Modelagem de Processos com BPMN e Tibco Business Studio

51,175 views

Published on

A modelagem ajuda a entender os processos de negócio, permite ver todos os recursos envolvidos, as dependências e limitações de cada processo. O conhecimento de Gestão por Processo, escolher a notação adequada e produtividade são fatores críticos.
A BPMN é uma notação gráfica reconhecida como padrão para desenho de processo, para aumentar produtividade devemos utilizar uma boa ferramenta. Apresentaremos uma visão introdutória de como a ferramenta Tibco Business Studio e a notação BPMN podem facilitar o desenho dos processos do Modelo AS-IS.

Published in: Business, Technology
5 Comments
22 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
51,175
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
33,963
Actions
Shares
0
Downloads
1,360
Comments
5
Likes
22
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Modelagem de Processos com BPMN e Tibco Business Studio

  1. 1. Modelagem de Processos de Negócios com BPMNVersão: 6.0 Tibco Business Studio® Versão 6 Rildo Santos (@rildosan) rildo.santos@etecnologia.com.br skype: rildo.f.santos http://rildosan.com/(11) 99123-5358 www.etcnologia.com.br
  2. 2. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 2 Programa: “Menos Papel, Mais Árvores ®” Qual é o mundo que queremos ? O primeiro passo para criar um mundo melhor, é saber qual tipo de mundo que queremos ter e qual tipo que deixaremos de herança para as próximas gerações. Nossa missão: É buscar pelo equilibro do homem, da tecnologia e do meio ambiente. Para cumprir esta missão é necessário: conscientizar, comprometer e AGIR. O programa Menos Papel, Mais Árvores®, é uma ação, com objetivo de estimular o consumo sustentável de papel dentro das organizações. Quer participar ? - Reduza o uso de papel (e de madeira) o máximo possível. - Só imprima se for extremamente necessário. - Evite comprar produtos com excesso de embalagem. - Ao imprimir ou escrever, utilize os dois lados do papel. - Use papel reciclado. Este material não deve ser impresso..
  3. 3. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 3 Facilitador: Rildo Santos (@rildosan) Coach , Instrutor, Consultor e Palestrante de Métodos Ágeis, Gestão de Negócios, Inovação , Processos e Tecnologia . Minha Experiência: Tenho mais de 10.000 horas de experiência em Gestão de Negócios, Gestão de Inovação, Governança e Engenharia de Software. Sou formado em Administração de Empresas, Pós-Graduado em Didática do Ensino Superior e Mestre em Engenharia de Software pela Universidade Mackenzie. Fui instrutor de Tecnologia de Orientação a Objetos, UML e Linguagem Java (Sun MicroSystems e IBM). Conheço Métodos Ágeis (SCRUM, XP, FDD, Lean e OpenUP), Arquitetura de Software, SOA (Arquitetura Orientado a Serviço), Processo Unificado, Business Intelligence, Gestão de Risco de TI entre outras tecnologias. Sou professor de curso de MBA da Fiap e fui professor de pós-graduação da Fasp e IBTA. Tenho conhecimento de Gestão de Negócio (Inteligência de Negócio, Gestão por Processo, Inovação, Gestão de Projetos e GRC - Governance, Risk ando Compliance), SOX, Basel II e PCI; Experiência na implementação de Governança de TI e Gerenciamento de Serviços de TI. Fluência nos principais frameworks e padrões: ITIL, Cobit, ISO 20000, ISO 27001 e ISO 15999; Participei de diversos projetos nos segmentos: Financeiro, Telecomunicações, Seguro, Saúde, Comunicação, Segurança Pública, Fazenda, Tecnologia, Varejo, Distribuição, Energia e Petróleo e Gás. Possuo as certificações: CSM - Certified SCRUM Master, CSPO - Certified SCRUM Product Owner , SUN Java Certified Instrutor, ITIL Foundation e sou Instrutor Oficial de Cobit Foundation e Cobit Games; Sou membro do IIBA-International Institute of Business Analysis (Canada) Onde estou: www.etecnologia.com.br @rildosan http://rildosan.blogspot.com/ http://etecnologia.ning.com
  4. 4. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 4 Comentário inicial: Segundo a metodologia Process-M3® (1º. Mapeamento, 2º. Modelagem e 3º. Melhoria) para ter a melhoria efetiva de processos são necessários três passos. Neste eBook será abordado somente a Modelagem de Processos (que é segundo passo da metodologia). A modelagem ajuda a entender os processos de negócio, permite ver todos os recursos envolvidos, as dependências e limitações de cada processo. O Conhecer Gestão por Processo, escolher a notação adequada e selecionar a ferramenta produtividade certa são fatores críticos. A BPMN é uma notação gráfica reconhecida como padrão para desenho de processo, para aumentar produtividade devemos utilizar uma boa ferramenta. Apresentamos uma visão introdutória de como a ferramenta Tibco Business Studio e a notação BPMN podem facilitar o modelagem de processos de negócio.
