• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
POSCOMP e a importância da pós-graduação para aprimoramento profissional
 

POSCOMP e a importância da pós-graduação para aprimoramento profissional

on

  • 1,344 views

Artigo acadêmico.

Artigo acadêmico.
Trabalho interdisciplinar de Metodologia Científica e Introdução à Engenharia.
Data de apresentação e conclusão do artigo: 15/10/2012

Statistics

Views

Total Views
1,344
Views on SlideShare
1,344
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
6
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    POSCOMP e a importância da pós-graduação para aprimoramento profissional POSCOMP e a importância da pós-graduação para aprimoramento profissional Document Transcript

    • POSCOMP e a importância da pós-graduação para aprimoramento profissionalNil Moura1, Raylander de Sá Gordiano¹, Rhaynara K. J. Silva¹, Samara S. Santos¹ 1 Engenharia De Computação – Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas- Gerais (CEFET-MG)- Campus Timóteo Av. Amazonas 1193 - Vale Verde Timóteo - MG - Brasil CEP: 35.183-006 {rhayna11,samara.tec.informatica}@gmail.com, {raylanderspace, nil2678}@hotmail.com Resumo. Em virtude da grande expansão do meio tecnológico na atualidade, vê-se a necessidade de um maior aperfeiçoamento das habilidades adquiridas por meio da graduação. Tal precisão pode ser suprida por meio da pós- graduação oferecida ao profissional, pois essa tem como meta a especialização do mesmo. Sabendo disso, este artigo tem como intuito discorrer a importância da pós-graduação no âmbito atual, em especial na área computacional, bem como o papel do POSCOMP para inserção dos candidatos nestas ofertas.Palavras chaves: POSCOMP. Educação continuada. Computação.1 MetodologiaEste estudo fundou-se em constantes pesquisas a sites de informações deregulamentação profissional _ Como SBC, CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamentode Pessoal de Nível Superior), dentre outros_ telefonemas e contatos via correioeletrônicos com tais órgãos, a fim de uma melhor precisão das informações obtidas.2 IntroduçãoA informática tem se tornado cada vez mais uma grande dependência da sociedademoderna. Sob as raízes da revolução tecnológica, o mundo tornou-se sedento porprodutos e serviços derivados da Tecnologia da Informação e de todos os benefícios econforto que ela propicia aos que dela usufruem. Tendo em vista a grande aplicação da computação nos vários parâmetros daatualidade é visível a necessidade de profissionais cada vez mais competentes e capazesde suprir tal precisão. Tem- se que mesmo com uma proliferação de pessoas atuandonessa área, o mercado sempre carece de uma demanda ainda maior de profissionais doque as boas instituições estão conseguindo formar. A graduação em quaisquer ramos da informática é de grande importância paraque se atendam as necessidades da sociedade, pois possibilita ao estudante a percepçãoda amplitude que existe no campo computacional. Entretanto, é imprescindível
    • que haja o aperfeiçoamento em determinado tema para que o graduando possasobressair num universo tão seletivo. Segundo Kaercher (2011) não se manter neutroante o mercado de trabalho, apresentando ao mesmo um diferencial, deve ser o principalobjetivo do profissional. Concluída a graduação, caminhos da pós-graduação podem levar esseprofissional a uma formação mais prática ou teórica podendo ele escolher desde aespecialização ao doutorado. A preferência em qual área prosseguir deve se dar emfunção da atuação pretendida, considerando que cada opção tem enfoque distinto. Sabendo que a pós-graduação é essencial ao bom desenvolvimento pessoal eprofissional e adotando como finalidades “Incentivar atividades de ensino, pesquisa edesenvolvimento em computação [bem como] zelar pela preservação e aprimoramentodo espírito crítico, [...] da comunidade técnico-científica que atua no setor decomputação do país” (SBC, 2012) a SBC (Sociedade Brasileira de Computação)organiza anualmente desde 2002 o POSCOMP (Exame Nacional para Ingresso na Pós-Graduação em Computação) que se trata de uma avaliação objetiva e independente, cujafinalidade é avaliar o conhecimento de