DoCGlhedor e apresenta grandes vi- sitados nas baixas temperatu- ta com uma enorme varanda e BARBAResCo DoCGgas de madeira e objetos do ras, um caldo bem quentinho, com vista para toda a pousa- O vinho Barolo DOCG, daséculo passado. Desde a sua o Bambá de Couve. Tradicio- da. A responsável é a chef e só- vinícola Beni di Batasio-inauguração, em 2001, a pou- nal da cidade mineira de Ou- cia proprietária Ana Catharina lo, é o companheiro pa- ra o prato “Canard deuxsada mantém a preocupação ro Preto, a iguaria é uma op- Lisboa. Médica homeopata, a façons” do inesquecívelsocioambiental. Além de nun- ção saborosa para quem quer profissional iniciou as ativida- restaurante Ludwig, emca ter cortado uma só árvo- degustar algo quente. Além da des na cozinha como hobbie, Campos de Jordão. Masre, os proprietários plantaram folha principal, couve, o caldo mas, após alguns cursos, as- se o prato escolhido for anestes anos, mais de três mil leva fubá, bacon, alho e cebola sumiu inicialmente o coman- especialidade da casa, omudas. Conforto, boa comi- em sua receita, herança que a do do fogão do hotel St. Robert, Fondue de carne, escolha o vinho Barbaresco, en-da, tranquilidade, contato com chef e proprietária da casa, Ju- vizinho à Reserva Aroeira e corpado e robusto, coma natureza e privacidade são nia Marinho, guarda da avó. também de sua propriedade. taninos macios e avelu-outros atributos que propor- “Os ingredientes utiliza- dados, tem 100% de uvas Vinho lAnGhecionam suntuosidade ao local, nAs serrAs dos no restaurante são plan- Nebbiolo. DoC neBBioloalém da vista privilegiada que Do rio De JAneiro tados na horta local, como as Em São Paulo, o chef Ro-se volta para a Pedra do Baú e Localizada a 105 km do Rio de ervas e hortaliças. O que não berto Ravióli, proprietá-para o Pico Agudo, dois pontos Janeiro e a 328 km de São Pau- tem na pousada, compramos rio da autêntica casa ita-turísticos da cidade. lo, a pousada Reserva Aroeira é na região. A parte de laticínios, liana “Empório Ravioli”, indica o prato “Raviolli O Bistrô Bernadette é ou- uma das mais sofisticadas da re- manteiga e queijo são produzi- di Vitello” acompanhadotro grande atrativo. Conduzi- gião do Vale do Paraíba Flumi- dos aqui, sendo que o leite pro- do Langhe DOC Nebbiolo,do pela médica, proprietária nense. Inaugurada em janeiro vém do nosso próprio curral”, um vinho tânico e equili- brado, com boa estruturaPousada Ronco do Bugio, Piedade/sP que harmoniza perfei- tamente com este prato, também bem estrutura- do. (A Nebbiolo é a mes- ma uva que se faz o Baro- lo, que proporciona boa estrutura ao vinho).
