Campanhas políticas online.final
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Campanhas políticas online.final

on

  • 587 views

Pensamentos sobre rupturas e continuidades nas campanhas digitais no Brasil, tomando a campanha de 2010 como base.

Pensamentos sobre rupturas e continuidades nas campanhas digitais no Brasil, tomando a campanha de 2010 como base.

Statistics

Views

Total Views
587
Views on SlideShare
587
Embed Views
0

Actions

Likes
1
Downloads
15
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Campanhas políticas online.final Campanhas políticas online.final Presentation Transcript

  • CAMPANHAS POLÍTICAS ONLINE MÓDULO IV– Marcos históricos e estratégia Por Rafael Sampaio
  • CAMPANHAS ONLINE – UM BREVE HISTÓRICO 1992 As primeiras experiências de campanhas eleitorais empreendidas com auxílio de ferramentas online se deram em 1992, na disputa entre Bill Clinton e George Bush para a presidência dos Estados Unidos.- Internet ainda muito lenta e simples. Os websites eram basicamentecompostos de textos.- Poucos recursos gráficos como recursos gráficos, animações, fotos,vídeos ou áudio.- Mesmo tornar disponível um email era raro. “Presença Online”
  • 1996- O e-mail era a principal forma decomunicação da internet.- Criam-se bancos de dados cominformações de estratos do eleitorado- Começam a ser enviadas mensagenspersonalizadas (aos perfis)-Início de doações online.- Uso de fóruns online.
  • 2000-2001Poucos incrementos. Principais ferramentas são:- Informações sobre biografia e plataformas de campanha- Arrecadação de fundos online- Possibilidade de se registrar- Inscrição como voluntários- Alguns encontros online- Poucas sondagens de opinião ou enquetes online
  • HISTÓRICO DO BLOG• 1994Em janeiro deste ano,Justin Hall criou o que se considera como oprimeiro blog.Trata-se de Links.net . Não é necessário dizer que nessa época oconceito de blog ou weblog nem sequer existia. Não era um blog como oconhecemos na atualidade, tal qual seu nome nos sugere.• 1995 (Jan)Publica-se a primeira entrada no Carolyn’s Diary, que seria o maisparecido a uma publicação de hoje em dia no site diário criado porCarolyn Burke .
  • •1997 (Dez)Jorn Barger utiliza pela primeira vez a palavra weblog, que se tornou tãoconhecida a nível internacional.•1999Pelo momento, existiam apenas 23 blogs na internet.•1999 (Abr)Peter Merholz encurta o termo weblogs e deixa-o como “blog”, que todosusamos atualmente.•1999 (Jul)Aparece Pita, a primeira ferramenta on-line para a criação de weblog.•1999 (Ago)Nasce o Blogger, da mão da Pyra Labs.
  • • 2001Começam a trabalhar em WordPress, mas não existiria uma versãooficial até 2 anos depois.• 2002Aparece Technoraticomo primeiro grande motor de busca de blogs.• 2002 (Ago)Blogads converte-se em a primeira plataforma de publicidade parablogs.• 2003 (Fev)Google compra o Blogger com mais de 1.000.000 de usuáriosregistrados (só 1/5 parte ativos).• 2003 (Mar)Durante a guerra do Iraque, um blogueiro iraquiano (conhecidocomo “Salam Pax”) consegue pela primeira vez leitores a nível mundial.
  • • 2003 (Mai)Podemos encontrar a primeira versão oficial do WordPress pronta parabaixar.• 2003 (Jun)Google lança Adsense, e até este momento nunca tinham relacionado atemática dos anúncios com o conteúdo do blog.• 2004 (Jan)Steve Garfield cria o primeiro videoblog.• 2005 (Dez)Anúncios feitos somente em blogs atingem a incrível cifra de 100milhões de dólares.
  • • 2006Já existem mais de 50 milhões de blogs na rede de acordo com oTechnorati. Um ano mais tarde, a cifra já era de 116.000.000.• 2007 vê a luz e é a primeira plataforma de microblogging de certaimportância da história na qual os usuários podiam compartilhar conteúdoentre si.• 2010 (Dez)4 anos mais tarde da última contagem nesta cronologia, o número deblogs alcança a cifra de160 milhões.