seus candidatos . Esse é constantemente adotadopelas instituições ofertantes de pós-graduação na área de informática, como um doscritérios (obrigatórios, ou não) de inserção dos candidatos às vagas de pós-graduação. A seguir abordar-se-á a importância da educação continuada no contexto atualcomo forma de capacitação profissional, as modalidades de pós-graduação e suascaracterísticas primordiais, as principais pós em computação oferecidas no Brasil e opapel do POSCOMP diante dessas alternativas.3 Pós-Graduação na AtualidadeEm épocas passadas geralmente não se dava grande atenção à educação continuada.Não era atribuída grande importância à mesma, pois uma pequena quantidade deconhecimento, naquele contexto, era o suficiente para inserção e progresso no mercadode trabalho. Atualmente esta realidade assumiu rumos diferentes. O crescimento exponencialdo conhecimento trouxe consigo maiores exigências do mercado. O diploma degraduação deixou de ser opção passando a ser uma obrigatoriedade para o mercado e após-graduação, que antes era vista apenas como complementação curricular, tornou-seum diferencial do profissional da atualidade. Diferencial esse, essencial para manter-se na profissão e atender a um mercadotão competitivo e em constante crescimento e avanço tecnológico. O universo computacional trouxe consigo a exigência de profissionais eficientes,que fossem capazes de posicionar-se diante do problema apresentado e estudá-lo demaneira eficaz, de forma que pudessem obter êxito na solução desses, a partir dosconhecimentos que si possui. Neste aspecto, a pós-graduação promove um objetivo deaptidão profissional (SILVA, 200-), na qual o profissional é hábil à solução deproblemas específicos e possui características peculiares. É isso que o mercado deseja eé isso que o profissional precisa para ter sucesso e valorização profissional.
    • 4 Pós-Graduação e Suas ModalidadesVisando atender a esse boom econômico e tecnológico, a sociedade vê-se nanecessidade de buscar formas de aperfeiçoamento, especializações e desenvolvimentode pesquisas, mesmo após a conclusão de um curso de graduação, o qual hoje é apenasum dos pré-requisitos de um profissional que almeja ser bem sucedido e suprir acarência do mercado que procura um ser completo e complexo. Assim, a pós-graduação vem se tornando um caminho interessante a ser seguido,pois a mesma dá ao profissional a capacidade de criar, inovar, focar-se em uma área deinteresse e voltar-se para o seu âmbito profissional. Essa dá ao graduando uma série deopções que permitem a ele definir qual melhor escolha se adéqua ao seu perfil, podendooptar por si tornar um exímio pesquisador, um docente, ou em contrapartida mirar a suacapacitação, aprimoramento, especialização, desenvolvendo o lado gestor,administrador em seu campo profissional e até mesmo promovendo ampliações,propondo o novo. As modalidades da pós-graduação incumbidas por tratar do futuro promissor dograduando, são: lato sensu e stricto sensu. A primeira engloba os cursos deespecializações, aprimoramentos e tem como um dos representantes os MBA (Master inBusiness Administration). Já a segunda propõe a realização de um mestrado oudoutorado, e geralmente é aplicável ao profissional que deseja galgar como docente. A pós-graduação lato sensu tem uma duração mínima de 360 horas/aula, asquais se encontram dividas aproximadamente em um período de um ano e meio (MEC,2012). Em geral é destinada para o recém-graduado que deseja fazer parte do mercadooferecendo-o um diferencial. Essa procura o auxiliar e posicionar. Os MBA’s tem comointeresse profissionais atuantes no mercado por no mínimo dois anos, baseia-se nagestão e é dividido em dois segmentos: MBA Tradicional e o MBA Executivo, o qual sedestina a profissionais experientes e que ocupam colocação de destaque nas empresas.Ambos os modos de se especializar lato sensu, não emitem diplomas e sim certificadospara os discentes e também não são avaliados pelo CAPES (Coordenação deAperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), o que compromete a confiabilidade dosmesmos. Esses são de responsabilidade do Sesu (Secretaria de Educação Superior) ecumprem a Lei de