  • 18. 18 • eDição 16 | Ano 1 www.universogastronomico.com.brToqueDeChef VoCê sAbiA? Uma das grandes atrações da cidade são os chocolates. Junto à fábrica do Chocolate Araucária, pode-se conhecer um pouco do processo de produção. Pousada Reserva Aroeira, Piraí / RJdestaca Ana Catarina. Além dade e uma vista privilegiadadesses, há a criação de pato e para a Serra. Localizado a ape-tilápia, o que evita a caça e a nas 4 km do centro da cidade, opesca em seu habitat. Produz, lugar é ideal para os casais.assim, boa parte de seus pratos Quem quiser relaxar podecom ingredientes orgânicos. contar com um serviço comple- No entanto, foi nas pane- to no SPA, o Kuriuwa Bem-es-las do restaurante da pousa- tar, com banhos terapêuticos eda que a chef desenvolveu uma salas de massagens e tratamen-culinária contemporânea, com tos. Além disso, há uma incrívelênfase nos ingredientes locais. sauna com paredes de vidro on-Em seu cardápio, Ana Catha- de é possível relaxar sem perderrina mostra pratos que valori- o contato com a natureza.zam, por exemplo, o uso da noz Já a cozinha, aberta tam-macadâmia e a tilápia, dois im- bém para não hóspedes, masportantes elementos regionais. com reserva, proporciona o Destaque para pratos como melhor da comida típica mi-o filé à Ana Ribeiro, que leva neira. Uma boa opção é o suf-medalhões de filé com mantei- lê de mandioquinha com carnega de ervas, mousseline de ba- de sol e mascarpone, lombo detata baroa e farofa de macadâ- cordeiro com molho de cervejamia com flocos de cereais. Para e cuscuz marroquino.a sobremesa, a torta suíça demacadâmia, que é um bolo su-íço com mousse e crocante de sempreumaopçãomacadâmia, é uma das delicio-sas alternativas. CAMpos: UM roTeiro A pArTe Também pode provar os Situada a 1.700 metros Que tal um passeio depasteizinhos de tilápia com de altitude, no coração da trem? A Estrada de Ferromussarela de búfala, bolinhos Campos do Jordão, cons- Serra da Mantiqueira, ade tilápia com geleia de pi- truída em 1914, leva o visi- Pousada Ronco do Bugio, Piedade/sP cidade, além de muito bo-menta dedo de moça, ou a tilá- nita, tem ótimos hotéis e tante até a cidade vizinhapia com manteiga e alcaparras, de Bispo, Redonda e Pico Sela- Almeida. Ele explica que, com a pousadas, além de variada de Santo Antônio do Pi- oferta gastronômica, boa nhal, mas o ápice do pas-guarnecido por arroz branco e do, pontos turísticos da cidade. contratação do chef Thiago Bla- música e muita natureza. seio é quando se alcançabatatas ao murro. Há também A infraestrutura da pousada nes, o menu ganhou mais sofis- o Alto do Lageado, trecho Um lugar essencial, e quea tilápia Aroeira (filé grelhado, inclui 23 acomodações moder- ticação e essência. ferroviário mais alto do também pode ser o inícioservido em cama de alho po- nas e equipadas com mobiliá- No cardápio, que traz a culi- do passeio, é o bairro Vila País com 1.743 metros dero com arroz de maçã, cama- rios sofisticados, piscina aque- nária contemporânea interna- Capivari. É nas suas ruas altitude. Tudo isso reunidorão, abobrinha e batata assa- cida e coberta, Hidro Spa com cional, predominam as mas- onde toda a badalação se à flora e fauna da região concentra e que se encon- que não deixa a desejar du-da com gorgonzola), também é ozônio e cromoterapia, cinema, sas, os peixes e os risotos. Entre tra a famosa Cervejaria rante o percurso.uma boa escolha. wireless e cyber café, salão de as novidades, está o Salmão ao Não deixe de visitar o Baden Baden, um dos pon- jogos, quadra de tênis, sauna, Molho de Maracujá, acompa- Horto Florestal, parque tos mais charmosos da ci-nos MonTes deck panorâmico, academia nhado do Risoto de Alho Poró. dade, ideal para se reunir mais antigo do Brasil on-De MinAs completa e restaurante, que Variada, a carta de vinhos com os amigos, encontrar de é possível se admirar a gente bonita, saborear fa- maior reserva de conífe- Cercado por muita nature- oferece um serviço farto e sa- traz distintos tipos de uvas, paí- mosos pratos alemães e to- ras