O Bandeirante - n.212 - Julho de 2010

308 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
308
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

O Bandeirante - n.212 - Julho de 2010

  1. 1. Jornal O Bandeirante Ano XVIII - no 212 - juLHO de 2010 Publicação Mensal da Sociedade Brasileira de Médicos Escritores - Regional do Estado de São Paulo - SOBRAMES-SP Pizza e Pizza Literária 240a Edição!!!Helio BegliominiMédico urologistaPresidente da SOBRAMES-SP (2009-2010). A origem da pizza perde- receita acabou chegando na Itália Pizza Literáriase em tempos imemoriais. Uns pelo porto de Nápoles. Cristóvãoatribuem-na aos egípcios que Colombo trouxe o tomate à Euro- A história da Sociedade Bra-há 6.000 mil anos foram os pri- pa e, daí por diante, foi incorpo- sileira de Médicos Escritores –meiros a misturar farinha com rado à receita, juntamente com o Regional do Estado de São Pauloágua, verificar sua fermentação já usual azeite de oliva.(...) (Sobrames – SP) começou numae submetê-la ao forno. Outros Entretanto, outros referem pizza. E por ironia do destino, aafirmam que os gregos faziam que a primeira pizzaria foi “Pie- Pizzaria chamava-se Ilha de Cós,massas à base de farinha de tri- tro il Pizzaiolo”, também de Ná- nome do local onde nasceu Hi-go, arroz ou grão-de-bico e as poles, cujo proprietário era Don pócrates, considerado o Pai daassavam em tijolos quentes. Por Rafaelle Espósito, considerado Medicina (460-380 a.C.).(...)sua vez, sabe-se também que os o primeiro pizzaiolo da história. Embora a Sobrames – SP tenhababilônios e hebreus há mais de Sua fama deu-se após o verão de sido fundada em 16 de setembro5.000 anos faziam u’a massa com 1889, quando foi cozinhar para o de 1988, numa pizzaria, a primei-a mistura do trigo e água que, rei Humberto I e a rainha Mar- ra Pizza Literária como ato delibe-após assada em fornos rústicos, gherita de Sabóia, que estavam rativo da diretoria vigente aconte-denominavam-na de “pão de em visita à cidade e hospedados ceu somente 10 meses após, em 20Abraão” – muito parecido com os no palácio Capodimonte. de junho de 1989, no “Gorduchopães árabes atuais – ou “piscea” Rafaelle Espósito homena- – Pizzaria e Restaurante”, localiza-quando continha o acréscimo de geou a rainha, cozendo vários do na Rua dos Pinheiros, no 833.ervas e alho. tipos de pizza, mas a que mais a Naquela ocasião compareceram Os fenícios, três séculos antes agradou foi uma que continha as oito pessoas. Na seguinte, um mêsde Cristo, acrescentavam cober- cores da bandeira italiana: bran- depois, havia 12 presentes e, emturas de carne e cebola ao pão co, vermelho e verde, ressaltadas setembro, já se contava com maisde Abraão. Sabe-se que os nobres pela muçarela, tomate e basilicão de 20 participantes! (...)da Roma pré-cristã já comiam a (manjericão). Ela apreciou tanto Assim, atingimos neste mês“piscea”. Aliás, o poeta romano a combinação que Rafaelle a bati- a marca da 240a edição (!!!) deVirgílio (70-19 a.C.) registrou a zou com o seu nome. nossa aprazível Pizza Literária.receita do “moretum”, uma mas- Embora a pizza seja conhecida Não temos dúvida alguma de quesa não fermentada, assada, reche- como originária da Itália, os paí- este feito deve ser muito bem co-ada com vinagre e azeite, coberta ses que mais a consomem são Es- memorado pelos seus membros.com fatias de alho e cebola crua. tados Unidos da América e Brasil Afinal, poucas entidades culturaisOs turcos muçulmanos, na Idade e, dentro deles, particularmente em nosso meio conseguem fazerMédia, comiam a piscea e, em as cidades de Nova Iorque e São tanto com tão poucos recursos fi-consequência das Cruzadas, essa Paulo.(...) nanceiros como a Sobrames – SP!