Diretrizes de Bases da Educação Nacional, que permite o corretoemprego e aplicação dos cursos lato sensu. Contrapondo o lato sensu, o stricto sensu busca a formação de novospesquisadores e docentes, oferta atendida pelo Doutorado e Mestrado Acadêmico, omesmo também se volta para uma capacitação profissional, foco do MestradoProfissional. Esse tipo de pós-graduação emite um diploma e é reconhecidanacionalmente, além de ser de avaliação do CAPES. O Mestrado Acadêmico tem sua base na busca pelo conhecimento e na formaçãode um mestre capaz de realizar pesquisas autônomas, dissertações seguindo os padrõescultos da língua. E o doutorado, atua como uma continuação desse mestrado,desenvolvendo um papel de ser mais exigente e contando como produto final com acriação de uma tese. Quanto ao Mestrado Profissional, embora embasado no Acadêmico, apresentaum viés mais profissional, o graduado trata seu ambiente como organizacional, utiliza-se de técnicas atuais para propor soluções. Como se é citado por ZAWISLAK (2004
    • apud BRAZIL) "[...] no mestrado acadêmico você tem pessoas cuja profissão é seraluno; e no mestrado profissional você tem profissionais que estão alunos naquelemomento".4.1 Avaliação do CAPES diante a modalidade stricto sensuImplantado em 1976, o sistema de avaliação da pós-graduação criado pela CAPES temcomo finalidades as seguintes: melhoria dos cursos de pós-graduação; a imposição demetas e desafios aos cursos; o desenvolvimento da pós, criando uma maior área deabrangência e interesse e o enriquecimento do banco de dados sobre a evolução da pósno país. A realização desta avaliação encontra-se contida em dois processos: a Avaliaçãodos Programas de Pós-graduação e a Avaliação das Propostas de Cursos Novos de Pós-graduação. O primeiro embasado em um acompanhamento anual e uma avaliaçãotrienal, esse busca saber as condições dos programas, se os mesmos estão atendendoadequadamente, ou se necessitam de uma reestruturação, uma renovação deconhecimento. Quanto o segundo, esse avalia, aceita ou rejeita uma nova proposta decurso para fazer parte do SNPG (Sistema Nacional de Pós-Graduação). A consolidação da avaliação do programa de pós-graduação se dá por meio dojulgamento de certos critérios que visam á estruturação de um curso e a sua capacidadede atender a uma formação plena, os mesmos são: análises quanto a proposta deprograma (linha de pesquisa seguida, inovação, infraestrutura para o ensino); corpodocente (formação dos professores, participação em projetos de pesquisa); corpodiscente, teses e dissertações( a produção dos alunos, a relação orientador-discente);produção intelectual ( o nível de publicação de periódicos por parte dos docentes) einserção social( interação entre programas diferentes, produção de novas pesquisas e decerta contribuição educacional, tecnológica, a nível regional, entre outros ). Os cinco pilares básicos referidos anteriormente, sempre são modificados eatualizados em função das inovações dos programas. Esses apenas servem de base parao julgamento de cada área, tendo que se moldar e avaliar cada uma de modo específico.Os mesmos são tidos como eixos sempre avaliados para o cálculo da Avaliação Trienal,cuja pontuação varia de 1 a 7. Alguns dessts critérios citados também integram a Avaliação das Propostas deCursos Novos de Pós-Graduação, como: o corpo docente, a produção de pesquisas e ainfraestrutura necessária para a criação do programa, esses juntamente com outrosquesitos gerados pelo APCN (Aplicativo para Propostas de Cursos Novos) possibilitamque se tenham maiores informações sobre a consolidação dos currículos dos docentes euma visão ampla sobre a proposta do curso a ser criado (CAPES, 2005).5 Oferta de Pós-Graduação da área de computação no BrasilA oferta de vagas para a pós-graduação na área de computação no Brasil vem crescendoaos poucos, mas ainda não é o suficiente para atender a demanda nacional deprofissionais para atuar tanto na universidade quanto no mercado corporativo. Devido aesta necessidade de profissionais cada vez mais qualificados, também cresce a busca porprogramas de pós-graduação para ampliar o nível de conhecimento dos profissionais emcomputação.
