Discurso religioso

8,479 views
7,930 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
8,479
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
9
Actions
Shares
0
Downloads
41
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Discurso religioso

  1. 1. Discurso Religioso
  2. 2. O discurso religioso é, indubitavelmente, um interessante produto deinterações verbais no qual o processo de manipulação pode serferramenta importante.
  3. 3. Possibilidade de TipologiaDiscursivaInteração Transparência ou OpacidadeO modo com que os interlocutores Trata a questão da Polissemia.se consideram Assim diante desses dois critérios, os discursos podem ser classificados como “Lúdicos, Polêmicos” ou “Autoritários”Polissemia (do grego poli="muitos" e sema="significados"), é o fatode uma determinada palavra ou expressão adquirir um novo sentidoalém de seu sentido original, guardando uma relação de sentido entre elas.
  4. 4. Discurso Lúdico • O lúdico caracteriza se por: • Jogo aberto de interlocuções no qual a relação dialógica entre locutor é dinâmica. • Uso de signos com dimensão múltipla. Portanto bastante polissêmico.Exemplo dessa modalidade discursiva é o resultado de umaconversa entre amigos, sem que uma verdade absoluta estejasendo defendida a todo o custo não ocorrendo então ocerceamento dos participantes.
  5. 5. Discurso PolemicoNo discurso polemico a relação dialógica entre os interlocutores émais restrita.Os sujeitos envolvidos procuram direcionar seus pontos de visacom o menor grau de interação e polissemia.O discurso que permeia uma consulta medica pode ser umexemplo , uma vez em que a voz do medico “Deve” ser ouvida.Cabendo ao paciente aceita-la por não dominar a linguagem e osprocedimentos médicos.
  6. 6. Discurso autoritário• A restrição da relação dialógica entre locutor e interlocutor é muito acentuada, senão completa, oque proporciona a instauração de condições para o exercício da dominação sobre o outro, num quase desaparecimento do “Tu”. O discurso religioso é exemplo de manifestação em que ocorre a predominância do mecanismo do autoritarismo discursivo.
  7. 7. • [...] o paroxismo autoritário chega a tal grau de requinte que o eu enunciador não pode não pode ser questionado, visto ou analisado. É ao mesmo tempo o tudo e o nada. A voz Deus plasmar todas as outras vozes, inclusive daquele que fala em seu nome: o pastor.• Valdeci R da Silva
  8. 8. O pontocrucial do discursoAutoritario• É o que muitos especialistas chamam (Ex. Orlandi (1987) e outros especialista em ciencia religiosa) Ilusão da reversibilidade.• Enquanto alguns discursos sobre a possibilidade para que haja a troca no processo comunicativo, no discurso religioso essa reversão é muito restrita (ou totalmente impossível), pois quem fala é sempre a voz de Deus por meio de seus representantes devidamente autorizados – O Papa, os padres e os pastores – não havendo, nesse sentido, interação real com o sujeito central do discurso religioso, que é Deus.

×