Your SlideShare is downloading. ×
Web
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Web

1,136
views

Published on

Published in: Business

0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
1,136
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
61
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide
  • Transcript

    • 1. Como a Internet pode ajudar o pequeno empresário
    • 2. Objetivo
      • O objetivo da palestra é oferecer conceitos básicos sobre:
      • - Otimização para mecanismos de busca,
      • - Links patrocinados e
      • - Como tornar seu site atraente
    • 3. Ontem
    • 4. Hoje
    • 5. Brasil tem mais usuários de Internet do que a população TOTAL de alguns países
    • 6. Internet e alguns dados que devemos saber
    • 7. A Internet já esta entre os maiores consolidadores de audiência do país
    • 8. Divisão da verba de Marketing (%)
    • 9. Evolução dos investimentos publicitários em mídia online no Brasil
    • 10. Investimentos publicitários – Consolidados em 2006
    • 11. O Mundo é realmente pequeno?
    • 12. Marketing Digital Uma maneira de fazer marketing usando os recursos digitais disponíveis, como a Internet.
      • Links Patrocinados
      • Newsletters
      • - Websites
      • - Banners
      • - E-mails
      • Telefone celular
      • - MSN Messenger
    • 13. Vantagens do Marketing Digital - Maior capacidade de segmentação. - Comunicação Personalizada. - Economia em relação às ações de comunicação Convencionais.
    • 14. A construção de marca na Era Digital
    • 15. Um exemplo de quem ignorou o lado esquerdo do cone
    • 16. Um exemplo de quem esta tentando conquistar o lado direito do cone
    • 17. O que pode ser dito? - Na Era Digital o consumidor está assumindo o comando . - Hoje ele encontra na Internet ambiente e ferramentas que lhe permitem expressar, rápida e consistentemente, sua satisfação ou insatisfação com as marcas . - É o poder do consumidor na era digital.
    • 18.
      • ... Inclusive, a revista TIME, já elegeu como personalidade do ano...
    • 19.  
    • 20.  
    • 21. O que é WEB 2.0 O termo Web 2.0 é utilizado para descrever a segunda geração da World Wide Web - tendência que reforça o conceito de troca de informações e colaboração dos internautas com sites e serviços virtuais. A idéia é que o ambiente on-line se torne mais dinâmico e que os usuários colaborem para a organização de conteúdo.
    • 22.
      • A definição mais comum de Web 2.0, foi elaborada por O'Reilly em 2004. De acordo com O’Reilly, o termo se refere a
      • «segunda geração de serviços baseados na web – como sites de redes sociais, wikis, ferramentas de comunicação e folksonomias. Enfatizam a colaboração online e o compartilhamento entre usuários . »
      « Web 1.0 foi comércio. Web 2.0 é pessoas » Ross Mayfield, CEO, Socialtext
      • O que é WEB 2.0
    • 23. Ferramentas de Colaboração
    • 24. Sabedoria das Multidões Inteligência Coletiva Trabalho em Equipe “ A Magia dos mundos virtuais está cada dia mais ao alcance do grande público: o número de usuários das redes mundiais de comunicação informatizada aumenta 10% ao mês. As "auto-estradas da informação" e a multimídia interativa anunciam uma mutação nos modos de comunicação e de acesso ao saber. Emerge um novo meio de comunicação, de pensamento e de trabalho para as sociedades humanas: o ciberespaço. “ “ Em seu livro, Surowiecki evoca experimentos feitos por cientistas sociais desde os anos 30 para comprovar a tese de que grandes grupos agindo coletivamente podem ser mais sábios do que especialistas atuando de forma isolada. “
    • 25. Teorias
      • Sob certas circunstâncias, grupos são mais inteligentes do que os indivíduos mais inteligentes
      • Quando nossos julgamentos imperfeitos são agregados do modo certo, nossa inteligência coletiva é freqüentemente excelente
      • Os erros acontecem em todas as direções e um neutraliza o outro
      • Isto não significa evitar especialistas ou especialidades, mas especialistas podem aprender com leigos
      • As melhores decisões são uma combinação de ambos os tipos
        • especialistas individualmente + coletivo
    • 26.  