    • A atual situação da pós-graduação no Brasil pode ser dita estável, masinsatisfatória. Boa parte dos cursos de pós-graduação em computação são focados em ciênciasda computação, devido uma maior oferta de cursos de graduação nessa área em relaçãoà Engenharia da computação, o que deixa a maioria dos formandos neste campo semmuitas opções.5.1 Instituições que ofertam pós-graduação na área de computação no Brasil eMinas GeraisAs universidades que ofertam cursos na área de computação são submetidas aavaliações que são realizadas pelo CAPES. O mesmo informa em seu web site quais sãoas universidades recomendadas nacionalmente e a respectiva nota de sua avaliação,sendo 7 a nota máxima, que indica excelência do curso de pós-graduação ofertado. Éimportante ressaltar que o CAPES avalia apenas os cursos stricto sensu (mestrado edoutorado). A seguir na Figura 1 são representadas graficamente as universidades brasileirasmelhores classificadas pela CAPES. Figura 1 – Avaliação da CAPES – Universidades brasileiras Universidades Brasileiras com as melhores notas na avaliação da Capes 8 6 4 2 0 Mestrado Mestrado Mestrado Mestrado Mestrado Mestrado Mestrado Mestrado Mestrado Doutorado Doutorado Doutorado Doutorado Doutorado Doutorado Doutorado Doutorado Doutorado UNICAMP USP UFMG UFPE USP/SC UFF UFRGS UFRJ PUC-RIO Fonte: Os Autores. Vale-se também tratar em âmbito mais específico e analisar a região de MinasGerais, a qual possui um mercado muito importante em computação, considerando-seque existem grandes empresas, nacionais e internacionais, que usufruem dosconhecimentos informáticos, e necessitam de profissionais hábeis para ocupar talprecisão. Abaixo na Figura 2, estão representadas graficamente as universidades demelhores classificações na avaliação da CAPES.
    • Figura 2 – Avaliação da CAPES – Universidades em MG Cursos recomendados pela CAPES (Minas-Gerais) 8 6 4 2 0 Doutorado Doutorado Mestrado Mestrado Mestrado Mestrado Mestrado Mestrado Mestrado Mestrado UFV UFLA UFJF UFU UFOP UNIFEI UFMG PUC/MG Fonte: Os Autores.6 POSCOMPA pós-graduação é importante para o recém-formado, pois não é só umacomplementação como também uma expansão que o mesmo adiciona a sua formaçãogeral. Para conseguir pós-graduar não basta simplesmente querer, o graduado precisa teros requisitos mínimos exigidos por cada instituição para que possa dar continuidade asua formação. Um desses critérios, adotado dentro da área de computação, é a prova doPOSCOMP. Aplicada pela SBC (Sociedade Brasileira de Computação) desde o ano 2002, oPOSCOMP é um dos muitos critérios adotados pelas instituições de ensino superiorpara seleção de estudantes. Ela é aplicada anualmente e o seu resultado é utilizado porvárias instituições que possuem programas de pós-graduação na área de computação. Um dos motivos do uso do POSCOMP como critério para avaliação é que elapoupa o estudante de ter que se locomover para poder fazer a prova na instituição,podendo então fazer a mesma em algum local perto de onde mora. O seu valor é de R$70,00 para não associados da SBC e R$ 55,00 para os que são associados. A prova é constituída de questões objetivas de múltipla escolha (a, b, c, d, e),abrangendo os conteúdos programáticos do edital disponibilizado pela SBC. O seuresultado é enviado a todos os programas de pós-graduação em computação que irãoutilizá-lo segundo as regras adotadas por cada instituição. É importante salientar que terfeito a prova não significa ingresso direto em nenhuma instituição, pois cabe ocandidato ter feito sua inscrição na universidade de interesse para que o resultado possaser de fato utilizado. Ainda se ressalva o fato de que em algumas instituições, oresultado da prova é de caráter obrigatório, sendo assim, é necessário que o candidatotenha feito a prova para que possa concorrer a vaga; já em outras, este mesmo resultadosó é um elemento a mais que irá contar a favor do candidato que pleiteia uma vaga parapós-graduação em computação. Em Minas Gerais, há um grande número de instituições que fazem uso doPOSCOMP para seleção de candidatos. Algumas em caráter obrigatório. Dentre tais
