ICANN 49 Business Digest_Portuguese
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

ICANN 49 Business Digest_Portuguese

on

  • 81 views

 

Statistics

Views

Total Views
81
Views on SlideShare
81
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

ICANN 49 Business Digest_Portuguese ICANN 49 Business Digest_Portuguese Document Transcript

  • ICANN 49 Cingapura Boletim Informativo Empresarial
  • Por que um Boletim Informativo Empresarial? Este Boletim Informativo tem o objetivo de ser uma revisão resumida dos destaques do Encontro Público da ICANN. Ele apresenta as informações relevantes para várias partes interessadas de empresas afetadas pelo trabalho da ICANN, com uma linguagem corporativa de fácil entendimento. Envie suas opiniões e comentários para a Equipe de Participação Corporativa da ICANN pelo e-mail businessengagement@icann.org. Para manter as empresas interessadas informadas sobre o trabalho da ICANN, governança da Internet e a participação do mundo corporativo, este boletim informativo empresarial é complementado por dois espaços on-line que têm o objetivo de informar e promover a troca de ideias contínua com os líderes corporativos interessados: o feed do Twitter @ICANN4biz e o grupo do LinkedIn ICANN for Business. Todos podem se inscrever, participar debater e se envolver, bem como enviar comentários. Resumo executivo O encontro público ICANN 49 foi realizado em Cingapura de 23 a 27 de março de 2014. Com mais de 2.000 inscrições on-line e 1.940 participantes na lista de presença, o evento foi um grande sucesso para a equipe da ICANN que coordena a sede operacional de Cingapura. Esse não foi o primeiro encontro público da ICANN realizado em Cingapura. Na verdade, o primeiro encontro da ICANN e a ICANN 41, em 2011, foram realizados no mesmo lugar. No entanto, esse foi o primeiro encontro depois do estabelecimento da sede de Cingapura em agosto de 2013. A sede de Cingapura demonstra o compromisso da ICANN com a região da Ásia-Pacífico (APAC), com oito funcionários na cidade e um total de 14 funcionários na região, um número que certamente vai aumentar nos próximos anos. A ICANN 49 foi um encontro público histórico. Lá, foi lançado um processo para coletar as visões e propostas da comunidade para abordar o anúncio feito pelo governo dos Estados Unidos sobre seus planos de transição da administração das funções da IANA - a Autoridade para Atribuição de Números na Internet coordenada pela ICANN - para a comunidade global com várias partes interessadas. A versão preliminar do documento da proposta, baseada nos comentários iniciais da comunidade, foi publicada no site da ICANN apenas alguns dias depois da reunião de Cingapura, no dia 8 de abril de 2014. Para garantir que a eventual proposta seja voltada para a comunidade e seja amplamente apoiada, a ICANN tem o compromisso de coletar e incorporar comentários e feedback da comunidade global de partes interessadas. Os comentários e feedback podem ser enviados a qualquer momento por meio de uma publicação na lista de e-mails ianatransition@icann.org. Seguem abaixo algumas conclusões importantes: • Com base no sucesso da programação empresarial da ICANN 48, a equipe de participação corporativa trabalhou com a equipe de participação regional da APAC para organizar vários eventos voltados para a comunidade empresarial local, que é muito ativa, a fim de ajudar a explicar o trabalho da ICANN e como ele apoia o sucesso dos negócios. • Com o Programa de Novos Domínios Genéricos de Primeiro Nível (gTLDs) em fase de implementação, os problemas de colisão de nomes e leilões de última instância estão no centro das discussões. A ICANN 49 foi o palco onde os solicitantes e novos registros discutiram a evolução do Programa de Novos gTLD com a equipe e aprenderam as práticas recomendadas para gerenciar os registros. • A ICANN 49 foi uma reunião crucial para marcas que solicitaram novos gTLDs, graças à adoção da Especificação 13 do Contrato de Registro (RA) de novos gTLDs,
  • disponível para Operadores de Registros que operam um TLD reconhecido pela ICANN como TLD .Brand. • As questões sobre Segurança e Estabilidade da Internet vieram à tona, especialmente no contexto da transição da administração das funções da IANA. Questões como o processamento de listas de pesquisa e os ataques de DDoS (Negação de Serviço Distribuída) são especialmente relevantes para as empresas, pois podem afetar a funcionalidade de suas redes.
