Your SlideShare is downloading. ×
0
WeBmarketing 1 Introdução
WeBmarketing 1 Introdução
WeBmarketing 1 Introdução
WeBmarketing 1 Introdução
WeBmarketing 1 Introdução
WeBmarketing 1 Introdução
WeBmarketing 1 Introdução
WeBmarketing 1 Introdução
WeBmarketing 1 Introdução
WeBmarketing 1 Introdução
WeBmarketing 1 Introdução
WeBmarketing 1 Introdução
WeBmarketing 1 Introdução
WeBmarketing 1 Introdução
WeBmarketing 1 Introdução
WeBmarketing 1 Introdução
WeBmarketing 1 Introdução
WeBmarketing 1 Introdução
WeBmarketing 1 Introdução
WeBmarketing 1 Introdução
WeBmarketing 1 Introdução
WeBmarketing 1 Introdução
WeBmarketing 1 Introdução
WeBmarketing 1 Introdução
WeBmarketing 1 Introdução
WeBmarketing 1 Introdução
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

WeBmarketing 1 Introdução

1,263

Published on

Material para a aula Web marketing na FAE Introdução

Material para a aula Web marketing na FAE Introdução

Published in: Business
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
1,263
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
74
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Web Marketing
  • 2. Objetivo <ul><li>O objetivo deste módulo é oferecer conceito e visão aplicada sobre: </li></ul><ul><li>Elementos fundamentais da Internet; </li></ul><ul><li>WEB 2.0; </li></ul><ul><li>Marketing Digital; </li></ul><ul><li>Otimização para mecanismos de busca e Links patrocinados; e </li></ul><ul><li>- Como tornar seu site atraente. </li></ul>
  • 3. Ontem
  • 4. Hoje
  • 5. Brasil tem mais usuários de Internet do que a população TOTAL de alguns países Em 2007 foram 40 milhões de internautas
  • 6. Evolução <ul><li>O número total de internautas maiores de 16 anos para todos os ambientes (residência, trabalho, escola, cybercafé, bibliotecas, telecentros etc), atingiu no quarto trimestre de 2007 a marca de 40 milhões de pessoas , maior patamar desde setembro de 2000, quando ocorreu o início das medições no País. </li></ul>
  • 7.  
  • 8. Acesso residencial <ul><li>Em fevereiro de 2008 atingiu a marca de 22 milhões de usuários no País, o que representa um crescimento de 4,5% em relação a janeiro e de 56,7% na comparação com fevereiro de 2007 . De acordo com a pesquisa Ibope/Netratings. </li></ul>
  • 9. <ul><li>Segundo o estudo, o Brasil continua sendo o País com maior tempo mensal de navegação residencial por internauta, com a média de 22 horas e 24 minutos em fevereiro de 2008. Na seqüencia aparecem Estados Unidos (19h52min), França (19h40min) e Japão (18h29min). </li></ul>Acesso residencial
  • 10.  
  • 11. Internet e alguns dados que devemos saber
  • 12.  
  • 13. Comércio Eletrônico na classe C <ul><li>Relatório Webshoppers, divulgado 11/03/08 pela consultoria E-bit em parceria com a Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (Câmara-e.net): </li></ul><ul><li>39% (3,8 milhões de pessoas) dos brasileiros que compram produtos pela internet têm renda familiar de até R$ 1 mil por mês ( classe C2 , pelo Critério Brasil) ou entre R$ 1 mil e R$ 3 mil ( C1 ). </li></ul>
  • 14. <ul><li>Os telefones celulares , por exemplo, lideram a lista dos produtos mais comprados pelos de menor poder aquisitivo e superam inclusive o número de pedidos das classes mais altas. </li></ul>Comércio Eletrônico na classe C
  • 15. C.E. e classe social <ul><li>No ranking geral de produtos de 2007 , no entanto, os celulares aparecem apenas na quinta colocação , com 7% dos pedidos. </li></ul><ul><li>1º - livros e as assinaturas de jornais e revistas - os preferidos das camadas de maior poder aquisitivo, com 17% dos pedidos. </li></ul><ul><li>2º - com 12% das compras, estão os itens de informática , também mais ligados às classes A e B. </li></ul>
