Projeto Estruturante da Rede de Extensão      Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas:A APA Sul, seu mosaico de Unid...
Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas:     A APA Sul, seu mosaico de Unid...
Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas:A APA Sul, seu mosaico de Unidades ...
Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas:A APA Sul, seu mosaico de Unidades ...
Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas:A APA Sul, seu mosaico de Unidades ...
Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas:A APA Sul, seu mosaico de Unidades ...
Representação esquemátita do mosaico de unidades de conservação    na Reserva da Biosfera da Serra do Espinhaço e da APA S...
Estratégias de Ação para Estruturação da Rede Socioambiental da APA Sul    Construção de canais de comunicação            ...
Miguel Andrade ©
Localização                  RBSE – Fase 1, MG              Cartografia: Dartagnan Lino Viana e Miguel Andrade
Zoneamento                   Impactos Negativos X Pontencialidades                                                        ...
Existem507 Reservas da  Biosfera, em cerca de 104   países do    mundo.Ainda que sejam declaradas pela UNESCO, as Reservas...
O Programa MaB / UNESCOO Programa Homem e Biosfera (MaB – Man andthe Biosphere) foi criado como resultado da"Conferência s...
O Programa MaB / UNESCO   O objetivo central do Programa MaB é promover o  conhecimento, a prática e os valores humanos pa...
O Programa MaB /                    UNESCO                  O Marco Estatutário (Statutory                  Framework) foi...
Principais Usos e AtividadesMineração;Monoculturas;Garimpo;Urbanização;Turismo;Extrativismo vegetal;Pecuária extensiva;Ind...
Desenvolvimento Poluição; Perda da diversidade genética; Epidemias e endemias; Erosão e assoreamento; Fragmentação de ecos...
Zoneamento“Espinha Dorsal do Desenvolvimento” - Biodiversidade e   paisagens - Água - Cultura                             ...
Desenvolvimento                                      Miguel Andrade ©                   Miguel Andrade ©    População Huma...
Apoio Logístico    53 municípios e  inúmeros vilarejos     com culturas      tradicionais                       Miguel And...
Apoio Logístico                                      Miguel Andrade ©                  Lavras Novas – Ouro Preto
Apoio Logístico    Miguel Andrade ©                       RPPNs: Santuário do Caraça
Apoio Logístico  Estações de   pesquisa e monitoramento: Ucs de Proteção     Integral
Conservação Nela se encontram duas das 25 áreas mais diversas e mais ameaçadas do planeta (Hotspots): o Cerrado e a Mata A...
ConservaçãoPolítica Nacional para Conservação de BiodiversidadeA Serra do Espinhaço foi considerada como decategoria ESPEC...
Conservação                   Endemismo   Na         Serra    do                               Espinhaço encontra- -      ...
ConservaçãoExtinçãoDas 538 espéciesde         plantasameaçadas      emMinas Gerais, 81espécies estão naMata Atlântica, 19n...
ConservaçãoExtinção                   Mais da metade das                   espécies de plantas                   ameaçadas...
Zoneamento   Critérios para escolha da área- Unidades de conservação instituídas- Dados científicos- Articulação política-...
Zoneamento             Conexão com             outras Reservas da             Biosfera
Zoneamento             Ilustração Idealizada de             uma Reserva da Biosfera                Zona Núcleo            ...
ZONAS NÚCLEO    11 Ucs deProteção Integral
Zoneamento                   Zonas Núcleo 1) Parque Nacional da Serra do Cipó 2) Parque Nacional das Sempre Vivas 3) Parqu...
ZoneamentoZonas de Amortecimento-UC de Uso Sustentável (25)-Zona de amortecimentode UC de Proteção Integral
Zoneamento   - Síntese -TOTAL: 3.076.457,8 ha
Conservação       Desenvolvimento       Apoio logístico                         Pesquisa e                        Monitora...
Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas:A APA Sul, seu mosaico de Unidades ...
Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas:  A APA Sul, seu mosaico de Unidade...
Área da APA-SUL RMBH   165.800 hectares                                             Fonte: Ibram & Brandt MA  Brumadinho  ...
Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas:      A APA Sul, seu mosaico de Uni...
Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas:          A APA Sul, seu mosaico de...
Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas:  A APA Sul, seu mosaico de Unidade...
Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas:A APA Sul, seu mosaico de Unidades ...
Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas:        A APA Sul, seu mosaico de U...
Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas: A APA Sul, seu mosaico de Unidades...
Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas: A APA Sul, seu mosaico de Unidades...
Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas:  A APA Sul, seu mosaico de Unidade...
Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas:  A APA Sul, seu mosaico de Unidade...
Subprojetos                             Funções/objetivos específicos/metodologiasSubprojeto 1                      OBJETI...
Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas:  A APA Sul, seu mosaico de Unidade...
Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas:  A APA Sul, seu mosaico de Unidade...
Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas:  A APA Sul, seu mosaico de Unidade...
Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas:  A APA Sul, seu mosaico de Unidade...
Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas: A APA Sul, seu mosaico de Unidades...
Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas:  A APA Sul, seu mosaico de Unidade...
Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas:    A APA Sul, seu mosaico de Unida...
Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas:     A APA Sul, seu mosaico de Unid...
Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas:    A APA Sul, seu mosaico de Unida...
Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas:    A APA Sul, seu mosaico de Unida...
Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas:    A APA Sul, seu mosaico de Unida...
Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas:    A APA Sul, seu mosaico de Unida...
Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas:       A APA Sul, seu mosaico de Un...
Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas:  A APA Sul, seu mosaico de Unidade...
Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas:   A APA Sul, seu mosaico de Unidad...
Apresentação do projeto apa sul
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Apresentação do projeto apa sul

1,256

Published on

Published in: News & Politics
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,256
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
6
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Apresentação do projeto apa sul

  1. 1. Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas:A APA Sul, seu mosaico de Unidades de Conservação e as comunidades do entorno.O Projeto na íntegra
  2. 2. Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas: A APA Sul, seu mosaico de Unidades de Conservação e as comunidades do entorno. UM POUCO DE HISTÓRIA...√ O fortalecimento do Núcleo de Meio Ambiente e Urbanismo;√ A forte paraceria do Curso de Ciências Biológicas e a PROEX;√ A forte parceria entre o Pólo Minero Metalúrgico da SCTES-MG, aFundamental e a PUC;√ O I Fórum Sócio Ambiental das Comunidades da APA Sul(19 de outubro de 2007);√ As demandas que surgiram a partir do I Fórum√ As potencialidades de formação, articulação e lacunas de projetossocioambientais na APA Sul: (RBSE, Rola Moça, Caraça...)
  3. 3. Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas:A APA Sul, seu mosaico de Unidades de Conservação e as comunidades do entorno.
  4. 4. Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas:A APA Sul, seu mosaico de Unidades de Conservação e as comunidades do entorno.
  5. 5. Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas:A APA Sul, seu mosaico de Unidades de Conservação e as comunidades do entorno.Os contextos de conservação: As ÁreasProtegidas e o projeto-A Reserva da Biosfera da Serra do Espinhaço- A APA Sul- O Parque Estadual da Serra do Rola Moça- A RPPN Santuário do Caraça- O Parque Municipal das Mangabeiras
  6. 6. Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas:A APA Sul, seu mosaico de Unidades de Conservação e as comunidades do entorno.