de todo o estado paulis-za, na charmosa Monte Verde, boroso para o café da manhã, ses e regiões, e foi elaborada pe- ta. O parque é um excelen- mar o chope produzido emcidade ao sul de Minas Gerais, servido até as 11h. Seu cardá- la importadora Mistral. Entre te lugar para um passeio Campos do Jordão pelao Mirante da Colyna é a opção pio também conta com o pre- os destaques estão o vinho Ar- própria cervejaria. ecológico junto às araucá-para quem busca tranquilida- paro de saborosos pratos re- gentino Catena Malbec, indi- Uma das atrações preferi- rias centenárias que com-de, contato com a natureza e a gados ao tempero e sabor da cado para massas como o Ma- das das crianças é o Tele- pletam o cenário verde da férico que circula entre a cidade.comodidade de um hotel char- cozinha contemporânea. nicaretti, e o vinho Espanhol Vila Capivari e o topo do Para quem não curti a ba-moso e bem equipado, com es- A pousada também acabou Gran Feudo, que harmoniza dalação, aproveite para Morro do Elefante, a 1.700trutura que permite atender a de reformar o restaurante, espa- com o delicioso Steak Poivre. acompanhar a programa- metros de altitude. De lá,todo tipo de público. ço que atende, além dos hóspe- Especial para uma progra- consegue-se ver boa parte ção do auditório Cláudio A pousada está cercada por des, os turistas da região. “Que- mação a dois, o Kuriuwa Ho- da cidade, um visual des- Santoro, onde se apresen- lumbrante, onde muitos tam as principais atraçõesAraucárias e instalada em um remos melhorar a qualidade nos tel, está em uma área de 24 mil turistas aproveitam para do Festival Internacionaldos mais altos pontos da pe- alimentos e nos pratos elabora- metros, a 1750 mil metros de de Inverno de Campos do um almoço, no restauran-quena e hospitaleira cidade, há dos com harmonia, sabor e be- altitude, na Serra da Cantarei- Jordão. O festival que nas- te instalado bem no alto1,6 mil metros de altitude. Sua leza, para satisfazer o público”, ra. As instalações contam com do morro, no mirante Bel- ceu em 1970, já contou comvista é privilegiada e única pa- revela o diretor do restaurante 17 moradas espalhadas na pro- vedere. atrações internacionais.ra as pedras Partida, Chapéu e da pousada, Luis Gustavo de priedade assegurando privaci-
  • 19. eDição 16 | Ano 1 • 19o JeiTo siMples De fechado na geladeira. Essa conduta serve para preservar melhor as características de sabor/odor, pois em baixasfAzer UM boM CAfé temperaturas, a velocidade de envelhecimento do café é reduzida. Outro benefício é evitar contaminações relacionadas a odoresTire algumas dúvidas de acidez da bebida, alterando estranhos ao produto.sobre o preparo do Café o sabor. Para melhor resultado, Qual a validade do meuPilão e conheça ainda sugerimos que seja utilizada Café Pilão?dicas simples para ajudar água filtrada ou mineral a uma Embalagem almofada:você a preparar e saborear temperatura de 90º. 6 meses.essa deliciosa bebida. Qual o melhor momento Embalagem vácuo: para adoçar meu Café 1 ano e 6 meses.Como devo preparar Pilão? Qual a diferença entreo meu Café Pilão? Não adoce a água antes de coar embalagem almofada eSugerimos utilizar 4 a bebida: este procedimento embalagem a vácuo?colheres de sopa cheias de pode modificar o sabor e odor. A diferença é no conceito dapó (80g) para 1 litro de Por isso, indicamos que você embalagem, mas não existeágua. Ao primeiro sinal de prepare a quantidade exata a diferença entre o produtofervura, despeje a água em ser consumida e adoce a bebida contido na embalagem amovimentos circulares sobre somente na hora de degustá-la. vácuo e almofada.o pó no coador. Como devo armazenar o A embalagem vácuo é oAo fazer meu Café Pilão meu Café Pilão? conceito mais moderno deposso utilizar água Recomendamos que depois embalagem no mundo do caféfervente? de aberta, a embalagem porque oferece o sistema deNão. A água fervente provoca seja armazenada em um vácuo, que preserva o aromaum elevado aumento do índice recipiente hermeticamente original do café.