  5. 5. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 5 1 - Introdução 2 A ferramenta Tibco Business Studio 3 - A notação BPMN Conteúdo: As partes:
  6. 6. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 6 1ª Parte: Introdução
  7. 7. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 7 Metodologia BPI: “Uma introdução” BPI (Business Process Improvement), melhoria de processo de negócio, é uma metodologia (abordagem) que a ajuda a entender e otimizar os processos de negócio com objetivo de alcançar as metas e melhorar os resultados dos processos. O primeiro passo da BPI é determinar o cenário atual dos processos, ou seja, o Modelo AS-IS. O modelo AS-IS é importante, pois, ele nos ajuda conhecer onde empresa está e qual é a performance dos processos (quais pontos fracos, pontos de desconexão, tarefas de redundantes, gargalos e atividades de baixo valor agregado). Na construção do modelo AS-IS, ainda não cabe ao Analista de Processo de Negócio propor melhorias, pois isto será feito na construção do Modelo TO-BE . Mas, existe uma exceção é se for encontrada alguma coisa que possa ser melhorada, mas que seja de rápida implementação e agregue valor (Quick Win), ela poderá ser feita antes mesmo do inicio do modelo TO-BE. 1 2
  8. 8. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 8 Mapeamento de Processo O que é Mapeamento de Processo ? O Mapeamento de Processo é uma ferramenta gerencial e de comunicação que tem a finalidade de ajudar a melhorar os processos existentes ou de implantar uma nova estrutura voltada para processos. Os processos de negócio são os primeiros processos a serem identificados, depois os processos de apoio (aos processos de negócio) e por fim os processos de controle e/ou reguladores. O mapeamento também auxilia a empresa a enxergar claramente os pontos fortes, pontos fracos (pontos que precisam ser melhorados tais como: complexidade na operação, reduzir custos, gargalos, falhas de integração, atividades redundantes, tarefas de baixo valor agregado, retrabalhos, excesso de documentação e aprovações), além de ser uma excelente forma de melhorar entendimento sobre os processos e aumentar a performance do negócio. Objetivo do Mapeamento de Processos: Identificar e buscar um melhor entendimento dos processos de negócios existentes (AS- IS) e dos futuros (TO-BE) para melhorar o nível de satisfação do cliente e aumentar desempenho do negócio. Técnicas de Mapeamento de Processos: - Entrevistas, questionários, reuniões e workshops. - Observação de campo. - Análise da documentação existente. - Análise de sistemas legados. - Coleta de evidências.
