Your SlideShare is downloading. ×
Road Show TI SENAC - Redes sociais e web semântica, qual a relação?
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Road Show TI SENAC - Redes sociais e web semântica, qual a relação?

443

Published on

Palestra realizada no evento Road Show de TI SENAC nas unidades: …

Palestra realizada no evento Road Show de TI SENAC nas unidades:

- SENAC Bauru
- SENAC Campinas
- SENAC Itapetininga
- SENAC Sorocaba
- SENAC Franca

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
443
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
8
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Web Semântica e Redes Sociais, qual a relação? Renato Bongiorno e Luciana Angelis
  • 2. Bem Vindos Perguntas, idéias, links e o que quiserem - compartilhem: #roadSemantico
  • 3. Transmissão ao vivo no twitcam: http://tweetcam.me/ Live! – Twitcam
  • 4.  Web 1.0  Web 2.0  Web 3.0? Evolução da Web
  • 5. A primeira versão da Web mudou o mundo  Conectou pessoas de qualquer lugar  Abriu portas para novas possibilidades  Formada por documentos estáticos (HTML)
  • 6.  Formada por documentos com atualizações dinâmicas  Interatividade entre as pessoas e a busca pela informação ficou mais fácil  Compartilhamento de idéias de forma dinâmica
  • 7. Web 1.0 – Revolução tecnológica Acessibilidade de novos protocolos Formatos de documentos (HTML) Tecnologia cliente/servidor Web 2.0 - Revolução publicitária Mecanismo de crescimento Internautas Interação e construção de comunidades web Fenômeno social e humanístico
  • 8. Redes Sociais ou Mídias Sociais
  • 9. A Web Social chamou a atenção de milhões trazendo investimento decorrentes do compartilhamento e mudança comportamental.
  • 10. Exemplos de sites que ajudaram a emergir a Web 2.0:
  • 11. Mas o que estes sites tem de diferente em relação aos sites tradicionais na web?
  • 12. "Wisdom of the crowds"
  • 13. Permitem a evolução no conteúdo da Web de maneira fácil e colaborativa!
  • 14. Algumas características principais do conceito de páginas 2.0: Comunidade Online: Usuários colaboram com a inserção e compartilhamento da informação. Quanto mais informações, melhor proveito por parte dos usuários das ferramentas.
  • 15. Algumas características principais do conceito de páginas 2.0: Mashups: Conteúdos e serviços de diferentes sites podem ser "misturados" para atender a necessidades pontuais dos usuários. Novas experiências para localizar e navegar na web!
  • 16. Algumas características principais do conceito de páginas 2.0: AJAX: Asynchronous JavaScript + XML - Interfaces responsáveis e possibilidade de "mash-up" de dados. Novas experiências para localizar e navegar na web!
  • 17. Algumas características principais do conceito de páginas 2.0: Mobilidade: tablets, ipod, smarphones Segundo o Nilsen as vendas de smartphones encerraram o ano de 2011 com um crescimento de 179% e as vendas de minimodems 3G, para o uso de banda larga móvel, cresceram de 31%
  • 18. CROWDSOURCING
  • 19. http://www.youtube.com/watch?v=Buyub6vIG3Q&feature=related
  • 20. Grupos de pessoas realizando tarefas que seriam inalcançáveis somente por corporações...
  • 21. Exemplos interessantes: MyFootBallClub.co.uk Aquisição de um time de futebol por seus admiradores
  • 22. MyFootBallClub.co.uk
  • 23. Exemplos interessantes: AmillionPinguins.com Um romance escrito por mais de 1.500 participantes e 280 mil páginas...
  • 24. AmillionPinguins.com
  • 25. Exemplos interessantes: Threadless.com Convida designers a proporem novas estampas de camisetas e a votação das 5 melhores são produzidas...
  • 26. Threadless.com
  • 27. Exemplos interessantes: Camiseteria.com.br Segue a mesma ideia...
  • 28. Camiseteria.com.br
  • 29. Exemplos interessantes: ASwarmOfAngels.com Reúne verbas para financiar um filme "open source"...criado por 1 milhão de pessoas...
  • 30. ASwarmOfAngels.com
  • 31. Exemplos interessantes: iStockPhoto.com Coloque sua voto a venda...
  • 32. iStockPhoto.com
  • 33. Exemplos interessantes: Wikipedia.com O maior exemplo de todos...
