Palestra Buscando Recursos Financeiros 2009
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Palestra Buscando Recursos Financeiros 2009

on

  • 1,908 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,908
Views on SlideShare
1,641
Embed Views
267

Actions

Likes
1
Downloads
71
Comments
0

3 Embeds 267

http://www.sebrae.com.br 239
http://gestaoportal.sebrae.com.br 24
http://www.slideshare.net 4

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment
  • Sejam Bem-Vindos à quarta palestra do projeto Nascer Bem...
  • O Projeto Nascer Bem é composto por 02 fases distintas: Fase 01: O empreendedor está buscando as informações iniciais antes de abrir suas portas. Nesta fase o objetivo é: “Fornecer informações e orientações para empreendedores que pretendem iniciar um negócio, sobretudo na elaboração do Plano de Negócio.” Fase 02: O empreendimento já está em funcionamento e o empreendedor busca melhorias, ajustes e apoio. Nesta fase o objetivo é: “Identificar a necessidade de melhorias nos processos de gestão e produção, construindo conjuntamente, soluções que visem o crescimento e sustentabilidade dos pequenos empreendimentos.”
  • Cada uma das 02 fases apresentadas seguem este fluxo: Fase 1: 1º. Atendimento Inicial – quando o cliente vem até o Sebrae buscando informações e é direcionado para o Projeto Nascer Bem 2º. Palestras – São 05 temas de palestras englobando os temas: - “Empreendedorismo” – Que fala dos Comportamentos e Competências do Empreendedor - “Comece Certo” – Aborda a importância de desenvolver um Plano de Negócios e como. - “Planejando a Abertura de sua empresa” – Como, onde, com quais instrumentos o empreendedor busca suas informações no mercado, para entender melhor seu negócio e tomar decisões. - “Buscando Recursos Financeiros” – Com a presença de parceiros de instituições financeiras, aborda a necessidade e a forma de preparar-se antes de buscar recursos de terceiros. - “Boas Práticas na Produção de Alimentos” – Higiene e manipulação dos alimentos. 3º. Treinamento – Aborda a prática dos Comportamentos Empreendedores, o estudo do Mercado, da Viabilidade Financeira, com tarefas diárias para colaborar na confecção do seu Plano de Negócios. 4º. Aconselhamento – 01 hora disponível com Consultor credenciado do Sebrae para aconselhamento e tirar suas dúvidas sobre seu empreendimento e o Plano de Negócios. Fase 2: 1º. Visita do Consultor – Consultor vai ate a empresa. 2º. Plano de Ação – Busca informações e elabora um Plano de Ação especifico. 3º. Consultoria / Capacitação – Este Plano de Ação pode englobar soluções de Consultoria e/ou Capacitação 4º. Monitoramento do Sebrae – Todo o processo e monitorado pelo Sebrae.
  • Esta palestra aborda o tema “BUSCANDO RECURSOS FINANCEIROS”
  • O objetivo desta Palestra é “ Orientar os empreendedores sobre a importância do crédito e sua relação direta com a obtenção do financiamento ”. ANTES DE INICIAR OS PRÓXIMOS SLIDES DA PALESTRA, MOSTRAR O DVD COM O VÍDEO CORRESPONDENTE À PALESTRA “BUSCANDO RECURSOS FINANCEIROS”.
  • Antes de apresentar essa tela, havendo a presença das Instituições Parceiras do SEBRAE, abra espaço para que as mesmas apresentem seus produtos e tirem dúvidas dos participantes.
  • Antes de apresentar essa tela, havendo a presença das Instituições Parceiras do SEBRAE, abra espaço para que as mesmas apresentem seus produtos e tirem dúvidas dos participantes.
  • Finalize convidando-os para a próxima Palestra do Projeto Nascer Bem “BOAS PRÁTICAS NA PRODUÇÃO DE ALIMENTOS”, para quem vai trabalhar com empreendimentos na área da alimentação. Convide-os também para a próxima fase do projeto Nascer Bem, o Treinamento Empresarial, com o rientações e apoio para que você desenvolva completamente seu Plano de Negócios. Reforce a importância de buscar o Kit Nascer Bem no Sebrae e vir para o treinamento com o máximo de informações sobre o seu empreendimento, para efetivamente formatar seu Plano de negócios!

