• Save

Loading…

Flash Player 9 (or above) is needed to view presentations.
We have detected that you do not have it on your computer. To install it, go here.

Like this presentation? Why not share!

Análise de Negócio para Equipe Ágeis v8

on

  • 1,445 views

Esta apresentação demonstra como fazer link entre a análise de negócio e a equipe ágil.

Esta apresentação demonstra como fazer link entre a análise de negócio e a equipe ágil.

Statistics

Views

Total Views
1,445
Views on SlideShare
1,413
Embed Views
32

Actions

Likes
11
Downloads
0
Comments
0

1 Embed 32

http://www.linkedin.com 32

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Análise de Negócio para Equipe Ágeis v8 Análise de Negócio para Equipe Ágeis v8 Presentation Transcript

  • 1Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com Rildo Santos (@rildosan) rildo.santos@etecnologia.com.br rildosan@rildosan.com http://rildosan.com/ (11) 99123-5358 (11) 99962-4260 www.etecnologia.com.br Análise de Negócio para Equipe Ágil by rildosan® 2012
  • 2Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com Apresentação: Rildo Santos (@rildosan) rildosan@rildosan.com rildo.santos@etecnologia.com.br www.etecnologia.com.br www.etecnologia.ning.com www.facebook.com/rildosan Rildo Santos (@rildosan) é consultor, estrategista, mentor, coach, facilitador, palestrante, instrutor, escritor e empreendedor. Atua com Inovação, Planejamento Estratégico, Processos, Gestão de Negócio, Liderança, Empreendedorismo, Tecnologia da Informação e Métodos Ágeis. É Administrador de Empresas, Especialista em Didática do Ensino Superior e Mestrando em Engenharia da Software pelo Mackenzie. É certificado ITIL, instrutor Oficial certificados em Cobit e Cobit Game, CSM, CSPO e instrutor Java
  • 3Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com Empresa Visão: Conhecer para crescer Missão: Entregar conhecimento Valores: Colaboração, Troca de Experiência, Debate de ideias e Compartilhamento de conhecimento. Entregamos conhecimento através de treinamento, mentoring, coaching, projetos e comunidade. slideshare.net/ridlo/apresentationsetecnologia.ning.net 760 mil views e milhares de download
  • 4Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com Programa: “Menos Papel, Mais Árvores ®” Qual é o mundo que queremos ? O primeiro passo para criar um mundo melhor, é saber qual tipo de mundo que queremos ter e qual tipo que deixaremos de herança para as próximas gerações. Nossa missão: É buscar pelo equilibro do homem, da tecnologia e do meio ambiente. Para cumprir esta missão é necessário: mobilizar, conscientizar, comprometer e AGIR. O programa Menos Papel, Mais Árvores®, é uma ação, com objetivo de estimular o consumo sustentável de papel dentro das organizações. Quer participar ? - Reduza o uso de papel (e de madeira) o máximo possível. - Só imprima se for extremamente necessário. - Evite comprar produtos com excesso de embalagem. - Ao imprimir ou escrever, utilize os dois lados do papel. - Use papel reciclado. Não imprima este material
  • 5Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com Conteúdo Análise de Negócio1 SCRUM2 Convergência AN x MA3 Análise de Negócio para Equipe Ágil4
  • 6Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com Apresentação: O objetivo é apresentar e demonstrar a Análise de Negócio para Equipe Ágil, de forma simples e objetiva utilizando técnicas, ferramentas e boas práticas. Fontes de inspiração:
  • 7Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com Análise de Negócio Análise de Negócio 1
  • 8Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com Falta de integração entre os departamentos Por que as empresas precisam de Análise de Negócio ? Problemas com requisitos ou falha de “comunicação“ Segundo Peter Drucker: "60% dos problemas das empresas resultam de falhas na comunicação“ Falta de capacidade para atender as “Demandas de negócio” Quais projetos são viáveis ? Quais vão gerar valor agregado ao negócio ? Como equilibrar as DEMANDAS de Negócio (Necessidades) e a CAPACIDADE de entrega de TI ? As empresas têm diversos projetos no seu portfólio mas, dificilmente conseguem dizer quais os projetos que são viáveis e quais vão gerar valor agregado “real” para o negócio. Na maioria das empresas podemos encontrar departamentos trabalhando isolados, como se fossem empresas independentes, isto é conhecido como silos.
