Banco de Dados Sql Server 2005
Modelo Relacional “ Modelo Relacional é um esquema lógico bem próximo ao físico” <ul><li>É o mais simples, com estrutura d...
Tabelas <ul><li>Tabela é constituída por linhas horizontais chamadas tuplas e verticais, chamadas colunas ou atributos. </...
Diagrama Entidade-Relacionamento <ul><li>O Diagrama Entidade-Relacionamento  (DER) permite representar graficamente a estr...
Símbolos Utilizados no DER
Exemplo: Entidades Frase: Cliente loca Filme. O relacionamento ocorre justamente com o verbo e as entidades são identifica...
Atributos <ul><li>Toda entidade é descrita sob a forma de  atributos . Atributo nada mais é do que uma propriedade de uma ...
Chave Primária <ul><li>Chave primária é um atributo de uma entidade, cuja função principal é identificar uma instância uni...
Cardinalidade <ul><li>Também chamada de  restrição de mapeamento , é a participação mínima e máxima (limite superior) de c...
Mapeamento Tabela (relação): Coluna (atributo) Obs: As colunas devem ficar dispostas umas sobre as outras na representação...
Algumas Regras <ul><li>Relacionamentos M:N darão origem a uma nova tabela com 2 relacionamentos 1:N; </li></ul><ul><li>Dev...
Exemplo
Mapeamento
SGBD Sistema gerenciador de bando de dados (SGBD) é formado por um conjunto de dados associados a um conjunto de programas...
Forma de acesso de um SGBD
A Linguagem SQL <ul><ul><li>SELECT Recuperação de dados </li></ul></ul><ul><ul><li>INSERT  </li></ul></ul><ul><ul><li>UPDA...
Criando uma tabela <ul><li>CREATE TABLE [ database_name .[ owner ].| owner .] table_name </li></ul><ul><li>( column_name d...
Criando uma tabela <ul><li>CREATE TABLE gerentes </li></ul><ul><li>(codgerente  INT, </li></ul><ul><li>nome  VARCHAR(20), ...
Alterando a estrutura de uma tabela <ul><li>Utilize a instrução  ALTER TABLE  para: </li></ul><ul><ul><li>Adicionar uma no...
Adicionando uma nova coluna a uma tabela <ul><li>Utilize a cláusula  ADD  para adicionar colunas a uma tabela </li></ul><u...
Alterando a estrutura de uma coluna <ul><li>Utilize a cláusula  ALTER COLUMN  para alterar o tipo de dados e a precisão de...
Removendo uma coluna <ul><li>Utilize a cláusula  DROP COLUMN  remover colunas de uma tabela </li></ul><ul><li>ALTER TABLE ...
Removendo uma tabela <ul><li>Utilize a cláusula  DROP TABLE  para remover uma tabela do banco de dados </li></ul><ul><li>T...
Removendo uma constraint <ul><li>Utilize o comando como exemplo: </li></ul><ul><li>ALTER TABLE  dependentes  DROP CONSTRAI...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Aula1

1,180

Published on

Published in: Technology, Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
1,180
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
70
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Aula1"

  1. 1. Banco de Dados Sql Server 2005
  2. 2. Modelo Relacional “ Modelo Relacional é um esquema lógico bem próximo ao físico” <ul><li>É o mais simples, com estrutura de dados uniforme e também o mais formal. </li></ul><ul><li>Num banco de dados relacional os dados são armazenados em forma de tabelas. </li></ul>
  3. 3. Tabelas <ul><li>Tabela é constituída por linhas horizontais chamadas tuplas e verticais, chamadas colunas ou atributos. </li></ul><ul><li>Você pode identificar cada tabela dando-lhe nomes únicos. </li></ul>
