Conjuntodetrabalhos
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Conjuntodetrabalhos

on

  • 1,327 views

Conjunto de Trabalhos Régius Brandão

Conjunto de Trabalhos Régius Brandão

Statistics

Views

Total Views
1,327
Views on SlideShare
1,327
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
1
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Conjuntodetrabalhos Conjuntodetrabalhos Document Transcript

  • RÉGIUS BRANDÃO (Porto Alegre, 1956) ATOR, AUTOR, DIRETOR E PRODUTOR DE TEATRO PROFISSIONAL DESDE 1979 - PARTICIPOU DE MAIS DE 40 ESPETÁCULOS TEATRAIS, 10 FILMES, ESPECIAIS PARA A TEVÊ E DIVERSAS AÇÕES DE RECONHECIDA IMPORTÂNCIA NO CENÁRIO ARTÍSTICO E CULTURAL REGISTRO PROFISSIONAL MIN.TRAB.1631/DRT/ RS CONJUNTO DE TRABALHOS TEATRO A Rua Mágica de Nilton Negri – Direção de Sonia Pellegrino – Música de Ricardo Pereyra – Teatro Renascença e Teatro Goethe Institut, Porto Alegre (1979) O Rei da Vela de Oswald de Andrade – Direção de Nestor Monastério- Cenografia e Figurinos Arno Sérgio Horlle- Teatro do Círculo Operário, Porto Alegre (1980) Chapéu, Chapelão & Cia. de Paulo Herculano e Fausto Bruninni – Direção Ronald Radde – Teatro de Câmara, Porto Alegre (1981) Marat-Sade de Peter Weiss – Melhor Espetáculo Estrangeiro no Uruguai em 1982 - Direção de Nestor Monastério- Direção Musical Toneco Costa- Teatro Renascença, Porto Alegre e Teatro Stela De Itália, Montevidéo, Uruguai( 1982) Libel de Jurandir Pereira – Direção de Ronald Radde- Cenografia e Figurinos de Júlio Saraiva – Teatro Câmara, Porto Alegre (1982) A Menina das Estrêlas de Jurandir Pereira – Direção Ronald Radde – Teatro Renascença, Porto Alegre (1983) Não Tá Aqui, Não Tá Lá Onde é Que Tá? de E. Pettersen- Direção Ronald Radde – Teatro de Câmara, Porto Alegre (1984) Merlin, A Terra Deserta de Tankred Dorst – Direção de Arines Íbias- Direção Musical Flávio Oliveira- Cenografia Rosaccia- Figurinos Arno Sérgio Horlle – Teatro do Goethe Institut, Porto Alegre e Theatro São Pedro, Porto Alegre(1983) Zum Ou Zois de Carlos Meceni e J. M. Padovani- Direção Régius Brandão e Carlos Freire- Direção Musical Meme Meneghetti – Teatro da Cia. de Arte, Porto Alegre(1984) Nietszche no Paraguay de Julio Zanotta Vieira – Direção de Carlos Cunha Filho- Cenografia e Figurinos Régius Brandão- Direção Musical Meme Meneghetti – Teatro de Câmara, Porto Alegre (1985) Dom Quixote & Dulcinéia de Régius Brandão Sete indicações ao Troféu Açorianos da Prefeitura Municipal de Porto Alegre - Direção Régius Brandão e Meme Meneghetti- Direção Musical Fernando Corona - Cenografia e Figurinos Eduardo Antunes - Sala Álavaro Moreyra, Porto Alegre (1986) Criador Versus Criaturas de Érico Veríssimo - Direção, cenografia e figurinos Régius Brandão –Espetáculo produzido pela Secretaria de Cultura de Porto Alegre, para homenagear o autor -Teatro Renascença, Porto Alegre (1998) Cabaret – Musical baseado na obra de Bob Fosse – Adaptação e direção de Rony Leal, Gruta Azul Casa de Shows, Porto Alegre (1988) Rhapsody In Blue – Texto e direção de Régius Brandão – Direção Musical Meme Meneghetti – Bogart Bar, Porto Alegre (1988) O Jogo da Velha – Texto de Roberto Oliveira e Régius Brandão – Direção de Roberto Oliveira – Teatro de Câmara, Porto Alegre (1988)