  2. 2. 2 O BANDEIRANTE - Julho de 2010 EXPEDIENTE Iniciamos este O Bandeirante para trazermos de volta aqueles bons momentos do XXIII CongressoJornal O BandeiranteANO XVIII - no 212 - Julho 2010 Nacional da Sobrames, com destaque para os trabalhos de nossa regional de São Paulo que foram premiados.Publicação mensal da Sociedade Brasileira de Médicos É uma honra e uma grande responsabilidade paraEscritores - Regional do Estado de São Paulo SOBRAMES-SP. Sede: Rua Alves Guimarães, 251 - CEP 05410-000 nós, responsáveis por este informativo, publicarmos- Pinheiros - São Paulo - SP Telefax: (11) 3062-9887 / a boa produção literária de nossos confrades. Nossos3062-3604 Editores: Carlos A. F. Galvão, Roberto A. Aniche.Jornalista Responsável e revisora: Ligia Terezinha Pezzuto sobramistas de São Paulo tiveram muitas premiações e(MTb 17.671 - SP). Colaboradores desta edição: Alcione publicaremos durante os próximos meses uma páginaAlcântara Gonçalves, Carlos Augusto F. Galvão, HelioBegliomini, Hélio José Déstro, José Jucovsky, Josyanne Rita dedicada a eles. Aos colegas premiados de São Paulode Arruda Franco, Márcia Etelli Coelho e Roberto Antonio que não nos mandaram seus trabalhos por e-mail, queAniche.Tiragem desta edição: 300 exemplares (papel) emais de 1.000 exemplares PDF enviados por e-mail. o façam o mais rapidamente possível, assim todosDiretoria - Gestão 2009/2010 - Presidente: Helio teremos o prazer de degustar mais esta especiaria daBegliomini. Vice-Presidente: Josyanne Rita de ArrudaFranco. Primeiro-Secretário: Ligia Terezinha Pezzuto. casa: seus textos e poesias maravilhosos!Segundo-Secretário: Maria do Céu Coutinho Louzã.Primeiro-Tesoureiro: Marcos Gimenes Salun. Segundo-Tesoureiro: Roberto Antonio Aniche. Conselho FiscalEfetivos: Flerts Nebó, Carlos Augusto Ferreira Galvão, Luiz Carlos Augusto F. GalvãoJorge Ferreira. Conselho Fiscal Suplentes: Geovah Paulo Roberto Antonio Anicheda Cruz; Rodolpho Civile; Helmut Adolf Mataré. Matérias assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam, necessariamente, a opinião da Sobrames-SP Editores de O Bandeirante O MalhoFlerts Nebó – novembro a dezembro de 1992 Anúncios menores, trabalhos com a qualidade característica dos sobra-Flerts Nebó e Walter Whitton Harris – 1993-1994Carlos Luiz Campana e Hélio Celso Ferraz Najar – 1995-1996 mistas, porém curtos salvo algumas exceções, tornando agradável ouvi-los.Flerts Nebó e Walter Whitton Harris – 1996-2000 Com a pizza deliciosa, correu tudo muito bem. Só notei o Galvão muitoFlerts Nebó e Marcos Gimenes Salun – 2001 a abril de 2009 “agoniado”; ele aproveita os textos grandes para fumar lá fora e desta vezHelio Begliomini – maio a dezembro de 2009Roberto A. Aniche e Carlos A. F. Galvão - janeiro 2010 - não teve muita chance. Novidades... parece que cresceu a “Confraria do Vinho”, mas atenção aos Presidentes da Sobrames – SP neófitos: não se deve beber vinho como se bebe cerveja; é porre na certa.1 Flerts Nebó (1988-1990;1990-1992 e out/2005 a dez/2006) o2o Helio Begliomini (1992-1994; 2007-2008 e 2009-2010)3o Carlos Luiz Campana (1994-1996)4o Paulo Adolpho Leierer (1996-1998)5o Walter Whitton Harris (1999-2000)6o Carlos Augusto Ferreira Galvão (2001-2002)7o Luiz Giovani (2003-2004) Walter Whitton Harris8o Karin Schmidt Rodrigues Massaro (jan a out de 2005) Cirurgia do Pé e Tornozelo Ortopedia e Traumatologia Geral Editores: Carlos A. F. Galvão, Roberto A. Aniche CRM 18317 Revisão: Ligia Terezinha Pezzuto Av. República do Líbano, 344 Rua Luverci Pereira de Souza, 1797 - Sala 3 Diagramação: Mateus Marins Cardoso 04502-000 - São Paulo - SP Cidade Universitária - Campinas (19) 3579-3833 Impressão e Acabamento: Expressão e Arte Gráfica Tel. 3885 8535 www.veridistec.com.br Cel. 9932 5098 CUPOM DE ASSINATURAS* longevità Preço de 12 exemplares impressos: R$ 