Ortografia novo
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
2,031
On Slideshare
2,031
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
45
Comments
0
Likes
1

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Edição: Alice Maria P. Girolineto Lilian Maia Pereira de Jesus Créditos: Thaís de Souza Matos Ticiani Meneses de Araujo Nova ortografia e erros comuns em artigos científicos
  • 2. Nova ortografia
  • 3. Letra maiúscula Nomes de doenças, exceto em posição inicial de frase, não são escritos com letra inicial maiúscula: [...] diabetes mellitus.
  • 4. Acentuação gráfica Tipos Exemplos Oxítona Café Paroxítona Saída Proparoxítona Exército Tipos Exemplos
    • Ditongo
    • Crescente
    • Decrescente
    Goe-la Pai Tritongo Pa-ra-guai Hiato Ba-ú
  • 5. Acentuação gráfica das palavras oxítonas
    • Nas vogais abertas a , e e o seguidas ou não de s e em/ens : já, é, paletós;
    • Em formas verbais que se tornam oxítonas terminadas pela vogal aberta a em virtude da conjugação com os pronomes –lo(s) ou la(s) : amá-la, julgá-lo;
    • Em formas verbais que se tornaram oxítonas terminadas por vogais fechadas e ou o em virtude da conjugação com os pronomes –lo(s) ou –la(s) : tê-la, compô-la;
    • Por: preposição / p ô r: verbo;
  • 6. Acentuação gráfica das palavras paroxítonas: acento agudo Obs .: no plural, geralmente seguem as mesmas regras, exceto quando se transformam em proparoxítonas. Ex.: açúcares. Terminação A, e, o (abertas), i e u L Lavável N Éden X Tórax Ps Bíceps R Açúcar à (s) Órfã (s) Ão (s) Sótão (s) Ei (s) Jóquei (s) I (s) Júri (s) Um, uns Álbum/Álbuns Us Vírus
  • 7. Acentuação gráfica das palavras paroxítonas Ditongo: éi , éu e ói NÃO recebem acento quando em palavras paroxítonas: farmacopeia; flavonoide.
  • 8. Acentuação gráfica das palavras paroxítonas: acento circunflexo Obs .: no plural, geralmente seguem as mesmas regras, exceto quando se transformam em proparoxítonas. Ex.: cânceres. Terminação A, e e o (fechados) L Cônsul N Plâncton R Câncer X Ônix Ão (s) Bênção Eis Têxteis I (s) Mênfis Us Vênus
  • 9. Acentuação gráfica das palavras paroxítonas: outros casos
    • Pode: 3ª p. sing. pres. ind. / pôde: 3ª p. sing. pret. perf. ind. ;
    • Verbos crer , dar , ler e ver não recebem acento circunflexo na 3ª p. pl. pres. Ind. ou subj.: creem, leem, veem, releem; NÃO confundir com as formas da 3ª p. pl. dos verbos ter , manter e reter : eles têm/mantêm/retêm;
    • Paroxítonas terminadas em oo não recebem mais acento: enjoo, voo;
    • Pára (verbo) não recebe mais acento (para: verbo e preposição).
  • 10. Acento das vogais tônicas i e u das palavras oxítonas e paroxítonas
    • I e u , quando representam, em posição tônica, a segunda vogal de um hiato, desde que não estejam seguidos de l , m , n , nh , r e z , recebem acento agudo: país, MAS rainha, ruim; Osb: ciúmes.
    • Não recebem acento agudo as palavras paroxítonas cujas vogais tônicas i e u são precedidas de ditongo decrescente: feiura.
  • 11. Acentuação gráfica das palavras proparoxítonas
    • TODAS as proparoxítonas são acentuadas: tomógrafo, psicólogo, ânimo.
  • 12. Acento grave
    • Prep. a + artigo feminino: à (s);
    • Prep. a + demonstrativo aquele (s), aquela (s), aquilo: àquela (s)
    • “ Deve-se dar àquele que nada tem”.
  • 13. Trema
    • O trema é inteiramente suprimido em palavras portuguesas ou aportuguesadas: tranquilo;
    • Conserva-se, no entanto, em palavras derivadas de nomes próprios estrangeiros: m ü lleriano (de M ü ller).
