Your SlideShare is downloading. ×
Apresentação Grupo 2
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Saving this for later?

Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime - even offline.

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Apresentação Grupo 2

532
views

Published on

Published in: Travel, Business

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
532
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Pequenas e médias operadoras de TV Catarina Manteigueiro - 38452 | Raquel Gonçalves -39309 | Bruno Monteiro - 38841 | Bruno Fernandes -38375
  • 2.
    • Palavras chave
    • Televisão;
    • Operadoras;
    • Web-TV;
    • Web-Mobile;
  • 3.
    • Contextualização
    • A televisão é considerada um dos principais meios de comunicação em massa ;
    • Esta surgiu em meados do século XX e desde então que se encontra em constante evolução, sobretudo com o acelerado desenvolvimento tecnológico;
    • Actualmente as redes de televisão possuem uma grande multiplicidade de variantes que focam novas tecnologias de comunicação como o lançamento da WEB-TV, TV DIGITAL INTERACTIVA e TV-MÓVEL.
    • Com a evolução dos meios de comunicação assiste-se a uma convergência entre a Televisão e a Internet, originam-se novas possibilidades de interacção em que o individuo passa de consumidor a produtor;
    • Definição mais precisa da audiência e programas direccionados a um público-alvo particular;
  • 4.
    • Definição das operadoras de tv no âmbito do estudo
    • Vertente nacional (variante de grandes operadoras)
    • Os primeiros passos para a televisão em Portugal foram dados pelo estado de Salazer. A primeira operadora televisiva a aparecer foi a RTP em 1957 . Em 1968 surgiu a , a RTP2 , em 1972 a RTP Madeira e em 1975 a RTP Açores. Estes dois últimos direccionados para o público das Regiões Autónomas com conteúdos sobre a realidade regional das respectivas ilhas. Dos canais da RTP fazem também parte RTPN , a RTP Memória, RTP Internacional e a RTP Mobile.
    • Em 1992 surge a SIC o primeiro canal privado independente em Portugal. Dela fazem parte os canais temáticos SIC Radical, SIC Mulher, SIC Notícias., SIC Internacional , SIC Mobile e SIC Indoor. Os 4 primeiros fazem todos parte da grelha de canais de televisão por cabo, não sendo difundidos em sinal aberto. A SIC Mobile transmite os conteúdos para telemóvel e a SIC Indoor tem a programação direccionada para centros comerciais .
    • No ano a seguir aparece a TVI (Televisão Independente) com o nome "Quatro" precisamente por ser o quarto canal em sinal aberto. Desta estação faz parte também o canal TVI24. Lançado a 26 de Fevereiro de 2009, a TVI24 é o primeiro e único canal por cabo da Televisão Independente e é essencialmente de cariz noticioso.
  • 5.
    • Definição das operadoras de tv no âmbito do estudo
    • Vertente local (difusão a nível regional e académico)
    • Actualmente apenas existe uma estação local por cabo em Portugal, o Porto Canal.
    • O desenvolvimento da WebTV veio dar origem ao aparecimento de inúmeras televisões locais com conteúdos virados essencialmente para a audiência da respectiva região mas acessível a milhões. Estes canais contêm uma programação alternativa e por vezes voltada apenas para uma temática como as eleições municipais, temas escolares, câmaras municipais, etc.
  • 6.
    • Definição das operadoras de tv no âmbito do estudo
    • Vertente local (difusão a nível regional e académico)
    • Alguns exemplos:
  • 7.
    • Revisão da literatura
    • Web TV
    • WEB-TV é a conversão do conteúdo da televisão para a internet, ou seja é um serviço de streaming de vídeo constante sem interrupções, transmitido via internet.
    • Colocação de playlists de vídeos que são apresentados ao utilizador de forma sequencial .
    • Retransmissão em directo de um canal de televisão ou de determinado evento.
    • Vantagens da transmissão de TV através da Web: interacção; procura de informações detalhadas dos conteúdos que os utilizadores estão a assistir.
    • Proliferação de canais: largura de banda continua a aumentar, programas de televisão em tempo real e o vídeo on demand como o Web casting estão disponíveis na Internet.
    • A difusão de TV na Internet e o streaming de vídeos passou a estar incluído nas companhias de difusão televisiva em 1998.
  • 8.
    • Revisão da literatura
    • Características da Web TV
    • Interactividade - implementação de serviços que tornam possíveis aos espectadores fazer comentários ou fazer perguntas às pessoas que estão a num programa de TV.
    • Tela dividida - possibilidade de dividir o ecrã do computador em duas ou mais janelas, tornando possível ver mais do que um programa ao mesmo tempo .
    • Personalização - Vinculação do consumidor individual – baseado nas suas preferências – consegue serviços de emissão à sua medida, e permite o acesso a serviços de suporte que estão adaptados aos seus gostos. Ajustamentos baseados nos perfis de utilizadores e autenticação.
    • Conectividade global - Na Internet os problemas com a compatibilidade são quase inexistentes. Indiferença se um expectador acede à webTV usando um PC, um computador da Apple ou outra plataforma, tornando assim a emissão global disponível a pequenas companhias.
  • 9.
    • Revisão da literatura
    • Limitações da Web TV
    • Largura de banda para as redes de acesso, que criam um obstáculo à imposição deste serviço webcast (transmissão em streaming de conteúdos através da internet) face ao tradicional broadcast das redes de televisão (baixa taxa de transmissão, o que resulta na má qualidade do vídeo).
    • Soluções de banda larga para as redes de acesso, encontram-se em fase de expansão, se as ligações permanentes á internet forem garantidas e existir elevada taxa de transmissão para uma elevada quantidade de vídeos (desenvolvimento de motores de busca adequados) o custo será directamente proporcional ao número de utilizadores.
    • Limitações técnicas existentes associadas ao desconhecimento da nova linguagem audiovisual interactiva, que demonstram ainda alguma carência no que refere à exploração das capacidades da Web-TV.
  • 10.
    • Revisão da literatura
    • TV Móvel
    • Mudança na forma de ver TV
    • O DVB-H
    • Espectro de rádio (switch off Europeu)
    • O caso português
    • Factores de sucesso para a Mobile TV
  • 11.
    • Conclusão
    • Tirando partido das potencialidades da Internet e da WebTV é possível o direccionar de temas e conteúdos, satisfazendo assim necessidades de uma audiência específica da população.
    • As estações locais transmitem conteúdos alternativos, não abordados pelas grandes emissoras, através de canais de webcast, constituindo uma vantagem competitiva e uma fonte de crescimento para as pequenas operadoras.
    • Estes meios possuem limitações consideráveis como a impossibilidade de todos possuírem computador e gozarem de acesso á Internet
    • Falta largura de banda para a transmissão, que se traduz numa qualidade muito baixa do vídeo.
  • 12.
    • Conteúdos AV para os novos média
    • Catarina Manteigueiro - 38452 | Raquel Gonçalves -39309 | Bruno Monteiro - 38841 | Bruno Fernandes -38375