36,00 (11) 3531-6675 Nome:___________________________________________________________ Estética facial, corporal e odontológica * Massagem * Drenagem * Bronze Spray * End.completo: (Rua/Av./etc.) _______________________________________ Nutricionista * RPG Rua Maria Amélia L. de Azevedo, 147 - 1o. andar ________________________________ nº. _______ complemento _________ Cidade:_____________ Estado:_____ E-mail:___________________________ Clínica Benatti Grátis: Além da edição impressa que será enviada por correio, o assinante Ginecologia receberá por e-mail 12 edições coloridas em arquivo digital (PDF) Obstetrícia *Disponível para o público em geral e para não sócios da SOBRAMES-SP Preencha este cupom, recorte e envie juntamente com cheque nominal à SOBRAMES-SP para REDAÇÃO Mastologia “O Bandeirante” R. Costa Rego, 29 - V. Guilhermina - CEP 03542-030 - São Paulo - SP Dê uma assinatura de “O BANDEIRANTE” de presente para um colega (11) 2215-2951
  3. 3. SUPLEMENTO LITERÁRIO O BANDEIRANTE - Julho de 2010 3 Notícias O confrade Carlos Augusto Galvão teve matéria editada no Jornal da Tarde na página dos editoriais, com excelentetexto sobre drogadição: “Como erradicar o vício”, que pode ser lido na Internet, na página: http://www.clinicadavila.com.br/RevistaClinica/MATCAP.ASP?id=12IV Sabatina Literária Aconteceu no dia 3 de julho, sábado, na sede do Movimento Poético Nacional, em Mirandópolis, próximo à VilaMariana, na capital paulista, a IV Sabatina Literária da Sobrames-SP, juntamente com membros desse tradicionalsodalício. Havia de 35 a 40 pessoas, sendo que 6 eram da Sobrames-SP. Fomos muito bem recebidos tanto pelo presidente Walter Argento, como por demais membros da diretoria. Todostiveram oportunidade de declamar seus poemas. Foi uma tarde inesquecível de muito enlevo lítero-musical, uma vez que as poesias eram intercaladas com apresen-tações musicais, cantadas ou tocadas ao som de um piano. O Movimento Poético Nacional tem uma sede própria que deu uma “santa inveja” a nós. Participaram, da Sobrames-SP: Josyanne Rita de Arruda Franco (Jundiaí), Márcia Etelli Coelho, Hélio José Déstro,Geovah Paulo da Cruz, Jacyra da Costa Funfas e Helio Begliomini.Eleição de nova diretoria em setembro de 2010 No próximo dia 16 de setembro, serão realizadas as eleições para escolher a nova diretoria da regional paulistada Sobrames, para o biênio 2011-2012. De acordo com o Estatuto, podem candidatar-se os membros titulares, aca-dêmicos e colaboradores com mais de um ano de filiação e quites com a tesouraria. As chapas deverão ser inscritascom antecedência de 45 dias (até o próximo dia 7 de agosto) e deverão ser completas, contendo presidente e vice-presidente, primeiro e segundo tesoureiros, primeiro e segundo secretários. Além desses cargos, deverão ser indicadostrês membros para compor o Conselho Fiscal, com igual número de suplentes. Nota: Os cargos de presidente e vice-presidente deverão, estatuariamente, ser preenchidos por médicos. Edital de ConvocaçãoAssembleia Geral Ordinária Ficam todos os membros da Sociedade Brasileira de Médicos Escritores, Regional do Estado de São Paulo – Sobra-mes-SP, convocados para a Assembleia Geral Ordinária que se realizará no dia 16 de setembro de 2010, na pizzaria“Bonde Paulista”, situada na Rua Oscar Freire, 1.597 em São Paulo, às 20h00, em primeira convocação, com presençade cinquenta por cento dos Membros Titulares, Acadêmicos e Colaboradores quites com a tesouraria da sociedadee dos Membros Eméritos, Honorários e Beneméritos e, em segunda convocação às 20h30, com qualquer número demembros da Sobrames-SP, para deliberação sobre a seguinte pauta do dia:1) Eleição da nova diretoria para o Biênio 2011-2012 e2) Assuntos Gerais: inscritos com antecedência de 5 (cinco) dias. Helio Begliomini Presidente da SOBRAMES-SP (2009-2010).