  • 9Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com Quem representa os clientes ? Quem é a voz do cliente ? Todas as organizações tem clientes, eles podem ser internos ou externos. O s clientes geram demandas de negócio, tais como: - Um novo sistema - Uma nova funcionalidade em um sistema que já existe - Mudanças, devido a uma nova regulamentação - Solicitação de correções de defeitos e falhas que surgem nos sistemas. Questões principais: - Quem representa o cliente ? - Quem é a voz do cliente ? - Quem é responsável por gerar valor agregado ao cliente ? Um representante do cliente, é aquele profissional que vai “brigar” internamente para que a demanda do cliente seja entregue na data combinada, com custo certo e com a qualidade esperada. Não estamos falando do Gerente de Projeto, profissional que é responsável pela execução do projeto. Estamos falando do profissional que está próximo e escuta o cliente. É aquele que conhece o negócio do cliente, sabe das necessidades, dos problemas e das oportunidades. Por que as empresas precisam de Análise de Negócio ?
  • 10Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com O Analista de Negócio é um profissional que tem Conhecimento do Negócio e Competências suficientes para ajudar o negócio atingir metas e objetos. Integração – Facilitando a integração entre as áreas de negócio e TI. Comunicação - Aprimorando a comunicação entre as áreas de negócio e TI: - Ajudando as partes interessadas a externar suas reais necessidades - Facilitando a comunicação entre TI e Negócio Demanda – Melhorando a capacidade de TI de atender as demandas de negócio no prazo certo (requerido pelo negócio), custo certo e com qualidade esperada. Clientes – Ser voz do cliente, ser o representante do cliente. É dar foco nas demandas do cliente, é agregar valor ao cliente. Projetos – Fazendo Análise de Viabilidade para saber quais projetos TI agregam valor ao negócio. BABok®, Um Guia de Referência Analista de Negócio Por que as empresas precisam de Análise de Negócio ?
  • 11Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com O que é o Guia BABok® 2.0 ? O Guia BABok® 2.0 é Corpo de Conhecimento de Análise de Negócios, também conhecido como um guia de referência para as “Práticas de Análise de Negócio”. Este guia foi publicado e é mantido pelo IIBA. O Guia BABok® descreve as áreas de conhecimentos, tarefas, competências fundamentais e técnicas de análise de negócio. O guia está alinhado com as práticas descritas no Guia PMBok®, CMMI®, TOGAF (Arquitetura Corporativa), ITIL®, COBIT®, BPM, Método Ágil (Scrum) e etc O objetivo primário do Guia BABOK® é definir a profissão de Analista de Negócio Advertência: O Guia BABok® não deve ser interpretado como uma imposição de que todas as praticas descritas nessa publicação devam ser seguidas em todas as circunstancias. Ele não deve ser seguido no estilo “by the book”. Qualquer conjunto de praticas pode ser adaptado para condições especificas, para melhor atender as necessidades de negócio de uma organização.
  • 12Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com O que é Análise de Negócio ? “Análise de negócio é o conjunto de tarefas e técnicas usadas para funcionar como um elo de ligação entre as partes interessadas (stakeholders), com objetivo de compreender a estrutura, as políticas e operações de uma organização e recomendar soluções que permitem à organização atingir seus objetivos”. Um Analista Negócio é qualquer pessoa que exerça atividades de Análise de Negócio, não importando qual seja seu cargo, função ou papel. A Análise de Negócio não incluem apenas as pessoas com o cargo Analista de Negócio, ela também pode incluir outros profissionais, tais como: Analista de Sistemas, Analista de Requisitos, Engenheiro de Sistemas Corporativo, Analista de Processo, Analista de Produto, Gerente de Produto, Product Owner (SCRUM), Arquiteto de Solução Corporativa, Consultores de Gestão ou qualquer outra pessoa que execute as tarefas descritas no Guia BABok® , incluindo aqueles que exercem também disciplinas relacionadas, tais como Gerenciamento de Projeto, Desenvolvimento de Software, Garantia de Qualidade e etc. Quem é o Analista de Negócio ? Analista de Negócio pode ser cargo (função) ou um papel. Este papel poderá ser desempenhado pelo Analista de Sistemas, Analista de Requisitos e Desenvolvedores.