  4. 4. Diagrama Entidade-Relacionamento <ul><li>O Diagrama Entidade-Relacionamento (DER) permite representar graficamente a estrutura lógica de um banco de dados. </li></ul><ul><li>De um modo geral, para nos auxiliar na elaboração de um DER, podemos dizer que os substantivos de uma frase são as entidades e os verbos são os relacionamentos entre as entidades. </li></ul>
  5. 5. Símbolos Utilizados no DER
  6. 6. Exemplo: Entidades Frase: Cliente loca Filme. O relacionamento ocorre justamente com o verbo e as entidades são identificadas pelos substantivos. Cliente Filme Loca
  7. 7. Atributos <ul><li>Toda entidade é descrita sob a forma de atributos . Atributo nada mais é do que uma propriedade de uma entidade, algo que descreva a entidade. </li></ul><ul><li>Um cliente pode ser descrito por: </li></ul><ul><ul><ul><li>CPF </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Nome </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Endereço </li></ul></ul></ul>Cliente CPF Nome Endereço
  8. 8. Chave Primária <ul><li>Chave primária é um atributo de uma entidade, cuja função principal é identificar uma instância unicamente. </li></ul><ul><li>Por exemplo, a entidade cliente pode ter como chave primária o CPF. </li></ul><ul><li>A chave primária é um valor não nulo que não se repete dentre as instâncias de uma mesma entidade. </li></ul><ul><li>A representação de um atributo de chave primária em um DER se dá com um traço abaixo de seu nome. </li></ul>Cliente CPF Nome Endereço
  9. 9. Cardinalidade <ul><li>Também chamada de restrição de mapeamento , é a participação mínima e máxima (limite superior) de cada uma das entidades nas associações a que está ligada. Os relacionamentos classificam-se em: </li></ul>
  10. 10. Mapeamento Tabela (relação): Coluna (atributo) Obs: As colunas devem ficar dispostas umas sobre as outras na representação de uma tabela. Observe uma tabela preenchida, cada linha é uma tupla. No modelo físico chamamos de registro . Cliente CodCliente Nome Telefone Entidade: Atributos Cliente CodCli Nome Telefone 1 José (31)5555-0000 2 Maria (31)5555-0001 3 João (31)5555-0002
  11. 11. Algumas Regras <ul><li>Relacionamentos M:N darão origem a uma nova tabela com 2 relacionamentos 1:N; </li></ul><ul><li>Deve-se propagar o atributo identificador (chave primária) para a tabela na qual a cardinalidade do relacionamento seja N (chave estrangeira); </li></ul><ul><li>Atributos multivalorados em geral dão origem a uma nova entidade/tabela (fraca). </li></ul>
  12. 12. Exemplo
  13. 13. Mapeamento
  14. 14. SGBD Sistema gerenciador de bando de dados (SGBD) é formado por um conjunto de dados associados a um conjunto de programas para acesso a tais dados. <ul><li>As vantagens oferecidas por um SGBD são: </li></ul><ul><li>Redução de redundância e inconsistência de informação; </li></ul><ul><li>Redução de problemas de integridade; </li></ul><ul><li>Eficiência e eficácia no armazenamento e recuperação dos dados; </li></ul><ul><li>Segurança incorporada e padronização dos dados; </li></ul><ul><li>Prevenção quanto a anomalias de acesso concorrente; </li></ul>
  15. 15. Forma de acesso de um SGBD
  16. 16. A Linguagem SQL <ul><ul><li>SELECT Recuperação de dados </li></ul></ul><ul><ul><li>INSERT </li></ul></ul><ul><ul><li>UPDATE DML (Data Manipulation Language) </li></ul></ul><ul><ul><li>DELETE </li></ul></ul><ul><ul><li>CREATE </li></ul></ul><ul><ul><li>ALTER DDL (Data Definition Language) </li></ul></ul><ul><ul><li>DROP </li></ul></ul><ul><ul><li>GRANT </li></ul></ul><ul><ul><li>DENY DCL (Data Control Language) </li></ul></ul><ul><ul><li>REVOKE </li></ul></ul><ul><li>Transact SQL </li></ul><ul><ul><li>Extensão do SQL com recursos de linguagens de programação. </li></ul></ul><ul><ul><li>As instruções de consulta e manipulação de dados do SQL estão incluídas nas unidades procedurais de código. </li></ul></ul>
