<ul><ul><li>Um encontro para debater o futuro, a indústria criativa e as estratégias de algumas cidades para seu posiciona...
Me apresentando...
Ricardo Neves, Autor 2004 2006 2007
uma  arqueologia reversa  do futuro
Sociedade Pós Industrial Sociedade Digital Global ? ACELERAÇÃO DE MUDANÇAS ERA DE TURBULÊNCIAS E  DAS GRANDES INCERTEZAS
Ondas de Inovação
Expedições de Ricardo Neves em Busca de Inovações & Mudanças de Ruptura
<ul><li>TEMAS </li></ul><ul><li>Mudanças de comportamento  </li></ul><ul><li>Novos estilos de vida </li></ul><ul><li>Inova...
ISRAEL A expedição-piloto Expedições de Ricardo Neves em Busca de Inovações & Mudanças de Ruptura
 
Como estarão sendo trazidas para o público as lições e análises relativas às expedições ? Matérias especiais e colunas na ...
<ul><ul><li>Um encontro para debater o futuro, a  indústria criativa  e as estratégias de algumas cidades para seu posicio...
Sociedade Pós Industrial Sociedade Digital Global ?
Respostas velhas não respondem perguntas novas  <ul><ul><li>Precisamos rever conceitos e mitos obsoletos que cultivamos e ...
Há menos de 200 anos atrás começamos a produzir coisas em um lugar chamado  fábrica
Setor Primário:  agricultura e extrativismo Setor Secundário:  indústria e produtos manufaturados Setor Terciário: comérci...
Há uns 50 anos o que realmente passou a ser produzido como mais importante foram  IDÉIAS INOVADORAS
Setor Primário:  agricultura e extrativismo Setor Secundário:  indústria e produtos manufaturados Setor Terciário:  comérc...
O progresso e o desenvolvimento tem duas avenidas <ul><ul><li>A Velha economia: países que seguem a receita do mais do mes...
Velha Economia:  Mais do Mesmo <ul><li>Refinarias, siderúrgicas, extrativismo, agricultura tradicional... </li></ul><ul><l...
Nova Economia: Inovação <ul><li>A guerra pelos talentos </li></ul><ul><li>A obsessão pela destruição criativa </li></ul><u...
Quaternário:  A sociedade informatizada <ul><li>Tecnologia de Informação (TI)‏ </li></ul><ul><li>Serviços de alto valor ag...
Quinário:  Conhecimento, Criatividade e Inovação <ul><li>Internet, </li></ul><ul><li>Modas, </li></ul><ul><li>Design </li>...
<ul><ul><li>Um encontro para debater o futuro, a indústria criativa e  as estratégias de algumas cidades para seu posicion...
 
<ul><li>Barcelona </li></ul><ul><li>Dublin  </li></ul><ul><li>San José (“capital” Vale do Sílicio , EUA)‏ </li></ul><ul><l...
 
Oslo Stockholm Helsinki St. Petersburg Tallinn Riga Vilnius Warsaw Berlin Malmö Oslo Copenhagen Helsinki St. Petersburg Ta...
CLASSE  CRIATIVA GLOBAL <ul><ul><li>Trabalhadores do Conhecimento </li></ul></ul><ul><ul><li>(Knowledge workers)‏ </li></u...
Quem são? <ul><li>Qualificados e talentosos profissionais </li></ul><ul><li>Podem ser considerados os motores da Nova Econ...
Onde estão? <ul><li>Nos EUA: 30% da força de trabalho (40 milhões pessoas); recebem metade de todos os salários e remunera...
 
                                                                                                                          ...
CLASSE  CRIATIVA GLOBAL <ul><ul><li>Como essa turma sai de férias? </li></ul></ul>
Apreciam: <ul><li>Pesquisar e construir seu próprio plano de férias considerando cultura, entretenimento e experiência </l...
Não gostam de:  <ul><li>Produtos enlatados do turismo de massa (charters, pacotes.)‏ </li></ul><ul><li>Fast-food em geral ...
Exemplos de destinações favoritas <ul><li>Grandes cidades: NY, Paris e Londres, pólos globais e cosmopolitas do capitalism...
Porque são visitantes em que vale focar para atrair? <ul><li>Têm maior poder aquisitivo, </li></ul><ul><li>Criam laços de ...
<ul><ul><li>Um encontro para debater o futuro, a indústria criativa e as estratégias de algumas cidades para seu posiciona...
 