  • 13Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com Elicitação Análise Corporativa Avaliação e Validação da Solução Análise de Requisitos Gerenciamento e Comunicação de Requisitos Planejamento e Monitoramento de Análise de Negócio Identificar as partes interessadas Entender o negócio Definir requisito de negócio Entender necessidades expectativas, preocupações das partes interessadas Avaliar e Validar se solução solução atende os requisitos de negócio e das partes interessadas Consenso, validação, priorização e aprovação dos requisitos Documento resultante da análise de negócio Analista de Negócio Especialistas Demanda de Negócio (necessidade, problema ou oportunidade) Entender a demanda Colaboração Definir o documento resultante da Análise de Negócio Guia BABok®: Áreas de Conhecimento Elaborar a solução para atender aos requisitos de negócio e das partes interessadas.
  • 14Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com Técnicas de Análise de Negócio: - São 34 técnicas - Todas as técnicas descritas são utilizadas pelos analistas de negócio - Cobrem a maioria das situações que um analista de negócios encontrará em seu dia-a- dia. Listas de Técnicas*: 01 - Definição dos Critérios de Aceite e Avaliação 02 - Bechmarking 03 - Brainstorming 04 - Análise de Regras de Negócio 05 - Dicionário de dados e glossário 06 - Diagramas de Fluxos de dados 07 - Modelagem de Dados 08 - Análise de Decisão 09 - Análise de Documentos 10 - Estimativa 11 - Grupos Focais (Grupo de Foco) 12 - Decomposição Funcional 13 - Análise de Interface 14 - Entrevistas 15 - Processo de Lições Aprendidas 16 - Métricas e Indicadores-Chaves de Desempenho 17 - Análise de Requisitos Não-Funcionais 18 - Observação (de Campo) 19 - Modelagem Organizacional 20 - Rastreamento de Problemas 21 - Modelagem de Processos 22 - Prototipagem 23 - Workshop de Requisitos 24 - Análise de Riscos 25 - Análise de Causa-Raiz 26 - Cenários e Casos de Uso 27 - Modelagem de Escopo 28 - Diagramas de Sequência 29 - Diagramas de Estados 30 - Revisão Estruturada 31 - Pesquisa / Questionário 32 - Análise SWOT 33 - Estória do Usuário 34 - Avaliação de Fornecedores *Esta lista não é prescritiva, existem diversas outras técnicas que podem ser utilizadas pra realizar as tarefas de Análise de Negócio e que não estão na lista
  • 15Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com SCRUM Método Ágil: SCRUM 2
  • 16Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com Quanto estará pronto ? Qual é prazo de entrega ? Clientes querem software funcionando para ontem... Qual custa o software ? Clientes querem custo do software...sempre acham caro... Sem entender as expectativas, necessidades, preocupações dos clientes é impossível entregar valor Falar linguagem de negócio para entender as reais necessidades, expectativas e preocupações dos clientes Sem entender as expectativas, necessidades, preocupações dos clientes é impossível entregar valor Compreender por que os projetos falham Por que as empresas precisam de Método Ágil ?
  • 17Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com Clientes: - Alguns clientes têm dificuldades em externar suas necessidades, expectativas e preocupações de forma clara e objetiva. - Têm mais desejos do que necessidades - Geralmente fazem mudanças de requisitos durante o desenvolvimento ou quando o software é entregue. - Sempre precisam do software funcionando para ontem - Não têm tempo e nem paciência para falar com os desenvolvedores. Desenvolvedores: Dificilmente conseguem atender as demandas de negócio - Têm dificuldade em se comunicar e entender os clientes ou não querem conversar com o cliente - Acham que os clientes não sabem o querem Satisfação dos Clientes Contudo, a maioria das funcionalidades nunca são usadas pelos usuários Por que as empresas precisam de Método Ágil ?
  • 18Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com Precisamos de um método. Mas, qual método ? Cascata RUP SCRUM, Lean, Kanban, XP... Soma das palavras gregas: Meta: “resultado a ser atingido” Hodós: “caminho” Método: “sequência de ações necessárias para se atingir resultado”
  • 19Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com 19 O Manifesto Ágil: Fonte: http://agilemanifesto.org/iso/ptbr/ O SCRUM é um Metodo Ágil
  • 20Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com Princípios por trás do Manifesto Ágil: Nós seguimos estes princípios:  Nossa maior prioridade é satisfazer o cliente através da entrega contínua e adiantada de software com valor agregado.  Mudanças nos requisitos são bem-vindas, mesmo tardiamente no desenvolvimento.  Processos ágeis tiram vantagem das mudanças visando vantagem competitiva para o cliente.  Entregar frequentemente software funcionando, de poucas semanas a poucos meses, com preferência à menor escala de tempo.  Pessoas de negócio e desenvolvedores devem trabalhar diariamente em conjunto por todo o projeto.  Construa projetos em torno de indivíduos motivados.  Dê a eles o ambiente e o suporte necessário e confie neles para fazer o trabalho.  