  9. 9. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 9 O que é Modelagem de Processos ?É a elaboração de um diagrama ou mapa do processo de negócio e a documentação que descreve suas propriedades e características, que identifica as atividades realizadas e as informações que fluem entre elas. Modelagem de Processos ? Após o Mapeamento, inicia-se o trabalho de Modelagem. O primeiro documento resultante deste trabalho é o Mapa de Processos, o objetivo deste mapa é fornecer uma única visão dos processos da empresa, seus relacionamentos, atividades/tarefas, stakeholders, papéis e responsabilidades e o fluxo de valor dos processos. Exemplo:MapadeProcessodoHotel: O Mapa de processos deve ser apresentado em uma linguagem gráfica que seja simples e que facilite o entendimento de todos os envolvidos e que permita: - Exibir os detalhes dos processos de modo gradual e controlado; - Encorajar precisão na descrição do processo; - Focar a atenção nas interfaces entre os processos e - Prover uma análise de processos poderosa e consistente com o vocabulário de negócio
  10. 10. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 10 Mapeamento e Modelagem: Melhores Práticas e Benefícios A Modelagem é forma de comunicação, quando modelamos um processo, estamos facilitando seu entendimento por todas as pessoas envolvidas, diretamente e indiretamente com realização das atividades e tarefas, e aquelas com interesse no resultado gerado pelo processo. Melhores Práticas: - Objetivo do modelo é comunicar. - Modelos devem ser simples e intuitivos. - Modelos devem ser adequado a cultura da empresa. - Ferramentas podem influenciar na escolha da notações, portanto escolha primeiro a notação de depois a ferramenta. - Modelos evoluem com a organização. - A combinação de notações e técnicas podem ser usadas para facilitar o entendimento. - Para melhorar a produtividade considere adotar uma ferramenta. - Procure adotar uma notação que seja padrão de mercado. Benefícios do Mapeamento e da Modelagem de Processo: - Melhora a comunicação; - Facilita a visualização; - Reduz o nível de abstração; - Ajuda no entendimento do que deve ser feito; - Auxilia na identificação de quem deve fazer o quê; - É a base documentação;
  11. 11. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 11 Abordagem para a Modelagem de Processos: Melhores Práticas:
  12. 12. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 12 Exemplo da abordagem Top Down: Fazer a Decomposição do Processo: A decomposição do processo facilita entendimento e identificação dos seus sub-processos e/ou as atividades. Planejar Produção Produzir produto Entregar o produto Efetivar Pedidos Atividades Macro Processos Enviar para PCPGerar OPRegistrar PedidoCadastrar Cliente Produzir Produtos sob Encomenda1 Tarefas Processos Solicitar dados do Cliente Registrar o cliente sem notação
  13. 13. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 13 Objetivo do modelo: - Objetivo do modelo é comunicar; - Modelos devem ser simples e intuitivos; - Modelos devem ser adequado a cultura da empresa; - Ferramentas podem influenciar na escolha da notações, portanto escolha primeiro a notação de depois a ferramenta. - Modelos evoluem com a organização; - A combinação de notações e técnicas podem ser usadas para facilitar o entendimento; - Para melhorar a produtividade considere adotar uma ferramenta; - Procure adotar uma notação que é padrão de mercado.
  14. 14. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 14 Ok, mas vamos estudar um pouco mais a especificação... Fiz download da especificação do BPMN... BPMN, quer dizer: Business Process Modeling Notation O BPMN é uma notação gráfica, padrão OMG (www.omg.org), que tem por objetivo prover recursos e elementos para modelar (desenhar) os processos de negócio; O BPMN pode e deve ser compreendido por analistas de negócio, técnicos, usuários e todos os envolvidos com o processo; Os modelos (diagramas) BPMN podem ser usado como um “contrato” entre as áreas técnicas e os usuários; O BPMN também pode ser utilizado para modelar (desenhar) processos internos e externos (B2B)... Especificação BPMN v 1.2 http://www.omg.org/spec/BPMN/1.2/ Notação. BPMN Planejamento: Seleção da Notação
  15. 15. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 15 O BPMN fornece uma notação para expressar os processos de negócio em um único diagrama de processo de negócio (Business Process Diagram – BPD). Garante que linguagens projetadas para a execução de processos de negócio, tais como o BPEL4WS e o BPML sejam visualmente expressas com uma notação comum. Simbologia do BMPN: http://www.bpmn.org/ Um dos objetivos da BPMN é criar um mecanismo simples para o desenvolvimento dos modelos processos de negócio e facilitar o entendimento de todas as pessoas envolvidas com o processo. Planejamento: Seleção da Notação Ok, vamos escolher a notação BPMN...