  • Acrônimos APAC – Ásia-Pacífico BGC – Boston Consulting Group BCUC – Grupo Constituinte de Usuários Comerciais e Empresariais ccTLD – Nome de Domínio de Primeiro Nível com Código de País CSG – Grupo de Partes Interessadas Comerciais DDoS – Negação de Serviço Distribuída DNS – Sistema de Nomes de Domínio DNSSEC – Extensões de Segurança do Sistema de Nomes de Domínio GAC – Comitê Consultivo para Assuntos Governamentais GDD – Divisão de Domínios Globais GNSO – Organizações de Apoio para Nomes Genéricos gTLD – Nome de Domínio Genérico de Primeiro Nível IANA – Autoridade para Atribuição de Números na Internet IDN – Nome de Domínio Internacionalizado ISIF – Fundo de Inovação da Sociedade da Informação IPC – Grupo Constituinte de Propriedade Intelectual ISPCP – Grupo Constituinte de Provedores de Serviços de Internet e Provedores de Conectividade RA – Contrato de Registro SSAC – Comitê Consultivo para Segurança e Estabilidade Para obter mais ajuda com os Acrônimos contidos neste relatório, consulte o Glossário de Acrônimos (em inglês) da ICANN e da GNSO.
  • 1 Estreias Locais: Foco em Cingapura e região A cerimônia de abertura do encontro de Cingapura contou com a participação de dois representantes do governo cingapuriano: Sr. Leon Keng Thai, Vice-chefe Executivo e Diretor Geral da Autoridade de Desenvolvimento de Informações e Comunicação de Cingapura (IDA) e Presidente do Centro de Informação de Redes de Cingapura (SGNIC), e Dr. Yacoob Ibrahim, Ministro de Comunicação e Informação de Cingapura. Veja alguns números interessantes que eles compartilharam sobre a Internet em Cingapura: • A estimativa de gastos de TI em 2014 é superior a US$ 20 bilhões, um aumento de quase 4,4% em relação a 2013. • Aproximadamente 84% dos domicílios de Cingapura têm acesso a banda larga. A taxa de penetração de dispositivos móveis é de 156%, e a maioria desses usuários tem pelo menos conexão 3G, sendo que 24% deles já utilizam 4G. • 80% das empresas de Cingapura têm conectividade em banda larga e aproximadamente 46% delas têm presença na Web. • A rede de banda larga de última geração de Cingapura abrange todo o país e oferece conectividade em banda larga de fibra óptica de velocidade ultra-alta, de até um gigabyte por segundo, a mais de 95% dos domicílios e empresas. • A concorrência entre prestadores de serviços de varejo levou o preço de um gigabyte por segundo a menos de US$ 40 por mês para os clientes. • Para empresas, a banda larga de fibra óptica de alta velocidade diminuirá os custos e aumentará o rendimento dos data centers. Como resultado dessa conectividade com o mundo, Cingapura recebeu aproximadamente 7.000 empresas multinacionais, que usam o país como base para apoiar seu trabalho na Ásia. • Com 31 pontos de "e-friction", Cingapura é o 15o país do mundo em termos de desenvolvimento da Internet sem atritos. Esse indicador foi definido em um relatório do Boston Consulting Group (BGC) encomendado pela ICANN. O relatório do BCG, chamado “Greasing the Wheels of the Internet Economy”, revela quatro tipos de fricção que impedem os países de aproveitar todo o potencial da Internet: 1. Relacionadas à infraestrutura, 2. Relacionadas ao setor, 3. Fricção individual, 4. Relacionadas à informação. A equipe da ICANN APAC organizou uma série de eventos especificamente para as partes interessadas dessa região: Treinamento sobre DNSSEC antes da ICANN 49, Conferência Corporativa para Empresas de Pequeno e Médio Porte, “A Internet e os seus Negócios”, Sessão de Fórum de DNS, ISIF (Information Society Innovation Fund, Fundo de Inovação da Sociedade da Informação) Apresentação da Ásia sobre Projetos de TI para o desenvolvimento na região Ásia-Pacífico, Envolvimento da ICANN na Ásia-Pacífico – um relatório sobre as atividades e a estratégia de envolvimento da Sede da APAC. A equipe de participação corporativa trabalhou com a equipe de participação regional e com as partes interessadas da região para realizar divulgação estratégica e preparação para a reunião. Você pode escutar o seminário na Web pré-ICANN 49 para empresas que nunca participaram, criado para explicar o que acontece em um encontro da ICANN e