  • 14. Hífen
    • Palavras compostas sem elementos de ligação: pé de moleque, arco-íris, guada-chuva; MAS paraquedas (porque se perdeu a noção de composição);
    • OBS .: palavras compostas que designam espécies botânicas e zoológicas: batata-inglesa, bem-te-vi;
    • Quando bem ou mal forem seguidas de vogal ou h: bem-humorado, mal-estar;
    • Quando mal significa doença, usa-se o hífen se não houver elemento de ligação. Ex.: mal-francês; mal de lázaro, mal de sete dias.
  • 15. Uso de hífen com prefixo Prefixo Regra Exemplos Anti, super, ultra, sub, etc, e elementos que podem funcionar como prefixo ( aero, agro, auto, eletro, geo, hidro, macro, micro, mini, multi, neo etc). Diante de h; Diante de prefixo terminado com a mesma letra com que se inicia a outra palavra; Diante de prefixo terminado com letra diferente daquela com que se inicia a outra palavra; Quando o prefixo terminar por vogal e a outra palavra começar por r ou s, dobram- se essas letras. Anti-higiênico; micro-organismo; inter-regional; sub-bibliotecário; autoescola; intermunicipal; ultrassom; semirreta; minissaia.
  • 16. Uso de hífen com prefixos: casos particulares Prefixos Regra Exemplos Sub e sob Circum e pan Ex, sem, além, aquém, recém, pós, pré, pró e vice Co diante de palavra iniciada por r diante de palavra iniciada por m, n e vogal Diante de qualquer palavra Junta-se com o segundo elemento. Se este começar por h, deve-se cortar essa letra; se começar por r ou s, dobram-se essas letras sub-região; sub-reitor; Circum-navegação; Pan-americano; Ex-aluno; Pós-graduação; Coorientador; Coabitação; Corresponsável; Cofundador;
  • 17. Erros comuns em artigos científicos
  • 18. Crase
    • Prep. “a” + artigo feminino;
    • Determinação: à casa de...
    • Dica (a/ao): ideia igual à que eu tenho (à ideia); pensamento igual ao que eu tenho (ao pensamento).;
    • Ver transitividade/intransitividade de um verbo: ele vai à academia (Verbo transitivo indireto).
  • 19. Crase Casos Exemplos Exceções Exemplos Antes de palavras masculinas Chegamos a tempo Quando se subentende a expressão “a moda de” ou “a maneira de” “ Cabelo à Luís XV” (cabelo à moda de Luís XV) Antes de verbo Estar disposto a falar Antes de pronomes indefinidos e de outros “ Referiu-se a toda a situação”; “Falou a ela” Alguns pronomes admitem artigo “ Falamos à mesma pessoa” Em “a” sem “s” de plural antes de feminino plural Falo a crianças Antes de expressões formadas por palavras repetidas “ Estavam frente a frente” Não se usa crase:
  • 20. Crase
    • Em caso de dúvida:
      • Se vou a, volto da, crase haverá;
      • Se vou a, volto de, crase para quê?
      • Ex.: Eu vou à Bahia; Volto da Bahia.
      • Eu vou a Goiânia; Volto de Goiânia.
  • 21. Expressões com ou sem crase
    • A partir de;
    • À base de;
    • À tarde;
    • À medida que;
    • A olho nu.
  • 22. Preposição + artigo
    • Em posição de sujeito de um verbo, não se contrai a preposição “de” com artigo ou pronome ele(s), ela(s), este(s), esta(s), isto, esse(s), essa(s), aquele(s), aquela(s) e aquilo: isso não depende dele ; isso não depende de ele aceitar;
  • 23. Vírgula
    • Não se usa vírgula entre sujeito e verbo ou entre verbo e seu complemento: “O minicurso começou às 10h”;
    • Aposto: “O minicurso sobre a nova ortografia, realizado na biblioteca da farmácia, começou às 10h”. Obs.: “O minicurso realizado na biblioteca começou às 10h”;
    • Obs.: travessão e parênteses geralmente amenizam o uso exagerado de vírgula em um período.
  • 24. Ponto e vírgula
    • Marca pausa maior que a vírgula e menor que a do ponto: “Nos dias de hoje, é preciso andar com cautela; antigamente, a vida era mais tranquila”
    • Pode ser usado antes de conjunções adversativas (mas, porém, todavia, entretanto, etc.): “Nossa intenção é ajudá-los; por isso estamos aqui”;
    • Para separar os diversos itens de uma enumeração:
      • farmácias;
      • drogarias;
      • hospitais.
  • 25. Coesão
    • Perífrase ou antonomásia  - expressão que caracteriza o lugar, a coisa ou a pessoa a que se faz referência.
