A torre eiffel (1a)

360 views
309 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
360
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

A torre eiffel (1a)

  1. 1. A Torre Eiffel – Paris - FrançaFoi o Engº. Eiffel quem projetou os planos estruturais de uma das maiores estátuas no mundo e cartão de orgulhodo povo Americano: A estátua da Liberdade. Como e porque os Franceses chegaram a dar esta estátua depresente aos seus irmãos da América, veremos a seguir. -(A FOTO AO LADO É DOS COMEÇOS DA CONSTRUÇÃO DA TORRE EM 1860)Durante uma festa na cidade de Paris em fins de 1865, o escultor Fréderic Auguste Bartholdi e seu anfitriãoEdouard-Renee de Laboulaye, conceberam a idéia de que o povo da França deveria presentear aos Governantesdos Estados Unidos, com um monumento em ocasião do primeiro centenário da assinatura da Declaração daIndependência. - Ainda que os aliados franceses dessa época protestaram pela iniciativa. - Mesmo assim, oescultor Frederic-Auguste Bartholdi viajou para os Estados Unidos para se encontrar com as autoridades enegociar o presentinho.O monumento que se projetava tinha um custo demasiado elevado, pelo qual se integrou uma União "Franco-Americana" para reunir fundos, de tão caro que era na época. O custo total da estátua, que foi de um milhão defrancos, foi coberto em sua totalidade pelo povo francês, nada feliz sem dúvida nenhuma. Enquanto que, os norteamericanos desembolsaram os 250 mil dólares necessários para o pedestal. Em sua mão direita, em posiçãoerguida, a divindade representada na estátua, segura uma tocha iluminada; em sua mão esquerda, a tábua da leique leva escrito em números romanos a data de 4 de julho de 1776, data da independência.A Estátua da Liberdade foi constituída como monumento nacional em 1924 e esta data está ficada em umaarmação de cobre de 2.4 milímetros de espessura, e seu suporte é uma lâmina de ferro desenhada por AlexandreGustave Eiffel. O processo de sua elaboração requereu a Bartholdi construir um modelo de três metros de altura,a qual aumentou até conseguir uma figura de 11 metros dividida em sessões. Cada sessão era posteriormenteaumentada e no final todas elas foram colocadas em sua estrutura central. A Estátua da Liberdade mede por voltade 46 metros de altura e pesa 225 toneladas.Em 1871 Bartholdi visitou a América buscando inspiração e ajuda. Antes que o seu navio atracasse no porto deNova York, ele havia acabado os seus primeiros rascunhos para uma estátua colossal de 90 metros de altura. Ainovação do escultor francês era construir um "carcaça" de finas placas ao redor de uma estrutura de metalrobusta, para dar-lhe vida a obra de quase 225 toneladas. A equipe de Bartholdi trabalhou mais de 300 folhas decobre à mão para terminar a "cabeça". A estrutura interna foi supervisionada por Eiffel.Grover Cleveland, presidente dos Estados Unidos inaugurou a Estátua da Liberdade no porto de Nova York em 28de outubro de 1886. "Doação do povo Francês". Sua estrutura metálica interna foi desenhada pelo engenheiroGustave Eiffel e assim fundou a gigantesca Estátua da Liberdade iluminando o mundo de Auguste Bartholdi.- Este monumento, símbolo da liberdade, é um presente feito ao 4 de julho de 1776, pelo povo francês aosEstados Unidos, em comemoração à aliança feita pelas nações durante a Revolução Norte Americana.Hoje voando sobre a estátua da Liberdade pode-se observar com assombro os detalhes de acabamento da obraFrancesa. Cada detalhe, cada cacho do cabelo na parte superior da cabeça, foi talhado e polido pela equipe deartesãos com o mesmo cuidado que todo o corpo e vestimenta. No entanto, quando em 1884 Fréderic AugusteBartholdi terminou de dirigir sua magnífica obra, faltavam ainda nove anos para que se inventasse o aeroplano, ouseja que a dedicação e perfeição do acabamento eram mais que notórios.Ninguém veria a parte superior da estátua, não era necessário talhar e polir cuidadosamente a parte mais alta domonumento. Só alguém detalhista convicto, crente do trabalho bem realizado decidiria um esforço tãodesnecessário. Pese a devastação que as torres gêmeas de Nova York sofreram no dia 11 de Setembro de 2001,a obra a poucos metros do desastre, a estátua nos segue mostrando a excelência de sua construção.Engº Alexandre Gustave Eiffel - Nasceu em 15 de dezembro de 1832 em Dijon - França. Estudou