  4. 4. 4 O BANDEIRANTE - Julho de 2010 SUPLEMENTO LITERÁRIOQuem Sou Eu? – QuemSomos Nós? Amor EstelarJosé Jucovsky Alcione Alcântara GonçalvesA trajetória dos milhões do H. Sapiens nascidosSob o mesmo Sol festivo no vendaval da sorte O amor que eu queria,Ou do baço olhar do escravo labor sofrido Dissipou-se num só dia!Alinham os genes do seu “eu” com os DNA consorte. Não era amor, que ironia! Inebriou-me e me iludiu,A linhagem direta de nossos antepassados traz Deixando apenas a nostalgia.Em cada um de nós crucial adormecido legadoEstrutura helicoidal de gene a repetir fecundo loquaz Mas o que eu pensei ser amor,O último gradual degrau final do longínquo passado? Era, apenas, um grande desejo, Uma atração carnal e fatal!Compostos químicos de base e de ácidos a se catalisar Que inebria e ofusca mente,Moldam unidades essenciais no horizonte vital Sensibilizando e anestesiando o sentimento.Fileiras externas envolvendo o complexo molecularOrganização coreográfica da vida humana em espiral. A emoção em tocar seu corpo, A luxúria de um beijo ardente,Filhos nos idos tempos vagando neste vasto oceano Naqueles lábios úmidos e quentes,Avançam séculos a perpetuar genético itinerárioDecisivo alvorecer a repetir em cada parto humano Transportou-me para além do pensamento,O espaço tempo cerebral evolutivamente visionário. Na excelsa ALCOVA do FIRMAMENTO.Um homem se torna outro homem redesenhado Diante daquele corpo belo e escultural,No ventre materno em sua descendente primazia Das duas silhuetas cônicas frontais,E mesmo antes de nascer recita ditoso recapitulando Terminadas e adornadas por dois mamilos sensuais;Uma vez eu fui peixe, agora sou a máxima hierarquia. Vislumbro ainda, as curvas da delgada cintura, Seguida da belíssima curvatura da massa glútea.Um bebê nasce sem saber um só fonema articuladoNem sequer balbuciar mamãe se não for ensinado Era a deusa que eu queria!Seu cérebro é como se fosse um CD intocado A VÊNUS encarnada, para minhas orgias!Alma apagada se ficasse do grupo social isolado. Entre as deusas do OLIMPO, fui buscá-la, Na constelação de ANDRÔMEDA a encontrei,Hábeis mãos e cérebro moldam luzes na escuridão Mas, já estava protegida por PERSEU;Momento crítico de talentos capaz de controlar E, assim, o meu grande amor pereceu.O fogo e fazer a pedra lascada entrar em açãoE na Zona de Broca o milagre da fala se fazer anunciar.Por acaso, estamos aqui segundo o universo darwiniano?E só nós podemos refletir sobre tal relativa singularidade...Já na futurista fábula profética criada no mundohuxleyanoOs bebês de proveta nascem sob rigorosa seletividade.A bioengenharia em fascinantes clonagens enaltecerSignifica tentar criar o Super-homem em evolução?Contudo oscilações da alma do “eu” em cognitivo conviverMantêm imensurável enredo cérebro-mente em íntimacriação!
