• Like
  • Save
Hepatites
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Hepatites

on

  • 2,776 views

Este trabalho foi realizado no âmbito da disciplina de Geografia C, no 12ºano. Está relacionado com as horas de educação sexual que se tem de dar nas escolas. o objetivo deste trabalho era ...

Este trabalho foi realizado no âmbito da disciplina de Geografia C, no 12ºano. Está relacionado com as horas de educação sexual que se tem de dar nas escolas. o objetivo deste trabalho era alertar os jovens para as doenças sexualmente transmissiveis, neste caso as Hepatites

Statistics

Views

Total Views
2,776
Views on SlideShare
2,517
Embed Views
259

Actions

Likes
7
Downloads
114
Comments
0

6 Embeds 259

http://netciencias.blogspot.pt 212
http://netciencias.blogspot.com.br 31
http://netciencias.blogspot.com 7
http://www.weebly.com 6
http://437195864995164437.weebly.com 2
http://netciencias.blogspot.de 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Hepatites Hepatites Presentation Transcript

    • Hepatites (A,B,C)
    • Hepatite A Hepatite B Hepatite CPeríodo de 2 - 4 semanas 4 – 20 semanas 2 – 26 semanasincubaçãoContaminação:-Fezes Sim Não Não-Sangue Pode acontecer Sim Sim-Sexual Pode acontecer Sim Rara-De mãe para Não Sim RarafilhoPortador de Não Sim SimvirusInfecção Não Sim SimcrónicaVacina Sim Sim NãoGlobulina Sim Sim Não
    • Definição Doenças do fígado de causa variada ( vírus, bactérias, medicamentos, tóxicos etc.). O agente agressor causa uma inflamação e morte das células do fígado.
    • Hepatite A Infecção aguda quase sempre auto- limitada. Raramente evolui para uma forma grave de hepatite (hepatite Fulminante) e, nunca evolui para hepatite crónica.
    • Epidemiologia da hepatite ANos países desenvolvidos a doença é menos frequente. Em Portugal em 1980, 93% da nossa população já tinha tido a doença. Em 1995, apenas 43% da população tinha tido contacto com o vírus.
    • Como se transmite a hepatite A? A transmissão: fecal e oral. O vírus é eliminado pelas fezes. Os alimentos sobretudo os crus podem estar contaminados. Outros tipos: transfusão de sangue, através das relações sexuais (é possível, mas é muito rara) e não há transmissão da mãe para o filho.
    • Quais os sintomas da hepatite A? Mau estado geral Dor de cabeça Dor de barriga (abdominal) Febre não muito alta Falta de apetite Náuseas Vómitos. Alguns dias depois, a branca dos olhos (esclerótica ) aparece amarela A urina pode ficar cor de Vinho As fezes podem aparecer brancas.
    • Qual o tratamento da hepatite A ? Não tem nenhum tratamento específico. O exercício moderado é aconselhável. Deve haver abstinência de álcool. Em mais de 99% dos casos a Hepatite A evolui para a cura.
    • Como prevenir a hepatite A ? Gama globulina humana e com a vacina.
    • Hepatite B Em Portugal, são portadores do vírus da hepatite B, 1.4% da população.
    • Como se transmite a Hepatite B ? É transmitido principalmente pelo sangue. A maior parte dos doentes são toxicómanos intravenosos. A transmissão por via sexual é frequente assim como a transmissão vertical (da mãe para o filho).
    • Hepatite Crónica B: Quando se prolonga para além de 6 meses a hepatite diz-se crónica. Pode não se ter sintomas ou ter queixas ligeiras e inespecíficas. As dores articulares e lesões semelhantes à urticária podem aparecer. Pode evoluir para cirrose e cancro do fígado.
    • HEPATITE AGUDA Pode causar icterícia ( cor amarela dos olhos e pele ) e outros sintomas. Após a cura o fígado recupera totalmente e no sangue encontram-se anticorpos que nos indicam que a pessoa teve hepatite B e está imunizada contra esta doença.
    • Como prevenir a hepatite B ? Deve evitar-se:partilha de agulhas, de seringas e de instrumentos que possam estar contaminados com sangue (escovas de dentes, instrumentos de manicura, laminas). Evita relações sexuais de risco, usando preservativo quando necessário. O convívio social, beijos, apertos de mão, a partilha de utensílios de cozinha não envolve riscos.
    • TRATAMENTO: Não há tratamento específico para a Hepatite Aguda B. A Hepatite Crónica B trata-se com a interferão-alfa. A alimentação dos doentes com hepatite crónica B deve ser normal, sem nenhuma restrição. O álcool deve ser evitado.
    • Hepatite C Calcula-se que em Portugal há cerca de 150.000 pessoas infectadas pelo VHC com cerca de 700 novos casos por ano
    • Como se transmite a Hepatite C ? Principalmente pelo sangue. O consumo de cocaína por via intra nasal, o piercing e a hemodiálise Via sexual é pouco frequente A transmissão vertical (da mãe para o filho) Não se transmite pelo beijo, pelo espirro, pela tosse, utensílios de cozinha, pratos ou copos.
    • Hepatite aguda C: A infecção aguda dá icterícia (cor amarela dos olhos e pele) em 20% dos casos. Em 80% dos casos não aparece icterícia (hepatite anictérica). os outros sintomas: falta de força, falta de apetite , náuseas, dor abdominal são muito ligeiros ou nem aparecem.
    • Hepatite Crónica C A fadiga é o sintoma mais frequente mas o doente pode nalguns casos sentir outros sintomas.
    • Como prevenir a hepatite C ?: Evitar a partilha de agulhas e seringas assim como de escovas de dentes, instrumentos de manicura e laminas. Evitar relações sexuais de risco, usando preservativo quando necessário. O convívio social, beijos, apertos de mão, a partilha de utensílios de cozinha não envolve riscos.
    • TRATAMENTO: Cerca de 60% das hepatites crónicas têm tratamento. A Hepatite Aguda C pode tratar-se com interferão-alfa. Algumas formas de Hepatite Crónica C tratam-se com interferão-alfa associado à ribavirina. A Hepatite C é a causa mais frequente de transplante do fígado. A alimentação dos doentes com hepatite C deve ser normal.
    • Beatriz Carvalho nº3Miguel Pereira nº14Rute Garcia nº15Trabalho realizado por