  • VOLTANDO ÀS CAMPANHAS ONLINE...2004- Mudanças começam a ser realizadas por conta do aparecimento dasplataformas de web 2.0.- E-mails ainda são usados como principal forma de atrair aos eleitores.- Ainda depende da disposição do eleitor de entrar no website e fornecerseus dados.- Início da divulgação por sites de redes sociais.- Os blogs ainda começam a ser testados nas campanhas.- Al Gore e George Bush, juntas, engajaram 450 mil cidadãos em 225mil atividades informais, todas organizadas através do Meetup.
  • AS REDES SOCIAIS E SEU SURGIMENTO - Primeira rede social criada em 1997Outro grande marco foi o friendster, lançadoem 2002 - Surgiu em 2003, sendo, em 2005, a rede social mais popular Criada por Mark Zuckerberg e mais 3 “amigos” em 2004, quando estudavam em Harvard - Apesar de ser um site de compartilhamento, o YouTube foi criado em 2005 e é considerado por muitos uma rede social Surgiu em 2006 com o intuito de ser um microblogging
  • 2005-2009- Blogs passam a seragregados importantesdos websites decampanhas.- Usos de redes sociaispara alcançar outroseleitores e paramobilização.
  • JESSE VENTURA - 1998 -Governo de Minnesota - Fórum de discussão para discutir a agenda do candidato.- Participação dos eleitores que poderiam sugerir ou mesmo organizar eventos em nome da campanha do candidato.
  • JOHN KERRY E GEORGE BUSH - 2004• Mais de 1 milhão de eleitores. envolvidos nas campanhas online.• Início de publicidade em sites.• Uso de data mining para identificar apoiadores.• Tais informações também guiam a campanha presencial.
  • HOWARD DEANExiste um caso isolado de utilizaçãomarcante dos blogs como ferramentasde campanha política já em 2004.Trata-se de Howard Dean, entãocandidato (pequeno) às primáriasdemocratas norte-americanas, queutilizou um blog para estabelecer maiorcontato com seu eleitorado, divulgarmensagens de campanha e eventos,discutir com os eleitores e incorporarsugestões e críticas.Segundo o coordenador da campanha do candidato, muitas ideias deeleitores postadas nos comentários foram absorvidas e colocadas emprática pela campanha (Deanlink.com).
  • - Deanlink.com. registro de perfis para participar em atividades de campanha e contato com membros da equipe. - Criaram uma lista de emails chamada “Hack4Dean”; - A idéia era que hackers voluntários criassem a “Deanspace” uma plataforma aberta que permitisse que os apoiadores criassem seus próprios websites e plano de eventos para Dean. - Realizada em um modo similar ao do Linux. Ou seja, um software aberto em uma campanha aberta. - Usos fortes do Meet Up.- Tentava se assemelhar às novas companhias do Vale do Silício.- Se vendia assim.- Uso do Move on (organização online pró-democratas). Participou e venceua primária do Move on.- Aproveitaram a cobertura como Open Campaign para receber apoiode Slashdot, blog colaborativo de profissionais de tecnologia, hackers eentusiastas da computação
  • RESULTADOS... - 640 mil eleitores no web site e Meet up - 150 mil pessoas doaram dinheiro para campanha - 33 mil presentes no Meetup Day -Mais de 300 mil dólares em doações online. -Ainda assim, perdeu as prévias democratas.
  • EFEITO OBAMA REDES SOCIAISMY BARACK OBAMA MOBILE
  • ESTIMULANDO AS DOAÇÕES* Obama estimulou cidadãoscomuns a doarem quantiaspequenas (no começo, 5 dólares),acessíveis a qualquer um.* Cada cidadão foi engajando outrosaté atingir uma meta por território. Formou-se uma rede com mais de 3 milhões de doadores individuais, totalizando cerca de 500 milhões de dólares arrecadados de forma online.
