Uploaded on

 

More in: Technology , Design
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
587
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
4
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1.  
  • 2. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CENTRO DE EDUCAÇÃO E CIÊNCIAS HUMANAS DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL Julie Melo Lohan montes Maria Luíza Bastos Moragana Brota
  • 3.
    • Fundada em 2002 e lançada em 2003, o LinkendIn é uma rede social que ajuda as conexões profissionais entre pessoas e empresas.
  • 4.  
  • 5.
    • O LinkedIn tem mais de 70 milhões de membros em mais de 200 países .
    • 500 mil profissionais visitam o LinkedIn todos os dias .
    • 61% dos membros da rede são homens .
    • Os usuários têm uma idade média de 44 anos.
  • 6.  
  • 7. Home Page
  • 8. Informações básicas
  • 9. Experiência/Escolaridade
  • 10. Página de busca de emprego
  • 11. Página de busca
  • 12. Convite
  • 13.
    • As empresas podem agora criar carreiras adicionais, produtos e serviços de guias;
    • Cada produto/serviço pode ser ligado a um vídeo do YouTube;
  • 14.
    • Maior controle sobre o acesso de administração e algumas informações básicas de análise;
    • Os visitantes podem deixar comentários, recomendando a empresa. Os empregados não podem recomendar a sua própria empresa;
    • Identificar as pessoas que estão seguindo a empresa e/ou deixaram recomendações.
  • 15. Nova página do LinkedIn
  • 16.
    • Grau de autonomia do usuário
    • Usuário tem a capacidade de alterar/modificar/acrescentar dados do link pessoal através de ferramentas;
  • 17.  
  • 18.
    • Personalização da URL; informações do perfil podem ser indexadas pelos motores de busca. Perfis do LinkedIn tem posições altas no Google. Em vez de usar a URL padrão, pode-se considerar personalizar a URL pessoal com o nome de sua empresa;
    • Uso do “status de visibilidade”, versão interna do LinkedIn Twitter para manter as conexões atuais sobre o que é importante para o usuário;
    • Uso do resumo para mostrar que o usuário está qualificado para fazer o que quer fazer;
  • 19.
    • Otimização dos rótulos. Adiciona site, blog e outras URLs relevantes para o perfil.
    • Além disso, o usuário pode contactar empresas, fazer buscas específicas e o passo a passo é dado. Grau varia de acordo com a conta ‘Premium’ ou básica.
    • Visualização da opção de cancelamento da conta é difícil de achar.
  • 20. Interação
    • A interação entre os usuários é fraca. Além de apenas expor o perfil e não ter opção de conversação, a lista de amigos não é exibida nas páginas principais e para acessar o InMail – forma de comunicação – é preciso ser usuário da conta ‘Premium’.
  • 21. Publicidade
    • A publicidade é feita no canto direito da tela nas páginas de perfil e iniciais. Sempre se referem à produtos ligados a empresas, negócios, profissionais – computadores, maletas, etc.
  • 22.
    • A forma como o LinkedIn intervém no mundo real é bastante clara. Os currículos profissionais e a uso da plataforma pelas empresas acaba interferindo na vida profissional de vários indivíduos.
  • 23.
    • O uso da sugestão de empresas que possuem perfil semelhante às características do usuário ajuda a desenvolver uma carreira profissional se o acordo entre usuário e empresa for feito.
  • 24.
    • Uso por outros meios – O LinkedIn, assim como várias páginas da Web, pode ser utilizado através de PCs, celulares, Macs.
  • 25. Modelo/Metáfora: Rizoma
  • 26. Referências bibliográficas
    • AGUIAR, Sonia. Redes Sociais na Internet: desafios à pesquisa. Artigo acadêmico apresentado no XXX Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação
    • Do Público para as redes: a comunicação digital e às novas formas de participação social / organizador Massimo Di Felice – 1 ed. – São Caetano do Sul, SP: Difusão
    • FRANCISCATO, Carlos Eduardo. A Fabricação do presente: como o jornalismo reformulou a experiência do tempo nas sociedades ocidentais. Editora UFS. São Cristóvão, 2005.
  • 27. Fontes
    • http://pt.wikipedia.org/wiki/LinkedIn
    • http://www.google.com
    • http://www.linkedin.com/