• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Ortografia novo
 

Ortografia novo

on

  • 1,812 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,812
Views on SlideShare
1,812
Embed Views
0

Actions

Likes
1
Downloads
44
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Ortografia novo Ortografia novo Presentation Transcript

    • Edição: Alice Maria P. Girolineto Lilian Maia Pereira de Jesus Créditos: Thaís de Souza Matos Ticiani Meneses de Araujo Nova ortografia e erros comuns em artigos científicos
    • Nova ortografia
    • Letra maiúscula Nomes de doenças, exceto em posição inicial de frase, não são escritos com letra inicial maiúscula: [...] diabetes mellitus.
    • Acentuação gráfica Tipos Exemplos Oxítona Café Paroxítona Saída Proparoxítona Exército Tipos Exemplos
      • Ditongo
      • Crescente
      • Decrescente
      Goe-la Pai Tritongo Pa-ra-guai Hiato Ba-ú
    • Acentuação gráfica das palavras oxítonas
      • Nas vogais abertas a , e e o seguidas ou não de s e em/ens : já, é, paletós;
      • Em formas verbais que se tornam oxítonas terminadas pela vogal aberta a em virtude da conjugação com os pronomes –lo(s) ou la(s) : amá-la, julgá-lo;
      • Em formas verbais que se tornaram oxítonas terminadas por vogais fechadas e ou o em virtude da conjugação com os pronomes –lo(s) ou –la(s) : tê-la, compô-la;
      • Por: preposição / p ô r: verbo;
    • Acentuação gráfica das palavras paroxítonas: acento agudo Obs .: no plural, geralmente seguem as mesmas regras, exceto quando se transformam em proparoxítonas. Ex.: açúcares. Terminação A, e, o (abertas), i e u L Lavável N Éden X Tórax Ps Bíceps R Açúcar à (s) Órfã (s) Ão (s) Sótão (s) Ei (s) Jóquei (s) I (s) Júri (s) Um, uns Álbum/Álbuns Us Vírus
    • Acentuação gráfica das palavras paroxítonas Ditongo: éi , éu e ói NÃO recebem acento quando em palavras paroxítonas: farmacopeia; flavonoide.
    • Acentuação gráfica das palavras paroxítonas: acento circunflexo Obs .: no plural, geralmente seguem as mesmas regras, exceto quando se transformam em proparoxítonas. Ex.: cânceres. Terminação A, e e o (fechados) L Cônsul N Plâncton R Câncer X Ônix Ão (s) Bênção Eis Têxteis I (s) Mênfis Us Vênus
    • Acentuação gráfica das palavras paroxítonas: outros casos
      • Pode: 3ª p. sing. pres. ind. / pôde: 3ª p. sing. pret. perf. ind. ;
      • Verbos crer , dar , ler e ver não recebem acento circunflexo na 3ª p. pl. pres. Ind. ou subj.: creem, leem, veem, releem; NÃO confundir com as formas da 3ª p. pl. dos verbos ter , manter e reter : eles têm/mantêm/retêm;
      • Paroxítonas terminadas em oo não recebem mais acento: enjoo, voo;
      • Pára (verbo) não recebe mais acento (para: verbo e preposição).
    • Acento das vogais tônicas i e u das palavras oxítonas e paroxítonas
      • I e u , quando representam, em posição tônica, a segunda vogal de um hiato, desde que não estejam seguidos de l , m , n , nh , r e z , recebem acento agudo: país, MAS rainha, ruim; Osb: ciúmes.
      • Não recebem acento agudo as palavras paroxítonas cujas vogais tônicas i e u são precedidas de ditongo decrescente: feiura.
    • Acentuação gráfica das palavras proparoxítonas
      • TODAS as proparoxítonas são acentuadas: tomógrafo, psicólogo, ânimo.
    • Acento grave
      • Prep. a + artigo feminino: à (s);
      • Prep. a + demonstrativo aquele (s), aquela (s), aquilo: àquela (s)
      • “ Deve-se dar àquele que nada tem”.
    • Trema
      • O trema é inteiramente suprimido em palavras portuguesas ou aportuguesadas: tranquilo;
      • Conserva-se, no entanto, em palavras derivadas de nomes próprios estrangeiros: m ü lleriano (de M ü ller).