  • 20. 20 • Edição 16 | Ano 1BoaMesa CrEpEs Tornou-se popular na França, mas também faz parte da culinária da Galícia, onde tem o nome de filoa ou freixó, e das Astúrias, onde tem os nomes de fiyueles, freixuelos ou freisuelos.dElíCiAs irrEsistívEisCom a chegada do inverno, as sobremesas são uma opção perfeita para os amantes de docesPor Mirella Stivani “Se o almoço ou jantar foi cam melhor com vinhos com mais calórico com massas e teor de açúcar um pouco mais Com as baixas temperaturas carnes, por exemplo, os cre- baixo. O importante é manterdo inverno, é comum que a fo- mes mais leves como mous- a doçura entre a sobremesa e ome aumente proporcionalmen- ses, ou até mesmo um suflê de vinho bem equivalentes, parate à vontade de comer alimen- chocolate são mais adequa- que os sabores não se sobrepo-tos gostosos e mais calóricos. dos. Porém. não existe uma nham”, ensina a chef Daniela.Afinal, o organismo consome regra. Eu mesma, como boa “O principal é ter a certezamais energia com o frio. Quem gourmand que sou, já me dei- de não existir desarmonia en-gosta de doces pode se deliciar xei seduzir por profiteroles e tre o sabor da sobremesa e ocom diferentes sobremesas que brownies depois de uma re- da bebida. O que deve predo-combinam perfeitamente com feição mais elaborada”, expli- minar, por exemplo, é o sabora estação. ca Andressa. do que está se comendo, a bebi- “Para os dias frios, as recei- Já no quesito bebidas, as so- da é apenas um coadjuvante. Ota indicadas são as mais elabo- bremesas também podem ser ideal são os licores e/ou vinhosradas, que misturam texturas, harmonizadas. Existem várias mais adocicados como, porsabores e temperaturas dife- opções. “Em geral, doces com exemplo, o Viu Manent Noble,rentes. Aliás, o inverno é a es- chocolate vão bem com vinhos Semillion e Botrytis”, finaliza atação ideal para as ‘formigas exemplo”, conta o sócio-pro- dos Unidos. Sua massa é espes- do Porto. As à base de frutas fi- chef pâtissier Simone.de plantão’ se deliciarem com prietário do Bistrô Vintage, sa e não leva fermento.tantas guloseimas, pois é nes- Olavo Maciel Neto. Strudel - Bolo feito comta época do ano que nos permi-timos exagerar com doces que Simone também defende a ideia que dependendo do ho- uma massa tipo folhada, re- cheada com maçã, passas, sugestãodoleitornos aquecem”, explica a chef rário, algumas sobremesas são pão ralado, açúcar, manteigaprofessora da escola Centro mais adequadas. No almoço é e canela. tArtElEtE dE CArAMElo EEuropeu, Andressa Schmidt. possível saborear algo de mais Fondue – a versão salgada, AMêndoAs, CoM ruM E dAMAsCo “Prefiro as sobremesas difícil digestão como sobreme- de queijo ou carne, é bastantequentes, como suflês ou flam- sas amanteigadas e ainda do- popular, mas a receita que le- Por Daniela Prosdócimo Modo de fazerbadas com crepe. Também ces de colher (consideram-se va chocolate derretido, servido Massa: amassar todos os ingredientes até que for-gosto dos contrastes de tempe- as tradicionais mousses fran- com frutas, também é um hit IngredIentes mem uma massa lisa e ho-ratura, como uma torta quen- cesas, parfaits, bavaroises etc). no inverno. Massa: mogênea. Deixar descansarte e crocante de maçã servida Já para o jantar, o ideal são fru- Petit gateau – bolo de ½ xícara (chá) de manteiga na geladeira por 30 minu- amolecidacom sorvete”, conta a chef Da- tas, tortas secas e torta mous- chocolate com massa crocan- ¼ de xícara (chá) de açúcar tos. Abrir a massa e enfor-niela Prosdócimo Caldeira, do se de frutas, mais leves e me- te e recheio cremoso e quente. 1 xícara (chá) + 2 colheres de mar tarteletes individuais.La Table Gastronomie. nos calóricas”. Pode ser servido com sorvete (sopa) de farinha de trigo Pré-assar em forno quente 1 pitada de sal (160 graus) e reservar. “Indico no inverno brownie, de creme ou chantilly. 