  7. 7. Representação esquemátita do mosaico de unidades de conservação na Reserva da Biosfera da Serra do Espinhaço e da APA Sul Legenda: Reserva da Biosfera da Serra do Espinhaço Outras UCs da RBSE APA Sul - RMBH RPPN da Mata do Jambreiro Parque Municipal das Mangabeiras Parque Estadual da Serra do Rola-Moça Estação Ecológica Estadual de Fechos RPPN Santuário do Caraça
  8. 8. Estratégias de Ação para Estruturação da Rede Socioambiental da APA Sul Construção de canais de comunicação Promoção de pesquisas e divulgação de tecnologias e e transposição do produtos da APA Sul (PORTAL) conhecimento Fomento à pesquisa e Cooperação Projetos na APA-Sul interinstitucional Viabilidade econômica e Fortalecimento de outras sustentabilidade no uso e unidades de planejamento conservação dos aspectos territorial (Bacias hidrográficas e e recursos naturais, bem RBSE) como a manutenção das culturas locais Potencial de replicação e intercâmbios Apoio à gestão do Conectividade e Conselho Ampliação das da APA Sul Unidades de conservação. Formatação de Apoio às políticas para banco de dados preservação: Corredores socioambientais Ecológicos e Mosaicos Reconhecimento e Definição e divulgação de parâmetros de uso formação de comum e compatibilização de destinação do uso do agentes locais solo para exploração dos recursos naturais.
  9. 9. Miguel Andrade ©
  10. 10. Localização RBSE – Fase 1, MG Cartografia: Dartagnan Lino Viana e Miguel Andrade
  11. 11. Zoneamento Impactos Negativos X Pontencialidades Miguel Andrade ©Miguel Andrade ©
  12. 12. Existem507 Reservas da Biosfera, em cerca de 104 países do mundo.Ainda que sejam declaradas pela UNESCO, as Reservas daBiosfera são propostas por iniciativa de cada país e cabeintegralmente a este país sua administração, considerando-se osprincípios do Programa MaB.
  13. 13. O Programa MaB / UNESCOO Programa Homem e Biosfera (MaB – Man andthe Biosphere) foi criado como resultado da"Conferência sobre a Biosfera" realizada pelaUNESCO em Paris em setembro de 1968.O MaB foi lançado em 1971 e é um programa decooperação científica internacional sobre asinterações entre o homem e seu meio.
  14. 14. O Programa MaB / UNESCO O objetivo central do Programa MaB é promover o conhecimento, a prática e os valores humanos para implementar as boas relações entre as populações e o meio ambiente em todo o planeta.
  15. 15. O Programa MaB / UNESCO O Marco Estatutário (Statutory Framework) foi definido na importante Conferência Internacional das Reservas da Biosfera, em Sevilha, em 1995. Esse documento re-estabelece os principais parâmetros parareconhecimento e implementação de uma Reserva da Biosfera.
  16. 16. Principais Usos e AtividadesMineração;Monoculturas;Garimpo;Urbanização;Turismo;Extrativismo vegetal;Pecuária extensiva;Indústrias.
  17. 17. Desenvolvimento Poluição; Perda da diversidade genética; Epidemias e endemias; Erosão e assoreamento; Fragmentação de ecossistemas; Impactos Contaminação de mananciais; negativos Desigualdade social; Êxodo rural; Perda de identidade cultural; Desertificação.
  18. 18. Zoneamento“Espinha Dorsal do Desenvolvimento” - Biodiversidade e paisagens - Água - Cultura Miguel Andrade ©
  19. 19. Desenvolvimento Miguel Andrade © Miguel Andrade © População Humana da Reserva TOTAL: 642.735 habitantes
  20. 20. Apoio Logístico 53 municípios e inúmeros vilarejos com culturas tradicionais Miguel Andrade ©
  21. 21. Apoio Logístico Miguel Andrade © Lavras Novas – Ouro Preto
  22. 22. Apoio Logístico Miguel Andrade © RPPNs: Santuário do Caraça
  23. 23. Apoio Logístico Estações de pesquisa e monitoramento: Ucs de Proteção Integral
  24. 24. Conservação Nela se encontram duas das 25 áreas mais diversas e mais ameaçadas do planeta (Hotspots): o Cerrado e a Mata Atlântica; além dos Campos Rupestres e Campos de Altitude de extraordinária biodiversidade.
