Apresentação da teleconferência 4 t10

394 views
344 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
394
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
7
Actions
Shares
0
Downloads
4
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Apresentação da teleconferência 4 t10

  1. 1. Banco Santander (Brasil) S.A. Resultados 2010 em IFRS 3 de Fevereiro de 2011
  2. 2. 2Índice Cenário Macroeconômico Estratégia Negócios Resultado Conclusões
  3. 3. 3 Cenário Macroeconômico Economia retoma crescimento em 2010 PIB (Crescimento Real anual %) Taxa de Juros – Selic (Final %) 7,7 6,1 13,75 13,00 5,2 4,5 11,25 10,75 8,75 -0,6 2007 2008 2009 2010(e) 2011(e) 2007 2008 2009 2010 2011(e) Inflação (IPCA %) Taxa de Câmbio – (R$/US$) 5,9 5,9 5,5 4,5 4,3 2,34 1,77 1,74 1,67 1,85 2007 2008 2009 2010 2011(e) 2007 2008 2009 2010 2011(e)Fonte: Banco Central do Brasil, IBGE. Projeções Santander Research
  4. 4. 4Índice Cenário Macroeconômico Estratégia Negócios Resultado Conclusões
  5. 5. 5 Franquia O Santander é o 3º maior banco privado em ativos totais, com participação¹ de 11% no crédito total do sistema bancário brasileiro Participação de Mercado 2010 R$ milhões em número de agências Dezembro/2010 Total País Crédito 160.558 Participação: 12% Norte: 5% do PIB Carteira de Crédito Ampliada² 168.232 Participação: 5% Captação de Clientes³ 153.243 Captação de Clientes³ + Fundos 264.581 Nordeste: 13% do PIB Participação: 7% Lucro Líquido 7.382 Sólida plataforma de distribuição… Centro-oeste: 9% do PIB Participação: 6% Banco com um dos maiores números de pontos de venda na região Sul / Sudeste Sudeste: 56% do PIB (que representam 73% do PIB) Participação: 16% 2.201 1.495 18.312 Agências PAB’s ATM’s Sul: 17% do PIB  +10,9 milhões de contas correntes4, Participação: 9%incremento de 661 mil contas correntes em doze meses  Abertura de 110 novas agências em doze mesesFonte: Banco Central do Brasil e IBGE. Data base do PIB de 20081. A participação do Santander no crédito total do setor privado é de 17% (Dez/10)2. Inclui outras operações com risco de crédito (debêntures, FDIC, CRI, promissórias de colocação no exterior e Notas Promissórias)3. Inclui depósitos à vista, depósitos a prazo, poupança, debêntures, Letra de Crédito Imobiliário (LCI) e Letra de Crédito Agrícola (LCA)4. Contas correntes com movimentação de depósito à vista no período de 30 dias, segundo Banco Central do Brasil. Dados a Dez/2010
  6. 6. 6 Base de Clientes Base de clientes cresce em 2,3 milhões em 12 meses para 24,8 milhões Alta de 661 mil contas correntes em 12 meses Clientes (mil) Contas Correntes (mil)¹ 10,5% 6,5% 2,8% 3,1% 24.092 24.757 10.571 10.901 22.412 10.240 Dez.09 Set.10 Dez.10 Dez.09 Set.10 Dez.101. Contas correntes com movimentação de depósito à vista no período de 30 dias, de acordo com o Banco Central do Brasil.