  17. 17. Criando uma tabela <ul><li>CREATE TABLE [ database_name .[ owner ].| owner .] table_name </li></ul><ul><li>( column_name data_type [ DEFAULT expressao ] , ... ) </li></ul><ul><li>Na cláusula CREATE TABLE , especifique o nome da tabela </li></ul><ul><li>Em seguida, especifique os nomes das colunas, seus tipos de dados e, caso exista, seu valor default </li></ul>
  18. 18. Criando uma tabela <ul><li>CREATE TABLE gerentes </li></ul><ul><li>(codgerente INT, </li></ul><ul><li>nome VARCHAR(20), </li></ul><ul><li>cargo VARCHAR(20), </li></ul><ul><li>datacontratacao DATETIME DEFAULT GETDATE(), </li></ul><ul><li>salario decimal(10,2) </li></ul><ul><li>) </li></ul><ul><li>Para confirmar a criação da tabela: SP_HELP gerentes </li></ul>
  19. 19. Alterando a estrutura de uma tabela <ul><li>Utilize a instrução ALTER TABLE para: </li></ul><ul><ul><li>Adicionar uma nova coluna </li></ul></ul><ul><ul><li>Alterar o tipo de dados e precisão de uma coluna </li></ul></ul><ul><ul><li>Remover colunas de uma tabela </li></ul></ul><ul><li>ALTER TABLE table_name </li></ul><ul><li>ADD column_name data_type [ DEFAULT expressao ] , ... </li></ul><ul><li>ALTER TABLE table_name </li></ul><ul><li>ALTER COLUMN column_name new_data_type </li></ul><ul><li>ALTER TABLE table_name </li></ul><ul><li>DROP COLUMN column_name, ... </li></ul>
  20. 20. Adicionando uma nova coluna a uma tabela <ul><li>Utilize a cláusula ADD para adicionar colunas a uma tabela </li></ul><ul><li>ALTER TABLE emp </li></ul><ul><li>ADD data_nascimento DATETIME, </li></ul><ul><li>nome_pai VARCHAR(50), </li></ul><ul><li>nome_mae VARCHAR(50) </li></ul><ul><li>As novas colunas tornam-se as últimas colunas da tabela </li></ul>
  21. 21. Alterando a estrutura de uma coluna <ul><li>Utilize a cláusula ALTER COLUMN para alterar o tipo de dados e a precisão de uma coluna </li></ul><ul><li>ALTER TABLE emp </li></ul><ul><li>ALTER COLUMN nome_pai VARCHAR(60) </li></ul><ul><li>Somente uma coluna pode ser alterada por vez </li></ul><ul><li>A precisão de uma coluna só pode ser diminuída se a tabela estiver vazia ou se o tamanho de todos os dados da coluna forem menores ou iguais à nova precisão </li></ul><ul><li>O tipo de dados de uma coluna só poderá ser alterado se a tabela estiver vazia ou se todos os dados da coluna forem compatíveis com o novo tipo </li></ul>
  22. 22. Removendo uma coluna <ul><li>Utilize a cláusula DROP COLUMN remover colunas de uma tabela </li></ul><ul><li>ALTER TABLE emp </li></ul><ul><li>DROP COLUMN nome_pai, nome_mae </li></ul>
  23. 23. Removendo uma tabela <ul><li>Utilize a cláusula DROP TABLE para remover uma tabela do banco de dados </li></ul><ul><li>Todos os dados e a estrutura da tabela serão removidos </li></ul><ul><li>A tabela não poderá ser removida se estiver sendo referenciada por outra tabela através da restrição de FOREIGN KEY. A restrição deverá ser removida antes. </li></ul><ul><li>DROP TABLE dependentes </li></ul>
  24. 24. Removendo uma constraint <ul><li>Utilize o comando como exemplo: </li></ul><ul><li>ALTER TABLE dependentes DROP CONSTRAINT fk_dep_fun </li></ul><ul><li>Onde fk_dep_fun é o nome da constraint e dependentes é a tabela a qual pertence a constraint. </li></ul>
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×