  25. 25. ConservaçãoPolítica Nacional para Conservação de BiodiversidadeA Serra do Espinhaço foi considerada como decategoria ESPECIAL nos dois workshops sobreÁreas Prioritárias para Conservação daBiodiversidade em Minas Gerais (1998 e 2004),realizados pela Fundação Biodiversitas e aConservação Internacional. Miguel Andrade ©
  26. 26. Conservação Endemismo Na Serra do Espinhaço encontra- - se o maior grau de endemismo da flora brasileira e um notável endemismo também da fauna, especialmente aquela associada à flora.Miguel Andrade ©
  27. 27. ConservaçãoExtinçãoDas 538 espéciesde plantasameaçadas emMinas Gerais, 81espécies estão naMata Atlântica, 19na Caatinga, 73 noCerrado e 67%, ouseja, 351 espéciesocorrem nosCampos Rupestres. Miguel Andrade ©
  28. 28. ConservaçãoExtinção Mais da metade das espécies de plantas ameaçadas de extinção em Minas Gerais está no Espinhaço, além de um número significativo de espécies da fauna ameaçada.Miguel Andrade ©
  29. 29. Zoneamento Critérios para escolha da área- Unidades de conservação instituídas- Dados científicos- Articulação política- Bacias hidrográficas- Apoio logístico- Culturas tradicionais- Possibilidade de ampliação- Conexão com outras reservas- Riscos e potencialidades
  30. 30. Zoneamento Conexão com outras Reservas da Biosfera
  31. 31. Zoneamento Ilustração Idealizada de uma Reserva da Biosfera Zona Núcleo Zona Tampão ou Amortecimento Zona de Transição Assentamentos Humanos Investigação, Monitoramento e Educação Ambiental
  32. 32. ZONAS NÚCLEO 11 Ucs deProteção Integral
  33. 33. Zoneamento Zonas Núcleo 1) Parque Nacional da Serra do Cipó 2) Parque Nacional das Sempre Vivas 3) Parque Estadual do Itacolomi 4) Parque Estadual da Serra do Rola Moça 5) Parque Estadual do Rio Preto 6) Parque Estadual do Biribiri 7) Parque Estadual do Pico do Itambé 8) Estação Ecológica Estadual de Tripuí 9) Estação Ecológica Estadual de Fechos10) Parque Natural Municipal do Ribeirão do Campo(Hoje Estadual Serra do Intendente – Ampliado)11) Parque Natural Municipal do Salão de Pedras
  34. 34. ZoneamentoZonas de Amortecimento-UC de Uso Sustentável (25)-Zona de amortecimentode UC de Proteção Integral
  35. 35. Zoneamento - Síntese -TOTAL: 3.076.457,8 ha
  36. 36. Conservação Desenvolvimento Apoio logístico Pesquisa e Monitoramento Mosaico de Unidades ParceriasIntersetoriais de Conservação Corredor Ecológico Fluxo Gênico Educação Ambiental Unidade para Planejamento Economia de Ambiental Qualidade
  37. 37. Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas:A APA Sul, seu mosaico de Unidades de Conservação e as comunidades do entorno. Miguel Andrade ©
  38. 38. Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas: A APA Sul, seu mosaico de Unidades de Conservação e as comunidades do entorno. A APA SulFonte: Biodiversitas & IEF
  39. 39. Área da APA-SUL RMBH 165.800 hectares Fonte: Ibram & Brandt MA Brumadinho Itabirito Rio Acima Barão de Cocais Catas Altas Santa Bárbara Caeté Ibirité Raposos Nova Lima Sarzedo Mário Campos
  40. 40. Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas: A APA Sul, seu mosaico de Unidades de Conservação e as comunidades do entorno. APA-SUL RMBH Estudo IBRAM Municípios Participantes % % % % Município MunicípioBarão de Cocais 1,1 0,2 1,1 0,2Belo Horizonte 10,4 2,1 0 0 Brumadinho 28,5 11,0 100,0 38,8 Caeté 7,2 2,4 7,2 2,4 Catas Altas 31,3 4,5 100,0 14,4 Ibirité 24,0 1,1 24,0 1,1 Itabirito 47,9 15,8 100,0 32,9Mário Campos 32,6 0,7 32,6 0,7 Nova Lima 93,1 24,2 100,0 25,9 Brumadinho Itabirito Rio Acima Barão de Cocais Raposos 55,0 2,4 100,0 Catas Altas 4,3 Santa Bárbara Caeté Ibirité Raposos Nova Lima Sarzedo Mário Campos Rio Acima 100,0 13,8 100,0 13,8Santa Bárbara 49,5 20,5 100,0 41,5 Sarzedo 36,3 1,4 36,3 1,4 TOTAL 39,1 100,0 69,4 177,4 Fonte: Ibram & Brandt MA