O método mais eficiente e eficaz de transmitir informações para e entre uma equipe de desenvolvimento é através de conversa face a face.  Software funcionando é a medida primária de progresso.  Os processos ágeis promovem desenvolvimento sustentável.  Os patrocinadores, desenvolvedores e usuários devem ser capazes de manter um ritmo constante indefinidamente.  Contínua atenção à excelência técnica e bom design aumenta a agilidade.  Simplicidade -- a arte de maximizar a quantidade de trabalho não realizado -- é essencial.  As melhores arquiteturas, requisitos e designs emergem de equipes auto-organizáveis.  Em intervalos regulares, a equipe reflete sobre como se tornar mais eficaz e então refina e ajusta seu comportamento de acordo.
  • 21Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com Scrum: Artefatos Sprint Backlog Produto Planejamento da Sprint Reunião diária 2-4 Semanas 24 horas Revisão da Sprint Retrospectiva da Sprint Visão Reuniões Sprint Burndown Release Burndown Product Backlog Legenda: • Product Owner (PO) • ScrumMaster (SM) • Equipe Scrum • Product Backlog • Sprint Backlog • Sprint Burndown • Release Burndown Papéis Eventos (Reuniões) Artefatos  Planejamento da Release  Planejamento da Sprint  Diária  Revisão da Sprint  Retrospectiva da Sprint Scrum é um framework para desenvolver e manter produtos complexos O framework Scrum consiste nas equipes do Scrum associadas a papéis, eventos, artefatos e regras. Cada componente dentro do framework serve a um propósito específico e é essencial para o uso e sucesso do Scrum.
  • 22Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com Papéis SCRUM: Product Owner (PO), que é responsável por maximizar o valor do trabalho que a equipe faz, PO também é responsável por: - Definir a Visão do Produto - Elaborar , Priorizar e manter o Product Backlog - Definir ROI; - Representar o cliente - Aceitar ou rejeitar os entregáveis A equipe de desenvolvedores, é responsável pela construção do produto, é formada por desenvolvedores que devem ter as habilidades necessárias para transformar os itens do Product Backlog em Produto. A Equipe ainda é responsável por: - Fazer estimativa; - Definir as tarefas; - Garantir a qualidade do produto; - Apresentar o produto ao cliente O ScrumMaster, que é responsável por garantir que o processo (as práticas do SCRUM) seja compreendido e seguido. É responsável ainda por: - Remover impedimentos; - Proteger a equipe; - Ajudar o PO (quando necessário); - Ser o facilitador da equipe. Equipe Scrum é orientada para otimizar flexibilidade e produtividade. Para esse fim, eles são auto-organizáveis, interdisciplinares e trabalham em iterações. Cada equipe possui três papéis:
  • 23Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com “O SCRUM é sua sogra” O SCRUM pode ser uma forma para enfrentar estes desafios, O SCRUM não vai aumentar a produtividade da equipe, não vai fazer você entregar software mais cedo, nem melhorar a qualidade do software e nem otimizar os custos do projeto de desenvolvimento. O “SCRUM é como sua SOGRA” ele vai apontar os principais problemas, falhas e pontos críticos (riscos) do projeto de desenvolvimento, aquilo que realmente precisa ser melhorado, mas se as pessoas envolvidas com o projeto não tomarem nenhuma ação (ou melhor: tomarem atitudes) os problemas continuaram a existir e levaram a maioria dos projetos para a “marcha da morte”. O Scrum vai deixar todos os problemas aparentes.
  • 24Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com Negócio x Método Ágil Convergência Negócio x Método Ágil 3
  • 25Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com Equipe de Projeto Partes Interessadas Analista de Negócio Gestão Demanda de Negócio Necessidade Demanda de negócio Projeto Estratégia Oportunidade Desenho da Solução Entendimentos dos Requisitos Entendimento da Demanda Técnicas Especialistas Problema Resultado: Produto ou Serviço Análise de Negócio Abordagem Orientada ao Plano Abordagem Orientada à Mudança GUIA PMBok® Guia do Scrum®
  • 26Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com 26 Entendimentos dos Requisitos Demanda de Negócio AnalistadeNegócio Visão da Abordagem Orientada ao Plano (Modelo Tradicional) VisãodeNegócio AnálisedeNegócioGeraçãode Demandade Negócio Business Case Técnicas de Análise de Negócio Desenho da Solução Entendimento da Demanda Partes Interessadas Produto ou Serviço Práticas de Gestão de Projetos Implementação Projeto de Implementação Equipede Projeto Documentos de Requisitos Práticas do Guia PMBok® Projeto Planejamento e Monitoramento da Análise de Negócio Análise Corporativa Elicitação de Requisitos Análise de Requisitos Comunicação e Gerenciamentode Requisitos Validação e Avaliação da Solução Demanda de Negócio Áreas de Conhecimento
