Carta funeraria

847 views

Published on

Carta aberta à população - trabalhadores da funerária da PMSP

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
847
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
8
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Carta funeraria

  1. 1. Carta aberta à população Ninguem aguentava mais! Nós, trabalhadores do serviço funerário aos jornais dizer que nossa greve foi organi-do município de São Paulo não aguentáva- zada por suspeita de corrupção. Pura menti-mos mais as condições a que estávamos sub- ra. Se existe corrupção, que seja apurada asmetidos, por isso deflagramos a greve no dia responsabilidades e que sejam punidos os21 de junho. corruptos. Mas, como pode um servidor ser São 17 anos sem reposição da inflação acusado quando é ele que leva o serviço fu-nos salários, nosso piso salarial é de R$ nerário “nas costas”? Se existe corrupção,440,00 e são necessárias algumas gratifica- deve ser entre os “grandões” que mandamções para atingir o salário mínimo nacional no serviço funerário e não entre os servido-(R$ 545,00). As condições de trabalho são res que vivem do seu salário e tiveram que irprecárias. Todos os dias, faça chuva ou fa- a greve para exigir seus direitos.ça sol, abrimos as covas, fazemos exumação, Nossa greve foi por salários! Quem acei-cremação, fazemos as remoções dos corpos, taria trabalhar nestas condições insalubres etrabalhamos com as documentações, sem com estes salários?condições dignas. Sabemos que somos serviço essencial, mas A falta de funcionários também é uma rea- não entendemos o motivo dos baixos salá-lidade, o último concurso público foi realiza- rios. O governo e os vereadores, em março,do em 1998. Neste tempo, muitos saíram, ou- se negaram a pagar a gratificação que reivin-tros se aposentaram, outros faleceram e o ser- dicamos, mas hoje com a greve dizem queviço funerário não busca uma mínima solução vão aceitar.sequer, não abre novos concursos, o que está Por isso, fizemos uma greve de 6 horaspor detrás disso? É essa a pergunta que fica. em 25 de maio e, agora no dia 21 de junho, Mas a empresa terceirizada (Tonanni), con- de 24 horas. Caso o governo não cumpratratada para fazer a limpeza dos cemitérios, é sua palavra de negociar uma solução paramuito bem tratada, porém seus funcionários nossos salários, seremos obrigados nova-recebem também um salário de miséria e são mente recorrer a mobilização e se necessá-submetidos as mesmas condições insalubres rio a greve. Estamos cansados de humilha-que as nossas, não tem equipamentos neces- ção, cansados de baixos salários, cansadossários para proteção, usam muitas vezes, fer- de sermos acusados sem prova alguma, can-ramentas do próprio serviço funerário. Mes- sados das péssimas condições de trabalho.mo proibidos pela lei e pe- Por tudo isso agrade-lo contrato foram obri- cemos a compreensão degados a fazerem enterros todos!e isso vamos denunciar.Qual era o real interesse? trabalhadores O superintendente foi do serVIÇo FUNerÁrIo

×