  41. 41. Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas: A APA Sul, seu mosaico de Unidades de Conservação e as comunidades do entorno.O Parque Estadual Serra do Rola Moça Fonte: Biodiversitas & IEF Clique na Logo para ver o Tutorial – PUC (2006)
  42. 42. Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas: A APA Sul, seu mosaico de Unidades de Conservação e as comunidades do entorno.Fonte: Biodiversitas & IEF
  43. 43. Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas:A APA Sul, seu mosaico de Unidades de Conservação e as comunidades do entorno. Fonte: Biodiversitas & IEF
  44. 44. Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas: A APA Sul, seu mosaico de Unidades de Conservação e as comunidades do entorno.Fonte: Biodiversitas & IEF
  45. 45. Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas: A APA Sul, seu mosaico de Unidades de Conservação e as comunidades do entorno.O Parque Municipal das Mangabeiras
  46. 46. Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas: A APA Sul, seu mosaico de Unidades de Conservação e as comunidades do entorno.A RPPN Santuário do Caraça
  47. 47. Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas: A APA Sul, seu mosaico de Unidades de Conservação e as comunidades do entorno.O Projeto: SínteseO que é o projeto APA Sul: Histórico e perspectivasAções e responsabilidades (1º Momento)Processos administrativosOrganogramas
  48. 48. Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas: A APA Sul, seu mosaico de Unidades de Conservação e as comunidades do entorno.O Projeto : SínteseO que é o projeto APA Sul: Histórico e perspectivas
  49. 49. Subprojetos Funções/objetivos específicos/metodologiasSubprojeto 1 OBJETIVOS - Coletar, consolidar e organizar os dados já existentes sobre a APA Sul RMBH visando à orientação de ações.“Criação e manutenção do METODOLOGIA - Levantamento de dados secundários e construção doSistema de Informação Sistema de Informação Socioambiental da APA SulSocioambiental da APA Sul”Subprojeto 2 OBJETIVOS - Permitir o auto-conhecimento das comunidades do entorno de duas unidades de conservação da APA Sul em sua relação com o“Formação de Agentes de ambiente, através de processos participativos de mobilização para aDesenvolvimento Local” discussão e busca de soluções sustentáveis visando a melhoria da sua qualidade de vida. METODOLOGIA - Diagnóstico Rápido Participativo como estratégia de capacitação e empoderamento das comunidades envolvidas, pela produção do auto-conhecimento, projeção de resultados e construção de soluções para necessidades locais.Subprojeto 3 OBJETIVOS – Apresentar o processo de criação e gestão, bem como criar canal de divulgação de informações, estudos, conhecimentos científicos e“Criação do Portal da Rede APA saberes tradicionais da APA Sul; explorar as características que possam gerarSul RMBH” benefícios para a APA Sul; apoiar a implementação da Rede Social e do Fórum Socioambiental Permanente das Comunidades da APA Sul RMBH. apoiar as ações desenvolvidas pelos demais subprojetos. METODOLOGIA – Utilização de TI para construção, alimentação e atualização do Portal.Subprojeto 4 OBJETIVOS – Interconectar ações e projetos científicos, comunitários, do setor produtivo e governamental de modo a potencializar conhecimentos eImplementação da Rede Social ações em favor da sustentabilidade da Área; estabelecer espaçoAPA Sul e do Fórum Socioam- permanente de compartilhamento de idéias, conhecimentos, saberes,biental Permanente APA Sul. ações, aprendizados e debate e reflexão acerca da realidade e políticas públicas; possibilitar e facilitar a circulação de informações acerca da APA Sul. METODOLOGIA - Formulação da missão e das linhas de ação específicas da Rede; definição de atribuições e responsabilidades dos integrantes e