  • 2 que grupos constituintes do setor de negócios participam ativamente do desenvolvimento de políticas aqui. Cerimônia de Boas-vindas e Sessão de Abertura do Presidente A sessão de abertura da ICANN 49 começou com o Presidente da Diretoria da ICANN, Dr. Steve Crocker, apresentando um breve tributo em vídeo à aprovação formal do Programa de Novos gTLD pela Diretoria da ICANN durante o encontro anterior em Cingapura, a ICANN 41, em julho de 2011. O Dr. Crocker falou brevemente sobre as notícias da transição da administração das funções da IANA pelo governo dos EUA. O Dr. Crocker deu as boas-vindas a Mr. Leong Keng Thai e ao Dr. Yaacob Ibrahim do governo cingapuriano, que falaram sobre a posição muito avançada de Cingapura no campo de ICTs, bem como sobre seis planos de proteger e desenvolver mais a infraestrutura de Internet do país. Yu-Chuang Kuek, Vice-presidente de Participação de Partes Interessadas da ICANN na Ásia, entrou no palco para apresentar os prêmios do ISIF. O ISIF reconhece contribuições importantes com a inovação do ICT em quatro categorias: 1. Inovação no provisionamento de acesso; 2. Inovação no aprendizado e localização; 3. Códigos para o bem comum; 4. Direitos. O Presidente e CEO da ICANN Fadi Chehadé também entrou no palco e, refletindo sobre os 2 anos de seu mandato, mostrou ao público os assuntos do momento, as próximas etapas e em que a ICANN precisa se concentrar para ter sucesso no futuro. Isso começa com as operações essenciais da ICANN: • Divisão Global de Domínios (GDD) • Participação Global de Partes Interessadas (GSE) • ICANN e Globalização da IANA • Governança Global da Internet Fadi se aprofundou em alguns pontos essenciais que moldarão o futuro do ecossistema de Internet no geral. Em relação à globalização da ICANN e da IANA, ele especificou a diferença entre a transição da administração da IANA à comunidade global de várias partes interessadas e o futuro da
  • 3 responsabilidade global da ICANN quando o Contrato atual da ICANN para as Funções da IANA chegar ao fim em 2015. Falando sobre o assunto da governança global da Internet, ele explicou o trabalho e as metas do Painel de Alto Nível para Mecanismos Globais de Governança e Cooperação da Internet e da Reunião Global com Várias Partes Interessadas sobre o Futuro da Governança na Internet (NETmundial). Operações da Divisão Global de Domínios O trabalho da Divisão Global de Domínios da ICANN é importante para as empresas que solicitaram novos Domínios Genéricos de Primeiro Nível, e também para as empresas que estão pensando em fazer essa solicitação em futuras rodadas. As empresas que estejam pensando em evoluir sua presença on-line registrando novos nomes sob os gTLDs disponíveis também acompanham seu trabalho de perto. Com a delegação de mais de 175 novos gTLDs, a ICANN 49 em Cingapura funcionou como palco para que os solicitantes e novos registros discutissem a evolução do Programa de Novos gTLD com a equipe da ICANN e para que aprendessem sobre as práticas recomendadas para a operação de registros. Foram apresentadas sessões sobre assuntos como Implementação de Leilões, Colisão de Nomes, Inclusão de Registros, Operações Contínuas