    • Ex.: O Rio de Janeiro é uma das cidades mais importantes do Brasil. A cidade maravilhosa é conhecida mundialmente por suas belezas naturais, hospitalidade e carnaval.
    • Palavras ou expressões sinônimas ou quase sinônimas
    • Ex.: Os automóveis colocados à venda durante a exposição não obtiveram muito sucesso. Isso talvez tenha ocorrido porque os carros não estavam em um lugar de destaque no evento.
  • 26.
    • Nominalizações  - uso de um substantivo que remete a um verbo enunciado anteriormente. Também pode ocorrer o contrário: um verbo retomar um substantivo já enunciado.
    • Ex.: A moça foi declarar-se culpada do crime. Essa
    • declaração , entretanto, não foi aceita pelo juiz responsável pelo caso.
    • Pronomes   - todos os tipos de pronomes podem funcionar como recurso de referência a termos ou expressões anteriormente empregados.
    • Ex.: Vitaminas fazem bem à saúde, mas não devemos tomá- las sem a devida orientação .
    Coesão
  • 27. Coesão
    • Numerais  - as expressões quantitativas, em algumas circunstâncias, retomam dados anteriores em uma relação de coesão.
    • Ex.: Foram divulgados dois avisos: o primeiro era para os alunos e o segundo cabia à administração do colégio.
    • Elipse  - omissão de um termo ou expressão que pode ser facilmente depreendida em seu sentido pelas referências do contexto.
    • Ex.: O diretor foi o primeiro a chegar à sala. Abriu as janelas e começou a arrumar tudo para a assembleia com os acionistas.
  • 28. Coesão
    • Repetição de parte do nome próprio
    • Ex: Machado de Assis revelou-se como um dos maiores contistas da literatura brasileira. A vasta produção de Machado garante a diversidade temática e a oferta de variados títulos.
    • Metonímia   - substitui uma palavra por outra, fundamentada em uma relação de contiguidade semântica.
    • Ex.: O governo tem demonstrado preocupação com os índices de inflação. O Planalto não revelou ainda a taxa deste mês.
  • 29. Coesão
    • Anexo, em anexo ou no anexo?
    • Significado semântico: preso, ligado, ajuntado
    • Funções sintáticas :
    • a)Anexo = adjetivo
    • b)Em anexo = locução adverbial de modo
    • c)No anexo = locução adverbial de lugar
  • 30. Coesão
    • “ Anexo”, adjetivo, concorda em gênero e número com o sujeito
    • Ex: * A carta está anex a ao e-mail;
    • * As cartas estão anex as ao e-mail;
    • * O trabalho está anex o ao e-mail.
    • “ Em anexo” e “no anexo”
    • Ex: * As cartas seguem em anexo;
    • * - Onde estão as cartas?
    • * - Estão no anexo.
  • 31. Coesão
    • Gerundismo – São estruturas que envolvem futuro+gerúndio como “Estarei telefonando pra você amanhã”. Devem ser evitadas, pois são traduções mal feitas do inglês.
    • Estão corretas apenas quando indicam aspecto durativo.
    • Ex.: Amanhã a tarde, estarei arrumando meu armário de roupas.
    • Acredito que ela deveria estar lavando os cabelos, quando tocou a campainha .
  • 32. Coesão
    • Pronomes demonstrativos - são utilizados na fala para situar falante e interlocutor. Dizemos este para denominar aquilo que está próximo a nós, esse , para o que está próximo ao nosso interlocutor, e aquele , para o que está distante de ambos.
    • Ex.: Você está vendo estes óculos? Sem eles não consigo ver direito nem esse gato que está no seu colo, nem aquela caixa d’água lá em cima da casa.
    • No processo de coesão textual, utilizamos esses pronomes para retomar termos das orações anteriores. Pode-se utilizar essas ou estas , mas ultimamente tem sido mais usado o primeiro termo, pelo motivo de clareza.
  • 33. Coesão
    • (N)Este(a)(s) é muitas vezes usado para se referir ao documento que está sendo escrito.
    • Ex.: Neste relatório, estão discriminadas as compras de janeiro e fevereiro.
    • Entre ele e mim - depois de preposição, não se emprega o pronome eu . Dizemos, então: entre mim e ele, sem mim e ela;
    • Para mim, para eu fazer
    • Na frase “Esse contrato é para mim, e este é para você.”, o pronome mim é apenas uma unidade lexical regida pela preposição para . Já em “Esse contrato é para eu assinar”, a preposição para rege o verbo (assinar). Lembrete: Sempre quando houver dúvida, lembrar “ Mim não fazer nada, uga-buga”!
