• Save
WCM2009-TT01-SABESP-Aumento Performance Operacional Ponte Removedora Lodo Decantador 8 Eta Rio Grande
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share

WCM2009-TT01-SABESP-Aumento Performance Operacional Ponte Removedora Lodo Decantador 8 Eta Rio Grande

  • 1,223 views
Uploaded on

Este trabalho foi apresentado no Congresso WCM 2009 - World Class Maintenance - World Class Manufacturing. Descreve a implementação do Time de Melhoria da SABESP no aumento de performance......

Este trabalho foi apresentado no Congresso WCM 2009 - World Class Maintenance - World Class Manufacturing. Descreve a implementação do Time de Melhoria da SABESP no aumento de performance operacional na Ponte Removedora de Lodo no Decantador da ETA Rio Grande.

More in: Business , Technology
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
1,223
On Slideshare
1,211
From Embeds
12
Number of Embeds
4

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
0
Likes
0

Embeds 12

http://www.linkedin.com 8
https://www.linkedin.com 2
http://www.slideshare.net 1
http://www.slashdocs.com 1

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. AUMENTO DA DISPONIBILIDADE DAS BOMBAS CENTRÍFUGAS DA PONTE REMOVEDORA DE LODO DO DECANTADOR 8. ETA RIO GRANDE
  • 2. ETA RIO GRANDE • Rodovia Anchieta Km 26,5–São Bernado do Campo–S.P. •1957 - Inauguração da ETA Rio Grande. •População atendida:1.343.876 pessoas. •Vazão média tratada 5000 L/s. •Abastece 100% nos municípios de São Bernardo do Campo/ Diadema e 30% no município de Santo André.
  • 3. PROGRAMA TPM NA ETA RIO GRANDE PROGRAMA TPM NA ETA RIO GRANDE , MAGDA COORDENAÇÃO SILVIO MAURÍCIO SILVIO MARCOS VANDERSON MA MP ME E&T
  • 4. PROGRAMA TPM NA ETA RIO GRANDE PROGRAMA TPM NA ETA RIO GRANDE Núnero de colaboradores da planta 68 pessoas Início da programa TPM janeiro - 2007 Número de colaboradores envolvidos com TPM 35 pessoas - 51% EQUIPAMENTOS EM MANUTENÇÃO AUTÔNOMA Extintor de cal nº 2 Equipamento Piloto - Passo 3 Extintor de cal nº 1 Replicação horizontal - Passo 3 Extintor de cal nº 3 Replicação horizontal - Passo 3 Sistema de dosagem de coagulante Expansão - Passo1 Sistema de dosagem de fluor Expansão - Passo1 MELHORIAS ESPECIFICAS - CICLOS DE MELHORIAS Aumento da disponibilidade das bombas centrifugas Concluído da ponte removedora de lodo do decantador 08 Implantação de gaxetas injetáveis nas bombas dos Etapa 8 grupos elevatórios de agua bruta Otimização do uso de agua de processo e eliminação Etapa 4 das perdas com vazamentos na ETA Rio Grande Aumento da confiabilidade operacional do sistema de Etapa 3 descarte de lodo da ETA Rio Grande
  • 5. PROGRAMA TPM NA ETA RIO GRANDE PROGRAMA TPM NA ETA RIO GRANDE MANUTENÇÃO PLANEJADA Levantamento de manuais, desenhos e demais Etapa 3 - Gestão da informação informações dos equipamentos classe A Concluído Levantamento de manuais, desenhos e demais Etapa 3 - Gestão da informação informações dos equipamentos classe B Em andamento Revisão dos planos de manutenção dos Etapa 4 - Manutenção periódica equipamentos classe A Em andamento EDUCAÇÃO & TREINAMENTO Matriz de habilidades e aplicação dos treinamentos Etapa 4 do cargo técnico de sistema de saneamento Em andamento Número de LUP'S 50
  • 6. CASE AUMENTO DA DISPONIBILIDADE DAS BOMBAS CENTRÍFUGAS DA PONTE REMOVEDORA DE LODO DO DECANTADOR 8. ( AUMENTO DA PERFORMACE OPERACIONAL DA PONTE REMOVEDORA DE LODO DO DECANTADOR 8. )