no LicéeRoyal de Dijon e posteriormente no College Sainte-Barbe em Paris e em 1855 se graduou na Escola das Artes eManufaturas. Mais tarde trabalhou para uma empresa de ferramentas. No ano de 1866 funda a sua própriacompanhia. Em 1877 constrói uma ponte sobre o rio Duero em Portugal, que estava formado por um único arco decerca de 160 metros de altura. Seu trabalho combinado com grande destreza e um elegante desenho, tal como seobserva no viaduto Garabit da França, que durante um tempo foi a ponte mais alta do mundo.A "Dama de Ferro", como a chamam os parisienses, recebe anualmente a visita de mais de seis milhões deturistas, que fazem longas filas durante todo o ano para subir aos seus três pisos, que abrigam um eleganterestaurante, um cinema que relata a história de sua construção e um pequeno museu de cera, onde figura o Engº.francês Gustave Eiffel, instalado em seu escritório estudando seus planos. Obra do engenheiro Gustave Eiffel,esta torre tinha no começo permissão para ficar por 20 anos em território parisiense, quando foi inaugurada para afeira de 1889. A Torre Eiffel, tem sido simultaneamente, sede do jornal Le Figaro, observatório, estação
  2. 2. meteorológica, telegráfica, oficina postal e pista de patinação em gelo do Circo de Moscou. A Torre Eiffel épropriedade da prefeitura de Paris.Palavras de Roland Barthes, investigador e escritor, a torre Eiffel é um espetáculo olhado e olhando, edifício inútilmas insubstituível, mundo familiar e símbolo heróico, testemunho de um século e monumento sempre novo, objetoinimitável e sem parar é reproduzida, elemento puro, aberto a todos os tempos, a todas as imagens e a todos ossentidos, metáfora sem freio. Através da torre, os homens exercem esta grande função do imaginário que é sualiberdade, posto que nenhuma história por mais obscura que seja, tem conseguido tirar dela..Esta imponente torre, de 6.300 toneladas de ferro forjado em 18.000 peças, unidas por 2.500.000 arremates, umaaltura de 300 m e dependendo da temperatura pode variar em até 15 centímetros, utilizou 300 trabalhadores por 2anos (1887-1889), pode balançar no máximo 12 cm com ventos fortes, tem 40 toneladas de pintura e se precisamdar 1652 passos para chegar ao topo. A base consiste em quatro enormes arcos que descansam sobre quatropilares situados nos vértices de um retângulo. A medida que a torre se eleva, os pilares giram para o interior, atéunir-se em um só elemento articulado. Conta com escadas e elevadores em seu percurso. Próximo do extremo datorre situa-se uma estação meteorológica, uma estação de rádio, uma antena de transmissão para televisão e ashabitações em que o próprio Eiffel viveu.E por falar em tanto ferro, sempre tem um sucateiro louco para meter mão nela e vender os pedacinhosné? Olhem esta história da torre Eiffel... Em 1925, o elegante e mundano vigarista austro-húngaro Victor Lustig,que se fazia chamar "o Conde", conseguiu vender a Torre Eiffel a um negociante de sucata. Aproveitando que aprefeitura da capital estava com problemas financeiros, que impediam inclusive reparar o oxidado monumento,Lustig se instalou na suíte mais elegante do Hotel Crillon, em frente à Praça Concorde, com uma ótima vista daTorre Eiffel. Conseguiu folhas timbradas, envelopes e selos da prefeitura de Paris e convocou por escrito os 5mais importantes comerciantes de sucata da França, para lhes propor um grande negócio que exigia o máximo dediscrição. Os interessados foram ao encontro, e Lustig, em meio a canapés e taças de champanhe, lhes revelouque havia sido designado pelas autoridades municipais Parisinas para vender a Torre Eiffel pela melhor melhorproposta.Quarenta e oito horas depois recebia cinco envelopes fechados com propostas de compra. No dia seguinteconvocou o mais banana para lhe comunicar que sua proposta era a que tinha sido aceita. "Mas você sabe quenestes casos costuma-se fazer chegar discretamente ao senhor prefeito, uma quantia "correta", em dinheiro vivo,para lhe agradecer seu apoio", disse-lhe Lustig, o que o futuro novo "dono" da Torre aceitou imediatamente. Umdia depois, o feliz comprador chegou a vê-lo com uma pasta cheia de cédulas e acertou voltar à tarde para assinara transferência oficial. O falso "Conde" já estava longe, gastando a fortuna ganha com o iludido comprador desucata da Torre Eiffel...

×