Doença de Alzheimer Dr. Rafael Higashi   Médico Neurologista www.estimulacaoneurologica.com.br
Roteiro   <ul><li>Histórico </li></ul><ul><li>Conceito de doenças neurodegenerativas  </li></ul><ul><li>Epidemiologia da D...
Alois Alzheimer (1864-1915)
 
Clínica psiquiátrica em Munique
Auguste D., mulher de 51 anos de idade procurou auxílio psiquiátrico em Frankfurt. Examinada por Alzheimer
 
“ Placa senil” descoberto por Alzheimer
Em 1907, Alois Alzheimer publicou o seu famoso artigo sobre  “uma rara doença do córtex cerebral”  em sua paciente Frau Au...
Alois Alzheimer e seus Médicos Estudantes
<ul><li>“  Em fato, as doenças neurodegenerativas (doença de Alzheimer, doenças do neurônio motor, doença de Parkinson e e...
THE NEW ENGLAND JOURNAL OF MEDICINE 2001 –STANLEY B. PRUSINER
CONCEITO  : <ul><li>Doenças neurodegenerativas são caracterizadas pela crônicidade, progressão e perda seletiva e simétric...
CLASSIFICAÇÃO DA DOENÇA DE ACORDO COM A REGIÃO PREDOMINANTEMENTE AFETADA <ul><li>Córtex cerebral  :  doença de Alzheimer  ...
THE NEW ENGLAND JOURNAL OF MEDICINE 2001 STANLEY B. PRUSINER
TIPOS DE MORTE CELULAR <ul><li>NECROSE :  Estímulos como isquemia e trauma é causa direta da morte celular. Ocorrem em áre...
The New England Journal of Medicine - 2003 – Robert M. Friedlander,M.D.
The New England Journal of Medicine - 2003 – Robert M. Friedlander,M.D.
APOPTOSE CONTAGIOSA E DISFUNÇÃO DA CÉLULA The New England Journal of Medicine - 2003 – Robert M. Friedlander,M.D.
PREVALÊNCIA DE D. DE ALZHEIMER DE ACORDO COM A IDADE EM HOMENS E MULHERES New England Journal of Medicinne – 2003 - Genomi...
Critérios diagnósticos para Demência <ul><li>Perda da memória e uma ou mais  habilidades cognitivas </li></ul><ul><li>Subs...
 
 
TESTE DO RELÓGIO
Provável Doença de Alzheimer <ul><li>Típica história de Doença de Alzheimer com início insidioso e progressão gradual </li...
Déficit Cognitivo Leve <ul><li>Relato de perda da memória pelo paciente e ou pelo informante </li></ul><ul><li>Performance...
 
 
 
MEMÓRIA EPISÓDICA  : O lobo temporal medial , incluindo o hipocampo e parahipocampo formam a principais regiões da memória...
 
MEMÓRIA SEMANTICA , AUTOMÁTICA E DE TRABALHO : New England Journal of Medicine – 2005 – Memory Dysfunction – Andrew E. Bud...
 
 
New England Journal of Medicine – 2005 – Memory Dysfunction – Andrew E. Budson , M. D.
 
Corte axial em T1 na RNM em região tronco cerebral : a) indíviduo normal atlético com 86 anos ; b) Homem com 77 anos com D...
Tomografia de crânio demonstrando atrofia cerebral difusa
FORMAÇÃO DA PLACA SENIL The New England Journal of Medicine, 1999 , Mechanisms of Disease - Joseph B. Martin, MD.
Fisiopatologia da Cascata Amilóide na D. de Alzheimer : New England Journal of Medicine – 2004 – Alzheimer Disease – Jeffr...
Current Opinion in Neurology – 2000 – Williams & Wilkins
Fatores de risco para DA <ul><li>Idade </li></ul><ul><li>Sexo feminino </li></ul><ul><li>História familiar </li></ul><ul><...
Fatores de proteção para DA <ul><li>Educação </li></ul><ul><li>Manter o mente ativa </li></ul><ul><li>AINES </li></ul><ul>...
FATORES DE RISCO E PROTEÇÃO PARA D. ALZHEIMER Lancet 2002 – The dementias – KarenRitchie , Simon Lovestone
FATORES RELACIONADOS À D. DE ALZHEIMER New England Journal of Medicine – 2005 –Thomas D. Bird, M.D.
FATORES GENÉTICOS LIGADOS À DOENÇA DE ALZHEIMER The New England Journal of Medicine, 1999 , Mechanisms of Disease - Joseph...
Diagnóstico diferencial <ul><li>Demência Frontotemporal </li></ul><ul><li>Demência por Corpúsculos de Lewy </li></ul><ul><...
Paciente masculino,87 anos,  há 1 ano com história de queda da própria altura, há 2 meses com dificuldade da marcha e há 1...
Paciente normotenso com  hemorragias multifocais  e periféricas, sem outra causa definida e com deterioração cognitiva na ...
TC de crânio de um paciente HIV + associado  ao complexo cognitivo/motor  mostrando sulcos corticais alargados, aumento do...
TC demonstrando (à esquerda) pequeno núcleo caudado(circundado em branco em um lado) , note a  proeminência dos cornos ant...
Corte em T2 na RNM a nível dos ventrículos laterais em uma mulher de 75 anos com déficit cognitivo devido à demência por m...
Paciente  com  25 anos  com distúrbio do comportamento , perda cognitiva  e cefaléia .A RNM de crânio do paciente anterior...
 