    • universidades encontram-se: CEFET-MG, UFMG, UFOP, UFJF, UNIFEI, UFV, quepossuem respectivamente programas de pós-graduação na área de computação. Emnível nacional também há uma grande quantidade de universidades que utilizam oPOSCOMP como requisito para que o candidato possa galgar à vaga de pós-graduando(stricto sensu) na área de computação. A lista das universidades em que o POSCOMP é tido como quesito parainserção do candidato á pós-graduação está disponível no Anexo A.6.1 Média do POSCOMPA prova do POSCOMP é considerada difícil, e geralmente a média gira em torno de 30pontos. Por isso, é interessante ao candidato já ter realizado a prova ou mesmo estudaramplamente as questões para assimilar bem o conteúdo que pode vir a ser cobrado, deforma que o mesmo possa obter êxito nessa avaliação. A seguir na Tabela 1 encontra-se a média da prova aplicada no ano de 2011. Tabela 1 – Média das Provas POSCOMP 2011 Área Média Matemática 6,6 Fundamentos 11 Tecnologia 6,4 Total 24 Fonte: SOCIEDADE BRASILEIRA DE COMPUTAÇÃO, 2011. Os resultados dos candidatos são divulgados individualmente, por discriminaçãoe às universidades participantes, pois as mesmas podem analisar da forma que lheconvir tais resultados. São responsabilidades da Cops/UEL( Coordenadoria de Processos Seletivos)elaborar, divulgar e corrigir a avaliação do POSCOMP. (SBC, 2011)6.2 Exemplo de QuestõesA prova em si cobre três conteúdos: Matemática, Fundamentos da Computação eTecnologia da computação. Sendo que, são 20, 30 e 20 questões por disciplina,respectivamente.Exemplos de questões: Ao medir o desempenho de um certo sistema, verificou-se que este passava muito tempo com a CPU ociosa e tinha um alto volume de acessos a disco. Assinale a alternativa que apresenta a solução traduzida na melhoria de desempenho desse sistema. a) Troca da CPU por uma mais rápida. b) Aumento na capacidade de memória do sistema.
    • c) Aumento na capacidade de armazenamento do disco. d) Uso de memória cache. e) Troca do sistema operacional (Cops/UEL, 2011, p.14, grifo nosso)7 Outros CritériosO POSCOMP não é o único método de seleção para os candidatos às vagas de pós-graduação stricto sensu. Existem outros critérios que cada instituição julga comofavorável de forma a selecionar profissionais hábeis às vagas ofertadas. Dentre tais critérios, é comum a análise da formação acadêmica (histórico docurso de graduação e de pós-graduação, se houver), na qual os avaliadores detém suaatenção principalmente ao desempenho obtido pelo aluno em especial nas matérias quese relacionam diretamente ao curso de pós-graduação escolhido. Aos candidatos de mestrado e doutorado acadêmico torna-se relevante eimprescindível a apresentação do Curriculo Lattes, bem como todos os vínculos depesquisa e iniciação científica realizada pelo mesmo, na qual a produção do artigocientífico é de grande valia ao profissional que deseja galgar como pesquisador oudocente. O julgamento baseia-se na adequação do projeto às linhas de pesquisa doprograma, aos perfis acadêmicos do candidato e do orientador. Algumas instituições oferecem separadamente uma prova na qual é requeridaconhecimentos sobre Ciência da Computação, Matemática, Estatística dentre outrasbases de conhecimentos. E finalmente, mas não menos importante, a carta de recomendação é um fatorinteressante e na maioria das universidades é obrigatória a apresentação da mesma. Geralmente, cada critério é analisado separadamente com peso específico paracada um, segundo a importância do mesmo. Feito tal avaliação, os candidatos quesatisfazerem a cada critério dentro do exigido, são selecionados conforme o resultadodos mesmos.8 Considerações FinaisConclui-se que a realização de uma pós-graduação é imprescindível àquele que visaêxito em sua carreira profissional. A execução dessa é de caráter peculiar ao que desejaassumir um diferencial diante do mercado de trabalho e sobressair no mesmo, uma vezque através dela o profissional adquire habilidades singulares para atuar na áreapretendida. Sabendo disso, o profissional da computação tem uma diversidade de ofertaslato e stricto sensu, sendo de responsabilidade do mesmo analisar qual melhor seadéqua ao seu perfil e à sua área de interesse. Dessa maneira, O POSCOMP constitui um método interessante para asinstituições, assim como para o candidato, visto que ele permite examinar o nível deconhecimentos (dos conteúdos avaliados) adquiridos por meio da graduação e ainda évisto como um quesito em certas universidades para a inserção em um programa de pós-graduação.