  • 7. PILAR DE MELHORIAS ESPECÍFICAS MARCOS Tec. Manutenção Mecânica DENIPOTI HERMES RUBENS Tec. Manutenção Tec. Sistema de Tec. Manutenção Elétrica Saneamento Instrumentação
  • 8. OBJETIVOS DO PILAR ME Aumentar a eficiência global do equipamento; Desenvolver melhorias para eliminar as perdas no processo produtivo.
  • 9. TPM ETA Rio Grande - Desenvolvimento de Ciclos de Melhorias Etapa 10 Replicação horizontal Etapa Etapa 9 Medidas contra a o 8 r up Etapa recorrência do problema G Verificação dos resultados do 7 s a de Etapa Implementação da melhoria id 6 A ti v Etapa Planejamento da implementação 5 Etapa Análise das causas do problema 4 Etapa Levantamento das anomalias e eliminação das pequenas 3 deficiências Etapa Verificação da situação atual 2 r Etapa Formação da equipe de projeto Pila 1 do s de da Seleção do tema de melhoria ti vi Inicío A
  • 10. TPM ETA Rio Grande - Desenvolvimento de Ciclos de Melhorias Etapa 1 Seleção do tema de melhoria Inicío
  • 11. Inicío Etapa 1 TPM ETA Rio Grande - Desenvolvimento de Ciclos de Melhorias 100 150 200 250 300 350 400 50 0 Seleção do tema de melhoria 45 EEAT 373 FILTRO S NUMERO DE OCORRENCIAS CORRETIVAS JAN/2007 A DEZ/2008 195 DECANTADO RES 27 FLO CULADO RES 195 CAL 80% referente aos decantadores 8 e 9 105 CLO RO 71 CO AG ULANTE 25 9 SISTEMA DE FLÚO R-1-TRG PO LÍMERO 1 CATIÔ NICO 2 14 11 5 13 4 PO LÍMERO 2 MAG NO FLO C CABINE PRIMÁRIA -ETA NO VA G ERADO R ETA VELHA G ERADO RES ETA NO VA BO MBAS de UTILIDADES MISTURA RAPIDA 34 17 39 SRAL NO VO SISTEMA de AR CO MPRIMIDO HIDRO -PNEUMÁTICO 5 17 SO PRADO RES LAVAG EM SUPERFICIAL 36 CO NTRA-CO RRENTE ETA VELHA 11 8 34 PRÉDIO -7-LABO RATO RIO S SUPERVISÃO E CO NTRO LE SISTEMA DE LO DO
  • 12. TPM ETA Rio Grande - Desenvolvimento de Ciclos de Melhorias Etapa 1 Seleção do tema de melhoria Inicío
  • 13. Vazão da bomba bomax – 1,66 l/s ou 0,0996 m3/min 20 min. com a bomba desligada 20 min. com a bomba ligada Volume do decantador – 42mx12,2mx4,2m = 2152 m3 24 horas x 60 min. = 1440 min 36x(40/2) = 720 min/dia com a bomba ligada 1 ciclo = 40 min. 0,0996 m3/minx720min/diax4bombas = 287 m3/dia 1440/40 = 36 ciclos 287 m3/diaX30 dias = 8610 m3/mês Volume de 4 decantadores
  • 14. TPM ETA Rio Grande - Desenvolvimento de Ciclos de Melhorias MARCOS HERMES Tec. Manutenção Tec. Sistema de Mecânica Saneamento DENIPOTI RUBENS Tec. Manutenção Tec. Manutenção Elétrica Instrumentação SILVIO Engenheiro Etapa 2 Etapa r Formação da equipe de projeto Pila 1 s do a de Seleção do tema de melhoria id Inicío tiv A
  • 15. TPM ETA Rio Grande - Desenvolvimento de Ciclos de Melhorias o r up G do s a de id A ti v Etapa 3 Etapa Verificação da situação atual 2 Etapa r Formação da equipe de projeto Pila 1 s do a de Seleção do tema de melhoria id Inicío tiv A
  • 16. Etapa 3 Verificação da situação atual CLARIFICAÇÃO DO FENÔMENO 5W + 1H WHAT Elevado volume de lodo O que WHEN Durante a remoção do mesmo Quando WHERE No decantador 8, pela ponte removedora Onde WHO Independe da habilidade do operador Quem Ocorre continuamente para que o lodo permaneça com baixa WHICH concentração de sólidos, devido a alta probabilidade de entupimento Qual das bombas e dos orifícios dos tubos aspiradores HOW Com a geração de 287 m3/dia de lodo Como DESCRIÇÃO DO FENÔMENO: ELEVADO VOLUME DE LODO, DURANTE A REMOÇÃO DO MESMO, NO DECANTADOR 8, PELA PONTE REMOVEDORA, INDEPENDENTE DA HABILIDADE DO OPERADOR, OCORRE CONTINUAMENTE PARA QUE O LODO PERMANEÇA COM BAIXA CONCENTRAÇÃO DE SÓLIDOS, DEVIDO A ALTA PROBABILIDADE DE ENTUPIMENTO DAS BOMBAS E DOS ORIFÍCIOS DOS TUBOS ASPIRADORES, COM A GERAÇÃO DE 287 M3/DIA DE LODO.