 
 
 
 
 
 
Obrigado a todos pela atenção ! www.estimulacaomagnetica.com.br
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Doença de Alzheimer

23,502

Published on

Aula de Doença de Alzheimer ministrada por Dr. Rafael Higashi, médico neurologista, para graduação de medicina da UFRJ.

Published in: Health & Medicine
0 Comments
21 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
23,502
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
15
Actions
Shares
0
Downloads
17
Comments
0
Likes
21
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Doença de Alzheimer"

  1. 1. Doença de Alzheimer Dr. Rafael Higashi Médico Neurologista www.estimulacaoneurologica.com.br
  2. 2. Roteiro <ul><li>Histórico </li></ul><ul><li>Conceito de doenças neurodegenerativas </li></ul><ul><li>Epidemiologia da Doença de Alzheimer </li></ul><ul><li>Aspectos Clínicos da Doença de Alzheimer </li></ul><ul><li>Testes neuropsicológicos </li></ul><ul><li>Fisiopatologia na Doença de Alzheimer </li></ul><ul><li>Fatores de risco e proteção </li></ul><ul><li>Genética da Doença de Alzheimer </li></ul><ul><li>Exames complementares na Doença de Alzheimer </li></ul><ul><li>Diagnósticos diferenciais </li></ul><ul><li>Tratamento na Doença de Alzheimer </li></ul>
  3. 3. Alois Alzheimer (1864-1915)
  4. 5. Clínica psiquiátrica em Munique
  5. 6. Auguste D., mulher de 51 anos de idade procurou auxílio psiquiátrico em Frankfurt. Examinada por Alzheimer
  6. 8. “ Placa senil” descoberto por Alzheimer
  7. 9. Em 1907, Alois Alzheimer publicou o seu famoso artigo sobre “uma rara doença do córtex cerebral”  em sua paciente Frau August D., 51 anos, que havia sido sua paciente em 1901 quando ainda clinicava no Asilo Municipal de Frankfurt.
  8. 10. Alois Alzheimer e seus Médicos Estudantes
  9. 11. <ul><li>“ Em fato, as doenças neurodegenerativas (doença de Alzheimer, doenças do neurônio motor, doença de Parkinson e etc ) estão previstas em ultrapassar o câncer como segunda causa de morte mais freqüente entre os idosos por volta de 2040 ”. </li></ul><ul><li>Lilienfeld DE, Perl DP. Projected neurodegenerative disease mortality in USA ,1990-2040. Neuroepidemiology 1993;12:219-28 </li></ul>
  10. 12. THE NEW ENGLAND JOURNAL OF MEDICINE 2001 –STANLEY B. PRUSINER
  11. 13. CONCEITO : <ul><li>Doenças neurodegenerativas são caracterizadas pela crônicidade, progressão e perda seletiva e simétrica de neurônios nos sistema motor, sensório e ou cognitivo. A classificação nosológica depende da delineação do padrão de perda celular e a identificação de marcadores celular doença específica. </li></ul>
  12. 14. CLASSIFICAÇÃO DA DOENÇA DE ACORDO COM A REGIÃO PREDOMINANTEMENTE AFETADA <ul><li>Córtex cerebral : doença de Alzheimer , doença de Pick e doença de corpúsculos de Lewy . </li></ul><ul><li>Gânglios basais : doença de Huntington e doença de Parkinson . </li></ul><ul><li>Tronco cerebral e cerebelo : ataxias espinocerebelares , ataxia de Friedreich , atrofia dentropalidorubrolusiana e atrofia de múltiplos sistêmas. </li></ul><ul><li>Sistema Motor : Esclerose lateral amiotrofica , atrofia muscular espinhal , atrofia bulbar espinhal e paraparesia espastica familiar. </li></ul>
  13. 15. THE NEW ENGLAND JOURNAL OF MEDICINE 2001 STANLEY B. PRUSINER
  14. 16. TIPOS DE MORTE CELULAR <ul><li>NECROSE : Estímulos como isquemia e trauma é causa direta da morte celular. Ocorrem em áreas mais severamente afetadas pelo colapso bioquímico . </li></ul><ul><li>APOPTOSE : Conhecida como morte celular programada pode estar presente em ambas doenças neurológicas agudas e ou crônicas . O estímulo da morte é ativada por uma cascata de eventos que orquestram a destruição da célula . Pode ser do tipo fisiológica (desenvolvimento normal) ou aberrante (doenças degenerativas). </li></ul>