  7. 7. 7Santander Adquirência / Conta Integrada Resultados nos 9 meses de operação superam expectativas Realizado Objetivo (%) 2010 2012 SERVIÇOS SERVIÇOS FINANCEIROS ADQUIRÊNCIA Estabelecimentos 104,2 300 34,7% Credenciados (Mil) Novas contas (Mil) 26,6 150 17,7% Santander Adquirência  Faturamento: R$ 1.249,4 MMCrédito Pacote com alto poder de fidelização;  Qtde. de Transações: 12,3 MM 9 meses de operação com a bandeira Mastercard e  Faturamento: R$ 740,2 MM 5 meses de operação com a bandeira Visa; Débito  Qtde. de Transações: 14,4 MM Maior parte dos negócios tem sido realizados com pequenas e médias empresas;  Faturamento: R$ 1.989,6 MM TOTAL  Qtde. de Transações: 26,8 MM
  8. 8. 8 Parcerias – Novos produtos Parceria Santander - Cosan Cartão de Crédito Esso Santander¹ • Parceria para alavancar os negócios de + cartão de crédito • Desconto na compra de combustível e produtos nos postos Esso participantes • Programa Pontos: duplicação dos pontos acumulados e descontos oferecidos no site do programa (www.programapontos.com.br) Parceria Santander – Century 21 + • CredImob21: acordo entre Santander e Century 21 Brasil para concessão de crédito imobiliário no país1. Produto previsto para ser lançado no final do primeiro trimestre de 2011
  9. 9. 9Processo de Integração - Status1a e 2ª Etapas concluídas 3a EtapaAgo/08 Jun/10 Dez/10 1S111 Senior Management Integrado2 Áreas Centrais Integradas  Análise de Risco, Recursos Humanos, Marketing, Controladoria, Compliance,etc.3 Atacado, Private & Asset Integrados Uma só  GB&M, Corporate, e Middle MARCA4 Sistema de Cartão de Crédito5 Caixas Eletrônicos Integrados VI 8 Unificação da Marca  Plataforma de Caixas Eletrônicos  Melhorias na infra-estrutura das agências 9 Unificação do Atendimento6 Sistemas de Seguros  95% do volume7 Novo enfoque Comercial 10 Testes e Simulados Migração Tecnológica
  10. 10. 10 Processo de Integração - Sinergias Sinergias R$ milhões 1.862* Alcançamos +262 1.545 1.338 1.446 R$ 1.862 milhões 1.100 1.600 de sinergias de gastos, Sinergias previstas superando a previsão em R$ 262 milhões 2009 1T10 2T10 3T10 4T10 Realizadas Sinergias realizadas acima do previsto* Desconsidera os gastos de R$ 58MM da expansão de rede de agências
  11. 11. 11Índice Cenário Macroeconômico Estratégia Negócios Resultado Conclusões
  12. 12. 12 Carteira de Crédito Gerencial - IFRS R$ bilhões 18,8% 5,4% R$ milhões 2010 2009 Var. 12M Var. 3M Pessoa Física 50.981 43.200 18,0% 5,6% 168,2 152,1 159,5 141,6 143,4 8,5% Financiamento ao 26.969 25.101 7,4% 1,9% 6,1% consumo 5,4% 6,5% 4,9% 3,7% Pequenas e Médias 4,5% 38.306 31.448 21,8% 7,1% Empresas 1,3% 2,5% 0,5% Grandes Empresas 44.302 38.645 14,6% 1,9% -1,5% dez.09 mar.10 jun.10 set.10 dez.10 Total IFRS 160.558 138.394 16,0% 4,3% Var. 3M Outras operações 7.674 3.230 137,6% 38,5% c/ riscos de crédito¹ Grandes Empresas Pessoa Física Carteira de Crédito 32% 168.232 141.624 18,8% 5,4% 27% Ampliada¹ Carteira de Crédito Ampliada¹ com 172.432 143.844 19,9% 5,2% compra de carteira² Pequenas e Financiamento Média empresas ao consumo 24% 17%1. Inclui outras operações com risco de crédito (debêntures, FDIC, CRI, promissórias de colocação no exterior e Notas Promissórias)2. Considera carteira adquirida de outros bancos com saldo total em balanço de R$ 4.200 MM em Dez/10 e R$ 2.220 MM em Dez/09
