Aula parte i gestão de materiais
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Aula parte i gestão de materiais

on

  • 211 views

 

Statistics

Views

Total Views
211
Views on SlideShare
211
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
5
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Aula parte i gestão de materiais Aula parte i gestão de materiais Presentation Transcript

  • LOGÍSTICA
  • PROGRAMA • • • • • • • • • • • • • • • • • • • Recursos Materiais e Patrimoniais: Definição e Objetivos  Nível de Serviço: Atendimento, pontualidade e flexibilidade - Acurácia do Inventário ou Indicador de Eficácia do Inventário:  PONTO DE PEDIDO JUST IN TIME        KANBAN ÉTICA NA ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS PLANEJAMENTOS DE MATERIAIS PLANEJAMENTO E REQUISITOS DE MATERIAL: MRP CRP PREVISÃO DE ESTOQUE CUSTOS Custo de armazenagem LEC ( LOTE ECONÔMICO DE COMPRAS) TIPOS DE ESTOQUES CLASSIFICAÇÃO CLASSIFICAÇÃO CURVA ABC COMO AVALIAR O DESEMPENHO Profº Ivanilson Aquino DA ÁREA DE MATERIAIS
  • O QUE É LOGÍSTICA? Prof.  Ivanilson Aquino
  • DEFINIÇÃO DA LOGÍSTICA • Logística é o processo de planejamento, implantação, controle de fluxo eficiente e eficaz de mercadorias, serviços, e informações relativas ao processo desde a origem ao ponto final, atendendo as exigências dos clientes.                                                              (Ballou) Prof.  Ivanilson Aquino
  • GESTÃO DE MATERIAIS Prof.  Ivanilson Aquino
  • VANTAGEM COMPETITIVA QUALIDADE »FLEXIBILIDADE » •VC »CUSTOS »CONFIABILIDADE »RÁPIDES Prof.  Ivanilson Aquino
  • DE QUE FORMA A LOGÍSTICA PODE TRAZER VANTAGEM COMPETITIVA • NQA- NÍVEL DE QUALIDADE ACEITÁVEL • CICLO DE VIDA DO PRODUTO Iniciação Crescimento Maturidade Declínio Prof. Ivanilson Aquino
  •   GESTÃO DE MATERIAIS • Recursos Materiais e Patrimoniais: Definição e Objetivos • Pesquisas feitas em algumas empresas revelaram os seguintes dados: • 30% a 60% do estoque de ferramentas ficam espalhados pelo chão das fábricas, perdidos, deteriorando-se ou não disponíveis ( dentro de caixas de ferramentas pessoais); o que resulta em média de 20% do tempo dos operadores desperdiçado procurando por ferramentas. • Se somarmos meia hora por turno, chegaremos em mais de três semanas de trabalho perdidas por ano. Imagine quanto estas empresas deixaram de ganhar por não estarem gerenciando de maneira eficaz estes recursos do processo produtivo.
  • GESTÃO DE MATERIAIS • O objetivo, portanto, é otimizar o investimento em estoques , aumentando o uso eficiente dos meios internos da empresa, minimizando as necessidades de capital investido. • A grande questão é poder determinar qual a quantidade ideal de material em estoque, onde tanto os custos, como os riscos de não poder satisfazer a demanda serão os menores possíveis. Prof. Ivanilson Aquino
  • GESTÃO DE MATERIAIS • A administração de recursos escassos é uma grande preocupação dos gerentes, engenheiros, administradores e praticamente todas as pessoas direta ou indiretamente ligadas às atividades produtivas, tanto na produção de bens tangíveis quanto na prestação de serviços. As empresas possuem e precisam de cinco tipos de recursos: • 1. materiais; • 2. patrimoniais; • 3. de capital ou financeiros; • 4. humanos; e • 5. tecnológicos. Prof. Ivanilson Aquino
  • GESTÃO DE MATERIAIS • A administração dos recursos materiais engloba uma sequência de operações que tem seu início na identificação do fornecedor, passando para a compra do bem, seu recebimento, transporte interno e acondicionamento, além de seu transporte durante o processo produtivo, sua armazenagem como produto acabado e, finalmente, sua distribuição ao consumidor final. A figura abaixo de-monstra esse ciclo. Prof. Ivanilson Aquino