  16. 16. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 16 Melhores Práticas sobre ferramenta: - Compre uma ferramenta que atenda os objetivos da empresa; - Faça testes antes de adquirir a ferramenta; - A ferramenta deve ser adequada a cultura da empresa; - Faça uma visita a empresas e pessoas que já utilizam a ferramenta; - Faça uma Análise de Custo x Benefício; - Ferramentas influenciam técnicas e notações. Portanto, escolha uma notação antes de escolher uma ferramenta; - Para melhorar a produtividade considere adotar uma ferramenta; - Faça treinamento para dominar a ferramenta (para extrair o melhor da ferramenta); - Verifique qual o suporte e período de garantia da ferramenta; - Evite o “Vendor Lock In”. Melhores Práticas na Seleção de uma Ferramenta:
  17. 17. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 17 Vamos avaliar a ferramenta de modelagem... Principais características: - Suporte ao BPMN - Recurso de publicação Web; - Recurso de exportação/importação de modelos (suporte a XMI); - Controle de versão dos modelos; - Modelagem (desenho de processo); - Simulação de Processo; - Suporte a BPEL - Suporte XPDL; - Suporte a colaboração; - Suporte a documentação de apoio (planilha, gráficos, documentos word e etc.); - Suporte a Regra de Negócio (BRE – Business Rules Engine ou BRM – Business Rules Management); - Suporte a SOA (Arquitetura Orientada a Serviço); - Suporte a Gestão de Risco; - Suporte a BAM (Business Activity Monitoring - Monitoramento das Atividades de Negócio). Características de uma Ferramenta:
  18. 18. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 18 Vamos lá... Vamos ver as ferramentas pagas... ARIS - IDS Scheer AG WebSphere Business Modeler (WBM) Provides a process modeling tool enabling testing and validation of business processes Oracle BPM Studio Veja a lista de ferramentas que compliance BPMN - http://www.bpmn.org/BPMN_Supporters.htm Oracle Suite Software AG Oracle Seleção da Ferramenta
  19. 19. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 19 Gostei da Tibco Business Studio acho que ela pode atender nossas necessidades... Vamos as ferramentas gratuitas.. Intalio Designer BizAgi www.bizagi.com/www.intalio.com Tibco Business Studio (Business Modeling) http://developer.tibco.com/business_studio/ Seleção da Ferramenta Foco deste eBook Outras ferramentas
  20. 20. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 20 2ª Parte: Tibco Business Studio
  21. 21. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 Introdução Existem diversas ferramenta de modelagem de processos no mercado. Já se tornou uma prática que a ferramenta que tenha suporte a modelagem de processo seja gratuita. Temos diversos exemplos como: Aris Express, BizAgi, Tibco Business Studio, Metastorm Designer, Intalio Designer e etc.. Nós vamos explorar (demonstrar) a ferramenta Tibco Business Studio que é uma poderosa ferramenta para a modelagem e simulação de processos de negócios. A versão que nós apresentaremos é uma versão comunitária (e isto nós amamos), ou seja, não é necessário comprar licenças, somente se você quiser a versão mais sofisticada (com mais recursos) Para quem precisa modelar os processos para conhecê-los melhor (para entender como a empresa funciona) , para fazer melhorar os processos ou por qualquer outro motivo, vale a pena conferir a ferramenta da Tibco. 21
  22. 22. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 Fazendo o download: Passos: 1 - Para fazer o download da ferramenta Tibco Business Studio vá ao endereço: http://developer.tibco.com/business_studio/ 22 2 – Após o download faça a instalação da ferramenta. Dependendo da velocidade da conexão é preciso ter um pouco de paciência...