  13. 13. 13 Carteira de Crédito Gerencial - BR GAAP¹ R$ bilhões 19,1% 5,1% 173,1 R$ milhões 2010 2009 Var. 12M Var. 3M 156,4 164,6 145,2 147,7 8,4% Pessoa Física 55.146 44.858 22,9% 4,8% 6,0% 5,2% 5,1% 6,4% Financiamento ao 3,8% 29.814 27.327 9,1% 2,6% 4,4% consumo 1,7% 2,4% Pequenas e 38.306 31.448 21,8% 7,1% Médias Empresas 0,4% Grandes dez.09 mar.10 jun.10 set.10 dez.10 -1,6% 42.113 38.386 9,7% 1,1% Empresas Var. 3M Total BR GAAP 165.379 142.019 16,4% 4,0% Grandes Empresas Pessoa Física Outras operações 33% 7.674 3.230 137,6% 38,5% 26% c/ riscos de crédito² Carteira de Crédito 173.053 145.249 19,1% 5,1% Ampliada² BR GAAP Pequenas e Média empresas Financiamento 23% ao consumo 18%1. A carteira no critério BR GAAP é maior que a carteira em IFRS porque inclui saldos de crédito adquiridos de outros bancos econsolida a carteira de parcerias da financeira Aymoré2. Inclui outras operações com risco de crédito (debêntures, FDIC, CRI, promissórias de colocação no exterior e Notas Promissórias)
  14. 14. 14 Crédito por Produtos - IFRS Consignado, Imobiliário e Cartões são destaques entre os produtos Consignado Total¹ Veículos PF R$ milhões R$ milhões 36,9% 7,1% 13.800 24.173 10.084 22.575 Dez.09 Dez.10 Dez.09 Dez.10 Cartões PF Imobiliário Total R$ milhões R$ milhões 27,0% 33,1% 12.090 10.760 39,7% 8.472 9.086 5.392 3.860 6.698 28,2% 5.226 Dez.09 Dez.10 Dez.09 Dez.10 Pessoa Física Pessoa Jurídica1. Considera carteira adquirida de outros bancos com saldo total em balanço de R$ 4.200 MM em Dez/10 e R$ 2.220 MM em Dez/09
  15. 15. 15 Captação Total R$ bilhões 10,5% 4,5% 253,1 264,6 R$ milhões 2010 2009 Var. 12M Var. 3M 239,5 240,3 245,2 111,3 Vista 16.131 15.140 6,5% 8,8% 98,4 106,6 109,5 107,3 Poupança 30.304 25.217 20,2% 8,6% 141,1 133,8 135,7 145,8 153,2 Prazo 68.916 75.771 -9,0% 4,5% dez.09 mar.10 jun.10 set.10 dez.10 Debêntures / 37.892 24.962 51,8% 2,1% Captação de Clientes Fundos LCI / LCA¹ Captação de 153.243 141.090 8,6% 5,1% Clientes Vista 6% 111.338 98.407 13,1% 3,8% Fundos Poupança 11% Fundos Total 264.581 239.497 10,5% 4,5% 42% Prazo 26% Debêntures/LCI/LCA¹ 14%1. Operações compromissadas com lastro em Debêntures, Letras de Crédito Imobiliário e Letra de Crédito Agrícola
  16. 16. 16Índice Cenário Macroeconômico Estratégia Negócios Resultado Conclusões
  17. 17. 17Highlights Crescimento de crédito nos segmentos foco: PMEs e Pessoas Físicas Sólida geração de resultados:  Lucro líquido de R$ 7,4 bi em 2010 (34% maior que 2009)  Crescimento da margem financeira de 9% em 12 meses  Gastos com evolução abaixo da inflação, incluindo investimento em novas agências, call center e segmento Empresas Melhora na qualidade da carteira com coberturas confortáveis Evolução positiva nos indicadores de Eficiência, Recorrência e ROAA
  18. 18. 18Resultados em IFRS: Evolução Lucro antes de imposto e Lucro Líquido Lucro antes de imposto de 2010 cresce 39% em doze meses R$ milhões 30,3% 39,1 % 3,4% 9.724 6.991 2.578 2.665 2.045 2009 2010 4T09 3T10 4T10 Lucro líquido de 2010 cresce 34% em doze mesesR$ milhões 20,6% 34,0 % -0,9% 7.382 5.508 1.935 1.918 1.591 2009 2010 4T09 3T10 4T10