  • 34. Wikipedia.com
  • 35. Wiki: uma enciclopédia virtual escrita por usuários do mundo inteiro, com base no conceito de inteligência coletiva
  • 36. Wikinomics: expressão criado por Don Tapscott e Anthony D. Williams, é entendido como oportunidades de interagir com profissionais de diversas regiões a baixo custo, contando com a diversidade das contribuições para alavancar o processo de inovação dentro da empresa e entre as empresas.
  • 37.  Manuais para sistemas internos  Faq  Padrões de processos  How To’s dos setores da empresa. Utilização:
  • 38. Exemplos interessantes: InnoCentive.com Ajuda na pesquisa e desenvolvimento para auxiliar empresas de todas as áreas a solucionarem seus problemas com a colaboração de todos
  • 39. InnoCentive.com
  • 40. Quem utiliza? A mineradora canadense Goldcorp iniciou a utilização da ferramenta ao lançar o desafio onde disponibilizou suas pesquisas e premiaria usuários que contribuíssem com as melhores ideias na confecção do mapa de novas minas.
  • 41. Quem utiliza? Resultado: Faturamento de US$ 100 milhões para US$ 9 bilhões
  • 42. Requisitos:  Download da ferramenta  Servidor  Configuração da ferramenta
  • 43. Resistência e Falta de Informação
  • 44. Exemplo de ferramenta wiki
  • 45. Falando em rede... Quem tem Twitter?
  • 46. Falando em rede... Quem tem Facebook?
  • 47. Falando em rede... Quem tem Linkedin?
  • 48. Falando em rede... Quem tem Pinterest?
  • 49. Falando em rede... Você já compartilhou algum vídeo no Youtube?
  • 50. Falando em rede... Você já compartilhou alguma foto no Flickr?
  • 51. Falando em rede... Está esperando o que?!
  • 52. Social Media Revolution Está esperando o que?!
  • 53. Social Web Interações, colaborações e participações
  • 54. E nas empresas... Intranets Sociais Informaçoes compatilhadas já fazem parte da cultura de muitas empresas!
  • 55. E nas empresas... A implantação de novas regras fiscais como SPED (Sistema Público de Escrituração Digital) e IFRS (International Financial Reporting Standards) Fizeram com que milhares de contabilistas mudassem a forma de apresentar suas escrituras...
  • 56. Sped - Sistema Público de Escrituração Digital
  • 57. E nas empresas... Recorreram a recursos colaborativos, para além de disponibilizar suas escrituras de maneira mais prática, também debatem e entendem melhor o assunto entre profissionais da área... Blogs Redes Sociais Fóruns Vídeos
  • 58. Pesquisadores científicos já estão utilizando as facilidades das Web 2.0 como: Nature Networs
  • 59. Indo além de simples discussões e simples colaborações... BibSonomy
  • 60. O Blog é uma ferramenta colaborativa para troca de conhecimentos sobre assuntos específicos. As informações publicadas por seus usuários são armazenadas cronologicamente e podem ser compostas por conteúdo multimídia (animações, fotos, imagens, vídeos e podcasts).
  • 61. O Blog diferencia-se de outras ferramentas como chat, fórum, listas de discussão ente outras, pela possibilidade de interação e manutenção das informações através de comentários e posts. Muitos Blogs, quando atualizados geram Feed RSS para que os usuários fiquem informados dos novos posts
  • 62. IBM BLOG
  • 63. ANTIX
  • 64. Gil Giardelli
  • 65. Há Negão
  • 66. Ñ.intendo
  • 67. W3C Semantic Blog
  • 68. W3C Blog Brasil
  • 69. Os micro bloggins ou microblogs são ferramentas para publicar mensagens curtas relacionadas às atividades ou interesses do usuário. A média de caracteres é de 120 a 180 por post, porém com menos recursos e opções de interface.
  • 70. friendfeed
  • 71. tumblr.
  • 72. Twitter
  • 73. Qual a vantagem? O bookmarking social é uma ferramenta de "Social Tagging" que classifica os sites favoritos de um indivíduo por meio de palavras-chave ('etiquetas')
  • 74. Hot Bookmark
  • 75. Delicious
  • 76. Organização e Verticalização
  • 77. dos relacionamentos... ...aos interesses comuns!
  • 78. Redes sociais verticais ou segmentadas são comunidades digitais onde as conexões se baseiam em interesses por assuntos específicos.