Palestra Buscando Recursos Financeiros 2009 Palestra Buscando Recursos Financeiros 2009 Presentation Transcript

  • Buscando Recursos Financeiros
  • NASCER BEM OBJETIVOS: Fase 1: * Fornecer informações e orientações para empreendedores que pretendem iniciar um negócio, sobretudo na elaboração do Plano de Negócio. Fase 2: * Identificar a necessidade de melhorias nos processos de gestão e produção, construindo conjuntamente, soluções que visem o crescimento e sustentabilidade dos pequenos empreendimentos .
  • Aconselhamento Monitoramento do Sebrae Nascer Bem – FASE 1 Nascer Bem – FASE 2 Consultoria/ Capacitação Atendimento Inicial Palestras Treinamento Visita Consultor (diagnóstico) Plano de Ação
  • Palestra: Buscando Recursos Financeiros
  • OBJETIVO Orientar os empreendedores sobre a importância do crédito e sua relação direta com a obtenção do financiamento.
  • O QUE É CRÉDITO ? Segurança que alguma coisa é verdadeira; confiança Boa reputação, boa fama, consideração Direito de receber aquilo que emprestou “ Para obter empréstimo / financiamento é preciso ter crédito”
  • O QUE DEVO SABER AO BUSCAR UM FINANCIAMENTO
    • Para que preciso do empréstimo?
    • Quanto preciso de empréstimo ?
    • Como irei pagar o empréstimo ?
    • Quando precisarei do empréstimo ?
    • Que tipo de financiamento é mais adequado ao meu negócio ?
  • 1 - Situação legal, contábil e cadastral da empresa desatualizada 2 - Falta ou desatualização do orçamento relacionado aos investimentos 3 - Parcela de recursos próprios insuficientes ou inexistentes 4 - Garantias insuficientes / falta de documentação legal 5 - Conflito de informações na elaboração do Plano de Negócios e sua comprovação junto à instituição financeira O QUE DIFICULTA O ACESSO AO CRÉDITO ...
    • Financiamento é igual remédio, se não for bem dimensionado pode matar ou não funcionar;
    • Financiamento deve ser utilizado para aquilo que foi previsto;
    • O Plano de Negócios deve ser respaldado por oportunidades mercadológicas;
    É SEMPRE BOM LEMBRAR QUE ... Crédito viabiliza oportunidades, não as cria...
  • O CRÉDITO NÃO DEVE SER USADO PARA ...
    • Rolar dívidas com taxas semelhantes
    • Suprir deficiências de Gestão
    • Freqüentemente suprir o Capital de Giro
  • - Fornecedores; - Bancos oficiais; - Bancos privados; - Instituições de Microcrédito (Banco da Gente / Credigente); - Cooperativas de Crédito; - Factoring; - Financeiras; - Sócios; - Incentivos Fiscais Municipais, Estaduais e Federais - Incentivos Ambientais ( Ex.: Crédito de Carbono ) . ONDE BUSCAR ?
    • Estabelecer limite de crédito na análise cadastral;
    • Definir e negociar garantias;
    • Avaliar a concessão do crédito e acompanhar a operação;
    PAPEL DOS BANCOS
  • O QUE É ANÁLISE DE CRÉDITO ? É uma das etapas mais importantes, pois é neste momento que os agentes financiadores terão a oportunidade de conhecer o empreendedor e seu negócio. Esse levantamento é realizado através de visita ao empreendimento, entrevista, formulários e fontes secundárias. Principais pontos abordados (5 Cs): 1 – Caráter; 2 – Capital; 3 – Condições do Negócio; 4 – Capacidade de pagamento; 5 – Contrapartida (Garantias).
