Your SlideShare is downloading. ×
SGS Energia
SGS Energia
SGS Energia
SGS Energia
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

SGS Energia

99

Published on

SGS Energia …

SGS Energia
Auditorias Energéticas, Planos de Racionalização de Energia, Microprodução
a SGS é líder mundial nas áreas de Inspeção, Verificação, Análise e Certificação.

Com experiência efetiva e comprovada bem como com uma sólida reputação, a equipa da SGS é constituída por técnicos altamente qualificados e apoiada por uma rede mundial de laboratórios acreditados. Os nossos técnicos especializados, apoiados por uma equipa de back-office fortemente organizada, garantem um acompanhamento permanente e com abrangência nacional, incluindo Açores e Madeira.

Desde o sector da Construção Civil e Obras Públicas, até ao sector da Energia, passando pela execução de todo o tipo de Inspeções Técnicas, a SGS detém as acreditações e os recursos necessários para prestar o melhor dos serviços com rapidez e eficiência. Adicionalmente, a SGS apoia as empresas a controlar os impactos associados às suas atividades, bem como a implementar ações e medidas que vêm melhorar a sua eficiência e a sua produtividade.

Published in: Business
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
99
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. AUDITORIAS ENERGÉTICASPLANOS DE RACIONALIZAÇÃO DE ENERGIAMICROPRODUÇÃO OU MINIPRODUÇÃO
  • 2. A preparação dos trabalhos é umafase fulcral para o desenvolvimentoe sucesso da Auditoria Energética.Nesta fase a SGS analisa um conjuntode documentação fornecido pelaorganização responsável pelasinstalações a auditar, para caracterizaro edifício, os sistemas técnicos e ohistórico do consumo energético, entreoutros elementos importantes.Nos trabalhos de campo a equipaauditora realiza medições, observaçõese recolhe informações, com vista aocomplemento do diagnóstico em curso.A análise das medições e dosfluxos energéticos envolvidos nofuncionamento das instalações permitecontextualizá-los de uma formaglobal, identificando oportunidadesde revalorização de excedentesenergéticos.O relatório da Auditoria Energéticaapresentado pela SGS pretende serum elemento de trabalho fundamentalpara a gestão energética da instalaçãoauditada. Neste contexto, o relatório daAuditoria Energética será submetidopara aprovação prévia do cliente.As medidas de Utilização Racional deEnergia (URE) a aplicar na instalação,são identificadas com vista à reduçãodo consumo de energia e aplicaçãodo Plano de Racionalização Energética(PRE).PLANO DE RACIONALIZAÇÃO ENERGÉTICANo Plano de Racionalização Energética(PRE), a SGS estabelece umcronograma para a implementação dasmedidas de URE, em colaboração coma organização. O seu sucesso passasobretudo pela adequação das medidasde URE à realidade técnica da instalaçãoe à realidade financeira da organização.O cronograma terá por base nãosó critérios técnicos e legais, massobretudo critérios de adequação àrealidade da organização. Pretende-seassim ajustar a aplicação das medidasde URE ao plano de investimentosda organização, criando-se um PRErealista que, tendo na sua génese ocompromisso da organização, será deaplicação mais efetiva.Em função do enquadramento legalaplicável, o PRE poderá ser deaplicação obrigatória ou facultativa. Noentanto a equipa auditora apresentarásempre recomendações com vista àracionalização dos consumos de energia.Antes da emissão do documento final, oPRE e o relatório da Auditoria Energéticasão submetidos para aprovação ediscussão com o cliente. Após estemomento, serão incluídas as eventuaisalterações acordadas e emitidos orelatório final da Auditoria Energética eo PRE.O preço dos recursos energéticos não renováveis tem aumentado e tal continuará averificar-se, dada a sua escassez e o aumento do consumo energético mundial.As fontes renováveis de energia e a eficiência energética apresentam-se como assoluções para os problemas relacionados com a segurança do abastecimento e coma racionalização dos