1 gema de ovo Recheio: Em uma panela,petit gateau, torta de chocola- soBrEMEsAs 1 colher (sopa) de coloque o mel, os dois açúca-te, tortas assadas, rocamboles, trAdiCionAis HArMonizAção nata fresca res, a manteiga e a raspa detortas de maçã, apfelstrudel e O cardápio pode variar, mas CoM prAtos E laranja. Ferva, mexendo pormuffins”, completa chef pâtis- alguns doces continuam sem- BEBidAs recheio: 10 minutos, até que o açúcar ½ xícara (chá) de mel tenha se dissolvido e o cara-sier do restaurante Fennel, Si- pre em alta no inverno, poden- Por mais que a sobremesa ½ xícara (chá) de açúcar melo fique mais grosso. Adi-mone Domingos do ser até considerados as so- seja uma delícia, uma refeição comum cione o rum com cuidado, bremesas típicas da estação. perfeita é a completa. E harmo- 1 xícara (chá) de açúcar pois o açúcar irá soltar va-HorA do doCE Confira os favoritos: nizar o prato principal com o mascavo claro por. Mexa até que volte a fi- Toda sobremesa é tradicio- doce que vem depois torna tu- 1 tablete de manteiga car homogêneo. Adicione a sem sal nata, o damasco e as amên-nalmente relacionada como Crepe – bastante popular do melhor! 3 colheres (sopa) doas laminadas torradas.um prato que finaliza as refei- na França, é feito com massa “Uma sugestão é o confit de rum Deixe engrossarções. Mas a verdade é que vo- fina, frita levemente em man- de cannard, acompanhado de 1 pitada de raspas de casca um pouco. Coloquecê pode comê-la quando sentir teiga. Pode receber diferentes pêssegos assados com farofa de de laranja nas forminhas com ¼ de xícara (chá) de natavontade! “Não existe nenhuma recheios como geleia, cremes, amêndoas. E, para a sobreme- a massa pré-assa- 1 xícara (chá) de amêndoasregra estabelecida. Mas, em ge- doces de massa, frutas, choco- sa, terrine de fois gras, acom- da e volte ao forno laminadas (torradas) por 5 minutos. Sirvaral, doces de frutas compõem late, doce de leite e sorvetes panhada de ganache de café e 1 xícara (chá) de damasco Marianna morna com sorveteuma sobremesa mais leve pa- Brownie – bolo de choco- manga grelhada”, aconselha seco picado d’amore de creme. Jornalista era quem está trabalhando, por late que é um sucesso nos Esta- Olavo Maciel. tradutora
  • 21. Edição 16 | Ano 1 • 21téCniCA pArA prEpArAr flAMBAdosProfessora Graziela Milanese por quase 800 anos. a bebida, para que a chama na chama da boca do fogão, se licor de laranja (tradicio- Alguns autores defendem não levante muito rápido e para que seja possível a ob- nalmente o Grand Marnier) e Flambagem (Flambé) é uma diferentes “criadores” da téc- provoque acidentes. tenção do fogo. Então adi- uma bebida destilada (utiliza-técnica culinária que consiste em nica, o que torna a discussão • No caso dos flambados ela- ciona-se a bebida em cha- se conhaque).adicionar uma bebida destilada mais complicada. Então, nes- borados em frigideiras (co- mas à preparação. Assim que iniciar a fervura,(com alto teor alcoolico) em uma te caso, discutir quem inven- mo crepes e frutas), muitas inclina-se a panela no fogo pa-panela quente e levantar chamas tou torna-se menos impor- vezes é possível aumentar a CrEpE suzEttE ra que a combustão aconteça.que envolverão a preparação que tante do que descobrir como chama e inclinar a frigideira Um dos flambados mais co- Quando o fogo para, deixa-senela esteja sendo realizada. as técnicas de flambagem fo- para que o fogo atinja a be- nhecidos é o Crepe Suzette. reduzir a calda e adicionam-se No momento do procedi- ram empregadas em diferen- bida e entre em combustão. Muitas referências são conta- raspas de laranja ao final.mento, o cliente à mesa pode tes ocasiões. Caso a pessoa não consiga das sobre a sua criação, mas en- Exemplos mais comuns deser seduzido pelas labaredas e através deste procedimen- tende-se que foi criado por vol- pratos flambados não necessa-pela beleza do fogo envolvendo diCAs dE to, pode riscar um fósforo e ta do século XIX. Em 1898, no riamente são somente de docesa comida. sEgurAnçA: encostá-lo rapidamente no restaurante francês Marie´s o e frutas, as carnes e aves tam- Existe uma hipótese de que • Ao iniciar o procedimen- líquido da panela – nunca prato já era uma especialidade. bém podem ter a técnica em-os mouros inventaram a técni- to, é necessário que a