  • Como o SEBRAE pode auxiliar
    • Disponibilizar capacitação aos empreendedores;
    • Apresentar as linhas de crédito disponíveis;
    • Orientar como proceder para acessar as linhas de crédito;
    • Assessorar na elaboração de Projetos de Viabilidade;
    • Orientar na elaboração da Proposta Simplificada;
    • Disponibilizar o Fundo de Aval, se necessário;
    • Realizar acompanhamento pós-crédito.
  • PROJETO DE VIABILIDADE
    • O que é?
    • É um documento que permite ao banco a análise do empreendimento. Ou seja, é o “Raio X” da empresa, mostrando a situação atual e futura. Para o empresário é uma ferramenta de gerenciamento do empreendimento.
    • Desenvolvido em parceria do Sebrae com o CORECON, são oferecidas as seguintes condicoes para a elaboracao do projeto:
    • Até R$ 50.000,00 - Pagamento de 1,5% do valor a ser financiado;
    • Acima de R$ 50.000,00 – Pagamento de até 2% do valor a ser financiado.
    • OBS: Nos municípios do interior as despesas de hospedagem, deslocamento e alimentação do projetista é de responsabilidade do cliente.
  • FUNDO DE AVAL Não é um Seguro de Crédito e tampouco Linha de Crédito. É um complemento das garantias exigidas pelos Bancos.
    • FAMPE – Fundo de aval da micro e pequena empresa (Sebrae)
    • FUNPROGER - Fundo de aval para a geração de emprego e renda. (Codefat)
    • FGPC – Fundo de garantia para a promoção da competitividade (BNDES)
    • Pré-disposição ao aprendizado;
    • Disponibilizar informações sobre o empreendimento:
      • PLANO DE NEGÓCIOS
    • Estar consciente do processo de análise cadastral;
    • Analisar a viabilidade do negócio;
    • Manter uma relação de confiança com o agente financeiro;
    • Disponibilizar garantias.
    O PAPEL DO EMPREENDEDOR
  • TIPOS DE FINANCIAMENTO
    • Aquisição de máquinas, móveis e equipamentos;
    • Obras civis em imóvel próprio;
    • Veículos utilitários de pequeno porte;
    • Implantação: sistemas de gestão ou softwares.
    INVESTIMENTO FIXO
  • TIPOS DE FINANCIAMENTO
    • Compras de mercadorias
    • Reposição de estoques
    • Despesas administrativas
    CAPITAL DE GIRO
  • TIPOS DE FINANCIAMENTO
    • Para implantação, ampliação ou modernização da
    • empresa onde haja necessidade de capital de giro;
    • Para aquisição de máquinas e equipamentos que
    • tenham a necessidade de matéria-prima para produção
    • inicial, custos administrativos, despesas pré-operacionais.
    INVESTIMENTO FIXO COM CAPITAL DE GIRO ASSOCIADO INVESTIMENTO MISTO
  • EXEMPLO DE FINANCIAMENTO
    • Valor Financiado: R$ 5.000,00
    • Taxa Efetiva: 1,07% ao mês
    • Impostos e Tarifas: R$ 73,01
    • Número de Parcelas: 24
    • Carência: 2 meses
    • Valor da Parcela:
      • 1º e 2º mês: R$ 22,45
      • 3º ao 24º mês: R$ 256,50
    • Total a Pagar: R$ 5.687,90
    INVESTIMENTO FIXO Fonte: Simulador de Financiamentos FIESP
  • EXEMPLO DE FINANCIAMENTO
    • Valor Financiado: R$ 5.000,00
    • Taxa de Juros: 3% ao mês
    • Impostos e Tarifas: R$ 84,14
    • Número de Parcelas: 24
    • Carência: Não
    • Valor de cada Parcela: R$ 295,24
    • Total a Pagar: R$ 7.085,76
    CAPITAL DE GIRO Fonte: Simulador de Financiamentos FIESP
