Paulo rabello

658 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
658
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
8
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Paulo rabello

  1. 1. Perspectivas Econômicas 2011 Data 21/10/10
  2. 2. Economia Internacional 2011 • Governo dos EUA expandirá a moeda (QE II) – Espera-se reação semelhante da União Europeia – China manterá o Yuan desvalorizado – Preços das commodities subirão até meados de 2011 – Inflação global sob pressão altista – Maior risco de estagflação nos países desenvolvidos
  3. 3. • Expansão ainda modesta – Liderada pelo dinamismo dos países emergentes Menor custo de produção (vis-à-vis os países desenvolvidos) Maior disponibilidade de commodities e matérias-primas Reservas cambiais elevadas Comércio mais intenso entre países deste “bloco” – Economia dos EUA com fraco desempenho (apesar da desvalorização do dólar) Economia Internacional 2011
  4. 4. • Expansão ainda modesta – União Europeia e Japão com crescimento lento – Países desenvolvidos enfrentarão grandes obstáculos: Elevado desemprego Desequilíbrio fiscal – refreia consumo e investimento Baixa competitividade amplia déficits externos Economia Internacional 2011
  5. 5. • Corrosão da confiança nos EUA como líder • Dificuldade de rolagem de títulos na Europa • Aumento de juros (Chance maior em 2012) • Guerras comerciais ainda em 2011 • Novo mergulho (Chance 20 / 80 em 2011) Riscos Mundiais em 2011
  6. 6. Riscos 2011 Fonte: OCDE, McKinsey
  7. 7. Riscos EUA 2011 Fonte: Fed St. Louis Índice de confiança do consumidor nos EUA - evolução mensal 40 50 60 70 80 90 100 110 120 jan/01 jan/02 jan/03 jan/04 jan/05 jan/06 jan/07 jan/08 jan/09 jan/10 Set / 10
  8. 8. Desdobramentos Cenário Brasil 2011 será fortemente afetado pela evolução do quadro mundial! (Chance 80 / 20)
  9. 9. PIB Mundial 2011 Distintas Percepções Fonte: RC Consultores, FMI, JPMorgan 2009 2010 2011 2010 2011 2010 2011 Produto mundial -0,6 4,8 4,2 3,2 2,5 3,6 2,9 Economias desenvolvidas -3,2 2,7 2,2 1,9 1,5 2,3 1,9 Estados Unidos -2,4 2,6 2,3 2,4 1,8 2,6 2,4 Euro área -4,1 1,7 1,5 1,1 1,1 1,7 1,5 Japão -5,2 2,8 1,5 1,8 1,2 3,0 1,1 Reino Unido -4,9 1,7 2,0 1,0 1,2 1,7 2,2 Economias emergentes 2,5 7,1 6,4 6,2 4,8 6,9 5,7 Rússia -7,9 4,0 4,3 3,6 2,6 4,3 4,7 China 9,1 10,5 9,6 9,4 7,8 9,8 8,6 Índia 5,7 9,7 8,4 7,7 7,0 8,3 8,5 Brasil -0,2 7,5 4,1 7,2 3,8 7,5 4,5 JPMorganFMI RC PIB (%)
  10. 10. Brasil 2011 – PIB e Inflação • PIB: expansão persistente – Juro real em queda – Crédito ainda acelerado – Investimento em alta – Exportações sustentadas • Inflação sob controle – Valorização persistente do câmbio
  11. 11. • Aumento da massa real de rendimentos – Bom ritmo de crescimento do pessoal ocupado – Novos aumentos do salário real • Ampliação dos investimentos – Ampliação / modernização da capacidade instalada Lucro operacional em alta Novos investidores estrangeiros • Crescimento da poupança interna – Maior controle da despesa pública corrente Brasil 2011 – Renda e Crédito
  12. 12. Brasil 2011- PIB Fonte: IBGE (P) Projeção RC Consultores PIB - Variação anual 6,1 5,1 -0,2 3,8 7,2 (2) 0 2 4 6 8 10 2007 2008 2009 2010P 2011P % Voltando a média
  13. 13. Fonte: IBGE (P) Projeção RC Consultores * Valores reais Brasil 2011- Rendimentos Mensais* 3,5% 6,3% 4,1% 4,2% 6,7% 3,4% 7,9% 16 20 24 28 32 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 P 2011P R$bilhões Desacelerando...
  14. 14. Fonte: IBGE Brasil 2011- Investimento / PIB (%) 13 15 17 19 21 1995 1997 1999 2001 2003 2005 2007 2009 2011 P % Subindo devagar...
  15. 15. Brasil 2011 – Cenário de Risco (20%) • Novo tranco na economia mundial • Reversão dos preços de commodities • Câmbio depreciado (± R$ 2,00 / US$) • Redução do ritmo de produção e consumo – PIB 2011: de 3,8% a.a. para 3% a.a. – PIB 2012: 2,8% a.a.
  16. 16. Cenário 2011 Outros riscos para a Economia Brasileira
  17. 17. Cenário 2011 - Risco # 1 Descontrole dos gastos correntes 12,8 13,8 14,8 15,8 16,8 17,8 18,8 19,8 Rec.LíquidaNF da União (%PIB) Gasto Corrente NF da União (%PIB) CRESCIMENTO DOS GASTOS CORRENTES E DA RECEITA LÍQUIDA DA UNIÃO: 1995-2009 Rec.Líquida: 14,2  19,5% PIB (Acresc. R$ 167 bi.) Gastos: 13,2  17,5% PIB (Acresc. R$ 143 bi.) % PIB