e outros. A seguir, temos uma lista com links para todas as sessões da Divisão Global de Domínios (GDD) na ICANN 49:  Atualização sobre o Programa de Novos gTLDs  Colisão de Nomes  Serviços de Diretório de Registro: O agora e o futuro  Leilões do Programa de Novos gTLDs  Aceitação Universal de TLDs  Experimentando com Substitutos para o WHOIS - A Próxima Geração de Serviços de Diretório  Experiências do Processo de Lançamento de TLDs e Inclusão de Registros  Programa de TLDs com Variantes de IDN  Registro de TLDs – Operação Contínua  Perguntas Frequentes sobre o RAA 2013  Apoiando o Setor de DNS em Regiões Mal-atendidas  Workshop Público sobre LGR de Zona Raiz de IDN – Painéis de Integração e Geração Para obter uma descrição resumida de cada sessão, leia a publicação no blog, “ICANN 49: Cingapura – Sessões da Divisão Global de Domínios (GDD),” por Akram Atallah, Presidente da Divisão Global de Domínios da ICANN. Saiba mais: GDD e o Programa de Novos gTLDs
  • 1 • Seminários na Web da GDD A ICANN realiza vários seminários na Web sobre assuntos do Programa de Novos gTLDs. Veja as gravações, ouça o áudio e/ou faça o download das apresentações e documentos de perguntas e respostas. Você também pode ver as datas dos próximos seminários na Web. • Anúncios Obtenha as informações mais atualizadas sobre o Programa de Novos gTLDs, inclusive estatísticas de contratação. • Estatísticas do Programa de Novos gTLDs Um panorama das solicitações durante as fases do Programa. Atualizadas semanalmente. Entre os tópicos de interesse especial para os participantes da ICANN 49 estão: Especificação 13, Leilões, Colisão de Nomes e Proteção de Marcas Registradas. Explicamos esses tópicos a seguir: Especificação 13 Depois de meses de trabalho colaborativo com a Comunidade, a ICANN publicou o processo de qualificação para a Especificação 13 no dia 14 de abril de 2014. Faça o download do formulário de solicitação. O Grupo de Registros de Marcas desempenhou uma função crucial na definição e redação da Especificação. Para saber mais sobre o grupo, acesse seu site, ouça ou leia a transcrição de sua sessão na ICANN 49. A Especificação 13 fornece acomodações limitadas para os operadores de registros de TLDs que se qualificam como “TLDs .Brand”. Por exemplo, um TLD .Brand não precisaria cumprir os mesmos requisitos que os outros registros no que diz respeito a sua relação com os registradores. Quase um terço de todas as solicitações de novos gTLDs podem se qualificar como TLDs .Brand. A ICANN publicou uma versão preliminar da Especificação 13 proposta ao Contrato de Registro de 2013 para comentários públicos no dia 6 de dezembro de 2013. A versão preliminar final foi enviada para consideração ao Comitê do Programa de Novos gTLDs (NGPC) da Diretoria da ICANN e aprovada durante a ICANN 49 em Cingapura. Saiba mais: Especificação 13 • Resumo e Análise dos Comentários Públicos sobre a Especificação 13 Leia no blog as publicações de Cyrus Namazi, Vice-presidente de Participação do Setor de DNS (Sistema de Nomes de Domínio) na ICANN. • Perguntas Frequentes sobre a Especificação 13 Leilões de Contenção de Conjuntos de Novos gTLDs Como apenas um registro pode operar cada novo gTLD, há vários mecanismos para resolver a situação quando mais de uma parte solicita o mesmo TLD ou cadeia de caracteres. A ICANN recomenda que os registros que competem pela mesma cadeia de caracteres resolvam as contenções entre si. Os Leilões do Programa de Novos gTLDs são o último recurso para resolver a contenção de cadeias de caracteres. A comunidade participou das discussões que definiram os Leilões e outros elementos do Programa no Guia do Solicitante.
