• Like
Rio Info 2010 - Fórum de Negócios - Oportunidades e Parcerias - Andre Medrado - 02/09/2010
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

Rio Info 2010 - Fórum de Negócios - Oportunidades e Parcerias - Andre Medrado - 02/09/2010

  • 1,401 views
Published

Rio Info 2010 - Fórum de Negócios - Oportunidades e Parcerias - 02/09/2010

Rio Info 2010 - Fórum de Negócios - Oportunidades e Parcerias - 02/09/2010

Published in Technology
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
1,401
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
24
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide
  • A atuação do BNDES visa promover o crescimento econômico do País, o aumento do PIB e a geração de emprego e renda. O BNDES também ajuda a combater a inflação. Os estudantes de economia aprendem que controle de preços se obtém através do equilíbrio entre as curvas de oferta e demanda. Mantida uma oferta constante, um aumento de demanda provoca aumento de preços. O BNDES não combate a inflação pela restrição da demanda. O BNDES atua pelo lado da oferta, proporcionando crédito para que as empresas possam elaborar planos de negócios e projetos de investimento para aumento da sua capacidade produtiva, capaz de atender a um possível aumento de demanda. O foco do BNDES é o financiamento do investimento, base do crescimento não-inflacionário. O BNDES não financia consumo, custeio ou compra de terras ou imóveis. Não financia troca de ativos, mas sim investimentos que geram riqueza e emprego.
  • O Sebrae – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas e o BNDES têm definições diferentes para classificar as micro e pequenas empresas. O SEBRAE segue o Estatuto da Micro e Pequena Empresa e o BNDES utiliza o critério de classificação de empresas do Mercosul. No critério definido no âmbito do Mercosul, microempresa é aquela que tem receita bruta anual até US$ 400 mil e pequena empresa a que tem receita bruta anual acima de US$ 400 mil e inferior a US$ 3.500 mil (adotado o câmbio de R$ 3 por US$).
  • Obter um financiamento ainda não é muito simples. O cliente precisa mostrar documentos, dar garantias, ter paciência. Pode parecer burocracia, mas o BNDES faz financiamento com dinheiro público, um dinheiro que também é seu. E precisa cuidar bem dele.
  • Intranet > Desempenho operacional > Relatórios Gerenciais das Áreas (BO) > Público