  • 79. A participação se concentra na busca pela relevância, especialização, linguagem direta e consistente.
  • 80. Empreendemia
  • 81. Beautiful
  • 82. Brejas
  • 83. Affluence - Ricos ou convidados - Patrimônio mínimo: US$ 3 milhões - Renda anual: US$ 300 mil
  • 84. Toda essa facilidade da Web 2.0 pode ser melhorada... Atualmente os sites da Social Web são ilhas isoladas, fechadas e independentes no mar de possibilidades da Web
  • 85. Situação atual...falta de interoperabilidade das redes! Diversas questões levantadas em Blogs, Fóruns, Wikis e os mais diversos canais disponíveis nas Redes Sociais, porém, muitas vezes não chegamos a respostas totalmente satisfatórias...
  • 86. Situação futura... "Imagine que vídeos do Youtube, fotos do Flickr, comentários do Twitter, posts do Facebook, documentações do Wikipedia e tantas outras redes pudessem colaborar com os conteúdos disponíveis e associa-los a uma única rede compartilhada..."
  • 87. Bem vindos próxima web... Web Semântica
  • 88. Conectando inteligência
  • 89. Bem vindos próxima web... Web Semântica é a forma de funcionamento da web que visa facilitar a obtenção, classificação e organização das informações na web, estruturando os documentos para torná-los legíveis tanto para humanos quanto para máquinas.
  • 90. Como funciona!? É necessário que os desenvolvedores atribuam metadados através das linguagens da Web Semântica na estrutura de seus web sites (blogs, wikis, sites pessoais, portais, redes sociais, foruns, etc.) permitindo que os web atores alimentem o conteúdo das redes com conteúdo semântico...tornando o conteúdo compreensível por humanos e por máquinas.
  • 91. Linguagens da Web Semântica:  XML  RDF  RDFa  Microformats  GRDDL  OWL  SPARQL  HTML5
  • 92. Metadados!
  • 93. Segundo a International Federation of Library Associations (IFLA): "Metadados são dados sobre dados. O termo se refere a qualquer informação utilizada para a identificação, descrição e localização de recursos" Para o W3C, metadados são definidos como: "Informações para Web que podem ser compreendidas por máquinas"
  • 94. Segundo o filósofo e consultor David Weinberger: "Os dados são o que você procura e os metadados aquilo que você sabe..."
  • 95. Como os dados podem se conectar via web através das linguagens da Web Semântica?
  • 96. Língua franca da web permitindo que máquinas possam interagir de modo significativo.
  • 97. Representação formal de um grupo de conceitos dentro de um domínio e as relações entre estes conceitos. (Pollock , Jeffrey t.) Especificações formais e explícitas de conceitualizações compartilhadas. (Britman, Karin)
  • 98. Uma base de conhecimento comum sobre um determinado domínio (assunto) que permite ligar informações na web de forma categorizada e disponibilizá-la universalmente. (Renato Bongiorno)
  • 99. EDUCAÇÃO › DOCENTE DO SENAC SP › MINISTRA CURSOS WEB Unidades Docentes Cursos Imagine que a minha página pessoal contendo metadados, se conecte com o vocabulário educacional e que neste vocabulário tenha disponível as vinculação de: Unidades, Docentes e Cursos
  • 100. EDUCAÇÃO › DOCENTE DO SENAC SP › MINISTRA CURSOS WEB UnidadesDocentes Cursos Docente SENAC Web SP Veja como a informação acrescida de semântica será compreendida na web.
  • 101. E porque as Redes Sociais ainda não estão na era da Web Semântica?!  Falta de um padrão para publicação e troca de conhecimento entre as redes  Falta uma forma de identificar e acompanhar um mesmo usuário em diferentes redes  Cada rede requer um login do usuário, o que dificulta a "encontrabilidade" entre conteúdos  Conteúdos controlados pela mesma organização, dificultando a interoperabilidade dos dados...
  • 102. Alguns desafios também deve ser superada em relação ao aspecto de identidade on-line da Web Social, bem como a autenticação e privacidade aos utilizadores de sites de redes sociais Por que vocês acham que os usuários das Redes Sociais utilizam tantas redes sociais diferentes?