 
 
 
IMAGEM VISITANTES E Brasília????
“ A dificuldade não está nas novas idéias, mas em escapar das velhas, que se enraizam por todos os cantos de nossa mente.”...
Imagem de BSB <ul><li>Fortemente associada à política com “pê”minúsculo </li></ul><ul><li>Insistência em permanecer com sí...
IMAGEM VISITANTES Brasília = 50 anos Tempo de reinventar?
POSICIONAMENTO Todo produto, serviço, organização, localidade tem um posicionamento na mente das pessoas
Em algum cantinho do cérebro tem uma caixa preta marcada “Perdedor”.   É tempo de reinventar!!!   Uma vez que o seu “produ...
REPOSICIONAMENTO
Sandálias Havaianas
 
E se ele ainda fosse assim ?
 
“ Nobody Loves You  When You're Down and Out”
 
Mais-do-mesmo:  caminho para a irrelevância e a decadência INOVAR!!!
Pode ser o tempo certo para escolher uma nova visão estratégica e um novo posicionamento para Brasília...
Muito Obrigado! www.ricardoneves.com.br
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Cidades e Estratégias de Desenvolvimento

1,438 views

Published on

Brasilia Convention Bureau

Published in: Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,438
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
13
Actions
Shares
0
Downloads
23
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Cidades e Estratégias de Desenvolvimento