consumos. Ao mesmo tempo, traduzem-se em oportunidadespara as organizações, na medida em que contribuem para o aumento da suacompetitividade, através da redução da fatura energética.A SGS apoia todo o tipo de organizações a utilizarem a energia de forma maisinteligente, o que lhes permitirá minorar os custos energéticos e até gerar novosproveitos financeiros. Para tal, a SGS consolida a sua ação em três vertentes: aauditoria, o plano de racionalização e a microprodução.AUDITORIAS ENERGÉTICASAs auditorias energéticas têm como objetivos a avaliação das condições de utilizaçãoda energia no edifício/instalações; a determinação da estrutura de consumos e aidentificação de oportunidades de melhoria.PREPARAÇÃOE RECOLHA DEINFORMAÇÃOTRABALHOS DECAMPOANÁLISE DASMEDIÇÕESRELATÓRIO DAAUDITORIAENERGÉTICASMEDIDAS DE URE
  • 3. PORQUÊ A SGS?Fundada em 1878, a SGS é líder mundialnas áreas de Inspeção, Verificação,Análise e Certificação.Com experiência efetiva e comprovadabem como com uma sólida reputação,a equipa da SGS é constituída portécnicos altamente qualificados eapoiada por uma rede mundial delaboratórios acreditados. Os nossostécnicos especializados, apoiadospor uma equipa de back-officefortemente organizada, garantem umacompanhamento permanente e comabrangência nacional, incluindo Açorese Madeira.Desde o sector da Construção Civil eObras Públicas, até ao sector da Energia,passando pela execução de todo o tipode Inspeções Técnicas, a SGS detém asacreditações e os recursos necessáriospara prestar o melhor dos serviços comrapidez e eficiência. Adicionalmente, aSGS apoia as empresas a controlar osimpactos associados às suas atividades,bem como a implementar ações emedidas que vêm melhorar a suaeficiência e a sua produtividade.Trabalhar com a SGS significa:•• Total cobertura nacional (Continentee Ilhas);•• Know-how internacional;•• Reconhecimento mundial da MarcaSGS;•• Bolsa de técnicos especializadoscom disponibilidade total;•• Acompanhamento e apoio técnicoconstantes;•• Soluções idealizadas à medida decada Organização e de cada projeto;•• Rede mundial de laboratóriosacreditados;•• Procedimentos rápidos e eficientes,assegurando processos expeditos.CONTACTOSwww.sgs.ptwww.sgs.comt.: 707 200 747*f.: 707 200 329e.: pt.info@sgs.com*de seg. a sex. das 9h00 às 18h00MICROPRODUÇÃO OU MINIPRODUÇÃOUm dos principais objetivos paraEstratégia Nacional para a Energia 2020foi reduzir a fatura da energia importadaatravés da energia produzida a partir defontes endógenas. A alteração do regimejurídico da microprodução e miniproduçãono sentido de alargar e descentralizara produção a particulares e pequenosprodutores vem reforçar esta estratégia.A microprodução e a miniprodução sãoatividades de pequena escala de produçãodescentralizada de eletricidade porintermédio de instalações de pequenapotência. Os regimes estão previstos noDecreto-Lei n.º 363/2007 (republicadopelo Decreto-Lei n.º 118-A/2010) e noDecreto-Lei n.º 34/2011, respetivamente.Qualquer pessoa, singular ou coletiva,pode ser promotor de uma unidade demicroprodução ou miniprodução, emregime geral ou bonificado. O primeiro éaplicável à generalidade das instalaçõese o segundo é apenas aplicável às fontesrenováveis de energia. Para se inseriremno regime bonificado, os produtoresnecessitam ainda de:•• no local de consumo, dispor decoletores solares térmicos, caldeirasde biomassa;•• nos condomínios de seis ou maisfrações, efetuar uma AuditoriaEnergética, com implementação dasmedidas propostas com Plano deRetorno ao Investimento inferior ouigual a dois anos.A SGS apoia todos os interessadosna microprodução e na minigeração,ao realizar Auditorias Energéticas comtécnicos qualificados e experientesnas diferentes soluções existentes nomercado.Este know-how é igualmente importantepara a elaboração do estudo daviabilidade de instalação do sistemade produção, com a quantificação doperíodo de retorno.ENVIMP0101(2012/05/14)
  • 4. ©2012SGSSociétéGénéraledeSurveillanceSA–AllrightsreservedWWW.SGS.COMWWW.SGS.PT

×