Your SlideShare is downloading. ×
Educacao superior  abordagem historico critica
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Educacao superior abordagem historico critica

268
views

Published on

Conceitos relevantes para a Educação e Docência no Ensino Superior e forma de aprendizado.

Conceitos relevantes para a Educação e Docência no Ensino Superior e forma de aprendizado.

Published in: Education

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
268
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
7
Actions
Shares
0
Downloads
5
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. EDUCAÇÃO SUPERIOR UMA ABORDAGEM HISTÓRICO CRÍTICA CONCEITOS SOBRE EDUCAÇÃO E APRENDIZADO Jorge Purgly jorgepurgly@gmail.com
  • 2. O mundo é feito de mudanças  Tipos de mudanças  Partilhadas – Genética  Comuns - Culturais  Individuais - Experiências  Principais conceitos de Vigotsky  Internalização – Brinquedo como aprendizado  ZPD = Zona de Desenvolvimento Proximal  Nível de desenvolvimento real em relação ao  Nível de desenvolvimento potencial
  • 3. Psicologia Evolutiva  Modelo Mecanicista – Experiências e Aprendizagem  1- Filogênese – Espécie humana  2- Ontogênese – Etapa de vida  3- Sociogênese – Sociedade  4- Microgênese - Indivíduo
  • 4. Jean Piaget  Mecanismos mentais da criança e esquemas.  4 Estágios da Epistemologia Genética da assimilação e da acomodação.  1- Sensório motor (6 sub-estágios) - Início da imaginação.  2- Pré-operatório – Egocentrismo infantil  3- Operatório concreto – 7 a 12 anos – Lógica  4- Operatório formal – Maturação, experiência e ambiente social.
  • 5. Psicanálise – William Reich  As 6 fases do desenvolvimento  1- Oral  2- Anal  3- Fálica  4- Latência  5- Genital e Maturidade Emocional
  • 6. Mecanismos de defesa  Na escolha profissional  - Social – Herança ocupacional  Psicológica – Individual  Avaliação tradicional  Exercícios  Provas  Exames
  • 7. Método Jesuita de aprendizagem  1- Preleção = Pesquisa = Compreender  2- Debates = Pergunta = Compreender  3- Memorização = Leia = Reter  4- Expressão = Recite = Reter  5- Imitação = Reveja = Praticar Método Beneditino= Pesquisa, pergunta, leia, recite e reveja. Comênio – Didática Magna – Compreender, reter e praticar. Francis Bacon – Ensinar coisas úteis.
  • 8. Comênio  Aprendizado pela Natureza e pelos sentidos.  Escola única a cargo do Estado.  A ideologia liberal foge dos objetivos da escola pública ( versão atual adaptada de Comênio)  Ensinar tudo a todos.  Adicione os resultados aqui Desde o ano de 1500 existe a contínua busca de uma nova forma de ensinar: Michel de Montaigne
  • 9. CNE – Conselho Nacional de Educação  Atividade  Normativa  Deliberativa  Fiscalização da legislação.
  • 10. Pesquisador Institucional -2004  Atividades:  Censo da Educação Superior  ENADE – Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes.  Cadastro Nacional de Docentes do Ensino Superior.  CAPES – Avaliação strictu-sensu.
  • 11. Avaliação  Cursos de iniciação, extensão, qualificação, requalificação e livres.  IES – Instituição de Ensino Superior, começa a ser avaliada pelo MEC – Ministério da Educação e Cultura desde o credenciamento.  Avaliação: Busca da qualidade e da melhoria contínua.  LDB – Lei de Diretrizes e Bases da Educação 1996 – Inclui a educação infantil.
  • 12. SINAES – Sistema Nacional de Avaliação na Educação Superior  Substituiu o Provão em 2004.  Avalia a Instituição de Ensino Superior – IES  Avalia os cursos  Avalia o desempenho dos estudantes no ENADE  Instrumento de primeira geração- Busca pela Nota x Quanto o aluno aprendeu.  Reflexão do aluno x Pós modernismo
  • 13. Pensadores  Paulo Freire: “Pesquiso para constatar.” – Professor- Conhecimento – Aluno  Montesquieu: Construir o Eu como Cidadão.  Platão: Educação para guardar a Pólis (Cidade).  Marconi e Lakatos: A ciência e o acumular de conhecimentos. A ciência é falível. É necessário o confronto da teoria de prática.  A atividade científica busca o controle sobre os elementos da Natureza.
  • 14. PNE- Plano Nacional de Extensão Universitária  Universidade- Ensino, Pesquisa, Extensão e Sociedade.  Ensino – Para além da sala de aula.  Pesquisa – Curiosidade e conhecimentos para a sociedade.  Extensão – Ajudar a resolver problemas
  • 15. O compromisso da escola  A Escola como Instituição tem um compromisso com a sociedade apresentando um conhecimento elaborado, sistematizado e erudito.  Proposta de docência no ensino superior:  Uso da Didática através da Pedagogia Histórico Crítica.  Práxis.
  • 16. Tecnologia móvel na Educação  Impactos nos cursos de EAD  MOOCs – Massive Open Online Courses  APPs são a tendência tecnológica (Applications for Mobiles).  Mobile Learning.  Desafio: Capacitar educadores, professores docentes, pesquisadores, com as novas tecnologias disponíveis do mercado e incentivar o seu uso na Educação.
  • 17. Educação Por Competências  Transmissão sistemática do senso comum para o preparo para o mercado de trabalho.  Conhecimento de Geração em Geração = Senso Comum.  Críticas: Pragmático e limitado ao senso comum. Foco em habilidades e competências para o mercado de trabalho.  Educação tecnicista- Metodologia importada do exterior para passar conhecimentos práticos para atender ao Mercado.
  • 18. Educação Contemporânea  Demerval Saviani e João Luiz Gasparin – Pedagogia Histórico-Crítica.  Gramsci (2005) – O trabalho humaniza.  Peter Drucker – Sociedade do Conhecimento. Sociedade pós-industrial: Mercado, Sociedade e Política.  Chauí (2005)- Racionalismo: Capacidade de distinguir a aparência da realidade.
  • 19. Pedagogia Histórico Crítica  - Nível de Desenvolvimento Atual  1- Introdução  2- Prática Social Inicial  Zona de Desenvolvimento Imediato  3- Problematização  4- Instrumentalização  5- Catarse  Novo Nível de Desenvolvimento atual  Prática Social Final. Pesquisa Pergunta Leia Recite Reveja
  • 20. Conclusão  “Ninguém é melhor do que todos nós juntos” jorgepurgly@gmail.com Indaial, 13 de março de 2014