  • OBAMA 2008 - DADOS• Barack Obama arrecadou quase1 bilhão de dólares.• A maioria das doações foram feitasvia internet , em pequenasquantidades.• Foram vendidos 16 milhões dedólares em publicidade online.
  • Empresa Valor recebido (em US$) Google $7.500.000 Yahoo $1.500.000 Centro $1.300.000 Advertising.com $947.000 Facebook $643.000Turner Broadcasting/CNN.com $461.000 Microsoft $405.000 AOL $313.000 Interclick $222.000 Pulse 360 $222.000 Quigo $195.000 Collective Media $168.000 Politico $151.000 Blogads $149.000 Time $147.000 BET Digital $138.000 Poutiflex $137.000 Washington Post $125.000 Undertone Networks $110.000 The Weather Channel $108.000
  • MY BARACK OBAMA* Rede social própria,criada por Chris Hughes,do Facebook.• Perfil do usuário e grupos– eventos, ligações, visitas,postagens em blog,montante levantado.• Mais de 400 mil posts nosblogs da MyBO.
  • Em destaque na página inicial: links para 18 mídiassociais externas
  • OBAMA E AS REDES SOCIAIS REDES SOCIAIS DE NICHO •MiGente e Batanga –•Maior investimento: U$643.000 hispânicos•Facebook – 4,6 milhões de •BlackPlanet – afro-americanos“fãs” * Eons – melhor idade•Mais de 500 grupos •Glee – GLBT •FaithBase – cristãos •Descrições e conteúdo específicos voltados para cada comunidade acima
  • * Três canais oficiais * Reunião de fotos de cada evento* Mais de 1800 vídeos só noCanal de Campanha * 2.635 álbuns* Youbama: portal só com * 20 mil fotografiasvídeos relacionados a durante a campanhaBarack Obama
  • BUSCA PAGA - Google e Yahoo! – 60% do orçamento online - Uso dos links patrocinados ainda nas primárias- 44% dos internautasbuscaram sobre oscandidatos, 85% sobre ostemas da campanhas.- Principais temas: saúdepública, economia eguerra no Iraque. 13,5milhões de buscasmensais.
  • WIKIPÉDIA•O artigo sobre Barack Obamafoi visto no período dacampanha 5,8 milhões devezes, uma média de 97 milvisitantes diários.•Duas mil alterações.•No dia em que o resultado daseleições foi anunciado, houvemais de 500 alterações noWikipedia.
  • GAMEPor quase um mês (6 de outubro a 3 de novembro), em 10 estados americanos,os jogadores de games da empresa Eletronic Arts na plataforma Xbox Live, daMicrosoft, puderam visualizar anúncios do candidato democrata.
  • Fonte: Entertainment Software Association (ESA) Em 25 de agosto de 2008, a fundação Rock The Vote fechou parceria coma Microsoft para que os usuários do Xbox Live pudessem usar a rede paraparticipar de fóruns e enquetes.
  • SMSCaracterísticas dos SMS enviados por Obama: - Caráter simples e pessoal - Não hesitava em pedir ajuda e engajamento - Personalizada de acordo com a cidade ou estado do eleitor - Tudo isto, conferia-lhes um forte caráter VIRAL - Possibilidades de incremento de até 10% de alcance. * 2,9 milhões de SMS foram enviados anunciando Joe Biden como Vice Presidente.
  • A NOVA PLATAFORMA DE OBAMA
  • Com base nos interesses declarados e no ZIP Code indicado no cadastro, a plataformaautomaticamente te encaixa numa das equipes de voluntários de campanha. Cadaequipe pode organizar eventos, além de cobrirem uma determinada área pararealização de ligações, visitas de porta em porta, entre outras coisas.
  • OBAMAISNTWORKING.COM
  • Criado o Mitt Romney, candidato oponente de Obama nas eleiçõespresidenciais, o obamaisntworking.com é um site com a única finalidadede falar mal do atual presidente.
  • Como uma dasúltimas abas dosite, existe umapetição para serassinada por quemacha que está nahora de mandar umhomemconservador para aCasa Branca e fazera economia semovimentarnovamente.No caso, estehomem seria MittRomney.
