Your SlideShare is downloading. ×
Blog   3º artigo - especificidade no treinamento -sistema - 1-4-4-2
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Blog 3º artigo - especificidade no treinamento -sistema - 1-4-4-2

364
views

Published on

Do Jogo Ao Treino e Do Treino Ao Jogo – A Especificidade No Processo De Treino Do Sistema 1-4-4-2

Do Jogo Ao Treino e Do Treino Ao Jogo – A Especificidade No Processo De Treino Do Sistema 1-4-4-2

Published in: Education

1 Comment
1 Like
Statistics
Notes
  • bom dia , sou treinador de futebol de escalão sub14 e utilizo o sistema 4-4-2. Agradecia se me pudesse enviar este documento para o meu mail. Obrigado e abraço
    jorgesveiga@gmail.com
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total Views
364
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
1
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Do Jogo Ao Treino e Do Treino Ao Jogo – A Especificidade No Processo De Treino Do Sistema 1-4-4-2 Autor: Rafael Hackbarth No futebol costuma-se dizer que da mesma forma com que se pretende jogar deve-se treinar, onde todo treino é jogo e todo jogo é treino, traçando assim, no processo de treino uma relação de dependência com a competição. Traçando uma relação entre treino e competição, Garganta (1999) salienta que esta relação é consubstanciada por um dos princípios do treino, o princípio da especificidade, que preconiza que sejam treinados os aspectos que se prendem diretamente com o jogo (estrutura do movimento, estrutura da carga, natureza das tarefas, etc.). Buscando desta forma, maior transferência daquilo que é pretendido nas sessões de treinamento para o contexto específico do jogo propriamente dito. Assim, o processo pedagógico didático do treino deve levar em conta as características primordiais do jogo e o que será exigido da equipe no jogo, para que assim, possa gerir um processo metodológico educacional de ensino aprendizado condizentes com suas necessidades, inseridos na elaboração e operacionalização dos exercícios de treino. Constituindo assim nos atletas a capacidade do jogar, e por fim, protagonizando na equipe comportamentos individuais e coletivos a fim de que consiga organizar suas ações a fim de resolver com maior eficiência estes problemas, tendo mais chances e/ou oportunidades de sair vitoriosa ao término dos 90 minutos. Fazer a equipe interagir como um sistema torna-se de fundamental importância, construindo assim um pensamento coletivo, transformando o treinar numa rede de interações complexas, de acordo com princípios e regras e indo de encontro com o modelo de jogo da equipe. Promovendo no processo de treino uma inteireza inquebrável daquilo que se quer no Jogo, visualizando o processo de treino através de uma visão sistêmica. De acordo com Leitão, 2009 esta visão sistêmica, deve antes de tudo levar em conta as particularidades dos seus elementos constituintes, considerando também as inter-relações entre os elementos e a sua organização, de forma com que, nos leve a entender esta interação dinâmica do processo.
