Your SlideShare is downloading. ×
WCM2009-TT01-SABESP-Aumento Performance Operacional Ponte Removedora Lodo Decantador 8 Eta Rio Grande
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

WCM2009-TT01-SABESP-Aumento Performance Operacional Ponte Removedora Lodo Decantador 8 Eta Rio Grande

690
views

Published on

Este trabalho foi apresentado no Congresso WCM 2009 - World Class Maintenance - World Class Manufacturing. Descreve a implementação do Time de Melhoria da SABESP no aumento de performance operacional …

Este trabalho foi apresentado no Congresso WCM 2009 - World Class Maintenance - World Class Manufacturing. Descreve a implementação do Time de Melhoria da SABESP no aumento de performance operacional na Ponte Removedora de Lodo no Decantador da ETA Rio Grande.

Published in: Business, Technology

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
690
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. AUMENTO DA DISPONIBILIDADE DAS BOMBAS CENTRÍFUGAS DA PONTE REMOVEDORA DE LODO DO DECANTADOR 8. ETA RIO GRANDE
  • 2. ETA RIO GRANDE • Rodovia Anchieta Km 26,5–São Bernado do Campo–S.P. •1957 - Inauguração da ETA Rio Grande. •População atendida:1.343.876 pessoas. •Vazão média tratada 5000 L/s. •Abastece 100% nos municípios de São Bernardo do Campo/ Diadema e 30% no município de Santo André.
  • 3. PROGRAMA TPM NA ETA RIO GRANDE PROGRAMA TPM NA ETA RIO GRANDE , MAGDA COORDENAÇÃO SILVIO MAURÍCIO SILVIO MARCOS VANDERSON MA MP ME E&T
  • 4. PROGRAMA TPM NA ETA RIO GRANDE PROGRAMA TPM NA ETA RIO GRANDE Núnero de colaboradores da planta 68 pessoas Início da programa TPM janeiro - 2007 Número de colaboradores envolvidos com TPM 35 pessoas - 51% EQUIPAMENTOS EM MANUTENÇÃO AUTÔNOMA Extintor de cal nº 2 Equipamento Piloto - Passo 3 Extintor de cal nº 1 Replicação horizontal - Passo 3 Extintor de cal nº 3 Replicação horizontal - Passo 3 Sistema de dosagem de coagulante Expansão - Passo1 Sistema de dosagem de fluor Expansão - Passo1 MELHORIAS ESPECIFICAS - CICLOS DE MELHORIAS Aumento da disponibilidade das bombas centrifugas Concluído da ponte removedora de lodo do decantador 08 Implantação de gaxetas injetáveis nas bombas dos Etapa 8 grupos elevatórios de agua bruta Otimização do uso de agua de processo e eliminação Etapa 4 das perdas com vazamentos na ETA Rio Grande Aumento da confiabilidade operacional do sistema de Etapa 3 descarte de lodo da ETA Rio Grande
  • 5. PROGRAMA TPM NA ETA RIO GRANDE PROGRAMA TPM NA ETA RIO GRANDE MANUTENÇÃO PLANEJADA Levantamento de manuais, desenhos e demais Etapa 3 - Gestão da informação informações dos equipamentos classe A Concluído Levantamento de manuais, desenhos e demais Etapa 3 - Gestão da informação informações dos equipamentos classe B Em andamento Revisão dos planos de manutenção dos Etapa 4 - Manutenção periódica equipamentos classe A Em andamento EDUCAÇÃO & TREINAMENTO Matriz de habilidades e aplicação dos treinamentos Etapa 4 do cargo técnico de sistema de saneamento Em andamento Número de LUP'S 50
  • 6. CASE AUMENTO DA DISPONIBILIDADE DAS BOMBAS CENTRÍFUGAS DA PONTE REMOVEDORA DE LODO DO DECANTADOR 8. ( AUMENTO DA PERFORMACE OPERACIONAL DA PONTE REMOVEDORA DE LODO DO DECANTADOR 8. )
  • 7. PILAR DE MELHORIAS ESPECÍFICAS MARCOS Tec. Manutenção Mecânica DENIPOTI HERMES RUBENS Tec. Manutenção Tec. Sistema de Tec. Manutenção Elétrica Saneamento Instrumentação
