• Save
Investimento no mercado hoteleiro. Como funciona? 31 9994-2839
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Investimento no mercado hoteleiro. Como funciona? 31 9994-2839

on

  • 3,431 views

Informações do mercado de hotelaria em Belo Horizonte - MG, especialmente na Savassi. ...

Informações do mercado de hotelaria em Belo Horizonte - MG, especialmente na Savassi.
O que é um Pool deInvestimento. Qual a diferença entre hotel, apart-hotel e flat. Lançamentos hoteleiros na Savassi. www.ronaldocorretor.com.br
QUER TRABALHAR COMO CORRETOR DE IMÓVEIS NA EQUIPE DO RONALDO ROSCOE EM BH? Envie seu currículo para ronaldo.roscoe@gmail.com

Statistics

Views

Total Views
3,431
Views on SlideShare
3,413
Embed Views
18

Actions

Likes
2
Downloads
29
Comments
0

2 Embeds 18

http://www.ronaldocorretor.com.br 17
http://ronaldocorretor.com.br 1

Accessibility

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Investimento no mercado hoteleiro. Como funciona? 31 9994-2839 Document Transcript

  • 1. WWW.RONALDOCORRETOR.COM.BRINVESTIMENTO NO MERCADO HOTELEIRO – UM EXCELENTE NEGÓCIO!O mercado hoteleiro no Brasil vem passando por grandes mudanças. Para quem sabe reconhecer ascondições favoráveis a um bom negócio, este é o momento certo de investir.CONHEÇA OS NOVOS LANÇAMENTOS HOTELEIROS NA SAVASSI – BH, NO SITE:http://www.ronaldocorretor.com.br/salas_na_planta.htmlO MERCADO HOTELEIRO EM MINAS E BELO HORIZONTE: O turismo em Belo Horizonte tem crescido substancialmente nos últimos anos. Este crescimento sedeve especialmente à visitação motivada por negócios e aos eventos. Em um ano, são realizados em média3572 eventos, entre feiras, congressos e convenções. Com a parceria entre poder público e iniciativa privada, acapital mineira vem consolidando esta vocação para o turismo de negócios e eventos. O trade da cidade passa por um período particularmente positivo e de grandes mudanças no que serefere a ações para desenvolvimento do turismo. Com 82% de sua atividade econômica baseada no setor deserviços, BH tem no turismo de negócios e eventos um grande potencial de desenvolvimento econômico. Aatividade turística tem sido alvo de grandes investimentos por parte do setor público em infraestrutura urbanae por parte da iniciativa privada em equipamentos. Segundo a Secretaria de Estado de Turismo – Setur – Belo Horizonte se encontra entre os principaisdestinos para feiras e congressos. De acordo com o Anuário Estatístico de 2003 da Embratur, Belo Horizonte éum dos quatro principais destinos do Brasil no turismo de negócios, ao lado de Rio de Janeiro, São Paulo eBrasília. O número de desembarques nos aeroportos tem apresentado crescimento considerável. Em 2001foram 1,5 milhão de pessoas. Em 2002, este número subiu para 1,7 milhão. Esse aumento de desembarques e a
  • 2. WWW.RONALDOCORRETOR.COM.BRconcentração de vôos no Aeroporto da Pampulha – localizado mais próximo à região central em que não háárea disponível para expansão – levou à transferência gradativa de vôos para o Aeroporto InternacionalTancredo Neves, em Confins, no qual existe infraestrutura para atender o movimento atual de 4 milhões depassageiros por ano e possui capacidade de expansão de cinco vezes. A mobilização do poder público (federal, estadual e municipal) tem contribuído para odesenvolvimento e consolidação do turismo em Belo Horizonte. A recuperação da MG-010 (acesso aoAeroporto de Confins), a duplicação da Avenida Antônio Carlos e as obras da Linha Verde contribuíram para amelhoria da malha viária da capital. Os espaços para eventos também receberam grandes investimentos. A conclusão das obrastransformou o Expominas no maior centro de feiras e convenções da América do Sul, com capacidade para 45mil pessoas, e o único brasileiro integrado ao metrô. Segundo a Belotur, em 2006 Belo Horizonte estava hospedando cerca de 1 milhão de pessoasanualmente. A rede hoteleira estava atuando com média de ocupação de 60% a 65%, sendo que alguns hotéisjá apresentavam ocupação próxima a 80%.A finalização do Expominas e a revitalização do Aeroporto