  • O Prudente Presidente de Julio Zanotta Vieira- Direção Julio Zanotta Vieira- Direção Musical Meme Meneghetti- Teatro Renascença (1988) Charlie, O Clown – Criação, direção e intepretação de Régius Brandão- Cicuito escolar do estado do Rio Grande do Sul e Festival Internacional de Teatro de Canela, Brasil (1989) Supérfluo Abandono de Régius Brandão- Direção,Cenografia e Figurinos Nelson Magalhães Direção Musical Renato Falcão- Teatro de Câmara e Sala Carlos Carvalho, Porto Alegre(1990) Carnavaral – Criação, direção e interpretação de Régius Brandão – Trilha Sonora Especialmente Renato Falcão (1991) Consumatun Est – Espetáculo musical de Renato Falcão com textos de Mário Quintana – Direção Cênica e atuação de Régius Brandão (1992) Exílio de Um Instante – Textos de Samuel Beckett, Albert Camus, Julien Beck, Fernando Pessoa e Régius Brandão – Criação, direção e interpretação de Régius Brandão – Trilha sonora composta e executada ao vivo por Renato Falcão – Teatro de Arena, Porto Alegre (1992) O Pintor de Régius Brandão- Criação, direção e interpretação de Régius Brandão – Trilha Sonora de Meme Meneghetti – Teatro de Arena de Porto Alegre e diversas cidades da Argentina (1992) Um Inimigo do Povo de H. Ibsen – Direção de Dilmar Messias, Cenografia Rosaccia- Teatro de Câmara, Porto Alegre(1993) Homo Sapiens (uma jaula de feras e três homens vivendo dentro dela) – Criação e direção de Régius Brandão – um espetáculo com 12 horas de duração – realizado no centro da cidade de Canoas, Brasil – como parte da Campanha pela Luta Anti Manicomial (1994) Casamento Aberto, Quase Escancarado de Dario Fo e Franca Rame Direção de Carlos Alsina (Laboratório Técnico Per Atore – Milano - Itália) Cenário Patricia Bruno- Figurinos Christiane Lopes- Teatro do Clube de Cultura, Teatro Carvalho, Sala Álvaro Moreyra, Teatro do IPE, Theatro São Pedro, Porto Alegre(1993, 1994, 1995, 1996, 1997) Quartett de Heiner Muller - (6 indicações ao Açorianos e Troféu de Melhor Iluminação) Direção de Régius Brandão - Elenco: Alejandra Herzberg e Régius Brandão Cenografia Rodrigo Lopes - Figurinos Malu Rocha e Alexandre Silva – Iluminação João Acir Teatro Goethe Institut, Porto Alegre ( 1995)
  • Com Açúcar, Com Afeto, Até Que Caia O Teto - Texto e direção de Régius Brandão- Cenografia e figurinos João Drumond - Espetáculo financiado pelo FUMPROARTE da Prefeitura Municpal de Porto Alegre – Teatro Bruno Kiefer e Sala Álvaro Moreyra, Porto Alegre(1996) Supérfluo Abandono – Texto, direção e interpretação de Régius Brandão- Trilha sonora especialmente composta Renato Falcão – Teatro de Arena, Porto Alegre – Teatro Álvaro de Carvalho, Teatro da UBRO, Teatro da UFSC de Florianópolis, Teatro Adolpho Mello de São José e Teatro Latino, Porto, Portugal (2004, 2005, 2006, 2007, 2008) O Pintor de Régius Brandão (segunda montagem) Direção Régius Brandão - 7 indicações Açorianos e 2 Troféus Açorianos: Melhor Ator e Melhor Trilha sonora – Sala Álvaro Moreyra, Porto Alegre e Teatro da Ubro, Florianópolis e Teatro Adolpho Mello, São José (2004/2005) Foi Bom Pra Você? de Luis Fernando Verissimo- Direção Wlady Soares - Cenografia e figurinos Régius Brandão – Teatro da UBRO e Teatro Álvaro de Carvalho, Florianópolis – Theatro Atheneu, Aracaju (2006) Singularidades de Uma Civilização – Direção e adaptação de A Cidade E As Serras de Eça de Queirós de Régius Brandão - Premiado no Edital de Fomento ao Teatro da Prefeitura de Aracaju- Teatro Atheneu de Aracaju- (2007) Casamento Aberto, Quase Escancarado de Dario Fo e Franca Rame – Direção, cenografia e figurinos de Régius Brandão - nova montagem – Espaço Cultural Sol da Terra e Teatro Álvaro de Carvalho, Florianópolis (2008/2009) View slide