  • 34. Coesão
    • Onde e aonde – O a de aonde equivale à preposição para , ou seja, a palavra pode ser substituída por para onde (indica movimento). Isso vale tanto para situações de perguntas, ou quando esses pronomes têm função relativa.
    • Ex.: O lugar onde ele mora é calmo.
    • O lugar aonde ele vai fica longe. (O lugar para onde ele vai fica longe).
    • Onde você mora? Aonde você vai? ( Para onde você vai?)
  • 35. Preposições
    • Ao encontro de, de encontro a - Ao encontro de significa união. Ex.: “Suas ideias vêm ao encontro das minhas”, quer dizer que as ideias se unem.
    • Já de encontro a significa o contrário, significa oposição, choque. Ex.: “Suas ideias vêm de encontro às minhas.”
    • A princípio , e princípio - A princípio é utilizada em textos narrativos, para assinalar um evento anterior a um outro que vem depois. Ex.: Li a carta, mal a princípio e não toda, depois fui lendo melhor.
    • Em princípio é utilizada em textos argumentativos/dissertativos e serve para destacar uma ideia. Ex.: A humanidade estava por demais adiantada para que se pudesse ainda defender, em princípio , a escravidão, como o haviam feito nos Estados Unidos.
  • 36. Preposições
    • Através de, por meio de - Através de significa de lado a lado, atravessadamente.
    • Ex.: Vi a luz através da vidraça.
    • O homem, através dos séculos , vem criando uma ciência cada vez mais eficaz.
    • Apesar de já dicionarizada, esta locução ainda não é usada na língua padrão com o sentido de por meio de , como na frase “Conheci Arthur através de Pedro” – pois foi por meio de , por intervenção de Pedro que o conheci, e não através dele, como se fosse uma janela!
  • 37. Concordância nominal
    • Adjetivos (gênero e número) :
      • somente o último elemento dos compostos varia: mulheres todo-poderosas, olhos verde-claros;
      • Porém , compostos indicadores de cor não variam se o segundo elemento for substantivo: automóveis verde-folha, sapatilhas azul-piscina;
      • substantivo indicador de cor não varia: blusas limão, gravatas laranja, almofadas rosa.
  • 38. Concordância nominal
    • Adjetivo modificando mais de um substantivo
    • a-) Adjetivo posposto a mais de um substantivo – ou concorda com todos os substantivos (Vimos um boi e uma vaca malhados), ou concorda apenas com o último substantivo (Vimos um boi e uma vaca malhada).
    • b-) Adjetivo anteposto a mais de um substantivo – pode concordar com todos os substantivos ou apenas o mais próximo, sendo que em ambos os casos o adjetivo afetará a todos: Apreciava bastante o(s) excelente(s) uísque e vinho do senador.
    • c-) Dois adjetivos modificando um substantivo –estando o substantivo no singular ou no plural, os adjetivos ficam no singular: O(s) serviço(s) interno e externo.
  • 39. Concordância nominal
    • Adjetivo (gênero e número) :
      • Particípios verbais - concordam sempre com seus sujeitos: As viagens tinham sido suspensas; Completados os preparativos, iniciamos a viagem.
      • Predicativo - concorda normalmente com o substantivo modificado por ele, ou seja, pelo sujeito ou objeto: O aluno e a aluna estão reprovad os ; ficou reprovada a aluna e o aluno; ficaram reprovados a aluna e o aluno;
      • Antônimos (plural obrigatoriamente): amor e ódio eterno s;
      • Quando o sentido exige: Vimos uma vaca e uma planta aquática.
  • 40. Concordância nominal
    • Numerais :
      • Se não houver repetição do artigo, o plural é obrigatório: a primeira e segunda séries;
      • Se o substantivo aparecer anteposto aos numerais, o plural é obrigatório: as séries primeira e segunda do segundo grau;
      • Quando dois ou mais adjetivos modificam um mesmo substantivo, duas concordâncias são corretas: as bandeiras brasileira e inglesa; a bandeira brasileira e a inglesa.