  • ATUAL PRÉVIA REPUBLICANA
  • HOLLYWOOD EM AÇÃO
  • JOSEFINA VÁZQUEZ MOTA
  • O USO DA FIGURA MATERNA
  • JOSEFINA PUNTOS
  • ENRIQUE PEÑA NIETOO “SOBRE” DA FAN PAGE PODE LINHA DO TEMPOCONTER ATÉ ... CARACTERES. INÍCIO/ NASCIMENTO
  • MIS FRASES
  • MIS FRASESO APLICATIVO NA FAN PAGE DO FACEBOOK DE PEÑA NIETO PERMITE A REPLICAÇÃODAS FRASES MAIS IMPORTANTES DA CAMPANHA NO TWITER, FACEBOOK EGOOGLE+
  • INFORMAÇÕES DO “SOBRE”
  • SARKOZY E A TIMELINE
  • SARKOZY E A TIMELINEOs eventos marcados na timeline de Sarkozy ao longo dos anos mostram momentos marcantes na história da França.
  • NICOLAS SARKOZYhttps://apps.facebook.com/idees-franceforte/?ref=ts
  • - No início da campanha, Sarkozypediu para os eleitores colocaremsuas ideias para o programa deproposta para uma “França Forte”.Hoje as melhores ideias ficamexpostas na página.- Os dados dessa ação (quantasideias foram submetidas, quantosvotaram, quantos compartilharam aideia de outra pessoa) tambémficavam disponíveis.
  • http://www.lafranceforte.fr/comparer-programme
  • INFLUÊNCIAS Em 2010 foi permitido que os políticos utilizassem blogs e redes sociais em suas campanhas.O eleitor pode financiar seucandidato, se assim desejar.
  • Candidatos e partidos podem- Promover ideias e participar de discussões antes do inícioda campanha oficialsem pedir votos.- Receber doação pela internet, inclusive por meio de cartão de crédito. O doadortem de ser identificado e um recibo deve ser emitido.- Criar quantos sites quiser, usar redes sociais,como Orkut e Facebook,mensageiros instantâneos,ferramentas como Twitter e YouTube etc.- Enviar mensagens por e-mail, com consentimento do eleitor.- Pedir direito de resposta.- Pedir a suspensão do site de quem infringir a lei.Candidatos e partidos não podem- Fazer propaganda antes do início da campanha oficial.- Fazer propaganda paga, de qualquer natureza.- Comprar mailing para enviar mensagens eletrônicas (spam).- Vender mailing dos eleitores cadastrados em seu site.- Fazer propaganda em sites de pessoas jurídicas,com ou sem fins lucrativos.- Fazer propaganda em sites de órgãos públicos. http://www.redebrasilatual.com.br/revistas/41/o-efeito-obama
  • POTENCIAL BRASILEIRO Dados Comscore• Brasil é o 7º maior mercado global.• Brasileiros passaram em média 26.7 horas online. Portais foram o principal destino com 39% e depois redes sociais com 23%.• Só em dezembro, brasileiros viram mais de 4.7 bilhões de vídeos online.
  • • 6.9 bilhões de pesquisas online realizadas em dezembro por brasileiros.• 4º país que mais se lê blogs.• Foram 62,9 bilhões de propagandas online, alcançando 50,8 milhões de usuários de internet. Netshoes é o principal anunciador e o Facebook foi o que mais publicou propagandas.
  • • Brasil é o que mais usa redes sociais para buscar um emprego. Fonte: Michael Page• Pesquisa GFK: 30% dos usuários de internet utilizam as redes sociais para fazer reclamações ou recomendações sobre as empresas. No mundo esse índice é de 13%.• Conforme empresa emarketer, o brasileiro é o 1º em adesão as redes sociais. 87,6% das pessoas que usam internet estão, simultaneamente, nas redes sociais. Segundo a Comscore, estaríamos entre 2º e 4º.