  • 103. Vários perfis para uma mesma pessoa...  Linkedin - Profissional  Facebook - Pessoal (amigos)  Flickr - Fotos  MySpace - Musica  Twtter - Dia a dia pessoal
  • 104. Perfis das Redes Sociais
  • 105. A Web Semântica tem o objetivo de transformar os sites atuais da web em sites interoperáveis através de padrões que suportem troca de dados e interligação de aplicativos, possibilitando pessoas e comunidades web na criação de conteúdo coletivo. A aplicação da Web Semântica na Social Web é definida como "Social Semantic Web"
  • 106. Criando a interligação entre as ilhas isoladas e fornecendo a inteligência coletiva para todos!
  • 107. Social Semantic Web
  • 108. Vantagens  A melhor interconexão entre os dados fornece informações mais relevantes aos usuários das redes  Unificação das informações - Várias redes juntas interconectadas disponíveis em diferentes sites  Interoperabilidade de aplicações colaborativas
  • 109. Vantagens  Redução de redundância de informações  Novas formas de relacionamento com interfaces inteligentes  Buscas assertivas - Web Semântica respondendo conceitos
  • 110. Ontologias Social Semantic Web  FOAF  XFN - (XHTML FRIENDS NETWORK)  SIOC  TAG ONTOLOGY  SKOS  SCOT  MOAT  WIF / WAF SWAML  OPO - ONLINE PRESENCE ONTOLOGY  APML - Attention Profiling Markup Language
  • 111. FOAF - Friend of a Friend Vocabulário amplamente utilizado para descrever pessoas e seus relacionamentos. Permite as pessoas e organizações a criarem páginas com seus dados pessoais compreensíveis por máquinas permitindo interoperabilidade entre os dados
  • 112. Foaf
  • 113. FOAF - Friend of a Friend Uma das propriedades mais utilizadas no vocabulário Foaf é a: foaf:knows Permite que criar de maneira simples uma conexão social entre pessoas somente indicando quem essas pessoas conhecem
  • 114. FOAF - Friend of a Friend Renato especificou que conhece a Luciana e o Fernando, e o Cláudio especificou que conhece a Luciana e o Eric, então, como os dados estão abertos e utilizam o vocabulário FOAF - o Renato e o Cláudio estão indiretamente conectados em uma Social Semantic Web via Luciana
  • 115. FOAF - Friend of a Friend – Quem usa?
  • 116. FOAF - Friend of a Friend – Quem usa?
  • 117. FOAF - Friend of a Friend – Quem usa?
  • 118. XFN - (XHTML FRIENDS NETWORK) Permite definir relacionamentos entre pessoas como "amigo", "vizinho", " parente", "conhecido" através das tags em HTML. Utilizado como plugin no Wordpress possibilita ao responder um comentário de um Blog acrescentar o tipo de relacionamento com o "blogger"
  • 119. XFN - (XHTML FRIENDS NETWORK) Permite relacionar seu blog ou sua página com suas redes sociais de forma consolidada.
  • 120. SIOC - Semantically Interlinked Online Communities Tem o objetivo de interligar o conteúdo de plataformas on-line como blogs, fóruns e outros sites sociais, proporcionando uma ontologia para descrever a estrutura e as atividades em de tais comunidades
  • 121. SIOC - Semantically Interlinked Online Comminities Em combinação com o vocabulário FOAF para descrever as pessoas e os seus amigos, e o modelo SKOS para organizar o conhecimento, permite relacionar links de discussão e itens de conteúdo para outras discussões bem como as pessoas participantes de tais ações
  • 122. SIOC - Semantically Interlinked Online Comminities Quem utiliza? Yahoo Seach Monkey Yahoo! Answers
  • 123. TAG ONTOLOGY/SKOS/SCOT/MOAT Forma de dar semântica a folksonomia da Web.. Folksonomia?!
  • 124. TAG ONTOLOGY/SKOS/SCOT/MOAT É uma analogia à taxonomia - ciência de classificar Folks - palavra da língua inglesa que significa pessoas. Por meio das tags, o usuário pode então recuperar as informações e compartilhá-las.
  • 125. TAG ONTOLOGY/SKOS/SCOT/MOAT O ponto forte da folksonomia é sua construção a partir do linguajar natural da comunidade que a utiliza, quem classifica o conteúdo são as próprias pessoas interessadas no mesmo.
