Jornal     O Bandeirante Ano XVII - nº. 197 - ABRIL de 2009                   Publicação Mensal da Sociedade Brasileira de...
2    O BANDEIRANTE - Abril de 2009                                                                                  Minha ...
SUPLEMENTO LITERÁRIO                                                                O BANDEIRANTE - Abril de 2009   3     ...
4   O BANDEIRANTE - Abril de 2009                                                                             SUPLEMENTO L...
CADERNO ESPECIAL do jornal “O Bandeirante” da SOBRAMES-SP para informações sobre aX Jornada Médico-Literária Paulista     ...
Caderno Especial                               X Jornada Médico-Literária Paulista                                        ...
Caderno Especial                      X Jornada Médico-Literária Paulista                           Nº. 2 - Abril 2009    ...
Caderno Especial                          X Jornada Médico-Literária Paulista                                         Nº. ...
SUPLEMENTO LITERÁRIO                                                                O BANDEIRANTE - Abril de 2009    5    ...
6   O BANDEIRANTE - Abril de 2009                                                                                         ...
O BANDEIRANTE - Abril de 2009    7                                                                                  MARQUE...
8    O BANDEIRANTE - Abril de 2009            Acaba o prazo para pagar a           ANUIDADE 2009 com desconto      Desde a...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

O Bandeirante - n.197 - Abril de 2009

218
-1

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
218
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

O Bandeirante - n.197 - Abril de 2009

  1. 1. Jornal O Bandeirante Ano XVII - nº. 197 - ABRIL de 2009 Publicação Mensal da Sociedade Brasileira de Médicos Escritores - Regional do Estado de São Paulo - SOBRAMES-SP Redação: sobrames@uol.com.br - (11) 9182-4815 De TAUBATÉ a JUNDIAÍ Helio Begliomini Médico urologista Presidente da SOBRAMES-SP “Posso dizer que médico sou e serei - Tu es medicus in aeternum - até o final dos meus dias” Juscelino Kubitschek de Oliveira em seu livro “A Marcha do Amanhecer” (1962) em alusão ao versículo 4o do Salmo 109: “Tu es sacerdos in aeternum... – tu és sacerdote para sempre...” – e à genuína medicina-sacerdócio. O ano de 2008 foi muito especial para mim, pois carinhosamente denominada “a moribunda”, alojei-me malcriações que nos infligiu... alegrias que nosmuitos acontecimentos e emoções ele me reservou. em pensão onde até os ratos cruzavam por debaixo da proporcionou... modificações em seu corpo durante aParticularmente, me recordo da formatura em Medicina minha cama na calada da noite... e de ter morado adolescência... intercâmbio de estudos nos Estadosde meu segundo filho, o Bruno, no mês novembro. provisoriamente em outra “república” onde o uso de Unidos da América por quase um ano (ausência em nosso Já tinha tido o privilégio de participar com maconha, infelizmente, se fazia presente. lar)... namoro... Enfim, aquele bebê e criança de outroraorgulho e muita alegria da formatura em Administração Relembrei-me, com muitas saudades, que vivi era, agora, um homem feito aos seus esplendorosos 26de Empresas do meu primeiro filho, o Enrico, há seis intensamente minha vida acadêmica – 24 horas por dia, anos!anos. Mas essa trazia algo de sui generis. Também pudera... 365 dias por ano – de ponta a ponta! Entre esse lusco- Ao ver aqueles doutorandos de Taubaté seter prestado vestibular em cinco Estados diferentes... ter fusco jamais apagado de minha memória, recordava-me apresentarem um após outro para receberem seu canudoconseguido ingressar no curso médico somente após dois com satisfação do privilégio, da responsabilidade e do – máxima de sua consagração enquanto aluno – comanos de tentativas, apesar de todo o empenho pessoal e cansaço que tive de ser monitor das disciplinas de seus rostos lisos, sem rugas, feições alegres, cheios deapoio familiar.... ter iniciado seu aprendizado em fisiologia por dois anos; de clínica médica por 1,5 ano e vitalidade, de confiança e de sonhos... recordei-me comTeresópolis – distante 500 quilômetros de seus familiares de urologia por 6 meses... de ter sido, enquanto muita alegria e emoção também de minha colação de– durante 1,5 ano... ter vivido por mais 5 anos em Taubaté, terceiroanista, um dos dois fundadores da revista grau, onde todos estávamos rigidamente sérios econcluindo sua formação... dava ingredientes especiais “Perspectivas Médicas”, periódico científico oficial da aplicados, diferentemente das algazarras dos temposàquela comemoração. Faculdade de Medicina de Jundiaí, até hoje em circulação. atuais. Lembro-me nitidamente que da mesma forma, Confesso que a cada ano que passava, Mas, também me relembrei dos inúmeros cursos num grande palco, contritamente agradecia a Deus porcaladamente, vez por outra, derramava lágrimas de extracurriculares que participei... das dezenas de estágios ter-me dado a oportunidade de realizar o maior sonhoalegria por ele ter trilhado a mesma vocação que a minha, e plantões que graciosamente realizei apenas para de minha vida – ser médico. A Ele, naquela ocasião –embora jamais tivesse forçado ou sequer direcionado aprendizado e, dentre eles, de modo particular, da saudosa igualmente muito emocionado – pedia auxílio aonenhum de meus três filhos a escolher suas profissões. Casa Amparo Maternal, na cidade de São Paulo – por 14 mesmo tempo em que jurava tudo fazer para honrarMinha emoção e meu pranto se acentuaram na reta final, meses – após concorrido concurso. Lembrei-me, minha profissão, não estratificando e nem diferenciandoexatamente no decurso de 2008, não havendo, igualmente, e com alegria, das festas... dos jogos pacientes pela cor, religião, nível intelectual, classe socialproporcionalmente, tantas lágrimas de reserva por interclasses... dos torneios com as outras faculdades... das e condição econômica... de levar com amor e ardor atéocasião da solenidade de colação de grau, quanto aquelas reuniões com a comissão de formatura... dos churrascos quando Ele assim determinasse a alegria de ter sidoque já haviam sido roladas pálpebras abaixo. e chopadas de despedidas realizados mensalmente no médico, quer curando, quer mitigando, quer ouvindo, Mas estava lá, juntamente com minha esposa e último ano... da ansiedade em ingressar numa boa quer dividindo a dor... quer sendo apenas presençafilhos; sua namorada e seus familiares; seus pais residência médica... da promessa que fiz nesse intento, positiva quando a fragilidade da vida cede lugar àamericanos oriundos de um intercâmbio que fizera na enfim, de seis anos carinhosamente inolvidáveis em intransigência e a inexorabilidade da morte.adolescência; seus avós paternos, diversos tios, primos e minha vida. E assim, entre as duas cidades, meu pensamentoamigos. Era uma verdadeira caravana – muito alegre Enquanto a colação se desenvolvia, lepidamente viajava, não