• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Aspectos hidrológicos do evento extremo de novembro de 2008 na região de Blumenau - Dr. Adilson Pinheiro
 

Aspectos hidrológicos do evento extremo de novembro de 2008 na região de Blumenau - Dr. Adilson Pinheiro

on

  • 1,597 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,597
Views on SlideShare
1,589
Embed Views
8

Actions

Likes
0
Downloads
13
Comments
0

3 Embeds 8

http://www.portalpropex.blogspot.com 4
http://portalpropex.blogspot.com 3
http://www.portalpropex.blogspot.com.br 1

Accessibility

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Aspectos hidrológicos do evento extremo de novembro de 2008 na região de Blumenau - Dr. Adilson Pinheiro Aspectos hidrológicos do evento extremo de novembro de 2008 na região de Blumenau - Dr. Adilson Pinheiro Presentation Transcript

    • Aspectos hidrológicos do evento de novembro de 2008 na região de Blumenau Prof. Dr. Eng. Civil Adilson Pinheiro Departamento de Engenharia Civil Programa de Pós-Graduação em Engenharia Ambiental CEOPS BH Itajaí: Dirceu Luis Severo, Mário Tachini, Ademar Cordero
    • • VUNERABILIDADE: grau de suscetibilidade em que um componente do meio, de um conjunto de componentes ou de uma paisagem apresentam em resposta a uma ação, atividade ou fenômeno.
    • • RISCO: potencial da realização de consequência adversa e indesejada à vida humana, saúde, propriedade ou meio ambiente. Pode ser calculado em função da probabilidade de ocorrência e da intensidade de suas conseqüências. 1N Risco = 1 − (1 − ) TR
    • • Período de retorno. Ele é definido pelo inverso da probabilidade de um determinado evento hidrológico ser igualado ou excedido em um ano qualquer. Ele é expresso por 1 TR = P(Y ≥ y ) • onde P é a freqüência de ocorrência de determinado evento hidrológico. −α (y − µ ) −e P(Y ≤ y ) = e
    • • Valores recomendados: – Obras de microdrenagem: TR = 2 a 10 anos – Obras de macrodrenagem: TR = 50 a 100 anos – Grandes obras (barragem): TR = 10000 anos
    • • DANO: qualquer alteração adversa resultante de um acidente ou evento. • AMEAÇA (OU PERIGO): evento ou fenômeno potencialmente danoso. • DESASTRE: resultado de eventos adversos, naturais ou provocados pelo homem resultando em danos humanos, materiais e ambientais e conseqüentes prejuízos econômicos e sociais.
    • Esc. Dunneano
    • Precipitação do evento 300 250,9 243,5 250 Precipitação (mm) 200 150 100 43,3 38 30,8 50 13,9 0 18 19 20 21 22 23 Tempo (d)
    • Precipitação máxima (mm) Precipitação máxima (mm) 0 20 40 60 80 100 120 140 1944 0 20 40 60 80 100 120 140 1946 1944 1948 1950 1949 1952 Precipitação 1954 1954 1956 máxima mensal 1959 1958 Tempo (mes) 1960 y = 7E-05x + 37,478 1964 1962 1964 Precipitação máxima (mm) 1969 1966 0 20 40 60 80 100 120 140 1970 1968 1974 1973 1976 1979 1979 y = 0 ,0 0 8 4 x + 3 2 ,6 0 8 T e m p o (m e s ) 1984 1982 1985 1989 1988 1991 1994 Tempo (mes) 1994 y = -0,0037x + 46,109 1999 1997 2000 2004 2003 2006
    • Sequência • 2 TCCs: • Hidrogramas de projeto e do evento • Engenharia Civil – Pequenas bacias • < 10 km2 – Grandes bacias • > 100 km2