Seminario hist. do design
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Seminario hist. do design

on

  • 306 views

 

Statistics

Views

Total Views
306
Views on SlideShare
306
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
5
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Seminario hist. do design Seminario hist. do design Presentation Transcript

  • UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS APLICADAS E EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DE DESIGN CURSO DE BACHARELADO EM DESIGN Design e Nacionalismo e O Vanguardismo Europeu e a Bauhaus Equipe: Edilane Carina Emiliana Regina Jessica Figueiredo Tamiris Andrade
  • Design e Nacionalismo As irregularidades da sociedade vividas na Europa durante a época de 1900 a 1914 fizeram com que movimentos comunistas, socialistas e anarquistas ganhassem grandiosidade. Neste mesmo período a Alemanha e os Estados Unidos se destacavam como novas potências econômicas. A partir deste contexto econômico e político que o nacionalismo ganha força e os conceitos de patriotismo e orgulho nacional como forma de representação máxima da Nação ganham realce.
  • Ao decorrer do tempo o nacionalismo foi perdendo a sua função de efetuar mudanças das classes mais baixas para as mais altas e a sua autoridade foi se concentrando no poder do Estado e é neste contexto que o nacionalismo tem exercido um papel fundamental na história do design. Com o encorajamento à concorrência criado pela expansão do capitalismo alguns países despertaram o interesse em coordenar as ações e produções de suas indústrias com o objetivo de conseguirem uma vantagem competitiva com relação aos seus concorrentes.
  • Na Grã-Bretanha existia um órgão privado que era direcionado à promoção industrial e a integração de arte e indústria e em 1837 foi criada uma escola de design com o objetivo de aprimorar os produtos britânicos e os tornar capazes de concorrer por igual com os franceses. Com o aparecimento de novas opções internacionais de compra e venda as nações que não usufruíam do monopólio comercial foram obrigadas a procurar formas de obter vantagens competitivas para a colocação de seus produtos no mercado. Então, surgiu na Alemanha, em 1907, a Deutscher Werkbund (Confederação Alemã do Trabalho).
  • Características: • Finalidade da associação: aperfeiçoar o trabalho profissional integrando a arte, indústria, artesanato, educação, publicidade; • Inspirações/idéias: arts & crafts britânico; • Objetivo geral: influenciar o modo de vida alemão; • A Alemanha como líder nas artes aplicadas – destaque sócio/econômico internacional; • Manifestaram-se duas correntes (idéias): padronização e tipificação industrial X individualidade artística.
  •  Em 1914, o Werkbund promoveu a Exposição de Colonia, que também marcou um ruptura no movimento,devido o conflitos entre funcionalismo e individualismo artístico.
  • Principais Representantes E Projetos Peter Behrens: Nasceu em Hamburgo no dia 14 de abril de 1868. Foi arquiteto e designer alemão.
  • Ventoinha Elétrica Chaleira Elétrica AEG (Allgemeine Elektricitäts Gesellschaft)
  • Hermann Muthesius: Nasceu em Grossneuhausen no dia 20 de abril de 1861. Foi diplomata e arquiteto.
  • Edificio Elena-Klinik Lâmpada de mesa
  • Henry van De Velde: Nasceu na Bélgica no dia 3 de abril de 1863. Foi um arquiteto designer e um pintor.
  • Talheres para aperitivo Jardineira
  • O vanguardismo europeu e a Bauhaus Início do século XX duas visões estéticas podem ser vistas como antagônicas em relação à crescente inserção de máquinas na vida cotidiana: Art Nouveau e Expressionismo
  • A busca de um estilo unificado e adequado ao novo século culminou nas manifestações internacionais do Art Nouveau. Mesmo dentro deste estilo havia uma tensão entre duas soluções distintas. Uma defendia o uso de formas orgânicas, extraídas da natureza com a intenção de humanizar as máquinas e a outra promovia a geometrização das formas e o uso de motivos abstratos e lineares para com isso, adaptar o mundo e as pessoas à mecanização.
  • A partir dessas duas tendências, nascem vários movimentos de vanguarda nas primeiras décadas do século 20 como o Futurismo, Cubismo, Construtivismo e o Neo Plasticismo e iriam se alinhar às máquinas como ideal estético para a produção e reprodução artística. Jovens artistas que discordavam dos ensinamentos tradicionais sobre a arte, descobriam na tecnologia, na indústria e no design uma nova forma de expressão e sagraram o automóvel como novo símbolo do belo absoluto.