  • 2. Uma vez que, o todo não se sobreponha à soma das partes, Morin 1997: 2001 cita que, na medida em que “todo” e a “soma das partes” não são iguais a “soma das partes” maior do que o “todo” ou o “todo” maior do que a “soma das partes”. Assim a “soma do todo” se ordena em fractais, caracterizados por Siqueira 2005 citado por Leitão 2009, como sendo objetos gerados pela repetição de um mesmo processo recursivo, apresentando auto-semelhança e complexidade infinita, onde um pequeno pedaço seu, é similar ao todo. Estas fractais são partes fundamentais do processo de treino de uma equipe, fazendo com que o treino seja constituído por meio de „micro-representações‟ do jogar, que contemplam o todo, representando assim a essência do Jogo, ou do Modelo de Jogo da equipe. Treinar de acordo com um plano de ações, evidenciando dentro destas microrepresentações do jogar os comportamentos pretendidos para a equipe torna-se essencial e representar isto por meio de “jogos” pode ser uma das bases introdutórias para atingir o sucesso de uma equipe. Ao micro-representar o jogar de uma equipe por meio de “Jogos Reduzidos” estaríamos então buscando a soma do todo, sendo um pequeno pedaço seu, similar ao todo, fazendo com que “Reduzíssemos o Espaço De Jogo Sem Empobrecer Sua Essência”. Os jogos reduzidos são atividades eficientes em termos de aproveitamento de tempo e a duração dos treinamentos. Estes, por sua vez, devem ser amplamente utilizados nas sessões de treinamento, por permitirem aos atletas vivenciarem situações problema que resultarão no modelo de jogo, estando apto, desta forma a melhorar os aspectos técnicos, táticos e fisiológicos dos futebolistas. Garganta & Gréhaigne (1999) citam que face uma situação de jogo, cada jogador privilegia determinadas ações em detrenimento de outras, estabelecendo uma hierarquia de relações de exclusão e de preferência, com implicações no comportamento da equipe enquanto sistema. Segundo os mesmos autores, assim a equipe constitui uma totalidade em permanente construção, na qual as ações pontuais, aparentemente isoladas, influem no comportamento coletivo. Esses tipos de exercícios tornam-se eficazes porque segundo Martins (2010), permite a continuidade das ações, o domínio perceptivo do espaço e possibilita um número elevado de
  • 3. intervenções na bola em situações de ataque e defesa, sendo ele relevante a participação ativa do professor/treinador na sua regulação. Estes por sua vez enquadram um fenômeno complexo que abrangem uma interação de diversos fatores: táticos, técnicos, físicos e psicológicos tornando os jogos mais amplos, mais intensos, competitivos, complexos, ritmados, pressionantes transitórios e instáveis ao mesmo tempo impondo uma rápida adaptação dos aprendizes/futebolistas, tanto quando individual e coletivamente a essas exigências impostas pelo jogo propriamente dito. Para Castelo (2003) apud Martins (2010) é a partir dos exercícios de jogo, com oposição entre duas equipes, que se estabelece a possibilidade de se construir um ilimitado meio de exercícios específicos do jogo, através dos quais, os jogadores desenvolvem, para além dos comportamentos fundamentais da modalidade, a potenciação de atitudes de ataque e defesa de forma contínua, em função da recuperação e posse de bola. Para a potencialização destas atitudes, é necessário que o processo de treinamento vá de encontro a “Especificidade” do Sistema De Jogo que o treinador pretende torná-lo padrão em seu Modelo De Jogo. Com isto, abaixo anexo alguns Exercícios de Treino que vão de encontro ao Sistema de Jogo 1-4-4-2: Confira:
  • 4. Jogo De 3 + Goleiro X 3 + 2 Coringas Com 2 Apoios Do Lado De Fora: Jogo De 3 (Z,Z,V) “Defensores” + Goleiro contra 3 (M,A,A) “Atacantes” + 2 Coringas (M,V) que jogarão para a equipe em posse da bola e 2 (L,L) “Apoios” do lado de fora do campo de jogo. Os Defensores deverão proteger o gol e atacar os dois golzinhos na outra extremidade do campo de jogo, enquanto os atacantes deverão defender os golzinhos e atacar o gol em que está posicionado o Goleiro. Ambos os jogadores deverão atuar com somente dois toques na bola. Tempo da atividade controlado e definido em função da solução dos problemas propostos e/ou de acordo com a vertente física a ser trabalhada.
  • 5. Jogo De 2X2 + 2 Coringas Com 6 Apoios Do Lado De Fora: Jogo de 2 (V,V) “Defensores” X 2 (A,A) “Atacantes” + 2 (M,M) Coringas Com 6 (G,Z,Z,L,L) Do Lado De Fora Em Posse da Bola. Ambas as equipes jogam buscando a posse de bola e a manutenção da mesma. A cada quantidade “X” de passes trocados sem que haja intervenção por parte do adversário a equipe marca ponto. Os coringas jogam para a equipe que está com a posse da bola. Ambos os jogadores jogarão podendo dar somente um toque na bola. Tempo da atividade controlado e definido em função da solução dos problemas propostos e/ou de acordo com a vertente física a ser trabalhada.