percebendo as mais de duaspor sinal – que ali se encontrava para abraçá-lo e experimentava períodos de presença naquela bela horas que a solenidade compreendeu. Mas aquelecompartilhar dessa sua conquista. solenidade, em Taubaté, e de ausência com abstrações em momento tinha igualmente um sutil toque de magia, Compenetrado em meu canto e ao lado de entes tempos idos na inesquecível cidade de Jundiaí. Meu pois entre a colação de grau da turma de Taubaté de meuqueridos, acompanhava silenciosa e introspectivamente, pensamento vagava levemente entre uma e outra e me filho e a da minha turma de Jundiaí, decorreriam exatospasso a passo, a bela solenidade em desenvolvimento. Não sentia em verdadeiro estado de graça. Mal dava para 30 anos! Nessa diástase de tempo, um repertórioqueria perder nada. Apesar dos barulhos causados pelas conter e esconder minhas desavergonhadas lágrimas, que incomensurável de aprendizado transcorreu em minhamanifestações de alegria que os formandos faziam, não eram poucas. vida, sem jamais me ter arrependido um segundo sequerprocurava curtir quietamente, comigo mesmo, toda Entre uma e outra chamada que o mestre de da medicina e da vocação que Deus me havia concedido.aquela festa. cerimônias fazia com excelente impostação de voz, para Talvez não esteja presente daqui a 30 anos. Mas E assim foi. Entre as manifestações do professor que os alunos se apresentassem para receber seu diploma, gostaria de desejar de coração aos formandos de Taubatéresponsável pela cerimônia... do patrono e do paraninfo... recordei-me, igualmente, dos ilustres professores que de 2008 e, de modo particular ao meu filho, Bruno, quedos dois oradores da turma... da leitura do juramento... tive, particularmente daqueles que além de terem-me se dedicassem igualmente com afinco, carinho, estudo edas homenagens aos pais... aos pais falecidos... aos ensinado dados técnicos, transmitiram inolvidáveis amor à nobilíssima profissão que ora estão abraçando.professores... aos funcionários... passava em minha mente lições de humanismo, de respeito à vida – da concepção Que o enfermo não fosse visto como uma mera troca deo filme de minha vida e a ele interagia com profunda à morte –, do carinho para com o enfermo, ele a maior favores, barganha, poder ou mercadoria, mas que atravésemoção. razão da arte de curar. dele, vissem a própria imagem do Criador, condição De repente me vi criança, aos seis anos, já com Subitamente, como que despertado de um belo essa privilegiada dos filhos de Hipócrates que,forte desejo de ser médico, vontade essa que me foi sonho, na sequência da ordem alfabética, o nome do meu obviamente só se apresenta àqueles que se colocamcrescentemente alimentada na adolescência. Lembrei- filho é anunciado e, assim como os demais, nós, seus pais, humildemente abertos ao Transcendente.me de 1972, sem dúvida alguma, o pior ano de minha deveríamos subir ao palco para dar-lhe o diploma que Entre Taubaté de 2008 e Jundiaí de 1978vida, pois no afã de ganhar tempo, cursei, tantos sacrifícios causaram a ele e a nós. Entre os poucos passaram-se 30 anos! – um verdadeiro oceano desimultaneamente, o último ano do colegial, pela manhã, metros que separavam nossa cadeira do palco, novo e experiências na arte de curar: tristes e belas... responsáveise o curso preparatório para a faculdade à noite, ocasião colorido filme passava celeremente em minha mente, e informais... positivas e negativas... gigantescas eem que acumulei muitos desgastes físicos e psíquicos, tudo densamente condensado em segundos: sua diminutas... prazerosas e desagradáveis... alegres efelizmente recompensados pelo ingresso na querida e concepção... gravidez... parto... infância... peraltices... trágicas... duradouras e efêmeras... todas, indeléveis emsaudosa Faculdade de Medicina de Jundiaí. Recordei-me homenagens que nos deu nos dias das mães... dos pais... minha vida, que, entre um momento e outro da colaçãoque até me estabelecer na “república” que vivi por cinco estudos... bom desempenho nos esportes e, de grau de meu filho, relembrava com inaudita emoçãoanos e meio, verdadeira escola de vida e de aprendizado, particularmente, no futebol... escolas por onde passou... e incontido pranto o grande privilégio de tê-las tido.
  2. 2. 2 O BANDEIRANTE - Abril de 2009 Minha velha PROFESSORA EXPEDIENTE Até há bem pouco tempo teve grande repercussão e causou muita polêmica a discussão sobre o possível desaparecimento doJornal O BandeiranteANO XVII - nº. 197 - Abril 2009 livro convencional que daria lugar a seus modernos substitutos eletrônicos através do crescente avanço da divulgação literáriaPublicação mensal da Sociedade Brasileira de Médicos pela Internet. Aos poucos o assunto foi arrefecendo, à medidaEscritores - Regional do Estado de São Paulo que houve a constatação de que um meio não invalidaria o outro,SOBRAMES-SP. Sede: Rua Alves Guimarães, 251 - CEP05410-000 - Pinheiros - São Paulo - SP Telefax: (11) já que tanto o livro convencional quanto o virtual têm seus espaços3062-9887 / 3062-3604 Editores: Flerts Nebó e garantidos, e que um até é forte aliado do outro.Marcos Gimenes Salun. Redatores: Helio Begliomini,Marcos Gimenes Salun. Jornalista Responsável: Mas eu acabei tocando neste assunto em razão de uma agradável descobertaMarcos Gimenes Salun - (MTb 20.405 - SP). Revisão: que fiz, navegando pelos incontáveis recantos da Internet em busca deLigia Terezinha Pezzuto(MTb 17.671 - SP). Redaçãoe Correspondência: Av.Prof. Sylla Mattos, 652 - informações literárias.Talvez muitos se lembrem de um livro que marcou a vidaap.12 - Jardim Santa Cruz - São Paulo - SP -CEP de milhões de brasileiros. Ele tem mais de 60 anos e já alfabetizou mais de 4504182-010 E-mail: sobrames@uol.com.br. milhões de brasileiros. Nos anos 1980, deu uma rejuvenescida com algunsTels.: (11) 9182-4815 / 2331-1351. Colaboradoresdesta edição: Roberto Antonio Aniche, Carlos José reforços de sua progenitora, a educadora brasileira Branca Alves de Lima (falecidaBenatti, Ligia Terezinha Pezzuto, Josyanne Rita de em 2001), como cartazes, cartazetes, carimbos, baralhos e livros de exercício. EArruda Franco, Luiz Jorge Ferreira, Carlos AugustoFerreira Galvão, Arary da Cruz Tiriba e Sonia agora está ganhando uma plástica completa.Andruskevicius de Castro.Tiragem desta edição: A 128ª. edição da cartilha Caminho Suave chega agora atualizada com o300 exemplares (papel) e mais de 1.000 exemplaresPDF enviados por e-mail. Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa e com a inclusão de materialDiretoria - Gestão 2009/2010 - Presidente: Helio referente às letras k, w e y. Indicada para alfabetizar ou para reforçar eBegliomini. Vice-Presidente: Josyanne Rita de complementar a alfabetização de crianças, jovens e adultos, a cartilha teve suaArruda Franco. Primeiro-Secretário: LigiaTerezinha Pezzuto. Segundo-Secretário: Maria primeira edição em 1948. De acordo com o Centro de Referência em Educaçãodo Céu Coutinho Louzã. Primeiro-Tesoureiro: Mário Covas, calcula-se que até meados da década de 90, foram vendidos 40Marcos Gimenes Salun. Segundo-Tesoureiro:Roberto Antonio Aniche. Conselho Fiscal Efetivos: milhões de exemplares. O título vende anualmente cerca de 10 mil exemplares,Flerts Nebó, Carlos Augusto Ferreira Galvão, Luiz embora não faça parte do catálogo do Ministério da Educação. Essa cartilha,Jorge Ferreira. Conselho Fiscal Suplentes:Geovah Paulo da Cruz; Rodolpho Civile; Helmut Adolf que alfabetizou milhões de brasileiros, e a mim inclusive, ganhou fôlego paraMataré. ensinar outros milhões.Minha velha professora ainda não perdeu sua vocação Matérias assinadas são de responsabilidade para ensinar. de seus autores e não representam, Marcos Gimenes Salun - Editor necessariamente, a opinião da Sobrames-SP Projeto Gráfico e Diagramação: Rumo ROBERTO CAETANO MIRAGLIA Editorial Produções e Edições Ltda. CNPJ.07.268.251/0001-09 - E-mail: rumoeditorial@uol.com.br REVISÃO ADVOGADO - OAB-SP 51.532 de textos em geral ADVOCACIA – ADMINISTRAÇÃO DE BENS Ligia Pezzuto NEGÓCIOS IMOBILIÁRIOS – LOCAÇÃO PUBLICIDADE Especialista em Língua Portuguesa COMPRA E VENDA DE IMÓVEIS ASSESSORIA E CONSULTORIA JURÍDICA TABELA DE PREÇOS 2009 (11) 3864-4494 ou 8546-1725 TELEFONES: (11) 3277-1192 – 3207-9224 (valor do anúncio por edição) 1 módulo horizontal R$ 30,00 2 módulos horizontais R$ 60,00 Walter Whitton Harris 3 módulos horizontais R$ 90,00 Cirurgia do Pé e Tornozelo 2 módulos verticais R$ 60,00 Ortopedia e Traumatologia Geral 4 módulos R$ 120,00 CRM 18317 6 módulos R$ 180,00 Av. República do Líbano, 344 Rua Luverci Pereira de Souza, 1797 - Sala 3 Outros tamanhos sob consulta 04502-000 - São Paulo - SP Cidade Universitária - Campinas (19) 3579-3833 Tel. 3885 8535 www.veridistec.com.br sobrames@uol.com.br Cel. 9932 5098 CUPOM DE ASSINATURAS* longevità Preço de 12 exemplares impressos: R$ 36,00 (11) 3531-6675 Nome:_____________________________________________________________ Estética facial, corporal e odontológica * Massagem * Drenagem * Bronze Spray * End.completo: (Rua/Av./etc.) _______________________________________ Nutricionista * RPG Rua Maria Amélia L. de Azevedo, 147 - 1º. andar ________________________________ nº. _______ complemento __________ Cidade:_____________ Estado:_____ E-mail:___________________________ Clínica Benatti Grátis: Além da edição impressa que será enviada por correio, o assi- Ginecologia nante receberá por e-mail 12 edições coloridas em arquivo digital (PDF) Obstetrícia *Disponível para o público em geral e para não-sócios da SOBRAMES-SP Preencha este cupom, recorte e envie juntamente com cheque nominal a SOBRAMES-SP para Mastologia REDAÇÃO “O Bandeirante” Av. Prof.Sylla Mattos, 652 - ap. 12 - CEP 04182-010 - São Paulo - SP Dê uma assinatura de “O BANDEIRANTE” de presente para um colega (11) 2215-2951
  3. 3. SUPLEMENTO LITERÁRIO O BANDEIRANTE - Abril de 2009 3 não valia a pena. Esperança é alguma Fogos de ARTIFÍCIO coisa que te ensinam para aumentar o Texto vencedor da Superpizza de fevereiro sofrimento de cada minuto sozinha. Um carro buzina na rua correndo entre as pessoas que buscam a água do mar. Ela olha em volta. Faltam apenas cinco minutos, fita a Roberto Antonio Aniche garrafa de vodka vazia, o cinzeiro Médico ortopedista cheio, as unhas escuras de tantos São Paulo - SP cigarros queimados na espera não sabe de quê. Não aguenta de tristeza, segura Olhava insistentemente pela terminar. Lembrou-se do seu vestido a raiva, o choro, o amor tenta sejanela. Era noite com garoa fina e um de noite, que havia sido feito há tantos transformar em ódio, tenta encontrarfrio fora de época entrava pelo anos somente para ser desnudada, desculpas, defeitos, tenta se mostrarapartamento. Andava de um lado a expondo a entrega gratuita e pacífica perfeita, melhor, mesmo com o gostooutro, sempre retornando ao mesmo para os seus sonhos. amargo da ressaca de dois dias. Apenasângulo para vigiar a rua: pessoas Correu ao armário e diferente da quer morrer, deixar ali naqueleapressadas carregando pacotes, rapidez de procurar, tornou-se apartamento imundo com uma janelacrianças, sacolas... novamente quieta, sem saber por que aberta para uma noite cinza um Havia dois dias sem banho, uma o fizera com tanta esperança de coração cheio de amarguras.garrafa de vodka vazia mostrava que o encontrar nele o perfume há tanto Os olhos estão vermelhos e daestoque de pecados havia terminado. tempo esquecido. Voltou a olhar a rua garganta escapa um soluço. O telefoneDaí para diante somente poderia pela mesma janela. toca uma, duas, três vezes. O coraçãoesperar na esquina da rua, bem no fim Via de longe o mar escuro sem que queria parar agora fica espantado.do seu mundinho, despertar um raio saber aonde terminava o céu Corre para atender.de sol. mergulhando por trás do horizonte. Em segundos a voz do outro lado Aí teria que correr, banhar-se, Via os navios iluminados, muito da linha vem macia, aveludada,tornar-se perfumada com seu melhor distantes da praia e imaginou estar dizendo palavras que arrepiam seuvestido de noite, esperando a porta se dentro de um deles, olhando a janela corpo, dissolvem a lágrima e o soluço.abrir e a vida ser inundada por aquela do apartamento e vendo uma moça O coração ameaça explodir de alegrialuz suave, o perfume no vento, a voz triste com os olhos secos, manchados enquanto que um sorriso brota,macia entrando em seu coração. Ela e fundos, vigiando a rua. derretendo seus dias de solidão.se tornaria romântica, sem perguntar Um bêbado cantando “Adeus Não consegue falar, apenas deixaporque demorou tanto a jogar a vida ano velho” a acordou de seus aquela voz dominar seu corpo, suano lixo para iniciar outra plena de pensamentos. Um casal passou alma, excitar seus sentimentos. Deixa-paz. abraçado, beijando-se em passos iguais se ouvir coisas que só a paixão pode Acendeu outro cigarro, um aos do bêbado, gente carregando compreender. Pela janela, vê os naviosdaquele pecados guardados aos sacolas, garrafas, a caminho da praia. iluminarem os céus com fogos depacotes no armário com tantas coisas Um vento frio com uma garoa artifício naquela passagem de ano, masque não comia mas tinha que ter ali, fina entrou pela janela. Esboçou uma nada, nada mesmo comparado aosesperando o tempo infindável lágrima de solidão, mas para que se fogos que acendiam o seu coração...Algumas REFLEXÕES “As pessoas não dão chance para outras fazerem algo porque as coisasCarlos José Benatti fáceis que fazem vão parecer difíceis para as outras, isto é, para se valorizaremMédico ginecologista e poderem esconder sua própria insegurança.”São Paulo - SP “Aquilo que você quer criar já existe. Não invente a roda. Todo fracasso é uma tentativa de reinventar a roda.” “Podemos mudar nossos conceitos sobre o que quer que seja e isto é muito saudável e uma grande evolução pessoal.” “As pessoas que cometem injustiças vivem com o coração leve e as injustiçadas sempre com o coração cheio de ódio.” “Só existe uma situação em que é aceitável a mentira: quando for falar da qualidade dos outros... Pode exagerar, pois todo mundo vai gostar.”