  23. 23. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 Principais Características: 23 - Suporte a BPMN versão 1.2 (http://www.bpmn.org); - Suporte XPDL versão 2.1 (http://www.wfmc.org/xpdl.html); - Suporte a UML 2.0 (http://www.uml.org) - Simulação de processos (este é o pontos forte); - Publicação de Modelo (este é o ponto fraco da Tibco Business Studio); - Existe versão para Windows e para Linux; - Fragmentos de modelos (melhora a produtividades) - Baseado na ferramenta Eclipse. - Permite Modelagem de dados - Permite Modelagem organizacional. - Versão comunitária (sem custo, isto nós amamos); - Suporte a reúso de processo (nós amamos isto também). - Suporte a Compartilhamento de projetos - TIBCO Business Studio Community http://developer.tibco.com/business_studio/default.jsp
  24. 24. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 Chamando o Tibco Business Studio: 24 Após a instalação chame o Tibco Business Studio:
  25. 25. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 Quem deve usar o Tibco Business Studio: 25 TIBCO Business Studio é para todos os responsáveis pela análise, desenho, simulação, implementação e implantação de processos de negócio. Modelagem de Processos Simulação Melhoria de Processos Implantação Mapeamento de Processo Tecnologia Analistas de Negócio, Analistas de Processo, Arquitetos de Soluções, Arquitetos de Software e Analistas de Sistemas geralmente são os principais usuários da ferramenta.
  26. 26. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 Perspectiva e Capacidades do Tibco Business Studio: O Tibco Business Studio usa a Perspectiva de Modelagem: 26 A Perspectiva de Modelagem e suas Capacidades: - Business Analysis (Análise de Negócio), exibe as áreas da interface do usuário que são relevantes para analista de negócio e modelagem de processo usando a BPMN. - Solution Design (Desenho da Solução): Exibe as áreas da interface do usuário que são relevantes para implementação do processo.
  27. 27. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 Primeira Visão, Eclipse e Perspectivas: O Tibco Business Studio é construído sobre o Eclipse (veja projeto eclipse.org) para maiores detalhes. Quem já conhece ou trabalhou com o Eclipse se “sentirá em casa”. 27 Mas para os marinheiros de primeira viagem, vale a pena esclarecer: No Eclipse, uma perspectiva contém todas as visões e conjunto de editores que geralmente você precisa para realizar um trabalho em e especifico. Toda as aplicações que usam o Eclipse com base, é aplicado o mesmo conceito, aplicação (Tibco Business Studio) é apresentada através de perspectivas.
  28. 28. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 28 A maioria das operações com arquivos você encontrará no Menu File. Veja as principais opções deste Menu: - Criar um novo projeto - Abrir um projeto - Fechar um projeto - Fechar o Eclipse - Salvar o projeto - Salvar como - Salvar tudo - Renomear um projeto - Imprimir - Trocar de Workspace (local de trabalho) - Reiniciar - Importar (projetos) - Exportar - Salvar como imagem - Propriedades O menu File:
  29. 29. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 29 A maioria da configuração de perspectivas e das visões você encontrará no Menu File. Veja as principais opções deste Menu: Você poderá selecionar as perspectivas: - Modelagem - Simulação - Outras O Menu Window: Veja as principais opções deste Menu: Você poderá selecionar as visões: - Navegação - Problemas - Progresso -Projeto Explorer - Propriedades - Tarefas - Outras
  30. 30. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 Abra um Projeto: 3 primeiros passos 30 O Eclipse, trabalha com o conceito de projeto, logo, se quer criar os seus modelos deverá criar primeiro, um novo projeto. 1 2 “Babys Steps”: Os 3 primeiros passos : 1 – Selecione na barra de menu o opção File 2 – Para criar um novo projeto, selecione a opção New 3 – Depois selecione o tipo de projeto (existem muitos tipos), mas você deve escolher Analysis Project (ele tem o logo da Tibco) Os tipos apresentados de forma organizada processos 3
  31. 31. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 31 1 - Projeto: O projeto suporta todo o ciclo de vida, todos os artefatos em único local. 2 - Pacotes (Packages): Um pacote é container que é obrigatório para um projeto e sua infra-estrutura tais como participantes e campos de dados (data fields). Os pacotes e os processos são armazenados (salvos) no formato XPDL. 3 - Processos: Processo é um conjunto de atividades relacionadas que tem o objetivo de atingir resultados Abra um Projeto: Alguns conceitos 1 2 3 Process interface (Interface do Processo): Process interface fornece uma forma que permite a seleção dinâmica dos subprocessos em tempo de execução. A process interface especifica os eventos e seus parâmetros que devem estar presentes nos processo. Tipos de ativos (Asset types): Além de ativos de processos de negócio, existem outros tipos de ativos que podem ser incluídos no projeto. Ao criar um projeto você poderá selecionar quais ativos farão parte do projeto. Exemplo de tipos de ativos: Documentos, formulários, modelos e etc Seleção de tipos de ativos é opcional dentro de um projeto.
