Your SlideShare is downloading. ×
Staphylococcus Aureus Resistentes A Antimicrobianos Um Problema Para A SaúDe Coletiva
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Staphylococcus Aureus Resistentes A Antimicrobianos Um Problema Para A SaúDe Coletiva

2,716
views

Published on

Minhas publicações na II Mostra UFF em Higiene e Tecnologia de Alimentos …

Minhas publicações na II Mostra UFF em Higiene e Tecnologia de Alimentos
2009

Published in: Health & Medicine, Technology

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
2,716
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
22
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Staphylococcus aureus RESISTENTES A ANTIMICROBIANOS: UM PROBLEMA PARA A SAÚDE COLETIVA SAMIRA PIROLA SANTOS MANTILLA1; CARINNE RODRIGUES DE OLIVEIRA PINTO2; ROBSON MAIA FRANCO3 1 Aluna de doutorado do Programa de Pós-Graduação em Higiene Veterinária e Processamento Tecnológico de Produtos de Origem Animal. Faculdade de Veterinária - Universidade Federal Fluminense (UFF), Niterói-RJ. 2 Aluna de Graduação em Medicina Veterinária. Faculdade de Veterinária - UFF 3 Prof. Dr. do Departamento de Tecnologia de Alimentos. Faculdade de Veterinária - UFF RESUMO Staphylococcus aureus são cocos Gram positivos, tendo como habitat primário a mucosa da nasofaringe e pele de humanos e animais sendo também encontrado na água, poeira e ar. Pode contaminar alimentos através da manipulação inadequada, ocasionando intoxicação alimentar no ser humano pelo consumo de alimentos contendo enterotoxina termoresistente pré formada. Nos últimos anos, S. aureus adquiriu grande importância devido ao aumento do isolamento de cepas multirresistentes a antimicrobianos. Nesse trabalho realizou-se uma revisão sobre a resistência antimicrobiana de S. aureus isolados de produtos alimentícios e de manipuladores de alimentos, enfatizando a importância dessas estirpes para a saúde coletiva. O surgimento de microrganismos resistentes aos antimicrobianos tem como uma das principais causas o aumento do uso indiscriminado desses fármacos nas rações animais como promotores de crescimento e no tratamento de infecções. Se não for respeitado o período de carência, esse tratamento pode representar um risco à saúde coletiva pela transferência de bactérias resistente a antimicrobianos para o ser humano pelo consumo de carnes contaminadas. Além disso, os manipuladores de alimentos podem atuar como reservatório de Staphylococcus sp., contaminando o alimento caso não apresente higiene pessoal adequada. A resistência aos antimicrobianos pode ser transferida por conjugação bacteriana através de plasmídios. No trato gastrointestinal as bactérias podem transferir genes que conferem a resistência antimicrobiana a outras cepas da própria espécie ou de espécies diferentes, patogênicas ou não. O surgimento de Staphylococcus aureus resistente à meticilina (MRSA) e à vancomicina (VRSA) ressalta a necessidade de programas para prevenir a propagação de microrganismos resistentes e controlar o uso de antimicrobianos na alimentação animal. Para evitar a disseminação de cepas resistentes é recomendado que os manipuladores de alimentos com ferimentos nas mãos não atuem no setor alimentício. É de suma importância o monitoramento dos manipuladores de alimentos, para diagnosticar os portadores assintomáticos, além da implantação de Boas Práticas de Fabricação e o controle do uso indiscriminado de antimicrobianos no manejo de animais de açougue.