  • 17. VOLUME DE LODO GERADO/DIA 0,0996 m3/minx720min/diax4bombas = 287 m3/dia CONCENTRAÇÃO DO LODO - 0,2% OU 2g/l OU 2Kg/m3 MASSA DE LODO REMOVIDO PELA PONTE < MASSA DE LODO GERADO NO DECANTADOR 287 m3/dia X 2Kg/m3 = 574kg/dia < WATER RESEARCH CENTER = 643kg/dia
  • 18. NUMERO DE LAVAGENS DO DECANTADOR 8 - ANO 2007 7 Etapa 6 3 3 Verificação da situação atual 2 Primeiro Segundo Terceiro Quarto Trimestre Trimestre Trimestre Trimestre NUMERO DE LAVAGENS DO DECANTADOR 8 - ANO 2008 3 3 2 2 Primeiro Segundo Terceiro Quarto Trimestre Trimestre Trimestre Trimestre
  • 19. Etapa 3 Verificação da situação atual Concentração de sólidos Volume de lodo m3/mês 8610 0,8% AUMENTO DE 400% REDUÇÃO DE 70% 2152 0,2% OBSERVADO META OBSERVADO META REDUZIR O VOLUME DE LODO OBJETIVO: AUMENTAR O VOLUME TRATADO
  • 20. Etapa 3 Verificação da situação atual NUMERO DE LAVAGENS DO DECANTADOR 8 - ANO 2008 3 3 2 2 Numero de lavagens 3 Primeiro Segundo Terceiro Quarto Trimestre Trimestre Trimestre Trimestre por trimestre REDUÇÃO DE 70% OBJETIVO: 1 REDUZIR O NÚMERO DE LAVAGENS OBSERVADO META
  • 21. TPM ETA Rio Grande - Desenvolvimento de Ciclos de Melhorias o r up G do s a de id A ti v Etapa 4 Etapa Levantamento das anomalias e eliminação das pequenas 3 deficiências Etapa Verificação da situação atual 2 Etapa r Formação da equipe de projeto Pila 1 s do a de Seleção do tema de melhoria id Inicío tiv A
  • 22. 4 Levantamento das anomalias e eliminação das pequenas deficiências Entupimento dos orifícios Entupimento da bomba As anomalias estavam na bomba e no dimensionamento dos orifìcios do tubo aspirante. Não foram detectadas pequenas deficiências
  • 23. TPM ETA Rio Grande - Desenvolvimento de Ciclos de Melhorias o r up G do s a de id A ti v Etapa 5 Etapa Análise das causas do problema 4 Etapa Levantamento das anomalias e eliminação das pequenas 3 deficiências Etapa Verificação da situação atual 2 Etapa r Formação da equipe de projeto Pila 1 s do a de Seleção do tema de melhoria id Inicío tiv A
  • 24. 5 Análise das causas do problema
  • 25. 5 Análise das causas do problema PROBLEMA PRINCIPAL Elevado volume de lodo gerado no decantador 8 Por que? Porque é necessario manter a concentração baixa – 0,2% Por que? Porque se a concentração aumentar, aumenta a probabilidade de entupimento da bomba e dos furos dos tubos aspirantes Por que? Porque a bomba e os tubos aspirantes não possuem passagem compatível com os resíduos existentes no lodo Por que? Porque a bomba e os tubos aspirantes estão mau dimensionados Qual a contramedida? SUBSTITUIR A BOMBA E REDIMENSIONAR OS FUROS DOS TUBOS ASPIRANTES
  • 26. TPM ETA Rio Grande - Desenvolvimento de Ciclos de Melhorias o r up G do s a de Etapa id 6 A ti v Etapa Planejamento da implementação 5 Etapa Análise das causas do problema 4 Etapa Levantamento das anomalias e eliminação das pequenas 3 deficiências Etapa Verificação da situação atual 2 Etapa r Formação da equipe de projeto Pila 1 s do a de Seleção do tema de melhoria id Inicío tiv A
  • 27. 6 Planejamento da implementação
  • 28. TPM ETA Rio Grande - Desenvolvimento de Ciclos de Melhorias o r up Etapa G do 7 s a de Etapa Implementação da melhoria id 6 A ti v Etapa Planejamento da implementação 5 Etapa Análise das causas do problema 4 Etapa Levantamento das anomalias e eliminação das pequenas 3 deficiências Etapa Verificação da situação atual 2 Etapa r Formação da equipe de projeto Pila 1 s do a de Seleção do tema de melhoria id Inicío tiv A