  • TABELA – Banco da Gente Nome da Linha Desconto de Cheque Capital de Giro Investimento Fixo Investimento Misto Carência Não tem carência Informal: 3 Meses Formal: 3 Meses Informal: 3 Meses Formal: 3 Meses Amortização Não tem Informal: 15 meses Formal: 15 meses Informal: 24 Meses Formal: 24 Meses Informal: 24 Meses Formal: 24 Meses Limite Informal: Até R$ 5.000,00 Formal: Até R$ 5.000,00 Informal: Até R$ 3.000,00 Formal: Até R$ 5.000,00 Informal: Até R$ 5.000,00 Formal: Até R$ 8.000,00 Informal: Até R$ 6.000,00 Formal: Até R$ 10.000,00 Participação Máxima no Investimento 100% 100% 100% No aceite de propostas para Investimento Misto, os valores máximos para as aplicações em Investimentos Fixos e em Capital de Giro devem ser de, no máximo, o valor correspondente da linha individual (Investimento Fixo e Capital de Giro), sendo que a soma dos valores não poderá ultrapassar o teto máximo da linha de Investimento Misto. Forma de Apresentação da Proposta ao Banco A análise é realizada pelo agente de crédito e aprovação pelo comitê da instituição, não sendo necessária a elaboração do projeto de viabilidade. A análise é realizada pelo agente de crédito e aprovação pelo comitê da instituição, não sendo necessária a elaboração do projeto de viabilidade. A análise é realizada pelo agente de crédito e aprovação pelo comitê da instituição, não sendo necessária a elaboração do projeto de viabilidade.
  • TABELA – Credigente Nome da Linha Pessoa Física Pessoa Jurídica Cooperativa Carência Capital de Giro: Não tem Investimento Fixo: 2 meses Investimento Misto: 2 meses Capital de Giro: Não tem Investimento Fixo: 3 meses Investimento Misto: 3 meses Capital de Giro: Não tem Investimento Fixo: 3 meses Investimento Misto: 3 meses Amortização Capital de Giro: 18 meses Investimento Fixo: 24 meses Investimento Misto: 24 meses Capital de Giro: 18 meses Investimento Fixo: 24 meses Investimento Misto: 24 meses Capital de Giro: 18 meses Investimento Fixo: 24 meses Investimento Misto: 24 meses Limite Capital de Giro: R$ 2.000,00 Investimento Fixo: R$ 4.000,00 Investimento Misto: R$ 5.000,00 Capital de Giro: R$ 5.000,00 Investimento Fixo: R$ 8.000,00 Investimento Misto: R$ 10.000,00 Capital de Giro: R$ 3.000,00 Investimento Fixo: R$ 7.000,00 Investimento Misto: R$ 10.000,00 Participação Máxima no Investimento 100% 100% 100% Forma de Apresentação da Proposta ao Banco A análise é realizada pelo agente de crédito e aprovação pelo comitê da instituição, não sendo necessária a elaboração do projeto de viabilidade. A análise é realizada pelo agente de crédito e aprovação pelo comitê da instituição, não sendo necessária a elaboração do projeto de viabilidade. A análise é realizada pelo agente de crédito e aprovação pelo comitê da instituição, não sendo necessária a elaboração do projeto de viabilidade.
  • TABELA – Banco do Brasil Capital de giro PESSOA JURÍDICA Nome da Linha e Banco GIRO RÁPIDO BANCO DO BRASIL CARTÃO BNDES PROGER GIRO RENDA CAIXA Carência Até 59 dias Não tem Não tem Amortização Até 18 meses Até 36 meses 48 Até 18 meses Limite Até R$ 100 mil Crédito pré aprovado de até 250 mil para aquisição de produtos credenciados no BNDES. 500 Até R$ 70 mil. Participação Máxima no Investimento 100% Para empresa em atividade acima de 1 mês. Com faturamento bruto anual de até 5 milhões. 100% considerando a porcentagem de nacionalidade do bem. Podendo ser associado um capital de giro de até 50% em cima do valor do bem. 100%. Para empresa em atividade acima de 1 ano.
