Motivação em sala de aula
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Motivação em sala de aula

on

  • 16,163 views

 

Statistics

Views

Total Views
16,163
Views on SlideShare
16,163
Embed Views
0

Actions

Likes
3
Downloads
237
Comments
1

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
  • adorei, deu para ter um referencial
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Motivação em sala de aula Motivação em sala de aula Presentation Transcript

  • MOTIVAÇÃOEM SALA DE AULA Nov/2010
  • MOTIVAÇÃO Motivar significa predispor-se a um comportamento desejado para um determinado fim. Motivação: MOTIVO PARA A AÇÃO
  • TEORIA HUMANISTA Maslow: as necessidades básicas do aluno devem ser atendidas antes que ele se envolva com o processo de ensino-aprendizagem. View slide
  • TEORIA HUMANISTA Carl Rogers: a aprendizagem deve ser centrada no aluno, sendo o professor um facilitador no processo ensino-aprendizagem. View slide
  • TIPOS DE MOTIVAÇÃO Intrínseca: de dentro para fora  Vontade de aprender e de buscar soluções para os problemas, a escolha e a realização das tarefas que sejam atraentes e desafiadoras para si. Extrínseca: de fora para dentro  Elementos externos: elogios, notas, prêmios.
  • MOTIVAÇÃO Quanto mais idade o aluno tem, maior a necessidade da motivação intrínseca. Para trabalhar essa motivação, o mais importante é estimular o progresso do grupo e criar um ambiente agradável em sala. "O estudante precisa perceber que o que ele faz é valorizado. Para a sua auto-estima isso é essencial."
  • MOTIVAÇÃO Vale a pena descobrir as competências dos alunos que temos em cada classe, que contribuições podem dar ao nosso curso. É importante mostrar aos alunos o que vamos ganhar ao longo do semestre, por que vale a pena estarmos juntos. Procurar motivá-los para aprender, para avançar, para a importância da sua participação, para o processo de aula-pesquisa e para as tecnologias que iremos utilizar, entre elas a Internet.
  • QUEIXAS COMUNS Indisciplina excessiva, a falta de interesse constante, a apatia dos alunos, falta de material adequado, muitos alunos por sala, diferentes idades, alunos com dificuldades de aprendizagem, influência negativa da família, falta de perspectiva para um futuro são algumas das principais queixas dos professores. É preciso muita disposição para superá-las. Não existe uma receita mágica para transformar as aulas em foco de atração, mas com sensibilidade e energia para enfrentar o desafio o professor pode conquistar seus alunos, ganhar tempo e, o que é melhor, trabalhar com mais prazer.
  • PARA MOTIVAR É preciso estabelecer uma relação empática com os alunos, procurando conhecê- los, fazendo um mapeamento dos seus interesses, formação e perspectivas futuras. A preocupação com os alunos, a forma de relacionar-nos com eles é fundamental para o sucesso pedagógico. Os alunos captam se o professor gosta de ensinar e principalmente se gosta deles e isso facilita a sua prontidão para aprender.
  • MOTIVAÇÃO É fundamental mostrar que estudar também é divertido. "Não existe aluno sem solução. De um jeito ou de outro se descobre algo de que ele goste“ O professor atento valoriza o aluno quando ele participa, e, assim, consegue trazê-lo para o grupo.
  • MOTIVAÇÃO O aluno é naturalmente motivado para tudo aquilo que esteja ligado ao momento de vida pelo qual está passando. Os professores planejam as atividades apenas de acordo com seu ponto de vista, sem definir os desafios a partir da perspectiva da classe. "Uma boa dica é inverter os papéis. Se o educador descobrir o que a classe quer, com certeza vai atrair sua atenção".