  • 2 As Regras Preliminares para Leilões foram publicadas no dia 1o de novembro de 2013 e posteriormente foram revisadas para incorporar os comentários da comunidade. Uma versão atualizada das Regras para Leilões foi publicada e disponibilizada para comentários públicos no site da ICANN em dezembro de 2013. 23 comentários foram enviados antes da data de encerramento em fevereiro de 2014 e o Relatório de Comentários Públicos foi publicado no dia 5 de março de 2014. Esses comentários, além das questões levantadas pelo Grupo de Solicitantes de Novos gTLDs (NTAG) durante a ICANN 49 em Cingapura, foram usados para finalizar as Regras para Leilões e o Contrato de Ofertantes. Os solicitantes de novos gTLDs devem executar o Contrato de Ofertantes antes de participar de um Leilão do Programa de Novos gTLDs, e devem obedecer as Regras para Leilões. Saiba mais: Leilões • Página da Web sobre Leilões de gTLDs As informações mais atualizadas sobre Leilões. Veja informações básicas ou acesse a sessão Recursos dos Leilões, onde os solicitantes de novos gTLDs podem fazer o download de documentos como as Regras para Leilões, o Contrato de Ofertantes, Formulários para Ofertantes e a Agenda de Leilões. Colisão de Nomes As empresas e seus operadores de rede devem saber que suas redes internas podem ser afetadas pela delegação de novos gTLDs caso tenham sido configuradas de uma forma que as torne suscetíveis à "Colisão de Nomes". Uma colisão de nome ocorre quando uma tentativa de conexão a uma extensão de nome usada em um espaço de nome privado (por exemplo, em uma rede interna, o uso de um Domínio de Primeiro Nível não delegado ou um nome curto não qualificado) resulta em uma consulta ao DNS (Sistema de Nomes de Domínio) público. Quando as fronteiras entre os espaços de nomes privados e públicos se sobrepõem, a pesquisa de endereços de Internet pode produzir resultados involuntários ou prejudiciais. Em maio de 2013, a ICANN encomendou um estudo para explorar o escopo e o risco da colisão de nomes com relação a novos gTLDs. Depois disso, houve uma série de propostas e períodos de comentários públicos, que resultaram no Plano de Gerenciamento de Ocorrências de Colisões de Novos gTLDs, a seleção de um líder para criar uma “Estrutura de Gerenciamento de Ocorrências de Colisões de Nomes”, em cooperação com a comunidade, e a publicação do Caminho Alternativo de Relatórios de Delegação para todas as cadeias de caracteres de gTLDs, exceto 25. O caminho alternativo de delegação dá aos solicitantes a possibilidade de proceder sem esperar sua Avaliação de Ocorrência de Colisões de Nome por meio da adoção de medidas conservadoras de mitigação da colisão e do bloqueio inicial de uma seleção de domínios durante a realização da avaliação. No dia 26 de fevereiro de 2014, a ICANN publicou um relatório independente da JAS Advisors chamado “Mitigating the Risk of DNS Namespace Collisions.” O relatório ofereceu um conjunto de recomendações concretas sobre como mitigar possíveis riscos de colisões de nomes de domínio A ICANN tem realizado uma divulgação ativa do problema da colisão de nomes desde meados de 2013. Esse trabalhou gerou a cobertura da mídia em 14 países e seis idiomas, além do contato com mais de 100 associações do setor de TI em todo o mundo para informar o