  18. 18. 4 8 12 16 20 24 28 jan/03 jan/04 jan/05 jan/06 jan/07 jan/08 jan/09 jan/10 jan/11 % 26,5% 16,0% 19,75% 11,25% Projeção 13,75% 8,75% 10,75% 10,00% 12,5% Fonte: BCB (P) Projeção RC Consultores Cenário 2011 - Risco # 2 Juros: nova alta para segurar a bolha
  19. 19. Fonte: BCB Cenário 2011 - Risco # 3 Valorização exagerada do câmbio 1,3 1,8 2,3 2,8 3,3 3,8 jan/03 out/03 jul/04 abr/05 jan/06 out/06 jul/07 abr/08 jan/09 out/09 jul/10 abr/11 15 / 10 / 10 R$ 1,66 / US$ R$ 1,50 / US$
  20. 20. Fonte: BCB (P) Projeção RC Consultores Cenário 2011 - Risco # 4 Desconfiança do financiador externo TRANSAÇÕES CORRENTES Acumulado em 12 meses - US$ bilhões -70 -60 -50 -40 -30 -20 -10 0 10 20 jan/95 jan/97 jan/99 jan/01 jan/03 jan/05 jan/07 jan/09 jan/11 Projeção FHC LULA
  21. 21. Brasil 2011 Perspectivas para o Crédito
  22. 22. 10% 15% 20% 25% 30% 35% 40% 45% 50% jan/03 jan/04 jan/05 jan/06 jan/07 jan/08 jan/09 jan/10 jan/11 Total geral Recursos livres Recursos direcionados Ago / 10 Projeção Fonte: BCB Brasil 2011 Relação Crédito PIB continua em ascensão
  23. 23. Fonte: BCB Brasil 2011 Composição do Crédito à Pessoa Física 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% 80% 90% 100% jan/04 jan/05 jan/06 jan/07 jan/08 jan/09 jan/10 Cheque Especial Crédito Pessoal Veículos Financiamento Imobiliário Aquisição de Bens - Outros Cartão de Crédito Outros Crédito Consignado Crédito Habitacional - Direcionado
  24. 24. Fonte: BCB Brasil 2011 Crédito Pessoal Crédito Pessoal - R$ bilhões 20 60 100 140 180 220 260 jan/04 jan/05 jan/06 jan/07 jan/08 jan/09 jan/10 jan/11 Ago / 10 32% a.a. 18% a.a. Projeção
  25. 25. Fonte: BCB Brasil 2011 Crédito Habitacional Crédito para habitação (recursos direcionados) - R$ bilhões 20 40 60 80 100 120 140 160 180 jan/04 jan/05 jan/06 jan/07 jan/08 jan/09 jan/10 jan/11 jan/12 Ago / 10 50% a.a. 20% a.a. Projeção 21% a.a.
  26. 26. Fonte: BCB Brasil 2011 Crédito para Veículos Financiamento + Leasing - R$ bilhões 60 100 140 180 220 jan/07 jan/08 jan/09 jan/10 jan/11 Ago / 10 24% a.a. 17% a.a. Projeção
  27. 27. Fonte: BCB Brasil 2011 Crédito BNDES 50 100 150 200 250 300 350 400 450 500 jan/04 jan/05 jan/06 jan/07 jan/08 jan/09 jan/10 jan/11 jan/12 R$bilhões Ago / 10 14% a.a. 26% a.a. 42% a.a. 14% a.a. Projeção
  28. 28. Inadimplência do Consumidor 3% 4% 5% 6% 7% 8% 9% 10% jan/01 jan/02 jan/03 jan/04 jan/05 jan/06 jan/07 jan/08 jan/09 jan/10 15 a 90 dias Acima de 90 dias Pagamento atrasado - 15 a 90 dias Ago / 10 Fonte: BCB Pessoa Física
  29. 29. Inadimplência do Consumidor Fonte: BCB Aquisição de Veículos 1% 2% 3% 4% 5% 6% 7% 8% 9% 10% jan/01 jan/02 jan/03 jan/04 jan/05 jan/06 jan/07 jan/08 jan/09 jan/10 15 a 90 dias Acima de 90 dias Pagamento atrasado - 15 a 90 dias Ago / 10
  30. 30. 6% 8% 10% 12% 14% 16% 18% jan/01 jan/02 jan/03 jan/04 jan/05 jan/06 jan/07 jan/08 jan/09 jan/10 15 a 90 dias Acima de 90 dias Pagamento atrasado - 15 a 90 dias Ago / 10 Inadimplência do Consumidor Aquisição de Outros Bens Fonte: BCB
  31. 31. Brasil 2011 Qualidade do Crédito do Sistema Financeiro (*) 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% 80% 90% 100% H D - G AA- C ago/06 ago/10Fonte: BCB (*) Sobre o crédito total
  32. 32. Fonte: BCB, IBGE Brasil 2011 Crédito Novo / Massa Salarial 0 20 40 60 80 100 120 140 160 180 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 R$bilhões Crédito novo ao consumidor Crédito novo habitacional Incremento na massa salarial nominal Crédito novo Massa Salarial Aumento da capacidade de gastar! 1,3x 2,2x 2,4x 2,4x 3,3x 2,3x 3,9x 3,0x 4,1x
  33. 33. Fonte: BCB, IBGE * Em acréscimos anuais de massa salarial Famílias Dívida Acumulada e Prazo para pagar (*) 0 2 4 6 8 10 12 14 16 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 P 2011 P Prazodadívidadasfamílias*(anos) 0 100 200 300 400 500 600 700 Dívidaacumulada-R$bilhões Diminuição da capacidade de pagar!
  34. 34. • Risco de crédito em resumo – Qualidade de crédito afetada pelo cenário externo – Qualidade do crédito pode deteriorar com rapidez – Qualidade do crédito comprometida por anos a pagar Brasil 2011

×