  • A utilização de aço tubular cromado e madeira compensada é uma particularidade dessa geração de designers, que objetivavam fazer um produto de qualidade e atingir um número maior de consumidores. No Brasil percebe-se a influência desses designers nos móveis projetados no período entre 1920 e 1930 por artistas como Gregori Warchavchik, Flávio de Carvalho, John Graz e Lasar Segall. As vanguardas artísticas influenciaram mais a área do design gráfico.
  • A maior influência do vanguardismo no que diz respeito ao design se deu na área de ensino, mesmo com o fato de a maioria dos integrantes desses movimentos serem contra a institucionalização acadêmica. Do ponto de vista do seu impacto no design, é interessante notar que os principais movimentos vanguardistas abraçaram os seguintes valores estéticos:
  • As máquinas e os objetos industrializados  A abstração formal  A geometria euclidiana  A ordem matemática e a racionalidade  A disposição linear e/ou modular de elementos construtivos  A síntese de formas e a economia na configuração 
  • No Brasil, a influências dessas vanguardas europeias se fez sentir na Semana Moderna de 1922 e profissionais das artes e da arquitetura.
  • O estilo gráfico produzido pelos designers desses movimentos foi:       Uso de formas claras, simples e despojadas (figuras geométricas, por exemplo) Gama reduzida de cores (geralmente, azul, vermelho e amarelo) Planos de cor e configuração homogênea Fontes tipográficas sem serifa, com um mínimo de variação entre caixa alta e caixa baixa Quase abolição do uso de elementos de pontuação
  • Bauhaus Nesse contexto, é fundada a Staatliches Bauhaus (literalmente “Casa da Construção Estatal”). A Bauhaus foi uma escola fundada na cidade de Weimar (Alemanha), no período após a Primeira Guerra Mundial pelo arquiteto Walter Gropius. Criada em 1919 através da união da escola de belas artes e da escola de artes e ofícios, a Bauhaus que pelo fato de ser uma instituição estatal se contradizia as idéias libertárias da maioria dos seus membros, em menos de quinze anos de funcionamento, se transformou em modelo de ensino do design no século 20.
  • A Bauhaus foi formada através da unificação e reorganização de duas escolas já existentes em Weimar: a academia de belas- artes e a escola de artes e ofícios. A escola passou por três diferentes direções (Gropius, Hannes Meyer e Mies van der Rohe) e por três cidades (Weimar, Dessau e Berlim) e sempre foi dominada por um ideário socialista, isso justifica as mudanças de localidade que se deveram em grande parte por causa dos conflitos políticos.
  • Sua proposta – feita ao governo alemão - foi a reformulação do ensino artístico público no momento de sua formação, portanto, a Bauhaus se encontrava no centro dos acontecimentos políticos e não é surpreendente que a sua existência tenha permanecido como motivo de polarização ideológica até o momento do seu fechamento em 1933, com a chegada ao poder do partido nazista.
  • A contribuição mais importante da Bauhaus foi a idéia de pensar o design como uma atividade unificada e global. Nos seus anos finais ela adquiriu o título de Escola Superior de Design, pois ao longo de sua existência ela se estruturou com oficinas dedicadas a um único material ou a uma única atividade. Para a maioria dos integrantes da Bauhaus a grande contribuição da escola foi poder trabalhar o design e a arquitetura na tentativa de construir uma sociedade melhor e mais justa.
  • Contrário a alguns dos seus idealizadores a Bauhaus acabou contribuindo para a criação de uma estética e estilo específicos no design: o "alto" Modernismo que esteve normatizado pelo Funcionalismo, ou seja, a idéia de que a função deve determinar a forma do objeto.
  • Envolveu nomes como: Walter Gropius  Josef Albers  Mies Van Der Rohe  Marcel Breuer  Lyonel Feininger  Johannes Itten  Wassily Kandinsky  Omar Akbar 
  • Apesar da Bauhaus ter sido uma escola cheia de artistas e artesãos, acabouselegitimando o design ao afastá-lo da criatividade individual e aproximá-lo de uma pretensa objetividade técnica e científica.
  • Obras do movimento vanguarda