  • 8. OBJETIVOS DO PILAR ME Aumentar a eficiência global do equipamento; Desenvolver melhorias para eliminar as perdas no processo produtivo.
  • 9. TPM ETA Rio Grande - Desenvolvimento de Ciclos de Melhorias Etapa 10 Replicação horizontal Etapa Etapa 9 Medidas contra a o 8 r up Etapa recorrência do problema G Verificação dos resultados do 7 s a de Etapa Implementação da melhoria id 6 A ti v Etapa Planejamento da implementação 5 Etapa Análise das causas do problema 4 Etapa Levantamento das anomalias e eliminação das pequenas 3 deficiências Etapa Verificação da situação atual 2 r Etapa Formação da equipe de projeto Pila 1 do s de da Seleção do tema de melhoria ti vi Inicío A
  • 10. TPM ETA Rio Grande - Desenvolvimento de Ciclos de Melhorias Etapa 1 Seleção do tema de melhoria Inicío
  • 11. Inicío Etapa 1 TPM ETA Rio Grande - Desenvolvimento de Ciclos de Melhorias 100 150 200 250 300 350 400 50 0 Seleção do tema de melhoria 45 EEAT 373 FILTRO S NUMERO DE OCORRENCIAS CORRETIVAS JAN/2007 A DEZ/2008 195 DECANTADO RES 27 FLO CULADO RES 195 CAL 80% referente aos decantadores 8 e 9 105 CLO RO 71 CO AG ULANTE 25 9 SISTEMA DE FLÚO R-1-TRG PO LÍMERO 1 CATIÔ NICO 2 14 11 5 13 4 PO LÍMERO 2 MAG NO FLO C CABINE PRIMÁRIA -ETA NO VA G ERADO R ETA VELHA G ERADO RES ETA NO VA BO MBAS de UTILIDADES MISTURA RAPIDA 34 17 39 SRAL NO VO SISTEMA de AR CO MPRIMIDO HIDRO -PNEUMÁTICO 5 17 SO PRADO RES LAVAG EM SUPERFICIAL 36 CO NTRA-CO RRENTE ETA VELHA 11 8 34 PRÉDIO -7-LABO RATO RIO S SUPERVISÃO E CO NTRO LE SISTEMA DE LO DO
  • 12. TPM ETA Rio Grande - Desenvolvimento de Ciclos de Melhorias Etapa 1 Seleção do tema de melhoria Inicío
  • 13. Vazão da bomba bomax – 1,66 l/s ou 0,0996 m3/min 20 min. com a bomba desligada 20 min. com a bomba ligada Volume do decantador – 42mx12,2mx4,2m = 2152 m3 24 horas x 60 min. = 1440 min 36x(40/2) = 720 min/dia com a bomba ligada 1 ciclo = 40 min. 0,0996 m3/minx720min/diax4bombas = 287 m3/dia 1440/40 = 36 ciclos 287 m3/diaX30 dias = 8610 m3/mês Volume de 4 decantadores
  • 14. TPM ETA Rio Grande - Desenvolvimento de Ciclos de Melhorias MARCOS HERMES Tec. Manutenção Tec. Sistema de Mecânica Saneamento DENIPOTI RUBENS Tec. Manutenção Tec. Manutenção Elétrica Instrumentação SILVIO Engenheiro Etapa 2 Etapa r Formação da equipe de projeto Pila 1 s do a de Seleção do tema de melhoria id Inicío tiv A
  • 15. TPM ETA Rio Grande - Desenvolvimento de Ciclos de Melhorias o r up G do s a de id A ti v Etapa 3 Etapa Verificação da situação atual 2 Etapa r Formação da equipe de projeto Pila 1 s do a de Seleção do tema de melhoria id Inicío tiv A
  • 16. Etapa 3 Verificação da situação atual CLARIFICAÇÃO DO FENÔMENO 5W + 1H WHAT Elevado volume de lodo O que WHEN Durante a remoção do mesmo Quando WHERE No decantador 8, pela ponte removedora Onde WHO Independe da habilidade do operador Quem Ocorre continuamente para que o lodo permaneça com baixa WHICH concentração de sólidos, devido a alta probabilidade de entupimento Qual das bombas e dos orifícios dos tubos aspiradores HOW Com a geração de 287 m3/dia de lodo Como DESCRIÇÃO DO FENÔMENO: ELEVADO VOLUME DE LODO, DURANTE A REMOÇÃO DO MESMO, NO DECANTADOR 8, PELA PONTE REMOVEDORA, INDEPENDENTE DA HABILIDADE DO OPERADOR, OCORRE CONTINUAMENTE PARA QUE O LODO PERMANEÇA COM BAIXA CONCENTRAÇÃO DE SÓLIDOS, DEVIDO A ALTA PROBABILIDADE DE ENTUPIMENTO DAS BOMBAS E DOS ORIFÍCIOS DOS TUBOS ASPIRADORES, COM A GERAÇÃO DE 287 M3/DIA DE LODO.