  32. 32. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 32 Dê um nome ao projeto, selecione se terá simulação (coloque um check) na caixa de seleção. Em seguida você poderá clicar no botão Next para selecionar os tipos de ativos (Asset) ou clicar no botão Finish para concluir Abra um Projeto: Mais 2 passos 4 5 6 7 Nesta janela você poderá selecionar todos os tipos de ativos do projeto, e depois clicar no botão Next ou no Finish 6.1
  33. 33. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 33 Agora que o projeto foi criado podemos começar a trabalhar Pronto: O Projeto foi criado Oooops...Este tipo de projeto está associado a perspectiva de Modelagem. Você quer abrir esta perspectiva agora. Responda: (clique) no botão “Yes” (sim) para continuar. Perspectiva de Modelagem, tem esta visão, do lado esquerdo o editor e no lado direito os elementos da notação BPMN. Por “default” (padrão) ela exibe um modelo padrão de processo com os elementos básicos (inicio e final) Bem, ficou um pouco estranho... Você pode está se questionando cadê a visão de projeto. Pois, fazer a navegação com base no projeto fica bem mais fácil. Ok, então clique no botão da perspectiva Simulation (realçado com a cor vermelha) e veja o que acontece.
  34. 34. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 Agora sim, o Projeto: 34 Agora que temos uma visão de projeto, podemos começar a modelar o processo....ainda não... Antes vamos conhecer melhor a perspectiva e dissecar suas funcionalidades.
  35. 35. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 Conhecendo a Perspectiva de Modelagem 35 Paletadoselementosda notaçãoBPMN. Editor de Processo (Perspectiva de Modelagem) é aqui que será modelado (desenhado) os processos. Projeto Explorer Propriedades do objeto corrente Rascunho (outline) e os objetos da Perspectiva de Simulação Menus funcionalidades Botão para mudança de perspectiva Fragmentos de modelosControle da Simulação
  36. 36. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 Dissecando o projeto. As Propriedades do Pacote 36 As informações do Pacote, inicialmente são apresentadas as informações default (padrão), mas você poderá alterá-las conforme sua necessidade. Existem três níveis de informações do pacote, nós discutiremos apenas a General (geral). Propriedades: - Label: Nome do pacote - Nome: (automático, derivado do valor da label) - Nome do autor: Nome do autor - Data de Criação: (data de criação do pacto, no formato: ano, mês e dia) - Descrição do pacote: (descrição do pacote) - Localização da documentação: (endereço da documentação) - Status: Status corrente (neste caso sob revisão) - Versão: Número da versão - Unidade de custo: (É o código que identifica a unidade de custo, esta informação será utilizado na simulação de processo) - Linguagem: Código da linguagem (pt_BR)
  37. 37. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 Dissecando o projeto. As Propriedades do Processo 37 As informações do Processo, inicialmente, são apresentadas as informações default (padrão), mas você poderá alterá-las conforme sua necessidade. Existem vários níveis de informações do processo, nós discutiremos apenas a General (geral). Propriedades: - Label: Nome do processo - Inline Sub-Processo: Habilita o uso de sub-processos “embutidos” a partir de sub- processo reusável. - Process Interface (localização e nome da interface) - Data de Criação: (data de criação do pacto, no formato: ano, mês e dia) - Used By: (Quem usa o processo)
  38. 38. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 Dissecando o projeto. Visão de Problemas (erros): 38 Quando aparece o ícone de problema (veja legenda abaixo) significa que existe um erro que deverá ser corrigido. A partir da Visão de Problemas, você poderá ver a descrição do erro, para corrigi-lo clique duplo clique em cima da linha de erro que você será levado onde o erro se encontra no modelo. Você ainda poderá ver o erro com maiores detalhes, clique o botão direito do mouse e selecione propriedades Ícone de erro projeto Ícone de problemas (Problems)
  39. 39. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 Dissecando o projeto. Fragmentos 39 Fragmentos, a TIBCO Business Studio fornece alguns processos predefinidos e fragmentos (partes ou elementos de processo), que devem ser utilizados para melhor a produtividade da modelagem de processo. Para utilizar os fragmentos você pode chamá-lo através da Visão de Fragmentos (figura acima), você também poderá criar seus próprios padrões (patterns) e/ou fragmentos Process Templates, são templates (modelos) de processo, Fragmentos (Basic Fragments) são partes e/ou elementos de um processo (não é processo completo) , External System, são modelos de sistemas externos, iProcesso Exemples In BPMN são diversos exemplos da iProcess. TIBCO Business Studio, tem suporte ao conceito de reúso de processo (nós amamos isto).