  • 27Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com Fronteiras entre Análise de Negócio e Gestão Projeto Business Case [aprovado] Análise de Negócio (Anteprojeto) Gestão de Projeto O Business Case é o estudo preliminar utilizado para avaliar a viabilidade técnica e/ou financeira de uma demanda de negócio. Produto ou Serviço Analista de Negócio Gerente de Projeto Equipe do Projeto Colaboração fronteira Práticas do Guia PMBok®
  • 28Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com Product Backlog Demanda de Negócio AnalistadeNegócio (ProductOwner) Produto Backlog Grooming Desenvolvimento dosoftware Demanda de Negócio EquipeSCRUM Áreas de Conhecimento Visão da Abordagem Orientada a Mudança (Método Ágil): VisãodeNegócioVisãodeTI Práticas Ágeis (Scrum) Partes Interessadas Business Analysis Model Canvas Entendimentos dos Requisitos Técnicas de Análise de Negócio Desenho da Solução Entendimento da Demanda Planejamento e Monitoramento da Análise de Negócio Análise Corporativa Elicitação de Requisitos Análise de Requisitos Comunicação e Gerenciamentode Requisitos Validação e Avaliação da Solução AnálisedeNegócioGeraçãode Demandade Negócio
  • 29Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com Alguns exemplos de artefatos que são resultantes da Análise de Negócio, importante, o artefato depende do tipo e do objetivo da demanda de negócio, veja os principais artefatos: Especificação de Requisitos de Software Documento de Visão (para ambiente que utiliza o RUP) Blue Print (para ambiente ERP/SAP) PoC (Prova de Conceito) / Viabilidade Técnica Plano de Ação / Quick win Business Case (Caso de Negócio) Política de Negócio, Procedimento ou Instrução de Trabalho Termo de Referência Modelo de Negócio ou Plano de Negócio Plano de Projeto Declaração de Visão e Product Backlog (projetos ágeis) Tipos de Artefatos ou Produtos gerados pela Análise de Negócio: ArtefatosparaNegócioArtefatosparaTI Estudo de Viabilidade Financeira Business Requirements Document (BRD) Documento de Requisito de Negócio artefatos
  • 30Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com Análise de Negócio para Equipe Ágil Análise e Negócio para Equipe Ágil 4
  • 31Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com Formulário de Demanda de Negócio foi enviado pelo Gerente de Crédito para Equipe de Analistas de Negócios. Entender a Demanda de Negócio Solicitante Tipo de Demanda Oportunidade Necessidade Problema Depto/Área Descrição Nível de Impacto Nível de Prioridade Objetivo/ Expectativa Diretriz de Negócio Cancelar Enviar Demanda de Negócio: N# 404 Severino Silva Departamento de Crédito x Departamental Devido ao expressivo aumento do Índice de Inadimplência (7% ao ano) e depois de uma reunião de diretoria tomou-se a decisão de mitigar o risco de crédito das operações de CDC. Para mitigar tal risco, será necessário melhorar o processo de Aprovação da Solicitação de Crédito ao Consumidor (CDC). Objetivo principal é implementar mecanismos que mitiguem o risco de crédito das operações de CDC e que ajudem a reduzir a Índice de Inadimplência. O objetivo primário deste formulário é registrar a Demanda de Negócio (DN) Alto Prazo Requisito de Negócio 1 mês Business Owner (BO)
  • 32Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com Ciclo de Vida de Análise de Negócio: Elicitação Análise Corporativa Avaliação e Validação da Solução Análise de Requisitos Gerenciamento e Comunicação de Requisitos Planejamento e Monitoramento de Análise de Negócio Analista de Negócio Equipe Ágil Demanda de Negócio (necessidade, problema ou oportunidade) Colaboração Identificar e Definir Requisitos de Negócio Elicitar Requisitos das partes interessadas Identificar Requisitos da solução *Identificar Requisitos de Transição Artefato gerado pela Análise de Negócio: Product Backlog Entender a Demanda de Negócio Identificar as Partes Interessadas Fazer Plano de Comunicação Identificar Expectativas Necessidades Preocupações Comunicar, validar e aprovar os requisitos Desenhar solução Business Owner (BO)
