Your SlideShare is downloading. ×
Aula: Consumismo e sustentabilidade
Aula: Consumismo e sustentabilidade
Aula: Consumismo e sustentabilidade
Aula: Consumismo e sustentabilidade
Aula: Consumismo e sustentabilidade
Aula: Consumismo e sustentabilidade
Aula: Consumismo e sustentabilidade
Aula: Consumismo e sustentabilidade
Aula: Consumismo e sustentabilidade
Aula: Consumismo e sustentabilidade
Aula: Consumismo e sustentabilidade
Aula: Consumismo e sustentabilidade
Aula: Consumismo e sustentabilidade
Aula: Consumismo e sustentabilidade
Aula: Consumismo e sustentabilidade
Aula: Consumismo e sustentabilidade
Aula: Consumismo e sustentabilidade
Aula: Consumismo e sustentabilidade
Aula: Consumismo e sustentabilidade
Aula: Consumismo e sustentabilidade
Aula: Consumismo e sustentabilidade
Aula: Consumismo e sustentabilidade
Aula: Consumismo e sustentabilidade
Aula: Consumismo e sustentabilidade
Aula: Consumismo e sustentabilidade
Aula: Consumismo e sustentabilidade
Aula: Consumismo e sustentabilidade
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Aula: Consumismo e sustentabilidade

2,363

Published on

Published in: Education
0 Comments
5 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
2,363
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
193
Comments
0
Likes
5
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. CONSUMISMO E SUSTENTABILIDADE APRESENTAÇÃO Elisane Rodrigues
  • 2. SUSTENTABILIDADE Conceito: “Atende às necessidades do presente sem comprometer as necessidades das futuras gerações. “ Consumo sustentável; Barreira de Consumo sustentável; Consumidor verde;
  • 3. RAIZES DO CONSUMO “A nossa enorme economia produtiva exige que façamos do consumo o nosso modo de vida, que tornemos a compra e uso de bens em rituais, que procuremos nossa satisfação espiritual, a satisfação do nosso ego, no consumo. Precisamos que as coisas sejam consumidas, destruídas, substituídas e descartadas em um ritmo cada vez maior”. (Victor Leboux , 1955) CRESCIMENTO DO CONSUMO Só em 2008, pessoas no mundo todo compraram:  68 milhões de veículos;  85 milhões de geladeiras;  297 milhões de computadores;  1,2 bilhão de celulares. Fonte: Instituto AKATU
  • 4. A MÍDIA E O CONSUMIDOR O Alvo é você! Na maioria das vezes, o indivíduo não percebe ou não reconhece que a mídia influencia na política, nos hábitos, no consumo e no "desconhecimento" de determinados fatos que são importantes para o processo de sua “libertação”. Principal meio de comunicação, a televisão estimula: Imagem: kico seridó Compra de produtos desnecessários; Estoura o orçamento e adquire dívidas; Entope aterro sanitários com resíduos descartados; Utiliza mais matérias primas, desperdiçando recursos naturais; Provoca emissões de gases do efeito estufa; Desequilíbrio climático; Gastos com reparações em catástrofes.
  • 5. CONSUMISMO ENTRE OS ADULTOS Estudos mostram que as mulheres investem parte do dinheiro em compras para si (54%). Grande parte são influenciadas por: Celebridades, Moda e pela busca do corpo perfeito. Homens preferem gastar com produtos tecnológicos. Os comerciais de automóveis os levam a trocar de carro constantemente. CRIANÇAS E ADOLESCENTES Crianças são suscetíveis à fantasia e aos apelos imaginários da propaganda, ainda não sabem diferenciar o “real” da “fantasia”.  Utilização de Personagem nas campanhas. O adolescente é o mais vulnerável a influências da mídia. Procura grupos, com o fim de estruturar sua identidade. Esses grupos são criações, do mercado, do sistema econômico, das novelas, dos programas de entretenimento, bandas, etc.
  • 6. AÇÃO E REAÇÃO (TERCEIRA LEI DE NEWTON) Percepção de Interdependência Esse é o primeiro passo para o desenvolvimento sustentável. Repensar alguns hábitos, por mais simples que possa parecer, você pode influenciar pessoas e contribuir para mudar o mundo para melhor. As decisões que você toma, por mais banais que possam parecer, afetam a todos, inclusive você mesmo O consumidor consciente, consome:  Diferente  Solidariamente  Sustentavelmente A sociedade tem força para mudar o sistema. Alterando sua forma de consumo e dando-se o direito de escolher “se quer comprar”, “o que comprar” e “quando comprar”.
