Dinâmica climática

46,474 views
46,509 views

Published on

2 Comments
14 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
46,474
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
24,562
Actions
Shares
0
Downloads
1,074
Comments
2
Likes
14
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Dinâmica climática

  1. 1. Profª RobertaGeografiahttp://geoprofessora.blogspot.com/
  2. 2. Clima e Tempo Tempo Atmosférico: se refere ao estado instantâneo da atmosfera a qualquer momento. Variações: ensolarado, chuvoso, nublado, frio, quente etc Clima: é o estado da atmosfera em uma região ao longo de um grande período de tempo (define-se normalmente o período de 30 anos). O clima é guiado pela energia do sol, influencia dos fatores climáticos e fenômenos climáticos que ocorrem na atmosfera. Variações: Clima Tropical, Clima Equatorial, Clima Árido, Clima Subtropical etc.
  3. 3. Atmosfera IONOSFERA
  4. 4. Elementos do ClimaSão as características físicas que a atmosfera possui em um determinado ponto da superfície terrestre. Temperatura(irradiação solar  fenômenos meteorológicos) Umidade do Ar(vapor de água na atmosfera  valor absoluto ou relativo) Pressão Atmosférica(Varia conforme a altitude e temperatura) Precipitação(granizo, neve, chuva)
  5. 5. Tipos de Chuvas Chuva Orográfica  Chuva de Relevo Chuva Convectiva  Chuva de Convecção Chuva de Verão  Chuva Frontal  Chuva Ciclônicas
  6. 6. Pressão Atmosférica É a força exercida pelo ar sobre a superfície terrestre. Peso do ar Varia conforme a temperatura e altitude
  7. 7. Fatores do ClimaDão características específicas ao clima de uma região.Explicam a variação dos elementos climáticos.  Mais quente Latitude  Mais frio Altitude  Variação de Maritimidade Temperatura maior Continentalidade  Menor Relevo amplitude térmica Altitude  Pressão atmosférica maior Vegetação  Menor pressão Correntes Marítimas atmosférica Massas de Ar  Mais úmido  Mais seco Urbanização
  8. 8. Circulação Atmosférica
  9. 9. Classificação ClimáticaNo Brasil, existem várias classificações climáticas, sendo uma delas feitas por Arthur Strahler e outra por Wilhem Köppen. estáticaA classificação de Köppen baseia-se fundamentalmente na temperatura, na precipitação e na distribuição de valores de temperatura e precipitação durante as estações do ano. A classificação de Strahler baseia-se nas áreas da superfície terrestre, controladas ou dominadas pelas massas de ar. dinâmica
  10. 10. Clima do Brasil: Koppen
  11. 11. Clima do Brasil: Strhaler
  12. 12. Tipos de Clima Equatorial Tropical Desértico Temperado Mediterrâneo Subtropical Frio Semiárido Polar Frio de Montanha
  13. 13. Fenômenos Climáticos El Niño Ciclone Furacão Tufão Anticiclone Tornados Monções
  14. 14. El Niño É um fenômeno atmosférico-oceânico caracterizado por um aquecimento anormal das águas superficiais no oceano Pacífico Tropical, e que pode afetar o clima regional e global, mudando os padrões de vento a nível mundial, e afetando assim, os regimes de chuva em regiões tropicais e de latitudes médias.
  15. 15. Tipos de Ventos Vento: termo genérico que identifica o ar em movimento, independente da velocidade Brisa: é um vento de pouca intensidade, que geralmente não ultrapassa os 50 km/h. Monção: começa no início de junho no sul da Índia. São ventos periódicos, típicos do sul e do sudeste da Ásia. Vendaval: vento forte com um grande poder de destruição, que chega a atingir até 100 km/h. Ocorre geralmente de madrugada e sua duração pode ser de até cinco horas. Willy-willy: nome que os ciclones recebem na Austrália e demais países do sul da Oceania. Ciclone: Caracteriza-se por uma tempestade violenta que ocorre em regiões tropicais ou subtropicais, produzida por grandes massas de ar em alta velocidade de rotação. Evidencia-se quando ventos superam os 50 km/h. Furacão: vento circular forte, com velocidade igual ou superior a 119 km/h. Os furacões são os ciclones que surgem no mar do Caribe (oceano Atlântico) ou nos Estados Unidos. Giram no sentido horário (no hemisfério sul) ou anti-horário (no hemisfério norte) e medem de 200 km a 400 km de diâmetro. Tufão: é o nome que se dá aos ciclones formados no sul da Ásia e na parte ocidental do oceano Índico, entre julho e outubro. É o mesmo que furacão, só que na região equatorial do Oceano Pacífico. Os tufões surgem no mar da China e atingem o leste asiático. Tornado: é o mais forte dos fenômenos meteorológicos, menor e mais intenso que os demais. Com alto poder de destruição, seus ventos atingem até 500 km/h. O tornado ocorre geralmente em zonas temperadas do hemisfério norte.
  16. 16. Brisas Brisa marítima - vento que sopra de dia, do mar para terra. Durante o dia, a terra aquece mais rapidamente, originando em terra baixas pressões e no mar altas pressões. Brisa terrestre - vento quesopra de noite, da terra para o mar. Durante a noite a terra arrefece mais rapidamente, formando-se aqui altas pressões, enquanto a água arrefece mais lentamente, criando-se no mar baixas pressões. Brisa da montanha - vento Brisa do vale - soprafresco e moderado que sopra à de manhã do vale para anoite do cume da montanha montanha porque os cumes para o vale porque à noite, da montanha aquecem os cumes arrefecem mais primeiro que o vale, rapidamente, formando-se aí formando-se nos cumesaltas pressões e nos vales, com baixas pressões. um arrefecimento mais lento, formam-se baixas pressões.
  17. 17. Monsões É um comportamento dos ventos determinado pela variação barométrica entre o continente e o oceano Índico. Durante o inverno no hemisfério Norte, o oceano Índico armazena calor, formando em sua superfície um centro de baixa pressão atmosférica, quando comparado ao continente. Esta situação faz com que as massas de ar circulem do continente para o oceano, formando as monções de inverno, que são secas. Mas, durante o verão, com o aquecimento do continente, os centros de baixa pressão passam a predominar nele, e isso inverte o deslocamento das massas de ar, que passam a circular do oceano para o continente, provocando chuvas torrenciais e constantes que provocam inundações e são muito úteis para a agricultura regional, que se aproveita desse período para plantar, especialmente o arroz, nas várzeas inundadas dos rios. Monções de Monções de Inverno: Verão: vento frio e seco vento quente e (monção úmido, trás chuvas continental). abundantes (monção oceânica).
  18. 18. Efeito Coriólis
  19. 19. Células de Pressão
  20. 20. Baixa Pressão – Alta Pressão
  21. 21. Referências Material didático do COC http://geoprofessora.blogspot.com/ http://www.cptec.inpe.br/ http://tudoquevocefazconta.wordpress.com/2010/09/19/atmosfera/ http://pre-vestibular.arteblog.com.br/17527/ATMOSFERA-FATORES-DO- CLIMA-E-DOMINIOS-CLIMATICOS-2/ http://acampamento.wikidot.com/clima Jogo online sobre clima: http://geoapoio.wordpress.com/2010/04/27/joga-e- aprende-os-elementos-do-clima/ Clima SC: http://clictempo.clicrbs.com.br/mclimaticasrbs/clima/

×