    • 27. Web 1.0
    • 28. Web 2.0
    • 29. Web 1.0 vs. Web 2.0
      • Web 1.0
      • foi sobre empresas
      • publicação
      • portais
      • Britannica
      • websites pessoais
      • software proprietário
      • taxonomia
      • Web 2.0
      • é sobre comunidades
      • participação
      • RSS
      • Wikipedia
      • Blogging
      • software livre (open source)
      • tags (folksonomia)
    • 30. São palavras-chave atribuídas a objetos (fotos, links, documentos,...)
    • 31. YouTube tags
    • 32. folks + taxonomy = folksonomy povo + taxonomia = folksonomia “ classificação do povo”
    • 33.  
    • 34. Exemplos de Web 2.0 Skype
    • 35. Alguns Serviços da Web2.0
      • O que é ?
        • Uma empresa de tecnologia, com inovação em seu DNA, avaliada em muitos bilhões de dólares
        • Semanalmente pega o seu carrinho, vai ao “ supermercado ” e compra alguma empresa de 3 ou 4 bilhões de dólares (Blogger, Akwan, Urchin, Picassa, Writely, Youtube e muitas outras. Para mais detalhes, leia o artigo http://www.pplware.com/?p=5718
        • Fundada por dois alunos de doutorado da Universidade de Stanford
        • O Google Search foi o resultado de seu projeto de doutorado
    • 36. Search – Serviço mais conhecido do Google
    • 37. Grupos – criação de listas/fóruns
    • 38. Agenda – registro de compromissos
    • 39.  
    • 40. Alertas – registro de alertas sobre assuntos de interesse
    • 41. Trends – ferramenta para detecção de tendências
    • 42.
      • Chega de Google, o que mais temos?
        • Muitas coisas:
          • Redes sociais diversas
          • Social bookmark
          • Armazenamento de mídias diversas
            • Imagens
            • Vídeos
            • Podcasting e videocasting (áudio ou vídeo + RSS)
            • Slides
          • RSS
    • 43. Redes Sociais na Web
      • A maioria dos sites Web2.0 podem ser consideradas “Redes Sociais” pois permitem:
        • Criação de conteúdo - fácil
        • Cooperação
        • Compartilhamento
        • Comunicação
        • Muitas instituições de ensino começam a utilizar sistemas de redes sociais em educação
          • Apoio para atividade presencial
          • EAD
    • 44.  
    • 45. Redes Sociais - Exemplos http://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_redes_sociais
    • 46. Redes Sociais Diversas
    • 47.  
    • 48.  
    • 49. RSS
      • Tecnologia que permite a criação de “jornais” personalizados
      • Basta escolher um agregador de “ feeds ” e assinar os site que disponibilizam o serviço
      • A cada nova informação cadastrada no site de origem, o “jornal” pessoal é atualizado
    • 50. Otimização de sites
      • Como podemos fazer para que os sites das empresas possam ser visitados com mais frequência?
    • 51. Definições básicas Busca orgânica (aqui você “não paga”) Links patrocinados (aqui você paga) Search Engine Marketing = Marketing em Mecanismos de Busca
    • 52. Otimização de site (SEO)
      • Conjunto de técnicas para posicionar melhor o site em mecanismos de busca.
      • O objetivo é melhorar a posição na busca orgânica.
      • O google possui várias regras e não divulga todas elas.
      • Existem algumas que são quase fundamentais.