quan- deixar o palito dentro da pa- Elabora-se uma massa de pregada:ca no século (XIV), afinal eles tidade exata a ser utiliza- nela – ou seguir o procedi- crepe e cozinham-se os discos. Carnes e Aves: Strogo-foram também os grandes pre- da esteja em um recipiente mento abaixo. Em uma frigideira faz-se noff, Steak Diane, Cordornascursores da técnica de destilar menor que a garrafa. Nes- • Já nos casos de panelas al- um caramelo de açúcar e adi- flambadas ao conhaque etc.bebidas, disseminando o co- te momento, o mais impor- tas, é indicado que seja colo- ciona-se suco de laranja. Frutas: Bananas Foster,nhecimento nos países do Oci- tante é retirar a frigidei- cada bebida em uma concha Colocam-se os discos de Bombe Alaska, Cherries Jubileedente enquanto os ocuparam ra do fogo antes de colocar e que a mesma seja disposta crepe na frigideira e adiciona- Crepes: Crepes Suzette
  • 22. 22 • Edição 16 | aNo 1NoPonto ChurrasCo Na Argentina e no Uruguai, o churrasco típico é chamado de asado, e é o prato nacional de ambos países. Tradicionalmente é feito na grelha com uso de lenha, mas também se usa carvão pela praticidade.ChurrasCo argENtiNo, Eles utilizam muitos embuti- dos como a morcela (ou chou-assim E assado riço). E é mais tradicionalmen- te visto como uma preparação importante para as famílias de fim de semana”, garante o chef e professor do Centro especia- lizado em Gastronomia (CEG),Considerada por muitos como a melhor carne do mundo, o ganhando espaço – e preferên- Fernando CorsiEiger. cia, entre os habituais restau- A carne é assada nas par-churrasco portenho conquista espaço nos campos brasileiros rantes italianos ou japoneses rillas, que nada mais são que instalados nos bairros tradi- as nossas churrasqueiras. O cionais de São Paulo. O ponto nosso churrasco, aliás, seria alto do local já começa pela de- o assado dos hermanos,que lá coração, passa pela carta de vi- conta com dois tipos, o asado a nhos até chegar com o que de laparrilla, que é feito na chur- melhor o país sabe produzir, rasqueira, e o asado criollo, carne. O diferencial não come- com espeto fincado no chão. O ça com a preparação do chur- tempero do churrasco argenti- rasco, vem desde a criação do no fica por conta do sal fino e gado, tudo para garantir textu- do chimichurri, tempero tra- ra e sabor únicos, fundamental dicional argentino usado no para os exigentes apreciadores preparo de carnes (veja receita do bom churrasco. no box ao lado), diferentemen- te do que estamos acostuma- difErENCiaL dos a usar. Os argentinos acre- O gado da argentina, de ori- ditam que o sal grosso resseca gem europeia, carrega na gené- a carne e colocam o sal fino tica finas camadas de gordura minutos depois que a carne por toda a carne, o que resulta já foi para a parrilla. O corte em um sabor singular, segundo grosso e o modo mal passado os especialistas no assunto. A deixam a carne suculenta. Pa- textura da carne se deve ao fa- ra quem faz questão que a car-Jaqueline Frizon simo, seja pela cultura, pelas a cultura portenha se faz tão to de o animal não desenvolver ne esteja bem passada, os res- belas paisagens ou pela culi- presente por aqui. Basta olhar muito os músculos por conta de taurantes argentinos “abrem” No futebol eles se enfren- nária, fato é que a capital do o número de restaurantes ar- o terreno onde o gado é criado o corte da carne ao meio paratam, mas quando o assunto é tango vem conquistando, a ca- gentinos em São Paulo para ser plano. Como não precisa fa- que ela asse por dentro.culinária, hermanos e brasi- da dia, o paladar tupiniquim. entender que, na culinária, o zer força para pastar na planí-leiros deixam a disputa de la- O clima ameno, a música en- time do Maradona não perde cie, o animal acaba não forta- aComPaNhamENtodo para apreciar as particula- volvente e a famosa gastro- para os brasileiros. lecendo os músculos. Além dos A gastronomia internacionalridades desse e do outro lado nomia tornam-se ainda mais As famosas parrillas argen- terrenos planos, o gado é criado sofre influências do país local,do