Your SlideShare is downloading. ×
As Doenças Sexualmente transmitidas
As Doenças Sexualmente transmitidas
As Doenças Sexualmente transmitidas
As Doenças Sexualmente transmitidas
As Doenças Sexualmente transmitidas
As Doenças Sexualmente transmitidas
As Doenças Sexualmente transmitidas
As Doenças Sexualmente transmitidas
As Doenças Sexualmente transmitidas
As Doenças Sexualmente transmitidas
As Doenças Sexualmente transmitidas
As Doenças Sexualmente transmitidas
As Doenças Sexualmente transmitidas
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

As Doenças Sexualmente transmitidas

11,479

Published on

As doenças que temos que prevenir para não apanhar, para continuarmos seguros.

As doenças que temos que prevenir para não apanhar, para continuarmos seguros.

Published in: Education
0 Comments
11 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
11,479
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
292
Comments
0
Likes
11
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST)
  • 2. Em que consiste as DST?
    • As doenças sexualmente transmissíveis são, tal como o nome sugere, doenças infecciosas que se propagam essencialmente através de contactos sexuais.
    • As DST afectam geralmente o aparelho reprodutor de ambos os sexos, havendo no entanto outro tipo de efeitos no organismo e a outras partes deste que podem ser muito prejudiciais ao organismo.
  • 3. O que causa as DST?
    • Os vírus são causadores de uma grande parte das DST, como verrugas genitais, herpes genital, hepatite B e a infecção pelo HIV (o vírus da Aids).
    • As bactérias causam doenças como a gonorréia, a clamídia, o cancro mole e a sífilis. Escabiose (sarna), tricomoníase e piolho púbico (chato) são DST causadas por parasitas.
    As DST são causadas por: vírus; bactérias; e parasitas. O que causa as DST?
  • 4. Consequências das DST
    • Disturbios Emocionais
    • Doença inflamatória pélvica
    • Infertilidade
    • Lesões fetais
    • Facilita a transmissão do vírus HIV
  • 5. Efeitos das DST
    • As DST possuem vários agentes infecciosos, dependendo da doença em si, e estes podem ser vírus, bactérias, parasitas ou fungos.
    • Geralmente os vírus são os mais mortíferos e difíceis de tratar, não havendo cura para eles. Já os restantes possuem cura mas devem ser tratados rapidamente ou podem causar danos irreversíveis no ser humano infectado.
  • 6. Tipos de DST
    • Sida
    • Hepatite B
    • Herpes Genital
    • Virus do papiloma humano
    • Gonorreia
    • Clamidia
    • Sífilis
  • 7. Síndrome da ImunoDeficiência Adquirida (SIDA)
    • É uma doença que causa alguns sintomas de mau estar durante as 2 a 4 semanas após a infecção mas que demora vários anos a enfraquecer e a actuar sobre o organismo humano, geralmente entre 10 a 15, variando de pessoa para pessoa, e durante esta fase o vírus vai aumentando em quantidade e o organismo ainda consegue repor os níveis de linfócitos.
    • A SIDA transmite-se através de:
    • Contacto sanguíneo
    • Sémen
    • Fluídos vaginais
    •  
  • 8. Hepatite B
    • É uma doença que ataca o fígado, criando cirroses hepáticas e podendo mesmo causar cancro no fígado.
    • A hepatite demora algumas semanas a preparar o seu ataque, durante as quais o infectado pode ter dores de cabeça e no corpo, febre, cansaço, falta de apetite, passando a ter uma coloração amarela, comichão, urina escura e fazes claras quando a hepatite atacar.
    • A hepatite B, transmite-se da mesma maneira que a SIDA.
  • 9. Herpes Genital
    • O herpes genital provoca uma infecção nas mucosas dos órgãos reprodutores feminino e masculino, podendo ainda aparecer no ânus.
    • Os primeiros sintomas são, o aparecimento de comichão, dores, formigueiro, sensações seguidas do aparecimento de úlceras e vesículas (bolhas) que são cobertas com crostas alguns dias mais tarde, podendo mesmo deixar cicatriz. Pode causar impotência nos homens.
    • O herpes genital transmite-se através :
    • Relações sexuais ( vaginal, anal, oral)
  • 10.
    • O vírus do papiloma humano (VPH) é um vírus que se pensa afectar cerca de 30% das mulheres entre os 15 e os 60 anos e é uma das DST mais comum. O VPH vive nas mucosas genitais, nomeadamente pénis, vagina, vulva e também no colo do útero.
    • O papiloma Humano transmite-se através:
    • Contacto sexual, através da pele.
    • Durante a gestação, da mãe para feto.
  • 11. GONORREIA
    • A gonorreia é uma das mais graves DST que existem. A gonorreia é uma doença causada pela bactéria Neisseria gonorrhoeae e pode causar sérios problemas aos infectados.
    • Os primeiros sintomas da gonorreia no homem são dores durante o acto de urinar assim como a secreção de algum pus. Geralmente, os homens são mais afectados pela gonorreia pois a maioria das mulheres sofre apenas de sintomas ligeiros.
    • A Gonorreia transmite-se através:
    • Relaçoes Sexuais
    • Contacto com roupa interior ou toalhas pessoais.
  • 12. SÍFILIS
    • A sífilis pode ser dividida em vários tipos : sífilis primária, secundária, terciária, latente e congénita.
    • Sífilis Primária : aparecem umas feridas na vulva, clitóris, no ânus, boca, colo do útero e no pénis, mais propriamente no prepúcio.
    • Sífilis Secundária: começam a aparecer erupções cutâneas, perda de cabelo em tufos, manchas brancas no céu da boca e na língua, febre, mal-estar, garganta dorida, perda de peso, anemia, vómitos e até mesmo anorexia.
    • Sífilis Latente: corresponde ao período que decorre entre o estado secundário e terciário e poderá ainda ser tratada nesta altura caso os danos no coração ou sistema nervoso não tenham sido irreversíveis.
  • 13. Conclusão
    • São inúmeras as diferenças entre os adolescentes no que se refere às suas necessidades e experiências sexuais. As experiências amorosas, as preocupações consigo próprios e os  modos de encarar o seu desenvolvimento sexual variam imenso de adolescente para adolescente.
    • A nível individual, cada rapaz e rapariga modela a sua própria sexualidade. Desejos, necessidades, experiências e aprendizagens são ingredientes da sua vida sexual individual.
    • SEJAM PRUDENTES, USEM PRESERVATIVO!! :)

×