  • 33Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com Analista de Negócio Business Onwer Ok, vou explicar o processo para você... Gostaria de entender a Demanda de Negócio N# 404 ? Planejamento e Monitoramento de Análise de Negócio Reunião entre AN e BO (Business Owner) Entender a Demanda de Negócio O método mais eficiente e eficaz de transmitir informações é através de conversa face a face. Identificar as Partes Interessadas Fazer Plano de Comunicação InfluênciadaParteInteressada Nível de Impacto sobre a Parte Interessada Alto Alto Baixo Baixo Mapas das Partes Interessadas são diagramas que descrevem o relacionamento das partes interessadas com a solução e entre elas, ela mostra o nível de influência das partes interessadas versus o nível de impacto. Plano de Comunicação da Análise de Negócios: Este plano deve descrever o como, quando e porque o Analista de Negócios interage diretamente com as partes interessadas. Seus componentes podem incluir: Diretor de Crédito Gerente de Crédito Analista de Crédito e Assistente de Crédito Alta influência Baixo impacto Alta influência Alto impacto Baixa influência Alto impacto Baixa influência Baixo impacto
  • 34Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com Análise de Corporativa Requisito de negócio é aquilo que deve ser entregue para gerar valor. Avaliação de desempenho de uma solução depende do Requisitos de Negócio: O desempenho da solução será medido em relação aos requisitos do negócio. Sem requisitos do negócio bem definidos é impossível mensurar o desempenho de uma solução efetivamente, uma vez que não existem metas predeterminadas que ela supostamente deve atender. Requisitos de negócios podem ser definidos pelos Analistas de negócio em colaboração com outras partes interessadas na solução. Identificar e Definir Requisitos de Negócio Requisitos de Negócio Demanda de Negócio (Necessidade, Problema e/ou Oportunidade) Requisitos das Partes Interessadas Responde: Qual será o valor agregado da solução para o negócio ? Requisitos Funcionais Requisitos Não Funcionais Requisitos da Solução Solução Requisitos de Transição VisãodaEquipeScrum Diretriz de Negócio VisãodeNegócio Planejamento Estratégico GRC (Governança, Risco e Conformidade)
  • 35Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com Análise de Corporativa Identificar e Definir Requisitos do Negócio Diretriz de Negócio Planejamento Estratégico GRC (Governança, Risco e Conformidade) Mitigar Risco Operacional Requisitos de Negócio Mitigar Risco Operacional Avaliação de Desempenho Meta: 100% das Solicitações de Crédito Aprovadas com Análise de Crédito Realizada Indicador de Desempenho: % das Solicitações de Crédito Aprovadas com Análise de Crédito Realizada Formula: Solicitações de Crédito Aprovadas com Análise de Crédito Realizada -------------------------------------------------------------------------------------------- x 100 Total de Solicitações de Crédito Aprovadas Métricas: - Solicitações de Crédito Aprovadas com Análise de Crédito Realizada - Total de Solicitações de Crédito Aprovadas Forma de Medição: Auditoria Frequência de Medição: Por evento (por solicitação) Período de Apuração: Mensal Requisito de Negócio: Reduzir a Zero a quantidade de Solicitações de Crédito Aprovadas sem Análise de Crédito Entrega de valor Requisito de negócio é aquilo que deve ser entregue para gerar valor.
  • 36Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com Elicitação (de Requisitos) Requisitos de Negócio Demanda de Negócio (Necessidade, Problema e/ou Oportunidade) Requisitos das Partes Interessadas Diretriz de Negócio VisãodeNegócio Planejamento Estratégico GRC (Governança, Risco e Conformidade) Elicitar Requisitos das partes interessadas Técnicas empregadas na elicitação de Requisitos: Entrevistas, Reuniões, Workshops, Preenchimento de Questionário, Coleta de Documentos e Observação de Campo. Elicitar todas informações que são relevantes para entendimento da demanda. Devemos identificar as necessidades, expectativas e preocupações das partes interessadas. Gerenciamento de Comunicação e Requisitos: Realizar um Workshop de Requisitos para validar, priorizar, avaliar e aprovar os requisitos. Business Story (História de Negócio). História de Negócio é um épico que compila todas as Informações da elicitação de requisitos. Seu objetivo principal é facilitar o entendimento da demanda de negócio. Principais Características: - É uma narrativa de negócio - É um épico* - Tem começo, meio e fim bem definido - É completa - É simples Técnica: - Storytelling Business Story (História de Negócio). Business Story (História de Negócio). * Épico é uma História do Usuário de grande porte, normalmente aquelas que são demasiado grandes para implementar em uma única iteração e, portanto, elas precisam ser decompostas em Estórias do Usuário menores. Os épicos são difíceis de planejar e estimar.