  40. 40. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 40 Sub-Processo Embutido: Dissecando o projeto. Sub-processos Detalhes de de um sub-processo embutido (dependente): - Ele deve está contido dentro de um Pool - Tem um inicio e um fim - As atividades devem ser detalhadas - Não pode conter Lanes e nem Pool Detalhes de um sub-processo reusável (independente) Para ver as atividades do sub-processo, é necessário clicar no sinal de “+” O sub-processo está fora do processo, pois, ele pode ser chamado por outro processo. O processo de chamado não tem acesso a campos de dados e parâmetros do processo de chamador e nem do pacote. Sub-Processo Reusável: Transação Um sub-processo pode ser especificado como um transação, usando a Is a transaction caixa de check
  41. 41. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 Projeto: Enfim a Modelagem do Processo 41
  42. 42. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 Projeto: Enfim a Modelagem do Processo 42 1 2 Passos: 1 - Selecione o Pool, vá na Visão de Propriedades e coloque o nome do Label: Controle de Documentos 2 - Selecione a Lane, vá na Visão de Propriedades e coloque o nome do Label: Elaboração de Documentos
  43. 43. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 Projeto: Enfim a Modelagem do Processo 43 1 Adicionando uma nova Lane ao Pool (Qualidade): Passos: 1 - [Paleta] Selecione Artifacts; 2 - [Paleta] Escolha a Lane; 3 - [Editor] Coloque a Lane dentro do Pool se necessário ajuste o tamanho. 2 3
  44. 44. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 Projeto: Enfim a Modelagem do Processo 44 Adicionando uma tarefas (tasks): Passos: 1 - [Paleta] Selecione Tasks 2 - [Paleta] Escolha a o objeto Tasks 2.1 O Tibo Business Studio, possui recursos amigáveis que facilita a modelagem, basta colocar um novo objeto (ou elemento) que ele fará uma sugestão de link dos elementos 3 - [Editor] Coloque o nome da label da Task. Para dar o nome para uma label dê duplo clique na task e escreva o nome OU (abaixo) use a Visão de Propriedade para dar nome ao label. 2.1 2 3 3 3
  45. 45. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 1 – [Editor] selecione a Task e clique o botão direito do mouse. 2 – [Menu] Escolha a opção Show Properties View (Exibir a Visão de Propriedade) 3 - [Visão de Propriedade] Principais propriedades (desconsiderando Label): Activity Markers – Você poderá marcar as opções: Loop Padrão ou Múltipla Instance Loop ou Ad-Hoc (sob demanda) Participantes: Informar quais são os participantes, opcionalmente podemos deixar em branco. Tipo de Atividade: Para simulação devemos escolher um tipo de atividade (algumas delas não constam na especificação da BPMN 1.2) Projeto: Propriedades de uma tarefa 45 1 2 3
  46. 46. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 Passos: 1 - [Project Explorer] selecione o item (nó) Participant (participante), clique em new (novo) e depois em participant (participante) 2 – [Janela New Participant] coloque as informações do participantes, tais como label e selecione o tipo (tipo básico ou referência externa) e depois selecione (exclusiva): Role (Papel), Human (Pessoa), Organizational Unit (Unidade Organizacional) ou System (Sistema). Clique no botão Finish para concluir ou no botão Next para continuar. 3 – [Janela New Participant] Informe a url (endereço do participante) e descreva o participante. Clique no botão Finish para concluir ou no botão Next para continuar. Após a criação do Participant (participante) utilize a Visão de Propriedade para alterar as informações. Projeto: Participante 46 Segunda a BPMN v.1.2, Um Pool representa um participante em um processo. Um participante pode ser uma entidade de negócio (exemplo: uma empresa) ou pode ser um papel (de negócio), como por exemplo: vendedor, comprador ou fabricante. Conceito de Performers (é um atributo da atividade): Um performer (executante) ou mais podem ser inscritos. O atributo performer define o recurso que irá executar ou que serão responsáveis pela a atividade. A entrada do Performer poderia ser na forma de um indivíduo, um grupo, um papel funcional, uma posição ou uma empresa Documentação do Tibco Business Studio “Participants are used to identify who or what performs an activity” Participantes são usados para identificar quem ou qual executará uma atividade. 1 2 3