  4. 4. 4 O BANDEIRANTE - Abril de 2009 SUPLEMENTO LITERÁRIO Quem dera É o grito da vidaSAUDADE olhar o horizonte, que pulsa no ser, perceber a chuva destruindo barreiras,Ligia Terezinha Pezzuto e sentir a brisa querendo nascer.Jornalista rolar suave nasSão Paulo - SP ondas do teu doce Nesse caminhar perene, respirar. onde caem as folhas e brotam canções, Sorver em goles bate mais forte e sem conta o intensa a saudade encanto do teu que me faz adormecer sorrir, a mostrar no sonho de te fazer contente. teu coração de mil estrelas refletidas Pensar que este é, em brilhos de paz. agora, o meu inteiro presente. Num eterno viver, sonhos se apagam em certezas possíveis de conquistar e crer. RELATIVIDADE Josyanne Rita de Arruda Franco Médica pediatra Jundiaí - SP no ouvido de mouco ouvindo a prece na fala que disse do corpo ausente. Portanto não durmo...eu desfaleço, porque dormir atrasa o viver e só o cansaço me vence e só meu cansaço me pode vencer. Prefiro viver desperta, revigorada em horas rubras, sem qualquer pressa, nenhuma culpa, querendo a messe do florescer. No entanto não amo, eu enlouqueço... Não envelheço, remoço! Porque amar nunca admite Porque são moços meus pensamentos. compartilhar sentimento. São guardiões da eternidade Amar exige ser exclusivo, fluindo à noite com ecos da tarde, ser presa e garra do que é divino orvalho deixado na cinza paisagem, e ser divino eu não mereço. passado remoto no findo presente. Eu vivo o eterno e não conheço São galhos e árvores do recomeço, o medo da vida, o medo da sorte! barulho de água singrando rochedos, Criando versos eu sou mais forte azul horizonte da grande viagem... e me concedo fazer sandices, Se brisa ou se vento sem freio ou cabresto! buscar o intenso e o que resiste Por isso não morro, eu desapareço. ao abissal tempo final, Aquele que houve é remanescente vivendo além na boca da noite, no brilho dos olhos, da rascoeira superfície.
  5. 5. CADERNO ESPECIAL do jornal “O Bandeirante” da SOBRAMES-SP para informações sobre aX Jornada Médico-Literária Paulista V JORNADA DA SOBRAMES NACIONAL - VI SOBRAMÍADA - CE São Paulo, de 17 a 19 de setembro de 2009 - GREEN PLACE FLAT Edição nº. 2 - abril de 2009 Museu da LÍNGUA PORTUGUESA O Museu da LínguaPortuguesa é ponto de encontrodo visitante com a língua, aliteratura e a história, exibidas pormeio de recursos audiovisuais etecnologia de ponta. No lugar deparedes, vozes. No lugar de obras,espaços interativos. No coração deSão Paulo, na Estação da Luz, oMuseu proporciona uma viagemsensorial e subjetiva pela línguaportuguesa, a sexta língua maisfalada no mundo, guiada porpalavras, autores e estrelas do Instalado no prédio acimaBrasil. da plataforma de trens da Estação A obra é uma realização do da Luz, no centro de São Paulo, oGoverno do Estado de São Paulo museu conta com um vasto no cotidiano e a criação da línguae da Fundação Roberto Marinho, conteúdo sobre a história da na literatura brasileira, entrecom parcerias de empresas Língua Portuguesa, os idiomas outros temas. Tudo isso empúblicas e privadas. Em todo o que ajudaram a formá-la, as diversas mídias para garantirprojeto foram investidos formas que a linguagem assume interatividade ao visitante.R$ 37 milhões e as obras duraramum ano e cinco meses. No total, Informe-se mais sobre o museu400 operários trabalharam na Praça da Luz, s/n, Centro - São Paulo – SPrestauração e na adaptação dos Informações: Tel.: (11) 3326-0775 E-mail: museu@museudalinguaportuguesa.org.brquatro andares do prédio da luz, www.museulinguaportuguesa.org.brque se transformaram no atualmuseu. INSCREVA-SE hoje e CONCURSOS devem motivar escritores pague em parcelas Como o evento deste ano será realizado em conjunto com a Inscrevendo-se até 30 de abril os VI Sobramíada, tradicional certameparticipantes poderão parcelar suas literário organizado pela regionaldespesas em até 5 (cinco) vezes. Veja cearense, os escritores tambémna última página deste caderno concorrerão aos prêmios já garantidosespecial os preços e as condições de pelo atual presidente cearense epagamento. Os congressistas que se nacional, José Maria Chaves.hospedarem no Green Place Flat, hotel Os textos devem obedecer assede da jornada, deverão fazer sua regras mencionadas na página três desteinscrição até dia 01.07.2009 para que a Todos os textos inscritos para a caderno especial, com tema livre,reserva esteja garantida. Salientamos X Jornada Médico-Literária Paulista devendo ser inscritos até o diaque a quantidade de parcelas e os estarão automaticamente participando 31.07.2009. Os membros do juri serãopreços das inscrições serão alterados dos concursos literários de prosa e pessoas ligadas à cultura e à literaturade acordo com os prazos constantes verso, além de serem publicados nos paulistas, e já estão sendo escolhidasnas tabelas. Apresse sua inscrição! Anais da Jornada. pelos organizadores.
  6. 6. Caderno Especial X Jornada Médico-Literária Paulista Nº. 2 - Abril 2009 Saiba mais sobre o GREEN PLACE FLAT Recepção > O hotel fica na Rua Diogo de Faria,1.201- Vila Mariana. Está a 5 km doAeroporto de Congonhas, a 1 km doParque do Ibirapuera e da Bienal, a500 m da Escola Paulista de Medicina/Unifesp, além da proximidade e fácilacesso a estações de Metrô e ShoppingCenters. Possui 3 salas de convenções comcapacidade para até 150 pessoas. Tem Fitness center >apartamentos confortáveis com arcondicionado, TV a cabo, conexão àInternet, cofres e frigobar. Tem serviços ^ Sala de convençõesde transfer gratuitos (sob consulta)para shoppings centers da região,aeroporto de Congonhas e Parque doIbirapuera, entre outros, em van com Os congressistas que pretendem hospedar-se no Green Place Flat devem14 lugares.O hotel está capacitado para formalizar sua inscrição junto aos organizadores até o dia 1º. de julho de 2007atender hóspedes com necessidades para garantir vaga nas condições especiais do pacote da Jornada. Após essaespeciais. data, a hospedagem ficará sujeita à existência de vagas e a reajustes de preços. GREEN PLACE FLAT - Rua Diogo de Faria, 1.201 - Vila Mariana - CEP 04037-004 - São Paulo-SP Tel: 55 (11) 5081-9150 - Fax: 55 (11) 5081-9160 - comercial@greenplaceflat.com.br (daremos mais informações sobre o hotel em nossas próximas edições) A programação deste importante PROGRAMAÇÃO evento ainda está sendo preparada com muito cuidado pela Comissão Organiza- será diversificada dora. A grade básica prevê, além das sessões de apresentação dos temas Sem qualquer dúvida, a literatura livres previamente inscritos, passeiosé o foco principal deste tradicional turísticos e culturais, lançamentos deevento promovido pela Sobrames livros e confraternizações gastro-paulista. No entanto, diante da nômicas. Nas próximas edições deste infor-diversidade de opções culturais, ^ Museu Paulista, no Ipirangagastronômicas, turísticas e de lazer mativo, você terá maiores detalhes, àexistentes