1
Certificação de software
e o mercado
Rio de Janeiro, 17 de Setembro de 2013
José Augusto A. K. Pinto de Abreu
Qual o melhor selo para mim?
Qual o melhor selo para mim?
ISO/IEC
29110-4-1
ISO/IEC
29110-4-1
Tipo de “Selos”
Vários concorrentes. Sistema por comparação. Ganha o
Selo o melhor dos participantes naquele período de
te...
Globalização 5
Evolução das exportações mundiais – 1948 a 2009
BilhõesdeUS$
Criação
da OMC
O acesso aos mercados
• Antigamente:
Comprava-se o que era vendido...
• Hoje:
Vende-se o que é comprado (isto é, o que o
c...
O acesso aos mercados
• o cliente é que estabelece as características
do que quer comprar:
– Especificações
– Normas técni...
8
Globalização…
• Globalização baseada na economia
da livre iniciativa - livre mercado
• Regulação ou auto-regulação não s...
9
Globalização…
Normalização é o contrário das tendências
naturais da livre iniciativa, na qual a
competição produz dinami...
Certificações e Normas
• Avaliação da conformidade é qualquer atividade que tem como
objetivo determinar, direta ou indire...
Normas
Tradução, em termos técnicos, do que a
Sociedade espera de um produto ou
serviço.
12
12Barreiras técnicas prejudicam
a economia
Os níveis de normalização
13
IEC ITU
Normas
Técnicas
Internacionalização das normas
16
Níveis de normalização?
17Impacto das normas na
economia
18Impacto econômico das
normas
Alemanha Reino
Unido
Canadá Austrália França
Ano 1999 2005 2007 2007 2008
Período da anális...
19Impacto econômico das
normas
Os EUA perdem em receita de
exportação anualmente de 20
a 40 bilhões de dólares em
razão da...
20
Normalização
Processo voluntário
Baseado no Consenso
Estabelece a melhor
solução técnica possível
Resultado Imparcial
F...
E então?
21
Normas técnicas (e certificações)
são um meio eficaz para:
• promover a competição
• facilitar o acesso da inovação ao
mer...
• a que é compreendida e
aceita pelo mercado de
destino
Qual então
a melhor
norma e
certificação
para mim?
• a que assegur...
Alguns
aspectos
• Código de defesa do
consumidor
• Compras públicas – lei
de liicitações
•o que o meu cliente quer?
•o que o meu cliente conhece?
•o que é importante para o meu
cliente?
•os critérios desta certi...
Organismo
de
Certificação
audita o fornecedor e
certifica o seu processo
audita e reconhece
competência
Fornecedor e
seu s...
27
Obrigado!
José Augusto A. K. Pinto de Abreu
jose.augusto@sextante.net.br
+ 21 8146 2479
+21 2509 1577
E nós?
• O que realmente queremos?
• o que precisamos fazer?
– normas
– regulamentos técnicos
– infraestrutura tecnológica...
O que é Avaliação da
Conformidade?
Quando se compra alguma coisa, o comprador
quer saber se o que recebeu é o que foi pedi...
Certificação
Atestação relativa a produtos, processos,
sistemas ou pessoas por terceira parte.
NBR ISO IEC 17000
O produto...
Atestação
Emissão de uma afirmação,
baseada numa decisão feita
após a análise crítica, de que o
atendimento aos requisitos...
Organismo de Certificação
Avalia a conformidade Atesta conformidade
Normas ou regulamentos técnicos
Certificação
A Certificação de Processos interessa mais ao
cliente, preocupado com a qualidade do produto
ou serviço que deseja adquiri...
• busca dar ao cliente a garantia de que os produtos ou
serviços são fornecidos, de forma controlada, segundo
processos es...
Organismo de
Certificação
Quem é que faz a certificação?
Organismo de Acreditação
E quem avalia a competência deste
organi...
Processo Certificado
Certificação de processos
Processo Certificado
Norma
Organismo de
Certificação
Regras de
certificação
Auditores/
Inspetores
capacitados
Organismo de...
Atestação realizada por terceira parte
relativa a um organismo de avaliação de
conformidade, exprimindo demonstração
forma...
Organismo
de
Certificação
audita o fornecedor e
certifica o seu processo
audita e reconhece
competência
Fornecedor e
seu s...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Painel Certificação de tecnologia nacional em software e serviços: A chave de acesso a mercados público - Palestrante: José Augusto Abreu

345 views

Published on

Encontro sobre Produtividade, inovação e qualidade
17 de setembro - 17h às 19h e 19 de setembro - 09h às 18h
Painel Certificação de tecnologia nacional em software e serviços: A chave de acesso a mercados público
Palestrante: José Augusto Abreu