  5. 5. SUPLEMENTO LITERÁRIO O BANDEIRANTE - Julho de 2010 5 Conspiração do DesejoJosyanne Rita de Arruda FrancoNão, não é verdade que quero um amor perfeito, eterno, inesgotável!Quero o apaixonamento que me faz compor como oração,sem infinitude nem arroubos de eternidade!Sou covarde para o amor. Prefiro o desejo que aquece minha alma fria e tristede pássaro sem voos, de leão velho... Um lobo solitário.Tenho o céu, a selva, a caça e desgraçadamente nada me basta, nada detémminha vontade de viver o impossível, de desgastar-me nas leviandadesde efêmeros encontros que resultam em partidas sôfregas e eternas.Admiro o belo nas belas composições que nunca farei e, portanto,jamais esgotarão meu desejo de criar! O belo que emanado sentir, do querer, do extasiar. Não o belo da paisagem,cenário de momentos felizes ou lamentáveis, adorno naturaloferecido graciosamente a quem é bom ou mau.Busco incansavelmente a ti, imperioso desejo de vida!Manancial que não precisa ter motivos nem pequenas ambições.Contemplo o erro que me ensina que o equívoco é fácil e possível,arrisco-me para sorrir, para encontrar-me absorta na estupefaçãodo ocorrido sem razão ou utilidade, apenas pela beleza do instante.Para quê motivo? Para quê desculpa? Para quê tristeza?Ah, meu desejo, que pulsa e impulsiona todo descobrimento!Alma e coração despidos de sobressaltos mesquinhos e constantes.Estou no amor, na ilusão do pertencimento, ainda que só ilusão.E quando sonho, quando estou imersa em ti, meu desejo,nada é enfadonho, tudo é radiante, sem os falsos escrúpulosda maturidade ressentida de tempos idos em amores naufragados.Abro minha voz, solto meu verbo e acato teu domínio.Desejo soberano, impraticável para uma só vida... Preciso de muitas.Eu canto para ti - meu desejo renovado e eternamente jovem!-com as vozes que invento e deságuam poesia,com as toscas ilusões que me agasalham à noite,com todos os segredos descortinados com o dia,com a força da paixão que dentro de mim não escolheser acaso ou compromisso...Mas castiga, feito açoite!
  6. 6. 6 O BANDEIRANTE - Julho de 2010 SUPLEMENTO LITERÁRIO “No Mundo Nada se Cria”Hélio José Déstro - Eu recrio. Eu, comigo mesmo Vestido de mim. Nós, o comigo e eu. Em tempo de mim O talvez tenha que me amar. Gritamos juntos: O certo se perdeu na multidão. - Não se perca de mim, não se perca. Sem o eu, o comigo seria só silêncio. A nossa intimidade, o nosso silêncio. Viver sem alma, sem coração. Eu, e o comigo. Preciso de mim para milhões de coisas. No espelho de mim mesmo Quero azul. Nosso tempo, nosso viver. Quero cor de rosa. Quero branco. O talvez, o certo. No pacto com o meu eu. Eu recrio porque tenho que recriar. Que é Deus?Alcione Alcântara GonçalvesNão há efeito sem causaDiz o axioma utilizado pela ciência. O Cristianismo nascente revela o Deus-Pai,Dogmas aprisionam o ser pensante, Ensinado e pregado por Paulo de Tarso,Objetivando manter o poder Sacerdotal. O Convertido de Damasco, o Apóstolo dos Gentios, O maior divulgador da Doutrina Cristã.Os gentios, homens assim chamados,Por não comungarem com as pregações Einstein declarou: “A Ciência sem ReligiãoDos Judeus, Sacerdotes, Escribas e Fariseus, É manca, a Religião sem Ciência é cega.”Eram discriminados e chamados: homens sem Deus. Allan Kardec indagou: “Que é Deus?” O Espírito de Verdade respondeu:Moisés nos revelou os dez mandamentos, “É a inteligência suprema, causa primária.Código divino para a coexistência dos homens. De todas as coisas.”Jesus explicou que aquele Deus vingativoDe Moisés, era, na verdade, o Deus-Amor.