  • O Irmão Gêmeo do Morto - Texto, direção e interpretação de Régius Brandão (espetáculo que representou o Brasil / MinC no Festival Lusófono de Teatro de Matosinhos/Portugal (2009) CINEMA, TV e RÁDIO Ator nos filmes A Pequena Vida das Pessoas Grandes - Curso de Cinema , Goethe Institut –Direção de Jaime Lerner A Matadeira de Jorge Furtado Festa de Margarette de Renato Falcão Diário de Um Novo Mundo de Paulo Nascimento Rolex de Ouro de Beto Rodrigues ANITA, Una Vita Per Garibaildi de Aurélio Grimaldi (produção Itália-Brasil) Aos Hespanhóis Confinantes de Angelo Sganzerla Docê de Coco de Penna Filho SEGREDO, série de 60 capítulos - produzida pela RTP de Portugal – dirigida por Leonel Vieira – exibida ainda em diversos países da Europa e África. E em Lurdinha, A Vendedora de Ilusões de César Cavalcanti – documentário - Assitente de Direção e Preparador de Elenco Em 2008 como produtor de cinema foi contemplado com o PRÊMIO CINEMATECA CATARINENSE GOVERNO DO ESTADO DE SANTA CATARINA com o projeto do filme curta metragem Mot de Andrew Kastenmeyer – com Régius Brandão, Édio Nunes e apresentando Luiz Eduardo como Mot - Produção Executiva de César Cavalcanti Fotografia Ralph Tambke – Direção de Arte Fernando Marés em fase de montagem. Apresentador e produtor da TV FESTIVAL (canal exclusivo do Festival de Cinema de Gramado de 1995 à 1998) e realizou entrevistas com personalidades do cinema, entre elas: Fay Dunaway, Gina Lolobrigida, Elliot Gold, Michelangelo Antonioni. Participou ainda de inúmeros especiais para televisão e fez participações em tele-novelas. Atuou na novela radiofônica A Descoberta da América de Moacyr Scliar, produzida e veiculada pela Rádio Deutsch Weller - Alemanha Foi comentarista de teatro na FM Cultura de Porto Alegre. ARTIGOS E PUBLICAÇÕES Colaborador na revista eletrônica O Bife, no Jornal Já Porto Alegre, no Jornal Zero Hora de Porto Aegre. View slide
  • É um dos autores de Educa-se Uma Criança? Ed. Artes e Ofícios e de artigos para jornais e publicações especializadas. OUTRAS ATIVIDADES NO CAMPO DA CULTURA De 1998 à 2002 - Assessor Especial do Secretário da Cultura do Estado Rio Grande do Sul, Brasil nas áreas de Artes Cênicas e Lei de Incentivo à Cultura e representou o governo do estado em diversos foruns e comissões e representou a Secretaria de Cultura na Comissão de Controle da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre - OSPA Representou o Governo do Estado na coordenação do FORUM DA SOLIDARIEDADE – III SEMINÁRIO INTERNACIONAL – A Crise do Capitalismo Globalizado na Virada do Milênio - realizado em Porto Alegre em 1999 e que reuniu representantes de 24 países, evento que antecedeu o FÓRUM SOCIAL MUNDIAL. Em 2008 foi avaliador em todas as etapas do Prêmio Cultura Viva do Ministério da Cultura e intergrou a comissão de seleção dos filmes do FESTIVAL AUDIO VISUAL DO MERCOSUL- FAM (Florianópolis/SC). www.regiusbrandao.com