    • Hífen
      • Palavras compostas sem elementos de ligação: pé de moleque, arco-íris, guada-chuva; MAS paraquedas (porque se perdeu a noção de composição);
      • OBS .: palavras compostas que designam espécies botânicas e zoológicas: batata-inglesa, bem-te-vi;
      • Quando bem ou mal forem seguidas de vogal ou h: bem-humorado, mal-estar;
      • Quando mal significa doença, usa-se o hífen se não houver elemento de ligação. Ex.: mal-francês; mal de lázaro, mal de sete dias.
    • Uso de hífen com prefixo Prefixo Regra Exemplos Anti, super, ultra, sub, etc, e elementos que podem funcionar como prefixo ( aero, agro, auto, eletro, geo, hidro, macro, micro, mini, multi, neo etc). Diante de h; Diante de prefixo terminado com a mesma letra com que se inicia a outra palavra; Diante de prefixo terminado com letra diferente daquela com que se inicia a outra palavra; Quando o prefixo terminar por vogal e a outra palavra começar por r ou s, dobram- se essas letras. Anti-higiênico; micro-organismo; inter-regional; sub-bibliotecário; autoescola; intermunicipal; ultrassom; semirreta; minissaia.
    • Uso de hífen com prefixos: casos particulares Prefixos Regra Exemplos Sub e sob Circum e pan Ex, sem, além, aquém, recém, pós, pré, pró e vice Co diante de palavra iniciada por r diante de palavra iniciada por m, n e vogal Diante de qualquer palavra Junta-se com o segundo elemento. Se este começar por h, deve-se cortar essa letra; se começar por r ou s, dobram-se essas letras sub-região; sub-reitor; Circum-navegação; Pan-americano; Ex-aluno; Pós-graduação; Coorientador; Coabitação; Corresponsável; Cofundador;
    • Erros comuns em artigos científicos
    • Crase
      • Prep. “a” + artigo feminino;
      • Determinação: à casa de...
      • Dica (a/ao): ideia igual à que eu tenho (à ideia); pensamento igual ao que eu tenho (ao pensamento).;
      • Ver transitividade/intransitividade de um verbo: ele vai à academia (Verbo transitivo indireto).
    • Crase Casos Exemplos Exceções Exemplos Antes de palavras masculinas Chegamos a tempo Quando se subentende a expressão “a moda de” ou “a maneira de” “ Cabelo à Luís XV” (cabelo à moda de Luís XV) Antes de verbo Estar disposto a falar Antes de pronomes indefinidos e de outros “ Referiu-se a toda a situação”; “Falou a ela” Alguns pronomes admitem artigo “ Falamos à mesma pessoa” Em “a” sem “s” de plural antes de feminino plural Falo a crianças Antes de expressões formadas por palavras repetidas “ Estavam frente a frente” Não se usa crase:
    • Crase
      • Em caso de dúvida:
        • Se vou a, volto da, crase haverá;
        • Se vou a, volto de, crase para quê?
        • Ex.: Eu vou à Bahia; Volto da Bahia.
        • Eu vou a Goiânia; Volto de Goiânia.
    • Expressões com ou sem crase
      • A partir de;
      • À base de;
      • À tarde;
      • À medida que;
      • A olho nu.
    • Preposição + artigo
      • Em posição de sujeito de um verbo, não se contrai a preposição “de” com artigo ou pronome ele(s), ela(s), este(s), esta(s), isto, esse(s), essa(s), aquele(s), aquela(s) e aquilo: isso não depende dele ; isso não depende de ele aceitar;
    • Vírgula
      • Não se usa vírgula entre sujeito e verbo ou entre verbo e seu complemento: “O minicurso começou às 10h”;
      • Aposto: “O minicurso sobre a nova ortografia, realizado na biblioteca da farmácia, começou às 10h”. Obs.: “O minicurso realizado na biblioteca começou às 10h”;
      • Obs.: travessão e parênteses geralmente amenizam o uso exagerado de vírgula em um período.
    • Ponto e vírgula
      • Marca pausa maior que a vírgula e menor que a do ponto: “Nos dias de hoje, é preciso andar com cautela; antigamente, a vida era mais tranquila”
      • Pode ser usado antes de conjunções adversativas (mas, porém, todavia, entretanto, etc.): “Nossa intenção é ajudá-los; por isso estamos aqui”;
      • Para separar os diversos itens de uma enumeração:
        • farmácias;
        • drogarias;
        • hospitais.
    • Coesão
      • Perífrase ou antonomásia  - expressão que caracteriza o lugar, a coisa ou a pessoa a que se faz referência.