  • 37Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com Business Story (História de Negócio) Business Story (História de Negócio). História de Negócio é cartão grande que compila todas as Informações da elicitação de requisitos. Seu objetivo principal é facilitar o entendimento da demanda de negócio * Épico é uma História do Usuário de grande porte, normalmente aquelas que são demasiado grandes para implementar em uma única iteração e, portanto, elas precisam ser decompostas em Estórias do Usuário menores. Os épicos são difíceis de planejar e estimar. Principais Características: - É uma narrativa de negócio - É um épico* - Tem começo, meio e fim bem definido - É completa - É simples Técnica: - Storytelling Business Story (História de Negócio). Business Story (História de Negócio). Business Story (História de Negócio). Desde do principio o homem conta histórias, elas são a essência da experiência humana. Um história esta associado a um contexto e isso ajudam a entender as coisa. Histórias inspiram motivam as pessoas a realizaram ações. Elas fornecem valor para qualquer tipo de atividade humana contam como pessoas fazem suas atividades Storytelling é sobre conversação, mensagens, personagens e situações.
  • 38Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com ABC Crédito é uma empresa de serviços de créditos que atua a mais 20 anos de mercado. A empresa que tem como principal linha de negócio: Empréstimos CDC (Crédito Direto ao Consumidor). O Público alvo da empresa é B, C e D. Nos últimos anos, com aumento acentuado da classe “C”, a empresa teve um crescimento expressivo por conta da demanda por financiamento (crédito). Contudo, este crescimento trouxe alguns problemas para gestão da empresa, pois a maioria dos novos clientes estão inadimplentes. Esta situação esta causando risco na operação de CDC da empresa, que quer crescer mais, mas antes precisa resolver este problema. Exemplo: Business Story (História de Negócio) O aumento do Índice de Inadimplência foi encarado como um alerta para empresa, após análise do gráfico foi feita uma reunião de entre o presidente e a diretória. Foi analisada a situação dos processos da empresa, mas tomada a decisão de contratar uma consultoria para avaliar o nível de maturidade dos processos da empresa foi motivado depois da avaliação do processo de Aprovação da Solicitação de Crédito ao Consumidor que é processo mais critico da empresa, pois, foi identificado diversas oportunidades de melhoria, tais como: de análise e aprovação de crédito para novos clientes, são feitas com base na experiência e na intuição do analista de crédito, limitações do sistema de análise de crédito, auto volume de solicitação de crédito. Estas causas podem ser determinante para o aumento do Índice de Inadimplência.O Diretor de Crédito tem a expectativa que solução esteja pronta em 30 dias. Dados da operação do último ano: Quantidade de solicitação de crédito ao consumidor: 100.000 - Quantidade de solicitação aprovadas (crédito concedido): 85.000 - Índice de Inadimplência: 7% - Quantidade de Clientes na Carteira: 1.300.000. - Novos clientes (último ano): 50000 O que é CDC (Crédito Direto ao Consumidor) ? Trata-sede uma operação de crédito concedida a pessoas físicas ou jurídicas, para a aquisição de bens e serviços. O consumidor que contrata esse tipo de crédito passa a desfrutar imediatamente de um bem que será pago com sua renda futura. Os cartões de crédito também podem conceder crédito direto ao consumidor para aquisição de bens. Onde obter: Em bancos ou financeiras, ou por intermédio de lojas de departamento. Prazo: Até 60 meses (5 anos) Juros e encargos: As taxas de juros variam conforme a instituição financeira, o prazo de pagamento e o valor do empréstimo. Mas podem ser consultadasindividualmente, por instituição, no site do Banco Central. Além da taxa, há a cobrança do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF). Garantias: Quase sempre o bem financiado constitui a garantia da operação. Em outros casos, a instituição financeira pode exigir a garantia de um avalista pessoa física ou jurídica. Informaçõessobre Sistema de Gestão de Crédito: É um sistema que desenvolvido internamente é utilizado para cadastrar, analisar as solicitações de créditos dos clientes. O módulo de análise tem uma base histórica que armazena dados dos clientes e permite que seja feita análise de crédito para liberação de crédito ou não. Segundo os usuários o sistema atende quase 100% dos casos, a exceção é quando não existe histórico de crédito do cliente