  15. 17. The New England Journal of Medicine - 2003 – Robert M. Friedlander,M.D.
  16. 18. The New England Journal of Medicine - 2003 – Robert M. Friedlander,M.D.
  17. 19. APOPTOSE CONTAGIOSA E DISFUNÇÃO DA CÉLULA The New England Journal of Medicine - 2003 – Robert M. Friedlander,M.D.
  18. 20. PREVALÊNCIA DE D. DE ALZHEIMER DE ACORDO COM A IDADE EM HOMENS E MULHERES New England Journal of Medicinne – 2003 - Genomic Medicine
  19. 21. Critérios diagnósticos para Demência <ul><li>Perda da memória e uma ou mais habilidades cognitivas </li></ul><ul><li>Substancial alteração na função ocupacional ou social ( declínio ) </li></ul><ul><li>Déficit não ocorre exclusivamente em quadro de delirium </li></ul>DSM 4
  20. 24. TESTE DO RELÓGIO
  21. 25. Provável Doença de Alzheimer <ul><li>Típica história de Doença de Alzheimer com início insidioso e progressão gradual </li></ul><ul><li>Perda cognitiva documentada por teste neuropsicológicos </li></ul><ul><li>Ausência de evidência em exame físico e ou complementar de outras causas de demência </li></ul>
  22. 26. Déficit Cognitivo Leve <ul><li>Relato de perda da memória pelo paciente e ou pelo informante </li></ul><ul><li>Performance da memória anormal para idade </li></ul><ul><li>Cognição geral normal </li></ul><ul><li>Atividade de vida diária normal </li></ul><ul><li>Não há critério para demência </li></ul>
  23. 30. MEMÓRIA EPISÓDICA : O lobo temporal medial , incluindo o hipocampo e parahipocampo formam a principais regiões da memória episódica New England Journal of Medicine – 2005 – Memory Dysfunction – Andrew E. Budson , M. D.
  24. 32. MEMÓRIA SEMANTICA , AUTOMÁTICA E DE TRABALHO : New England Journal of Medicine – 2005 – Memory Dysfunction – Andrew E. Budson , M. D.
  25. 35. New England Journal of Medicine – 2005 – Memory Dysfunction – Andrew E. Budson , M. D.
  26. 37. Corte axial em T1 na RNM em região tronco cerebral : a) indíviduo normal atlético com 86 anos ; b) Homem com 77 anos com DA veja ambos exibem proeminência dos sulcos e discreta dilatação dos ventrículos laterais , no entanto a redução volumétrica do hipocampus é mais evidente no paciente com DA.
  27. 38. Tomografia de crânio demonstrando atrofia cerebral difusa
  28. 39. FORMAÇÃO DA PLACA SENIL The New England Journal of Medicine, 1999 , Mechanisms of Disease - Joseph B. Martin, MD.
  29. 40. Fisiopatologia da Cascata Amilóide na D. de Alzheimer : New England Journal of Medicine – 2004 – Alzheimer Disease – Jeffrey L. Cummings , M D.
  30. 41. Current Opinion in Neurology – 2000 – Williams & Wilkins
  31. 42. Fatores de risco para DA <ul><li>Idade </li></ul><ul><li>Sexo feminino </li></ul><ul><li>História familiar </li></ul><ul><li>Fatores genéticos </li></ul><ul><li>Síndrome de Down </li></ul><ul><li>TCE </li></ul><ul><li>Fatores associados a aterosclerose ( apo E, hipercolesterolemia, hipertensão, Diabetes Mellitus, hiperhomocisteínemia, síndrome metabólica e cigarro) </li></ul><ul><li>Inflamação sistêmica </li></ul><ul><li>Obesidade </li></ul>
  32. 43. Fatores de proteção para DA <ul><li>Educação </li></ul><ul><li>Manter o mente ativa </li></ul><ul><li>AINES </li></ul><ul><li>Estatinas </li></ul><ul><li>Vitamina B6 , B12 e acido fólico </li></ul><ul><li>Niacina </li></ul><ul><li>Atividade física </li></ul><ul><li>Álcool </li></ul><ul><li>Oléos poliinsaturados </li></ul><ul><li>antioxidantes </li></ul>