  1. 1. <ul><ul><li>Um encontro para debater o futuro, a indústria criativa e as estratégias de algumas cidades para seu posicionamento global. </li></ul></ul>Ricardo Neves
  2. 2. Me apresentando...
  3. 3. Ricardo Neves, Autor 2004 2006 2007
  4. 4. uma arqueologia reversa do futuro
  5. 5. Sociedade Pós Industrial Sociedade Digital Global ? ACELERAÇÃO DE MUDANÇAS ERA DE TURBULÊNCIAS E DAS GRANDES INCERTEZAS
  6. 6. Ondas de Inovação
  7. 7. Expedições de Ricardo Neves em Busca de Inovações & Mudanças de Ruptura
  8. 8. <ul><li>TEMAS </li></ul><ul><li>Mudanças de comportamento </li></ul><ul><li>Novos estilos de vida </li></ul><ul><li>Inovação tecnológica </li></ul><ul><li>Empreendedorismo </li></ul><ul><li>Mudanças de gestão </li></ul><ul><li>Políticas inovadoras </li></ul><ul><li>Cidades, etc </li></ul>Expedições de Ricardo Neves em Busca de Inovações e Mudanças de Ruptura
  9. 9. ISRAEL A expedição-piloto Expedições de Ricardo Neves em Busca de Inovações & Mudanças de Ruptura
  10. 11. Como estarão sendo trazidas para o público as lições e análises relativas às expedições ? Matérias especiais e colunas na mídia e em veículos especializados, Participações em programas de TV e de rádio, Palestras Portal www.ricardoneves.com.br Atividades de educação executiva realizadas com exclusividade na Business School São Paulo (BSP)‏
  11. 12. <ul><ul><li>Um encontro para debater o futuro, a indústria criativa e as estratégias de algumas cidades para seu posicionamento global. </li></ul></ul>
  12. 13. Sociedade Pós Industrial Sociedade Digital Global ?
  13. 14. Respostas velhas não respondem perguntas novas <ul><ul><li>Precisamos rever conceitos e mitos obsoletos que cultivamos e que nos impedem de realizar um diagnóstico correto e atualizado das oportunidades e riscos à frente. </li></ul></ul>
  14. 15. Há menos de 200 anos atrás começamos a produzir coisas em um lugar chamado fábrica
  15. 16. Setor Primário: agricultura e extrativismo Setor Secundário: indústria e produtos manufaturados Setor Terciário: comércio e serviços Economia do Século XX: Sociedade Industrial
  16. 17. Há uns 50 anos o que realmente passou a ser produzido como mais importante foram IDÉIAS INOVADORAS
  17. 18. Setor Primário: agricultura e extrativismo Setor Secundário: indústria e produtos manufaturados Setor Terciário: comércio e serviços Economia do do Século XXI Sociedade do Conhecimento Setor Quaternário Setor Quinário
  18. 19. O progresso e o desenvolvimento tem duas avenidas <ul><ul><li>A Velha economia: países que seguem a receita do mais do mesmo </li></ul></ul><ul><ul><li>A Nova Economia: países que buscam inovação </li></ul></ul>
  19. 20. Velha Economia: Mais do Mesmo <ul><li>Refinarias, siderúrgicas, extrativismo, agricultura tradicional... </li></ul><ul><li>Guerra fiscal para atrair empresas </li></ul><ul><li>Produção de commodities </li></ul>
  20. 21. Nova Economia: Inovação <ul><li>A guerra pelos talentos </li></ul><ul><li>A obsessão pela destruição criativa </li></ul><ul><li>Capital de risco mais importante que investidor tradicional </li></ul><ul><li>O desenvolvimento do Quinário e do Quaternário </li></ul>
  21. 22. Quaternário: A sociedade informatizada <ul><li>Tecnologia de Informação (TI)‏ </li></ul><ul><li>Serviços de alto valor agregado que são fortes usuários de TI </li></ul>
  22. 23. Quinário: Conhecimento, Criatividade e Inovação <ul><li>Internet, </li></ul><ul><li>Modas, </li></ul><ul><li>Design </li></ul><ul><li>Robótica, </li></ul><ul><li>Biotecnologia </li></ul><ul><li>Engenharia genética </li></ul><ul><li>Nanotecnologia </li></ul><ul><li>Entretenimento </li></ul><ul><li>Universidades </li></ul><ul><li>Serviços de saúde high-tech </li></ul><ul><li>Consultoria de alto nível </li></ul><ul><li>Produção de patentes e propriedade intelectual </li></ul>
  23. 24. <ul><ul><li>Um encontro para debater o futuro, a indústria criativa e as estratégias de algumas cidades para seu posicionamento global . </li></ul></ul>
  24. 26. <ul><li>Barcelona </li></ul><ul><li>Dublin </li></ul><ul><li>San José (“capital” Vale do Sílicio , EUA)‏ </li></ul><ul><li>Liverpool (UK)‏ </li></ul><ul><li>Helsinki (Finlândia)‏ </li></ul><ul><li>Derry (Irlanda do Norte)‏ </li></ul><ul><li>Tallinn (Estônia)‏ </li></ul><ul><li>Tel Aviv </li></ul>
  25. 28. Oslo Stockholm Helsinki St. Petersburg Tallinn Riga Vilnius Warsaw Berlin Malmö Oslo Copenhagen Helsinki St. Petersburg Tallinn