Transcript

  • 1.  
  • 2. André Medrado Departamento de Indústria Eletrônica Programa para o Desenvolvimento da Indústria de Software e Serviços de TI (BNDES - Prosoft) Rio de Janeiro, 02 de Setembro de 2010
  • 3. Missão e Visão Missão Promover o desenvolvimento sustentável e competitivo da economia brasileira, com geração de emprego e redução das desigualdades sociais e regionais. Visão Ser o Banco do desenvolvimento do Brasil, instituição de excelência, inovadora e pró-ativa ante os desafios da nossa sociedade.
  • 4. Classificação de porte MICRO até R$ 2,4 milhões PEQUENA até R$ 16 milhões MÉDIA até R$ 90 milhões MÉDIA-GRANDE até R$ 300 milhões Receita Operacional Bruta Anual M P M E GRANDE acima de R$ 300 milhões
  • 5.
    • Capacidade de pagamento
    • Cadastro comercial satisfatório
    • Em dia com as obrigações fiscais e previdenciárias
    • Não estar em regime de recuperação de crédito (antigas falência e concordata)
    • Dispor de garantias para cobrir o risco da operação
    • Cumprir a legislação ambiental
    Exigências ao beneficiário
  • 6. PROSOFT – Sub-programas PROSOFT-Empresa Financiamento aos investimentos e planos de negócios das empresas de software e serviços de TI PROSOFT-Comercialização Financiamento à comercialização, no mercado interno, de software e serviços correlatos desenvolvidos no Brasil (FINAME do Software) PROSOFT-Exportação Financiamento às exportações, nas modalidades pré- e pós-embarque, de software e serviços de TI
  • 7. PROSOFT - Objetivos
    • Fortalecer o processo de P&D e Inovação no setor
    • Ampliar a participação das empresas nacionais no mercado interno
    • Promover o crescimento de suas exportações
    • Promover a consolidação setorial
    • Fomentar a melhoria da qualidade e a certificação de produtos e processos associados ao setor
    • Promover a difusão e a crescente utilização do software nacional no Brasil e no exterior
    • Promover o crescimento e internacionalização das empresas nacionais
    • Fortalecer as operações brasileiras de multinacionais de software e serviços de TI que desenvolvam tecnologia no Brasil e/ou utilizem o país como plataforma de exportação
  • 8.
    • PROSOFT – Empresa
    • Financiamento à Empresa Nacional de Software e Serviços de TI
  • 9. PROSOFT – Empresa
    • Financiamento a Planos de Negócios de empresas de software e serviços de TI
    • Operações a partir de R$ 1 milhão (sem limite superior)
    • Beneficiárias: Empresas brasileiras, com sede e administração no país, que mantenham atividades de desenvolvimento de software e/ou de prestação de serviços de TI no Brasil.
    • Sem limite de porte ou de controle de capital
    • Relação direta com o BNDES ou indireta , via instituição financeira credenciada (IFC)
    • Possível apoio da Softex para a elaboração do Plano de Negócios
  • 10.
    • Itens financiáveis:
    • Máquinas e equipamentos novos, nacionais ou importados.
    • (sem similar nacional);
    • Aquisição e aluguel de software nacional e serviços correlatos;
    • Infra-estrutura;
    • Capacitação gerencial e tecnológica, treinamento e certificação;
    • Pesquisa e desenvolvimento de novos produtos, processos e serviços;
    • Consultoria;
    • Gastos com comercialização e marketing;
    • Internacionalização;
    • Reestruturação societária (somente para empresas brasileiras sob
    • controle nacional)
    PROSOFT – Empresa
  • 11.
    • Participação do BNDES: até 85%
    • Custos: MPME: TJLP + 1% a.a.
    • GE : - Software produto, prestação de serviços e terceirização de TI TJLP + 1,5% a.a.
    • - IT Enabled Services TJ-462 + 1% a.a. + taxa de risco de crédito
    • TJ-462 - Taxa de Juros Medida Provisória 462 = TJLP + 1,0% a.a.
    • A Taxa de Risco de Crédito é de até 3,57% a.a., conforme o risco de crédito da beneficiária.
    • OBS: Operações Indiretas Não-automáticas têm o seu custo acrescido da Remuneração da Instituição Financeira Credenciada.
    PROSOFT – Empresa
  • 12.
    • Garantias:
      • - Operação direta: até R$ 10 milhões, dispensada a constituição de garantias reais, exigida apenas fiança dos sócios controladores
      • - Operação indireta: a critério da Instituição Financeira Credenciada (IFC).
    • Capital de risco:
    • - até 40% do capital social da empresa
    • - não exige abertura de capital para MPMEs
    • Operações sujeitas a eventuais cobranças de Comissão de Estudos (0,2% do valor pleiteado).
    PROSOFT – Empresa