    • 53. Otimização de site (SEO)
      • Entre os 200 critérios que o Google possui para rankear um site no resultado das buscas. Os mais importantes são:
        • Título <title> ... </title>
        • Qualidade da URL
        • Popularidade (PageRank)
        • Relevância da palavra-chave no site
    • 54. PageRank Cada &quot;bola“ representa uma página , e a &quot;importância&quot; (PageRank) da página seria o tamanho da bola. Quanto maior a bola, mais &quot;pesado&quot; é o seu voto. Exemplo: A bola superior vermelha é &quot;grande&quot; mesmo recebendo um voto só, porque o voto dela (da bola maior amarela) é mais &quot;pesado&quot; . (wikipedia - http://pt.wikipedia.org/wiki/PageRank)
    • 55. Search Engine Marketing
      • São as estratégias de Marketing via Ferramenta de Busca.
      • - Ele é baseado na palavra-chave.
      • Quando se busca uma floricultura por exemplo, a pessoa procura por “flores ou floricultura&quot; e recebe a lista de links relacionados.
      • busca paga (links patrocinados)
      • - busca natural
      Existem 2 tipos:
    • 56. Search Engine Marketing Links Patrocinados Busca Natural
    • 57. Por quê investir em sites de busca?
    • 58.  
    • 59.  
    • 60.  
    • 61. Métricas de sucesso
    • 62. Google Analitic
      • figura
    • 63.  
    • 64. Alguns números importantes
      • Há estimativas de que o retorno médio em campanhas de Links Patrocinados, no Brasil, chega a ser de R$ 7 para cada real investido.
      • Flores Online é a maior floricultura do país, com faturamento em 2007 de R$ 15 milhões. Nada mal para uma floricultura.
      • No mundo, os links patrocinados representam 40% dos anuncios virtuais.
      • No Brasil, os links patrocinados representam 10% de um total de R$ 223 milhões movimentados pela publicidade virtual.
    • 65. Como tornar seu site atraente?
    • 66.
        • A criação eficaz do conteúdo é um dos aspectos mais críticos de todo web design.
      Conteúdo de qualidade
    • 67.
        • Fazer com que um usuário visite seu site, é muito mais fácil do que fazer com que ele retorne.
      Atualizações Constantes
    • 68.
        • Informe em um piscar de olhos, onde o usuário se encontra, o que a sua empresa faz e o que os usuários podem fazer em seu site.
      Objetivos e mensagens claras
    • 69. Tempo
    • 70.
        • Dez segundos é o limite para manter a atenção do usuário concentrada no diálogo. (Jacob Nielsen)
      Tempo de download mínimo
    • 71.
      • Com simplicidade, objetividade e foco na experiência do usuário.
      Fácil de usar
    • 72.  
    • 73.
      • Fácil de navegar Visitantes não devem perder tempo pensando e tentando descobrir: - Onde está? - Onde posso ir? - Por onde devo começar? - Onde eles colocaram? - Quais são as coisas mais importantes nesta página?
    • 74.
        • É fundamental que os usuários tenham acesso rápido e fácil ao sistema e que ele seja abrangente e simples.
      Sistema de busca
    • 75.
        • Suporta erros de digitação, acentuação, “ case insensitive ”.
        • Utiliza sinônimos.
        • Prioridade para conteúdo mais importante.
        • Resultado relevante na maioria dos casos, a informação é encontrada rapidamente.
        • Cada conteúdo tem a assinatura de seu dono.
      Uma busca útil e abrangente
    • 76.
      • Um sistema web focado em seu público alvo, deve levar em conta seu perfil, analisar seu histórico, valorizar links mais acessados, conteúdos e arquivos mais procurados e realizar testes de usabilidade e de satisfação com seus usuários freqüentemente.
      Identidade com público-alvo
    • 77.
        • Sony x Nintendo
      Identidade com público-alvo
    • 78. Design para os objetivos do usuário
      • Objetivo do Site
      • Quer fazer dinheiro com a WEB
      • Quer coletar informações sobre consumidores
      • Quer vender a enorme sobra de estoque do CD da XX.