  • 6. Jogo De 3 + G X 3 + Coringa Com Apoios Fora Do Campo De Jogo: Jogo De 3 (Z,Z,V) “Defensores” + Goleiro contra 3 (M,A,A) “Atacantes” + 1 (V) Coringa que jogará para a equipe em posse da bola e 3 (M,L,L) “Apoios” do lado de fora do campo de jogo. Os Defensores deverão proteger o gol enquanto os Atacantes tentarão fazer o gol. A defesa marca ponto sempre que recuperar a posse da bola e encaixar um passe aos Apoios exteriores. O ataque pontua a cada gol efetuado. Ambos os jogadores deverão atuar com somente dois toques na bola. Após finalização a posse da bola retorna a defesa. Após o ataque realizar um gol o jogo é reiniciado com os Apoios exteriores com a posse da bola pertencente aos atacantes. Tempo da atividade controlado e definido em função da solução dos problemas propostos e/ou de acordo com a vertente física a ser trabalhada.
  • 7. Jogo De 4 (+2) X 2 Com Apoios do Lado De Fora: Jogo De 4 (V,V,M,M) + 2 (Z,Z) “Defensores” X 2 (A,A) “Atacantes” Com 2 Apoios (L,L) Do Lado De Fora Do Campo De Jogo. Num retângulo de 12x6 metros (dividido em duas metades), 4 (V,V,M,M) “Defensores” tentam manter a posse da bola, contando também com o auxilio por parte dos “Apoios” (L,L) contra 2 (A,A) "Atacantes", jogando apenas a 1 toque. Depois de trocarem “X” quantidade de passes consecutivos sem intervenção por parte dos adversários numa das metades do espaço de jogo, podem deslocar-se (todos menos o jogador mais afastado, nesta caso A,A) para a outra metade onde está os 2 Zagueiros à espera da posse de bola. Após os atacantes recuperarem a posse da bola o jogador que efetuou o passe errado e seu companheiro de posição tomam os lugares dos atacantes. Tempo da atividade controlado e definido em função da solução dos problemas propostos e/ou de acordo com a vertente física a ser trabalhada.
  • 8. Jogo De 5 X 5: Jogo de 5 (Z,Z,L,L,V) “Defensores” X 5 (V,M,M,A,A) “Atacantes” Em Posse Da Bola. A equipe defensora começa fora do quadrante e escolhe um de seus jogadores para ficar dentro do campo de jogo (V) para atuar como um coringa ou pivô. A equipe defensora pontua sempre que efetuar “X” quantidade de passes ou efetuar um passe para o seu coringa/pivô (V). A equipe atacante deverá tentar recuperar a posse de bola e para passar a ficar do lado de fora do quadrante deverá executar “X” quantidade de passes sem que haja a intervenção por parte do coringa/pivô que está dentro do quadrante, realizando uma situação de 5X1. Ambos os jogadores deverão atuar com somente dois toques na bola. Tempo da atividade controlado e definido em função da solução dos problemas propostos e/ou de acordo com a vertente física a ser trabalhada.
  • 9. Jogo De 2 + (2) X 2 + 2 Coringas Com 3 Apoios Exteriores: Jogo De 2 (Z,Z) + 2 (V,V) X 2 (A,A) + 2 (M,M) Coringas Com 3 (G,L,L) Apoios Exteriores Em Posse Da Bola. Duas equipes tentarão manter a posse da contanto com o auxilio dos Apoios do lado de fora do campo de jogo contra a terceira equipe. Os Coringas (M,M) sempre jogarão para as duas equipes com a posse da bola trabalhando a somente um toque na bola. Os Apoios deverão trabalhar com somente um toque na bola e atuam também para as equipes que mantém a posse da bola. O exercício é contínuo então mesmo que a equipe que deverá recuperar a posse da bola recupere a mesma a tarefa continua, sem que haja pausas. Tempo da atividade controlado e definido em função da solução dos problemas propostos e/ou de acordo com a vertente física a ser trabalhada.