  • 16. C.E. e classe social <ul><li>3º - aparecem os eletrônicos com 9% dos pedidos. Nessa categoria, ambas as classes participam, mas mantendo as diferenças de renda. Enquanto os consumidores de renda mais elevada preferem os televisores de plasma e LCD , os de menor renda ficam com aparelhos mais simples, como os DVD players e as câmeras digitais . Com a valorização do real frente o dólar, informática e eletrônicos foram algumas das categorias mais beneficiadas por preços mais baixos. </li></ul>
  • 17. A disputa online <ul><li>A participação de mercado das principais empresas do varejo eletrônico (em percentual) </li></ul><ul><li>B2W (Americanas.com e Submarino) 54% </li></ul><ul><li>MagazineLuiza.com 6% </li></ul><ul><li>Comprafacil.com 4% </li></ul><ul><li>PontoFrio.com 4% </li></ul><ul><li>Extra.com 3% </li></ul><ul><li>Outros 29% </li></ul><ul><li>Faturamento em 2007 fontes: empresas, Comissão de Valores Mobiliários e e-bit </li></ul>
  • 18. <ul><li>Todas essas empresas querem garantir seu quinhão em um setor que cresceu 43% em faturamento em 2007 , registrou vendas de 6,3 bilhões de reais e deve praticamente dobrar de tamanho até 2010 , segundo pesquisas da consultoria e-bit. </li></ul>A disputa online
  • 19. Vendas pela internet no Brasil <ul><li>As vendas pela internet no Brasil seguem uma lógica peculiar. Para o consumidor online, o tamanho da empresa no varejo físico tem pouca relevância no momento da escolha da loja virtual em que fará suas compras . Grandes redes, como Ponto Frio e Extra, estão longe de refletir na internet o peso que têm no varejo tradicional. O Extra.com, principal bandeira do grupo Pão de Açúcar na internet, com faturamento de 218 milhões de reais, detém apenas 3% do mercado e está atrás do Comprafacil.com, loja online do pouco conhecido grupo carioca Hermes, especializado em venda por catálogo. </li></ul>
  • 20. <ul><li>Ao contrário do que acontece em países como os Estados Unidos, onde os consumidores compram quase tudo pela internet, os internautas brasileiros buscam na web um grupo restrito de produtos - basicamente eletroeletrônicos, material de informática e livros . </li></ul><ul><li>&quot;O brasileiro tem resistência a comprar pela internet itens como roupas, tênis ou cosméticos, que ele prefere experimentar e testar antes&quot;, diz Pedro Guasti, diretor-geral da consultoria e-bit, especializada no setor. </li></ul>Vendas pela internet no Brasil
  • 21. <ul><li>O Wal-Mart, que também abrirá sua loja virtual no Brasil em 2008, venderá basicamente eletrônicos e livros . Seu trunfo serão as promoções e os descontos agressivos, marca registrada das lojas físicas. </li></ul><ul><li>&quot; O maior erro dos grandes varejistas é tratar as lojas online e físicas como apêndice umas das outras . São negócios diferentes, que precisam ser tratados de forma completamente distinta&quot;, diz Gastão Mattos, presidente da consultoria paulista MCash. </li></ul>Vendas pela internet no Brasil
  • 22. A Internet já esta entre os maiores consolidadores de audiência do país
  • 23. Divisão da verba de Marketing (%)
  • 24. Evolução dos investimentos publicitários em mídia online no Brasil
  • 25. Investimentos publicitários – Consolidados em 2007
  • 26. <ul><li>Embora ainda pequeno se comparado ao valor destinado a mídias tradicionais, o investimento dos anunciantes em internet tem crescido bastante. </li></ul><ul><li>No ano passado o crescimento foi de 46%. Para este ano projeta-se algo entre 40% e 60% </li></ul>Investimentos publicitários

×