  • GRÁFICO 1: EVOLUÇÃO DA INTERNET NO BRASIL (EM MILHÕES DE USUÁRIOS: 2005-2009)
  • ACESSO INTERNET X FAIXA ETÁRIA Fonte: TSE, NIC.BR e IBGE
  • IMPORTÂNCIA DA INTERNET PARA AS ELEIÇÕES 2010 Expectativa dos eleitores durante as eleições de 2010 Fonte: Data Senado
  • E QUAIS SÃO AS VANTAGENS?O diálogo é mais valorizado do que as propostas em si. Fonte: SILVA, T (2012) [Data Senado]
  • IBOPE 2010• Cerca de 87% dos internautas brasileiros entram na rede semanalmente.• O tempo médio da navegação é de 48h 26min por mês (é o país que mais tempo fica na Internet no mundo).• Em termos comerciais, em 2008 as compras on-line somaram R$ 8,2 bilhões de reais.• Na questão publicidade, a Internet se tornou o terceiro veículo de maior alcance no Brasil, atrás apenas do rádio e da Tv.
  • MÍDIA MAIS IMPORTANTE PARA A DECISÃO DE VOTO - 2010Fonte: Resende, Chagas, 2011 (Ibope)
  • INFORMAÇÕES DOS CANDIDATOS Websites Mídias Sociais Twitter Total N % N % N % N % Sul 47 83,9 47 83,9 46 82,1 56 100,0 Sudeste 48 71,6 54 80,6 52 77,6 67 100,0 C. Oeste 38 71,7 40 75,5 38 71,7 53 100,0 Norte 50 67,6 51 68,9 50 67,6 74 100,0 Nordeste 98 62,8 104 66,7 97 62,2 156 100,0 Total 281 69,2 296 72,9 283 69,7 406 100,0Fonte: Braga et al, 2011 Com Website Mídias Sociais N % N % Experiente (40-50) 77 63,6 79 65,3 Jovem (- 40 anos) 14 51,9 18 66,7 Muito experiente (50-60) 106 70,7 112 74,7 Veteranos (+60) 84 77,8 87 80,6 Sem curso superior 52 54,2 56 58,3 Com curso superior 229 73,9 240 77,4 Perdedor 205 62,9 220 67,5 Eleito 76 95,0 76 95,0 Total 281 73,0% 296 72,9%
  • E COMO SÃO AS CAMPANHAS NO BRASIL? #PergunteaoSerra
  • MOBILIZAMetas de mobilização e diferentes sites para diferentes públicos. Ex.: mulheres, jovens e regiões.
  • PROPOSTA SERRA
  • DILMA Movimento software livre @marcelobrancoMuito apoio por blogs, que divulgavam as causasDe Dilma e rebatiam afirmações de Serra ou da“Imprensa Golpista”.
  • MARINA SILVA• Site oficial registrou cerca de 1,5 milhão de visitantes (8% dos votantes)• A principal comunidade no Orkut registrou 58.859 integrantes até setembro.• 56 mil integrantes dacomunidade oficial noFacebook .
  • • “Seja +1”• 245 mil seguidores diretos.• 4.364 pessoas baixaram o aplicativo “Apoio Marina Silva”.• Ele automatizava a possibilidade de todos os seguidores acompanharem as mensagens de Marina no Twitter.
  • • O aplicativo “Eu voto Marina Silva” foi instalado no orkut por 51.091 usuários.• Na última semana, 82% das pessoas que baixaram o aplicativo estavam usando-o.• Um link de compartilhamento tambémfoi criado no Orkut. Num único dia,o link foi clicado 1.478 vezes.• Cada clique compartilhava a mensagem de declaração de voto com os amigos.
  • APLICATIVO DO ORKUT
  • DOAÇÕES ONLINE• Atuou durante 58 dias apenas.• Houve uma média de R$ 55 por doação, foram arrecadados R$ 170.527,75. No total, 2.899 doadores únicos realizaram 3 095 doações.• O sistema de SRM (social relationship management) cadastrou voluntários e doadores capazes de ajudar na disseminação da mensagem da candidatura. Foram 20.831 pessoas nos mesmos 58 dias da arrecadação.
  • CASA DE MARINA- Uma Casa de Marina podeser um espaço de:•Encontro, debate e reunião daspessoas;•Distribuição de material decampanha;* Obtenção de informaçõessobre Marina, suas ideias, seuprograma de governo e asformas possíveis de apoio ecolaboração.