  47. 47. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 Projeto: Selecionado Participante (associando participante a tarefa) 47 1 4 1 - [Editor] selecione a Task e clique o botão direito do mouse. 2 - [Menu] Escolha a opção Show Properties View (Exibir a Visão de Propriedade) 3 - [Visão de Propriedade] Participante, clique no botão “...” 3 4 – [Janela Select Participants] Você poderá selecionar e adicionar (botão Add) na lista de seleção de participantes. Para encerrar clique no botão OK ou para cancelar a toda a seleção clique no botão Cancel. 2
  48. 48. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 Avance com o Modelo 48 Coloque novos elementos, inclua novos participantes (Aprovador, por exemplo), veja o modelo abaixo sendo construído:
  49. 49. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 Pronto! O modelo está feito. 49 Observe que o Tibco Business Studio oferece um conjunto de pequenos utilitários (gadgets) para facilitar a modelagem do processo
  50. 50. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 Vamos imprimir (em PDF): 50 Selecione o modelo, clique no menu File e depois na opção (Print) Imprimir
  51. 51. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 Pronto ??? Estes ícones (sinais) de erros 51 Cada ícone corresponde ao erro, os que estão apresentados neste modelo são referentes a simulação o Tibco Business Studio requer ajustes para que a simulação do processo possa ocorrer...
  52. 52. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 52 Quer Mais Gostou quer mais, gostaria de receber outros materiais sobre o mesmo tema e novas versões deste material... Venha participar da comunidade eTecnologia: http://eTecnologia.ning.com A comunidade eTecnologia (http://etecnologia.ning.com) é uma rede social, que promove a inclusão digital e tem como missão compartilhar conhecimento, troca experiência e prover aprendizado. São mais de 360 membros da comunidade.
  53. 53. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 53 Notas: Marcas Registradas: Todos os termos mencionados que são reconhecidos como Marca Registrada e/ou comercial são de responsabilidades de seus proprietários. O autor informa não estar associada a nenhum produto e/ou fornecedor que é apresentado neste material. No decorrer deste, imagens, nomes de produtos e fabricantes podem ter sido utilizados, e desde já o autor informa que o uso é apenas ilustrativo para fins educativo, não visando ao lucro, favorecimento ou desmerecimento da marca ou produto. Melhoria e Revisão: Este material esta em processo constante de revisão e melhoria, se você encontrou algum problema ou erro envie um e-mail para nós. Criticas e Sugestões: Nós estamos abertos para receber criticas e sugestões que possam melhorar o material, por favor envie um e-mail para nós. Rildo F dos Santos (rildo.santos@etecnologia.com.br) Imagens: Google, Flickr e Banco de Imagem.
  54. 54. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 54 Licença:
  55. 55. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 5.0 | RFS ModelagemdeProcessosdeNegócioscomBPMNeTibcoBusinessStudio Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2010 Modelagem de Processos de Negócios com BPMNVersão: 6.0 Tibco Business Studio® Versão 6 Rildo Santos (@rildosan) rildo.santos@etecnologia.com.br skype: rildo.f.santos http://rildosan.com/(11) 99123-5358 www.etcnologia.com.br

×