      • Ex.: O Rio de Janeiro é uma das cidades mais importantes do Brasil. A cidade maravilhosa é conhecida mundialmente por suas belezas naturais, hospitalidade e carnaval.
      • Palavras ou expressões sinônimas ou quase sinônimas
      • Ex.: Os automóveis colocados à venda durante a exposição não obtiveram muito sucesso. Isso talvez tenha ocorrido porque os carros não estavam em um lugar de destaque no evento.
      • Nominalizações  - uso de um substantivo que remete a um verbo enunciado anteriormente. Também pode ocorrer o contrário: um verbo retomar um substantivo já enunciado.
      • Ex.: A moça foi declarar-se culpada do crime. Essa
      • declaração , entretanto, não foi aceita pelo juiz responsável pelo caso.
      • Pronomes   - todos os tipos de pronomes podem funcionar como recurso de referência a termos ou expressões anteriormente empregados.
      • Ex.: Vitaminas fazem bem à saúde, mas não devemos tomá- las sem a devida orientação .
      Coesão
    • Coesão
      • Numerais  - as expressões quantitativas, em algumas circunstâncias, retomam dados anteriores em uma relação de coesão.
      • Ex.: Foram divulgados dois avisos: o primeiro era para os alunos e o segundo cabia à administração do colégio.
      • Elipse  - omissão de um termo ou expressão que pode ser facilmente depreendida em seu sentido pelas referências do contexto.
      • Ex.: O diretor foi o primeiro a chegar à sala. Abriu as janelas e começou a arrumar tudo para a assembleia com os acionistas.
    • Coesão
      • Repetição de parte do nome próprio
      • Ex: Machado de Assis revelou-se como um dos maiores contistas da literatura brasileira. A vasta produção de Machado garante a diversidade temática e a oferta de variados títulos.
      • Metonímia   - substitui uma palavra por outra, fundamentada em uma relação de contiguidade semântica.
      • Ex.: O governo tem demonstrado preocupação com os índices de inflação. O Planalto não revelou ainda a taxa deste mês.
    • Coesão
      • Anexo, em anexo ou no anexo?
      • Significado semântico: preso, ligado, ajuntado
      • Funções sintáticas :
      • a)Anexo = adjetivo
      • b)Em anexo = locução adverbial de modo
      • c)No anexo = locução adverbial de lugar
    • Coesão
      • “ Anexo”, adjetivo, concorda em gênero e número com o sujeito
      • Ex: * A carta está anex a ao e-mail;
      • * As cartas estão anex as ao e-mail;
      • * O trabalho está anex o ao e-mail.
      • “ Em anexo” e “no anexo”
      • Ex: * As cartas seguem em anexo;
      • * - Onde estão as cartas?
      • * - Estão no anexo.
    • Coesão
      • Gerundismo – São estruturas que envolvem futuro+gerúndio como “Estarei telefonando pra você amanhã”. Devem ser evitadas, pois são traduções mal feitas do inglês.
      • Estão corretas apenas quando indicam aspecto durativo.
      • Ex.: Amanhã a tarde, estarei arrumando meu armário de roupas.
      • Acredito que ela deveria estar lavando os cabelos, quando tocou a campainha .
    • Coesão
      • Pronomes demonstrativos - são utilizados na fala para situar falante e interlocutor. Dizemos este para denominar aquilo que está próximo a nós, esse , para o que está próximo ao nosso interlocutor, e aquele , para o que está distante de ambos.
      • Ex.: Você está vendo estes óculos? Sem eles não consigo ver direito nem esse gato que está no seu colo, nem aquela caixa d’água lá em cima da casa.
      • No processo de coesão textual, utilizamos esses pronomes para retomar termos das orações anteriores. Pode-se utilizar essas ou estas , mas ultimamente tem sido mais usado o primeiro termo, pelo motivo de clareza.
    • Coesão
      • (N)Este(a)(s) é muitas vezes usado para se referir ao documento que está sendo escrito.
      • Ex.: Neste relatório, estão discriminadas as compras de janeiro e fevereiro.
      • Entre ele e mim - depois de preposição, não se emprega o pronome eu . Dizemos, então: entre mim e ele, sem mim e ela;
      • Para mim, para eu fazer
      • Na frase “Esse contrato é para mim, e este é para você.”, o pronome mim é apenas uma unidade lexical regida pela preposição para . Já em “Esse contrato é para eu assinar”, a preposição para rege o verbo (assinar). Lembrete: Sempre quando houver dúvida, lembrar “ Mim não fazer nada, uga-buga”!