  • 13. Fluxo da Operação Enquadramento Comitê de Enquadramento e Crédito Análise do projeto - Área Operacional BNDES Aprovação - Diretoria BNDES Contratação - Área Operacional BNDES Liberação de Recursos e Acompanhamento Área Operacional BNDES Empresa ou SOFTEX/ Empresa ou IFC/ Empresa Recebimento do Plano de Negócios Departamento de Prioridade BNDES
  • 14.
    • PROSOFT – Comercialização
    • Financiamento à Aquisição de Software e Serviços Correlatos Desenvolvidos no Brasil
    • Apoio indireto através de IFC
  • 15. PROSOFT-Comercialização Os softwares deverão ser previamente credenciados junto ao BNDES e estarão sujeitos a verificação de origem (BNDES/MCT). O valor dos serviços é limitado a 150% do valor do software ao qual está associado. CLIENTES: Empresas brasileiras com sede e administração no país; Administração Pública, direta ou indireta . FORMAS DE APOIO: Indireto Automático. PRAZO: Até 18 meses de carência + até 24 meses de amortização. CUSTO: Taxa pré-fixada equivalente a TJLP + 1%a.a. + até 4%a.a. (remuneração da instituição financeira cadastrada) PARTICIPAÇÃO DO BNDES: Até 100% dos itens financiáveis. GARANTIAS: A critério do Agente Financeiro, observando as normas do BACEN.
  • 16. PROSOFT - Comercialização
    • Credenciamento
    • Elegíveis: indústrias de software com sede e administração no País
    • Procedimento: inicia-se através do portal do Cartão BNDES
    • Princípio auto-declaratório: indústria de software declara atendimento à regra de origem nacional (sujeito a auditoria)
  • 17. PROSOFT - Comercialização Comprador do Software - Como obter financiamento? Solicitação de financiamento na Instituição Financeira 1. Cliente solicita financiamento na Instituição Financeira; 2. IFC aprova internamente e “ monta” a operação; IFC encaminha solicitação para aprovação do BNDES 3. IFC envia solicitação (Ficha Resumo Operação FRO) ao BNDES; 4. BNDES verifica: credenciamento do SW, valores financiados e demais condições financeiras; Contratação e liberação dos recursos 5. BNDES comunica a aprovação a IFC 6. Operação é contratada; 7. Recursos liberados para empresa de SW e/ou para o Cliente;
  • 18.
    • PROSOFT – Exportação
    • Financiamento de softwares ou serviços de TI a serem exportados
  • 19. BNDES-exim PRÉ-EMBARQUE Desenvolvimento do produto no Brasil Capital de giro PÓS-EMBARQUE Comercialização Externa Desconto de títulos PROSOFT Exportação
  • 20. Objetivo Financiar a produção de bens e serviços brasileiros destinados à exportação Beneficiária Empresa exportadora, de qualquer porte, inclusive trading co., empresa comercial exportadora e cooperativa Participação Máxima Até 100% do valor FOB até 36 meses Comprovação da exportação N° dos Registros de Exportação (RE’s) Pré-embarque Prazo
  • 21. Pré-embarque - Custos 2,3% aa 1,8% aa 0,9% aa Remun. BNDES Grupos II Grupo I (bens de capital) Todos os Grupos Grupo TJ-462 (7% aa) ou TJFPE + Var.cambial TJ-462 (7% aa) ou TJFPE + Var.cambial TJLP (6% aa) ou LIBOR + Var.cambial Custo Financeiro Negociada entre a beneficiária e o agente financeiro MPME Grande empresa Grande empresa Remun. Agente Porte da Empresa
  • 22. Objetivo Financiar a comercialização no exterior de bens e serviços Beneficiária Empresa produtora e exportadora, de qualquer porte Participação Máxima Até 100% do valor em qualquer Incoterm Prazo Máximo de 12 anos Refinanciamento ao exportador, mediante desconto de título de crédito de exportação ou cessão de carta de crédito. Pós-embarque - Supplier credit
  • 23. Taxa de Desconto Custo Financeiro Remuneração do BNDES Remuneração do Banco Mandatário Taxa Final + + = 100% LIBOR + variação cambial Mínimo de 1,0% a.a. Até 1,0% flat do valor do financiamento Linhas Pós-embarque Pós-embarque - Supplier credit
  • 24. PROSOFT – Carteira e Cartão BNDES
  • 25. PROSOFT Empresa
  • 26. ORBISAT Meta => Aumentar o número de operações de renda variável PROSOFT e a BNDESPAR
  • 27. Para consultas e informações sobre as linhas de apoio financeiro: Rio de Janeiro (0xx21) 2172-8888 São Paulo (0xx11) 3512-5100 Recife (0xx81) 2172-5800 Brasília (0xx61) 3204-5600 http://www.bndes.gov.br e-mail: faleconosco@bndes.gov.br
  • 28. Cartão BNDES Mônica Abdalla RIO INFO 2010 – 02/09/2010
  • 29. Objetivo Baseado no conceito de cartão de crédito, visa financiar de forma ágil e simplificada os investimentos das MPMEs.
  • 30. Como funciona?
    • As transações são realizadas pela internet, através do Portal de Operações do Cartão BNDES (www.cartaobndes.gov.br).