  • TABELA – Banco do Brasil PESSOA FÍSICA Nome da Linha e Banco PROGER PROFISSIONAIS LIBERAIS CAIXA GIRO RENDA CAIXA PROGER PESSOA FÍSICA BANCO DO BRASIL Carência Até 6 meses Não tem. Empreendedor Popular: 6 meses Professor: Não tem Amortização De 24 meses Para profissionais formados há até 4 anos, e até 36 meses para aqueles formados há mais de 4 anos. Até 18 meses. Empreendedor Popular: 24 meses Professor: 36 meses Limite Até 10 mil 2 mil na primeira concessão,3 mil na segunda e 5 mil a partir da terceira. Empreendedor Popular: até 10 mil Professores: até 3 mil Participação Máxima no Investimento Até 90% do projeto, limitado a R$ 10.000,00. Até 90% do projeto, limitado a R$ 20.000,00 para os profissionais liberais das áreas de medicina, veterinária, odontologia, educação física, farmácia e fisioterapia e que atuam em convênios ou projetos integrados. Até 90% do projeto, limitado a R$ 30.000,00 exclusivamente para financiamento de equipamentos médicos, adquiridos por profissionais das áreas de medicina, veterinária, odontologia, educação física, farmácia e fisioterapia e que atuam em convênios ou projetos integrados. Participação de 100%. Destina-se a pessoas físicas de baixa renda e micro negócios populares com faturamento anual de até 120 mil. Empreendedor Popular Até 100% com até 40% de capital de giro associado. Professor: A prestação será limitada em 25% da renda bruta mensal. Empreendedor Popular: trabalhadores autônomos, empreendimentos de caráter domiciliar, prestadores de serviços e artesãos que assim sejam caracterizados e que o faturamento anual não ultrapasse R$ 120 mil. Forma de Apresentação da proposta ao Banco Apresentação de proposta simplificada elaborada pelo cliente. Projeto de viabilidade somente se solicitado pelo banco. Financia proposta de capital de giro isolado que tenham o objetivo de gerar ou manter emprego e renda. Alienação fiduciária dos bens financiados e/ou FUNPROGER com cobertura de até 80% do valor financiado.
  • TABELA – Banco do Brasil PESSOA JURÍDICA Nome da Linha e Banco PROGER URBANO (ME E EPP) BANCO DO BRASIL PROGER INVESTIMENTO CAIXA FCO - FUNDO CONSTITUCIONAL DE FINANCIAMENTO DO CENTRO-OESTE Investimento Fixo ou Misto FCO - CAPITAL DE GIRO Carência Até 12 meses Até 6 meses Investimento Fixo: Até 3 anos Capital de Giro: Até 1 ano *Programa de Desenvolvimento do Turismo: Investimento Fixo Até 5 anos Até 6 meses Amortização Até 72 meses Até 48 meses Investimento Fixo: até 12 anos Capital de Giro: até 3 anos *Programa de Desenvolvimento do Turismo: Investimento Fixo Até 15 anos Até 24 Meses Limite Até R$ 400 mil Até R$ 400 mil Até R$ 10 milhões. Por cliente, grupo empresarial e grupo agropecuário. Valores acima de R$ 10 milhões, em caráter de excepcionalidade via Conselho Estadual do FCO. Micro: R$ 90 Mil. Pequena: R$270 Mil. Participação Máxima no Investimento Micro e Pequena empresa (com faturamento bruto anual de até R$ 5 milhões): até 80%, com capital de giro associado de até 30%. Investimento fixo de até 90% com capital de giro associado de até 35%. Para Empresa em atividade acima de 1 ano. Porcentagem Máxima Financiável *BR *EMR *DMR *AR Micro/Pequeno 100% 100% 100% 100% Médio 95% 90% 90% 85% Grande 90% 80% 80% 70% Faturamento bruto anual por Porte: Micro: até R$ 240 mil. Pequena: acima de R$ 240 mil até 2.400 mil. Média: acima de R$ 2.400 mil até R$ 35 milhões Grande: acima de R$ 35 milhões Capital de giro associado: até 30% do valor financiado pelo FCO para Investimento. Setor Comercial e Serviços: Formação de estoque para vendas e aquisição de insumos. Setor Industrial: Financiamento de Aquisição de Matéria-Prima e Insumos. Setor do Turismo Regional: Financiamento na Aquisição de Insumos. Garantias para operação de crédito podem ser complementadas com aval do FUNPROGER e/ou FAMPE de até 80% do valor financiado. Forma de Apresentação da proposta ao Banco Apresentação de Proposta Simplificada pelo Cliente. Projeto de viabilidade somente se solicitado pelo banco. Apresentação de proposta simplificada pelo cliente. Projeto de viabilidade somente se solicitado pelo banco. Até R$ 100 mil – Dispensa da carta-consulta De R$ 100 mil à R$ 250 mil - Apresentação de carta consulta simplificada, agencias do BB. Acima de R$ 250 Mil – Apresentação da carta consulta padrão de CEINF/FCO, pelo site do BB www.bb.com.br . * Quando Solicitado pelo Banco apresentação do Projeto de Viabilidade. Limite aprovado pelo banco. Não é necessário projeto de viabilidade.