    • Coesão
      • Onde e aonde – O a de aonde equivale à preposição para , ou seja, a palavra pode ser substituída por para onde (indica movimento). Isso vale tanto para situações de perguntas, ou quando esses pronomes têm função relativa.
      • Ex.: O lugar onde ele mora é calmo.
      • O lugar aonde ele vai fica longe. (O lugar para onde ele vai fica longe).
      • Onde você mora? Aonde você vai? ( Para onde você vai?)
    • Preposições
      • Ao encontro de, de encontro a - Ao encontro de significa união. Ex.: “Suas ideias vêm ao encontro das minhas”, quer dizer que as ideias se unem.
      • Já de encontro a significa o contrário, significa oposição, choque. Ex.: “Suas ideias vêm de encontro às minhas.”
      • A princípio , e princípio - A princípio é utilizada em textos narrativos, para assinalar um evento anterior a um outro que vem depois. Ex.: Li a carta, mal a princípio e não toda, depois fui lendo melhor.
      • Em princípio é utilizada em textos argumentativos/dissertativos e serve para destacar uma ideia. Ex.: A humanidade estava por demais adiantada para que se pudesse ainda defender, em princípio , a escravidão, como o haviam feito nos Estados Unidos.
    • Preposições
      • Através de, por meio de - Através de significa de lado a lado, atravessadamente.
      • Ex.: Vi a luz através da vidraça.
      • O homem, através dos séculos , vem criando uma ciência cada vez mais eficaz.
      • Apesar de já dicionarizada, esta locução ainda não é usada na língua padrão com o sentido de por meio de , como na frase “Conheci Arthur através de Pedro” – pois foi por meio de , por intervenção de Pedro que o conheci, e não através dele, como se fosse uma janela!
    • Concordância nominal
      • Adjetivos (gênero e número) :
        • somente o último elemento dos compostos varia: mulheres todo-poderosas, olhos verde-claros;
        • Porém , compostos indicadores de cor não variam se o segundo elemento for substantivo: automóveis verde-folha, sapatilhas azul-piscina;
        • substantivo indicador de cor não varia: blusas limão, gravatas laranja, almofadas rosa.
    • Concordância nominal
      • Adjetivo modificando mais de um substantivo
      • a-) Adjetivo posposto a mais de um substantivo – ou concorda com todos os substantivos (Vimos um boi e uma vaca malhados), ou concorda apenas com o último substantivo (Vimos um boi e uma vaca malhada).
      • b-) Adjetivo anteposto a mais de um substantivo – pode concordar com todos os substantivos ou apenas o mais próximo, sendo que em ambos os casos o adjetivo afetará a todos: Apreciava bastante o(s) excelente(s) uísque e vinho do senador.
      • c-) Dois adjetivos modificando um substantivo –estando o substantivo no singular ou no plural, os adjetivos ficam no singular: O(s) serviço(s) interno e externo.
    • Concordância nominal
      • Adjetivo (gênero e número) :
        • Particípios verbais - concordam sempre com seus sujeitos: As viagens tinham sido suspensas; Completados os preparativos, iniciamos a viagem.
        • Predicativo - concorda normalmente com o substantivo modificado por ele, ou seja, pelo sujeito ou objeto: O aluno e a aluna estão reprovad os ; ficou reprovada a aluna e o aluno; ficaram reprovados a aluna e o aluno;
        • Antônimos (plural obrigatoriamente): amor e ódio eterno s;
        • Quando o sentido exige: Vimos uma vaca e uma planta aquática.
    • Concordância nominal
      • Numerais :
        • Se não houver repetição do artigo, o plural é obrigatório: a primeira e segunda séries;
        • Se o substantivo aparecer anteposto aos numerais, o plural é obrigatório: as séries primeira e segunda do segundo grau;
        • Quando dois ou mais adjetivos modificam um mesmo substantivo, duas concordâncias são corretas: as bandeiras brasileira e inglesa; a bandeira brasileira e a inglesa.