  • PARA MOTIVAR OS ALUNOS Motivar passa a ser um trabalho de atrair, encantar, prender a atenção, seduzir o aluno, utilizando o que a criança gosta de fazer como forma de engajá-la no ensino. Propiciar a descoberta. O aluno deve ser desafiado, para que deseje saber, e uma forma de criar este interesse é dar a ele a possibilidade de descobrir e desenvolver nos alunos uma atitude de investigação, uma atitude que garanta o desejo mais duradouro de saber, de querer saber sempre.
  • DICAS Estabeleça metas individuais. Isso permite que os alunos desenvolvam seu próprio critério de sucesso. Emoções positivas melhoram a motivação. Se você pode tornar alguma coisa engraçada ou emocionante, sua turma tende a aprender muito mais. Demonstre por meio de suas ações que o aprendizado pode ser agradável. Dê atenção. Mostre ao aluno que você se importa com o progresso dele. Ser indiferente a um aluno é uma poderosa ferramenta de desmotivação.
  • DICAS Negocie regras para o desenvolvimento do trabalho. Mostre como o conteúdo pode ser aplicado na vida real. Explique sempre os objetivos da atividade. Em vez de recriminar respostas ou atitudes erradas, reconheça o trabalho bem-feito. Desperte a curiosidade, destacando a relação do conteúdo com fatos corriqueiros. Mostre entusiasmo com o conteúdo que está ensinando. Não faça avaliações negativas, comparativas e ameaçadoras da auto-estima
  • DICAS Use recursos visuais, como fotos, gráficos, objetos. Crie um acesso virtual com os alunos Mude a estratégia ao perceber que alguns não aprenderam. Elabore atividades para mostrar como o aluno evolui. Dê pistas de como superar a dificuldade sem revelar de imediato a solução. Sempre que possível ofereça opções de atividades.
  • DICAS Preste atenção nos gestos  Não fique muito tempo na mesma posição; "o ideal é se movimentar a cada 5 ou 6 minutos para não perder a atenção dos alunos“  Aproxime-se dos alunos, assim, eles se sentem importantes, prestam mais atenção e são instigados a participar.  Utilize as mãos, elas são importante elemento na comunicação. Braços cruzados demonstram estar fechado e desinteresse. Mas, não gesticule demais.  Saiba ouvir! Ouça com atenção e demonstre que você está acompanhando.  "Os olhos são os principais responsáveis pela expressão do rosto. Através deles, você conversa com os alunos, percebe um sorriso, uma fisionomia alegre, triste, de dúvida ou de distância".  Evite falar enquanto escreve no quadro-negro, olhe diretamente para os alunos e articule bem as palavras.
  • DICAS - POSTURA O animal enjaulado Você fica andando de um lado para o outro? Os alunos contam seus passos, mas o conteúdo da aula... A muralha Sentado atrás da mesa, com pilhas de livros à sua frente, sua voz não chega bem aos alunos e você não tem espaço para movimentar-se (expressão corporal) O italiano Usa demais os gestos e atrapalha as palavras. Muito emotivo e pouco prático O cofre Braços cruzados, expressão cansada ou crítica, você não se abre para a classe. O distanciamento dificulta a aprendizagem O juiz Não sabe ouvir sem emitir opinião. Os olhos e a boca trancada o denunciam.
  • “O SUCESSO DO TRABALHODEPENDE DA COERÊNCIA ENTRE O PENSAR, O SENTIR E O EXPRESSAR” Marília Marinho, Profª Psicodrama PUC SP.
  • TESTE Você é a chave da motivação em sala de aula
  • TROCA DE EXPERIÊNCIA O que o seu professor faz para dar uma “aula show”?
  • REFERÊNCIASBIBLIOGRÁFICAS A motivação em sala de aula, o que é e como se faz. Jesús Alonso Tapia e Enrique C Fita. Ed Loyola A motivação do aluno. Evely Boruchovitch e José Aloyseo Bzui. Ed Vozes. Como lidar com alunos desmotivados. Daisy Garcia. Artigo Nova Escola Aulas que seus alunos vão lembrar por muito tempo. Luciana Zenti. Artigo Nova Escola