na capital de São Paulo, a realização do evento. Certamente será medida que forem chegando asprogramação buscará integrar estes um encontro que agradará a todos, inscrições e que puderem ser definidositens harmonicamente e na medida da paulistas e visitantes que prestigiarem todos os detalhes dos itens que farãodisponibilidade do exíguo tempo da a X Jornada Médico-Literária Paulista. parte da programação. Apoio INSTITUCIONAL começa a surgir PRESTIGIE esta iniciativa cultural Se você tem interesse em patrocinar, apoiar ou incentivar a cultura através de sua empresa, entidade ou instituição, entre em contato com os organizadores. Embora recursos financeiros sejam muito bem-vindos, aceitaremos também seu A Comissão Organizadora da X Jornada Médico-Literária Paulista acaba de apoio institucional, autorizando-nos areceber manifestação oficial de mais duas instituições, confirmando apoio veicular o logotipo de sua empresa noinstitucional ao evento : Academia Paulista de História e Associação Médica material promocional do evento. Informe-Brasileira. O mesmo já havia acontecido com o MPN - Movimento Poético Nacional, se pelo e-mail: SOBRAMES@UOL.COM.BRatravés de correspondência recebida de seu presidente, poeta Walter Argento. ou pelo telefone (11) 9182-4815. X Jornada Médico-Literária Paulista - Edição nº. 2 - Abril de 2009 Caderno Especial do jornal “O Bandeirante” para divulgação de notícias e regulamentos da X Jornada Médico-Literária Paulista. Publicação da Sociedade Brasileira de Médicos Escritores - Regional do Estado de São Paulo - SOBRAMES-SP - Editor e Jornalista: Marcos Gimenes Salun - (MTb 20.405 - SP). Revisão: Ligia Terezinha Pezzuto(MTb 17.671 - SP). Redação e Correspondência: Av. Prof. Sylla Mattos, 652 - ap.12 - Jardim Santa Cruz - São Paulo - SP CEP 04182-010 E-mail: sobrames@uol.com.br. Tels.: (11) 9182-4815 / 2331-1351. Comissão Organizadora da Jornada: Presidente: Manlio Mario Marco Napoli. Membros: Integrantes da Diretoria da Regional SP. Diretoria - Gestão 2009/2010 - Presidente: Helio Begliomini. Vice-Presidente: Josyanne Rita de Arruda Franco. Primeiro-Secretário: Ligia Terezinha Pezzuto. Segundo- Secretário: Maria do Céu Coutinho Louzã. Primeiro-Tesoureiro: Marcos Gimenes Salun. Segundo-Tesoureiro: Roberto Antonio Aniche. Conselho Fiscal Efetivos: Flerts Nebó, Carlos Augusto Ferreira Galvão, Luiz Jorge Ferreira. Conselho Fiscal Suplentes: Geovah Paulo da Cruz; Rodolpho Civile; Helmut Adolf Mataré.
  7. 7. Caderno Especial X Jornada Médico-Literária Paulista Nº. 2 - Abril 2009 4. TEMAS - Os textos poderão versar sobre qualquer tema Veja regras para inscrever e deverão ser escritos no idioma português. seus TEXTOS LITERÁRIOS 5. ALERTA IMPORTANTE - Após a entrega do material para a produção gráfica dos Anais e do programa da Jornada, não serão mais possíveis alterações ou correções do texto. Recomendamos que, antes do envio, o próprio1. QUANTIDADE DE TEXTOS - Cada participante da jornada autor faça uma rigorosa revisão nos textos que esteja poderá inscrever no máximo 3 (três) trabalhos literários, inscrevendo. nas modalidades de prosa e/ou poesia, podendo ser todos na mesma modalidade, a seu critério, ou em ambas. 6. PARA ONDE REMETER - Os disquetes e respectivas có- pias dos trabalhos devem ser remetidos:2. CARACTERÍSTICAS DOS TEXTOS - (PROSA ou POESIA): a) para quem for se utilizar dos correios, hipótese deverá ser digitado no Microsoft Word, na fonte Times em que o autor deve considerar a data de postagem New Roman, corpo 12, espaçamento simples, e não pode compatível para que a remessa chegue até o dia ultrapassar 80 linhas (pouco mais de uma página e meia 31.07.2009 ao destino: ou o equivalente a 6.150 toques, incluindo espaços). MARCOS GIMENES SALUN Deverá ser entregue aos organizadores gravado em Av. Prof. Sylla Mattos, 652 – ap.12 disquete juntamente com uma cópia impressa do texto. Jardim Santa Cruz – São Paulo – SP Os trabalhos deverão ter um título e ser identificados CEP 04182-010 com o nome do autor. b) para quem for se utilizar de correio eletrônico, Todos os trabalhos inscritos pertencentes a um mesmo hipótese em que os trabalhos serão enviados como autor deverão ser entregues num único disquete, desde arquivos anexos do e-mail e as cópias impressas serão que junto a este seja entregue também uma cópia reproduzidas pelos organizadores, devem ser impressa de cada texto. O disquete deverá ser utilizados um destes endereços: identificado com uma etiqueta que conterá o nome do sobrames@uol.com.br ou autor e dos trabalhos inscritos. msalun@uol.com.br3. PRAZO PARA ENVIO - Os trabalhos literários somente 7. CONFIRMAÇÃO - A aceitação definitiva dos trabalhos serão programados para as sessões literárias, incluídos como inscritos na X Jornada Médico-Literária Paulista nos concursos e publicados nos Anais da Jornada, se somente será confirmada após o cumprimento dessas forem remetidos IMPRETERIVELMENTE até o dia formalidades para remessa dos trabalhos e da quitação 31.07.2009, prazo final das inscrições. da Taxa de Inscrição correspondente. X Jornada Médico-Literária Paulista - 17 a 19.09.2009 - São Paulo - SP Ficha de InscriçãoNome________________________________________________________________________________Endereço (Rua/Av. etc.)__________________________________________________ nº.______________compl.______________CEP______________Cidade ___________________________ Estado_________Telefone: ( )______________ Celular: ( )______________ E-mail:_____________________________Doc.Identidade:___________________ Exp.por:_______ Data: ___/___/___ CPF:___________________Data Nascimento: ___/___/______ Profissão / Formação:_______________________________________Membro da SOBRAMES-SP? SIM ( ) NÃO ( ) Membro de outra regional? Qual ________________ Dados do(s) acompanhante(s)Nome________________________________________________________________________________Parentesco__________________ Data Nascimento: ___/___/______ Doc.Identidade:_________________ Nome________________________________________________________________________________Parentesco__________________ Data Nascimento: ___/___/______ Doc.Identidade:_________________ Reserva de Ap.INDIVIDUAL Ap.DUPLO NÃO reservar HOSPEDAGEM hospedagem Atenção: preencha no verso as informações sobre os textos inscritos