    • Outros casos de concordância nominal
      • É proibido – quando o artigo do substantivo não é definido, o adjetivo não declina: É proibido entrada de pessoas estranhas;
      • Quando defini-se, há declinação de acordo com o substantivo: É proibida a entrada de pessoas estranhas;
      • Meio, bastante, menos - meio e bastante, quando se referem a um substantivo, devem concordar com ele. Quando funcionarem como advérbios, permanecerão invariáveis. "Menos" é sempre invariável: Conversei bastante(intensidade) com eles; Conversei com bastantes pessoas ; Tomou meia garrafa de vinho; Ela estava meio(um pouco) aborrecida ;
      • Expressão Tal qual : o primeiro elemento concorda com o antecedente e o segundo, com o consequente: Essa menina é tal qual a mãe ; Essas meninas são tais qual a mãe ; Essa menina é tal quais os pais .
    • Concordância verbal
      • Regra geral :
      • O verbo concorda com o sujeito em número e pessoa.
      • Ex :
      • O técnico escalou o time.
      • Os técnicos escalaram os times.
    • Concordância verbal
      • Sujeito composto :
      • a)  anteposto :  verbo no plural, pois concorda obrigatoriamente com ambos os sujeitos.
      • O técnico e os jogadores/ chegaram ontem a São Paulo.
      • b)  posposto : verbo concorda com o mais próximo ou fica no plural.
      • Chegou(aram) ontem/ o técnico e os jogadores.
    • Concordância verbal d)  com núcleos em correlação : verbo concorda com o mais próximo ou fica no plural. O cientista assim como o médico/ pesquisa(m) a causa do mal. e)  ligado por COM : vai para o plural ou concorda com o primeiro se o que se pretende é enfatizá-lo. O maestro com a orquestra /executaram (executou) a peça clássica.
    • Concordância Verbal f)  ligado por NEM :  verbo fica no singular ou no plural indiferentemente. Nem Paulo nem Maria / conquistaram ( conquistou ) a simpatia de Joana.
    • Concordância Verbal g)  ligado por OU : verbo no singular ou plural, dependendo do valor do OU. Valdir ou Leão / será o goleiro titular (um dos dois). João ou Maria / resolveram o problema (talvez os dois). O policial ou os policiais/ prenderam o perigoso assassino (concorda com o mais próximo). h) Seguido de "tudo", "nada", "ninguém", "nenhum", "cada um” : verbo no singular. Desvios, fraudes, roubos, tudo / acontecia naquele país.
    • Concordância Verbal
      • Sujeito constituído por :
      • a) um e outro, nem um nem outro : verbo fica no singular ou no plural.
      • Um e outro médico/ descobriu(ram) a cura do mal.
      • b) um ou outro : verbo fica no singular ou no plural.
      • Nem um nem outro problema propostos / foi(ram) resolvido(s).
    • Concordância Verbal c) expressões de sentido quantitativo seguidas de nome plural : verbo no singular ou plural. A maioria dos candidatos conseguiu(iram) aprovação. A maioria dos homens era(m) brasileiros. d) concordância com números percentuais : a concordância deve ser feita com o número: Sessenta por cento da população reprovaram a conduta do governador. e) coletivo geral : verbo no singular. A multidão / invadiu o campo depois do jogo. f) expressões que indicam quantidade aproximada seguida de numeral : verbo concorda com o substantivo. Cerca de dez jogadores / participaram da briga.
    • Concordância Verbal g) pronomes (indefinidos ou interrogativos) seguidos de pronome : verbo no singular ou plural. Qual de nós / será escolhido? Poucos dentre eles / serão chamados pelo Exército. Alguns de nós / seremos eleitos. h) palavra QUE : verbo concorda com o antecedente. Hoje sou eu que / faço o discurso. Foi ele que / escreveu o livro.
    • Concordância Verbal i) palavra QUEM : verbo na 3ª pessoa do singular. Amanhã serão eles quem / resolverá o problema. j) um dos que : verbo no singular ou plural. Foi um dos alunos desta classe que / resolveu o problema (sobre o que resolveu; não foram todos que resolveram). Seu filho foi um dos que / chegaram tarde (ele faz parte dos que chegaram tarde). k) palavras sinônimas : verbo concorda com o mais próximo ou fica no plural. Descaso e desprezo / marcou (marcaram) sua administração.
    • Concordância verbal
      • l) Expressão cada um – Cada um dos membros da expedição levava consigo um sinalizador.
      • m) Expressão mais de um – Mais de um carro apresentou problemas na largada.
    • Concordância Verbal
      • Verbos impessoais
      • Verbos que indicam fenômenos, verbo haver indicando existência ou tempo e verbos fazer e ir indicando tempo ficam sempre na 3ª pessoa do singular.