  • 29. 7 Implementação da melhoria E S NT A
  • 30. 7 Implementação da melhoria OIS EP D
  • 31. 7 Implementação da melhoria ANTES DEPOIS
  • 32. 7 Implementação da melhoria ANTES DEPOIS
  • 33. TPM ETA Rio Grande - Desenvolvimento de Ciclos de Melhorias Etapa o 8 r up Etapa G Verificação dos resultados do 7 s a de Etapa Implementação da melhoria id 6 A ti v Etapa Planejamento da implementação 5 Etapa Análise das causas do problema 4 Etapa Levantamento das anomalias e eliminação das pequenas 3 deficiências Etapa Verificação da situação atual 2 Etapa r Formação da equipe de projeto Pila 1 s do a de Seleção do tema de melhoria id Inicío tiv A
  • 34. 8 Verificação dos resultados 8610 1,7% Concentração de sólidos AUMENTO DE 850% Volume de lodo m3/mês REDUÇÃO DE 88% 0,8% 2152 1013 0,2% OBSERVADO META REALIZADO OBSERVADO META REALIZADO Para aumentar a concentração, a rotina de funcionamento da ponte removedora foi alterada para 72 horas parada e 6 horas funcionando.
  • 35. 8 Verificação dos resultados Volume de lodo Valor cobrado da ETA pela ETE ABC removido com para tratar o lodo. concentração de 0,2% 8.610 m3/mês x 1,067 reais/m3 = R$ 9.186,87 Volume de lodo removido com concentração de 1,7% 1.013 m3/mês x 1,067 reais/m3 = R$ 1.080,87 Economizado 7.597 m3/mês R$ 8.106,00 pela ETA Faturado pela (7.597/10) x R$ 10,60 = R$ 8.052,82 Sabesp - Agua Faturado pela Valor cobrado pela Sabesp para cada R$ 8.052,82 Sabesp - Esgoto 10m3 de agua. Valor gasto com a compra das R$ 24.211,64 4 bombas = R$ 7.156,00 POR MÊS
  • 36. TPM ETA Rio Grande - Desenvolvimento de Ciclos de Melhorias Etapa Etapa 9 Medidas contra a o 8 r up Etapa recorrência do problema G Verificação dos resultados do 7 s a de Etapa Implementação da melhoria id 6 A ti v Etapa Planejamento da implementação 5 Etapa Análise das causas do problema 4 Etapa Levantamento das anomalias e eliminação das pequenas 3 deficiências Etapa Verificação da situação atual 2 Etapa r Formação da equipe de projeto Pila 1 s do a de Seleção do tema de melhoria id Inicío tiv A
  • 37. 9 Medidas contra a recorrência do problema ATÉ O PRESENTE MOMENTO NÃO OCORRERAM PROBLEMAS DE ENTUPIMENTO QUE JUSTIFICASSEM A APLICAÇÃO DE MEDIDAS CONTRA A RECORRÊNCIA
  • 38. TPM ETA Rio Grande - Desenvolvimento de Ciclos de Melhorias Etapa 10 Replicação horizontal Etapa Etapa 9 Medidas contra a o 8 r up Etapa recorrência do problema G Verificação dos resultados do 7 s a de Etapa Implementação da melhoria id 6 A ti v Etapa Planejamento da implementação 5 Etapa Análise das causas do problema 4 Etapa Levantamento das anomalias e eliminação das pequenas 3 deficiências Etapa Verificação da situação atual 2 Etapa r Formação da equipe de projeto Pila 1 s do a de Seleção do tema de melhoria id Inicío tiv A
  • 39. 10 Replicação horizontal - Por ser idêntico ao decantador 8, o decantador 9 terá os mesmos resultados. - Para os decantadores de 1 a 6 estão sendo instalados removedores de lodo que utilizam o mesmo princípio (tubos aspiradores). Devera ser tomado cuidados na regulagem do ciclo de funcionamento para permitir a remoção de lodo com 1,7% de sólidos. DESTA FORMA: R$ 193.693,12 R$ 24.211,64 X 8 = POR MÊS
  • 40. OBRIGADO Silvio Bicudo Ortiz sbortiz@sabesp.com.br