campo. A Argentina, não atraentes pela proximidade tinas, como são conhecidos os em confinamento e alimentado com os vizinhos argentinos nãohá dúvidas, é um país riquís- com o Brasil, não é a toa que restaurantes portenhos, estão com ração, o desenvolvimento e foi diferente. Alguns restauran- a engorda são rápidos processos tes portenhos no Brasil acaba-seLigue! e o animal é abatido cedo. O preparo da carne para o ram por adaptar seus pratos ao gosto dos clientes brasileiros. É o sEgrEdo Está No CortE churrasco tem uma particula- ridade que começa pelo corte. o que garante o chef da Parrilla De La Montanã, Oscar Yannelli. Os cortes portenhos mais dril. Para se familiarizar com Apesar de os cortes mais no- “O arroz é um exemplo da ne- tradicionais são feitos de os cortes, veja abaixo: forma longitudinal e direto lomoargentino é parecido bres estarem localizados na cessidade de adaptação, no car- na fibra da carne. Se você com o nosso filé mignon parte central do animal, pra- dápio argentino o arroz não é espera encontrar uma pi- Ojo de bife é similar ao con- ticamente todas as partes são usado como acompanhamen- canha nas parrilllas, saiba tra filé apreciadas. “Como chef observo to, ou mesmo a farofa que lá que os cortes dos herma- Bife anchoa ponta (coste- que o preparo de um churrasco não existe”, salienta Oscar. Os nos são diferentes dos do la) é semelhante ao contra filé argentino é um corte mais gros- acompanhamentos tradicio- brasileiro e que, se tem um Bife de chorizo lembra o que é mais parecido, esso é miolo do contra filé so de carne, deriva-se do no- nais de um bom churrasco por- o lagarto. Nas parrillasar- Tapa de cuadrila é pareci- me asado. Praticamente todas tenho contam com “salada, pu- gentinas são pedidos oa- da com a nossa picanha as partes do bovino são apro- rê de batatas, batatas fritas e o sado de tira, o vacio, o bi- Bife de tira é semelhante ao veitadas, como órgãos e glân- mais importante o chimichur- fe de chorizo, o ojo do bife, miolo da picanha dulas como o tino de sabor le- ri”, assegura o chef e professor bife ancho e o tapa de cua- Vacio lembra a fraldinha vemente adocicado e intenso. no CEG, Fernando CorsiEiger.
  • 23. Edição 16 | aNo 1 • 23outros PaísEsO prato da culinária japonesa chamado jingisukan (conhecidono Brasil como “Genghis Khan”) é um tipo de churrasco. Foiinventado em Hokkaido, na região norte do país. Para quem prefere seguir àrisca o que manda a tradição,opções não faltam. É o caso do sar de os brasileiros, no geral, preferirem churrasco acompa- nhado de uma cerveja gelada, destaque bertura uniforme da capa BifE dE Chorizocoordenador econômico-finan- muitas pessoas passaram a har- de gordura. Somente tem-ceiro, Juan Pablo Ferrante, que monizar a carne à moda argen- perar a carne minutosviaja a Argentina, pelo menos tina. “A cerveja ainda é muito antes de ir para a grelha, que deve estar pré-aque-duas vezes ao ano, para visitar forte no nosso países há alguns O professor de IngredIentes 1 bife de chorizo de 500 g (corte cida e com cerca de 25 cmparentes e, nesse meio tempo, exemplares maravilhosos, mas gastronomia e chef de distância, o braseiro transversal do contra filé, commata a saudade da família nos no aspecto harmonização, o vi- de cozinha, Fernando precisa estar bem forte. cerca de 3.5 cm de espessura).restaurantes portenhos do Bra- nho é disparado a melhor op- CorsiEiger, ensina 1 colher (sopa) de sal grosso Tempere com sal grossosil. Juan comenta que seu prato ção. Hoje é muito comum con- uma receita especial em ambos os lados e le- Modo de fazer ve para grelhar por 8 mi-preferido é o asado de tira (cos- sumir vinho do que cerveja nas do verdadeiro O bife precisa estar totalmen- nutos de cada lado. Sirvatela) e batatas fritas. Já o prato melhores churrascarias ou par- churrasco portenho. te descongelado, possuir uma com molho chimichurri emais pedido no tradicional Es- rillas do Brasil afora”, garante o boa apresentação, com co- batatas fritas crocantes.tación Sur é o bife ancho (con- sommelier da Enoteca Decan-trafilé) com