      • Durante o inverno, nevava muito (fenômeno).
      • Ainda havia muitos candidatos para a Universidade (existir).
      • Ontem fez dez anos que ela se foi (tempo).
      • Vai para dez meses que tudo terminou (tempo).
    • Concordância Verbal
      • Sujeito (nome no plural):
      • a)   com artigo singular ou sem artigo :  verbo no singular.
      • O Amazonas / deságua no Atlântico.
      • Minas Gerais / exporta minérios.
      • b)  com artigo plural :  verbo no plural. 
      • Os Estados Unidos / enviaram tropas à zona de conflito.
    • Observações finais
      • Onde/em que: “A casa onde ele mora”; “Na entrevista em que ele disse [...]”;
      • Num, numa/em um, em uma
      • A longo prazo/ em longo prazo.
    • Dicas
      • Procurar não escrever períodos curtos demais: “HIV é um vírus.”; “HIV é um vírus que [...]”;
      • Procurar não escrever períodos longos demais: “O vírus da imunodeficiência humana (VIH), também conhecido por HIV (sigla em inglês para human imunodeficiency virus ), é da família dos retrovírus e o responsável pela SIDA (AIDS) e essa designação contém pelo menos duas subcategorias de vírus, o HIV-1 e o HIV-2, sendo que os dois têm a mesma ação no organismo humano, mas o HIV-2 produz menos partículas virais que o HIV-1 e é mais comum na África Subsaariana e bem incomum em todo o resto do mundo”.
    • Revisão
        • Farmacopéia;
        • Fiéis;
        • Européia;
        • Celulóide;
        • Dói (doer);
        • enjôo;
        • Lêem;
        • Pára (parar);
        • Ele mantém;
        • Eles mantêm.
      Acentuação – Verdadeiro ou falso?
        • Anti-inflamatório;
        • Autoescola;
        • Autorretrato;
        • Super-resistente;
        • Micro-organismo;
        • Sobre-humano;
        • Ultrassom;
        • Coorientador;
        • malsucedido;
        • Mal-estar;
        • Mal-humorado;
        • Reavaliar;
        • Reescrever;
        • Bem-educado;
        • Pré-natal;
        • Pró-reitor;
        • Recém-nascido;
      Hífen - Verdadeiro ou Falso?
        • Falo as crianças;
        • Falo às crianças;
        • Falo a crianças;
        • Isso é feito à base de [...];
        • A festa foi feita a antiga;
        • Eu vou a faculdade;
        • Eu dou aula aqueles que querem aprender
        • Eu li aquele texto que ele pediu.
      Crase – Verdadeiro ou Falso?
        • “ Fantástico , programa da rede globo começa às [...]”;
        • “ Eu falei a verdade; ela não quis me ouvir”;
        • “ Preciso comprar um carro mas não tenho dinheiro”;
        • “ Quem quer ser professor, precisa de estudo”;
        • “ Você quer tomar suco; refrigerante ou cerveja?”.
      Pontuação – Verdadeiro ou Falso?
        • “ A porta se abriu e apareceu uma menina . A menina tinha olhos azuis e longos cabelos dourados”;
        • “ Vou atender ao seu pedido . Mas só vou atender ao seu pedido porque sou seu amigo”.
        • “ Marta, Lúcia e Inês são esportistas. Marta joga tênis, Lúcia basquete e Inês pratica natação”;
        • “ Vimos o carro do ministro aproximar-se. Alguns minutos depois, o carro estacionava diante do Palácio do Governo”;
      Coesão (reformular) :
        • “ É proibid o entrada de menores”;
        • É proibid a a entrada de menores”;
        • “ Visitei bastante cidades europeias”;
        • “ As escovas azul e amarela”;
        • “ A escova azul e a amarela”.
      Concordância nominal – Verdadeiro ou Falso?
        • “ Um bando de pássaros / pousou na árvore”;
        • “ Trinta por cento da produção/ serão exportados”;
        • “ Trinta por cento da produção / será exportada”;
        • “ Os trinta por cento da produção / serão exportados”;
        • “ A mãe com a filha / estiveram no baile”;
        • “ Luís ou Manuel / casará com Teresa”.
      Concordância verbal – Verdadeiro ou Falso?
    • Referência
      • ABREU, A. S. Gramática mínima : para o domínio da língua padrão. Cotia, SP: Ateliê Editorial, 2003.