de Confins foram essenciais para a retomada dahotelaria belorizontina. E mais: a sinalização turística (trilíngue e de padrão internacional) é essencial naexpansão do turismo de negócios, especialmente se considerada a pretensão de captar mais eventosinternacionais. A estimativa da Belotur é de que cada turista que visita Belo Horizonte a negócios, deixa, em média,R$150,00 por dia. Tendo-se em conta que a média de permanência é de três dias, supõe-se que cada turistadeixa R$450,00 na cidade por estadia. Multiplicando-se pelo total de pessoas que se hospedam anualmente nacidade (1 milhão), considera-se que o turismo de negócios atrai cerca de R$ 450 milhões por ano, justificando ogrande interesse em desenvolvê-lo numa cidade que não comporta o desenvolvimento de outra atividadeeconômica se não a de serviços. Estima-se que 90% dos turistas visitem Belo Horizonte a trabalho. Porém, a
  • 3. WWW.RONALDOCORRETOR.COM.BRBelotur, juntamente à Secretaria Municipal de Planejamento, está trabalhando para que este cálculo não sejaapenas mais uma estimativa e sim uma mensuração precisa do impacto da atividade turística na cidade. Belo Horizonte tem os requisitos para competir com quaisquer outros destinos do turismo denegócios e o Expominas em muito contribui para isso, somando-se à transferência dos vôos para Confins e aLinha Verde. O turismo de negócios é, sem dúvida, um ponto forte de Belo Horizonte, além de ser uma dasprioridades da nova administração municipal. Por possuir uma economia bastante desenvolvida, a cidade já foisede de importantes eventos internacionais como o BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), aEcolatina, o Encontro das Américas e o Encontro Econômico Brasil – Alemanha. Somente nos últimos meses, oturismo de negócios provocou picos de superlotação nos hotéis de BH, faltando vagas na cidade para atender àdemanda.A SAVASSI – O LUGAR ONDE TODOS QUEREM ESTAR! Para quem é de fora, comparar a Savassi aos Jardins, em São Paulo, ou a Ipanema, no Rio, é a melhor maneira de explicar o fascínio da região.
  • 4. WWW.RONALDOCORRETOR.COM.BR Durante o dia, um lugar frequentado por executivos, estudantes e milhares de consumidores quecirculam por seus shoppings e lojas. À noite, bares e restaurantes com cardápios criativos, casas de shows eespetáculos garantem o movimento. Quando a praça Diogo de Vasconcelos foi inaugurada, nos primeiros anos da nova capital mineira,era difícil prever que a região se transformaria em um dos pontos mais badalados de Belo Horizonte. Porém, foicom o sobrenome dos Savassi, dado a uma padaria pertencente a uma família de imigrantes italianos que olugar ficou famoso. Inaugurada em 1939, a Padaria Savassi veio juntar-se a outros estabelecimentos, como osbares de Espanhol e do Português, o armazém Colombo, o Açougue Vila Rica e a Pensão Magnífica. Nos anos seguintes o apelido Savassi pegou no lugar, onde, já nesta época, a elite do poderpasseava e os estudantes do Colégio Padre Machado fazia ponto de encontro e de paquera. Nos anos 50, o rockcomeçava a chegar em Belo Horizonte, e a região se firmava como parada obrigatória para os belo-horizontinosmais "abonados". Nesta época foi inaugurado o Cine Pathé. Na década de 60 a praça ganhou o pirulito, originalmente criado para ocupar a Praça Sete. A regiãojá se firmava como área comercial. Nos anos 70 o tráfego se intensificou, transformando a praça num doslugares mais movimentados da capital e o pirulito, depois de dezesseis anos, acabou voltando para seu localoriginal. Os anos 80 chegaram e a Savassi ganhou alguns quarteirões fechados, o que criava um ponto deparada de gente de todas as idades, que procuravam uma paquera ou uma sombra para descansar. O trânsitose tornou cada vez mais tumultuado, mas isso não impedia a badalação noturna da região. Já nos anos 90, aregião ganhou o nome oficial de Savassi e uma área demarcada. A Savassi continua construindo sua história com a mesma efervescência cultural e noturna desempre. Não faltam restaurantes, bares, boates, lanchonetes e tudo mais que rimar com diversão. O comérciocontinua jovem e moderno bem como seus frequentadores que são o símbolo da vida diurna e noturna daregião. DIFERENÇAS ENTRE HOTEL, APART-HOTEL E FLAT O conceito de hotel é constituído de vários elementos. Dentre eles, destacam-se:•localização: denota a acessibilidade e a conveniência do estabelecimento;•instalações: quartos, restaurantes, bares, salas funcionais, salas de reunião e instalações de recreação;•serviço: disponibilidade, estilo e qualidade dos serviços fornecidos através das instalações;•imagem: definida pela forma como o hotel se auto retrata e pela forma como ele é percebido