  50. 50. Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas: A APA Sul, seu mosaico de Unidades de Conservação e as comunidades do entorno.O Projeto: Síntese Organização da Equipe – Banco de dados (1º momento) Coordenação e ConsultoresOrganogramas Equipe 1 BDTI IV Equipe 2 CARAÇA ROLA MOÇA MANGABEIRAS Clique aqui para ver os organogramas BAT II BAT II 2 BIC campo 4 BIC1º MOMENTO 1 BIC Banco de dados 2 BIC BAT III Sínteses
  51. 51. Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas: A APA Sul, seu mosaico de Unidades de Conservação e as comunidades do entorno.O Projeto: Síntese Organização da Equipe – Banco de dados (1º momento) Denise, Miguel, Ricardo, AnaOrganogramas Equipe 1 Equipe 2 Rodrigo CARAÇA Seixas (BDTI ROLA MOÇA IV) MANGABEIRAS Clique aqui para ver os organogramas Max (BAT II) Janaina (BAT II) Moisés (Bio) Rosana (CS) (Rola- Marina (Bio) camp Moça) Marlete (CS) + Julia (Bio) Carla o1º MOMENTO (CS) Banco Rodrigo Tinoco de Zé Felipe (Bio) e (Bio) dados Taís (Bio) Rafael (BAT III) Sínteses
  52. 52. Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas: A APA Sul, seu mosaico de Unidades de Conservação e as comunidades do entorno. Organização da Equipe – Banco de dados, ADLs e Portal (2º momento)O Projeto: Síntese Denise, Miguel, Ricardo, Ana Equipe 1 Equipe 2Organogramas Rodrigo CARAÇA Seixas ROLA MOÇA MANGABEIRAS Clique aqui para ver os organogramas Max Janaina Moisés (Bio) Rosana (CS) (Rola- Marina (Bio) camp Moça) Marlete (CS) + Julia (Bio) Carla o (CS)2º MOMENTO Rodrigo Tinoco Banco de Zé Felipe (Bio) e (Bio) dados Taís (Bio) Rafael PORTAL Sínteses
  53. 53. Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas: A APA Sul, seu mosaico de Unidades de Conservação e as comunidades do entorno. Organização da Equipe – REDE (3º momento)O Projeto: Síntese Denise, Miguel, Ricardo, Ana Equipe 1 Rodrigo Seixas Equipe 2 CARAÇA ROLA MOÇAOrganogramas MANGABEIRAS Janaina BAT II Clique aqui para ver os organogramas Marina (Bio) ADLs Moisés (Bio) Marlete (CS) Rosana (CS) + 2 BIC Banco Rodrigo Tinoco (Bio) de Zé Felipe (Bio) e Têca (Bio) dados3º MOMENTO Rafael PORTAL REDE Sínteses REDE
  54. 54. Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas: A APA Sul, seu mosaico de Unidades de Conservação e as comunidades do entorno.O Projeto: SínteseAções e responsabilidades (1º Momento)
  55. 55. Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas: A APA Sul, seu mosaico de Unidades de Conservação e as comunidades do entorno.O Projeto: Síntese Organização da Equipe – Banco de dados (1º momento) Denise, Miguel, Ricardo, AnaOrganogramas Equipe 1 Equipe 2 Rodrigo CARAÇA Seixas (BDTI ROLA MOÇA IV) MANGABEIRAS Clique aqui para ver os organogramas Max (BAT II) Janaina (BAT II) Moisés (Bio) Rosana (CS) (Rola- Marina (Bio) camp Moça) Marlete (CS) + Julia (Bio) Carla o1º MOMENTO (CS) Banco Rodrigo Tinoco de Zé Felipe (Bio) e (Bio) dados Taís (Bio) Rafael (BAT III) Sínteses
  56. 56. Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas: A APA Sul, seu mosaico de Unidades de Conservação e as comunidades do entorno.1º MOMENTO: Maio e Junho, Julho de 2008:OBJETIVOS-Articular parcerias e gerar termos de cooperaçãointerinstitucional;-Criar a arquitetura do banco de dados (softwares, identificaçãodas fontes);-Identificar, coletar, consolidar e organizar os dados preliminares jáexistentes sobre a RBSE e a APA Sul RMBH visando à orientação deações;-Levantar subsídios para a seleção das comunidades a seremtrabalhadas (ADLs) incluindo contatos de campo, comorganizações locais e instituições que ali atuam;- Criar a arquitetura do Portal.