  8. 8. Caderno Especial X Jornada Médico-Literária Paulista Nº. 2 - Abril 2009 Tabela de PREÇOS e condições de pagamentoCOM HOSPEDAGEM Até 31.05.09 Até 30.06.09 Após 01.07.09 OBSERVAÇÃOCasal 1.330,00 1.410,00 1.490,00 Após dia 01.07.2009, a hos-(Ap.duplo standard) pedagem no Greenplace Flat ficará sujeita à existência deIndividual 910,00 950,00 1.000,00 vagas e a eventual reajuste(Ap.single standard) de preços.SEM hospedagem Até 31.05.09 Até 30.06.09 Até 31.07.09Casal 790,00 870,00 940,00Individual 430,00 470,00 520,00Acadêmicos de Medicina (somente inscrição - demais itens do pacote por adesão) 50,00Inscrições no ato (somente inscrição - demais itens do pacote por adesão) 150,00 O valor da inscrição é composto pelos seguintes itens: INSCRIÇÕES ATÉ 30.04.2009 (Inclui publicação dos textos) 5 (cinco) parcelas pagas com cheques pré-datados com vencimentosCongressistas COM hospedagem em 30.04 / 31.05 / 30.06 / 31.07 e 31.08.2009.1. Hospedagem no Greenplace Flat em ap. standard com3 (três) diárias com café da manhã, mais todos os itens INSCRIÇÕES ATÉ 31.05.2009 (Inclui publicação dos textos) 4 (quatro) parcelas pagas com cheques pré-datados com vencimentosabaixo, relativos a congressistas sem hospedagem. em 31/05 / 30.06 / 31.07 e 31.08.2009.Congressistas SEM hospedagem1.Jantar de abertura e jantar de encerramento do even- INSCRIÇÕES ATÉ 30.06.2009 (Inclui publicação dos textos)to (exceto consumo de bebidas). 3 (três) parcelas pagas com cheques pré-datados com vencimentos em2. Coffe-break entre as sessões literárias. 30.06 / 31.07 e 31.08.2009.3. Inscrição nos concursos de prosa e verso.4. Publicação dos textos inscritos nos Anais da Jornada e INSCRIÇÕES ATÉ 31.07.2009 (Inclui publicação dos textos)1 exemplar deste. 2 (duas) parcelas pagas com cheques pré-datados com vencimentos em 31.07 e 31.08.2009.5. Um passeio turístico e/ou cultural com ingresso e trans-porte incluídos. INSCRIÇÕES de 30.08.2009 até o início da Jornada (NÃO INCLUI publi-6.Um exemplar do livro “VIII Antologia Paulista”. cação dos textos): Pagamento à vista no ato da inscrição.7.Pasta, certificados e demais materiais da Jornada. Havendo desistência do participante, os valores pagos serão restituídos após a Do valor da inscrição não serão permitidas exclusões de realização do evento, deduzidos os valores de eventuais despesas que já tiveremquaisquer itens, exceto do valor correspondente à hospedagem, sido pagas e não puderem ser ressarcidas. caso o participante não se hospede no Hotel sede da Jornada. Todos os pagamentos devem ser feitos em CHEQUES NOMINAIS à SOBRAMES-SP Trabalhos Literários Inscritos O preenchimento deste item é obrigatório, mesmo que os textos sejam remetidos posteriormente 1. Título_____________________________________________________________________________ Gênero: ( ) Poesia ( ) Prosa2. Título_____________________________________________________________________________ Gênero: ( ) Poesia ( ) Prosa3. Título_____________________________________________________________________________ Gênero: ( ) Poesia ( ) Prosa 1. Preencha todos os dados solicitados nesta ficha 3. Identifique o valor de sua INSCRIÇÃO e envie(frente e verso), recorte-a e remeta-a por correio para: os cheques pré-datados e nominais à SOBRAMES-SP junto X Jornada Médico-Literária Paulista com esta ficha de inscrição, e de acordo com o número de A/c.: Marcos Gimenes Salun parcelas permitidas. A ÚLTIMA PARCELA DEVE SER PAGA ATÉ Av. Prof. Sylla Mattos, 652 - ap.12 30.08.2009. Jardim Santa Cruz - São Paulo - SP CEP 04182-010 4. A aceitação definitiva da inscrição pela SOBRAMES-SP somente será feita mediante o cumprimento 2. Se já tiver seus textos preparados conforme as de todas as regras e orientações, especialmente no que dizorientações da página anterior, coloque o disquete e as cópias respeito ao pagamento das despesas correspondentes. Aoimpressas no mesmo envelope. IMPORTANTE: o prazo final assinar esta ficha, o inscrito concorda com as condições depara remessa de textos é 31.07.2009. A sua inscrição, no inscrição e realização do evento.entanto, deve ser feita o mais rápido possível, paraaproveitar as condições de pagamento parcelado. ___/____/____ _________________________ Data Assinatura
  9. 9. SUPLEMENTO LITERÁRIO O BANDEIRANTE - Abril de 2009 5 nada. Comecei a beber ovos de Punho CERRADO Pintassilgos com uma cânula de mamoeiro. Luiz Jorge Ferreira Comecei a ter frio com mais frio Médico e calor, com mais suor e assim ainda Osasco - SP sob o impacto da escuridão cada vez mais farta. Comprei latas e latas de tinta, todas claras que espalhei a começar da sala, à procura de luz. Eram cores brancas, pouco brancas e Há muitos dias eu ando com esta depois espalhei sal, em todo o corredor amarelas com pouca nitidez e azuis semvela no bolso da calça, apagada. que já havia sido construído em tino. De forma que depois de meses No passado eu usara como um direção à Pirâmide Isis e rumo à estavam ensopadas de negro. Eufarol para atravessar iluminando toda constelação de Andrômeda. Isto matou cansado sentei-me entre esses fardos.a casa mesmo quando brilhava lá fora de hipertensão o nosso papagaio e A imaginar o sol aberto ali entreo sol. E naquele tempo eu estava duas pulgas que moravam no Sótão. meus joelhos a explodir tempestadesapaixonado pelo seu retrato, que Dias depois empalhei Gaivotas de luz. Mas ao sentar num movimentodepois de tantos anos e de tantos panos Albinas, Garças translúcidas, Ursos mais intempestivo apaguei a vela nopara cima e para baixo, perdeu o brilho brancos e os espalhei pelas paredes bolso de trás da calça surrada e velha.e a polidez e se mantém mais ou menos da casa. Agora repletas de objetos que Então a luz verdadeiramenteopaco sob uma dúzia de teias de atraíam os polos Norte e Sul e partiu. Veio a escuridão e pouco aaranhas. Elas o protegem da luz e do cicatrizaram os meridianos em mim, pouco me habituei a ela. Comecei porsol e do meu olhar agora com uma fazendo-os enrugarem minhas tateá-la tímido. Depois descobri adúzia de graus para perto, para longe digitais. maciez de sua tez. A porosidade dee para próximo. Ossificaram meus ossos. sua derme. E por vez derradeira, Inútil este olhar para olhar Diluíram meus sentidos. Entupiram achei-a com ares de estrela e adotei,qualquer ponto menor que meia meus ouvidos e embaralharam minhas abandonada, um pouco de luz dentrometade de um elefante. Eu retirei e palavras. de sua escuridão.vendi as telhas, primeiro comecei pela Por isso nem meus movimentos Agora já lhe dei cor, olhosbeira do telhado, para deixar entrar mais íntimos eu não conseguia realizá- lábios, forma, som, brilho, cílios,mais luminosidade, que me permitisse los sem dores enormes nas polpas dos fome, sede, nome.admirar com mais admiração seu dedos e principalmente dos Apaixonadamente lhe chamo deretrato. Depois acendi todas as polegares, que atrofiados, não mexiam vida. Raivosamente lhe chamo delâmpadas, abajures e retirei as portas mais com amplitude. ilusão. Ironicamente lhe apelido dee as janelas para que entrassem Vi-me sujeito a urinar em mim morte. Isso pelo lado de fora. Pelopirilampos, estrelas e uma bactéria mesmo e a beber água, abaixado, como lado de dentro, sou solitariamente, sófosforescente que ilumina as entranhas os cães, sem poder levar nada à boca e risos.dos intestinos dos peixes abissais. Mas sem poder usar a boca para mastigar VINHO Carlos Augusto Ferreira Galvão Médico psiquiatra São Paulo - SP Poesia de guardanapo O vinho exige poesia e muita liturgia Abrir uma garrafa é libertar a alegria Claro que demais chega na orgia Beber o vinho é o substrato elegante De uma noite, de um fato de outrora Às vezes sem programar pode aparecer num instante Num gole, num prazer, num tim-tim agora Bebê-lo é dormir gostoso até de manhã Sonhando com o vinho de Cristo nas bodas de Canaã