  • 17. VOLUME DE LODO GERADO/DIA 0,0996 m3/minx720min/diax4bombas = 287 m3/dia CONCENTRAÇÃO DO LODO - 0,2% OU 2g/l OU 2Kg/m3 MASSA DE LODO REMOVIDO PELA PONTE < MASSA DE LODO GERADO NO DECANTADOR 287 m3/dia X 2Kg/m3 = 574kg/dia < WATER RESEARCH CENTER = 643kg/dia
  • 18. NUMERO DE LAVAGENS DO DECANTADOR 8 - ANO 2007 7 Etapa 6 3 3 Verificação da situação atual 2 Primeiro Segundo Terceiro Quarto Trimestre Trimestre Trimestre Trimestre NUMERO DE LAVAGENS DO DECANTADOR 8 - ANO 2008 3 3 2 2 Primeiro Segundo Terceiro Quarto Trimestre Trimestre Trimestre Trimestre
  • 19. Etapa 3 Verificação da situação atual Concentração de sólidos Volume de lodo m3/mês 8610 0,8% AUMENTO DE 400% REDUÇÃO DE 70% 2152 0,2% OBSERVADO META OBSERVADO META REDUZIR O VOLUME DE LODO OBJETIVO: AUMENTAR O VOLUME TRATADO
  • 20. Etapa 3 Verificação da situação atual NUMERO DE LAVAGENS DO DECANTADOR 8 - ANO 2008 3 3 2 2 Numero de lavagens 3 Primeiro Segundo Terceiro Quarto Trimestre Trimestre Trimestre Trimestre por trimestre REDUÇÃO DE 70% OBJETIVO: 1 REDUZIR O NÚMERO DE LAVAGENS OBSERVADO META
  • 21. TPM ETA Rio Grande - Desenvolvimento de Ciclos de Melhorias o r up G do s a de id A ti v Etapa 4 Etapa Levantamento das anomalias e eliminação das pequenas 3 deficiências Etapa Verificação da situação atual 2 Etapa r Formação da equipe de projeto Pila 1 s do a de Seleção do tema de melhoria id Inicío tiv A
  • 22. 4 Levantamento das anomalias e eliminação das pequenas deficiências Entupimento dos orifícios Entupimento da bomba As anomalias estavam na bomba e no dimensionamento dos orifìcios do tubo aspirante. Não foram detectadas pequenas deficiências
  • 23. TPM ETA Rio Grande - Desenvolvimento de Ciclos de Melhorias o r up G do s a de id A ti v Etapa 5 Etapa Análise das causas do problema 4 Etapa Levantamento das anomalias e eliminação das pequenas 3 deficiências Etapa Verificação da situação atual 2 Etapa r Formação da equipe de projeto Pila 1 s do a de Seleção do tema de melhoria id Inicío tiv A
  • 24. 5 Análise das causas do problema
  • 25. 5 Análise das causas do problema PROBLEMA PRINCIPAL Elevado volume de lodo gerado no decantador 8 Por que? Porque é necessario manter a concentração baixa – 0,2% Por que? Porque se a concentração aumentar, aumenta a probabilidade de entupimento da bomba e dos furos dos tubos aspirantes Por que? Porque a bomba e os tubos aspirantes não possuem passagem compatível com os resíduos existentes no lodo Por que? Porque a bomba e os tubos aspirantes estão mau dimensionados Qual a contramedida? SUBSTITUIR A BOMBA E REDIMENSIONAR OS FUROS DOS TUBOS ASPIRANTES
  • 26. TPM ETA Rio Grande - Desenvolvimento de Ciclos de Melhorias o r up G do s a de Etapa id 6 A ti v Etapa Planejamento da implementação 5 Etapa Análise das causas do problema 4 Etapa Levantamento das anomalias e eliminação das pequenas 3 deficiências Etapa Verificação da situação atual 2 Etapa r Formação da equipe de projeto Pila 1 s do a de Seleção do tema de melhoria id Inicío tiv A
  • 27. 6 Planejamento da implementação
  • 28. TPM ETA Rio Grande - Desenvolvimento de Ciclos de Melhorias o r up Etapa G do 7 s a de Etapa Implementação da melhoria id 6 A ti v Etapa Planejamento da implementação 5 Etapa Análise das causas do problema 4 Etapa Levantamento das anomalias e eliminação das pequenas 3 deficiências Etapa Verificação da situação atual 2 Etapa r Formação da equipe de projeto Pila 1 s do a de Seleção do tema de melhoria id Inicío tiv A