  19. 19. 19 Receitas Totais R$ Milhões 5,7% 0,4% 8.032 8.193 8.223 7.776 7.832 380 137 2010 2009 Var. 12M Var. 3M 260 577 257 1.776 1.726 1.666 1.622 1.710 M. Intermediação 24.095 22.167 8,7% 5,4% Comissões 6.834 6.238 9,6% -2,8% 5.850 5.833 5.865 6.037 6.360 Subtotal 30.929 28.405 8,9% 3,5% Outras¹ 1.351 1.728 -21,8% -63,9% 4T09 1T10 2T10 3T10 4T10 Receitas Totais 32.280 30.133 7,1% 0,4% Margem de Intermediação Comissões Outras¹1. Resultado de Operações Financeiras excluindo o efeito do hedge fiscal de Cayman + Outras Receitas (despesas) operacionais + Outras
  20. 20. 20 Comissões Líquidas R$ Milhões 2010 2009 Var. 12M Var. 3M 3,6% Tarifas bancárias 2.369 2.467 -3,9% -1,0% -2,8% Seguros, previdência e 1.497 1.179 27,0% 3,8% capitalização 1.666 1.710 1.776 1.726 1.622 Fundos de investimento 865 742 16,6% -4,0% Cartões de crédito e 969 785 23,6% 4,7% débito Cobrança e 506 503 0,6% 1,6% Arrecadação Mercado de capitais 502 393 27,8% 5,7% 4T09 1T10 2T10 3T10 4T10 Comércio exterior 456 397 15,0% -25,8% Outras¹ (330) (228) 44,9% 43,2% Comissões Líquidas 6.834 6.238 9,6% -2,8%1. Inclui impostos e outras
  21. 21. 21 Provisões de Crédito Líquidas¹ - IFRS R$ Milhões -17,7% -2,4% 2.403 2.148 2.251 1.811 1.768 2010 2009 Var. 12M Var. 3M Provisões Crédito 8.233 9.983 -17,5% -2,4% 4T09 1T10 2T10 3T10 4T101. Inclui Receita de Recuperação de Crédito Baixados como prejuízo
  22. 22. 22 Receitas Totais Líquidas de Provisões de Crédito R$ Milhões 14,7% 1,1% 5.628 5.629 5.581 6.382 6.455 2010 2009 Var. 12M Var. 3M Receitas Totais 32.280 30.133 7,1% 0,4% 7.776 8.032 7.832 8.193 8.223 Provisões de (8.233) (9.983) -17,5% -2,4% Crédito Líquidas² (2.148) (2.403) (2.251) (1.811) (1.768) Receitas Totais 24.047 20.150 19,3% 1,1% Líquidas de PDD 4T09 1T10 2T10 3T10 4T10 Receitas Totais¹ Provisões de Crédito Líquidas²1. Margem de Intermediação Financeira + Comissões + Resultado de Operações Financeiras excluindo o efeito do hedge fiscal deCayman + Outras Receitas (despesas) operacionais + Outras2. Inclui Receita de Recuperação de Crédito Baixados como prejuízo
  23. 23. 23 Despesas Gerais e Amortização R$ Milhões 4,5% 4,5% 3.158 3.158 3.301 2.941 3.067 2010 2009 Var. 12M Var. 3M 265 309 349 286 293 Despesas Adm. 5.304 5.436 -2,4% -7,2% Despesas 5.926 5.511 7,5% 13,7% 2.893 2.655 2.774 2.849 2.952 Pessoal¹ Depreciações e 1.237 1.249 -1,0% 12,9% Amortizações Total 12.467 12.196 2,2% 4,5% 4T09 1T10 2T10 3T10 4T10 Depreciações e Amortizações Despesas Gerais1. No 4T10 ocorreram despesas extraordinárias em razão do acordo coletivo, sendo necessária a correção do saldo de provisãodestinado para o pagamento de PLR e o aumento da provisão para remuneração variável da rede de agências. Desconsiderando estesdois efeitos, o crescimento em despesas de pessoal pode ser explicado, tanto no ano como no trimestre, pelo esforço de expansão darede de agências e das equipes comerciais do segmento de PMEs