  33. 44. FATORES DE RISCO E PROTEÇÃO PARA D. ALZHEIMER Lancet 2002 – The dementias – KarenRitchie , Simon Lovestone
  34. 45. FATORES RELACIONADOS À D. DE ALZHEIMER New England Journal of Medicine – 2005 –Thomas D. Bird, M.D.
  35. 46. FATORES GENÉTICOS LIGADOS À DOENÇA DE ALZHEIMER The New England Journal of Medicine, 1999 , Mechanisms of Disease - Joseph B. Martin, MD.
  36. 47. Diagnóstico diferencial <ul><li>Demência Frontotemporal </li></ul><ul><li>Demência por Corpúsculos de Lewy </li></ul><ul><li>Demência Vascular </li></ul><ul><li>Demência por doença Priônica </li></ul><ul><li>Demência da Doença de Parkinson </li></ul><ul><li>Doença de Huntington </li></ul><ul><li>Hipotiroidismo </li></ul><ul><li>Neurosífilis </li></ul><ul><li>Processo expansivo cerebral </li></ul><ul><li>Hidrocefalia de Pressão normal </li></ul><ul><li>Encefalopatia pelo HIV </li></ul><ul><li>Demência alcoólica carêncial </li></ul><ul><li>Depressão </li></ul>
  37. 48. Paciente masculino,87 anos, há 1 ano com história de queda da própria altura, há 2 meses com dificuldade da marcha e há 1 semana com dificuldade da fala. Realizou TC de crânio aonde evidenciou volumosa coleção subdural hipoatenuantes acompanhando predominantemente a convexidade fronto- parietal esquerda sugestiva de hematoma crônico e determinado compressão sobre o parênquima cerebral adjacente e o ventrículo lateral ipsilateral, e /o desvio contralateral das estruturas anatômicas da linha média e herniação subfalcina. Redução do coeficiente de atenuação da substância branca dos hemisférios cerebrais podendo representar gliose microangiopática não podendo descartar o componente edematoso no hemisfério esquerdo. Calcificação grosseiras nos globos pálidos.
  38. 49. Paciente normotenso com hemorragias multifocais e periféricas, sem outra causa definida e com deterioração cognitiva na evolução . O diagnóstico presuntivo foi de angiopatia amilóide.
  39. 50. TC de crânio de um paciente HIV + associado ao complexo cognitivo/motor mostrando sulcos corticais alargados, aumento dos ventrículos laterais e baixa atenuação difusa da substância branca profunda periventricular.
  40. 51. TC demonstrando (à esquerda) pequeno núcleo caudado(circundado em branco em um lado) , note a proeminência dos cornos anteriores do ventrículo lateral secundário a atrofia do núcleo caudado , o resto do cérebro esta relativamente normal. Este paciente tinha sintomas iniciais de doença de Huntington.
  41. 52. Corte em T2 na RNM a nível dos ventrículos laterais em uma mulher de 75 anos com déficit cognitivo devido à demência por múltiplos infartos. Note a atrofia e áreas de hiperintensidade múltipla na substância branca periventricular, mantendo a doença de pequenos vasos
  42. 53. Paciente com 25 anos com distúrbio do comportamento , perda cognitiva e cefaléia .A RNM de crânio do paciente anterior com volumosa formação expansiva comprometendo a região temporal direita, c/ sinal difusamente heterogêneo em todas as ponderações ,c/ áreas de hipersinal em T1 e hiposinal em T2 compatível com sangramento. Há realce de meio de contraste na periferia da lesão e exuberante edema perilesional. A lesão determina efeito de massa , caracterizando apagamento dos sulcos corticais adjacentes, colapso parcial do corpo do ventrículo lateral direito e terceiro ventrículo e desvio das estruturas da linha média p/ esquerda configurando hérnia subfalcina. Há ainda leve compressão sobre o mesencéfalo. Histopatológico Oligodendroglioma.
  43. 61. Obrigado a todos pela atenção ! www.estimulacaomagnetica.com.br

×