      • Objetivo do Usuário
      • Quer comprar com segurança
      • Quer manter sua privacidade
      • Quer comprar o novo lançamento da YY
       Design e Avaliação de Interfaces Humano Computador
    • 79.
      • Objetivo do Site
      • Requer que o usuário passe pela seção de descontos para que veja o disco da XX em oferta
      • Corre com o usuário para o checkout e o prende no processo de compra
      • Pergunta informações pessoais sobre preferências, hábitos de compra e renda
      • Objetivo do Usuário
      • Fica chateado de ter que passar pela seção de ofertas porque só quer comprar o novo disco da YY.
      • Fica em pânico ao entrar na seção de checkout porque suas questões sobre segurança ainda não foram respondidas e não existe um modo simples de mudar de idéia
      • Se enfurece com as perguntas pessoais. Isso não é da sua conta!
      Design para os objetivos do usuário
    • 80.
        • usuários novos
        • leigos no uso de computadores
        • idosos
        • deficientes temporários ou permanentes
        • usuários de dispositivos móveis e com tamanho reduzido
        • diferentes resoluções
      É acessível
    • 81.
        • O usuário pode personalizar a interface, escolhendo parte do conteúdo e sua apresentação.
      Personaliza conteúdo, produtos e serviços
    • 82.
      • Personaliza conteúdo, produtos e serviços
    • 83.
        • Disponibiliza mais de uma forma de navegação:
          • Mapa do site
          • A-Z Index
          • Search
          • Atalhos
      Diferentes formas de chegar a informação
    • 84. Livro: Design para a Internet – Projetando a Experiência Perfeita – Autor Felipe Memória ( http://www.fmemoria.com.br ) Elemento de interface Posicionamento Pesquisador Marca da empresa Canto superior Nielsen, Adksson e Bernard Busca Parte superior Nielsen, Adksson e Bernard Navegação global Parte superior com links na horizontal Nielsen, Adksson e Krug Navegação local Coluna da esquerda Nielsen, Adksson e Bernard Breadcrumbs Parte superior, abaixo da marca da empresa Adksson, Lida e Chaparro e Krug Conteúdo global e contextual Área central Bernard Navegação de rodapé Parte inferior Nielsen, Krug, Lynch e Horton
    • 85.
        • A combinação das informações levantadas por esses autores levam a um Wireframe:
      Livro: Design para a Internet – Projetando a Experiência Perfeita – Autor Felipe Memória ( http://www.fmemoria.com.br ) Marca Navegação global Navegação local Breadcrumbs Conteúdo global e contextual Conteúdo relacionado buscar
    • 86. Referências
      • Google
        • http://www.google.com.br/intl/pt-BR/options/
        • http://maps.google.com/
      • Redes Sociais
        • http://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_redes_sociais
        • http://www.orkuff.com/
        • http://www.ico.org.br
        • http://elgg.org/
        • http://stoa.usp.br /
      • Outras Ferramentas web2.0
        • http://www.bibsonomy.org
        • http://del.icio.us/
        • http://www.youtube.com
        • http://www.flickr.com/
        • http://www.slideshare.net
        • http://box.net/
        • http://www.bloglines.com/
        • http://www.gliffy.com/
        • http://skype.com/intl/pt/
    • 87. Referências Blog oficial do Google: http://googlewebmastercentral.blogspot.com/ Gustavo Bacchin: http://www.gustavobacchin.com.br Marketing de Busca: http://www.marketingdebusca.com.br SEM Brasil: http://www.sembrasil.com.br
    • 88. Leitura obrigatória
    • 89.
      • Projetando Websites Compatíveis (Jeffrey Zeldman)
      • Design para a Internet: Projetando a Experiência Perfeita (Felipe Memória)
      Leitura obrigatória
    • 90.
      • Não me faça pensar (Steve Krug)
      Webwriting (Bruno Rodrigues) Leitura obrigatória