  • 10. Jogo De 4+G X 4 Com 2 Apoios: Jogo De 4 (Z,Z,V,V) “Defensores” + Goleiro contra 4 (M,M,A,A) “Atacantes” + 2 (L,L) “Apoios” dentro do campo de jogo. Os Defensores deverão proteger o gol enquanto os Atacantes tentarão fazer o gol. A defesa marca ponto sempre que recuperar a posse da bola e encaixar um passe aos Apoios. O ataque pontua a cada gol efetuado. Ambos os jogadores deverão atuar com somente dois toques na bola. Após finalização a posse da bola permanece com a defesa. Após o ataque realizar um gol o jogo é reiniciado com os Atacantes na extremidade do campo de jogo.. Tempo da atividade controlado e definido em função da solução dos problemas propostos e/ou de acordo com a vertente física a ser trabalhada.
  • 11. Jogo de 3 + G X 3 + 2 Coringas Com 2 Apoios Dentro Do Campo De Jogo: Jogo De 3 (Z,Z,V) “Defensores” + Goleiro contra 3 (M,M,A) “Atacantes” + 2 (M,M) Coringas Com 2 (L,L) “Apoios” dentro do campo de jogo. Os Defensores deverão proteger o gol enquanto os Atacantes tentarão fazer o gol. A defesa marca ponto sempre que recuperar a posse da bola e encaixar um passe aos Apoios. O ataque pontua a cada gol efetuado. Ambos os jogadores deverão atuar com somente dois toques na bola. Após a defesa efetuar o passe para um dos apoios a posse da bola permanecerá com a defesa. Após finalização a posse da bola permanece com a defesa. Após o ataque realizar um gol o jogo é reiniciado com os Atacantes na extremidade do campo de jogo. Tempo da atividade controlado e definido em função da solução dos problemas propostos e/ou de acordo com a vertente física a ser trabalhada.
  • 12. Jogo de 4 + G X 4 + 2 Apoios Exteriores: Jogo De 4 (Z,Z,V,V) “Defensores” + Goleiro contra 4 (M,M,A,A) “Atacantes” + 2 (L,L) “Apoios” dentro do campo de jogo. Os Defensores deverão proteger o gol enquanto os Atacantes tentarão fazer o gol. A defesa marca ponto sempre que recuperar a posse da bola e marcar gol num dos golzinhos posicionados na extremidade do campo de jogo. O ataque pontua a cada gol efetuado. Ambos os jogadores deverão atuar com somente dois toques na bola. Após finalização a posse da bola permanece com a defesa. Após o ataque realizar um gol o jogo é reiniciado com posse da bola pertencendo a equipe de defesa. Tempo da atividade controlado e definido em função da solução dos problemas propostos e/ou de acordo com a vertente física a ser trabalhada.
  • 13. Jogo De 4 X 4 Com 3 Apoios Fora Do Campo De Jogo: Jogo De 4 (Z,Z,L,L) Contra 4 (M,M,A,A) Com 3 (G,L,L) Apoios Do Lado De Fora Do Campo De Jogo Auxiliando a Equipe Que Detém Da Posse Da Bola Ambos deverão atuar a somente dois toques na bola. Tempo da atividade controlado e definido em função da solução dos problemas propostos e/ou de acordo com a vertente física a ser trabalhada. Jogo De 2 X 2 + 2 Coringas Com 5 Apoios Do Lado De Fora Do Campo De Jogo: Jogo De 2 (V,V) Contra 2 (A,A) + 2 (M,M) Coringas Com 5 (G,Z,Z,L,L) Apoios Do Lado De Fora Do Campo De Jogo Em Posse Da Bola. Somente um toque na bola. Os Coringas (M,M) jogarão para a equipe em posse da bola Os Apoios (G,Z,Z,L,L) também jogarão somente para a equipe em posse da bola. Tempo da atividade controlado e definido em função da solução dos problemas propostos e/ou de acordo com a vertente física a ser trabalhada.