  • 3 possível problema a elas e seus grupos constituintes. O trabalho foi ampliado através da divulgação nas redes sociais LinkedIn, Twitter e Facebook. Saiba mais: Colisão de Nomes • Central de informações e recursos sobre Colisões de Nomes no site da ICANN. • Entre em contato com GDD-Communications@icann.org para receber o kit de informações sobre Colisões de Nomes. • Participe de uma lista de e-mails pública: o Medidas de Mitigação da Colisão de Nomes o Coordenação da Análise de Colisão de Nomes Proteção de Marcas Registradas Todas as empresas que tenham marcas registradas ou que se preocupem com o uso de seus nomes e marcas na Internet precisam saber como proteger esses ativos. Há várias ferramentas à disposição. Os Mecanismos de Proteção dos Direitos do Programa de Novos gTLDs (RPM) abrangem medidas proativas e reativas para a defesa das marcas registradas. Este infográfico prático mostra as utilidades do Centro de Informações de Marcas, do Sistema de Suspensão Rápida Uniforme e do Procedimento de Resolução de Disputas Pós- delegação de Marcas. Esses mecanismos estão entre os mais inovadores e importantes desenvolvidos como parte do Programa de Novos gTLDs, e ajudarão no avanço da proteção de direitos no DNS. As entidades com marcas registradas devem considerar o registro dessas marcas no Centro de Informações de Marcas como primeira linha de defesa contra a violação de direitos on-line.
  • 4 Questões de Segurança e Estabilidade A segurança e a estabilidade do DNS foram temas constantes na ICANN 49, especialmente sua relação com a globalização das funções da IANA. O Comitê Consultivo de Segurança e Estabilidade (SSAC) realizou sua sessão pública no dia 27 de março. Patrik Fältström, Chefe do SSAC, falou sobre seus dois últimos relatórios: SAC064 sobre o Processamento de Listas de Pesquisa, e SAC065 sobre ataques de DDoS aproveitando a infraestrutura do DNS. Processamento de Listas de Pesquisa A recomendação SAC064 foi publicada no dia 13 de fevereiro de 2014. A recomendação examina como os sistemas operacionais e aplicativos atuais processam listas de pesquisa. A recomendação define as questões relacionadas ao comportamento atual das listas de pesquisa e propõe um modelo para melhorar o processamento dessas listas em longo prazo, bem como opções de mitigação para a consideração da ICANN e da comunidade da Internet em curto prazo. O processamento de listas de pesquisa tinha uma padronização fraca nas primeiras Solicitações de Comentários (RFCs), implementadas na maioria dos sistemas operacionais. No entanto, como a Internet cresceu, o comportamento da lista de pesquisa se diversificou. Os aplicativos (por exemplo, navegadores e clientes de e-mail) e resolvedores do DNS processam as listas de pesquisa de forma diferente. Além disso, alguns desses comportamentos apresentam problemas de segurança e privacidade para os sistemas finais que podem gerar problemas de desempenho da Internet e podem causar colisões com nomes provisionados sob os domínios de primeiro nível recém-delegados. Ataques de DDoS e o DNS A recomendação SAC064 foi publicada no dia 18 de fevereiro de 2014. Ela aborda vários problemas críticos de projeto e implementação que não foram resolvidos e permitiram ataques de DDoS cada vez maiores e mais graves usando o DNS. O SSAC observa que embora os ataques de DDos possam explorar várias características da infraestrutura de rede e suas operações, a prevalência e a importância do DNS significam que protegê-lo é tão difícil quanto urgente. Esses problemas não resolvidos do DNS e os ataques de DDoS relacionados a eles representam um perigo real para a segurança e a estabilidade da Internet. O SSAC recomenda que todos os tipos de operadores do DNS e operadores de rede tomem medidas imediatas para resolver os problemas de projeto e implementação que possibilitam os ataques de DDoS em grande escala. Esses ataques estão ficando cada vez maiores e estão atrapalhando empresas, redes inteiras, aplicativos e serviços críticos, até mesmo países inteiros. A abrangência dos ataques continuará aumentando se a comunidade da Internet não tomar medidas.