  • REFLEXAO Nem sempre o "dinheiro é a solução". Procure verificar a verdadeira causa que está levando sua empresa ao empréstimo, pois você pode ter problemas internos de custos, produtividade, preço de venda, gestão financeira e tantos outros que, se não resolvidos, trarão problemas ainda maiores em um curto espaço de tempo.
  • Passo a Passo para Acesso ao Crédito 1º. Identifique a real necessidade de recursos de terceiros, busque todas as informações necessárias para que você possa tomar uma decisão consciente. Não se esqueça de analisar o cenário econômico mundial e nacional. 2º. Procure a instituição financeira para verificar o aspecto cadastral (estabelecer o limite de crédito e negociar garantias); 3º. Apresente o plano de negócio juntamente com toda a documentação, quando solicitado; 4º. Aguarde a análise da instituição financeira. Se for aprovado o gerente irá contratar a operação. Atente para os custos, tarifas e impostos sobre as operações de financiamento (IOF, TAC, juros, correções, indexadores, etc ) 5º. A instituição financeira irá liberar o financiamento. Normalmente nas linhas de capital de giro o dinheiro é liberado na conta do tomador não sendo necessário comprovar. Já nas linhas de financiamento para investimento fixo o dinheiro é repassado diretamente para o fornecedor.
  • Quer saber mais?
    • Sites do Sebrae-MS - Linhas de Crédito:
      • http://www.ms.sebrae.com.br/informacoes/linhas/
    • Guia de fontes de financiamento para captação de recursos:
      • http://www.ms.sebrae.com.br/livro/
    • Simulador de Financiamentos - FIESP:
      • http://apps.fiesp.com.br/spcred/simulador/index.asp
  • Quer saber mais?
    • Sites das Instituições de Crédito:
      • CAIXA
          • http://www.caixa.gov.br/
      • Banco do Brasil
          • http://www.bb.com.br/
      • BNDES
          • http://www.bndes.gov.br/
      • SICREDI
          • http://www.sicredi.com.br/
      • Banco da Gente
          • http://www.ms.sebrae.com.br/informacoes/linhas/BANCO_GENTE/
      • Credigente
          • http://www.pmcg.ms.gov.br/?s=50&location=24&idCon=2197&idPai=2197
          • http://www.ms.sebrae.com.br/informacoes/linhas/CREDIGENTE_02/
      • FAMPE – Fundo Aval
          • http://www.ms.sebrae.com.br/informacoes/linhas/FAMPE/
  • Próxima Etapa...
    • Palestra: Boas Práticas na Produção de Alimentos
    • Procedimentos que devem ser adotados, objetivando garantir a qualidade higiênico-sanitária do alimento preparado.
    • TREINAMENTO EMPRESARIAL :
    • Objetivo: Treinamento com o rientações e apoio para que você desenvolva completamente seu Plano de Negócios.