  • 14. Jogo De 4 (+2) X 2 Com Apoios do Lado De Fora: Jogo De 4 (V,V,M,M) + 2 (Z,Z) “Defensores” X 2 (A,A) “Atacantes” Com 2 Apoios (L,L) Do Lado De Fora Do Campo De Jogo. Num retângulo (dividido em duas metades), 4 (V,V,M,M) “Defensores” tentam manter a posse da bola, contando também com o auxilio por parte dos “Apoios” (L,L) contra 2 (A,A) "Atacantes", jogando apenas a 1 toque. Depois de trocarem “X” quantidade de passes consecutivos sem intervenção por parte dos adversários numa das metades do espaço de jogo, podem deslocar-se (todos menos o jogador mais afastado, nesta caso A,A) para a outra metade onde está os 2 Zagueiros à espera da posse de bola. Após os atacantes recuperarem a posse da bola o jogador que efetuou o passe errado e seu companheiro de posição tomam os lugares dos atacantes. Tempo da atividade controlado e definido em função da solução dos problemas propostos e/ou de acordo com a vertente física a ser trabalhada.
  • 15. Jogo De 4 X 4 Com 3 Apoios Do Lado De Fora Do Campo De Jogo: Jogo De 4 (Z,Z,V,V) “Defensores” 4 (M,M,A,A) “Atacantes” Com 3 Apoios (G,L,L) Do Lado De Fora Do Campo De Jogo. Num retângulo (dividido em duas metades), 4 (Z,Z,V,V,) “Defensores” tentam manter a posse da bola em seu campo de jogo, contando também com o auxilio por parte dos “Apoios” (G,L,L) contra 2 (A,A) "Atacantes", jogando apenas a 2 toques na bola. A equipe sem a posse da bola envia apenas 2 de seus jogadores ao campo adversário com o objetivo de roubar a bola. A partir de “X” quantidade de passes trocados por parte da equipe com a bola, trocam-se os marcadores. Quando um dos marcadores roubarem a posse da bola deverá fazer o passe para um dos apoios laterais para validar a roubada de bola e após enviarem para o campo de jogo dos atacantes. Enviada a bola para o campo de jogo dos atacantes o exercício continua, porém agora os defensores enviam 2 jogadores ao campo de jogo adversário para tentar recuperar a bola. Tempo da atividade controlado e definido em função da solução dos problemas propostos e/ou de acordo com a vertente física a ser trabalhada.
  • 16. Jogo De 4 X 4 Com 3 Apoios Do Lado De Fora Do Campo De Jogo: Jogo De 4 (Z,Z,V,V) “Defensores” X 4 (M,M,A,A) “Atacantes” Com 3 Apoios (G,L,L) Do Lado De Fora Do Campo De Jogo. Num retângulo 4 (Z,Z,V,V,) “Defensores” tentam manter a posse da bola e progredir no campo de jogo, contando também com o auxilio por parte dos “Apoios” (G,L,L) contra 4 (M,M,A,A) "Atacantes", jogando apenas a 2 toques na bola. As equipes marcarão ponto sempre que conduzirem a bola até a extremidade do campo de jogo adversário. O “Goleiro” atuará como Apoio somente para a equipe defensiva. Tempo da atividade controlado e definido em função da solução dos problemas propostos e/ou de acordo com a vertente física a ser trabalhada.