  24. 24. 24 Qualidade da carteira de Crédito - IFRS Inadimplência¹ (%) Cobertura² (%) 9,3 8,8 8,2 7,9 7,6 7,2 7,0 102% 103% 102% 101% 98% 6,6 6,1 5,8 5,3 5,3 5,1 4,5 4,3 4T09 1T10 2T10 3T10 4T10 4T09 1T10 2T10 3T10 4T10 PF PJ Total1. Operações vencidas há mais de 90 dias mais créditos normais com alto risco de inadimplência / carteira de crédito gerencial2. Provisões de Crédito de Liquidação Duvidosa / operações vencidas há mais de 90 dias mais créditos normais com alto risco deinadimplência
  25. 25. 25 Qualidade da carteira de Crédito - BR GAAP Inadimplência Over 90¹ (%) Inadimplência Over 60² (%) Cobertura Over 90³ 9,2 7,8 8,7 7,2 8,0 6,7 7,4 133% 137% 6,2 6,8 6,9 120% 128% 5,9 5,8 6,4 113% 5,4 4,7 5,6 4,2 5,0 3,9 4,7 4,2 4,7 3,7 4,4 3,0 3,6 2,5 2,2 2,9 2,7 4T09 1T10 2T10 3T10 4T10 4T09 1T10 2T10 3T10 4T10 4T09 1T10 2T10 3T10 4T10 PF PJ Total PF PJ Total1. Operações vencidas há mais de 90 dias / carteira de crédito em BR GAAP2. Operações vencidas há mais de 60 dias / carteira de crédito em BR GAAP3. Provisões de Crédito de Liquidação Duvidosa / operações vencidas há mais de 90 dias mais créditos normais com alto risco deinadimplência
  26. 26. 26 Indicadores de Performance - IFRS Eficiência¹ (%) Recorrência² (%) -1,5 p.p. 3,9 p.p. 57,0 60,9 36,3 34,8 2009 2010 2009 2010 ROAA³(%) ROAE (ajustado)4 (%) Basiléia4 (%) 0,4 p.p. -2,4 p.p. -3,5 p.p. 2,2% 19,3 25,6% 1,8% 22,1% 16,9 2009 2010 2009 2010 2009 20101. Despesas gerais sem amortização / Receitas Totais excluindo o hedge de Cayman2. Comissões líquidas/Despesas Gerais sem amortização3. Lucro líquido / Ativo médio4. Exclui o efeito do ágio apurado na aquisição do Banco Real e da Real Seguros Vida e Previdência
  27. 27. 27Índice Cenário Macroeconômico Estratégia Negócios Resultado Conclusões
  28. 28. 28 Conclusões  Negócios • Crédito¹: Crescimento de 19% em 12 meses, alavancados pelos segmentos PMEs e PF • Captação: Aceleração do crescimento de captação no segundo semestre de 2010 (R$ 19 Bi Dez/10 X Jun/10) • Expansão de infraestrutura: Abertura de 110 novas agências e crescimento de 3 mil funcionários em 2010  Resultados • Crescimento de Receitas Líquidas de PDD de 19% em 12 meses • Custos com crescimento abaixo da inflação, cumprindo com a captura de sinergias, mesmo considerando investimentos em novas agências (+110), call center e no segmento Empresas • Melhora na qualidade da carteira (140 b.p. em 12 meses) Crescimento do Lucro Líquido de 34% em 12 meses1. Carteira de Crédito Ampliada: Inclui outras operações com risco de crédito (debêntures, FDIC, CRI, promissórias de colocação noexterior e Notas Promissórias)
  29. 29. 29 ANEXOS Resultados e Balanço em IFRS  Resultados em BR GAAP
  30. 30. 30 Resultado Gerencial¹ por trimestre - IFRS R$ milhõesDemonstração de Resultado 4T09 1T10 2T10 3T10 4T10 - Receitas com juros e similares 9.841 9.278 9.839 10.603 11.189 - Despesas com juros e similares (3.991) (3.445) (3.974) (4.566) (4.829)Margem líquida com juros 5.850 5.833 5.865 6.037 6.360Resultado de renda variável 8 4 14 2 32Resultado de equivalência patrimonial 5 10 13 11 10Comissões líquidas 1.666 1.622 1.710 1.776 1.726 - Receita de tarifas e comissões 1.888 1.841 1.929 2.029 2.034 - Despesas de tarifas e comissões (222) (219) (219) (253) (308)Ganhos (perdas) com ativos e passivos financeiros (líquidos) + diferenças cambiais 306 608 290 472 233Outras receitas (despesas) operacionais (59) (45) (60) (105) (138)Total de receitas 