  • 5. WWW.RONALDOCORRETOR.COM.BR•preço: valor dado pelo hotel levando em conta sua localização, instalações, serviço e imagem, e a satisfaçãode seus usuários a partir desses elementos do conceito do hotel. Dependendo do indivíduo, estes elementos assumem maior ou menor importância, porém estãorelacionados entre si e influenciam em conjunto na escolha do hóspede por determinado hotel. Os usuários de hotéis podem ser classificados em três principais categorias de acordo com oprincipal objetivo da visita a um determinado local: viajantes a lazer, a trabalho e outros usuários, os quaispodem estar viajando por motivos familiares ou compromissos sociais. As principais fontes de demanda de hotéis são as fontes institucionais (organizações do setorpúblico e privado que demandam hospedagem e/ou outros serviços do hotel), as fontes recreacionais (turistasem busca de atrações históricas, cênicas, etc.) e uma terceira fonte representada por indivíduos e grupos depassagem pelo destino, os quais tem a necessidade de interromper a viagem. Flat é uma unidade habitacional com características de um residencial, porém dotada de serviçoshoteleiros, onde o proprietário pode optar por residir no apartamento, ou colocar sua unidade para ser locadacomo quarto de hotel, através de uma administradora hoteleira contratada para gerenciar o pool hoteleiro. O apart-hotel é um misto de apartamento residencial com hotel, uma parte dos proprietários resideno apartamento adquirido e a outra parte, coloca suas unidades para serem utilizadas como quartos de hotéis,para isto, contratam uma administradora hoteleira para gerenciar o pool hoteleiro.O QUE É POOL HOTELEIRO? Pool hoteleiro é um sistema associativo em que os proprietários de unidades de umempreendimento imobiliário, destinam suas unidades para a exploração hoteleira.Constituem objeto desse sistema associativo, além dos apartamentos integrantes do hotel, as suas respectivasáreas e bens comuns, como o restaurante, as salas de convenções, incluídos todo o seu mobiliário,equipamentos, utensílios, instalações, e decoração, para a exploração hoteleira. O contrato de pool hoteleiro define e determina todos os direitos e obrigações entre as partes,inclusive a administração hoteleira, com seu plano de contas e forma de distribuição dos resultados, fundos dereserva, taxa de administração etc.
  • 6. WWW.RONALDOCORRETOR.COM.BR Através do pool hoteleiro o comprador tem a garantia de participar de todos os resultados que ohotel distribuir para os proprietários, inclusive os resultados do restaurante, da locação das salas deconvenções, tarifas de telefonia, etc.ESTRUTURA JURÍDICA DO HOTEL “No sistema de locação conjunta de unidades imobiliárias, denominado de pool hoteleiro, constitui-se, independentemente de qualquer formalidade, Sociedade em Conta de Participação (SPC) com o objetivo delucro comum, onde a administradora (empresa hoteleira) é a sócia ostensiva e os proprietários das unidadesimobiliárias integrantes do pool são os sócios ocultos." (Ato Declaratório Interpretativo SRF nº 14/2004,parágrafo único) A sócia ostensiva será a empresa administradora do pool hoteleiro e os sócios ocultos, hojedenominados participantes, os condôminos que ingressarem com as suas unidades imobiliárias no pool. A forma jurídica do pool é a da constituição de uma Sociedade em Conta de Participação (SCP), emque a administradora de empreendimentos imobiliários e turísticos comparece como sócia