  • 7. Estima-se que em 2050 45% da população mundial não terão a quantidade mínima de água necessária para a função do dia-a-dia. ÁGUA Estima-se que em 2050 45% da população mundial não terão a quantidade mínima de água necessária para a função do dia-a-dia. Fonte: alfaconnection.net Tanto no Brasil como no resto do mundo, o uso mais intenso de água é a irrigação para produção de alimentos. Em nosso país, cerca de 70% do consumo de água são destinados a essa. O abastecimento urbano representa 11%; a dessedentação animal, 11%; o industrial, 7%; e o abastecimento rural, 2%.
  • 8. O PRESENTE E O FUTURO Onze países da África e nove do Oriente Médio já não tem água. A situação também é crítica no México, Hungria, Índia, China, Tailândia e Estados Unidos. Estima-se que já em 2025, 40% da humanidade terá problemas com a água É preciso... Desperdiçar menos; Reciclar mais; Encontrar novas práticas agrícolas; Deixar de ver a água como um recurso inesgotável.
  • 9. CLIMA CLIMA A ação do ser humano na natureza causou e continua causando desequilíbrios ecológicos irreversíveis em especial no clima do nosso planeta. Estima-se que para manter os níveis atuais de gases na atmosfera, precisamos reduzir em 50% a emissão de poluentes até 2050.
  • 10. FONTES POLUENTES Combustíveis fósseis; Desmatamento; As principais fontes globais de emissões desse tipo são o desmatamento e as queimadas das florestas tropicais para a expansão da agricultura e pecuária devido ao alto consumo e desperdício dos alimentos, e isso está se tornando uma fonte muito importante de emissões de gases de efeito estufa. . É urgente a necessidade de redução da emissão de poluentes através das nossas atitudes, consumindo pouco e reduzindo o desperdício.
  • 11. TRANSPORTES O carro ainda é um ícone de sucesso. No entanto, vítimas das armadilhas do consumismo, as pessoas de classes mais baixas ainda, não possuem segurança, assistência médica adequada, educação, saneamento básico, entre tantas outras necessidades indispensáveis. Com financiamentos em até 70 ou 72 meses, as classes ascendentes podem realizar suas aspirações em ter um carro. O estimulo ao transporte absolutamente insustentável:        Impacto da produção da fonte de energia. Impacto da fabricação do veículo. Impacto das vias de circulação. Poluição (atmosférica, do solo, sonora, visual, etc.) Congestionamento Lixos Doenças (cancêr, alergias, alteração no sistema nervoso, etc.) individual motorizado é
  • 12. AUMENTO DE GÁS CARBÔNICO NA ATMOSFERA Esse é um dos itens de maior impacto na atualidade. Veículos que usam combustíveis de petróleo são os vilões nesse quesito. Estão nessa categoria os que usam gasolina, gás natural, diesel e querosene de aviação. Carros com motores grandes têm impacto maior porque consomem mais combustível por quilômetro rodado. O álcool e gás natural são os combustíveis mais limpos e o diesel, o que mais gera poluição. Passo Inicial para atitudes sustentáveis: Melhorar o transporte público. Aplicar uma infra-estrutura visando a melhoria da mobilidade e acessibilidade; Ciclovias especiais e incentivo a utilização de bicicletas; Adotar medidas restritivas para o transporte individual Educação no trânsito, etc. Na Holanda há 18 milhões de bicicletas em circulação, sendo que a população local é de 16,5 milhões. O país possui 29.000 km de ciclovias, e é o que tem a maior densidade de bicicletas no mundo.
  • 13. ENERGIA Atualmente a maior parte da energia utilizada pela humanidade provem de combustíveis fosseis, a vida moderna tem sido movida a custo de recursos esgotáveis que levaram milhões de anos para se formar. Com o aumento da população mundial há cada vez mais consumo de energia e isto causa uma "pressão" no meio ambiente e nos recursos naturais, fazendo com que se esgotem cada vez mais rápido. ENERGIAS LIMPAS Biodisel Feito a partir das plantas ou de gordura animal. Solar Captação de energia proveniente do sol. Eólica É a energia que provém do vento.
  • 14. ECOSSISTEMAS Segundo a ONU, os mares estão em ruínas porque pescamos demais, produzimos lixo, gases do efeito estufa, esgoto demais e bagunçamos os ecossistemas. A diversidade e sustentabilidade é ameaçada diariamente por ações humanas. Os oceanos são 70% da superfície do planeta. Lagoa de Araruama (2009) – Mortandade de peixes – Fonte Globo.com
  • 15. Nem a mais alta tecnologia, nem as descobertas biotecnológicas, nem as imagens computadorizadas ou a realidade virtual podem compensar o prejuízo inigualável da extinção das espécies; certamente nada pode recuperar o que foi formado de forma tão singular, ao longo de bilhões de anos Rio Citarum, - Indonésia
  • 16. SAÚDE X CONSUMISMO “Desafios para a proteção e a defesa dos consumidores” As grandes Indústrias e corporações Multinacionais Influência das Indústrias Farmacêuticas Os principais instrumentos de um “Observatório Saúde e Consumo”, de Proteção à Saúde dos Consumidores, são:  Informação;  Conhecimento;  Monitoramento.