7.776 8.032 7.832 8.193 8.223Despesas Gerais (2.893) (2.655) (2.774) (2.849) (2.952) - Despesas Administrativas (1.423) (1.300) (1.357) (1.373) (1.274) - Despesas de Pessoal (1.470) (1.355) (1.417) (1.476) (1.678)Depreciação e amortização (265) (286) (293) (309) (349) 2Provisões (líquidas) (482) (629) (290) (674) (381)Perdas com ativos (líquidas) (2.125) (2.407) (2.214) (1.818) (1.816) 3 - Provisão para Créditos de Liquidação Duvidosa (2.148) (2.403) (2.251) (1.811) (1.768) - Perdas com outros ativos (líquidas) 23 (4) 37 (7) (48)Ganhos líquidos na alienação de bens 34 117 48 35 (60)Lucro Líquido antes da tributação 2.045 2.172 2.309 2.578 2.665Impostos sobre a renda (454) (409) (543) (643) (747)Lucro Líquido 1.591 1.763 1.766 1.935 1.9181. Exclui o efeito do hedge fiscal de Cayman2. Inclui provisões para contingências legais e fiscais3. Inclui recuperações de créditos baixados como prejuízo
  31. 31. 31 Resultado Gerencial¹ - IFRS R$ milhões Var 12M Demonstração de Resultado 2010 2009 ABS % - Receitas com juros e similares 40.909 39.343 1.566 4,0% - Despesas com juros e similares (16.814) (17.176) 362 -2,1% Margem líquida com juros 24.095 22.167 1.928 8,7% Resultado de renda variável 52 30 22 73,3% Resultado de equivalência patrimonial 44 295 (251) -85,1% Comissões líquidas 6.834 6.238 596 9,6% - Receita de tarifas e comissões 7.833 7.148 685 9,6% - Despesas de tarifas e comissões (999) (910) (89) 9,8% Ganhos (perdas) com ativos e passivos financeiros (líquidos) + diferenças cambiais 1.603 1.519 84 5,5% Outras receitas (despesas) operacionais (348) (116) (232) n.a Total de receitas 32.280 30.133 2.147 7,1% Despesas Gerais (11.230) (10.947) (283) 2,6% - Despesas Administrativas (5.304) (5.436) 132 -2,4% - Despesas de Pessoal (5.926) (5.511) (415) 7,5% Depreciação e amortização (1.237) (1.249) 12 -1,0% Provisões (líquidas)2 (1.974) (3.481) 1.507 -43,3% Perdas com ativos (líquidas) (8.255) (10.868) 2.613 -24,0% 3 - Provisão para Créditos de Liquidação Duvidosa (8.233) (9.983) 1.750 -17,5% - Perdas com outros ativos (líquidas) (22) (885) 863 -97,5% Ganhos líquidos na alienação de bens 140 3.403 (3.263) n.a Lucro Líquido antes da tributação 9.724 6.991 2.733 39,1% Impostos sobre a renda (2.342) (1.483) (859) 57,9% Lucro Líquido 7.382 5.508 1.874 34,0%1. Exclui o efeito do hedge fiscal de Cayman2. Inclui provisões para contingências legais e fiscais3. Inclui recuperações de créditos baixados como prejuízo
  32. 32. 32Balanço: Ativo - IFRSR$ milhõesAtivo dez/09 mar/10 jun/10 set/10 dez/10Disponibilidades e reserva no Banco Central do Brasil 27.269 36.835 42.344 53.361 56.800Ativos financeiros para negociação 20.116 23.133 35.902 23.738 24.821Outros ativos financeiros ao valor justo no resultado 16.294 15.873 16.213 16.665 17.939Ativos financeiros disponíveis para venda 46.406 37.183 42.579 40.627 47.206Empréstimos e financiamentos 152.163 150.003 156.804 169.250 174.107 - Empréstimos e adiantamentos a instituições de crédito 24.228 20.330 20.282 24.771 22.659 - Empréstimos e adiantamentos a clientes 138.005 139.678 146.308 153.994 160.559 - Instrumentos de dívida - - - - 81 - Provisão para perdas (10.070) (10.005) (9.786) (9.515) (9.192)Derivativos utilizados como hedge 163 133 107 104 116Ativos não correntes para venda 171 41 93 86 67Participações em coligadas 419 423 429 440 371Ativos tangíveis 3.702 3.835 3.977 4.212 4.518Ativos intangíveis 31.618 31.587 31.630 31.667 31.962 - Ágio 28.312 28.312 28.312 28.312 28.312 - Outros 3.306 3.275 3.318 3.355 3.650Ativo fiscal 15.779 14.834 15.250 15.258 14.842Outros ativos 1.872 2.169 1.918 2.223 1.914Total do ativo 315.972 316.049 347.246 357.631 374.663