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
345
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
9
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide
  • países aliados tiveram grandes dificuldades no compartilhamento de munições, o que ocasionou diversos problemas. Nas décadas de 1960 e 1970, a indústria da Grã Bretanha teve problemas significativos atribuídos à produtividade e qualidade deficitária de seus produtos
  • países aliados tiveram grandes dificuldades no compartilhamento de munições, o que ocasionou diversos problemas. Nas décadas de 1960 e 1970, a indústria da Grã Bretanha teve problemas significativos atribuídos à produtividade e qualidade deficitária de seus produtos
  • países aliados tiveram grandes dificuldades no compartilhamento de munições, o que ocasionou diversos problemas. Nas décadas de 1960 e 1970, a indústria da Grã Bretanha teve problemas significativos atribuídos à produtividade e qualidade deficitária de seus produtos
  • países aliados tiveram grandes dificuldades no compartilhamento de munições, o que ocasionou diversos problemas. Nas décadas de 1960 e 1970, a indústria da Grã Bretanha teve problemas significativos atribuídos à produtividade e qualidade deficitária de seus produtos
  • países aliados tiveram grandes dificuldades no compartilhamento de munições, o que ocasionou diversos problemas. Nas décadas de 1960 e 1970, a indústria da Grã Bretanha teve problemas significativos atribuídos à produtividade e qualidade deficitária de seus produtos
  • Curso de Auditor ISO/IEC 29110 Rio de Janeiro, setembro de 2013
  • Curso de Auditor ISO/IEC 29110 Rio de Janeiro, setembro de 2013
  • Curso de Auditor ISO/IEC 29110 Rio de Janeiro, setembro de 2013
  • Curso de Auditor ISO/IEC 29110 Rio de Janeiro, setembro de 2013
  • Curso de Auditor ISO/IEC 29110 Rio de Janeiro, setembro de 2013
  • Curso de Auditor ISO/IEC 29110 Rio de Janeiro, setembro de 2013
  • Curso de Auditor ISO/IEC 29110 Rio de Janeiro, setembro de 2013
  • Curso de Auditor ISO/IEC 29110 Rio de Janeiro, setembro de 2013
  • Curso de Auditor ISO/IEC 29110 Rio de Janeiro, setembro de 2013
  • Curso de Auditor ISO/IEC 29110 Rio de Janeiro, setembro de 2013
  • Curso de Auditor ISO/IEC 29110 Rio de Janeiro, setembro de 2013
  • Curso de Auditor ISO/IEC 29110 Rio de Janeiro, setembro de 2013
  • Painel Certificação de tecnologia nacional em software e serviços: A chave de acesso a mercados público - Palestrante: José Augusto Abreu