    • 9 AnexosAnexo A: Lista das universidades, a nível nacional, que adotam o POSCOMP parainserção do candidato à pós-graduação. Quadro 1 – Universidades brasileiras que adotam o POSCOMP Universidades que adotam o POSCOMPSIGLA NOME OBRIGATORIEDADEINF - Instituto de Informática da Universidade Federal de Goiás SIMUFGEACH- Escola de Artes, Ciências e Humanidades da SIMUSP Universidade de São PauloIC Instituto de Computação da Unicamp SIMIME- Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de SIMUSP São PauloICMC- Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação da SIMUSP Universidade de São PauloII- Instituto de Informática da Universidade Federal do Rio SIMUFRGS Grande do SulFACIN- Faculdade de Informática da Pontifícia Universidade SIMPUCRS Católica do Rio Grande do SulDC- Departamento de Computação da Universidade Federal SIMUFSCar de São CarlosUFPR Departamento de Informática da Universidade Federal do SIM ParanáUFSC Departamento de Informática e Estatística da SIM Universidade Federal de Santa CatarinaFACOM Faculdade de Computação da Universidade Federal de SIM- UFMS Mato Grosso do SulUFU Faculdade de Computação da Universidade Federal de SIM UberlândiaUFPA Faculdade de Computação da Universidade Federal do SIM ParáUFRJ Universidade Federal do Rio de Janeiro NÃOUFV Universidade Federal de Viçosa NÃOUFAM Faculdade de Tecnologia (FT) da Universidade Federal SIM do Amazonas (UFAM)UFES Universidade Federal do Espírito Santo SIM Fonte: Wikipedia, 200-.
    • 10 BibliografiaBRAZIL, Carlos. Conhecendo o mestrado profissional. São Paulo, 2004. Disponível em:<http://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2004/10/29/495950/conhecend o-mestrado-profissional.html>. Acesso em: 09 jun. 2012.COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR. Capes/MEC adota novos critérios para abertura de cursos de pós- graduação. [S.l], 2005.Disponível em:< http://www.capes.gov.br/servicos/sala-de- imprensa/36-noticias/1166>. Acesso em: 12 out. 2012.Cops/UEL. POSCOMP 2011: Exame Nacional para Ingresso na Pós-Graduação... Cops/UEL: Porto Alegre, 2011. p.14. Disponível em: <http://www.sbc.org.br/index.php?option=com_jdownloads&Itemid=195&task=vie w.download&catid=104&cid=230> Acesso em: 12 out. 2012KAERCHER, André. FTC Feira – Palestra destaca importância da pós-graduação no mercado de trabalho. [S.l], 2011. Disponível em: < http://portal.ftc.br/pos/?p=2675> Acesso em: 12 out. 2012.MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Lato-Sensu - Saiba Mais. [S.l], 2012. Disponível em:<http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=387 &Itemid=352>. Acesso em: 12 out. 2012.SILVA, Sônia Maria Costa da. A pós-graduação no contexto atual: Uma exigência do mercado de trabalho. [S.l], [200-]. Disponível em: < http://artigos.netsaber.com.br/resumo_artigo_23229/artigo_sobre_a_pos- graduacao_no_contexto_atual:_uma_exigencia_do_mercado_de_trabalho>. Acesso em: 12 out.2012.SOCIEDADE BRASILEIRA DE COMPUTAÇÃO. Exame Nacional para Ingresso na Pós-Graduação em Computação (POSCOMP): EDITAL SBC Nº 001/2011. Cops/UEL: Porto Alegre, 2011. Disponível em: < www.cops.uel.br/concursos/112_poscomp_2011/edital_001_2011.pdf>. Acesso em: 12 out. 2012.SOCIEDADE BRASILEIRA DE COMPUTAÇÃO. Finalidade. Porto Alegre, 2012. Disponível em: http://www.sbc.org.br/index.php?option=com_content&view=category&layout=blog &id=34&Itemid=54>. Acesso em: 12 out. 2012.WIKIPEDIA. Poscomp. [S.l], [200-]. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Poscomp> Acesso em: 12 out. 2012.