  • 5 DNSSEC As empresas podem ajudar a aumentar a segurança da Internet por meio da implementação de DNSSEC. O SSAC realizou suas sessões tradicionais sobre as Extensões de Segurança do Sistema de Nomes de Domínio (DNSSEC):  DNSSEC para Todos - Um Guia para o Iniciante.  Workshop sobre o DNSSEC. Para obter uma lista completa de Relatórios e Recomendações do SSAC, clique aqui.
  • 6 Conselhos do GAC O Comunicado do Comitê Consultivo para Assuntos Governamentais (GAC) na ICANN 49 foi apresentado em 27 de março de 2014. O GAC discutiu a proposta do Grupo de Registro de Marcas de um processo simplificado estabelecido por um adendo ao Contrato de Registro para a aprovação de nomes de países e códigos de duas letras e de caracteres no segundo nível (país.marca, por exemplo de.bmw). O GAC sugeriu que os proprietários de marcas peçam aprovação de tais nomes diretamente aos países interessados. Além disso, para facilitar o processo para os solicitantes de .Brand, o GAC propôs a criação de um registro de países que não exigem solicitações individuais. No que diz respeito aos novos gTLDs, o Comunicado recebeu positivamente a informação de que chegou-se a um acordo entre a cidade de Spa, Bélgica e um dos solicitantes de .SPA, e expressou preocupação com o tempo para a decisão sobre a cadeia de caracteres .AMAZON. O GAC apoiou a solicitação do governo da Índia de não proceder com as cadeias de caracteres .INDIANS e .RAM por questões religiosas. Finalmente, o GAC reiterou seus conselhos sobre os possíveis riscos e confusões que a admissão da mesma palavra no singular e no plural causaria para os clientes, além de sua recomendação anterior de proteger as Organizações Governamentais Internacionais (IGOs), bem como os termos associados ao Movimento Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho. O documento na íntegra está disponível no seguinte link: Comunicado do GAC de Cingapura. Para ver o conteúdo de todas as outras reuniões do GAC, clique aqui.
  • 7 Panorama da Governança da Internet Com a aproximação do Encontro Multissetorial Global Sobre o Futuro da Governança da Internet, a reunião de Cingapura ofereceu algumas sessões públicas para a discussão de questões de governança da Internet e para disponibilizar um espaço de coordenação para que a comunidade planejasse sua participação no encontro de São Paulo:  A ICANN e a Governança Global da Internet: o Caminho até São Paulo e além – Esse evento de um dia, organizado pelo Grupo Constituinte de Usuários Não Comerciais (NCUC), teve o objetivo de oferecer uma oportunidade de diálogo intenso entre as comunidades sobre os principais assuntos, que provavelmente seriam abordados no NETmundial. O programa do dia incluiu discussões sobre a agenda do encontro, princípios de governança da Internet e um roteiro para a evolução do ecossistema.  Grupo de Trabalho Entre Comunidades (CCWG) sobre Governança da Internet no NETmundial - No dia 9 de março de 2014, o CCWG produziu e enviou uma contribuição para o encontro NETmundial. Essa sessão foi uma oportunidade de reunir os comentários e o feedback da comunidade sobre esse material. O documento está disponível para comentários públicos até 21 de maio de 2014. Você pode ler mais sobre o CCWG sobre governança da Internet aqui.  Atualização sobre Questões de Governança da Internet – Essa sessão forneceu informações sobre os próximos eventos e iniciativas em andamento no espaço de governança da Internet. Especificamente, o Fórum de Governança da Internet (IGF) em Istambul, o Grupo de Trabalho de Cooperação Aprimorada (WGEC) da Comissão da ONU sobre Ciência e Tecnologia para o Desenvolvimento (CSTD), e o trabalho de coordenação regional para o processo de Revisão da Cúpula Mundial sobre a Sociedade da Informação (WSIS+10). É possível ler o documento resultante do Encontro do Brasil, a Declaração Multissetorial do NETmundial e obter mais informações no site www.netmundial.br.