  • 41. Outros casos de concordância nominal
    • É proibido – quando o artigo do substantivo não é definido, o adjetivo não declina: É proibido entrada de pessoas estranhas;
    • Quando defini-se, há declinação de acordo com o substantivo: É proibida a entrada de pessoas estranhas;
    • Meio, bastante, menos - meio e bastante, quando se referem a um substantivo, devem concordar com ele. Quando funcionarem como advérbios, permanecerão invariáveis. "Menos" é sempre invariável: Conversei bastante(intensidade) com eles; Conversei com bastantes pessoas ; Tomou meia garrafa de vinho; Ela estava meio(um pouco) aborrecida ;
    • Expressão Tal qual : o primeiro elemento concorda com o antecedente e o segundo, com o consequente: Essa menina é tal qual a mãe ; Essas meninas são tais qual a mãe ; Essa menina é tal quais os pais .
  • 42. Concordância verbal
    • Regra geral :
    • O verbo concorda com o sujeito em número e pessoa.
    • Ex :
    • O técnico escalou o time.
    • Os técnicos escalaram os times.
  • 43. Concordância verbal
    • Sujeito composto :
    • a)  anteposto :  verbo no plural, pois concorda obrigatoriamente com ambos os sujeitos.
    • O técnico e os jogadores/ chegaram ontem a São Paulo.
    • b)  posposto : verbo concorda com o mais próximo ou fica no plural.
    • Chegou(aram) ontem/ o técnico e os jogadores.
  • 44. Concordância verbal d)  com núcleos em correlação : verbo concorda com o mais próximo ou fica no plural. O cientista assim como o médico/ pesquisa(m) a causa do mal. e)  ligado por COM : vai para o plural ou concorda com o primeiro se o que se pretende é enfatizá-lo. O maestro com a orquestra /executaram (executou) a peça clássica.
  • 45. Concordância Verbal f)  ligado por NEM :  verbo fica no singular ou no plural indiferentemente. Nem Paulo nem Maria / conquistaram ( conquistou ) a simpatia de Joana.
  • 46. Concordância Verbal g)  ligado por OU : verbo no singular ou plural, dependendo do valor do OU. Valdir ou Leão / será o goleiro titular (um dos dois). João ou Maria / resolveram o problema (talvez os dois). O policial ou os policiais/ prenderam o perigoso assassino (concorda com o mais próximo). h) Seguido de "tudo", "nada", "ninguém", "nenhum", "cada um” : verbo no singular. Desvios, fraudes, roubos, tudo / acontecia naquele país.
  • 47. Concordância Verbal
    • Sujeito constituído por :
    • a) um e outro, nem um nem outro : verbo fica no singular ou no plural.
    • Um e outro médico/ descobriu(ram) a cura do mal.
    • b) um ou outro : verbo fica no singular ou no plural.
    • Nem um nem outro problema propostos / foi(ram) resolvido(s).
  • 48. Concordância Verbal c) expressões de sentido quantitativo seguidas de nome plural : verbo no singular ou plural. A maioria dos candidatos conseguiu(iram) aprovação. A maioria dos homens era(m) brasileiros. d) concordância com números percentuais : a concordância deve ser feita com o número: Sessenta por cento da população reprovaram a conduta do governador. e) coletivo geral : verbo no singular. A multidão / invadiu o campo depois do jogo. f) expressões que indicam quantidade aproximada seguida de numeral : verbo concorda com o substantivo. Cerca de dez jogadores / participaram da briga.
  • 49. Concordância Verbal g) pronomes (indefinidos ou interrogativos) seguidos de pronome : verbo no singular ou plural. Qual de nós / será escolhido? Poucos dentre eles / serão chamados pelo Exército. Alguns de nós / seremos eleitos. h) palavra QUE : verbo concorda com o antecedente. Hoje sou eu que / faço o discurso. Foi ele que / escreveu o livro.
  • 50. Concordância Verbal i) palavra QUEM : verbo na 3ª pessoa do singular. Amanhã serão eles quem / resolverá o problema. j) um dos que : verbo no singular ou plural. Foi um dos alunos desta classe que / resolveu o problema (sobre o que resolveu; não foram todos que resolveram). Seu filho foi um dos que / chegaram tarde (ele faz parte dos que chegaram tarde). k) palavras sinônimas : verbo concorda com o mais próximo ou fica no plural. Descaso e desprezo / marcou (marcaram) sua administração.
  • 51. Concordância verbal
    • l) Expressão cada um – Cada um dos membros da expedição levava consigo um sinalizador.
    • m) Expressão mais de um – Mais de um carro apresentou problemas na largada.
  • 52. Concordância Verbal
    • Verbos impessoais
    • Verbos que indicam fenômenos, verbo haver indicando existência ou tempo e verbos fazer e ir indicando tempo ficam sempre na 3ª pessoa do singular.
    • Durante o inverno, nevava muito (fenômeno).