  • 17. Jogo De 4 + G X 4 Com 2 Apoios Do Lado De Fora Do Campo De Jogo: Jogo De 4 (Z,Z,V,V) “Defensores” + G X 4 (M,M,A,A) “Atacantes” Com 2 Apoios (L,L) Do Lado De Fora Do Campo De Jogo. Num retângulo 4 (Z,Z,V,V,) “Defensores” tentam manter a posse da bola e progredir no campo de jogo, contando também com o auxilio por parte dos “Apoios” (L,L) contra 4 (M,M,A,A) "Atacantes", jogando apenas a 2 toques na bola. A equipe composta pelos “Atacantes” tem por objetivo marcar o gol, enquanto os “Defensores” deverão conduzir a bola até a extremidade do campo de jogo dos atacantes. Tempo da atividade controlado e definido em função da solução dos problemas propostos e/ou de acordo com a vertente física a ser trabalhada.
  • 18. Jogo De 2 X 2 Com 6 Apoios Jogando No Lado De Fora Do Campo De Jogo: Jogo De 2 (V,V) “Defensores” Contra 2 (A,A) “Atacantes” Pela Posse De Bola Com 6 (Z,Z,L,L,M,M) “Apoios” Que Atuarão Fora Do Campo De Jogo. Após “X” quantidade de passes sem intervenção por parte do adversário a equipe marca ponto. Tempo da atividade controlado e definido em função da solução dos problemas propostos e/ou de acordo com a vertente física a ser trabalhada.
  • 19. Jogo de 4 X 4 + 2 Coringas: Jogo De 4 (Z,Z,L,L) “Defensores” contra 4 (M,M,A,A) “Atacantes” + 2 (V,V) “Coringas” dentro do campo de jogo. Os Defensores deverão proteger os 4 golzinhos enquanto os Atacantes tentarão fazer o gol. A defesa marca ponto sempre que recuperar a posse da bola e marcar gol num dos 2 golzinhos posicionados na extremidade do campo de jogo. Ambos os jogadores deverão atuar com somente dois toques na bola. Após finalização a posse da bola permanece com a defesa. Após o ataque realizar um gol o jogo é reiniciado com posse da bola pertencendo a equipe de defesa. Tempo da atividade controlado e definido em função da solução dos problemas propostos e/ou de acordo com a vertente física a ser trabalhada.
  • 20. Jogo 5 + 1 X 4: Jogo De 5 (Z,Z,L,L,V) “Defensores”+ 1 (V) Atuando Como Pivô Contra 4 (M,M,A,A) “Atacantes”. Situação de jogo 3 Golzinhos + 6 X 4. A equipe de Defesa, em superioridade numérica (5 jogadores no exterior do espaço de jogo e um dentro), circula a bola sendo que a cada 10 passes consecutivos sem intercepção ganham 1 ponto. A equipe Atacante, em inferioridade numérica tenta recuperar a bola e marcar “gol” numa dos 3 golzinhos (em até ” 5‟‟ após a recuperação da bola), ganhando 1 ponto. Tempo da atividade controlado e definido em função da solução dos problemas propostos e/ou de acordo com a vertente física a ser trabalhada.
  • 21. Jogo de 3 + G X 3 + 3 Coringas: Jogo De 3 (Z,Z,V) “Defensores” + Goleiro X 3 (M,A,A) + 3 (L,L,V) “Coringas”. Os Coringas Jogarão Sempre Para a Equipe Em Posse Da Bola. Os atacantes deverão proteger os golzinhos e atacar o gol em que está o Goleiro, e os defensores defendem o Goleiro e atacam os 3 golzinhos posicionados na outra extremidade do campo de jogo. Tempo da atividade controlado e definido em função da solução dos problemas propostos e/ou de acordo com a vertente física a ser trabalhada.