  • 39Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com Descrição do Processo: O processo inicia com a solicitação de aprovação de crédito pelo cliente. Assistente de crédito é responsável por receber a solicitação, validar o preenchimento, verificação da documentação e cadastrar no Sistema de Crédito. Quando a solicitação é invalida ela é cancelada, porém o cliente não é avisado, somente o status da solicitação é mudado. Caso a solicitação seja válida, ela será submetida a análise de crédito pelos Analistas de Crédito. A análise de crédito é feita com base nas informações do Sistema de Crédito. Analise é constituída de verificação do histórico de crédito, atendimento das regras de negócio o resultado da análise é informado para o cliente. Quando a solicitação é aprovada, é solicitada a liberação de crédito para o departamento Financeiro e as informações são enviadas para departamento de Cobrança. Exceção: Quando é um novo cliente e sem histórico de crédito cabe ao gerente de crédito analisar e deliberar sobre a aprovação de crédito ou não, isso é feito caso à caso. Sem sistema de apoio o gerente de crédito usa sua experiência e intuição para fazer análise de crédito. Principais Regras de Negócios da Política de Concessão de Crédito: 1 - Documentos necessários para concessão de crédito: CPF, comprovante de endereço e comprovante de renda. 2 - É necessário obter informações do histórico de crédito do cliente para tomada de decisão da concessão de crédito ou não. 3 - O solicitante não pode ter mais que um financiamento “em aberto”. 4 - O solicitante deve ter 18 anos ou mais. Integração com outros Sistemas O Sistema de Crédito têm interfaces com o Sistema Financeiro , que é processo responsável por fazer a liberação de crédito e O Sistema de Cobrança, que é processo responsável por fazer cobrança e recuperação de crédito. Exemplo: Business Story (História de Negócio)
  • 40Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com Análise de Requisitos Business Story (História de Negócio). Identificar Requisitos da solução Desenhar solução Equipe Ágil Colaboração Analista de Negócio Backlog Grooming: Preparar a solução em colaboração. Analista de Negócio, poderá assumir o papel de Product Owner (PO) e junto com a Equipe de Desenvolvimento eles trabalharam para “quebrar” a História de Negócio (Épico) em História do Usuário, essas histórias são base para construção do Product Backlog. Business Story (História de Negócio). Épico Histórias do UsuárioHistórias de Negócio Artefatos Scrum
  • 41Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com Gostou ? Esta apresentação é parte do conteúdo do Workshop Análise de Negócio para Equipe Ágil Para maiores informações sobre este workshop entre em contato conosco: Rildo Santos (@rildosan) rildo.santos@etecnologia.com.br etecnologia@etecnologia.com.br treinamento@etecnologia.com.br www.etecnologia.com.br https://www.facebook.com/pages/eTecnologia/182077181831786 Like
  • 42Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com Licença:
  • 43Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com Comunidade eTecnologia http://etecnologia.ning.com/ Gostou quer mais, gostaria de receber outros materiais sobre o mesmo tema e novas versões deste material... Venha para fazer parte da comunidade eTecnologia, clique: http://etecnologia.ning.com
  • 44Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com Notas: Marcas Registradas: Todos os termos mencionados que são reconhecidos como Marca Registrada e/ou comercial são de responsabilidades de seus proprietários. O autor informa não estar associada a nenhum produto e/ou fornecedor que é apresentado neste material. No decorrer deste, imagens, nomes de produtos e fabricantes podem ter sido utilizados, e desde já o autor informa que o uso é apenas ilustrativo para fins educativo, não visando ao lucro, favorecimento ou desmerecimento da marca ou produto. Melhoria e Revisão: Este material esta em processo constante de revisão e melhoria, se você encontrou algum problema ou erro envie um e-mail para nós. Criticas e Sugestões: Nós estamos abertos para receber criticas e sugestões que possam melhorar o material, por favor envie um e-mail para nós. Imagens: Google, Flickr e Banco de Imagem. Rildo Santos by rildosan® 2012 (@rildosan | rildosan@rildosan.com | rildosan.com)
  • 45Versão 6 | Jun 2013 AnálisedeNegócioparaEquipeÁgil rildo.santos@etecnologia.com.br | etecnologia.com.br | rildosan@rildosan.com Rildo Santos (@rildosan) rildo.santos@etecnologia.com.br rildosan@rildosan.com http://rildosan.com/ (11) 99123-5358 (11) 99962-4260 www.etecnologia.com.br Análise de Negócio para Equipe Ágil by rildosan® 2012