  • 29. 7 Implementação da melhoria E S NT A
  • 30. 7 Implementação da melhoria OIS EP D
  • 31. 7 Implementação da melhoria ANTES DEPOIS
  • 32. 7 Implementação da melhoria ANTES DEPOIS
  • 33. TPM ETA Rio Grande - Desenvolvimento de Ciclos de Melhorias Etapa o 8 r up Etapa G Verificação dos resultados do 7 s a de Etapa Implementação da melhoria id 6 A ti v Etapa Planejamento da implementação 5 Etapa Análise das causas do problema 4 Etapa Levantamento das anomalias e eliminação das pequenas 3 deficiências Etapa Verificação da situação atual 2 Etapa r Formação da equipe de projeto Pila 1 s do a de Seleção do tema de melhoria id Inicío tiv A
  • 34. 8 Verificação dos resultados 8610 1,7% Concentração de sólidos AUMENTO DE 850% Volume de lodo m3/mês REDUÇÃO DE 88% 0,8% 2152 1013 0,2% OBSERVADO META REALIZADO OBSERVADO META REALIZADO Para aumentar a concentração, a rotina de funcionamento da ponte removedora foi alterada para 72 horas parada e 6 horas funcionando.
  • 35. 8 Verificação dos resultados Volume de lodo Valor cobrado da ETA pela ETE ABC removido com para tratar o lodo. concentração de 0,2% 8.610 m3/mês x 1,067 reais/m3 = R$ 9.186,87 Volume de lodo removido com concentração de 1,7% 1.013 m3/mês x 1,067 reais/m3 = R$ 1.080,87 Economizado 7.597 m3/mês R$ 8.106,00 pela ETA Faturado pela (7.597/10) x R$ 10,60 = R$ 8.052,82 Sabesp - Agua Faturado pela Valor cobrado pela Sabesp para cada R$ 8.052,82 Sabesp - Esgoto 10m3 de agua. Valor gasto com a compra das R$ 24.211,64 4 bombas = R$ 7.156,00 POR MÊS
  • 36. TPM ETA Rio Grande - Desenvolvimento de Ciclos de Melhorias Etapa Etapa 9 Medidas contra a o 8 r up Etapa recorrência do problema G Verificação dos resultados do 7 s a de Etapa Implementação da melhoria id 6 A ti v Etapa Planejamento da implementação 5 Etapa Análise das causas do problema 4 Etapa Levantamento das anomalias e eliminação das pequenas 3 deficiências Etapa Verificação da situação atual 2 Etapa r Formação da equipe de projeto Pila 1 s do a de Seleção do tema de melhoria id Inicío tiv A
  • 37. 9 Medidas contra a recorrência do problema ATÉ O PRESENTE MOMENTO NÃO OCORRERAM PROBLEMAS DE ENTUPIMENTO QUE JUSTIFICASSEM A APLICAÇÃO DE MEDIDAS CONTRA A RECORRÊNCIA
  • 38. TPM ETA Rio Grande - Desenvolvimento de Ciclos de Melhorias Etapa 10 Replicação horizontal Etapa Etapa 9 Medidas contra a o 8 r up Etapa recorrência do problema G Verificação dos resultados do 7 s a de Etapa Implementação da melhoria id 6 A ti v Etapa Planejamento da implementação 5 Etapa Análise das causas do problema 4 Etapa Levantamento das anomalias e eliminação das pequenas 3 deficiências Etapa Verificação da situação atual 2 Etapa r Formação da equipe de projeto Pila 1 s do a de Seleção do tema de melhoria id Inicío tiv A
  • 39. 10 Replicação horizontal - Por ser idêntico ao decantador 8, o decantador 9 terá os mesmos resultados. - Para os decantadores de 1 a 6 estão sendo instalados removedores de lodo que utilizam o mesmo princípio (tubos aspiradores). Devera ser tomado cuidados na regulagem do ciclo de funcionamento para permitir a remoção de lodo com 1,7% de sólidos. DESTA FORMA: R$ 193.693,12 R$ 24.211,64 X 8 = POR MÊS
  • 40. OBRIGADO Silvio Bicudo Ortiz sbortiz@sabesp.com.br

×