  • 22. Jogo De 5 + 1 Pivô X 3 + 1: Jogo De 5 (Z,Z,L,L,V) “Defensores”+ 1 (V) Atuando Como Pivô Contra 3 (M,M,A) “Atacantes” + 1 “Atacante” Jogando de Forma Isolada Atrás Dos Defensores. Situação de jogo 5 Defensores + 1 Pivô X 3+1 Atacantes. No espaço correspondente a um retângulo, jogam 5 Defensores + 1 Pivô X 3 Atacantes + 1 Atacante atuando de forma isolada . A cada 10 passes consecutivos sem intercepção, a equipe em superioridade numérica ganha 1 ponto. Os três jogadores Atacantes em inferioridade numérica tentam recuperar a bola e passá-la rapidamente ao seu colega que se encontra no espaço exterior delimitado. Tempo da atividade controlado e definido em função da solução dos problemas propostos e/ou de acordo com a vertente física a ser trabalhada.
  • 23. Jogo De 4 + G X 4 + 2 Apoios Exteriores: Jogo De 4 (Z,Z,V,V) “Defensores” + Goleiro contra 3 (M, M,A,A) “Atacantes” + 2 (L,L) Apoios Fora Do Campo De Jogo. Os Defensores deverão proteger o gol enquanto os Atacantes tentarão fazer o gol. A defesa marca ponto sempre que trocar “X” quantidade de passes. O ataque pontua a cada gol efetuado. Ambos os jogadores deverão atuar com somente dois toques na bola. Após finalização a posse da bola retorna a defesa. Após o ataque realizar um gol a posse da bola reinicia com o ataque na extremidade do campo de jogo. Tempo da atividade controlado e definido em função da solução dos problemas propostos e/ou de acordo com a vertente física a ser trabalhada.
  • 24. Jogo De 4 + G X 3 + 3 Coringas Com 1 Apoio Exterior: Jogo De 4 (Z,Z,V,V) “Defensores” + Goleiro contra 3 (M,A,A) “Atacantes” + 2 (L,L) Coringas Com 1 (M) Apoio Fora Do Campo De Jogo. Os Defensores deverão proteger o gol enquanto os Atacantes tentarão fazer o gol. A defesa marca ponto sempre que efetuar o passe para o apoio que está fora do campo de jogo. Os Volantes poderão tentar recuperar a posse da bola somente até a linha próxima a grande área. Os defensores poderão fazer a bola chegar até o apoio com um passe a partir dos dois volantes ou então através de uma ligação direta por meio dos zagueiros. Após os atacantes progredirem para após esta linha apenas os defensores poderão tentar desarmar o ataque. O ataque pontua a cada gol efetuado. Ambos os jogadores deverão atuar com somente dois toques na bola. Após finalização a posse da bola retorna ao ataque. Após o ataque realizar um gol o jogo é reiniciado pelo Apoio com a posse da bola pertencendo a equipe Atacante. Tempo da atividade controlado e definido em função da solução dos problemas propostos
  • 25. e/ou de acordo com a vertente física a ser trabalhada. Jogo De 3 + G X 3 + 4 Apoios No Lado De Fora Do Campo De Jogo: Jogo De 3 (Z,Z,V) “Defensores” + G X 3 (M,A,A)”Atacantes” Com 3 (M,L,L,V) Apoios Atuando No Lado De Fora Do Campo De Jogo. Os Atacantes deverão trocar passes objetivando a progressão no campo de jogo, avançar até a linha da pequena área e, assim, buscar a finalização. A partir do momento em que os Atacantes avançarem até a pequena área os Defensores poderão regredir e buscar recuperar a posse de bola. O objetivo dos defensores é recuperar a posse de bola e a ficar com a mesma buscando o auxilio do Goleiro e também dos apoios laterais. Os Apoios Laterais jogarão para a equipe que está com a bola. Tempo da atividade controlado e definido em função da solução dos problemas propostos e/ou de acordo com a vertente física a ser trabalhada.