  • 17.  Evitar modelos agrícolas;  Diversidade alimentar;  A criação e promoção de associações locais ou cooperativas. Uma alimentação sustentável tem que levar em consideração os critérios: Ambientais; Éticos; Sociais; Saúde humana. Só nos resta fazer escolhas conscientes... Comprar de produtores locais; Escolher produtos com pouca ou nenhuma embalagem; Evitar o desperdício (Comprar menos e mais regularmente); Verificar prazos de validade; Verificar os selos de qualidade e responsabilidade social
  • 18. CONSUMO DE CARNES Estudos mostram que reduzir o consumo e a produção de carne em 30% ajudaria a reduzir as emissões de carbono na atmosfera e a melhorar a saúde das pessoas.
  • 19. RESPONSABILIDADE SOCIAL A sociedade brasileira espera que as empresas cumpram um novo papel no processo de desenvolvimento: Sejam agentes de uma nova cultura; Sejam atores de mudança social; Sejam construtores de uma sociedade melhor.
  • 20. INVESTIDORES CONSCIENTES Investidor pragmático:  Compra ações de empresas com índices de sustentabilidade porque acreditam que têm chances de permanecerem produtivas pelas próximas décadas e que sofrerão menos passivos judiciais com ações trabalhistas, ambientais e sociais; Investidor engajado  Privilegia as empresas que atuam de forma sustentável, com respeito a valores éticos, ambientais e sociais. Paga um valor maior pela ação de empresas que privilegiam o Triple Bottom Line. FONTE: www.vitrineimob.wordpress.com
  • 21. Empresas Responsáveis Exemplos de empresas, pela Conservação e Uso Sustentável da Biodiversidade ano de 2010:
  • 22. RESÍDUOS Os resíduos são quaisquer substâncias ou objetos de que o detentor se desfaz, ou tem a intenção ou a obrigação de se desfazer. Tipos de Resíduos Orgânico; Sólido Urbano; Industrial; Hospitalar; Nuclear; Construção e demolição; Portuário, aeroportuário e outras áreas alfandegárias.
  • 23. DISPOSIÇÃO FINAL DOS RESÍDUOS Aterros sanitários; Lixões; Coprocessamento; Incineradores; Compostagem; Biogasificação ou Metanização; Confinamento Permanente; Reciclagem. Reciclagem de construção civil
  • 24. COMO PRATICAR ATITUDES SUSTENTÁVEIS Reflita sobre seus hábitos de consumo e suas reais necessidades e procure viver com menos; Planeje sua compras. A impulsividade é inimiga do consumo consciente. Planeje antecipadamente e, com isso, compre menos e melhor. Cuide do orçamento, não só anotando gastos e ganhos. Antes de tudo, escolha prioridades e seja consciente na hora de gastar. A família toda deve participar. Use crédito conscientemente pensando bem se o que você vai comprar a crédito não pode esperar e esteja certo de que poderá pagar as prestações Obtenha informações, por meio da mídia e das associações sociais, sobre os impactos sociais e ambientais da produção, do consumo e do pós consumo de produtos e serviços; Adquira produtos de empresas com selo de qualidade ou de embalagens recicláveis.
  • 25. Não compre produtos piratas ou contrabandeados. Assim você contribui para geração de empregos estáveis e combate o crime organizado e a violência. Denuncie práticas contra o meio ambiente, contra as relações de consumo e de exploração do trabalho infantil às autoridades competentes. Escolha marcas de empresas reconhecidas por suas práticas responsáveis e éticas; Participe e apóie associações de consumidores; Contribua para a melhoria de produtos e serviços adotando uma postura ativa. Envie às empresas sugestões e críticas construtivas sobre seus produtos/serviços. Conheça as práticas de responsabilidade social das empresas e em suas escolhas de consumo, não olhe apenas o preço e a qualidade. Valorize as empresas em função de sua responsabilidade para com os funcionários, a sociedade e o meio ambiente. Fonte: Instituto AKATU
  • 26. Obrigada! DICA: Assista o documentário “China Blue”
  • 27. Referência bibliográfica: http://www.akatu.org.br/ www.mma.gov.br www.consumidorconsciente.org www.infancialivredeconsumismo.com.br r/ Março de 2010

×