  • GESTÃO DE MATERIAIS • Seguem os principais objetivos da área de adminis­tração de recursos materiais e patrimoniais: • • Preço Baixo - reduzir o preço de compra implica aumentar os lucros, se mantida a mesma qualidade. • • Alto Giro de Estoques - implica melhor utiliza-ção do capital, aumentando o retorno sobre os in-vestimentos e reduzindo o valor do capital de giro. • • Baixo Custo de Aquisição e Posse ­ dependem fundamentalmente da eficácia das áreas de con-trole de estoques, armazenamento e compras. • • Continuidade de Fornecimento ­ é resultado de uma análise criteriosa quando da escolha dos fornecedores. Os custos de produção, expedição e transportes são afetados diretamente por este item.
  • GESTÃO DE MATERIAIS • • Consistência de Qualidade ­ a área de materiais é responsável apenas pela qualidade de materiais e serviços provenientes de fornecedores externos. Em algumas empresas, a qualidade dos produtos e/ou serviços constitui-se no único objetivo da Gerência de Materiais. • • Despesas com Pessoal - obtenção de melhores resultados com a mesma despesa ou mesmo re-sultado com menor despesa - em ambos os ca-sos o objetivo é obter maior lucro final. As vezes compensa investir mais em pessoal porque se pode alcançar com isso outros objetivos, propi-ciando maior benefício com relação aos custos. • • Relações Favoráveis com Fornecedores ­ a po-sição de uma empresa no mundo dos negócios é, em alto grau, determinada pela maneira como ne-gocia com seus fornecedores.
  • GESTÃO DE MATERIAIS • • Aperfeiçoamento de Pessoal - toda unidade deve estar interessada em aumentar a aptidão de seu pessoal. • • Bons Registros - são considerados como o ob-jetivo primário, pois contribuem para o papel da administração de material, na sobrevivência e nos lucros da empresa, de forma indireta. Prof. Ivanilson Aquino
  • Nível de Serviço: Atendimento, Pontualidade e Flexibilidade • As Organizações cada vez mais percebem a necessidade de implementação de novas tecnologias e novas práticas de gestão. As melhorias ou sua falta acabam por impactar toda a cadeia produtiva onde a Organização está inserida. Prof. Ivanilson Aquino
  • Nível de Serviço: Atendimento, pontualidade e flexibilidade • Para que estas melhorias ou ações implementadas não falhem, torna-se necessário um acompanhamento constante para medir e avaliar os seus resultados. A utilização de Indicadores de Desempenho busca cumprir este papel, dentro do processo de melhoria contínua. • Indicadores de Desempenho são indicadores quantitativos que permitem mensurar as ações nos processos, ou seja, permitem que os gestores avaliem as ações e melhorias implementadas.
  • Nível de Serviço: Atendimento, Pontualidade e Flexibilidade • Indicadores de Desempenho são indicadores quantitativos que permitem mensurar as ações nos processos, ou seja, permitem que os gestores avaliem as ações e melhorias implementadas. Prof. Ivanilson Aquino
  • Nível de Serviço: Atendimento, pontualidade e flexibilidade • Um modelo para avaliar o desempenho em uma cadeia produtiva considera os seguintes parâmetros: • 1 – necessidade de identificar e estabelecer indicadores para cada fator condicionante da competitividade, relacionados à dimensão da Organização, que engloba produtividade, capacidade gerencial, qualidade, logística interna, marketing e capacidade de inovação; Prof. Ivanilson Aquino
  • Nível de Serviço: Atendimento, Pontualidade e Flexibilidade • 2 – necessidade do acompanhamento global, que implica na condição de conhecer a performance de cada um dos elos, que no conjunto são determinantes da competitividade da cadeia produtiva; Prof. Ivanilson Aquino
  • Nível de Serviço: Atendimento, Pontualidade e Flexibilidade • 3 – necessidade de um modelo de indicadores que sejam passíveis de comparação, em relação a si próprio ou à sua evolução em relação a indicadores equivalentes de organizações similares, nacionais ou de outros países, consideradas benchmark, ou seja, verificar o que as Organizações líderes no seu segmento de mercado estão utilizando como processos e adaptar o modelo, de acordo com as características da Organização. Prof. Ivanilson Aquino
  • Nível de Serviço: Atendimento, Pontualidade e Flexibilidade • Como vimos no tópico anterior, temos três áreas onde devemos atuar para montar os Indicadores de Desempenho, que são: • - Transportes; • - Armazenagem/manutenção de estoques, e • - Processamento de pedidos Prof. Ivanilson Aquino