  • 126. TAG ONTOLOGY/SKOS/SCOT/MOAT  The Tag Ontology - relacionadas para criar o relacionamento em entre as TAGs e o usuário envolvido (através do FOAF),  SCOT - Social Semantic Cloud of Tags - está focada em representar nuvens de tags permitindo que se possa mover suas TAGS a partir de um serviço para outro e compartilhar nuvens de tags com os outras redes. Social Semantic Cloud of Tags
  • 127. TAG ONTOLOGY/SKOS/SCOT/MOAT  MOAT -Meaning of a Tag - tem como objetivo representar o significado das tags que usam URIs de instâncias de ontologia de domínio existentes (Linking Open Data)  SKOS - Simple Knowledge Organization System - padrão para representar sistemas de organização do conhecimento (Recomendação W3C)
  • 128. TAG ONTOLOGY/SKOS/SCOT/MOAT Quem utiliza Folksonomia na web? del.icio.us Flickr YouTube
  • 129. TAG ONTOLOGY/SKOS/SCOT/MOAT Quem utiliza Folsonomia Semântica na web? The Tagora Projetc
  • 130. Blogs - Limitações atuais O conteúdo gerado nos Blogs (posts e comentários) fica restrito somente aos participantes e visitantes daquele Blog Buscas por respostas precisas em discussões são limitadas Se você pesquisar por: "Busque os comentários de todos os lanches de Bauru da cidade de Bauru do estado de São Paulo com classificação mínima de 5 estrelas“ Certamente a maioria dos Blogs atuais não poderiam te responder precisamente esta questão...
  • 131. Blogs Semânticos Blogs Semânticos - visa enriquecer o blog tradicional, com metadados sobre a estrutura (o que se relaciona com o que e como) e o conteúdo (o que é este post sobre - uma pessoa, evento, livro, etc) possibilitando a interoperabilidade entre os conteúdos dos Blogs
  • 132. Existem recursos para tornarem blogs semânticos hoje?  SparqlPress - Plugin para Wordpress  Zemanta - fornece ferramentas que enriquecem o conteúdo que está sendo criado pelos blogueiros e editores, permitindo-lhes automaticamente adicionar tags semânticas ao conteúdo que será publicado
  • 133. Um dos objetivos do SMOB é demonstrar como as tecnologias semânticas podem fornecer aos usuários uma maneira de controlar, compartilhar e remixar seus próprios dados, como eles querem, não sendo exclusivamente dependente das facilidades oferecidas por um serviço de terceiros
  • 134. Assim que alguém escreve um conteúdo no microblog usando um cliente SMOB, o conteúdo é transmitido através de servidores para vários microbloggings (incluindo Twitter) e permanece disponível localmente para o usuário que o criou possibilitando ao web autos manter seu dado disponível localmente independente da disponibilidade do serviço do microgblog.
  • 135. Smesher É um microblogging semântico com armazenamento local, que integra com o Twitter e Identi.ca Possibilita identificar a estrutura do microblog e definir um painel de filtros personalizado para localizar a informação
  • 136. Smesher
  • 137. Wiki Semântico Assim como os Blogs, as informações disponíveis nos Wikis ficam restritas a estrutura da ferramenta. Impactando na falta de interoperabilidade e buscas não precisas. Exemplo...se tentarmos achar todas as empresas que Mark Greaves trabalhou, certamente não teremos a resposta ideial...
  • 138. Wiki Semântico Adicionar conhecimento de forma estruturada proporciona aos wikis vantagens em consultas, gerenciamento e reutilização das informações. Ao permitir que as pessoas adicionem metadados nas postagens, os wikis serão capazes de relacionar e misturar informações de diferentes fontes de dados, permitindo que se capture ou identifique informações sobre as páginas (metadados) e suas relações.
  • 139. Semantic MediaWiki Extensão para o sistema MediaWiki popular como usado na Wikipedia Permite descrever expressões semânticas, permitindo relacionar páginas e informações de diferentes fontes formando uma página de consulta própria sobre os termos pesquisados com informações relacionada de outras fontes
  • 140. Semantic MediaWiki Ao pesquisar no Wikipedia a página de JK Rowling, teremos o seguinte cenário:  Links para livros do Harry Potter  Links sobre Edinburgh (cidade onde reside)  Scholastic Press - sua editora
  • 141. Semantic MediaWiki Porém, se tentarmos realizar buscas a partir dos interesses da página de JK Rowling, como por exemplo: "Me Informe todos os autores que vivem no Reino Unido“ "Quais autores são escrevem para Scholastic?"
  • 142. Semantic MediaWiki Wikis tradicionais não são capazes de responder...as páginas do Wiki não estão relacionadas...