batata suflê, ga- ter, Nelton Fagundes, que com-rante Julio Mansilla, diretor do plementa “As pessoas estão via-restaurante que complemen- jando mais, degustando mais eta “para harmonizar com esse com melhor atenção. Por isso,prato, a maioria dos clientes pe- já notam esta diferença quan-de um bom vinho”. do sua carne preferida é consu- O vinho, aliás, faz toda a di- mida com o vinho certo. Expe-ferença na hora de saborear rimente, com certeza você vaio churrasco portenho e, ape- adorar”, finaliza o somellier.Especiais Fonte: Cybercook ChimiChurri IngredIentes Modo de fazer 10 unidades de pimenta Corte em pedaços pequenos dedo-de-moça fresca(s) os quatros primeiros ingre- 1 unidade de pimentão verde dientes; lave antes a cebola 1 unidade de cebola caso queira tirar um pouco 6 dentes de alho o ardido dela, coloque pri- 1 xícara (chá) de água meiro a cebola com um pou- 1/2 xícara (chá) de azeite co de água no liquidificador de oliva e ligue-o por um minuto, de- 2 ½ colheres (sopa) de orégano 2 colheres (sopa) de sal pois vá juntando aos poucos todos os ingredientes e bata- os por 4 minutos, ele forma- sempreumaopção ½ colhere (sopa) de pimenta- rá um molho um pouco pas- ter a temperatura”, aconse- Sauvignon e Carménère do-reino branca toso. Sirva em molheiras. harmoNização lha Marcelo, que confessa que do Chile são outras ótimas O sommelier da Ville du a preferência feminina é pa- opções, como por exem- Vin, Marcelo Ribeiro é en- ra os vinhos mais macios e de plo, um Cabernet Sauvig- fático ao dizer que um bom corpo médio, como os Malbec non De Martino Reserva. vinho faz a diferença no Reserva Luigi Bosca, Santa Os tintos tendem a escol- prato portenho, para ele, Júlia Magna, Andeluna Mer- tar melhor a suculência “as melhores opções são lot Reserva, Las Perdizes Pi- das carnes vermelhas. O os tintos intensos, pode- not Reserva. seu sabor pronunciado se rosos e encorpados, tanto Nelton Fagundes, sommelier funde bem com os taninos como os Malbec e Caber- da Enoteca Decanter, com- e a acidez dos tintos destes net Sauvignon de Mendo- plementa, “para o churras- países. Vinhos europeus za”, garante. A temperatu- co argentino, os vinhos tintos também vão bem desde ra do vinho é fundamental, são a melhor escolha. Vi- que tenha estas caracte- “para os tintos encorpa- nhos a base de uvas Malbec rísticas”, afirma Nelton. dos, como os Gran Reser- como o Luigi Bosca Reserva Exemplos de boa pedida va, a temperatura indica- que apresenta bastante fres- no acompanhamento do da é por volta dos 18 ºC, cor; a base de uvas Tannats churrasco portenho: Qui- já os tintos leves e fruta- mais musculosos, com sabor mera, AchavalFerner, Q dos, entre 15ºC e16ºC. Hoje pronunciado, taninos firmes Zuccardi Malbec, Gala 2 existem vários acessórios, e robustos como um Tanna- Luigi Bosca, Las Perdizes como os Wine Coolers, que tBouza do Uruguai e, ainda, Reserva Don Juan, Riglos- são muito úteis para man- os vinhos a base de Cabernet Gran Corte.
  • 24. escolher é d i v i n o. A escolha é um presente de Deus. O livre-arbítrio é Sua premissa. A natureza escolhe o tempo todo. Por que a chuva cai aqui e não ali? Por que o sol bate nesta folha e não naquela? Escolher também é uma arte. É prestar atenção. É conhecer e reconhecer. Escolher é criar. Quais cores, que formas, quais aromas, quais sabores. Quanto? Quando? Este é o prazer, a história e o negócio que a La Pastina… escolheu. Selecionar um a um, cada ingrediente, de cada produtor, de cada cantinho do mundo, pensando em cada receita. Principalmente, pensando em cada um dos nossos clientes. Escolher pessoalmente as escolhas que a natureza já fez pelo mundo. A cor de um tomate, o aroma de um vinho, a textura de uma azeitona. A partir de uma primeira escolha bem-feita, começa uma sucessão de outras: que receita fazer, que toque pessoal dar. Ou, mais importante que tudo, para quem fazer. Com quem celebrar um momento. A escolha é o que torna único cada momento, cada celebração e cada indivíduo. Para nós, escolher é viver.APRECIE COM MODERAÇÃO. www.lapastina.com.br