ostensiva e cada umdos proprietários ingressa na qualidade de sócio oculto. Desta forma, todas as operações hoteleiras eadministrativas do pool serão sempre executadas pela administradora, em nome da sociedade isentando cadaparticipante das preocupações e responsabilidades com estas tarefas. O contrato de pool hoteleiro é o instrumento que define e determina todos os direitos e obrigaçõesentre as partes, inclusive a administração hoteleira, plano de contas e forma de distribuição de resultados, bemcomo o fundo de reserva, taxa de administração dentre outros procedimentos. As vantagens desta solução são incontáveis. Em primeiro lugar, a sociedade limitada obteria ocapital de que necessita e os investidores teriam seu dinheiro aplicado em produção, revelando que este tiposocietário tem uma importante função econômica, permitindo que o empresário fuja dos exorbitantes jurosbancários. Mais que isso, os sócios ocultos estarão investindo seu capital num empreendimento que está nocontrole de pessoas que presumidamente possuem o conhecimento necessário para desenvolver o negócio.Em segundo lugar, garante-se privacidade aos investidores, porque a sociedade em conta de participação éuma sociedade “secreta”. Ainda, a responsabilidade civil pelos negócios jurídicos realizados pela sociedade éexclusivamente do sócio ostensivo. Os sócios participantes não mantêm qualquer relação jurídica com oscredores, logo, respondem apenas regressivamente perante os sócios ocultos.DIFERENCIAIS DOS NOVOS LANÇAMENTOS HOTELEIROS NA SAVASSI:
  • 7. WWW.RONALDOCORRETOR.COM.BR  Foco voltado para o segmento de turismo de negócios;  Localização estratégica. A Savassi é ponto nobre e estratégico da capital mineira em termos de mobilidade urbana;  Segurança e rentabilidade do investimento;  Internet banda larga livre nos quartos;  Internet wireless livre para utilização no lobby;  Funcionários capacitados 24 horas;  Fitness Center;  Quartos espaçosos e camas confortáveis;  TV a cabo;  Serviço de lavanderia;  Estacionamento;  Restaurante aberto ao público.RENTABILIDADE Através do pool hoteleiro o comprador tem a garantia de participar de todos os resultados que ohotel distribuir para os proprietários, a renda líquida obtida é rateada ao final de cada mês, isto é, descontadasas despesas, impostos, inclusive IR. Como o contrato de pool hoteleiro é feito sob a forma de Sociedade em Conta de Participação (SCP),em acordo com a legislação em vigor, o proprietário pessoa física ou jurídica, lançará os rendimentos em suadeclaração de renda como rendimentos isentos, por se tratar de distribuição de lucros, cuja tributaçãopertinente é retida na operação da SCP.POR QUE INVESTIR EM UMA UH (UNIDADE HOTELEIRA) Nos últimos anos tem crescido o interesse dos investidores por um novo produto, que transforma oinvestimento em unidades hoteleiras com retorno garantido, sem vínculos com contratos individuais delocação, com alta liquidez, se mostrando uma alternativa para o pequeno, médio e grande aplicador. Oinvestimento imobiliário em hotelaria oferece excelente retorno financeiro, segurança patrimonial e altaliquidez.CONHEÇA OS NOVOS LANÇAMENTOS HOTELEIROS NA SAVASSI – BH, NO SITE:
  • 8. WWW.RONALDOCORRETOR.COM.BRhttp://www.ronaldocorretor.com.br/salas_na_planta.htmlBIBLIOGRAFIA Franchini, André. Hotéis de Belo Horizonte: organização, funcionamento e políticas deatuação (2006). 13/10/2008. In: http://bhturismo.wordpress.com/2008/10/13/hoteis-de-belo-horizonte-organizacao-funcionamento-e-politicas-de-atuacao-2006/ Construtoras Mineiras Investem no Setor Hoteleiro. 08/01/2010 In:http://www.portalvgv.com.br/site/construtoras-mineiras-investem-no-setor-hoteleiro/ Costa, Ayrton dos Santos e Bernardes, Maury Rouède. Comentários a propósito da edição do AtoDeclaratório Interpretativo (ADI) SRF 14/04, que trata da locação conjunta de unidades imobiliárias, nossistemas de "POOL HOTELEIRO". In: http://ademi.webtexto.com.br/article.php3?id_article=3849 Portal Terra Barretos. Tire Suas Dúvidas Sobre o Pool hoteleiro. www.savassi.com.br WWW.RONALDOCORRETOR.COM.BR