  10. 10. 6 O BANDEIRANTE - Abril de 2009 SUPLEMENTO LITERÁRIO LADEIRA nossa de cada dia Arary da Cruz Tiriba Médico infectologista São Paulo - SPHÁ ANOS, TOPO nas caminhadas da madrugada commãezinha. Novinha ⎯ mais de 20, menos de trinta ⎯,linda moça, bem-arrumadinha. Nos primeiros anos, como filhinho ao colo, subindo penosamente, ladeiraíngreme (das incontáveis do Sumarezinho e da VilaPompéia). Sempre em sentido inverso, nosso encontro já salto, de barra em barra, de suporte em suporte. Masfoi aterrador. Para mãezinha. Repentinamente, ao dobrar nossas ladeiras são menos íngremes. Enquanto que, paraa esquina, visão imprevista, indesejável! Cansada da tantos, a liberdade, se existe, é tão restrita! A pessoa éascensão exaustiva, ao topo, indefesa, o desconhecido e bonita ⎯ como mãezinha ⎯, veste-se bem e ao filhinhoo cão enorme! De baixo para cima, maiores do que na (obrigatoriedade, apresentação social...). Mas não estárealidade!... Imediatamente, pedia, eu, desculpas pelo livre da rampa... Ladeira nossa... de cada dia.susto causado à mãezinha, seguindo-se o atenuante: umbom-dia para vocês dois!MAIS MADRUGADAS, mais encontroadas... Já não-geradoras do pânico da escuridão. Em tantos pontos Lá vou EUdiferentes. E as mesmas palavras de saudação... Arrisco Sonia Andruskevicius de Castroque poderia traçar seu roteiro e destino completo, sua Médica intensivistaatividade e a qualidade da sua vida. Mãe, solteira (ou São Paulo - SPseparada). Subsistência, salário parco, insuficiente paraaquisição do veículo, ainda que de 10 anos. Emprego,na creche ou em algum educandário de classe média,onde manteria seu bebê sob suas vistas ou, talvez, na lojade móveis e brinquedos infantis. Mais fácil do que aleitura da pitonisa é desenhar o perfil da moçatrabalhadora que desperta o seu guri à hora da alvoradae precisa vestir-se bem. De lá para cá, o bebêtransformou-se. Belo menino. Vai para cinco ou seisanos. Já não pesa ao colo, sobe devagarzinho, demansinho, bem-abrigado para o inverno. A mãe já nãoteme o encontro, aceita prazerosamente o cumprimentoe retribui com o sorriso tímido. Só não consigo Lá vou euadivinhar o nome da mãezinha e o do menino. O Com minhas tatuagens invisíveisdesconhecido e o lobo tornaram-se familiares. Ao Reduzida a pócontrário dos anteriores, mãezinha aparenta segurançano encontramento da madrugada. “Um bom-dia para Pela filosofiaambos!” Erguendo os braços Para todos os assaltosORA, POR QUE estou inventando histórias? Porque de Apontando estrelastais flagrantes a fotografia é revelada e fixada. No Rabiscando o céudarkroom da memória visual. E da afetiva. Que vontade Abrindo o peitoenorme! De estender a mão à mãezinha pela dedicação Rangendo os dentesincansável, plena. Pergunto-me, quanto ao seu porvir? Engolindo palavras.Animador?!... Um dia criarei coragem, romperei a Lá vou eubarreira: seu guri, se precisar de algo conte com um amigo, o Cometendo enganosdono do lobo. E com o lobo, também! Ele que adora criança... Rasgando páginasSABE, COLEGA?... Não deixo de confrontar a Seguindo a noitecaminhada, de nós, médicos, com a da criatura da E toda a manhãencruzilhada. Também subimos e descemos; e voamos Como a cigarrasem asas! Trapezistas que somos da saúde, de salto em Batendo asas de organdi bordado.
  11. 11. O BANDEIRANTE - Abril de 2009 7 MARQUE NA AGENDA Sobrames-SP na IMPRENSA Recentemente algumas publicações deram destaque à Sobrames-SP ou a seus ABRIL DE 2009 - Reunião demembros, numa importante divulgação de nossa sociedade. diretoria no dia 9; 225ª Pizza Literária no dia 16. Tiriba em Santos Na edição de 10 de março, o jornal A Tribuna, de Santos, publicou o artigo “Cruzeiro marítimo: tormento ou tormenta” de autoria de nosso associado Arary da Cruz Tiriba . Maio Posse da diretoria Duas publicações médicas deram destaque à “Renovação da Diretoria da Sobrames-SP”: a edição nº. 1 - Ano 20 - 7 REUNIÃO DE DIRETORIA Pizzaria Bonde Paulista Rua Oscar Freire, 1.597 19h30 às 22h00 janeiro/fevereiro do Boletim de Informações Urológicas, publicação da Sociedade Brasileira de Urologia - Secção São Paulo; e o “Boletim de Urologia”, ano 24, nº. 1, de janeiro/fevereiro, editado pela sede 21 226ª PIZZA LITERÁRIA Pizzaria Bonde Paulista Rua Oscar Freire, 1.597 da SBU no Rio de Janeiro. a partir de 19h30 Pizza Literária JUNHO DE 2009 - Reunião de diretoria no dia 4; 227ª. Pizza Com o título “Médicos escritores lançam nova fornada da Literária no dia 18. pizza literária”, a edição nº. 54 de janeiro/fevereiro da Revista Dr!, publicação do SIMESP, deu especial destaque às atividades da Sobrames-SP e ao lançamento da última Assiduidade e coletânea. Helio Begliomini concedeu entrevista à revista que, Desempenho nas duas páginas da matéria, publicou também poesias de nossos associados: Denise Máximo Lellis Garcia, José Alberto A participação dos associados nas Vieira e Michel Herbert Alves Florêncio. atividades programadas pela Sobrames-SP poderá ser premiada. Já está em andamento a terceira edição do “Prêmio Rodolpho Civile POSSE solene de de Assiduidade”, que premiará os Leda Rezende que tiverem maior participação nas Pizzas Literárias, e do “Prêmio Aldo No dia 19 de de março, durante a realização Miletto”, que premiará aquele que da 224ª. Pizza Literária, a diretoria realizou a tiver o Melhor Desempenho do ano. primeira cerimônia de posse solene de novos Para este último, contam-se pontos associados. Na oportunidade, a médica pela publicação de livros, pediatra Leda Maria Rezende de Almeida (ao participação em congressos e centro) prestou juramento e recebeu seu jornadas, dentre outros. diploma de Membro Titular da Sociedade Brasileira de Médicos Escritores. Terminou de escrever seu DISTINTIVO para livro? Então Roberto Aniche publique! Na mesma ocasião, foi entregue a Roberto Antonio Aniche, médico Nesta hora importante, não deixe de ortopedista, o distintivo (pin) com o consultar a RUMO EDITORIAL.emblema da Sobrames-SP, honraria criada na Publicações com qualidade impecável, dedicação, cuidado artesanal e preço gestão de Walter Whitton Harris para ser justo. Você não tem mais desculpasentregue a todos os membros que completam para deixar seu talento na gaveta. o primeiro ano como membros ativos da regional paulista. rumoeditorial@uol.com.br (11) 9182-4815