  26. 29. CLASSE CRIATIVA GLOBAL <ul><ul><li>Trabalhadores do Conhecimento </li></ul></ul><ul><ul><li>(Knowledge workers)‏ </li></ul></ul>NOVA ECONOMIA :
  27. 30. Quem são? <ul><li>Qualificados e talentosos profissionais </li></ul><ul><li>Podem ser considerados os motores da Nova Economia </li></ul><ul><li>Cosmopolitas: estilo de vida globalizado e familiarizado com grandes cidades do mundo </li></ul><ul><li>Trabalham em atividades nos setores quaternário e quinário: </li></ul>
  28. 31. Onde estão? <ul><li>Nos EUA: 30% da força de trabalho (40 milhões pessoas); recebem metade de todos os salários e remunerações; </li></ul><ul><li>No Brasil: 4 milhões </li></ul><ul><li>América Latina: 15 milhões </li></ul><ul><li>Na UE: 60 milhões </li></ul><ul><li>ESTIMATIVA GLOBAL: 300 MILHÕES de pessoas (Japão, Canadá, Austrália, Nova Zelândia, China, Coréia, África do Sul e outros países emergentes)‏ </li></ul>
  29. 33.                                                                                                                                                                                          
  30. 34. CLASSE CRIATIVA GLOBAL <ul><ul><li>Como essa turma sai de férias? </li></ul></ul>
  31. 35. Apreciam: <ul><li>Pesquisar e construir seu próprio plano de férias considerando cultura, entretenimento e experiência </li></ul><ul><li>Destinações onde a vida e a espontaneidade local não são totalmente desfiguradas pela indústria turística </li></ul><ul><li>Diversidade de ofertas culturais, artísticas, eventos, museus, Natureza, dentro de um raio relativamente pequeno </li></ul><ul><li>Ter a oportunidade de contato e conhecimento com as pessoas e instituições locais a ponto de se sentir quase como em casa. </li></ul><ul><li>Descobrir a realidade que se esconde sob clichês e esterótipos </li></ul>
  32. 36. Não gostam de: <ul><li>Produtos enlatados do turismo de massa (charters, pacotes.)‏ </li></ul><ul><li>Fast-food em geral </li></ul><ul><li>Ser tratados como gringos </li></ul><ul><li>Destinações ligadas ao turismo sexual </li></ul><ul><li>Destinações que são operadas como mega- empreendimentos (resorts, parques temáticos, etc)‏ </li></ul>
  33. 37. Exemplos de destinações favoritas <ul><li>Grandes cidades: NY, Paris e Londres, pólos globais e cosmopolitas do capitalismo moderno e que ainda retém forte identidade local Barcelona, Istambul, Cidade do México, Dublin, etc. </li></ul><ul><li>Roteiros livres e cheios de História e/ou significado, muitos deles feitos até mesmo a pé: Santiago de Compostela. </li></ul>
  34. 38. Porque são visitantes em que vale focar para atrair? <ul><li>Têm maior poder aquisitivo, </li></ul><ul><li>Criam laços de relacionamentos com a localidade visitada, </li></ul><ul><li>Têm uma forte capacidade de comunicação viral, influenciando seus pares e rede de relacionamento </li></ul>
  35. 39. <ul><ul><li>Um encontro para debater o futuro, a indústria criativa e as estratégias de algumas cidades para seu posicionamento global. </li></ul></ul>E Brasília????
  36. 44. IMAGEM VISITANTES E Brasília????
  37. 45. “ A dificuldade não está nas novas idéias, mas em escapar das velhas, que se enraizam por todos os cantos de nossa mente.” John Maynard Keynes
  38. 46. Imagem de BSB <ul><li>Fortemente associada à política com “pê”minúsculo </li></ul><ul><li>Insistência em permanecer com símbolo do urbanismo modernista no momento em que o mesmo se torna sinônimo de insustentabillidade </li></ul><ul><li>Excessivamente centrado no patrimônio arquitetônico </li></ul><ul><li>Cidade chapa-branca </li></ul>
  39. 47. IMAGEM VISITANTES Brasília = 50 anos Tempo de reinventar?
  40. 48. POSICIONAMENTO Todo produto, serviço, organização, localidade tem um posicionamento na mente das pessoas
  41. 49. Em algum cantinho do cérebro tem uma caixa preta marcada “Perdedor”. É tempo de reinventar!!! Uma vez que o seu “produto” caiu lá dentro, acabou-se a festa...
  42. 50. REPOSICIONAMENTO
  43. 51. Sandálias Havaianas
  44. 53. E se ele ainda fosse assim ?
  45. 55. “ Nobody Loves You When You're Down and Out”
  46. 57. Mais-do-mesmo: caminho para a irrelevância e a decadência INOVAR!!!
  47. 58. Pode ser o tempo certo para escolher uma nova visão estratégica e um novo posicionamento para Brasília...
  48. 59. Muito Obrigado! www.ricardoneves.com.br

×