  57. 57. Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas: A APA Sul, seu mosaico de Unidades de Conservação e as comunidades do entorno.1º MOMENTO: Maio e Junho, Julho de 2008:AÇÕES1 - Articulação técnica-administrativa: Conselho da APA Sul (Roberto Bendia); IEF (Humberto e Aline); IBAMA/ Chico Mendes, Semad, ONGs, Fundação de Parques de BH, Gerentes das UCs, Prefeituras Algumas empresas (Vale; V&M; Gerdau; Anglo Gold, etc...)2- Levantamento de dados secundários (Regionalizado: Zoom – RBSE, APA Sul,Mangabeiras, PESRM e Caraça)3- Contatos com as comunidades4- Síntese dos dados: Bat III e 2 BIC (1 do banco de dados e outro do Portal)5- Criar logomarca6- Aquisição de Imagem de satélite Ikonus (Vale)7- 1º Seminário Interno (Regionalizado: Zoom – RBSE, APA Sul, Mangabeiras, PESRM eCaraça) – Objetivos e formato do seminário (a detalhar)8- Criar a arquitetura do Portal.
  58. 58. Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas: A APA Sul, seu mosaico de Unidades de Conservação e as comunidades do entorno.1º MOMENTO: Maio e Junho, Julho de 2008: AÇÕES - LEVANTAMENTOS E SISTEMATIZAÇÃO DE DADOS A PARTIR DE UNIDADES DE PLANEJAMENTO TERRITORIAL[1] (detalhamento): UNIDADES DE PLANEJAMENTO TERRITORIAL: - Áreas Protegidas; - Bacias Hidrográficas; - Zoneamento Ecológico Econômico; - Município. [1] Os dados devem ser levantados e sistematizados consideram-se os territórios. Para tal lança-se mão das Unidades de Planejamento Territorial. Os dados devem ser, ao final do projeto, georreferenciados. Para tal, o roteiro de coleta de dados deve atender as diversas áreas/ atributos a serem levantados, com formatação “única” para a coleta, a análise e as sínteses (Relatórios, mapas temáticos, subsídios para o Portal, etc). Cabe ressaltar que estes dados, na maioria das vezes tem a conformação numérica, para tal, planilhas devem ser construídas. As exceções, a exemplo de mapas mentais, entrevistas semi-estruturadas, dentre outras, serão acordadas em momentos oportunos.
  59. 59. Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas: A APA Sul, seu mosaico de Unidades de Conservação e as comunidades do entorno.Fontes/Objetos/Atributos:1 - Áreas Protegidas (RBSE; APA Sul e Planos de Manejo das UCs, dentre outraspublicações técnicas, APPs, APEs, Reservas Legais) e Corredores Ecológicos(Leo Viana)2 - Bacias Hidrográficas: Definição das grandes sub-bacias dos rios Doce/Piracicaba e São Francisco/Velhas e Paraopeba). Verificar os Comitês deBacias e outras formas de organização social. Recortes topográficos,hidrográficos, qualidade de água (Copasa e Igam)3 - Zoneamentos Ecológico Econômicos (CPRM, Brandt e IEF/Semad/ UFLA) 4 - Os municípios: Toponímias, históricos de uso e ocupação; Planos Diretores;contatos (Codemas e secretarias e outros conselhos de interesse). As ONGsnos municípios (ver cadastro de ONGs). As comunidades tradicionais e doentorno das UCs, IDH; Patrimônio Histórico: IEPHA e IPHAN ; Patrimônioimaterial: Senso cultural; História: local e regional.