  • 26. Jogo De 3 X 3 + 1 Coringa Com 4 Apoios Jogando Dentro Do Campo De Jogo Em Posse Da Bola: Jogo De 3 (Z,Z,V) “Defensores” X 3 (A,A,M) “Atacantes” + 1 (M) Coringa Com 4 (G,Z,L,L) Apoios Jogando Dentro Do Campo De Jogo Em Posse Da Bola. Tanto a equipe de Ataque quanto à equipe de Defesa jogarão buscando a posse de bola, juntamente com o auxilio dos Apoios e do Coringa. O Goleiro atuará como Apoio fora do campo de jogo, e só auxiliará a equipe de Defesa. O Coringa e os Apoios dentro do campo de jogo auxiliarão a equipe que naquele momento estiver com a posse de bola. Tempo da atividade controlado e definido em função da solução dos problemas propostos e/ou de acordo com a vertente física a ser trabalhada.
  • 27. Jogo De 3 + G X 3 + 1 Coringa Com 3 Apoios Dentro Do Campo De Jogo: Jogo De 3 (Z,Z,V) “Defensores” + Goleiro contra 3 (M,A,A) “Atacantes” + 1 (M) Coringa que jogará para a equipe em posse da bola e 3 (V,L,L) “Apoios” que atuarão dentro do campo de jogo Os Defensores deverão proteger o gol enquanto os Atacantes tentarão fazer o gol. A defesa marca ponto sempre que marcar gol num dos três golzinhos posicionados na outra extremidade do campo de jogo. O ataque pontua a cada gol efetuado. Ambos os jogadores deverão atuar com somente dois toques na bola. Após finalização a posse da bola retorna a defesa. Após o ataque realizar um gol o jogo é reiniciado com os Atacantes em seu campo de defesa. Tempo da atividade controlado e definido em função da solução dos problemas propostos e/ou de acordo com a vertente física a ser trabalhada.
  • 28. Jogo De Jogo De 3 (Z,Z,V) “Defensores” + G X 3 (M,A,A) “Atacantes” Com 3 (L,V,L + G) Apoios Dentro De Campo De Jogo + 1 (M) Coringa Com 2 Golzinhos a Defender e a Atacar: Tanto a equipe de Ataque quanto à equipe de Defesa jogarão buscando a posse de bola, juntamente com o auxilio dos Apoios e do Coringa, jogando a somente um toque na bola. Ambas as equipes tem 2 golzinhos a atacar e a defender. O Coringa e os Apoios dentro do campo de jogo atuarão para a equipe em posse de bola A equipe de Ataque em posse da bola criará sempre uma situação de 7 X 3, já a equipe de defesa criará situação de 8 X 3. O Goleiro será um Apoio Que atuará fora do campo de jogo, porém este auxiliará somente a equipe de defesa. Tempo da atividade controlado e definido em função da solução dos problemas propostos e/ou de acordo com a vertente física a ser trabalhada. Aguardo sugestões, críticas e opiniões. * E‟mail: rafael_hackbarth@hotmail.com Referências Bibliográficas: GARGANTA, Júlio; GRÉHAIGNE, Francis Jean. Abordagem Sistêmica No Jogo de Futebol: moda ou necessidade? Movimento. v.10, p.40-50, 1999.
  • 29. LEITÃO, Rodrigo. O Jogo De Futebol: Investigação de sua estrutura, de seus modelos e da inteligência de jogo, do ponto de vista da complexidade. 2009. 230f. Tese (Doutorado). Universidade Estadual de Campinas.2009. MARTINS,Paulo Jorge Correia.Comportamento Técnico-tático e Variabilidade da Frequência Cardíaca em Jogos de Ataque e Defesa, com Igualdade e Superioridade Numérica, em Jogadores Sub-13.2010.49f. Dissertação (Mestrado). Universidade De Trás-os-Montes e Alto Douro, 2010.

×