  33. 33. 33 Balanço: Passivo e Patrimônio Líquido - IFRS R$ milhões Passivo dez/09 mar/10 jun/10 set/10 dez/10 Passivos financeiros para negociação 4.435 4.505 4.668 5.014 4.785 Outros passivos financeiros ao valor justo no resultado 2 2 2 - - Passivos financeiros ao custo amortizado 203.567 203.499 232.373 237.859 253.341 - Depósitos do Banco Central do Brasil 240 117 - - - - Depósitos de instituições de crédito 20.956 24.092 47.784 41.361 42.392 - Depósitos de clientes 149.440 147.287 150.378 159.426 167.949 - Títulos de dívida e valores mobiliários 11.439 11.271 12.168 14.944 20.087 - Dívidas subordinadas 11.304 9.855 10.082 9.432 9.695 - Outros passivos financeiros 10.188 10.877 11.961 12.696 13.218 Derivativos utilizados como hedge 10 37 42 17 - Passivos por contratos de seguros 15.527 16.102 16.693 17.893 19.643 Provisões¹ 9.480 9.881 9.662 9.910 9.395 Passivos fiscais 9.457 8.516 9.199 10.047 10.530 Outros passivos 4.228 2.778 2.988 3.812 3.605 Total do passivo 246.706 245.320 275.627 284.552 301.299 Patrimônio líquido 68.706 70.069 70.942 72.358 72.572 Participação dos acionistas minoritários 1 1 3 7 8 Ajustes ao valor de mercado 559 659 674 714 784 Total do patrimônio líquido 69.266 70.729 71.619 73.079 73.364 Total do passivo e patrimônio líquido 315.972 316.049 347.246 357.631 374.6631. Inclui provisões para pensões e contingências
  34. 34. 34Reconciliação IFRS x BRGAAP R$ Milhões 4T10 2010 Lucro em BR GAAP 831 3.863 - Reversão da Amortização do ágio / Outros 828 3.311 - Ajuste de preço de compra (11) (88) - Outros 270 296 Lucro em IFRS 1.918 7.382
  35. 35. 35 Resultados Gerencial¹ - BR GAAP R$ Milhões 2010 2009 Var. 12M 4T10 3T10 Var. 3M Margem Financeira 24.250 22.324 8,6% 6.332 6.016 5,2% Provisão para créditos de (7.225) (9.274) -22,1% (1.717) (1.549) 10,8% liquidação duvidosa Comissões2 7.803 7.380 5,7% 2.046 2.031 0,7% Despesas Gerais3 (13.109) (13.046) 0,5% (3.485) (3.318) 5,0% Despesas tributárias (2.341) (2.331) 0,4% (637) (592) 7,6% Outras receitas (despesas)4 (1.669) (766) 117,8% (742) (591) 25,5% Lucro Líquido Gerencial 7.104 4.677 51,9% 1.641 1.826 -10,1% Lucro Líquido Societário 3.863 1.806 113,9% 831 1.016 -18,2%1. Exclui Amortização de Ágio e considera reclassificação do Hedge fiscal de Cayman, Juro sobre Emissões e Recuperações de Crédito2. Inclui Receita de Prestação de Serviço e Rendas de Tarifas Bancárias3. Inclui Despesas de Pessoal, Outras Despesas Administrativas e Participações no Lucro4. Considera Outras Receitas (Despesas) Operacionais e Resultado Não Operacional
  36. 36. Relações com InvestidoresAvenida Juscelino Kubitschek, 2.235, 10º andar São Paulo | SP | Brasil | 04543-011 Tel. 55 11 3553-3300 Fax. 55 11 3553-7797 e-mail: ri@santander.com.br

×