• Like
Lisboa no Estado Novo
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

Lisboa no Estado Novo

  • 888 views
Published

 

Published in Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
888
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
11
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Trabalho realizado por: Sara P. Nº2377 Sara Monteiro Nº2770 Ricardo Amaral Nº2670 Lígia Marques nº 2635ESCOLA COMÉRCIO LISBOA 1
  • 2. Lisboa no Estado Novo ESTADO NOVO 1933 41 1974 ESCOLA COMÉRCIO LISBOA 2
  • 3. Lisboa no Estado Novo ESTILO PORTUGUÊS SUAVE• Modelo arquitectónico utilizado em edifícios públicos e privados portugueses;• Regime iniciou uma política de obras públicas em larga escala, a partir de meados da década de 1930;• Construíram-se novos de ruas largas e homogeneidade do desenho das fachadas; ESCOLA COMÉRCIO LISBOA 3
  • 4. Lisboa no Estado Novo ARQUITECTURA• “Ligeiramente moderna”:• Edifícios com grande despojamento formal• Estética linear e volumétrica • Uso das novas tecnologias; • Modernismo entendido como um estilo novo; • Nova problemática da integração da arquitectura no espaço urbano; ESCOLA COMÉRCIO LISBOA 4
  • 5. Lisboa no Estado Novo HABITAÇÃO• A população lisboeta aumentava de ano para ano e houve a necessidade de construir locais para alojar toda essa gente.• As habitações dividem-se em três categorias:• Prédios de rendimento• Moradias unifamiliares• Geminadas• Bairros sociais. ESCOLA COMÉRCIO LISBOA 5
  • 6. Lisboa no Estado Novo NOVOS BAIRROS• Entre 1930 e 1940 é lançado um extenso programa de construção de frentes urbanas, a fim de evitar um crescimento desordenado da cidade.• Geometria simétrica dos arruamentos• Organização dos vários espaços: habitação, equipamentos e espaços verdes• Até aos anos 40, mais oito bairros com as mesma características, sendo o mais importantes a encarnação e madre de deus. ESCOLA COMÉRCIO LISBOA 6
  • 7. Lisboa no Estado Novo RESPONSÁVEL PELAS OBRAS PÚBLICAS• Duarte José Pacheco;• Director do Instituto Superior Técnico;• Ministro das obras públicas;• Presidente da Camâra de Lisboa; ESCOLA COMÉRCIO LISBOA 7
  • 8. Lisboa no Estado Novo EXPOSIÇÃO DO MUNDO PORTUGUÊS• A Exposição do Mundo Português (23 de Junho — 2 de Dezembro de 1940) ;• Comemorar Fundação do Estado Português (1140) e da Restauração da Independência (1640);• Completa renovação urbana da zona ocidental de Lisboa; ESCOLA COMÉRCIO LISBOA 8
  • 9. Lisboa no Estado Novo EXPOSIÇÃO DO MUNDO PORTUGUÊS• A maioria das edificações da exposição foi demolida ao seu término,• A exposição levou também à construção de outras infra-estruturas de apoio;• Recebeu cerca de três milhões de visitantes; ESCOLA COMÉRCIO LISBOA 9
  • 10. Lisboa no Estado Novo OBRAS EXPOSIÇÃO DO MUNDO PORTUGUÊS ESCOLA COMÉRCIO LISBOA 10
  • 11. Lisboa no Estado Novo ESTRADA MARGINAL• Anos 40;• Uso turístico para os Estoris;• Lisboa a Cascais:• Atravessa a Costa do Estoril, lado do rio Tejo; ESCOLA COMÉRCIO LISBOA 11
  • 12. Lisboa no Estado Novo METROPOLITANO DE LISBOA• Em 29 de Dezembro de 1959, foi inaugurado;• A rede era constituída por uma linha em Y ;• Importante factor de desenvolvimento urbanístico da cidade, delineando novas áreas de habitação e serviços; ESCOLA COMÉRCIO LISBOA 12
  • 13. Lisboa no Estado Novo CASA DA MOEDA• Inaugurado em 1941;• Bairro do Arco de Cego;• Projectado por arquitecto Jorge Segurado; ESCOLA COMÉRCIO LISBOA 13
  • 14. Lisboa no Estado Novo PONTE 25 DE ABRIL • Inaugurada em 6 de Agosto de 1966; • Veio resolver um problema que desde do início do século precisava de solução — ligar as duas margens do Tejo; • Custou 11 milhões de euros; ESCOLA COMÉRCIO LISBOA 14
  • 15. Lisboa no Estado Novo OBRAS PÚBLICAS ESCOLA COMÉRCIO LISBOA 15
  • 16. Lisboa no Estado Novo POPULAÇÃO Evolução Comparada das Populações de Portugal, da Área Metropolitana de Lisboa e do Concelho de Lisboa, 1900-2005 ESCOLA COMÉRCIO LISBOA 16
  • 17. Lisboa no Estado Novo POPULAÇÃO Proporção (%) da População do Concelho de Lisboa no Total da População da Área Metropolitana de Lisboa, 1900-2005 ESCOLA COMÉRCIO LISBOA 17
  • 18. Lisboa no Estado Novo POPULAÇÃO ESCOLA COMÉRCIO LISBOA 18
  • 19. Lisboa no Estado Novo FIM ESCOLA COMÉRCIO LISBOA 19