    • O cartão emitido não possui tarja magnética ou chip, o que não o possibilita realizar determinados tipos de operações, como saque em caixas eletrônicos.
  • 31. Como funciona? Ambiente de Negócios Compradores MPMEs Parceiros Fornecedores Credenciados
  • 32. COMPRADORES
  • 33. Micro, Pequenas e Médias Empresas
    • Empresas brasileiras com receita bruta anual de até R$ 90 milhões;
    • Que estejam em dia com:
      • Certidão Negativa de Débito (Previdenciária)
      • Certificado de Regularidade do FGTS
      • Certidão Conjunta de Débitos Relativos a Tributos Federais e à Dívida Ativa da União
      • Comprovação de Regularidade quanto à entrega da RAIS.
    Quem pode ter o Cartão BNDES?
  • 34.
    • Limite de até R$ 1 milhão, por banco emissor
    • Prestações fixas em até 48 meses
    • Taxa de juros atrativa: 0,97% a.m. (set/10)
    • Crédito rotativo, pré-aprovado
    • Uso automático
    Vantagens
  • 35. Solicite seu Cartão www.cartaobndes.gov.br
  • 36. MPME solicita o Cartão no Site www.cartaobndes.gov.br Fluxo do Comprador Banco Emissor analisa o crédito e emite o Cartão BNDES
  • 37. Micro e pequenas empresas representam 98% dos Cartões BNDES Perfil das Empresas Compradoras Nº de Cartões 306 mil = R$ 12,3 bilhões
  • 38. FORNECEDORES
  • 39.
    • Empresas de qualquer porte;
    • Fabricantes ou distribuidores de bens de interesse das MPME (com índice de nacionalização igual ou superior a 60%).
    Fornecedor Fornecedores Credenciados
  • 40.
    • Acesso a mais de 306 mil clientes do Cartão BNDES
    • Financiamento automático para o cliente
    • Garantia de recebimento da venda
    • Indicação de distribuidores/revendedores
    • Exposição do catálogo de produtos gratuita
    Custos: Taxa de desconto de até 2,5% sobre o valor da venda. Vantagens
  • 41. www.cartaobndes.gov.br Seja um Fornecedor Credenciado* * Acesso exclusivo para fabricantes
  • 42. Credenciamento do Fornecedor Fluxo de Credenciamento Processo de Afiliação (Visita, Doc., Conta Corr.) Montagem do Catálogo de Produtos Análise Fornecedor solicita credenciamento no Portal de Operações do BNDES – Cartão BNDES
  • 43. Distribuidor/Revendedor
    • Poderá vender no Site do Cartão BNDES desde que seja indicado por fabricante(s) já credenciado(s)
    • Venderá somente os produto(s) autorizado(s) pelo fabricante que o indicou
    • As demais condições são as mesmas do fabricante
  • 44.
    • Exposição gratuita
    • Criação e manutenção são de responsabilidade exclusiva do FABRICANTE
    Catálogo de Produtos
  • 45. www.cartaobndes.gov.br Dúvidas Busca de Produtos Simulador
  • 46. Número de Cartões 3.555 Limite R$ 133,5 milhões Número de Fornecedores 1.487 Nº de Transações (venda – 12 meses) 4.302 Valor das Transações (12 meses) R$ 125,1 milhões Cartão BNDES – Software
  • 47. Número de Cartões 875 Limite R$ 30 milhões Número de Fornecedores 293 Nº de Transações (venda - 12 meses) 27.680 Valor das Transações (12 meses) R$ 184,8 milhões Cartão BNDES – Hardware
  • 48. Cartão BNDES (R$ milhões) Evolução dos desembolsos *Projeção 267 mil operações
  • 49. ITENS FINANCIÁVEIS
  • 50.
    • - Mais de 136 mil produtos cadastrados no Portal por mais de 24 mil fornecedores credenciados:
    • Máquinas, equipamentos, computadores, softwares, móveis, motocicletas, veículos pesados e etc;
    • Insumos industriais (têxtil, coureiro-calçadista, moveleiro, laminados metálicos ou plásticos, farinha de trigo, rochas ornamentais, embalagens, resinas e papel imune);
    • Autopeças e pneus novos para caminhões, ônibus, tratores e implementos rodoviários, agrícolas e industriais;
    • Materiais para construção civil.
    • Serviços Tecnológicos
    O que pode ser financiado?
  • 51.
    • Avaliação MEDE-PROS
    • Fornecedores: Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer (CTI) e sua rede credenciada
    • Avaliação CMMI
    • Fornecedores: instituições avaliadoras do CMMI credenciadas pela Software Engineering Institute (SEI) e com sede no Brasil
    • 3. Implementação e Avaliação MPS.BR
    • Fornecedores: instituições avaliadoras e implementadoras de MPS.BR credenciadas pela SOFTEX
    Avaliação da qualidade de software
  • 52. www.cartaobndes.gov.br Manuais
  • 53. Manuais
  • 54. Manuais
  • 55. Central de Atendimento Rio de Janeiro: (21) 2172.6337 Outras localidades: 0800.702.6337 Portal de Operações do BNDES www.cartaobndes.gov.br Contatos no BNDES