  12. 12. 8 O BANDEIRANTE - Abril de 2009 Acaba o prazo para pagar a ANUIDADE 2009 com desconto Desde a edição de janeiro, este jornal regularidade em sua escrita fiscal, através solucionar ou amenizar o problema para ovem tratando do assunto. Não é novidade da contratação de um contador, sendo pago e-mail sobrames@uol.com.br, que porpara nenhum associado que, nos primeiros a este os honorários específicos da sinal também foi criado há quase 10 anos, emeses do ano, a Sobrames-SP define e categoria naquela oportunidade. Desde que é pago até hoje por um de nossosespera receber daqueles a ela vinculados 2005, no entanto, esse trabalho passou a associados em sua conta pessoal junto aoo valor da ANUIDADE, única fonte previsível ser feito por um escritório de contabilidade provedor de Internet.de receita da entidade. de um de nossos associados que, nos últimos Para 2009 o valor foi definido em 3 anos, não recebeu ou cobrou nenhum COLABORADORES EM 2009R$ 180,00 (cento e oitenta reais), sendo centavo pelo seu serviço profissional. Para Até o fechamento desta ediçãoconcedido um desconto para os que avaliar o custo deste trabalho, impres- haviam pago a anuidade os seguintespagassem esse compromisso financeiro até cindível à existência da própria entidade, associados:o último dia de março. Para os que assim o os associados interessados poderãofizeram, a anuidade ficou em R$ 150,00 consultar a tabela de preços da categoria Aída Lúcia P.D.S.Begliomini(cento e cinquenta reais). (contabilidade) no respectivo sindicato. Alcione Alcântara Gonçalves Apesar do apelo insistente e do Apenas para existir legalmente, a Alitta Guimarães Costa Reisatraente desconto concedido, e encerrado Sobrames-SP precisaria dispor de muito mais Arary da Cruz Tiribao prazo inicial, constata-se que apenas 44, do que arrecada de seus associados. No Arlete Mazinni Miranda Giovanidos pouco mais de 100 associados nominais entanto, ela sobrevive, e ainda faz muito Carlos Augusto Ferreira Galvãoda regional paulista, pagaram o valor mais do que isso. Seria interessante lembrar Carlos José Benattiestipulado. Espera-se ainda que cerca de um trecho do artigo de capa da edição 176, Ester Maria Bittencourtoutros 10 ou 15 associados, dentre aqueles de julho de 2007 (Você acredita em Evandro Guimarães de Souzaque encontram-se ativos, venham quitar a milagres?) escrito por Helio Begliomini, à Evanil Pires de Camposanuidade de 2009, apesar de já terem epoca presidente da regional, reeleito para Fernando Batigáliaperdido o desconto. a atual gestão: “Embora na Sobrames-SP não Fernando Corpa Fernandes É oportuno destacar que são isentos haja milagres, podemos testemunhar que Flerts Nebó (HONORÁRIO)da anuidade os associados que possuem os nela têm ocorrido grandes prodígios, mês- Geovah Paulo da Cruztítulos de emérito, benemérito ou a-mês, ano-a-ano, dificilmente repetíveis Guaracy Lourenço da Costahonorário. Ainda assim, alguns dos nas devidas proporções, noutras entidades Helio Begliominidispensados estatutariamente do mais tradicionais, de maiores recursos e de Hélio José Destropagamento o fazem como colaboração livre maior influência...” Helio se referia Helmut Adolf Matarée espontânea. Já os acadêmicos de justamente a essa desproporção entre Jacyra da Costa FunfasMedicina pagam o equivalente a 50% do realizações da Sobrames e dos recursos de José Alberto Vieiravalor estabelecido. No momento não há que dispõe. José Leopoldo L.O.Sobrinhonenhum associado nesta condição. Josef Tock Estas informações servem de DO PRÓPRIO BOLSO José Rodrigues Louzãpreâmbulo para a continuidade deste Além dessa questão burocrática a que Josyanne Rita de A.Francotexto. raramente alguém dá atenção, a Sobrames Leda Maria Rezende de Almeida ainda precisa se preocupar em dar Ligia Terezinha Pezzuto SEM FINS LUCRATIVOS andamento a seus objetivos estatutários, Lucila Camargo L.Oliveira A Sobrames é uma sociedade sem fins promovendo eventos culturais e literários, Luiz Giovanilucrativos, conforme sua constituição viabilizando encontros e publicações, Luiz Jorge Ferreirajurídica, e que deve arrecadar e dar gerindo o seu “inlucrativo” negócio, Manlio M.M.Napoli (EMÉRITO)destino aos recursos, única e tão somente mantendo de alguma forma seu desígnio. Marcos Gimenes Salun (HONORÁRIO)para manter seus objetivos estatutários, Apenas para ilustração: uma edição Maria da Glória Civilesem almejar qualquer vantagem ou lucro. deste jornal tem custado à nossa regional Maria do Céu C.LouzãPara os que se interessarem, o artigo 33 aproximadamente R$ 550,00 mensais, Mario de Mello Farodo atual estatuto define quais são as computados apenas os custos de impressão Mario Nameatividades às quais destina-se a arre- e postagem e já considerados os créditos Nelson Jacinthocadação de recursos. de “anúncios” nele veiculados. Contudo, e Roberto Antonio Aniche Contudo, e por ser dotada de isso ninguém parece ter conhecimento, se Roberto Caetano Miragliapersonalidade jurídica (possui CNPJ e fossem pagos os custos de produção, Rodolpho Civilecaracterísticas de empresa), a Sobrames- editoração, revisão, etc., segundo as Sérgio Pelegrini MarunSP está sujeita a leis e regulamentos tabelas de piso das categorias profissionais Sérgio Perazzoespecíficos das autoridades fazendárias do envolvidas, tal trabalho não ficaria por Sônia Regina Andruskevicius de CastroPaís e, portanto, precisa manter em dia menos de R$ 3.000,00 mensais, o que Tatiana Belinky (HONORÁRIO)suas obrigações tributárias, quais sejam tornaria a publicação inviável, pois em Thereza Freire Vieiraa de entregar declarações periódicas e apenas dois meses gastar-se-ia toda a Vera Lúcia Teixeiramanter uma escrita contábil e fiscal arrecadação de um ano todo da entidade, Walter Whitton Harriscompatível com suas atividades. Isso deve apenas com este jornal! Alguém, portanto, Wilma Lúcia da Silva Moraesser feito através de profissionais tem feito esse trabalho de forma gratuita. Wladimir do Carmo Portoespecializados (contadores) que, por sua Para maiores referências, os associados quevez, sujeitam-se a normas específicas de se interessarem também poderão consultar QUER COLABORAR?seus conselhos de classe para a cobrança as tabelas de honorários profissionais da Se você ainda não teve oportunidadede honorários e execução de seu trabalho categoria (jornalistas, revisores, etc..). de pagar a anuidade 2009 e pretendeprofissional. Os médicos conhecem bem colaborar, envie um cheque nominal àesses trâmites, pois também estão sujeitos OUTROS CUSTOS A PAGAR Sobrames-SP (R$ 180,00) para o endereçoàs normas e posturas de seus conselhos de Aos mais céticos e descrentes destas do atual tesoureiro, Marcos Gimenes Salunclasse e sindicatos. lamuriosas e superficiais contas básicas, - Av.Prof.Sylla Mattos, 652 - ap. 12 - Jardim Neste aspecto é bom que se ressalte recomendamos apenas uma boa dose de Santa Cruz - SP - CEP 04182-010). Aque, desde a gestão do Dr. Walter Harris, reflexão e esperamos que colaborem. SOBRAMES-SP e sua nobre causa literáriaa Sobrames-SP passou a contar com Enviem seus comentários e sugestões para agradecem.

×