  • 143. Semantic MediaWiki Já no Semantic Media Wiki você pode realizar um filtro adicionando a propriedade desejada e realizar a pesquisa entre as páginas relacionadas semanticamente (via anotações em RDF)
  • 144. DBpedia DBPedia não corresponde a um Wiki Semantico em si, mas sim utiliza da sabedoria das multidões para compor uma das maiores ontologias do Linking Open Data
  • 145. DBpedia Linking Open Data?
  • 146. Dbpedia - Linking Open Data O Linking Open Data visa tornar os dados livremente disponível para todos O objetivo do SWEO W3C (Semantic Web Education and Outreach) é estender a Web com o uso comum de dados através da publicação de vários conjuntos de informações (como RDF) estabelecendo ligações entre estes itens em diferentes fontes de dados
  • 147. Dbpedia - Linking Open Data O dbPedia "extrai" os conteúdos semânticos do Wikipedia para compor o conteúdo da ontologia
  • 148. Dbpedia - Linking Open Data As figuras a seguir mostram a evolução dos conjuntos de dados que foram publicados e interligados pelo projeto até agora:
  • 149. 2007
  • 150. 2008
  • 151. 2009
  • 152. 2010
  • 153. 2011
  • 154. Até Setembro de 2011 95 conjuntos de dados composto por mais de 31 bilhões triplos RDF, que são interligadas por cerca de 504 milhões ligações RDF. 2011
  • 155. 2011
  • 156. DBpedia Mobile Com base na localização geográfica dos usuários em seu dispositivo móvel o aplicativo exibe lugares de interesses próximos baseados no DBpedia
  • 157. Semantic Social Bookmarks Evri em 2011 Evri para iPad indexa automaticamente mais de 2,3 milhões de temas populares de mais de 15.000 fontes da web.
  • 158. Semantic Social Bookmarks Evri Personaliza suas notícias de interesse, faça buscas inteligentes, integra com Twitter e Facebook Além disso a partir de suas preferências, o Evril´s recomenda tópicos de seu interesse.
  • 159. Evri
  • 160. The Revyu service Opine sobre o que desejar - artigos, bares, restaurantes, adicione TAGS ou "star ratings“ O mais interessante do Revyu está relacionado a inteligência das TAGS, identificando as TAGS necessárias e sem redundância através dos vocabulários do Linking Open Data, interligando de forma global recursos da Web Semântica em vez de definir novas relações para conceitos já existentes
  • 161. The Revyu service Mais legal ainda é a forma de acesso ao site... Ao invés de solicitar um cadastro do usuário, o Revuy utiliza sua interligação do FOAF para permitir acesso, resolvendo um dos maiores desafios de interoperabilidade das redes sociais... UM ACESSO UNIVERSAL!
  • 162. Privacidade A questão da privacidade surge devido à possibilidade de mais facilmente combinar fontes de dados existentes. Porém, não podemos sempre pensar de forma negativa em relação a abertura dos dados...
  • 163. Veja um exemplo... Nos EUA, os doadores de campanhas políticas, seja para um candidato ou uma proposição, estão listados publicamente. Isso melhora a transparência e visa combater influências ocultas na formulação de políticas e do processo democrático.
  • 164. Veja um exemplo... Em novembro de 2008 na Califórnia, os eleitores aprovaram a Proposição 8, que revogou o direito de casais do mesmo sexo a se casarem.
  • 165. Veja um exemplo... As campanhas relativas a proposição levantou mais de 80 milhões de dólares - e, como sempre, a lista de doadores foi lançado ao público.
  • 166. Veja um exemplo... A lista continha nomes e endereços dos doadores. Os endereços foram geo-codificado e um mash-up com o Google Maps foi criado para fornecer um mapa de todos os doadores para a Proposição 8m registro de mais de 80 milhões de dólares - e, como sempre, a lista de doadores foi lançado ao público.
  • 167. Proporção 8
  • 168. Estes são apenas alguns exemplos do poder da união dos dados...querem mais?
  • 169. Tim Berners-Lee e o poder dos dados abertos!
  • 170. E você ainda acha que as Redes Sociais e a Web Semântica não são importantes?!
  • 171. twitter.com/bongiornoweb facebook.com/bongiornoweb renatobonfanti@yahoo.com.br Renato Bongiorno twitter.com/luangelis facebook.com/luangelis luciana.oangelis@sp.senac.br Luciana Angelis

×