    • Ainda havia muitos candidatos para a Universidade (existir).
    • Ontem fez dez anos que ela se foi (tempo).
    • Vai para dez meses que tudo terminou (tempo).
  • 53. Concordância Verbal
    • Sujeito (nome no plural):
    • a)   com artigo singular ou sem artigo :  verbo no singular.
    • O Amazonas / deságua no Atlântico.
    • Minas Gerais / exporta minérios.
    • b)  com artigo plural :  verbo no plural. 
    • Os Estados Unidos / enviaram tropas à zona de conflito.
  • 54. Observações finais
  • 55.
    • Onde/em que: “A casa onde ele mora”; “Na entrevista em que ele disse [...]”;
    • Num, numa/em um, em uma
    • A longo prazo/ em longo prazo.
  • 56. Dicas
    • Procurar não escrever períodos curtos demais: “HIV é um vírus.”; “HIV é um vírus que [...]”;
    • Procurar não escrever períodos longos demais: “O vírus da imunodeficiência humana (VIH), também conhecido por HIV (sigla em inglês para human imunodeficiency virus ), é da família dos retrovírus e o responsável pela SIDA (AIDS) e essa designação contém pelo menos duas subcategorias de vírus, o HIV-1 e o HIV-2, sendo que os dois têm a mesma ação no organismo humano, mas o HIV-2 produz menos partículas virais que o HIV-1 e é mais comum na África Subsaariana e bem incomum em todo o resto do mundo”.
  • 57. Revisão
  • 58.
      • Farmacopéia;
      • Fiéis;
      • Européia;
      • Celulóide;
      • Dói (doer);
      • enjôo;
      • Lêem;
      • Pára (parar);
      • Ele mantém;
      • Eles mantêm.
    Acentuação – Verdadeiro ou falso?
  • 59.
      • Anti-inflamatório;
      • Autoescola;
      • Autorretrato;
      • Super-resistente;
      • Micro-organismo;
      • Sobre-humano;
      • Ultrassom;
      • Coorientador;
      • malsucedido;
      • Mal-estar;
      • Mal-humorado;
      • Reavaliar;
      • Reescrever;
      • Bem-educado;
      • Pré-natal;
      • Pró-reitor;
      • Recém-nascido;
    Hífen - Verdadeiro ou Falso?
  • 60.
      • Falo as crianças;
      • Falo às crianças;
      • Falo a crianças;
      • Isso é feito à base de [...];
      • A festa foi feita a antiga;
      • Eu vou a faculdade;
      • Eu dou aula aqueles que querem aprender
      • Eu li aquele texto que ele pediu.
    Crase – Verdadeiro ou Falso?
  • 61.
      • “ Fantástico , programa da rede globo começa às [...]”;
      • “ Eu falei a verdade; ela não quis me ouvir”;
      • “ Preciso comprar um carro mas não tenho dinheiro”;
      • “ Quem quer ser professor, precisa de estudo”;
      • “ Você quer tomar suco; refrigerante ou cerveja?”.
    Pontuação – Verdadeiro ou Falso?
  • 62.
      • “ A porta se abriu e apareceu uma menina . A menina tinha olhos azuis e longos cabelos dourados”;
      • “ Vou atender ao seu pedido . Mas só vou atender ao seu pedido porque sou seu amigo”.
      • “ Marta, Lúcia e Inês são esportistas. Marta joga tênis, Lúcia basquete e Inês pratica natação”;
      • “ Vimos o carro do ministro aproximar-se. Alguns minutos depois, o carro estacionava diante do Palácio do Governo”;
    Coesão (reformular) :
  • 63.
      • “ É proibid o entrada de menores”;
      • É proibid a a entrada de menores”;
      • “ Visitei bastante cidades europeias”;
      • “ As escovas azul e amarela”;
      • “ A escova azul e a amarela”.
    Concordância nominal – Verdadeiro ou Falso?
  • 64.
      • “ Um bando de pássaros / pousou na árvore”;
      • “ Trinta por cento da produção/ serão exportados”;
      • “ Trinta por cento da produção / será exportada”;
      • “ Os trinta por cento da produção / serão exportados”;
      • “ A mãe com a filha / estiveram no baile”;
      • “ Luís ou Manuel / casará com Teresa”.
    Concordância verbal – Verdadeiro ou Falso?
  • 65. Referência
    • ABREU, A. S. Gramática mínima : para o domínio da língua padrão. Cotia, SP: Ateliê Editorial, 2003.