  • 8 Espaço dos Grupos Constituintes Como sempre, o Grupo de Partes Interessadas Comerciais (CSG) da GNSO e seus grupos constituintes realizaram várias discussões sobre uma série de tópicos da ICANN. O CSG representa as opiniões de usuários empresariais e provedores de conectividade; sua missão é garantir que a política e os contratos da ICANN sejam consistentes com o desenvolvimento de uma Internet que represente um lugar seguro para transações entre empresas e entre empresas e consumidores em que sejam efetuadas comunicações com base em altos níveis de confidencialidade para empresas, usuários e consumidores. Grupo Constituinte de Usuários Comerciais e Empresariais (BC) O encontro do BC teve um debate sobre os relatórios dos Painéis de Estratégia da ICANN, além das questões sobre novos gTLDs enfrentadas pelas empresas, como problemas com listas premium, pré- inscrições, e anúncios de períodos experimentais, entre outros. As questões de governança da Internet também fizeram parte da agenda, pois os membros dos grupos constituintes discutiram a função e a participação do setor privado no encontro NETmundial. Finalmente, a sessão incluiu uma reunião com a equipe da ICANN sobre como melhorar a divulgação. Para saber mais sobre esses assuntos relevantes para todas as empresas com presença na Internet, acesse www.bizconst.org ou entre em contato com info-bc@icann.org. Grupo Constituinte de Propriedade Intelectual (IPC) A sessão do IPC teve várias reuniões com membros da equipe da ICANN sobre assuntos como o início do TLD, revisões de novos gTLDs, precisão do WHOIS e conformidade contratual. Você pode saber mais sobre o IPC e seu trabalho acessando www.ipconstituency.org. Grupo Constituinte de Provedores de Serviços de Internet e Provedores de Conectividade (ISPCP) O ISPCP abordou vários acontecimentos da ICANN, inclusive as implicações do anúncio da transição da administração das funções da IANA, os fóruns de governança da Internet e os Painéis de Estratégia da ICANN. O ISPCP tem preocupações constantes sobre as colisões de nomes de domínio e as implicações dos TLDs com Variantes de IDN. As atividades de divulgação também fizeram parte da agenda do encontro do ISPCP, especificamente os planos de realização de eventos com os CEOs do ISP e a meta de divulgação para o encontro público ICANN 50 em Londres.
  • 9 Leia mais sobre as atividades do ISPCP! Acesse www.ispcp.info ou entre em contato com secretariat@ispcp.info.
  • 10 Recursos Adicionais e Informações Úteis Abertura da Rodada de Inscrições para o Programa de Fellowship para a ICANN 51 em Los Angeles O Programa de Fellowship da ICANN busca participantes de regiões e países em desenvolvimento de todo o mundo para ajudar a criar uma base mais ampla de grupos constituintes inteligentes, que se tornarão as vozes da experiência em suas regiões. O programa está aceitando inscrições para o encontro ICANN 51 em Los Angeles, EUA, e incentivamos a participação de pessoas do setor privado: inscreva-se aqui. Esse período de inscrições permanecerá aberto até 30 de maio de 2014. Plataforma de Aprendizagem On-line da ICANN O ICANN Learn foi lançado durante a ICANN 48. Essa plataforma gratuita e aberta de aprendizagem on-line tem o objetivo de oferecer um espaço para fornecer informações básicas aos novos participantes e compartilhar conhecimentos institucionais a fim de aumentar a base de partes interessadas informadas na ICANN. O ICANN Learn precisa de contribuições e comentários para garantir que a plataforma tenha a maior utilidade possível. Acesse learn.icann.org, crie uma conta, inscreva-se em alguns cursos e comece a aprender. Saiba mais: • Atualização mensal sobre o Desenvolvimento de Políticas da ICANN. • Boletins informativos e alertas da ICANN. • Siga-nos nas redes sociais:  Twitter: @ICANN4biz.  Grupo no LinkedIn: ICANN for Business.