Brasil colonia

2,695
-1

Published on

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
2,695
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Brasil colonia

  1. 1. Brasil Colônia Economia e Sociedade
  2. 2. Brasil açucareiro• Nunca esquecer que o Brasil foi uma colônia de exploração: mão-de-obra escrava, latifúndio, monocultura e produção para o mercado externo. Primeiro engenho brasileiro: Em São Vicente por Martim Afonso de Sousa.• Auge da cultura: região Nordeste na Zona da Mata.
  3. 3. Brasil açucareiro• Escolha do açúcar: adaptado ao solo, grande procura, bom preço e mercado garantido na Europa.• ATENÇÃO: Quebra do mito do monopólio português. O financiamento da produção coube aos bancos holandeses, que também passaram a distribuir a produção.• Tráfico negreiro: solução para a falta de mão-de- obra e forma de a metrópole alcançar mais lucro com a colônia.
  4. 4. Economia canavieira• Produção monocultora para o mercado externo.• Economia subsidiaria ao açúcar: aguardente ( + o tabaco era trocado por escravos) e pecuária.• Auge: dominação holandesa (era Nassau)• Decadência: expulsão dos holandeses
  5. 5. Sociedade açucareira• Titulo de Senhor de Engenho: riquezas e privilégios sociais.• Família Patriarcal (extensão do direito de propriedade sobre familiares), aristocrática e escravista.• Casa Grande: extensão e símbolo da riqueza do Senhor de Engenho. Composta de senzalas e capela.• Pouca diversidade social: Senhor de Engenho, homens brancos (trabalhadores do engenho pequenos lavradores e sem terras) e escravos.
  6. 6. A pecuária• No inicio era atividade subsidiária (auxiliar) da cana-de-açúcar.• Com a Carta Regia de 1701 (que o obrigava a ser criado a 10 léguas da cana- de-açúcar) afastou-se da zona açucareira penetrando pelo interior do Nordeste.
  7. 7. Quadro esquemático sobre a pecuária no BrasilNORDESTE SUL• Correntes de • No inicio, praticava-se povoamento: Sertão de mais a caça ao gado do Dentro e Sertão de Fora. que sua criação.• Predomino da mão-de- • Ganhou força com o aumento do mercado obra livre, relações consumidor oriundo da paternalistas, da atividade mineradora,• algumas possibilidades passando a ser criado de ascensão social, nas estâncias.• surgimento de uma • Predomino da mão-de- “sociedade do couro” obra assalariada.
  8. 8. A mineraçãoConseqüências da descoberta do ouro no Brasil:• aumento populacional, e do mercado consumidor interno,• crescimento urbano e das relações interprovinciais,• deslocamento do eixo econômico para a região Sul e da capital para o Rio de Janeiro,• arrocho colonial.
  9. 9. A mineração• Criação da Superintendência das Minas: órgão responsável pelo controle da região das minas, subordinada apenas a Coroa.• Impostos: Quinto (20 % produção, depois passou a ser 10 arroubas anuais = 15 mil quilos), Capitação (imposto pago por “cabeça de escravos”). DERRAMA: cobrança dos impostos atrasados. Para evitar contrabandos foram criadas as
  10. 10. A mineração• Exploração: faiscadores e lavras.• Exploração dos Diamantes: contratadores.• Caminho das riquezas minerais no Brasil: Portugal ( por conta da exploração colonial) → Inglaterra (por conta do Tratado de Methuen ou “panos e vinhos”de 1703).
  11. 11. Quadro explocativo da mineraçao colonial
  12. 12. outras atividades• Tabagista: usado para o escambo na áfrica (por escravo). Auge: século XVII (coincidindo com o auge do açúcar).• Algodão: recuperação da economia tropical no século XVIII. Expansão da produção: revolução industrial, Guerra de Independência Americana (1774-83) e Guerra de Secessão americana (1861-65).• Mandioca: para a alimentação local (principalmente dos escravos). Ganhou impulso com a dominação holandesa. LEMBRAR DA “CONSTITUIÇÃO DA MANDIOCA” DE 1823
  13. 13. Mapa das atividade coloniais

×