  • COMO MONTAR A SUA• 1. Identifique o espaço com as marcas de Marina e do Movimento.• 2. Abasteça-se de informações sobre Marina e o Movimento.• 3. Produza materiais (faça-você-mesmo) ou abasteça-se dos materiais oficiais de campanha.• 4. Participe da mobilização: realize encontros, agitos, eventos de rua, converse, convide pessoas... Faça o que você consegue e quer fazer.• 5. Use o mapa do movimento para saber quem está perto de você. Ajude as pessoas a se cadastrarem.• 6. Não se esqueça de registrar e compartilhar a sua ação e o funcionamento da Casa: poste fotos, vídeos e textos no site do Movimento.
  • UM MUNDO MELHORNo game “Um Mundo”, o usuário precisa construir seupróprio mundo a partir dos valores e princípios, como odesenvolvimento sustentável e proteção ao meioambiente.Assim como no “Farmville”, sucesso do site derelacionamentos Facebook, os jogadores podem trocarpresentes virtuais. Os jogadores ainda podemcompartilhar seus mundos entre si ao abri-los paravisitas, o que faz com que o mundo cresça.
  • PLÍNIO E O TWITTER• Fura debate Folha/UOL• Trendtopics mundial• Tweetaços (fazer barulho)• Transparência do usodo perfil
  • SERRA E A BOLINHA DE PAPEL
  • BOATOS
  • E-mail e Orkut foram principais formas de divulgação.Dilma foi bastante atacadadurante a campanha.
  • Mas boatos também surgiram contra Serra.
  • BOATOS@espalheaverdade
  • SERRA
  • @combataoboato
  • ELEITORES• Dilma Boy
  • BAHIA• Desenhos Como militar no Twitter
  • ACM NETOLink
  • BELO HORIZONTE• Leonardo Quintão
  • • Tom Cavalcante
  • CASO SEMELHANTE NA BAHIA
  • REFERÊNCIAS• - AGGIO, Camilo. Campanhas Online: O percurso de formação das questões, problemas e configurações a partir da literatura produzida entre 1992 e 2009.• - AGGIO, Camilo. Dos websites aos media sociais: Apontamentos sobre os recursos e práticas de publicidade das campanhas eleitorais nos ambientes digitais.• - BRAGA, S.; NICOLÁS, M. O que a internet agrega às eleições? Um balanço inicial do uso da internet pelos candidatos aos governos estaduais e ao senado federal nas eleições brasileiras de outubro de 2010.• - CREMONESE, D. Redes Sociais e Política no Brasil: a utilização do Twitter nas eleições 2010.• - GOMES, W.; SILVA, T.; FERNANDES, B.; REIS, L. “Politics 2.0": a campanha online de Barack Obama em 2008 .
  • • - MARQUES, Jamil; SAMPAIO, Rafael. Internet e Eleições 2010 no Brasil:• Rupturas e continuidades nos padrões mediáticos das campanhas políticas online• - GOMES, W.; REIS, Lucas. Publicidade Digital: formatos e tendências da nova fronteira publicitária.• PRADO, Sara. Relatório sobre inovações de campanha no México e França. Observatório de Publicidade em tecnologias digitais.• - RESENDE, J.F.; CHAGAS, Juliana. Eleições no Brasil em 2010 - comparando indicadores político-eleitorais em surveys e na internet.• - SANTOS, Nina; CARLOS, RUAN. Mídias Sociais e Eleições 2010.• - SILVA, Tarcízio. Comunicação e campanhas políticas online. Apresentação. 2012.
  • Fontes de Informação- Observatório de Publicidade em Tecnologias Digitais (UFBA)- Comscore.com- Data Senado- CETIC.br- Ibope Inteligência- Pesquisa GFK http://www.gfkindicator.com/- empresa emarketer http://www.emarketer.com/- empresa E.Life http://elife.com.br/
  • OBRIGADO,• cardososampaio@gmail.com• @cardososampaio • www.comunicacaoepolitica.com.br• http://www.publicidadedigital.facom.ufba.br