    1. 1. 1 Certificação de software e o mercado Rio de Janeiro, 17 de Setembro de 2013 José Augusto A. K. Pinto de Abreu
    2. 2. Qual o melhor selo para mim?
    3. 3. Qual o melhor selo para mim? ISO/IEC 29110-4-1 ISO/IEC 29110-4-1
    4. 4. Tipo de “Selos” Vários concorrentes. Sistema por comparação. Ganha o Selo o melhor dos participantes naquele período de tempo (normalmente anual). Este tipo de selo visa muitas vezes a Excelência. Prêmio Certificação Adesão Conjunto de requisitos (normalmente estabelecidos em normas técnicas) que constituem o mínimo para que se declare a qualidade. Todos que demonstrem o cumprimento dos requisitos podem tê-lo. Avaliação independente. Determinada empresa ou empresário é reconhecido como destaque e por isso recebe um selo (condecoração). Reconhecimento Passa a mensagem de que a empresa ou o empresário aderiu a determinado programa, ação ou “clube” (associação de empresas).
    5. 5. Globalização 5 Evolução das exportações mundiais – 1948 a 2009 BilhõesdeUS$ Criação da OMC
    6. 6. O acesso aos mercados • Antigamente: Comprava-se o que era vendido... • Hoje: Vende-se o que é comprado (isto é, o que o cliente quer comprar)...
    7. 7. O acesso aos mercados • o cliente é que estabelece as características do que quer comprar: – Especificações – Normas técnicas (implícita ou explicitamente) • o Estado em que está o cliente exige o atendimento aos Regulamentos Técnicos
    8. 8. 8 Globalização… • Globalização baseada na economia da livre iniciativa - livre mercado • Regulação ou auto-regulação não são inerentes ao conceito de livre mercado 8 Lawrence Eicher, 2001
    9. 9. 9 Globalização… Normalização é o contrário das tendências naturais da livre iniciativa, na qual a competição produz dinamismo, inovação diversidade e abundantes escolhas para o consumidor Mas O Mercado deixado por si mesmo pode ser perigosamente caótico 9 Lawrence Eicher, 2001
    10. 10. Certificações e Normas • Avaliação da conformidade é qualquer atividade que tem como objetivo determinar, direta ou indiretamente, se os requisitos aplicáveis são atendidos • Certificação é uma avaliação da conformidade efetuada por uma terceira parte que assegura que um produto, processo ou serviço está em conformidade com os requisitos especificados (numa norma técnica) • Normas técnicas (ou simplesmente normas) são documentos que traduzem em termos tecnológicos as expectativas da sociedade em relação ao objeto da norma.
    11. 11. Normas Tradução, em termos técnicos, do que a Sociedade espera de um produto ou serviço.
    12. 12. 12 12Barreiras técnicas prejudicam a economia
    13. 13. Os níveis de normalização 13 IEC ITU
    14. 14. Normas Técnicas
    15. 15. Internacionalização das normas
    16. 16. 16 Níveis de normalização?
    17. 17. 17Impacto das normas na economia
    18. 18. 18Impacto econômico das normas Alemanha Reino Unido Canadá Austrália França Ano 1999 2005 2007 2007 2008 Período da análise 1961/90 1948/01 1981/04 1962/04 1950/07 Crescimento do PIB (%) 3,3 2,5 2,7 3,6 3,4 Contribuição das normas ao crescimento (%) 27,3 11,0 9,0 21,8 23,8
    19. 19. 19Impacto econômico das normas Os EUA perdem em receita de exportação anualmente de 20 a 40 bilhões de dólares em razão da não adoção de normas internacionais na extensão em que a Europa Ocidental o fez.
    20. 20. 20 Normalização Processo voluntário Baseado no Consenso Estabelece a melhor solução técnica possível Resultado Imparcial Fonte: 20 anos de TIB - CENELEC
    21. 21. E então? 21
    22. 22. Normas técnicas (e certificações) são um meio eficaz para: • promover a competição • facilitar o acesso da inovação ao mercado • promover a comunicação entre os agentes econômicos • possibilitar a avaliação do desempenho em bases comparáveis • balancear as necessidades do mercado com o interesse público 22 Lawrence Eicher, 2001
    23. 23. • a que é compreendida e aceita pelo mercado de destino Qual então a melhor norma e certificação para mim? • a que assegura algo de relevância para o cliente
    24. 24. Alguns aspectos • Código de defesa do consumidor • Compras públicas – lei de liicitações
    25. 25. •o que o meu cliente quer? •o que o meu cliente conhece? •o que é importante para o meu cliente? •os critérios desta certificação são claros e objetivos? •quem atribui a certificação é sério, idôneo e independente? •o meu cliente conhece quem atribui a certificação? Perguntas a fazer...
    26. 26. Organismo de Certificação audita o fornecedor e certifica o seu processo audita e reconhece competência Fornecedor e seu serviço Organismo de Acreditação Cliente Necessidades e expectativas Fornece seu serviço/produto segundo o processo certificado Cadeia de Relacionamentos
    27. 27. 27 Obrigado! José Augusto A. K. Pinto de Abreu jose.augusto@sextante.net.br + 21 8146 2479 +21 2509 1577
    28. 28. E nós? • O que realmente queremos? • o que precisamos fazer? – normas – regulamentos técnicos – infraestrutura tecnológica – construir competências – cuidar da inserção internacional 28
    29. 29. O que é Avaliação da Conformidade? Quando se compra alguma coisa, o comprador quer saber se o que recebeu é o que foi pedido. Isto pode ser feito comparando-se o recebido com a especificação do que foi pedido. O que é aplicado às VSE de software? O que é aplicado às VSE de software?
    30. 30. Certificação Atestação relativa a produtos, processos, sistemas ou pessoas por terceira parte. NBR ISO IEC 17000 O produto de um organismo de certificação é a sua credibilidade e competência técnica.
    31. 31. Atestação Emissão de uma afirmação, baseada numa decisão feita após a análise crítica, de que o atendimento aos requisitos especificados foi demonstrado. NBR ISO IEC 17000
    32. 32. Organismo de Certificação Avalia a conformidade Atesta conformidade Normas ou regulamentos técnicos Certificação
    33. 33. A Certificação de Processos interessa mais ao cliente, preocupado com a qualidade do produto ou serviço que deseja adquirir e que este seja desenvolvido aplicando-se processos estabelecidos. Certificação de processos
    34. 34. • busca dar ao cliente a garantia de que os produtos ou serviços são fornecidos, de forma controlada, segundo processos estabelecidos de acordo com o exigido • Utiliza uma norma como referência (ou um Regulamento Técnico) Certificação de processos
    35. 35. Organismo de Certificação Quem é que faz a certificação? Organismo de Acreditação E quem avalia a competência deste organismo?
    36. 36. Processo Certificado Certificação de processos
    37. 37. Processo Certificado Norma Organismo de Certificação Regras de certificação Auditores/ Inspetores capacitados Organismo de acreditação Regras de acreditação Processo certificado
    38. 38. Atestação realizada por terceira parte relativa a um organismo de avaliação de conformidade, exprimindo demonstração formal de sua competência para realizar tarefas específicas de avaliação de conformidade. NBR ISO IEC 17000 Acreditação
    39. 39. Organismo de Certificação audita o fornecedor e certifica o seu processo audita e reconhece competência Fornecedor e seu serviço Organismo de Acreditação Cliente Necessidades e expectativas Fornece seu serviço/produto segundo o processo certificado Cadeia de Relacionamentos

    ×