  7. 7. SUPLEMENTO LITERÁRIO O BANDEIRANTE - Julho de 2010 7TRABALHOS PREMIADOS NO XXIII CONGRESSO DA SOBRAMES São Tantos Franciscos... Dr. Carlos Augusto Galvão Psiquiatria e Psicoterapia Rua Maestro Cardim, 517Márcia Etelli Coelho Paraíso – Tel: 3541-2593 PUBLICIDADE TABELA DE PREÇOS 2009 Francisco é o nome do santo padroeiro (valor do anúncio por edição) da natureza itálica e dos animais. 1 módulo horizontal R$ 30,00 Irmão do Sol, vida e luz para o mundo inteiro. 2 módulos horizontais R$ 60,00 3 módulos horizontais R$ 90,00 Servo de Cristo, instrumento de vossa paz. 2 módulos verticais R$ 60,00 4 módulos R$ 120,00 Uberaba contempla um grande missionário, 6 módulos R$ 180,00 Outros tamanhos sob consulta cândido no espírito, um exemplo de fé. As letras de Buarque encantam o cenário. sobramessaopaulo@gmail.com Em Navarra, outro santo, também Xavier. Francisco é o rio que se apresenta mineiro, REVISÃO embala as carrancas que afugentam o mal. de textos em geral Com a graça de ser o Nilo brasileiro, Ligia Pezzuto berço de lendas, integração nacional. Especialista em Língua Portuguesa (11) 3864-4494 ou 8546-1725 Muitos são os Franciscos e, entre os que eu conheço, meu coração se abre para aquele Odará. Suas águas doces me serviram de espelho. ROBERTO CAETANO MIRAGLIA Em seu leito manso descobri o meu lar. ADVOGADO - OAB-SP 51.532 ADVOCACIA – ADMINISTRAÇÃO DE BENS Assim como ele, eu não sei ser pequeno. NEGÓCIOS IMOBILIÁRIOS – LOCAÇÃO Avô carinhoso, deixo-me navegar. COMPRA E VENDA DE IMÓVEIS ASSESSORIA E CONSULTORIA JURÍDICA As gaiolas flutuam no fluxo ameno, TELEFONES: (11) 3277-1192 – 3207-9224 e eu sigo o meu curso, sonhando com o mar. Se, na prova maior, a bondade se cansa, Terminou de nossa força servil se desfaz, traiçoeira. escrever seu O rio afoga, sem dó, a quem nele se lança. livro? Então Mágoas eu dissipo na sutil cachoeira. publique! No apogeu do silêncio, nós dois temos medo. Ventos distantes nos convidam a sair. Nesta hora importante, não deixe de Canastra trancada... Quem detém o segredo? consultar a RUMO EDITORIAL. Publicações com qualidade impecável, Raízes fincadas... Tão difícil partir! dedicação, cuidado artesanal e preço justo. Você não tem mais desculpas Na calada da noite, o progresso é urbano, para deixar seu talento na gaveta. antecipo a saudade, embargo minha voz. rumoeditorial@uol.com.br Como águas singelas compõem o oceano, (11) 9182-4815 há um rio São Francisco em cada um de nós.