  60. 60. Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas: A APA Sul, seu mosaico de Unidades de Conservação e as comunidades do entorno.Fontes/Objetos/Atributos:5 - Projetos socioambientais da APA/ municípios/ por setor (tipo; quem?; oque?; onde? Contatos)6- Banco de teses e monografias e artigos científicos (PUC, UFMG, UFOP,revistas, etc...)7 - Comunidades tradicionais (Quilombolas e outros) e do entorno (Área deamortecimento) – Cedefes8 - Mineração: DNPM – decretos e pedidos de lavra x tipos minerais9 - Licenciamento ambiental (Feam/Semad) e Compensação Ambiental (IEF)10 - Vegetação: Mapa de Vegetação MG (UFFLA/ IEF)11 - ONGs: Cadastros; projetos e áreas de atuação
  61. 61. Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas: A APA Sul, seu mosaico de Unidades de Conservação e as comunidades do entorno.Fontes/Objetos/Atributos:12 - As grandes empresas e suas áreas de atuação13- Iniciativas Inovadoras (Artesanatos, tecnologias sociais, outros)14 - A Estrada Real na APA Sul15- Legislação Sócio-ambiental16- Indicadores ambientais (Feam)17- Programas de Educação (Geral)18 - Turismo (Científico; Ecológico e de aventura; Rural; Histórico)19- Refinar atributos, a partir do Fofa (1º Fórum Socioambiental da APA Sul –Novembro de 2007), Ana Bax e Rodrigo20 – Fontes de fomento a projetos socioambientais
  62. 62. Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas: A APA Sul, seu mosaico de Unidades de Conservação e as comunidades do entorno. Tarefas emergenciais do 1º Momento: Finalizar até 16 de maio (11:00h, no CEIVA) (o que, quando, como, onde, quem)0- Cronogramas de trabalho (individuais e coletivos – Por momentos do projeto) e equipar o espaço físico por equipes. (Todos)1- Montar o roteiro[1] de levantamento de dados (Bolsistas BDTI e BATs)2- Imprimir mapas em A0 (RBSE, APA Sul; limites e sedes municipais; UCs; Bacias Hidrográficas/ com limite geopolítico; vias de acesso) – Rafael e Cássio3- Imprimir os resultados do FOFA, para determinação de atributos – Rodrigo, Max e Janaína4- “Sarau Socioambiental da APA Sul”: Seminários quinzenais: Temas semanais apresentados por bolsistas com temas correlatos aos dados e sínteses para socialização, capacitação e preenchimento de lacunas a partir das problematizações. (Todos)5- Montar o I Seminário Interno de Socialização de Resultados (Julho de 2008). (Todos)6- Visualização de publicações (A partir do Sarau Socioambiental da APA Sul): (Todos) [1] Os dados devem ser levantados e sistematizados consideram-se os territórios. Para tal lança-se mão das Unidades de Planejamento Territorial. Os dados devem ser, ao final do projeto, georreferenciados. Para tal, o roteiro de coleta de dados deve atender as diversas áreas/ atributos a serem levantados, com formatação “única” para a coleta, a análise e as sínteses (Relatórios, mapas temáticos, subsídios para o Portal, etc). Cabe ressaltar que estes dados, na maioria das vezes tem a conformação numérica, para tal, planilhas devem ser construídas. As exceções, a exemplo de mapas mentais, entrevistas semi-
  63. 63. Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas: A APA Sul, seu mosaico de Unidades de Conservação e as comunidades do entorno.O Projeto: SínteseProcessos administrativos
  64. 64. Projeto Estruturante da Rede de Extensão Socioambiental em Regiões Mínero-metalúrgicas: A APA Sul, seu mosaico de Unidades de Conservação e as comunidades do entorno.Desejamos à toda a equipe que os momentos nestes 550 dias deprodução sejam regados de bom humor, pró-atividade,criatividade e muita sinceridade.Se estamos propondo contruir uma Rede para a APA Sul, estaRede deve se fortalecer primeiro entre nós.Bons trabalhos!Saúde e Alegria!
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×