  8. 8. 8 O BANDEIRANTE - Julho de 2010 SUPLEMENTO LITERÁRIO Eu não Conheço o São FranciscoRoberto Antonio Aniche Sou paulistano, daqueles que pouco viajam. Não conheço o São Francisco, aliás, acho que muita gentede lá também não conhece, apesar da grande intimidade com o Velho Chico, mas não lhe sabem o nome.Américo Vespúcio, em 1501 navegou em sua foz, não sei se algum indígena avisou que ele estava nas águasdo Opará. Eu só conheço o velho Rio Tietê, aquele que nasce em Salesópolis, com água saindo debaixo de pedras,atravessando nossa metrópole e desaguando no Rio Paraná, depois de navegar quase um mil e duzentosquilômetros. Eu não conheço o Velho Chico, apesar de saber que ele nasce na Serra da Canastra, em São Roque deMinas, atravessa cerca de dois mil e oitocentos quilômetros até chegar ao Oceano Atlântico, lá mesmo aondeAmérico Vespúcio deve ter se assustado com a cor do mar. Eu não conheço a Serra da Canastra, mas conheço Salesópolis, quando fiz a minha primeira e únicapescaria. Até hoje sinto remorsos de haver pescado um único peixe que ainda habita meus pesadelos porter sido eu quem lhe tirou o direito à vida e a uma velhice calma e tranquila no Tietê. Sei que o Velho Chico passa por cidades históricas e importantes: Pirapora, Juazeiro, Petrolina, Piranhas.Não conheço nenhuma delas nem por fotografia. Nunca vi cartão postal nem conheço ninguém que tenhavindo de lá para me dar um dedo de prosa. O Tietê passa por São Paulo, a cidade mais importante da América Latina. Ganhou e ganha comoprêmio pela sua ousadia, desde 1960, o esgoto mais rico do mundo, o odor mais fétido, o plástico maiscontaminante. Meu pai aprendeu a nadar no Rio Tietê. Acredito, por lógica pura, que o pai de muita genteaprendeu a nadar no São Francisco. Não sei se ele é poluído como o Tietê, se for, é bom não se arriscar.No Tietê, só político em campanha em frente à televisão é capaz de entrar na água para se dizer hipocri-tamente patriota. O São Francisco tem a mesma história religiosa. Em 1706 chegava a Juazeiro uma missão de São Fran-ciscanos para catequizar os índios. Em 1525 chegaram a São Paulo os jesuítas Padre José de Anchieta ePadre Manoel da Nóbrega para catequizar os índios daqui. No São Francisco, quase duzentos anos depois,a história se repetia. Há muito em comum: as missões construíram cidades importantes, catequizaram os índios oferecendoa eles a única verdade aceita, vinda de um catolicismo medieval, em troca da destruição de sua cultura, desuas religiões, deuses e crenças, da implantação da vergonha em seus corpos nus. Os dois rios continuaram,impávidos, procurando seus caminhos através dos vales para se encontrar com o mar salgado, obedecendoàs suas únicas verdades. As águas do rio sempre encontram os seus caminhos. Não conheço Juazeiro, não conheço Pirapora, nem Petrolina, nem Piranhas. Conheço Salesópolis, SãoPaulo, Tietê, Botucatu. No interior, as cidades são mansas como as águas do rio. Acho que com o VelhoChico deve ser o mesmo: suas águas devem correr, imagino porque não conheço, cristalinas e mansas pelascidades interioranas e quentes de Minas, da Bahia, de Pernambuco e de Alagoas. Deve colecionar históriasde crianças brincando, casais apaixonados, pescadores. Deve ter histórias de secas, de enchentes, de vidae de morte. O Tietê também deve ter, embora ninguém fale. O São Francisco tem várias ilhas, com areia branca, tem vapores cruzando suas águas. Não sei se o Tietêtem ilhas, mas tem inúmeras barragens. Já andei de barco em Barra Bonita, num Tietê limpo de um qui-lômetro de largura, atravessando a eclusa e indo a outro mundo dentro do rio. Mas não vi nenhuma ilhade praias brancas. Nas margens os canaviais se perdem de vista no horizonte. Quero conhecer o Velho Chico, um dia vou me aposentar, abandonar a medicina, se é que é possível eo São Francisco está na minha agenda. Conhecer o rio, suas praias, suas gentes, ver se é poluído ou não,conhecer quem aprendeu a nadar nas suas águas. Prometo não pescar, não tenho esse direito sobre a vidae a morte. Guimarães Rosa disse que a história do rio é a história do seu sofrimento. Certamente Guimarães Rosanão conhecida o Tietê, se conhecesse, o que diria...

×